logo Melhores Destinos

Passo a passo para planejar uma viagem: escolha do destino, roteiro e muito mais!

Monique Renne
Monique Renne
02/05/2020 às 6:32

Passo a passo para planejar uma viagem: escolha do destino, roteiro e muito mais!

Planejar uma viagem parece ser tarefa fácil para muita gente acostumada a embarcar por esse mundão, mas se você não está acostumado a roteiros complexos ou é do time de viajantes desorganizados e que deixam tudo para a última hora, esse passo a passo certamente irá te ajudar. Entendemos que o momento não é de viajar, mas sabemos bem que uma viagem começa muito antes da compra da passagem, sendo assim, aproveite para já sonhar com seu próximo destino. E que o seu embarque seja muito em breve!

A emoção de chegar à praia

A emoção de chegar à sonhada praia da Ponta do Mutá, em Barra Grande – Bahia

Antes de definir o destino

Comece a se organizar mesmo antes de definir o destino da viagem. Não é preciso estar com passagens compradas para montar um roteiro. Ler sobre destinos, conhecer outras cidades e países, entender mais sobre uma cultura diferente e passar o tempo pesquisando sobre viagem ajuda a relaxar. Mesmo que você não saiba o rumo das suas próximas férias, esteja preparado para quando ela acontecer! E quanto mais você conhecer do mundo (mesmo que virtualmente), melhor! Um roteiro de viagem começa bem antes da compra da passagem aérea. Aproveite que você não tem “obrigação” com nenhuma rota específica e viaje pelo mundo todo!

Viagem organizada nos mínimos detalhes para a Nova Zelândia

Viagem organizada nos mínimos detalhes para a Nova Zelândia

Faça uma lista de alguns lugares que você gostaria de conhecer

Sonhar com alguns destinos já ajuda um bocado a ter foco na hora de buscar promoções e também de colher informações sobre a viagem tão desejada. Ter alguns prediletos em mente nos faz ficar antenados na busca por tudo que envolve a viagem. Agora, se você tiver o mundo todo como sonho a realizar, esse trabalho pode ficar extenso demais. Claro que de uma hora para outra a sua viagem pode mudar e uma rota inesperada pode surgir, mas, no geral, ter uma listinha básica dos seus objetivos de viagem ajudará bastante!

Hobitton e os cenários de O Senhor dos Anéis na Nova Zelândia

Hobitton e os cenários de O Senhor dos Anéis na Nova Zelândia

Comece a colher informações sobre os seus destinos favoritos

Esse é um dos momentos mais prazerosos na hora de montar um roteiro de viagem. Pesquisar sobre o destino, colher informações, descobrir as principais atrações e tudo o que envolve o seu sonho de viagem é sempre uma deliciosa tarefa. Enquanto você ainda não tem um destino exato, vale qualquer leitura, programa de TV, vídeos no YouTube ou conversas com amigos sobre o seu leque de opções. Tudo o que desperte ainda mais o seu interesse está valendo! Nesse momento, não é preciso anotar nada e nem se preocupar. É hora apenas de ter um primeiro contato com os destinos de viagem para entender um pouco melhor cada um deles.

Todo o charme de Trancoso

Todo o charme de Trancoso

Defina o número de dias e período da sua viagem

Saber quando e por quanto tempo você poderá viajar será fator decisivo na hora de definir o destino e montar o roteiro. Uma boa previsão de quantos dias e também da época para o embarque ajudará a definir quais opções da sua lista de desejos são mais adequadas. Se você sonha, por exemplo, em ver neve, não adianta embarcar em meio ao verão no destino. O número de dias disponíveis para a viagem também poderá afetar bastante a escolha. Se você tem muito tempo, poderá optar por destinos mais complexos, que exigem mais dias de viagem ou mesmo dividir as férias em mais de uma cidade.

