logo Melhores Destinos

12 dicas para economizar em viagens internacionais em tempos de dólar e euro nas alturas

Leonardo Cassol
Leonardo Cassol
10/06/2021 às 4:22

12 dicas para economizar em viagens internacionais em tempos de dólar e euro nas alturas

A desvalorização do real e o consequente aumento nas cotações do dólar, do euro e de outras moedas internacionais é um fenômeno que, segundo os economistas, veio para ficar. Mas, apesar da pandemia e dos tempos árduos na economia e na política, devem aparecer nos próximos meses boas oportunidades de viajar para o exterior, especialmente com a expetativa de reabertura dos Estados Unidos, Europa, Chile e outros países até o fim de 2021. Dependendo do destino escolhido, e do planejamento da viagem, ainda é possível viajar pelo mundo gastando menos do que dentro do Brasil.

No entanto, a alta das moedas estrangeiras exige atenção e planejamento redobrado dos viajantes. É possível economizar, independentemente do seu estilo ou padrão de vida. Por isso, reunimos 12 dicas que certamente vão te ajudar a viajar mais tranquilo e com o orçamento mais leve, e até encorajar aqueles mais reticentes a programar uma viagem internacional. Confira!

 

1. Dê preferência a países com menor custo de vida

A escolha do destino pode ajudar você a economizar muito. Da mesma maneira que ocorre nas cidades brasileiras, o custo de vida no exterior varia muito entre os países. Na América do Sul, por exemplo, Colômbia e Peru apresentam um baixo custo de vida. Mas isso não significa que você não conseguirá encontrar preços aceitáveis na Argentina e no Chile, por exemplo. No Caribe, Aruba e a República Dominicana são boas pedidas.

Na Europa, para economizar, dê preferência a países como Croácia, Espanha, Portugal, República Tcheca e países do Leste Europeu. A Turquia também é uma excelente pedida. Seja em Istambul ou na Capadócia, o destino surpreende em todos os aspectos.

Nos Estados Unidos, em Las Vegas é possível encontrar estadias com preços mais palatáveis e muita oportunidade de diversão, se você souber se controlar e não torrar todos os seus dólares dos cassinos. Em Miami, ou na vizinha Fort Lauderdale, bem como em Orlando, também é possível encontrar opções que cabem no bolso, dependendo da localização.

O México merece menção. Tirando Cancún, inflacionada pelo mar de turistas que recebe todos os anos, há atrações genuínas com preços mais justos na capital, Cidade do México, que possui ótimos museus e as ruínas astecas e maias, bem como em destinos como Cozumel, Puerto Vallarta e Riviera Nayarit, onde há excelentes resorts.

O Sudeste Asiático oferece opções encantadoras e baratas, como a Tailândia. E o destino fica perto de outros países como Camboja, Vietnã, Mianmar, IndonésiaFilipinas, igualmente bonitos e econômicos.

O custo com hospedagem, alimentação e deslocamento nesses destinos tende a ser bem menor. Evite, nesse momento, viagens para países reconhecidamente caros, como Austrália, Reino Unido, Suíça, Rússia e Japão, ou esteja com o bolso preparado.

Centro de Praga, República Tcheca

Centro de Praga, República Tcheca

2. Evite a alta temporada

No Brasil, a grande maioria das famílias deixa para viajar no período das férias escolares, em dezembro, janeiro ou julho. Ou escolhem períodos de alta demanda nas cidades visitadas. Com isso, acabam pagando caro nos preços das passagens aéreas, hotéis e passeios, já que tudo fica inflacionado. Fugindo desses períodos é possível economizar até 60%, sem contar o menor tempo despendido nas filas das atrações e pontos turísticos.

Quem tem filhos em idade escolar, por exemplo, pode deixar para viajar no Carnaval (baixa temporada na maioria dos países e altíssima temporada dentro do Brasil), na “semana do saco cheio” (quando as escolas suspendem as aulas) ou ainda na primeira semana de aula, quando geralmente as escolas fazem apenas uma revisão do conteúdo já dado aos alunos. Outra opção é negociar antecipadamente férias ou folgas para semanas de feriados prolongados.

3. Economize na passagem aérea

A passagem aérea vai representar uma parte significativa dos custos de sua viagem. Portanto, é onde você precisa investir mais tempo e planejamento. Negocie previamente com a família as datas possíveis para viagem. Se possível, tenha uma agenda flexível. Comece a pesquisar os preços e roteiros com bastante antecedência. Assim você saberá quando encontrou o melhor preço.

Se você está no grupo dos leitores que muitas vezes não consegue comprar as passagens baratas antes delas se esgotarem, algumas dicas: baixe o app do Melhores Destinos. É gratuito e vai te alertar das melhores promoções. Mas, quando surgir alguma promoção, seja rápido.

Por fim, abra a mente para novos destinos. Eu fiz algumas viagens para destinos que inicialmente não planejei, mas que estavam com preços excelentes, e a experiência foi excelente.

4. Reduza os deslocamentos

Se não quiser reduzir o número de cidades a serem visitadas, ao menos otimize o seu roteiro de viagem. Duas técnicas muito úteis podem ajudá-lo a economizar: o Stopover, quando você aproveita uma conexão para pernoitar uma ou mais noites no destino, sem precisar de uma nova passagem. Temos divulgado várias passagens 2 em 1 ou até 3 em 1. Descolamentos pela manhã ou no final do dia permitem aproveitar o destino escolhido. Considere voar nas empresas aéreas de baixo custo, as chamadas low cost, especialmente na Europa, Ásia, México e Estados Unidos, que oferecem um bom serviço a preços muito mais em conta. Cuidado apenas com as taxas adicionais comumente cobradas, para despachar bagagens ou reservar assentos, por exemplo. Tente levar pouca bagagem para economizar.

Na Europa, o trem é um bom meio de transporte para deslocamentos de curta e média duração, com a vantagem de embarcar e desembarcar na área central das cidades. Se for realizar muitas viagens, adquira os passes válidos por períodos determinados. No caso de deslocamentos mais curtos, a bicicleta pode ser uma opção saudável e divertida, especialmente nas cidades com ciclovias.

ESTACAO-TREM-BERLIMEstação Central de Berlim, Alemanha 

5. Economize na hospedagem

Se você não abre mão de ficar em hotel, a primeira recomendação é abrir de marcas e redes conhecidas e pesquisar todas as disponibilidades, considerando os atributos que sejam importantes para você, como localização, infraestrutura, nível de serviço e preço.

O Melhores Destinos possui uma excelente ferramenta de busca de hotéis com desconto, do premiado Booking.com, disponibilizando opções de hospedagem em todo o mundo. Essa ferramenta possui milhões de avaliações genuínas de hóspedes que te ajudam a conhecer as virtudes e defeitos de cada hotel, reduzindo a assimetria de informação. É fácil, prático e seguro e, em alguns casos, é possível fazer o pré-pagamento em reais, escapando do IOF!

Vale a pena investir um tempo pesquisando as opções de estadia, pois é outro item de grande custo em uma viagem. Hotéis bem localizados ajudam a economizar em deslocamento. Reservas com cancelamento grátis podem ser úteis em caso de imprevistos, especialmente durante a pandemia, ou se aparecer alguma promoção com preços melhores.

Quem tiver espírito um pouco mais aventureiro, pode utilizar também o Hotwire nos Estados Unidos, onde você escolhe o hotel por bairros e número de estrelas, e reserva sem saber qual a localização exata ou o nome do hotel. Geralmente as surpresas são bem positivas. No entanto, o valor pago não é reembolsável em caso de desistência.

Para os mais descolados, considere alugar um quarto ou um apartamento. Além do menor custo, você terá mais liberdade para acomodar a família e para cozinhar. O modo mais seguro de fazer isso é utilizando as agências virtuais especializadas, como o Airbnb e Vrbo, que se certificam que os proprietários atendem aos requisitos mínimos para esse tipo de serviço.

Para os desapegados, que viajam sozinhos ou em pequenos grupos, considere ficar em albergues. O Hostel World é a melhor ferramenta para pesquisar albergues, pois oferece muitas alternativas, com informações detalhadas e a avaliação dos hóspedes.

6. Atenção na hora de comprar moeda estrangeira

Levar dinheiro em espécie é a opção que paga menos imposto. Pesquise as melhores opções de câmbio na hora de comprar a moeda e em hipótese alguma compre das mãos de cambistas. Inúmeros viajantes caem em golpes e descobrem que compraram moeda falsa da pior maneira possível, fora do País. Bancos comerciais costumam oferecer cotações interessantes para correntistas, mas é importante pesquisar.

A melhor alternativa para quem tem viagem planejada para 2021 ou 2022 e quer fugir do risco de um aumento ainda maior do dólar e do euro é utilizar uma conta digital internacional gratuita, como a da Nomad ou da BS2. Não há taxa de abertura ou manutenção de conta e você não precisa sair do Brasil, já que o processo é todo digital. Já os cartões pré-pagos (Travel Money) perderam quase toda vantagem após o aumento da alíquota de imposto, que passou a ser a mesma dos cartões de crédito, mas pelo menos evitam o risco da variação cambial.

Os cartões de crédito devem ser usados com cuidado, pois trazem o risco da variação cambial, já que geralmente é cobrada a cotação do dólar do dia do pagamento da fatura, além do IOF de 6,38%. O acúmulo de milhas e alguns benefícios de viagem podem compensar em parte esse custo. Mas vale lembrar que cada banco cobra um dólar diferente na fatura. A diferença pode chegar a 7%, dependendo do seu cartão.

7. Planeje o que vai fazer cada cidade, com antecedência

Monte o roteiro de seus passeios olhando num mapa as distâncias entre eles e os melhores horários para aproveitar cada atração. Deixe um tempo livre para poder aproveitar algo que não tenha sido planejado. Lembre-se que vários museus oferecem gratuidades em determinados dias da semana e que é possível comprar ingressos com desconto para teatros, shows e atrações turísticas.

Algumas cidades oferecem passes para diversas atrações, que podem ser econômicos caso você realmente queira visitar a maior parte das atrações oferecidas no pacote. Compre ingressos com antecedência, sempre que possível.

