logo Melhores Destinos

10 cartões de crédito com o dólar mais barato para compras internacionais

Daniel Gadelha
Daniel Gadelha
30/10/2020 às 5:10

10 cartões de crédito com o dólar mais barato para compras internacionais

O cartão de crédito é uma das formas de pagamento mais utilizadas em viagens internacionais. Mesmo com a incidência do IOF (imposto sobre operação financeira) de 6,38%, eles continuam sendo a escolha preferida dos brasileiros, devido à praticidade, segurança e à possibilidade de acumular milhas ou pontos. Mesmo quem não viaja com frequência, mas costuma ter despesas em moeda estrangeira na fatura por conta de outras despesas, deve ficar atento ao valor do dólar cobrado na fatura do cartão de crédito. Isso porque nosso estudo exclusivo mostrou que os bancos e as instituições financeiras podem cobrar até 7% acima da cotação oficial do dólar por essas despesas.

Quer saber quais são os melhores cartões de crédito para fazer compras em moeda estrangeira? Confira 10 excelentes opções neste post exclusivo!

Melhores cartões de crédito para compras internacionais

Para chegar nessa lista nós utilizamos como critério principal o percentual de ágio cobrado pelos bancos acima da cotação oficial do dólar, quando é feita a conversão das despesas em moedas estrangeiras para reais na fatura do cartão. Esse valor foi calculado com base num estudo exclusivo elaborado pelo Melhores Destinos. Além disso, consideramos as melhores opções de cada instituição, de acordo com a pontuação oferecida, e outros benefícios de viagem.

1° – Cartões de crédito Pão de Açúcar Itaucard

Os cartões Pão de Açúcar Itaucard são os melhores cartões para fazer compras no exterior por dois motivos: eles não cobram spread nas transações em moeda estrangeira (você não leu errado!), ou seja, você pagará apenas o dólar PTAX do Banco Centro do dia da compra. A cotação pode ser consultada através do internet banking do Itaú. Adicionalmente, eles acumulam 1 ponto por cada real (e não dólar) gasto (nas versões Gold e Platinum), que podem ser transferidos para os parceiros Latam Pass, TudoAzul e Smiles. Dentre as três opções, a melhor é o Itaucard Pão de Açúcar Mastercard Platinum, por ter uma melhor conversão de pontos para os parceiros, veja:

2°- Cartões de crédito Unicred

Os cartões de crédito da cooperativa Unicred também não cobram ágio nas compras feitas em moeda estrangeira. Ou seja, o cliente pagará apenas a conversão das suas compras de acordo com o câmbio oficial, que pode ser consultado no aplicativo da cooperativa. O melhor cartão da instituição é o Unicred Mastercard Black, que oferece 2,2 pontos por dólar gasto e acesso às salas VIP do programa LoungeKey ilimitado e sem custo para o portador e acompanhantes. A anuidade do cartão é de R$ 750, mas pode variar conforme a unidade da cooperativa. Mas os demais cartões Unicred também oferecem pontos com uma anuidade mais barata.

3°- Cartões de crédito Sicoob

Os cartões da cooperativa Sicoob ficam em terceiro lugar na lista. Junto com os da Unicred e o Pão de Açúcar, são ótimas escolhas para uso no exterior, por serem os únicos a não cobrarem ágio sobre a cotação oficial do dólar, que pode ser consultada pelo aplicativo da cooperativa. Os melhores cartões são Sicoob Mastercard Black e Sicoob Mastercard Black Merit. Ambos oferecem 2,2 pontos por dólar gasto em todas as compras e cobram anuidade, respectivamente, de R$ 770 e R$ 750. A diferença entre eles é que a versão Merit oferece acesso ilimitado e gratuito as salas VIP do acervo LoungeKey. Mas os demais cartões Sicoob também oferecem pontos com uma anuidade mais barata.

4°- Cartões de crédito Sicredi

Os cartões da Sicredi cobram apenas 1% de ágio acima da cotação oficial do dólar nas despesas em moeda estrangeira, que é um valor bem baixo se comparado aos bancos tradicionais. A cotação do dia pode ser consultada pelo site. O melhor cartão da instituição é o Sicredi Mastercard Black que oferece 2 pontos por dólar gasto, acesso grátis e ilimitado às salas VIP do programa LoungeKey e tem anuidade de R$ 750. Mas os demais cartões Sicredi também oferecem pontos com uma anuidade mais barata.