A maré baixa na lua certa em Corumbau, Bahia

A maré baixa na lua certa em Corumbau – Bahia

Pesquise sobre o clima e a melhor época

Com o período da viagem já definido (ou pelo menos o período aproximado), comece a pesquisar sobre o clima, a alta temporada e as datas mais festivas das regiões para onde você pretende viajar. Nem todos os destinos são boas pedidas o ano inteiro e alguns deles podem ser bem mais especiais em algumas datas específicas. É importante conhecer mais sobre o clima para não cair em roubada (como viajar na época das monções para a Ásia ou dos furacões para o Caribe). Ao mesmo tempo, uma boa pesquisa ajuda a acertar em cheio o seu desejo, como ver as cerejeiras no Japão ou a Aurora Boreal nos países nórdicos.

O clima será um fator eliminatório importante na sua lista de destinos, mas a alta temporada e grandes datas festivas também podem influenciar bastante, especialmente a quantidade de gente ao mesmo tempo que você na cidade e os custos da viagem. Entender quando é a alta temporada e a melhor época para viajar ajudará na escolha do destinos que case bem com a data disponível.

Dias de sol na Praia do Espelho entre Trancosos e Caraíva, Bahia

Dias de sol na Praia do Espelho entre Trancoso e Caraíva, Bahia

Avalie os custos da viagem

O orçamento de ninguém é ilimitado e muitas vezes precisamos adiar sonhos devido ao alto custo da viagem. Ter ideia de quanto você poderá gastar ajudará a eliminar alguns destinos da sua lista de prioridades. Pesquisar um pouco sobre cada roteiro e avaliar preços de passeios, passagens aéreas, alimentação e hospedagem será fundamental para ter ideia do que é possível dentro do orçamento previsto. Não adianta ter 2000 reais disponíveis e querer fazer uma safari de luxo na África do Sul. É preciso casar bem o que você tem para gastar com os custos da viagem.

Cloud Gata e um dos mais lindos cenários de Chicago para a foto da viagem

Cloud Gata e um dos mais lindos cenários de Chicago para a foto da viagem

Confira a documentação e vacinas necessárias para viajar

Passaporte e visto são fatores que limitam a escolha de destinos de muita gente. Tirar o passaporte é bem fácil e não há mistério nisso. O ideal é já garantir o seu, independente de ter uma viagem marcada. Nunca se sabe quando vai aparecer uma superpromoção e o passaporte será necessário. Caso tirar o passaporte não esteja nas suas prioridades, foque nos destinos nacionais ou em países que exigem apenas a identidade brasileira para a entrada. Se quiser mais detalhes, veja nosso post sobre documentos exigidos para embarque internacional.

Se você já tem o passaporte e busca destinos no exterior, fique ligado na necessidade de visto e na validade do seu documento! Há viajantes que morrem de medo de tirar um visto (tanto pela burocracia quanto pelo custo) e outros  têm o visto recusado antes da viagem. Quem está nesse grupo não precisa se preocupar. Há uma enorme lista de países que não exigem visto de brasileiros para entrada. Agora, se passaporte e visto não são impedimentos para você, o mundo inteiro está de portas abertas!

Alguns destinos do mundo exigem dos viajantes, além da documentação, algumas vacinas. Verifique se esse é o caso, garanta já a vacina e lembre-se de levar o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) no dia da viagem.

Organize-se com antecedência e garanta a compra da passagem se aparecer um bom preço

Sabemos bem aqui no Melhores Destinos que muita gente escolhe o roteiro de férias com base nas excelentes promoções de passagem aéreas que publicamos. Podemos garantir que o custo da passagem é mesmo um valor considerável no total da viagem e buscar uma boa promoção ajudará a cortar os gastos. Com tempo e uma boa lista de destinos em mente será mais fácil focar nas promoções que você deseja e ficar de olho quando sair um bom preço. E se sair a promoção, garanta a compra!

Muitas promoções de passagem aérea duram minutos, por isso é importante saber o período aproximado que você estará de férias, o orçamento disponível e também a melhor época para embarcar rumo às suas cidades favoritas. Com tudo isso em mente será fácil comprar aquela superpromoção que não dá tempo nem de pensar. Vale até deixar anotada uma listinha com a melhor época para cada lugar. Na correria da promoção você certamente sairá na frente.