8. Utilize o transporte público ou por aplicativo

Os deslocamentos terrestres podem somar custos significativos em sua viagem. Privilegie o transporte público, ou considere alugar um carro com baixo consumo de combustível. Na Europa, em quase todos os países o trem e o metrô te levam aos principais lugares de interesse turístico, com segurança e agilidade. O Google Maps pode ser um aliado para achar a melhor alternativa de transporte público. Passes diários ou semanais (alguns exclusivos para turistas) podem trazer grande economia nesse serviço.

Nos Estados Unidos, onde o transporte público é menos eficiente do que na Europa, algumas cidades como Nova York e Los Angeles permitem a utilização do metrô para deslocamento. Já em cidades como Miami ou Orlando, alugar um carro provavelmente será a opção mais econômica. Pesquisar e reservar com antecedência ajuda a economizar. Viajantes solitários ou aqueles que não têm coragem para dirigir em outro país, podem utilizar o serviço de Shuttle (vans fretadas), mais econômico do que o táxi. O Uber também quase sempre será mais barato do que o táxi.

Leia mais:
Alternativas ao Uber: Aplicativos de transporte para usar em viagens

9. Inove na alimentação

A primeira recomendação é não consumir os itens do frigobar, estiver hospedado em hotel, pois habitualmente são itens muito caros. Abasteça a geladeira com água e outros itens comprados no comércio local. Utilize sites e aplicativos especializados, como o Yelp, para escolher onde fazer suas refeições. Você vai descobrir restaurantes surpreendentes, com preços muito competitivos, considerando a avaliação de outros turistas e dos moradores da região. Alguns restaurantes, principalmente na Europa, possuem um menu do dia com entrada, prato principal e bebida ou sobremesa por preços muito em conta.

Considere também fazer pelo menos uma refeição no quarto do hotel, com saladas ou produtos adquiridos em supermercados. Ou um piquenique. Será divertido e muito econômico. Se estiver cansado, peça comida pela internet. Aplicativos e sites como o GrubHub (EUA), indicam os restaurantes que entregam comida no local onde você estiver, oferecem desconto, e ainda mostram dicas e avaliações dos usuários.

Por fim, ande com uma garrafa de água e abasteça nos locais que visitar. Muitas cidades possuem sistemas de fornecimento de água muito seguros, que permitem beber água da torneira sem preocupação.

10. Use a tecnologia e a inteligência para se comunicar

É comum a conta de telefone trazer surpresas após viagens internacionais. Por isso, antes de embarcar, desabilite os dados de seu celular, ou providencie um plano de roaming internacional. Comprar um chip no destino para o uso de dados durante a viagem também pode render uma boa economia. Para se comunicar, utilize aplicativos como Skype e WhatsApp. Pelo Skype também é possível ligar para telefones fixos e móveis no Brasil, com um custo menor do que uma ligação local.

11. Utilize os seguros do seu cartão de crédito

Muitos cartões de crédito internacionais das bandeiras Amex, Diners, Visa e Mastercard oferecem algum tipo de seguro para viagens, aluguel de carros e extravio de bagagens, que geralmente são acionados quando a passagem de avião ou as diárias são pagas com ele, ou até mesmo em passagens resgatadas com milhas.

Alguns cartões permitem emitir o Certificado de Schengen (necessário para viagens pelo Europa, mas útil para qualquer viagem) pela internet. Se tiver mais de um cartão, verifique qual deles oferece a melhor cobertura e aproveite essa facilidade para economizar, sem abrir mão da segurança. Avalie as condições específicas de cada seguro antes de viajar, pois algumas coberturas podem ser parciais. Se necessário alguma cobertura adicional, contrate apenas o que faltar.

Se seu cartão não oferece nenhum seguro, confira o ranking de cartões de crédito do Melhores Destinos e avalie trocá-lo.

12. Compre com moderação

O turista brasileiro é apaixonado por compras. Não tem jeito… A dica é tentar ser bem seletivo, em função da volatilidade da economia brasileira, e ter em mente que você vai viajar novamente em algum momento da sua vida. Antes de embarcar, pesquise os preços dos itens desejados no Brasil. Pode ser que a diferença de preço não compense mais a compra no exterior, em função do câmbio atual. Confira também em seu guarda-roupas tudo o que você tem, especialmente aquilo que comprou em alguma viagem anterior e não usou. Vai ajudar a segurar a onda!

Para quem vai para os Estados Unidos, uma dica é pesquisar o que precisa no site da Amazon e avaliar a opção de entrega no hotel ou em um Amazon Locker. Os preços costumam ser bem menores, e ainda vai economizar tempo e o gasto com deslocamento até a loja. Em outros países, pesquise os preços também pela internet. Consulte se o seu hotel cobra pelo recebimento e armazenamento de pacotes antes de sair fazendo compras. Por isso, se for comprar roupa de inverno, deixe para comprar no exterior, em lojas de departamento, pois pode sair até 80% mais em conta que no Brasil.

compras-nova-york4Shopping Center em Nova York

Por fim, lembre-se: pessoas desorganizadas ou que não planejam a viagem acabam pagando caro por isso. Não seja uma delas!

Este post foi publicado inicialmente em 2015 e vem sendo atualizado com novas informações desde então.

———

E você, o que achou das dicas? Como pensa em economizar em uma viagem ao exterior? Tem alguma dica adicional para compartilhar? Comente, compartilhe e ajude outros leitores!

Colaboraram Camille Panzera, Gisela Cabral e Monique Renne.

316 Comentários

  • Numismata Jaime says:

    Em Roma, os melhores lugares para câmbio dólar-euro estão nas lojinhas que vendem moedas antigas, ao lado da Termini. E, em Paris, o Monoprix tem rotisserias que vendem comida fresquinha e barata, melhor que muito restaurante por lá!

  • YURI FAMINI says:

    Mensagem subliminar “13 dicas…” AHAHAHAHHA

  • Costa says:

    Ótimas dicas.

  • Excelentes dicas!!

    Estou rezando para que o dólar esteja mais próximo desses 3,20 no ano que vem, quando for comprar alguns para a minha viagem de agosto.

    • sigma7777777 says:

      Achei uma boa coincidência eu ter iniciado meu planejamento mirando em uma futura cotação de R$ 3,20 e ver isso aqui no MD.

      • hbalieiro says:

        4,20 sera a cotação do ano que vem. se preparem

        • Mariane Ortiz says:

          Affe maria, deus é mais! kkk

        • Fernando says:

          Cheio de videntes por aqui hoje!

          • hbalieiro says:

            Não sou vidente, apenas leio notícias e o gráfico da cotação do dólar neste ano.
            A previsão é essa dos mais renomados economistas do Brasil.
            Pela sua resposta deve ser petista.

          • Fernando says:

            Sou petista, não foi tu mesmo que preencheu minha ficha de filiação? Esqueceu rápido hein.

          • hbalieiro says:

            Que engraçado, tenho pena de pessoas como vc.

          • Daniel Moura says:

            É necessário mesmo essa discussão partidária num site de viagens? É difícil manter o respeito e a cordialidade assim? Vamos por em prática,na internet, a boa educação doméstica que recebemos em casa, bora?

          • Fernando says:

            Que engraçado ! Eu tenho pena das pessoas como você que não sabem argumentar e quando se veem na primeira dificuldade já tentam desqualificar o outro chamando de “petista”. Não exatamente pelo “petista” em si, porque se eu fosse eu não teria problema nenhum em dizer e assumir, mas pelo fato de tentar intimidar usando dessa forma um tanto covarde. A propósito , se o senhor sabe tanto do futuro do dólar deveria estar comprando tudo o quanto é possível já que todos menos os petistas como eu sabem que vai subir a 4.20. Você está perdendo oportunidades de ganhar dinheiro discutindo aqui …

          • hbalieiro says:

            Eu não sei nada sobre o futuro do dólar, eu apenas leio. E comprovei que a perspectiva foi correta. Eu felizmente comprei um quantia dólar e estou muito agradecido por me informar sobre o cambio em alta no futuro. Obrigado pela dica. 🙂

          • Jackie Queen says:

            Creio que tu deve ser fã do conta corrente da globo news, pois realmente é o que estão apresentando nos ultimoss programas

          • hbalieiro says:

            Realmente chegou a previsão que mencionaram.. 🙁 triste realidade

          • Aline Fernandes says:

            Preguiça eterna dessa galera que quer enfiar partido político no meio de qualquer discussão… ZZZZzzzzzzzzzzz

          • Fernando says:

            ZZZZzzzzzzzzzz (2 x)

          • hbalieiro says:

            é chegou nos 4 como havia falado… ZZZZzzzzz

          • hbalieiro says:

            PT acabou com o país, ou vc não vê isso?

          • Aline Fernandes says:

            Zzzzzzzzz

          • hbalieiro says:

            Oi Aline, acorda para a vida.. soh dorme… ???

          • hbalieiro says:

            Dólar turismo passa de R$ 4 em casas de câmbio

            Leia mais sobre esse assunto em globo.globo. com/economia/negocios/dolar-turismo-passa-de-4-em-casas-de-cambio-17309076#ixzz3jwwbBYrP
            © 1996 – 2015. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

          • hbalieiro says:

            Dólar turismo passa de R$ 4 em casas de câmbio

            Leia, um pouco mais Fernando. no globo . com

          • Fernando says:

            Mas a gente estava falando do dólar comercial. E eu comprei ontem 1000 dólares a 3.69 na casa de câmbio (quando tinha fechado a 3.58 no comercial). Não é possível que tenha subido tanto assim. Cuidado com o que está lendo. A maioria das matérias sobre o assunto não tem o objetivo de informar, mas de criar sensacionalismo para vender.

          • E o dólar chegou aos R$ 4.00. Agora você acredita que isso ia acontecer em menos de um mês?

          • hbalieiro says:

            Vidente? ou foi estudo, pesquisa e visão de mercado?

        • Estevão Busato says:

          Euro fechou ontem a 4,17.

        • Alan Rodrigo de Almeida says:

          Taí algo que nem mesmo os mais renomados economistas conseguem prever com um mínimo de acurácia: o dólar daqui a um ano. Quando falam que vai cair, sobe. Quando falam que vai subir, cai.