5°- Cartões de crédito Banco Inter

Os cartões do Banco Inter também cobram apenas 1% de spread nas compras internacionais. O programa de recompensas do banco não oferece pontos, mas sim cashback, ou seja, crédito na fatura. Os cartões são todos isentos de anuidade. O melhor cartão do banco é o Banco Inter Mastercard Black, que é um dos melhores cartões de crédito sem anuidade do Brasil. O produto é exclusivo para clientes com pelo menos R$ 250 mil em investimentos na instituição e oferece 1% de cashback em todas as compras.

6°- Cartões de crédito Banrisul

Os cartões do Banco do Estado do Rio Grande do Sul cobram 3% de spread nas compras no exterior. Os melhores cartões do banco são Banrisul Visa Infinite e Banrisul Mastercard Black que oferecem 2,2 pontos por dólar. A principal diferença entre eles fica na anuidade: a versão Infinite é mais cara, cobrando R$ 960 contra R$ 720 cobrado pela versão Black. A anuidade é grátis ao manter R$ 8 mil em gastos mensais.

7°- Cartões de crédito C6 Bank

Em sétimo lugar ficam os cartões do C6 Bank. O banco digital cobra 4% de spread nas compras feitas no exterior. Uma das vantagens dos cartões é que todos podem ser solicitados através do aplicativo do banco sem comprovação de renda, inclusive o seu melhor cartão, o C6 Carbon Mastercard Black. O produto oferece 2,5 pontos por cada dólar gasto e tem anuidade de R$ 1.020, mas o cliente pode ficar isento da cobrança ao manter gastos de R$ 8 mil por mês ou R$ 150 mil investidos no CDB do banco. Para acessar salas VIP, o cartão disponibiliza quatro acessos LoungeKey por ano sem nenhum custo.

8°- Cartões de crédito Banco do Brasil Ourocard

Os cartões Banco do Brasil Ourocard aparecem em 8° lugar. O spread cobrado pelo banco é de 4%. A instituição possui diversos cartões que se destacam, dentre eles: Ourocard Visa Infinite, Ourocard Mastercard Black, Ourocard ELO Nanquim, Ourocard ELO Nanquim Diners Club e o recém lançado Banco do Brasil Altus Visa Infinite. O último já se tornou a grande estrela por oferecer 2,5 pontos Livelo por dólar (4 pontos por dólar promocionalmente durante o primeiro ano de lançamento) e acesso às salas VIP LoungeKey grátis e ilimitado com direito a acompanhantes. O novo produto cobra R$ 1.440 de anuidade que pode ser isenta gastando R$ 25 mil todos os meses.

9°- Cartões de crédito BRBCard

Os cartões do Banco de Brasília também cobram 4% de spread para compras no exterior. Dentre os cartões do banco, destacam-se o BRB Visa Infinite e o BRB Mastercard Black. Ambos cobram anuidade de R$ 894 e oferecem três acessos LoungeKey por ano, além de acesso às salas VIP do Aeroporto de Brasília.

10° Cartão Nubank

novo cartão Nubank

O roxinho encerra a lista e também cobra 4% de spread. Mesmo cobrando o mesmo ágio dos cartões Banco do Brasil, BRBCard e C6 Bank, ele ficou em último lugar por cobrar uma taxa para uso do seu programa de recompensas (Nubank Rewards), além de ser emitido em grande parte na bandeira Mastercard Gold, que não oferece seguros e assistências em viagem, apesar de existir também a versão Platinum. Como ponto positivo, o produto é isento de anuidade e pode ser solicitado através do aplicativo sem comprovação de renda.

Boa parte dos cartões acima fazem parte do Ranking de Melhores Cartões de Crédito para acumular pontos, acessar salas VIP e viajar do Melhores Destinos.

Cuidado com cartões com dólar caro!

Algumas instituições importantes, como Caixa, Porto Seguro, Bradesco, Itaú, Credicard e Santander estão cobrando dos clientes um valor muito acima da cotação oficial do dólar. Confira o resultado completo do nosso estudo:

Quanto melhor colocado no ranking o emissor do seu cartão estiver, mais vantajoso será utilizá-lo no exterior independente da variante (Internacional, Gold, Platinum, Black, Infinite ou Nanquim). Ou seja, entre o Ourocard ELO Nanquim Diners Club e o Banco Inter Mastercard Platinum, o segundo será mais vantajoso por cobrar um spread menor do que o primeiro.

Outro ponto interessante é que, mesmo que você utilize um cartão de crédito mais simples e que não acumule tantos pontos, a cotação do dólar cobrado por ele pode ser bem mais vantajosa do que a de um cartão de alta renda de outro banco, por exemplo.

Veja também:


E você, qual cartão de crédito utiliza em suas compras no exterior?