Promoção publicada em outubro de 2019 no site do Melhores Destinos

Promoção publicada em outubro de 2019 no site do Melhores Destinos

Agooooora… Se aparecer um preço muito espetacular para um destino que não está na sua lista, se joga! Compra a passagem e depois avalie se está ou não dentro do seu orçamento, período disponível e tudo mais. Muita gente muda os rumos das férias porque aparece um preço absurdamente barato. Nesse caso, só te resta começar a organizar a viagem e torcer para ter escolhido a melhor data e período!

Aplicativo do Melhores Destinos

Aplicativo do Melhores Destinos

Vale dizer que a compra da passagem é o passo mais importante para começar a montar definitivamente um roteiro de viagem. Não é fácil trocar a data do voo e cancelar a compra nem sempre é uma opção. Sabendo disso, considere a passagem o fator que marca o compromisso com a sua viagem! A partir de agora é hora de levar a sério a organização do seu roteiro e focar apenas no seu destino. 

Ainda não baixou o app do Melhores Destinos? Clique aqui e receba todas as promoções de passagens aéreas em primeira mão!

Como planejar após a escolha do destino

Com o destino definido você poderá dar passos mais concretos na organização da viagem. Não deixe tudo para a última hora. Dia a dia, de pouquinho em pouquinho, viva a sua viagem antes mesmo de embarcar. A partir de agora você poderá se aprofundar e pesquisar o que fazer, os melhores pontos turísticos, a escolha do hotel, como se locomover, quanto custará a viagem e tudo mais que envolve a organização do seu roteiro e embarque rumo às merecidas férias!

Busque muitas dicas sobre o que fazer no seu destino

Com a cidade ou país escolhido é hora de se aprofundar em todas as informações que puder sobre ele. Conhecer bem as atrações do local ajudará em todos os passos seguintes na organização da sua viagem. Procure dicas em guias de destinos, blogs de viagem, vídeos e, claro, converse com todos os amigos que já estiveram por lá. Quanto mais informações você tiver, melhor! Procure sobre os principais pontos turísticos, dicas de passeios, os melhores lugares para compras e as atrações imperdíveis do seu destino de férias. Sabendo o que te espera será fácil montar um roteiro.

Bungee Jump na Nova Zelândia

Bungee Jump na Nova Zelândia

Siga algumas hashtags e perfis sociais sobre o seu destino

Pode parecer bobagem, mas é possível descobrir muitas atrações acompanhando as hashtags e perfis dedicados exclusivamente a um destino. E o melhor é que esses perfis e hashtags costumam mostrar também cantinhos pouco conhecidos ou quase inexplorados. É a sua chance de descobrir algumas atrações quem não estão nos roteiros oficiais e fugir do obvio ao viajar. Transforme o seu Instagram em um verdadeiro guia de viagens e todo dia se inspire com uma nova descoberta.

Defina o meio de transporte durante a viagem

Saber como se locomover em uma cidade influenciará em diversos tópicos da organização do roteiro. É necessário identifica que tipo de transporte a cidade ou região oferece; se há transporte público eficiente e que leve às principais atrações; ou se é necessário alugar carro ou mesmo usar aplicativos de transporte, como o Uber ou outro específico da região. A escolha do tipo de transporte é muito pessoal, mas fatores como acessibilidade a atrações, disponibilidade e custo de estacionamento; trânsito intenso; e custo final devem ser levados em consideração na hora da decisão.

Estrada na Nova Zelândia

Estrada na Nova Zelândia rumo ao Mount Cook

Faça uma previsão de gastos

Depois de pesquisar sobre o que fazer no seu destino, você já terá uma ideia bem mais clara sobre quanto será necessário para o orçamento da viagem. Pesquise os valores das principais atrações e passeios para ter uma base dos gastos diários; some a isso a previsão de gastos com comida e transporte; e, o que sobrar, você saberá que pode investir na reserva do hotel e também em algumas compras.