        • Joe Willian says:

          Vc está certo! Desconsidere os demais comentários. Rsrsrs

        • Claudia Baum Boeira says:

          Ganhou o prêmio MD de vidência kkk

  • Somente há 2 anos que tive um start e me toquei que pondo créditos no Skype posso ligar pra qualquer lugar do mundo, e se for para telefones fixos no Brasil, o minuto é extremamente barato e o valor nunca expira, geralmente só lembramos de pedir pra alguém se logar no Skype e esquecemos que ele também faz ligações. Ok, quase ninguém mais tem telefone fixo hoje em dia, mas na casa de nossas mães com certeza ainda há uma linha, e são exatamente elas as mais aflitas por notícias quando estamos fora, o resto da galera sempre tem notícias da gente pelas redes sociais.

    • Viviane Pozza says:

      Verdade, Marcelo Henrique….coloquei créditos no Skype já faz quase um ano…e ainda não acabaram!!! Boa dica !

    • sigma7777777 says:

      E se adquirir o novo Office você ganha 60 minutos por mês. Há também o Skype WiFi em que o usuário pode utilizar seus créditos para pagar o acesso wifi naqueles redes de acesso que exigem login e senha, como Vex Boingo.

    • Diego says:

      Uso o Google Voice/Hangouts. Mesma qualidade do Skype e bem mais barato, cerca de um terço do preço.

    • César Novaes says:

      Marcelo eu costumo usar o sistema de ligação do Messenger e do Whats para ligar p minha mãe aproveito p usar o Wi-Fi de aeroporto, Starbucks, D. Donuts e hotel!!

    • Ivan Aguiar says:

      Eu utilizo o Viber ou o serviço de voz do Whatsapp via rede wifi do hotel onde eu estiver hospedado para o Brasil, já utilizei em Chengdu na China, Doha no Qatar, Amsterdã na Holanda, Paris na França, em Miami nos USA e sempre deu certo, além disso economizei no item comunicação com a família 🙂

    • Luzia Barbosa says:

      Também uso skype para ligações internacionais para fixo e também celular.Parabéns pra vc. por lembrar da sua mãe nas viagen! Continue assim Marcelo Henrique!

      • Obrigado, mas nem sempre foi assim, como eu disse, só percebi isso há uns dois anos, antes disso eu ativava o roaming internacional apenas pra receber SMS ou usar em casa de emergência, e as noticias de que estava vivo era através das atualizações do Facebook.

    • Tereza Braga says:

      Exatamente a minha sacada desde o ano passado, saio do pais e fico com o celular em modo avião so com o wifi ligado ate o retorno. Consegui wifi gratuita em quase todo lugar que pisei. Os créditos são tipo eternos, usei ate pra fazer interurbanos dentro do Brasil.

  • Guilherme Barbieri says:

    Uso o AirBnB pra toda europa e eu agora! Quem quiser se cadastrar, posso enviar convite e ganha-se 88 reais em credito na primeira reserva

  • Larissa Campos Souza says:

    Reconheci o Jersey Gardens!! hahahaha

  • Ludmila Bianchin says:

    Eu estou lascada, com esta alta do euro…estou com viagem comprada para Berlin, mas com euro a R$ 4,20 vou com dor no coração

    • Guilherme Barbieri says:

      Ludmila, considere hospedar-se pelo AirBnB em toda Alemanha. Vou em abril e farei isso. Posso te passar cupom de 88 reais na 1a hospedagem.

    • Albino says:

      Se for se hospedar em hotel (hotel mesmo), me manda um e-mail que te ajudo a obter os melhores preços albinoqneto@gmail.com

    • Fernando says:

      Há 3 meses estava a R$ 3.40. Para quem vai gastar 1000 euros, a diferença é de R$ 800. Não deixe seu coração preocupado por tão pouco.

      • Jackie Queen says:

        Até que enfim alguém que pensa como eu. Pessoal faz drama desnecessário.

      • Alan Rodrigo de Almeida says:

        Costumo estimar 150 euros por dia para as despesas diárias de um casal nas cidades mais caras da Europa (fora a hospedagem é claro). É um orçamento apertado mas que permite uma boa alimentação, alguns passeios e uma ou outra comprinha (nada muito elaborado). Em uma viagem de 20 dias são 3000 euros. A diferença é de R$2400. Pode até não doer em você e na Jackie Queen. Mas em mim dói.

        • Fernando says:

          Oi Alan, 150 euros é muito por dia. Dá para gastar muito menos, já que você disse que não incluiu as despesas de hospedagem. Em Londres, por exemplo, que é uma cidade super cara, dá para conhecer de boa caminhando e sem ir a restaurantes. Abraços.

          • Alan Rodrigo de Almeida says:

            Pois é. Vou viajar daqui a três semanas e o Airbnb está salvando minha vida. Mas o orçamento para duas pessoas não é muito folgado não. Da para enxugar uma coisinha aqui outra ali, mas não vai diminuir tanto assim.

          • marcelo butzke says:

            Muito ou pouco depende de quem viaja e para onde vai. Em Londres, 150 euros, menos de 110 libras, é pouco para dois passarem o dia. Em Dubrovnik, dá para passar muito bem, obrigado!

          • Fernando says:

            Um casal consegue gastar tranquilamente 50 euros por dia com alimentação, sem ir a restaurantes. Já fui diversas vezes e um almoço para dois pode sair por 15-20 euros (lanches) e uma janta bem servida por 25-35. Tem transporte (uns 10 euros, no máximo) e eventuais ingressos para alguma coisa ali e aqui. Mas, mesmo assim, acho que 150 euros é muito. E por falar em Londres, gastei ainda menos, porque achava tudo caro e comi naqueles mercados que vendem lanche e salada em um plástico. Algo em torno de 5 a 6 libras cada. E a noite comia alguma coisa que levava para o hotel também nesse esquema. Para 5-6 dias dá para aguentar de boa. O único dia que lembro de ter gastado mais foi quando fomos a London Eye (23 libras por pessoa). De resto dá para fazer passeios tranquilamente com bem pouco. A cidade é linda, encantadora, tem muita coisa que não precisa gastar para aproveitar. Esses valores que eu passei, claro, são sem hotel, que é a nossa base de comparação no início da conversa. Abcs.

          • marcelo butzke says:

            Como já falei acima, é relativo, depende do perfil do viajante. Uns vão esbanjar, outros vão passar perrengue!

          • Papel AluMINION says:

            Fui pra Espanha com minha esposa e fizemos uma EXCELENTE viagem gastando em média, 120 euros/dia pra nós dois. Estipulei o teto de 55 euros para hospedagem (e fiquei em lugares mt bons), 15 euros para o aluguel de carro/gasolina, 30 para nossa alimentação, e o restante para algum passeio/compra. O que nós não gastávamos em um dia, acumulava para usarmos no outro.

            Viagem tranquila, agradável, sem economizar demais mas tb sem gastar mt.

    • Michelle Reis says:

      Nem fale, ainda tive sorte e peguei segunda passada qdo deu uma queda na cotação do euro!

    • Bruno Bastos says:

      Ludmila, fique tranquila. As vezes as pequenas coisas são as mais legais de uma viagem. Vc pode descobrir lugares andando dos quais nunca iria ouvir falar.
      Em Berlim vc pode economizar se deixar pra conhecer uma área de cada vez. Faça assim: dia tal vou conhecer tais lugares, pego um U-Bahn até a estação X e de lá vou pros outros cantos andando. Baixe o aplicativo do GVB pra montar suas rotas na cidade e exerça seu espírito desbravador.

      • Ludmila Bianchin says:

        Bruno, é exatamente o que eu faço, pesquisar muito e montar um roteiro, uso o visitcity.com, muito bom, viajar é sempre bom, vou economizar em outras coisas, mas nunca deixarei de fazer o que eu mais amo, desbravar o mundo, conhecendo lugares e pessoas. Muito obrigada pelas suas dicas preciosas

  • Alice says:

    Com relação aos seguros de viagem, vale a pena olhar também se o próprio plano de saúde não oferece um seguro de viagem! Tenho plano de saúde pelo meu trabalho e descobri que ele oferece um seguro de viagem com uma cobertura bem bacana. Já solicitei duas vezes em viagens na América Latina e deu tudo certo (por sorte não precisei usar o seguro 🙂 )

  • YURI FAMINI says:

    A Mastercard tem seguro, sempre que preciso recorro a eles.
    O que pega mesmo são os valores das moedas.

  • karitha Oliveira says:

    Estou indo pra Paris e Londres em Dezembro e gostaria de indicação de um(ou mais) apartamentos pelo airbnb.
    Tem opcoes demais e acabei ficando perdida!
    Se alguem, tiver uma propriedade que ja se hospedou e puder me indicar, meu e-mail é
    Uniquefotosbr@gmail.com

    Obrigada!

  • Leo Freitas says:

    Citar países de baixo custo da América do Sul e não colocar Bolívia e Venezuela mostra que quem escreveu essa materia não viaja pela América do Sul!

    • Marcos_Brazil says:

      Mostra que o autor tem bom gosto e não recomenda porcarias miseráveis aos leitores.

      • Edgard says:

        Porcarias miseráveis? Tá de brincadeira…. Já ouviu falar no Salar de Uyuni?

      • Gilberto says:

        Engana se quem pensa que a Bolivia eh uma porcaria miseravel apenas. O Altiplano boliviano eh rico de cultura local e de paisagens indescritveis e surreais, especialmente o Salar de Uyuni.

      • sigma7777777 says:

        Acho fundamental separar a política do lugar/pessoas para evitar preconceitos que só nos atrapalham em conhecer novos lugares e culturas, mesmo que discordemos delas para nossa vida pessoal e social.

      • Tiago RF says:

        Quanta ignorância… Monte Roraima, Merida, Los Roques, Salto Angel, Gran Sabana, Los Llanos…. Venezuela ,no quesito economia e beleza exótica, é imbatível. Deveria estar na lista.

        • Kelder says:

          Oi?? No quesito economia são imbatíveis?? Nem papel higiênico a venda tem disponível

          • Tiago 19 says:

            Onde vc leu isso, Kelder?

            Vou aqui por alguns preços baseado na minha experiência nesse ano lá.