Islândia e a necessidade de organizar an finanças para a viagem

Islândia e a necessidade de organizar an finanças para a viagem

Escolha o seu hotel ou outro meio de hospedagem

Depois de pesquisar sobre o que fazer no destino e quais os meios de transporte disponíveis será mais tranquilo escolher a localização da hospedagem e começar a pesquisa. Na hora de reservar o hotel, vale ficar atento a questões como a facilidade de locomoção do destino, o que permite escolher um hotel mais barato e mais afastado; a concentração de atrações em uma mesma região, o que torna mais prática a escolha de um hotel nas proximidades; a oferta de hotéis que são atração, como os que oferecem diversas atividades e farão parte do dia a dia da viagem; o grau de conforto que você espera; e, sempre, a melhor relação custo x benefício entre preço e qualidade.

O ideal no momento da reserva é ter bastante tempo disponível para a busca do hotel. Você poderá “favoritar” vários deles em sites de busca como o Booking, acompanhar as avaliações, identificar se há variação de preços e só então fazer a reserva. E se estiver com dúvida ou quiser tentar um preço melhor, faça uma reserva cancelável. Assim você poderá mudar de ideia a qualquer momento.

A vista de um dos hotéis onde nos hospedamos na Grécia

A vista de um dos hotéis onde nos hospedamos em Santorini, na Grécia

Faça uma lista com tudo o que gostaria de visitar

O grau de investimento neste ponto da organização da viagem depende de cada um. Há quem prefira fazer uma viagem mais solta e descobrindo o que fazer no dia a dia. Outros curtem saber tudo o que é possível fazer antes de embarcar. Independente do seu estilo, uma lista básica de atrações e passeios é bem-vinda, assim você não perde tempo demais durante a viagem.

O método de lista é bem pessoal, assim como a lógica de cada um. Vale fazer uma lista simples com os nomes dos lugares a serem visitados, ou ainda inserir informações extra como horário de funcionamento, preço e endereço. Quanto mais detalhada a lista, menos você precisará consultar a internet durante os dias de viagem.

As Prainhas do Pontal do Atalaia, em Arraial do Cabo - Rio de Janeiro

As Prainhas do Pontal do Atalaia, em Arraial do Cabo – Rio de Janeiro

Pesquise sobre a gastronomia do local e restaurantes que gostaria de ir

A gastronomia faz parte do pacote de viagem e embarcar nas aventuras à mesa é uma das melhores partes das férias. Antes de chegar ao destino, pesquise sobre a culinária típica da região para ter uma ideia do que te espera. Faça uma pesquisa dos melhores restaurantes, busque segredinhos locais, anote as iguarias imperdíveis e escolha alguns restaurantes próximo às atrações que você irá visitar. As dicas dos amigos e também dos moradores da região são sempre bem-vindas. Anote algumas delas e salve no mapa. Quando bater a fome, consulte o mapa e veja se nos arredores está algum dos restaurantes que você anotou.  Isso te ajudará a economizar tempo enquanto estiver viajando.

Peixe com camarão no sul da Bahia

Peixe com camarão no sul da Bahia

Use um mapa online e offline para salvar as atrações e restaurantes

Além da lista, vale salvar todas as atrações em um mapa que esteja disponível online e offline. Uma boa opção é o Google Maps, onde você poderá salvar cada um dos locais de interesse classificando de acordo com sua lógica pessoal, inserindo tags e cores diferentes para cada tipo de atração, além de ser possível incluir informações em texto sobre cada local salvo. O mapa estará disponível online e também offline, para quando você estiver sem internet. Uma mão na roda para quando não há Wi-Fi ou acabam os dados do telefone.

Salvar todas as atrações em um mapa ajuda a ter uma ideia da proximidade dos pontos de interesse, o que facilita na hora de se deslocar entre as atrações. O mapa também dará uma boa ideia de como se locomover entre os pontos turísticos e da melhor localização para a escolha do hotel. Quem gosta de descobrir atrações novas vai se divertir olhando o mapa em detalhes para garimpar achados imperdíveis.