            Coca cola lata, 0,70 centavos.
            Passagem Caracas Puerto Ordaz, 60 reais.
            Diária em hotel 4 estrelas para 2 pessoas, 30 reais.
            Voo de parapente, 20 reais.
            Passagem Onibus intermunicipais, 5 reais.
            Picolé Magnum, 0,80 centavos.

            Ignorância de muitos sobre a nossa vizinha Venezuela, impossível de mensurar.

            Eu duvido que tenha outro país mais barato de fazer turismo na América do Sul.

            P.S: Papel higiênico não faltou, fique tranquilo.

      • Leo Freitas says:

        Triste para você que não terá a oportunidade de conhecer nenhuma praia como Los Roques no “Brazil”, ou a maior cachoeira do mundo, ou o maior deserto de sal do mundo, etc. Es um pobre coitado, direita mequetrefe, que deve achar que o socialismo dominou todos esses lugares. Contenha-se na sua ignorância, pois está passando vergonha

        • Tiago RF says:

          Tem um povinho limitado que se baseia em uma notícia ou outra pra falar mal de um país. Venezuela é um dos países que mais me surpreendeu.

      • Jackie Queen says:

        Venezuela ,no quesito economia e beleza exótica, é imbatível. Deveria estar na lista.

    • Leo, a lista não é exaustiva. Citamos apenas os destinos mais visitados pelos brasileiros. A situação na Venezuela tem espantado muitos turistas, pois estão faltando produtos básicos, além da questão da segurança.

    • Luiz Alexandre says:

      Simplesmente não é seguro viajar pela Venezuela e ainda existe o grave problema do desabastecimento. O Brasil também não é seguro, estamos acostumados, mas há limite. Acho que o site tem certa preocupação com o que recomenda.

  • dicas valiosas. eu gostei muito.

  • Victor Circelli says:

    Se alguém quiser um cupom de 25 dolares de desconto no Airbnb basta deixar seu e-mail abaixo. Quando você se hospedar, eu também ganho, e todos se ajudam!

  • Marcos_Brazil says:

    As grandes cidades têm sempre muitos eventos gratuitos, parques, mercados, que são todos acessíveis. Todo museu tem um dia grátis. O problema é que brasileiro quer ir para Las Vegas e ver 4 shows, se encher de compras no outlet, etc. Isso aí, classe média não faz mais e pronto. Acho até bom para deixar de ser deslumbrado e metido a besta.
    Vejam como o europeu viaja, ele não tira o euro do bolso em nenhuma atraçào turística, fica em hostel, casa de amigos, bate perna pela cidade, vai no museu, conhece gente nova, bate papo. Vamos aprender com eles. Quer coisa melhor que passar uma tarde no Central Park ou no Jardin de Luxemboug comendo queijo e bebendo vinho do mercado, observando as pessoas? Conhecer o dia-a-dia do país é uma das melhores coisas na viagem.

    • sigma7777777 says:

      Ficarei em hostel em São Francisco tanto pela economia quanto pelo bom risco de conhecer gente nova. De qualquer forma só o fato de ver o movimento de gente de diferentes lugares já me deixa entusiasmado.

      • Waltinho Nolasco says:

        Marina Hotel. Procura esse em SFO. Localização e preços muito legais.

        • sigma7777777 says:

          Obrigado, vi no mapa que é bem localizada mesmo, só que meu orçamento infelizmente não comporta. Claro que hostel e hotel são coisas bem diferentes, mas com duas diárias do Marina Inn eu conseguirei pagar as quatro do hostel. Além disso não há vagas para o meu período que estarei por lá.

        • sigma7777777 says:

          Ah, mais vi aqui que em dezembro teria uma boa tarifa de R$ 223,42. Quem sabe me hospedarei na próxima vez. Valeu pela dica!

      • Patricia says:

        Faz tempo que estive em San Francisco (5 anos) mas fiquei no San Francisco Downtown da Hostelling International e achei muito bom. Não sei como está agora, depois de tanto tempo, mas não tenho reclamações da minha estadia. Fiquei num quarto feminino com 4 camas e banheiro. Recomendo.

  • Elisangela Guilger says:

    Já usei o Hotwire e tive uma grata surpresa, me hospedei em um hotel da rede Trump próximo ao aeroporto de Miami por um valor muito baixo. O hotel era top e valeu muito a pena. Eu recomendo.

    • Marcos_Brazil says:

      No priceline dot com têm ofertas de até 1/3 do preço nos EUA, mas tem que ter coragem, as boas mesmo só em cima da hora, porque eles vendem (queimam) quartos que vão ficar vazios.

  • Leo Romano says:

    Com a MEGA desvalorização do Rublo a Rússia deixou de ser um país caro.

  • apoloesminteu says:

    poxa, usar o rail europe? NÃOOOOO!!! É o mesmo q comprar passagem pelo submarino, vc paga um cafezinho de comissão altíssimo!!! Veja o trecho e vá direito na operadora, costuma ser beeeeem mais barato! Esse rail europe vc usa só para consultar os preços, para ter uma base… mas isso o site ROME2RIO faz e com multi modal….

    Esqueceram as companhias de ônibus de baixo custo… pire numa passagem da megabus a 1 libra e meia e seja feliz! Trajetos longos não são legais nesses ônibus… mas uma colega daqui deu a dica de comprar 2 assentos… já q tá barato, use isso para ter um pouco mais de conforto.. agora eles fazem umas cidades na itália… dá para ficar pulando de cidade em cidade, de napoles a milão por uma merreca e em viagens com curta duração, onde o páu véio não vai ser um incômodo…

    Compras na amazon??? NÃOOOO!!! Tente a NEWEGG que é muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito mais barata que a amazon!

    Não me levem a mal, acho boa parte das dicas fundamentais, mas sempre podemos melhora-las, não é mesmo?

  • Talita Leite says:

    Alguém pode explicar o que seria a “semana do saco cheio”?. Aqui onde moro nunca ouvi essa expressão. Fiquei curiosa…

  • Julyane Lima says:

    Como faço meus pontos da AA valerem para a Tam? Helpp

    • Edgard says:

      Você quer creditar as milhas de um voo feito com a AA na sua conta da TAM? Acredito que seja por aqui:
      http://www.tam.com.br/b2c/vgn/v/index.jsp?vgnextoid=949008d5e3301410VgnVCM1000009508020aRCRD

    • Mari says:

      Oi Juliana, você quer dizer para pontuar ou para resgatar?
      Se for para pontuar, você tem que registrar o número do seu tam fidelidade em sua reserva de voo AA.
      Se for para resgatar, ligue na para a American, lá eles vão informar a disponibilidade e pontuação necessária. Liguei ontem para saber sobre bilhetes nacionais e me informaram que todos custam 10mil pontos. Excelente! Melhor que a TAM. O problema é saber se a TAM tem os bilhetes disponíveis.
      Já para resgate de passagem internacional a pontuação depende da temporada (e acho que varia também de acordo com o continente). Esse mês emiti um bilhete na executiva da TAM, JFK-GIG para fev/2016 usando 50k pontos AAdvantage (e acabei cancelando o bilhete pq consegui comprar na promobug da AA). O mesmo trecho na mesma data custaria 150k se fosse o voo da AA, ou 110.000 multiplus para emitir na TAM.

    • Quando voar pela AA apresente seu cartão fidelidade TAM. Se tiver pontos na AA e quiser emitir passagens pela TAM, emita o bilhete pelo Advantage.

  • Marcia Totti Silveira says:

    Pessoal , vou para o México , tulum e cidade do México , compensa comprar dólar ou fazer somente câmbio de pesos??

    • Maya says:

      Leve um pouco em dólar, porém na minha opinião comprar peso te fará economizar um pouco no local. Quando eu fui usei muito mais meus pesos do que os dólares, pela conversão que eles faziam valia mais a pena.

    • Márcio Sampaio says:

      Marcia, no aeroporto da Cidade do México você conseguirá trocar reais por pesos tranquilamente, fugindo da perda pela dupla conversão (real p/ dólar e dólar p/ peso). Fui há 2 meses e tem muitas casas de câmbio do hall do aeroporto que aceitam reais (consegui a melhor cotação em uma mais afastada do desembarque internacional, à esquerda, próximo aos guichês domésticos da Aeromexico).

      Se me permite uma dica na Cidade do México, caso pretenda visitar Teotihuacan, vá primeiro ao Museu de Antropologia. Além de ser espetacular, vai enriquecer ainda mais o passeio ao sítio arqueológico.

  • Consuelo says:

    Pessoal, faz tempo que não tem promoção p México, DF….tem previsão?

  • Paulo Brandão says:

    Dica numero 14, procure comprar e realizar o pagamento dos hoteis e locação de carro no brasil e em reais, nao compre pelo booking para pagar no cartao de credito lá(fora que ainda tem os 6% de iof). CVC, decolar e empresas de locacao de carro como a thrifty emitem a reserva e você já efetua o pagamento em reais (thrifty tem desconto de 10% para pagemento a vista). nessa epoca de dolar mudando a cada semana, é importante saber exatamente quanto você vai gastar com esses custos.

    • Kaires says:

      Fuja da Thrifty por favor! Ano passado aluguei um carro com eles pelo Decolar e, chegando no aeroporto (MCO) pra retirar o carro me cobraram praticamente mais uma reserva… A atendente me encheu de taxas e tarifas alegando que eram obrigatórias na Florida. Não teve como contornar (Falei de todos os seguros do cartão, da Decolar, etc etc), ou pagava ou ficava sem carro. Já na Hertz nunca tive problemas….