Favoritos da Ilha de Zakynthos

Favoritos da nossa viagem pela Ilha de Zakynthos

Em regiões de praia, por exemplo, vale usar o Google Maps para ver a foto de satélite e percorrer pedacinho por pedacinho do mapa em busca de faixas de areia desconhecidas. O mesmo vale na hora das refeições. Selecione uma área do mapa e busque por “restaurantes”. A lista sugerida pelo Google Maps terá as avaliações dos frequentadores, notas e comentários. Quanto mais reviews, mais frequentado é o restaurante. Selecione alguns de acordo com o seu gosto e já deixe salvo no mapa para não precisar procurar durante a viagem.

Navagio Beach: um dos locais "favoritados" e visitados na Ilha de Zakynthos

Navagio Beach: um dos locais “favoritados” e visitados na Ilha de Zakynthos

Monte um roteiro base para todos os dias da viagem

Com todas as anotações do que fazer, o meio de transporte que será usado e o mapa das atrações será fácil montar um roteiro base para você seguir durante a viagem. Não é preciso se prender integralmente o roteiro, mas ter uma ideia do que é possível fazer em um mesmo dia ajuda bastante a organizar a viagem e também a não perder tempo demais em deslocamento ou buscando o passeio do dia.

O primeiro quesito que deve ser levado em consideração ao montar um roteiro dia a dia é a proximidade das atrações. Evitar deslocamentos longos e priorizar os pontos turísticos e passeio que estão na mesma região ajuda a economizar tempo e permite fazer muito mais coisas em um mesmo dia. Use o mapa (dica anterior) para ter ideia do que está por perto para começar a montar o roteiro de viagem.

Roteiro dia a dia na Islândia montado pela nossa editora no Chile Yenifer Contreras

Roteiro dia a dia na Islândia montado pela nossa editora no Chile Yenifer Contreras para as férias

Quando estiver escolhendo as atrações do dia, avalie o tempo que será necessário para visitar cada uma delas. Evite colocar coisas demais no roteiro para não ficar maluco correndo de um lado para o outro sem ver nada profundamente. Viajar também é curtir com calma. Anote outras alternativas para o dia e, se sobrar tempo depois de cumprir o básico, invista em algumas delas. Ter uma lista de prioridades é fundamental para fazer o roteiro. Defina o que é mais importante e priorize essas visitas. Se algo der errado e você precisar fazer cortes no roteiro, você não ficará tão decepcionado.

Lembre-se de deixar tempo livre em alguns dias da viagem (vale até dias inteiros). É normal fazer descobertas no destino ou mudar as prioridades de visita. Um roteiro fechado demais não permite viver o que de melhor tem na viagem: as surpresas! Ah! E calcule sempre os tempos das refeições. Parar para comer é parte do passeio e merece toda a calma do mundo.

Ao montar o roteiro, não se esqueça de considerar o dia da chegada e da partida, quando é necessário arrumar a mala, passar por aeroporto e imigração, fazer check-in e check-out e outras coisas que demandam tempo e atenção. Evite programação para esses dias e priorize roteiros livres para não deixar de fazer algo importante por imprevistos na chegada e partida.

Dia para relaxar na Blue Pool, na Islândia

Dia para relaxar na Blue Pool, na Islândia

Baixe apps de viagem e sobre o seu destino

Antes de embarcar rumo ao seu destino, pesquise quais aplicativos de viagem são interessantes para a região. Para locomoção, vale baixar desde apps básicos  – como Google Maps, Waze, Uber e o Rome2rio – até outros mais específicos, como o Wikiloc, dedicado a trajetos de trekking, bike, 4 x 4. Se a ideia for usar o transporte público, procure pelos apps específicos do país ou cidade de destino. É quase certo que haverá apps do metro, ônibus e até serviços de transporte privado específicos da área, como o Beat, na Grécia. 

Se você não abre mão de ficar por dentro das novidades gastronômicas, alguns destinos oferecem apps bem eficientes com uma ampla rede de restaurantes avaliados pelos clientes, muitas vezes com delivery (para aquele dia de descanso). Vale conferir o EAT24, Urbanspoon, Zagat, o The Fork e o Open Table, todos disponíveis em várias cidades do mundo. Se estiver em um destino bem específico, faça pesquisas sobre os app usados na região e não deixe de baixá-los.

Para a previsão do tempo, é sempre bom ter um app garantido. Boas pedidas são o Windy, que fornece informações bem completas sobre clima e tudo o que envolve o tema; o Weather Bug; o Weather Channel; e o Accu Weather. Alguns destinos exigem apps de clima mais específicos, é o caso de lugares que dependem de maré (como as praias do nordeste) ou destinos de Aurora Boreal, como a Islândia e Noruega.

Quem estiver em busca de dicas de pontos turísticos pode contar com apps que englobam boa parte das cidades do mundo, como o Google Maps e o Trip Advisor. Para alguns destinos específicos, vale baixar também o Lonely Planet. Sempre vale buscar apps específicos sobre a cidade de destino. Uma busca rápida nas lojas de aplicativo pelo nome da cidade ou região para onde você vai ajudará a encontrar alguns deles.

Alguns app mais genéricos serão bem-vindos em qualquer destino. Ao embarcar para o exterior, lembre-se de baixar o Google Translate ou outro app de tradução; um app de conversão de moeda e de medidas; e aplicativos de aeroportos e voos, como o Flight Radar e o app do seu aeroporto de origem e destino. Aqui tem uma listinha de 15 apps de viagem grátis indispensáveis.

Apps de viagem facilitam bastante a vida

Apps de viagem facilitam bastante a vida

Defina os meios de pagamento que serão usados na viagem

Este é um ponto muito importante e que precisa ser bem pensado, especialmente para quem viaja rumo ao exterior. A decisão de como serão realizados os pagamentos durante a viagem pode influenciar bastante nos gastos totais e até na possível dor de cabeça que pode surgir nas férias. E isso ninguém quer!

A primeira coisa a saber é que você nunca pode ter apenas uma forma de pagamento. Não adianta viajar com somente um cartão de crédito, já que você pode perdê-lo ou ele pode não ser aceito em muitos estabelecimentos. Não vale também levar apenas dinheiro, pois há a chance de não conseguir sacar uma quantia maior e você não terá como resolver uma emergência financeira. Sabendo disso, já tenha em mente que é sempre importante ter duas ou mais formas de realizar pagamentos durante a viagem.

Euro e dólar são boas opções de moeda para levar a qualquer destino do mundo

Euro e dólar são boas opções de moeda para levar a qualquer destino do mundo

Outra medida importante é pesquisar sobre o seu destino e ver se há caixas eletrônicos disponíveis e se cartões de crédito e débito são amplamente aceitos. Assim você terá maior segurança na hora de escolher a forma de levar dinheiro para a viagem. Se estiver embarcando para o exterior, avalie se é mais adequado levar dólar, euro ou a moeda local. Lembrando que dólar e euro são aceitos em todo o mundo e, caso sobre um pouco, você poderá tranquilamente guardar para a próxima viagem.

Veja algumas dicas para economizar na compra de dólar e outras moedas para viagens ao exterior e tudo o que você precisa saber sobre compras no exterior.

Defina o tamanho e tipo da bagagem

Sim! Definir o tamanho e o tipo da bagagem que será levada na viagem pode fazer grande diferença. É preciso levar em consideração alguns fatores importantes que podem tornar a sua viagem mais cara e até mais difícil. As novas regras de tamanho de bagagem adotadas pelas companhias áreas tem aumentando bastante o custo para despachar malas demais, então, caso queira economizar, é melhor se organizar com o mínimo. Para saber mais sobre quantidades e regras de despacho, veja o nosso post especial com dicas de bagagem.