  • sigma7777777 says:

    Bem, algo que já havia recomendado e que até agora não figurou no MD é utilizar sites de compras coletivas internacionais. Utilizei em minha última viagem para a Florida o Amazon Local e o Groupon e obtive ótimos descontos em shows musicais, atrações diversas e alimentação. Vale dizer ainda que também há produtos, mas não arrisquei com medo dos prazos de entrega. Em 2016 vou para São Francisco e já estou navegando neste momento para ter uma ideia do que é oferecido na região.
    Por fim, devido essa crise cambial e por viajar sozinho, optei por reservar um hostel. São Francisco é uma cidade cara e para ficar bem localizado e pagar pouco eu optei por esse tipo de acomodação. Desde já digo que por viajar sozinho eu não me senti atraído pelas oferta do Airbnb, pois um hostel tem aquele movimento que anima bastante ao invés da solidão de um quarto ou casa. Para quem vai para a Califórnia trata-se do elogiado USA Hostel, cujo site possui versão em português. Li que em frente há um mercadinho, então poderei economizar na alimentação. O hostel está bem localizado e como não alugarei carro porque São Francisco é bem servida de transporte coletivo, terei mais uma boa economia.
    Para quem tem cartão pré-pago há uma outra vantagem, que é o fato da cotação do dólar geralmente estar bem abaixo do padrão cobrado por agências de câmbio. Ao menos é o que vejo ao consultar no Banco do Brasil online.
    Não sei quantos ao viciados em redes sociais, mas sou categórico em afirmar que não há necessidade de contratação de planos 3G/4G ao viajar para os EUA e Europa, pois sempre é possível encontrar redes sem fio abertas. Mas se o sujeito for viciadíssimo em internet aí realmente só resta recorrer à isso e aumentar os custos da viagem…
    Por fim, queria saber se as compras adquiridas na Amazon são taxadas na Califórnia, ou especificamente em São Francisco, mas ainda não consegui encontrar essa informação. Se alguém souber peço que compartilhe aqui 😉

    • Evandro Sperandio says:

      Nos EUA, compre o Complete SIM Kit da T-Mobile no Walmart. Custa cerca de USD30 e dura até 30 dias, podendo ser renovado caso a viagem dure mais. Não tem nenhuma burocracia para ativar, nenhum tipo de fidelização ou depósito. Plano é o melhor custo/benefício que encontrei até hoje. Tem 5GB de franquia em 4G (depois cai a velocidade), SMS ilimitado e mais 100 minutos de voz. Detalhes em http://www.walmart.com/ip/T-Mobile-Complete-SIM-Kit/39081494

  • Felipe Alves says:

    Estou planejando uma viagem para Quebec. Alguém sabe se por lá o custo de vida é baixo em relação às outras grandes capitais do Canadá?

    • Gilberto says:

      Nao, ta tudo caro no Canada, especialmente comida, isso comprando do supermercado. Fui este mes para Edmonton, Calgary, Winnipeg, Toronto e Montreal. E ja estive algumas vezes na cidade de Quebec e os precos nao eram tao diferentes de Toronto e Montreal.

    • Dealins says:

      Felipe, felizmente por enquanto a cotação do dólar canadense frente ao real está mais baixo que o dólar americano (C$ 1,00 vale R$ 2,71) fonte: http://dolarhoje.com/canadense/
      Estive em Quebec há 3 anos e pelo que me lembro o custo de vida é padrão em relação as outras cidades, não é tão mais baixo. Daí depende do seu estilo de vida, de quanto pretende gastar…A cidade é linda e vale a pena ser visitada.

  • Viviane Pozza says:

    O melhor seguro internacional de viagem é da IMGLOBAL. Cobrem tudo, absolutamente tudo, por um preço muito bom. Vale a pena. http://www.img.com

  • Carolina says:

    Fui para o Uruguai em 2015 no Carnaval e as coisas não estão baratas não. Pelo menos em Montevideo e Punta, os valores estavam bem altinhos.

  • Adriana says:

    Alguém já utilizou a compra de moeda estrangeira online, com data agendada para ir buscar in loco? Estava pesquisando esse tipo de compra no Canadá e a diferença de cotação era de 40 centavos de real por dólar!

  • Albino says:

    Quem quiser dicas para economizar bastante em hotéis no Brasil e no mundo, me manda um e-mail albinoqneto@gmail.com… Depois de viajar bastante, quero compartilhar minha experiência com vocês, pois tem muitas formas de conseguir hotéis por preços mais baratos

  • Monica Alves says:

    Eu quando viajo economizo muito comprando antecipadamente chip com a Kicksim e já viajo com planos de dados e voz, e economizo demais na contabde telefone.

    • Jefferson Leandro says:

      Me desculpe, mas nao conheco este servico. Pode me passar onde posso encontrar mais informcoes a respeito, pois nao encontrei no google. Desde já muito obrigado

      • Monica Alves says:

        Oi Jefferson, o site da empresa é http://www.kicksim.com.br. No site eu comprei o chip com o nr americano, plano de dados e voz e fiz ligações locais, recebi chamadas no meu próprio número de celular (é feito o siga-me, então mantém o nosso nr de celular do Brasil) além de utilizar a internet, assim que desembarquei já estava conectada. É bem legal, porque não há a cobrança de roaming internacional. Economizei demais na conta de telefone, recebi até ligações de vendas de outras empresas no meu celular.

    • Jefferson Leandro says:

      Muito Obrigado Monica. Entrei no site e realmente ‘e muito util. Obigado mesmo pela dica.

  • Luciana Curcio says:

    Vale de sugestão para reserva de hoteis o Priceline, que é no mesmo esquema do Hotwire, mas tem também a possibilidade de dar um lance e conseguir hotel com MUITO desconto. Eu já usei várias vezes.

    Outra dica é o site betterbiding, que mostra quais hoteis estão “por trás” das opções tanto do Hotwire quanto do Priceline. É legal porque você já fica sabendo qual hotel você vai “receber” após o pagto.

  • sigma7777777 says:

    MD, libere meu longo comentário, please!

  • Jonatas says:

    Normalmente procuro o melhor custo benefício. Fico em hospedado o mais próximo das atrações que quero conhecer para economizar com deslocamentos. Quando vou ficar muitos dias em uma cidade maior, como por exemplo Londres, compro passe para transporte ilimitado e lá, Londres, vc pode optar pelo 2×1 que dá uma entrada em algumas atrações para quem tem o cartão, entram 2 pelo preço de um. Priceline pode ser uma boa opção, o problema é que normalmente não tem café da manha incluso. Airbnb nem sempre é uma opção mais barata e o cancelamento nunca é gratuito mas economiza-se quando disponível, fazendo a própria comida e também podendo lavar a própria roupa. Costumo reservar hospedagem com a opção cancelável e quando estou mais próximo da viagem mudo para preços melhores mesmo quando não canceláveis. Normalmente dá certo. Intercalar voos, trem ou ônibus também gera uma boa economia.

  • Cecil Cecilgs says:

    Oi Vitor! Gostaria de um cupom tambem! Em setembro viajarei pra Vancouver no Canada e gostaria de dicas de como economizar na hora da hospedagem, alimentacao e etc. Meu email: cecilgs@hotmail.com

  • sigma7777777 says:

    Reservei no Booking, e uma vantagem importante é o cancelamento grátis e só pagarei quando estiver lá. Para evitar a variação cambial basta levar o dinheiro em espécie e pagar diretamente no balcão do hotel, pois o Booking não compra antes. Os dados do cartão é usado apenas para efetuar a reserva.

    • Paulo Brandão says:

      Então, em epoca de dolar instavel, eu recomendo reservar pelo booking, mas hoje não, um exemplo foi no meu caso, efetuei a minha reserva com o dolar a 3,30, 3 semanas antes da minha viagem, quando chegou a fatura, o dolar veio a 3,62 mais IOF. Sendo que realizei a mesma cotação na cvc e no decolar na epoca, e os valores estavam similares ou booking, sendo que se eu tivesse fechado cvc/decolar não sofreria com a variação do dolar

      • sigma7777777 says:

        Acho que não entendeu o que eu quis dizer. Ao reservar no Booking com seus dados de cartão de crédito ele não realiza nenhuma cobrança. Só há cobrança quando você fizer o checkout no hotel, então daí é que você decidirá a forma de pagamento. Se levou moeda em espécie poderá então pagar dessa forma ao invés de cartão de crédito.

        • Evandro Sperandio says:

          Nem todos os hotéis que trabalham com a Booking funcionam com cobrança no check out. Essa é uma decisão de cada hotel e você deve ler as políticas de pré-pagamento e cancelamento para não ter surpresas. A Booking não faz NENHUMA cobrança. Tudo é cobrado pelo hotel, que depois paga comissão para a Booking. Falo isso para alertá-los pois trabalho com hospedagem (sou proprietário de uma pousada em Florianópolis) e já tive vários situações inconvenientes por causa dessa questões.

          • sigma7777777 says:

            Sim, tem razão, é preciso sempre ler a política do site. No meu caso eu sempre olho e só peguei situações de cobrança no check out, tanto no Brasil quanto na Flórida.

  • Roger says:

    “…dê preferência a países como Croácia, Grécia, Espanha, Portugal, Turquia, República Tcheca e outros países do Leste Europeu.”

    Nenhum desses países fica no Leste Europeu. Croácia e República Tcheca ficam na Europa Central, e é considerado pejorativo chamá-los de Leste Europeu. De toda forma, eles são realmente mais baratos do que os destinos mais turísticos da Europa.

  • sigma7777777 says:

    14. Ao ver uma promobug não compre por impulso. Avalie os reais custos da viagem com base no câmbio e verifique se terá condições de viajar no período ao consultar suas férias e de sua família, pois a taxa de cancelamento ou remarcação é tão alta que poderá ser “proibitiva” e não gerar ressarcimento. Esse alerta também vale para os que compram várias passagens aéreas na ansiedade de conhecer o mundo em uma tacada só. Lembre-se que há custos que você pode nem estar imaginando, como seguro saúde e necessidade de permissão de entrada/passagem por países como o Japão. Vale a pena avaliar ainda os riscos de catástrofes naturais e de terrorismo, além da longa viagem dependendo do destino escolhido que exigirá a eliminação de 2 a 3 dias na data inicial de seu planejamento tendo em vista a real data de chegada no destino final.

    • Numismata Jaime says:

      Perfeito! O pior do Brasil é o brasileiro.

    • Leo Romano says:

      Sigma, eu irei ao Japão, comprei por impulso do bug e estou MUITO FELIZ.

      O visto japonês custa 65 reais, ou seja, quase nada.
      Você deixaria de ir a California por conta da falha de San Andres? Deixaria de ir ao Havai por conta da quantidade de vulcões ativos?
      Isso tudo é muito relativo.
      Basta fazer como eu fiz, comprei p Toquio em Março e p Perth em Julho.
      Até la ja juntei uma boa grana e a minha maior preocupação será montar um roteiro que dê p fazer tudo q tenho vontade em apenas 12 dias.

      • sigma7777777 says:

        Já fiz isso com a dobradinha Delta e KLM. Por eu ter ido quase á “miséria” que eu alertei sobre isso, mas cada um tem orçamento diferente. Só tentei chamar a atenção sobre os custos, que com comprinhas chegam fácil aos R$ 10 mil mesmo economizando em várias coisas.

  • Numismata Jaime says:

    Dando risada dos “ishpertos” que compraram passagem do erro da American e agora estão caindo de costas ao ver a cotação do dólar! Passagem aérea é cerca de 30% do custo de uma viagem, pensem nisso na próxima tentativa de bancarem os espertos.

    • analu says:

      Falou o rico. Fino e recalcado.

      • gilberto says:

        esqueceu de santo ! são jaime

      • Numismata Jaime says:

        Adoro uma promoção, mas não preciso viajar roubando a empresa.

        • Jefferson Leandro says:

          Vc alguma vez precisou alterar um simples sobrenome que na distração na hora de comprar a passagem colocou errado e pra isso teve que pagar uma tarifa de U$300.00? não mudei passageiro, apenas sobrenome. Claríssimo que foi erro meu, distração. Sabe quantas vezes isso acontece por dia? Emfim, já que temos que arcar com nossos ‘erros’, a AA que arque com o dela. Nao fala merda de ficar falando que isso é roubo.

        • Evandro Sperandio says:

          Quem roubou a empresa? Ela publicou um preço e alguém foi lá e comprou. Aqui na minha empresa (trabalho com hospedagem), se eu publicar uma tarifa com erro e alguém for lá e reservar, tenho que honrar o que ofereci. Incompetência tem um preço. Da próxima vez, mais atenção na hora de publicar uma tarifa. Abs.

        • Andre Luiz Gomes Dantas says:

          Vc tem uma ideia um tanto quanto equivocada. Poderia imaginar o quão tolas foram suas palavras? Muito bobão! Recalque.

    • gilberto says:

      Alguém botou um preço em algo, eu fui lá e comprei, simples assim, e paguei 4.245,00 reais, não foi de graça !

      • Numismata Jaime says:

        Comprei um carro roubado, o cara colocou um preço, não foi de graça…

        • Evandro Sperandio says:

          Carro roubado bem igual ao site da AA. Mesma coisa. #táserto

        • gilberto says:

          eu jamais compraria um carro roubado !

        • guest says:

          Cara tais viajando. Tua comparação dessa situação com roubo não tem nada a ver. Oportunismo de alguns quando souberam que era um erro de sistema e continuaram, tudo bem. Cada um cada um (apesar de não achar nada de mais também, e se visse alguma de meu interesse compraria sem pensar duas vezes). Agora chamar isso de roubo é absurdo, ainda mais que a maioria nem sabia se era erro ou promoção no começo. E não existe essa de honrar passagem. Se a AA realmente tivesse prejuízo nesse circo todo, ia apenas emitir um aviso dizendo que se tratou de um erro e já era. Se “honrou” com as passagens é porque foi viável pra empresa.

    • Vitor Holz says:

      O custo das coisas aqui no Brasil está tão caro que viajar para determinados lugares acaba saindo bem mais barato que viajar aqui no Brasil. Ex: Hungria, Turquia, Polonia, Rep Tcheca… são cidades bem mais baratas que as brasileiras. Tirando que lá ninguem vai te passar a perna só pq vc é turista.

    • Petim says:

      Oi amigo! Sabe quanto custa uma Passagem Para Honolulu (Hawai) no carnaval? + ou – R$5.000,00 por pessoa… Eu paguei R$1.800,00 para DUAS… Vou pagar diária de hotel lá + barato que em Fortaleza e de quebra na volta para 2 dias em Miami e vou comprar tênis Nike por $49.00 que da + ou R$200,00 o mesmo que aqui é R$700,00.
      Em resumo, tu está com dor de cotovelo… Hahaha

    • Leo Romano says:

      Vou mandar um cartão postal de Toquio (1080,00 na executiva) e de Perth (1400,00 na executiva) p você, ok?
      Quem sabe assim você acalme seu coração apreciando uma bela foto!
      Haha

  • gilberto says:

    O melhor mesmo é vc trabalhar muito ,ter dinheiro ,e quando viajar não ficar de mesquinharia alguma, pois se é para viajar liso e me privando eu prefiro ficar em casa !

    • Luiz Alberto says:

      Pra mim o bom é viajar. Consigo curtir sem esbanjar e fico muito feliz quando economizo, mas viajo!!!

    • Maya says:

      Oi Gilberto, com certeza o melhor é ter muito dinheiro para viajar, ir aos melhores restaurantes, ficar em bons hotéis e gastar com tudo que se quer. PORÉM, quando esse não é caso, não se pode esperar para ficar rico ou com muito $$$$ para ir viajar, pois muitos nunca teriam ido a lugar algum se tivessem esperado “ter dinheiro” para isso. Se uma viagem é bem planejada e se você abrir mão de algumas coisas ela pode sair por muito menos do que se imagina. Quem gosta de viajar mesmo, de verdade, jamais vai esperar pelo dia que se tem muito dinheiro para viajar. Experiência própria de quem é viciado em viagens e nunca viajou com muito dinheiro porém aproveitou o máximo que pode.

    • Patricia says:

      Fique em casa, Gilberto, melhor pra todo mundo!

      • catvampiro says:

        Quem quer gastar ou “gosta” de gastar com viagens, indo a bons restaurantes, etc… Está no blog errado, aqui como o nome já diz é blog de oportunistas, gente que aproveita as “promoerros” das cias aéreas para ter a oportunidade de viajar e poder postar fotos nas redes sociais posando de “ricos” “chiques”…

        • Patricia says:

          Oportunistas, promoerros? Foi o próprio Gilberto aí em cima quem disse que prefere ficar em casa, se ele é feliz assim quem sou eu pra discordar, não? Da mesma forma você, quer gastar, gosta de gastar, faz questão de pagar mais caro pelo mesmo bilhete, nos mesmos voos, da mesma cia e categoria só para não ser tomado por “oportunista” pois gaste e seja feliz! E me deixe aproveitar minhas viagens do jeito que eu quiser! Mas quem parece muito preocupado com o que os outros pensam, algo do tipo “vão pensar que eu sou um pobretão se comprar uma passagem promocional”, não sou eu…

  • Gilberto says:

    Estao sujeitas a taxa, sim. So em estados americanos onde nao ha taxas (tax free) eh que nao sao taxados as compras da Amazon como o Oregon e o Alaska, por exemplo. E concordo com rede wifis disponiiveis nas principais cidades e hoteis, sao abundantes e tem em tudo quanto eh lugar eh so se desapegar um pouco do smart phone e conferir apenas o necessario uma vez por dia, caso nao tenha real necessidade de estar conectado sempre. eu nao contrato o servico de enhuma operadora.

    • Leo Romano says:

      A questão de se comprar esse SIM kit é fazer o seu smartphone de GPS e economizar uma boa grana diariamente deixando de alugar um.
      Aluguei um carro saindo do aeroporto de Miami e sem nunca ter pisado nos EUA, usando apenas o GPS e o Google Maps, cheguei no meu hotel em Orlando algumas horas depois.

      • sigma7777777 says:

        Eu levei o Lumia 630 da patroa, usei o app de GPS Here Maps com mapas da Flórida previamente baixados no Brasil e não precisei de 3G/4G. Rodei em Miami, Orlando, Tampa, St Petersburgo, etc. “Detalhe”: configurei para evitar pedágios e evitei *todos* os pedágios da Flórida.

      • eduvc says:

        é só instalar um GPS offiline, tem um monte na PlayStore Sygic por exemplo.

  • analu says:

    Oi Pessoal do MD, não tem mais promoção, não??? Tô sentindo falta de vcs postando as promoções. Já deu a história da AA. Bola pra frente.

  • Diego S says:

    Será que agora promoções para a Europa por menos de 2.000 não ocorrerão não?? Esses dias está tendo promoção da KLM, mas o preço está em 600 dólares, com a cotação atual a passagem sai a mais de 2.500

  • Bruno Santos says:

    Pessoal, estou indo a Lisboa/Madri/Barcelona em Dezembro. A cotação do Euro está um absurdo aqui. Alguém saberia dizer se eh melhor comprar Euro lá ???

  • Numismata Jaime says:

    Olha a mentalidade do cidadão. O pior do Brasil é o brasileiro.

  • Vitor Holz says:

    Dica pra quem vai viajar pra Europa: viajar de ônibus é mais barato que de trem! Vale a pena comparar o preço.

  • Vitor Holz says:

    Galera, dica pra quem vai viajar pra Europa: viajar de ônibus é mais barato que de trem! Vale a pena comparar o preço

  • Jose Negociante says:

    Estou indo para a Alemanha também em novembro, pensei em comprar lá o Euro, porque não ?

  • Leo Freitas says:

    Eu já viajei pela Venezuela duas vezes e não tive nenhum problema. Los Roques e 100% seguro e Mérida e muito tranquila, por exemplo. Outras cidades turísticas, tudo ok, muito bem recebido. Caracas passei longe

  • catvampiro says:

    Fiquem atentos, essa de “reservar” hotel e pagar depois ou lá na hora é pura roubada… Já vi situações de chegar no hotel e não ter vaga… Aí te obrigam a você pegar um quarto mais caro ou ter que ir pra outro hotel pagar os olhos da cara. O ideal a meu ver é sempre reservar o hotel e pagar no Brasil, muitas agências online ou não reservam e você paga parcelado em Reais e tem garantia de que vai ter seu quarto reservado e pago quando chegar lá. Fica a dica!

  • YURI FAMINI says:

    Sim. Eu nunca precisei usar em viagens, mas sempre antes de viajar entro em contato com meu cartão e pego as infos necessárias referente ao seguro do Mastercard, como o número que terei que ligar em caso de emergência.

  • Fabio Vilela says:

    Vlw! Mt obrigado! Europa em Novembro e desespero com a alta do euro!

  • Margarida Weiler says:

    Adorei!
    Eu tenho seguro de 30 mil euros para a Europa no meu cartão de crédito, mas não sabia que tinha que solicitar a Carta de Schengen, que é o documento que devo exibir, caso necessário. Solicitei agora mesmo e já está no meu email. obrigada, MD!