Outro detalhe importante sobre bagagens é o tipo de mala que você irá levar. Cada destino pede um tipo diferente de mala e se você errar feio pode ter alguns problemas desnecessários. Escolher entre mala de rodinha, mala grande, mochilão ou outros modelos depende de cada um, mas também depende muito do lugar para onde você vai e como pretende se locomover. Viajar por Paris e Nova York e pegar metrô, por exemplo, não é uma boa ideia com grandes malas pesadas e de rodinha, já que boa parte das estações não tem elevador. O mesmo vale para destinos onde o deslocamento não é fácil, como a Ilha Grande, no Rio Janeiro, onde o acesso é de barco e os percursos são muitas vezes pela areia; ou Santorini, na Grécia, onde diversos hotéis ficam na encosta e o caminho até eles é por escadarias. Fique atento para não errar na mala!

Se quiser mais detalhes sobre bagagem, veja nossos posts sobre o tipo de mala ideal para cada viagem, o que pode ou não na bagagem de mão; e dicas para viajar com uma mala de mão de até 10kg.

Malas pequenas são sempre mais práticas

Malas pequenas são sempre mais práticas

Escolha o vestuário da viagem e outros itens pessoais que serão necessários

Na hora de escolher a bagagem ideal é preciso também levar em consideração quais itens serão necessários durante a viagem. E, dependendo do destino, pode ser necessário fazer algumas compras antes de embarcar ou logo que chegar ao local das férias.

O tipo de clima é um dos fatores que leva muita gente a gastar dinheiro antes mesmo da viagem. Embarcar para destinos de neve ou muito frio, por exemplo, exige vestuário específico e é um investimento obrigatório, por isso deve ser levado em consideração no orçamento. A boa notícia é que roupas de inverno costumam durar muito e você não precisará comprar sempre que viajar. Se preferir, leve apenas o básico e deixe para comprar tudo ao chegar.

Outros destinos também podem exigir compras especiais. É o caso de viagens que envolvem trekking, passeios pela natureza, mergulho ou outros esportes que exigem equipamentos específicos. Pode ser necessário, por exemplo, comprar uma boa bota de trilha, meias especiais, máscara e nadadeiras para mergulho, sapatilhas aquáticas, casaco corta-vento, capa de chuva, mochilas impermeáveis e outros itens a se pensar de acordo com cada destino.

Máscara e snorkel para destinos onde é possível o mergulho, como San Blas, no Panamá

Máscara e snorkel para destinos onde é possível o mergulho, como San Blas, no Panamá

Estude o mínimo da língua do seu destino ou se garanta no inglês

Para quem embarca rumo ao exterior um fator importante a ser levado em consideração é a língua do país. Quem fala inglês não precisa se preocupar em grande parte do mundo, mas até para quem domina o inglês pode ser um desafio viajar para destinos como China, Japão, Rússia e outros países onde a população não comum não fala inglês. Se você está embarcando rumo a outro país, decore o mínimo necessário para se comunicar e garanta no celular alguns aplicativo de tradução que certamente serão úteis durante a viagem.

Não fala inglês? Mesmo assim ainda é possível visitar outros países! Confira as experiências de alguns leitores sobre viajar sem falar inglês!

Descubra como ter acesso a internet

Ta aí um ponto que é fundamental hoje em dia para qualquer viajante. Estar conectado garante todas informações necessárias com rapidez e facilidade, ajuda a ter aplicativos de celular bem úteis para a viagem e também é uma mão na roda na hora de resolver problemas que surgem de última hora (desde uma reserva de hotel que deu errado a cartões de banco furtados que podem ser cancelados online). Viajar sem acesso à internet é impensável para muita gente, sendo assim, se garanta! Consulte o hotel sobre a acessibilidade ao wi-fi, verifique se há pontos de venda de chip no aeroporto de chegada (assim você já garante internet logo no desembarque) ou assine um serviço que já garanta pacote de dados no exterior.

Faça um seguro viagem

O seguro viagem é fundamental, especialmente para quem embarca rumo ao exterior. É impossível prever o que que pode acontecer (até uma pandemia pode surgir no seu caminho) e estar prevenido nunca é demais. O custo é bem mais baixo do que imaginamos e a economia não vale o risco. Veja mais dicas sobre como fazer um seguro viagem.

Seguro de viagem é importante para todos, mesmo quem não pratica esportes de aventura

Seguro de viagem é importante para todos, mesmo quem não pratica esportes de aventura

Tenha cópias dos seus documentos e deixe tudo disponível online

Não é raro perder documentos ou ser furtado durante uma viagem. Ter cópias do passaporte, carteira de motorista, identidade, seguro viagem, passagens, ingressos e reservas de hotéis é um cuidado extra que evita maiores dores de cabeça em caso de um incidente inesperado. Procure ter cópias dos seus documentos tanto em papel quanto online. Assim você terá acesso aos números e informações necessárias em caso de extravio.

Relaxando em Queenstown

Relaxando entre um passeio e outro em Queenstown, na Nova Zelândia

Escolha uma ou mais pessoas para saberem os seus passos

Ter alguém “responsável” por você enquanto viaja parece uma coisa estranha, mas a verdade é que essa é uma medida de segurança que garante agilidade se for necessário localizá-lo por qualquer motivo. Deixe sempre uma pessoa de confiança a par dos seus passos. Envie a ela reservas de hotel, passagens aéreas e itinerário básico da viagem. Peça também para ela entrar em contato com serviços que possam localizá-lo caso você deixe de respondê-la por qualquer motivo. Dê preferência a pessoas desenroladas e que, em caso de viagem ao exterior, falem ao menos inglês. Não custa nada e pode ser essencial em uma emergência.

Faça uma lista de tudo o que é fundamental levar na viagem

Você já está bem pertinho de viajar? Aproveite então os dias antes do embarque para fazer uma lista com os itens que não podem ser esquecidos. À medida que for lembrando de outras coisas, inclua imediatamente na lista. Com a lista básica em mãos será mais difícil deixar algo importante para trás. Vale incluir desde o dinheiro e passaporte até o travesseiro de pescoço para relaxar no voo. Essa lista servirá de base para suas viagens futuras e o trabalho maior será apenas na primeira vez.

Não sabe por onde começar? Veja nosso post com dicas de acessórios de viagem, um vídeo especial com a equipe do Melhores Destinos contando o que não pode faltar na mala e mais informações sobre o que pode ou não ir na bagagem de mão e dicas para viajar só com a bagagem de mão de 10 kg.

Pesquise como sair do aeroporto

Já está chegando a hora do seu embarque! Parece bobagem, mas chegar a um novo destino meio perdido é bastante comum e pode gerar uma grande dor de cabeça desnecessária já no primeiro dia de viagem. Para garantir que tudo corra bem nas suas primeiras horas, pesquise bem sobre como sair do aeroporto. Acredite! Há muitos aeroportos com acesso complicado e nem sempre é fácil descobrir na hora a melhor maneira de sair dele e chegar até o hotel.

Verifique se há oferta de transporte público e se ele estará disponível no horário da chegada; calcule o custo médio do táxi, Uber ou transfer; descubra onde está a locadora de carros que você contratou; ou pesquise se há ônibus executivo que parte do aeroporto rumo ao seu hotel. Em grandes cidades a oferta de meios de transporte costuma ser grande, mas em destinos mais remotos esse pode ser um passo que realmente exige organização prévia.

Agora é só embarcar e relaxar!

Ufa! Se você chegou até aqui, certamente está com tudo pronto para a próxima viagem. Agora é só relaxar e curtir os momentos inesquecíveis que certamente você irá viver nos próximos dias. E quando voltar cheio de histórias, aproveite e organize suas fotos e melhores momentos da viagem e já se prepare para o próximo embarque!

E você? Como costuma organizar as suas viagens? Conta pra gente!