  • Fernando says:

    Eu achei os preços menores do que no Brasil.

  • valeria says:

    melhores destinos, por favor, divulguem o link de aniversariante do mês tam fidelidade!!! orbigada!!

  • Leandro Ferreira says:

    Pra quem quer economizar nas compras. Em Barcelona, shopping Baricentro e Paris, no Aeroville. Produtos de grife com valor abaixo da metade q encontramos no Brasil.

  • Vitor says:

    EVITE O VTM DO BB. NÃO DA PRA COMPRAR PELE INTERNET (AMAZON, VITACOST…) PEGADINHA DO MALANDRO. PREFIRA O FITTA COMBIO.

  • Ludwig von Mozart says:

    VTM hoje em dia é pegadinha de bancos e corretoras de câmbio. Negócio é ir no cash mesmo.

  • guest says:

    Muito bom MD. Excelentes dicas. Em termos de hospedagem indicaria também pro pessoal mais “desapegado” que alem dos albergues existem sites e comunidades que podem ficar hospedados por um tempo na casa de locais, muitas vezes de graça ou apenas com uma ajuda de custo… Ex. CouchSurfing.

  • Jonathan Freitas says:

    Boa noite! Leonardo sei que o post talvez não seja o correto mas caso alguém saiba e possa me ajudar agradeço antecipadamente. Sei que houve recentemente uma promoção para transferência de pontos de Cartão de Crédito para a Multiplus no valor adicional de 40%do valor tranferido. Cheguei infelismente tarde demais e estou querendo saber se existe ou alguem sabe ainda de alguma forma ou promoção em andamento para transferência de pontos de cartão, no meu caso Bradesco, para a multiplus? Um abraço!

  • Felipe says:

    MD, a dica que para viagens internacionais (no meu caso Orlando em Janeiro) de que deve-se aguardar entre 60 a 120 dias antes para comprar e conseguir passagens mais em conta ainda vale? Ou é melhor antecipar? Obrigado.

  • Célia Amaral says:

    Muito Boa ” sites de compras coletivas internacionais” eu também utilizei na minha última viagem o Groupon e economizei muito

  • Célia Amaral says:

    Mônica amei a dica e o site, muito obrigada!

  • Se achar um bom preço pode antecipar sim! =)

  • Felipe says:

    Boa noite MD. A dica de compra de passagem internacional (no meu caso Orlando em Janeiro) com 60 a 120 dias para obter valores mais em conta ainda vale ou é melhor comprar com maior antecedência? Obrigado.

  • Ernesto Lippmann says:

    Vitor, é mais barato, mas em geral a paisagem é mais monótina, o tempo de viagem é maior, e muitas vezes a rodoviária é longe do centro.

    • Vitor Holz says:

      Sobre a paisagem, nao tem muita diferença para a do trem. Já sobre as rodoviárias isso depende. Em Londres a Victoria Coach fica no centro e tem metro. Em Paris eu cheguei de metro.
      Megabus é uma empresa de onibus que tem passagens por 1 libra (UK e outros países e vc ainda tem wifi no bus.
      Isso tudo depende dos seus objetivos. Fazer uma viagem de Paris pra Barcelona de onibus é cansativo pq o onibus vai devagar, mas um trecho como Londres-Paris ou Amsterdam-Bruxelas é mais de boa.

      • Lia says:

        Londres – Paris de Megabus : fui inventar de passar a noite de um país para outro e nao desejo nem para o meu pior inimigo! Muuuuuto cansativo, a nao ser que vc queira viajar de dia e perder um dia inteiro da sua viagem

        • Vitor Holz says:

          Lia, Tudo depende do seu interesse. Eu sou jovem e costumo viajar como mochileiro. Fico em hostel, viajo de companhias low cost, viajo de megabus com a mochila nas costas. A minha dica foi mais para aqueles que viajam como mochileiros.

  • Ernesto Lippmann says:

    Ótimas dicas, mas uma retificação, o Uruguai éstá bem longe de ser um pais barato.

  • Célia Amaral says:

    Concordo, eu uso o hoteis.com, pago em reais com possibilidades de parcelamento e cancelamento, as taxas também são pagas aqui. Nunca tive problemas
    Ah, a cada 10 diárias vc leva uma diária.

  • Ernesto Lippmann says:

    E, mais uma dica interessante, quem tem passaporte europeu não precisa de seguro saúde para viajar para países da comunidade europeia, pois o atendimento médico e um direito seu como cidadão. As vezes é cobrado, dependendo do pais, mas geralmente a preços bem módicos.

  • Vinicius says:

    Alguém tem dicas da Ásia, low costs da Ásia? Estou indo para Hong Kong, mas na real pretendo ir para Tailândia, Cambodja, Vietnã e Filipinas. Preciso de dicas para pagar passagens aéreas para esses lugares mais baratos.

  • Felipe, é uma boa antecedência. Se aparecer uma boa promoção, aproveite!

  • Jonathan, tem que aguardar a próxima! Fica ligado aqui no MD

  • Andre Luiz Gomes Dantas says:

    Eu vou de executiva por r$ 1350, dinheiro dá para pagar um mês de serviço da minha empregada. Agora, r$9500 eu não pago! Coisa de quem não valoriza o que tem ou é político ou ganha dinheiro fácil às custas do sacrifício alheio. Andre, para presidente!

  • Leo Romano says:

    Minha namorada ao comprar uma passagem na AA digitou uma letra errada do sobrenome, alguém sabe o procedimento para correção?

  • sigma7777777 says:

    Não tive problema em Miami Beach, Orlando e também no Brasil.

  • Ton Correa Araujo says:

    Ótimas dicas, muito obrigado

  • Daniel Moura says:

    Quero muito fazer meu primeiro mochilão pra Europa ano que vem mas estou com muito receio por conta do Euro. Tá assustador o valor de compra dele…mas ao mesmo tempo fiquei ‘um pouco’ mais aliviado nas dicas do MD pois um dos países que quero conhecer é a República Tcheca, aliás, quero fugir do óbvio na Europa (França, Itália…) e explorar lugares menos tradicionais. Espero conseguir!!

  • Kelder says:

    Dica do booking foi furada, foi onde encontrei os maiores valores dos hotéis, encontrei valores melhores do logitravel e Best buy

  • ana cláudia says:

    Olá
    Por favor, Vamos pra San Francisco em Janeiro(casal+2 Kids). Sei que o foco da sua viagem é diferente do nosso, mas vc já tem algum roteiro legal lá? Obrigada

    • sigma7777777 says:

      Não tenho roteiro, mas no site Ideias na Mala há um de 3, 4 e 5 dias. Não vou postar o link aqui porque meu comentário poderá ser bloqueado.

  • Vinícius Bueno says:

    só um detalhe: o aplicativo VIBER também faz ligação para aparelhos fixos e moveis no Brasil, basta carregar alguns dólares via cartão de crédito. E além do mais a qualidade da ligação via Viber é INFINITAMENTE superior ao whatzapp, por exemplo.

  • Mika says:

    Galera, o dólar ta subindo muito rápido. Minha viagem é em novembro e não sei se espero um pouco ou compro logo. O dólar geralmente dá um pico e abaixa um pouquinho, o ano todo foi assim, agora chegou a 2,76 na casa de câmbio, será que não abaixa pelo menos um pouquinho? To na dúvida

  • Guilherme says:

    Pessoal, comprei a passagem pela AA na promobug haha. Agora é abraçar o capeta e seu dólar. Só tenho uma duvida, tenho alguns euros sobrando de uma outra viagem. Eu consigo aqui no Brasil trocar o Euro por Dolar ?! ou só pegar o Euro para Real e depois Dolar. haha

  • Breno Ventura Cerutti says:

    Excelentes dicas!

  • nunca usei o Hangout, vou testar.

  • Estevão Busato says:

    O único ponto que não concordo inteiramente é o 4, redução no custo com deslocamentos. Na Europa, principalmente, acho mais econômico alugar um carro do que pagar trem, mesmo que se adquira bilhete antecipadamente. Em outubro loquei um 500L por duas semanas na Itália e paguei um total de $380,00 euros. Apenas a passagem de trem entre Roma e Florença para duas pessoas ficaria em $150,00 euros. Sem contar que com carro a liberdade é muito maior.
    Abs.

    • Mara Bm Basilio says:

      Caramba! Eu paguei $34,00,euroos para 2 pessoas o trecho de Florença para Roma agora em julho. Mas dependendo da região o carro e bem melhor mesmo. Seja pela logística ou pelo preço.

  • Cleyton Bernardes says:

    Quem comprou para a Espanha ou portugal uma dica é visitar Funchal, Ilha da Madeira, comprando passagem saindo de Lisboa ou Porto é muito barato. A ilha é ideal para passeios em casal ou para fazer trilhas um pouco mais radicais, além de ser um destino com bons hotéis com ótimo custo e refeições sempre com um bom vinho com preço de bandejão no Brasil.

  • Paulo Soares says:

    Uma viagem bem planejada para o exterior pode reduzir muito seu custo. A dica de hospedagem é : Compre suas diárias de hotel em real(R$). Sem IOF nem variação cambial. Pague em parcelas sem juros e viaje com hospedagem paga. Os sites Logitravel, Decolar e Hotéis.com oferecem ess
    a possibilidade. Boas viagens.

  • Eita Limonada says:

    Das poucas vezes que usei o seguro viagem oferecido pelo cartão de crédito, eu me Fo***. É o barato que sai muito caro! Tem seguros viagem no mercado com preço bem acessível e com menos dor de cabeça, do que quando tive que acionar do cartão de crédito, que de bom nesse cartão é só parcelar a viagem antes de ir pro exterior. Tirando isso, só faz estrago!

  • Paulo Roberto Medeiros Correia says:

    Sem querer invalidar o comentário do Numismata, o câmbio no Banco do Vaticano, na Pça de São Pedro não cobra nenhuma taxa. Foi o melhor câmbio que fiz por lá.

  • Ana Amadori says:

    Uma dica legal é procurar os livrinhos de descontos, que pra nós entregaram check in do hotel (lá tem muitas vantagens não só para compras de itens, como também alimentação). Se for em shoppings ou outlets, procure se cadastrar antecipadamente no site do local, geralmente você ganha benefícios; ou procure a central de atendimento do local que geralmente eles tem promoções também!
    Se for comprar no exterior, não faça como nós! Nós fomos no primeiro dia e gastamos muito por ter pesquisado pouco, pois é muito tentador!
    No mais, adorei a matéria! Se soubesse de tudo isso antes, já teria economizado nas viagens que fizemos. Agora é prestar atenção pras próximas! Obrigada MD!

  • Roger says:

    De fato, em algumas classificações, a Croácia não faz parte da Europa Central, mas com certeza ela não faz parte do Leste Europeu, bem como a Rep. Tcheca.

  • Aline Fernandes says:

    Quando fui a Orlando, usei o Priceline e consegui um ótimo negócio!
    Paguei tipo 40 dólares/dia em um hotel super bem localizado, com boa estrutura, wifi, etc.
    Isso pq não dei o lance, ja peguei a proposta que tava no próprio priceline… Com o lance talvez eu conseguisse um preço melhor, mas preferi nao arriscar, por causa das caracteristicas do hotel que ja tava anunciado

  • Aline Fernandes says:

    Tô impressionada com o tanto que o povo tá brigão e mal educado nos comentários do MD ultimamente… Eu hein…
    Relax aí galera, vcs tão mto cheios de ódio nos seus coraçõezinhos

    • Lia says:

      a galera não tá viajando por causa do aumento do câmbio e vem aqui extravasar,rs . Eu prefiro rezar pq ainda tô sonhando passar o reveillon na europa, msm eu ter acabado de voltar de lá há menos de 4 meses,rsrsr

      • Aline Fernandes says:

        Hahaha não tá fácil pra ninguém, Lia!
        Eu, com esse dólar nas alturas, vou ficar aqui pelo Brasil mesmo… Pegar umas prainhas e fingir que vou pegar um bronze rs…
        Boa sorte no seu reveillon nazoropa! =D

    • Da Silva says:

      Rss…. Tá todo mundo de mal humor…

  • YURI FAMINI says:

    AHAHAHAHHAHAHAH coitada, e você também não, já que faltou aula de interpretação de gêneros linguísticos. Mais amor, por favor 😉

  • YURI FAMINI says:

    Como fazer para solicitar a carta? Meu cartão tem esse seguro de 30mil euros, mas nunca precisei usar, achava que era só ter o número e entrar em contato caso fosse necessário usar.

  • Neli Terra says:

    Existe maneira de transferir pontos (milhas) da AAdvantage pra Tam? Ou só dá pra usar essa parceria se pontuar direto com a passagem da AA no Multiplus?

  • Natalia says:

    Adorei as dicas, apesar de já praticar a maioria delas, gostei muito do site dos Hostels e do Yelp que foram novidades pra mim:)
    Vale a pena só dar um destaque na questão da utilização das milhas, pois foi muito vantajoso para mim ao planejar um tour pela Europa, mais barao até que passagem de trem por se tratar de trechos longos.. Emiti pelo Smiles (que tem muitas parceiras internacionais como KLM, Alitalia etc.) trechos de Munique à Palermo e outro de Roma à Zurique, ambos por 12.500 milhas cada trecho para início de Jan/2016 o/

  • Mariane Ortiz says:

    Meu modo de falar, não se trata de religião! Fala sério né!!!

  • Albino says:

    Quem quiser um voucher de R$ 89 para o Airbnb é só me mandar o e-mail que lhe
    envio

  • Rogério Luiz Da Fonseca says:

    Dica,

    Fui ao México e Colombia recentemente.
    O Real é desvalorizado lá, tem pouca liquidez, por isso eles pagam muito pouco na nossa moeda.
    Verifique a possibilidade de comprar dolares ainda no Brasil e trocar pela moeda local lá, mesmo fazendo duas conversões pode valer muito a pena.

  • Albino says:

    Quem quiser dicas para reservar hotéis mais baratos, me manda um e-mail pra albinoqneto@gmail.com

  • Lia says:

    Verdade. Deve ser msm porque já tenho 31 anos,rs.. No meu caso que fiz tb mochilao por pouco mais de 10 países, eu achei que não compensa a rota pelo fracasso e frustação de ter que passar pelo Porto de Calais pela a Megabus. Não consegui dormir sequer por 20 minutos. Tive um dia perdido em Londres. Abraço!

  • Ingrid says:

    Pessoal, em dezembro vou pra Tailândia e Camboja, mas ainda faltam os trechos internos e Bangkok – Siem Reap. A Air Asia e A Cambodia estão com preços ótimos, o único problema é que se eu comprar no site delas, vou ser taxada e ficar refém do dólar. Não estou encontrando outro site brasileiro que faça isso, como o submarino (até vende, mas a taxa tá enooorme) ou decolar, por exemplo… Alguém tem alguma dica? Obrigada!

  • marcelo butzke says:

    Existe um acordo internacional de assistência médica que assegura o sistema de saúde ao viajante brasileiro segurado pelo INSS e sua família. Para ter acesso ao atendimento gratuito no exterior, o cidadão brasileiro deve dirigir-se ao INSS e solicitar o Certificado de Direito à Assistência Médica Durante Estadia Temporária e dizer que é beneficiário do INSS, indicando o período de permanência no país. Brasileiros têm direito a atendimento médico nos sistemas da rede pública de nove países: Argentina, Cabo Verde, Chile, Espanha, Grécia, Itália, Luxemburgo, Portugal, Uruguai. Este direito ainda é pouco conhecido, mas pode ajudar muito quem viaja para estes países

  • Schincariol says:

    Alguem tem ou sabe de algum cupom de desconto na Confidence?

  • Monica Alves says:

    É bem útil em tempos de alta do dólar.

  • Jonatas Elias says:

    Estou na mesma…

  • Anderson Silva says:

    Alguém tem sugestões de bons lugares de câmbio em Santiago do Chile?

  • Fabio Vilela says:

    Em Cancun, no Shopping Las Palmas tb tem um quiosque que faz cambio de Real

  • Marcelino says:

    Excelente texto. Só discordo do Uruguai. Estive em Montevideo de 02/09 a 06/09/15 e os preços de hospedagem, traslado, alimentação e bares são mais caros do que os praticados no Brasil. Continua valendo a pena porque a cidade é bonita e é possível encontrar promoção de passagens.

  • Gentil Meireles says:

    Sugestão: Se a pesquisa for refeita hoje, os resultados serão bem diferentes!!

  • Uiliam Zanotto says:

    Citaram ai em cima o site Edreams para comprar tickets … abram o olho… baita picaretagem!!!

  • Uiliam, compartilha com a gente qual problema você teve com o Edreams? Eu comprei algumas vezes com eles e sempre tive boas experiências. As pessoas que conheço idem.

  • monicamazonas@hotmail.com says:

    E quem já fazia tudo isso em tempos de vacas mais gordas? Agora o plano C vai ser dormir na rua e comer bolachinhas com ketchup nas viagens (estilo o filme O Terminal, com Tom Hanks) hahahahahaha

  • Fábio Brito says:

    Alguém sabe como ir para as filipinas por menos de 500 no mes de julho? (partind da europa), se alguém souber por favor entre em contacto comigo: fabioornelas1994@hotmail.com Obbrigado pela vossa atenção!

  • Starlish says:

    Estou indo para Grecia mas só tenho dólares. Faço uma conexão em Munich. O que vc recomendaria? Trocar por Euros aqui, na Alemanha ou na Grécia?

  • Fred Kas says:

    Bem-vindo ao ST. LUKE’S HOSPITAL, eu sou o Dr. Fred Clinton pelo nome. Você quer vender o seu rim por dinheiro ou comprar um rim ou outros órgãos se sim, por favor contacte-nos com este e-mail: stlukeshospitals@gmail.com

  • juan francisco says:

    Olá, querido senhor / senhora

    Eu sou o DR. KATE ADAMS e tratamento na compra / venda de rins,
    Somos especializados na venda e compra de várias partes do
    Corpo, fígado, aro, corações e outras partes delicadas do corpo.
    Corpo Temos um hospital bem equipado, e os meus médicos estão
    Bem treinado. Não há necessidade de ter medo porque Cirurgia é uma operação livre de vida. Então, qualquer pessoa interessada deve contactar os funcionários em kateadams946@gmail.com Contém um Certifique-se de que não hesite em contactar-nos, porque certamente nós certificaremos de que trabalhou com você e também Vamos garantir que você gosta de fazer negócios comosco .

    E-mail: kateadams946@gmail.com

    Obrigado

    Dr. KATE

  • Dr. Gerrad Mark says:

    Doc Gerrad

    Olá, meu nome é Dr. Gerrad Mark do University of Abuja Teaching Hospital, sou especialista em cirurgia de órgãos e lidamos com a compra de órgãos de humanos que querem vender, se você estiver interessado em vender seu rim ou vender Qualquer parte do órgão do seu corpo. Entre em contato conosco para obter mais informações. Entre em contato via e-mail: abujateachinghosiptal@gmail.com

    Espero ouvir de você.

    Saudações,

    Dr. Gerrad

  • Dr Austinelvis says:

    Você está ansioso para comprar para salvar uma vida de amigos e um membro da família.

    Você considera ou quer vender seu rim por causa da quebra financeira?

    Preço? Esta é uma oportunidade de vender por US $ 450,000.00 dólares? Mensagem nós

    hoje, o mais rápido possível. Como estamos atualmente comprando e vendendo

    Rins. Nosso Hospital também é especializado em Cirurgia do Rim e Fígado e

    Estamos atualmente em colaboração com outros hospitais internacionais para

    Compra e venda de Rins saudáveis, com vida e correspondência

    doadores. Estamos localizados na Índia, Canadá, Reino Unido, Paquistão, China e Chile Turquia,

    EUA, Malásia, Tailândia, Colômbia, Nigéria etc.

    Se você está interessado em vender ou comprar rins não hesite em

    Entre em contato via e-mail: draustinelvis@gmail.com

    Doadores genuínos / venda / compradores necessários você precisa levantar dinheiro para custos de cuidados de saúde ou pagar dívidas ou um bom

    Cumprimentos

    DR AUSTIN ELVIS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *