63 dicas para a sua primeira viagem a Nova York

Camille Panzera
Camille Panzera
2/05/2020 às 7:54 - atualizado em 17/07/2020

63 dicas para a sua primeira viagem a Nova York

Nova York é uma das cidades mais visitadas pelos brasileiros no exterior e certamente uma das mais espetaculares do mundo. São tantas coisas diferentes para ver e fazer na cidade, tanta coisa interessante para visitar, que é mais do que natural que um marinheiro de primeira viagem fique em dúvida por onde começar sua programação. 

A realidade é que a Big Apple é uma cidade enorme, cheia de opções e com atrações novas a cada dia; não vai ser em uma semana ou até mesmo um mês que você irá conhecê-la por inteiro. Mesmo quem vive na cidade se surpreende com seu poder de se reinventar, de oferecer mais opções de entretenimento e novos restaurantes. Sempre tem alguma novidade, algum evento, um novo espetáculo, uma feirinha… Além disso, cada estação do ano tem um encanto especial e toda nova viagem à cidade é motivo para se reapaixonar. 

Temos em nosso Guia de Destinos, um guia completíssimo sobre a cidade; com dicas sobre onde ficar em Nova York, o que fazer, onde comer, como entender o metrô e muito mais; mas pensando em quem nunca esteve por lá, elaboramos essa matéria com dicas essenciais para quem visita a selva de pedra pela primeira vez.

Aqui você encontrará dicas sobre aqueles programas clássicos a se fazer na cidade e alguns não tão clássicos assim, mas que são muito legais. Nossa sugestão é que você saiba o que cada ponto de interesse oferece e então monte sua programação com aquilo que tem mais a ver com você e com o que gosta de fazer.

O que ver e fazer em Nova York

1 – Passear no Central Park  – Uma viagem à NY pede um passeio no Central Park independente da época do ano em que você viaje. É o parque mais famoso do mundo e fica no coração da cidade! É como um sopro de ar fresco e um encontro com a natureza em meio a uma das cidades mais movimentadas do mundo, como perder isso? O parque é enorme e pode render horas de caminhadas! Entre os lugares dentro do parque que você não deve perder durante a visita podemos citar o Great Lawn, onde há barquinhos para alugar e passear no lago, o Conservatory Garden, que fica incrível na primavera; o Strawberry Fields, onde foi feita uma homenagem a John Lennon, e a área do Sheep Meadows, ideal para tomar um sol e fazer um pique-nique. 

2 – Ver a Estátua da Liberdade e Ellis Island – Maior símbolo dos Estados Unidos, a Estátua da Liberdade é uma representação de liberdade e esperança aos milhares de imigrantes que chegaram à América almejando uma melhora de vida. A estátua de 93 metros de altura fica na baía de Nova York, em Liberty Island, e pode ser conhecida em um passeio de barco que parte do Battery Park, no sul de Manhattan. 

o que fazer em nova york

O passeio que leva à estátua também vai à Ellis Island, uma ilha vizinha da Liberty Island que hoje abriga um museu dedicado à história da imigração no país e ao processo de chegada dos imigrantes. A visita é interessante para quem gosta de história e oferece uma vista linda para Manhattan. Reserve ao menos 4 horas para fazer esse passeio por inteiro e procure comprar seu ingresso pela internet para evitar filas na hora da compra. As filas para embarcar no ferry que vai à ilha e para passar no controle de segurança são inevitáveis, por isso não espere fazer o passeio correndo.

Dica importante: Se o dinheiro estiver curto para desembarcar na Liberty Island, onde fica a estátua e você não quiser perder uma imagem da Liberdade Iluminando o Mundo (nome original da Estátua da Liberdade), a dica é pegar o ferry gratuito que vai para Staten Island, que também oferece vista da estátua, porém um pouco mais distante.

3 – Ir à Times Square – o Encontro da Broadway com a Sétima Avenida, mais conhecido como Times Square, é um dos pontos mais conhecidos de Nova York e um lugar imperdível a se visitar ao menos uma vez durante a viagem. Claro que você já deve ter visto a Time Square em alguma foto, filme ou seriado; mas a sensação de estar no lugar é incrível! São tantos letreiros iluminados, tanta gente, tanta informação e ver isso tudo ao vivo é ainda mais impressionante. Visite-a durante o dia ou durante a noite, que mesmo sem a luz solar acaba parecendo dia tamanha a iluminação dos letreiros — o importante é incluir no roteiro um dos pontos turísticos mais famosos do mundo. Para completar o programa, suba a escadaria da TKTS para tirar algumas fotos!

o que fazer em nova york

Times Square

4 – Admirar a vista panorâmica de um dos observatórios da cidade!
Para isso, você pode ir ao tradicional Empire State Building,  ao Top of the Rock, ao World Trade Center ou ao novo Edge. A quantidade de edifícios em Manhattan é extraordinária um programa clássico quando na cidade é admirar a paisagem de um ponto panorâmico. Inclua no roteiro uma visita a um dos principais observatórios de Nova York: o Empire State é o mais clássico deles, o novo World Trade Center tem uma “entrada” super moderna e o Top of the Rock, que fica no GE Building, edifício do Rockefeller Center, faz você se sentir “no meio” da selva de pedra. O Edge, inaugurado em 2020, é uma nova opção e que tem um pedaço de seu chão em vidro.

O local mais popular é o emblemático Empire State, que aparece no filme de King Kong e que chama atenção por sua arquitetura, mas eu diria que a vista do Top of the Rock é mais bonita porque dele é possível ver o Central Park e o próprio Empire State. Outra opção e não menos bonita é visitar o novo edifício do World Trade Center, que tem um observatório muito moderno e impactante. Ele fica no sul na ilha de Manhattan e oferece um ângulo de observação diferente dos demais.

A escolha é pessoal e a vista de todos os observatórios é sensacional. Nossa sugestão é ir a qualquer dos edifícios no fim da tarde para ver a cidade com a luz do sol, ficar para o pôr do sol e depois admirar os edifícios se iluminando ao anoitecer. Não se esqueça de comprar os ingressos pela internet, assim também dá para evitar filas. 

o que fazer em nova york

A paisagem de NY a partir do Top of the Rock, um dos edifícios com vista panorâmica da cidade

5 – Passar no Grand Central Terminal – Ela é a estação de trens histórica de Nova York e ainda hoje continua em pleno vigor. É uma estação enorme e que tem tantas plataformas de embarque que é considerada uma das maiores do mundo. Além de pegar um metrô ou trem aqui, visite a praça de alimentação, que tem ótimas opções de comidas; um bom mercado, indicado para comprar um lanche; a loja da Apple, que fica no salão principal da estação, onde há uma pintura linda no teto, além de uma bandeira gigante dos Estados Unidos.

6 – Atravessar a Brooklyn Bridge – Inaugurada em 1883, a ponte do Brooklyn já foi considerada uma das maiores pontes suspensas do mundo. Ela liga Manhattan ao Brooklyn e fica acima do East River. Ela é um dos pontos turísticos mais visitados de Nova York e um lugar que está sempre cheio de gente. São cerca de 1.800 metros de extensão, que podem ser feitos tanto a pé, quanto com bicicleta (há uma ciclofaixa) ou de carro. É um lugar belíssimo para ver o nascer e o pôr do sol! 

dicas de nova york

Brooklyn Bridge, uma das pontes que liga Manhattan e o Brooklyn

7 – Andar na Quinta Avenida – a Quinta Avenida, ou Fifth Avenue, é uma das vias mais importantes da ilha de Manhattan e certamente um local que você acabará passando vez ou outra ao caminhar pela cidade. Ela divide Manhattan em leste e oeste e tem edifícios comerciais, museus, casarões antigos e muitas lojas de grifes luxuosas. É um ótimo local para fazer compras porque nela você encontrará desde lojas populares às mais requintadas! Para amantes de tecnologia, vale passar na loja da Apple, uma das lojas mais famosas da empresa.

8 – Fazer um passeio de barco em Manhattan – Um passeio de barco por Manhattan é o programa perfeito para um dia de sol! Há diversos trajetos diferentes de barco pela ilha, desde os passeios mais básicos aos mais exclusivos e com ele você pode ver Nova York de um ângulo diferente. É um passeio muito bonito e para quem quiser fugir um pouco do habitual, é possível até fazer um brunch ou jantar no barco. 

dicas de nova york

Manhattan e seu panorama cheio de edifícios

9 – Assistir a um espetáculo da Broadway – Os espetáculos da Broadway são outro programa característico de Nova York e uma ótima alternativa para quem gosta de eventos culturais. A quantidade de espetáculos em cartaz é enorme e entre os mais tradicionais estão O Fantasma da Ópera, O Rei Leão, Wicked e Mamma Mia! A produção e cenário dos espetáculos é encantadora e, para quem gosta, os espetáculos são programas para ir várias e várias vezes.

Como os espetáculos da Broadway têm muita qualidade, eles não são uma pechincha. Porém, há algumas boas dicas para economizar. A primeira delas é ir aos pontos de venda da TKTS, que vendem ingressos com desconto — nossa sugestão é não ir ao ponto de vendas da TKTS na Times Square porque esse está sempre lotado, vá ao ponto de vendas do Brooklyn ou South Street Seaport, que têm menos gente. Outra dica, e que pode representar uma economia ainda maior, é tentar ser “sorteado” na loteria de bilhetes – veja aqui mais informações

O que fazer em Nova York

Times Square, uma das principais atrações de Nova York

Outra sugestão é que você vá aos espetáculos se realmente gosta desse tipo de programa. Tem gente que vai pela “obrigação” e acaba não curtindo tanto porque como eles têm cerca de duas horas de duração, pode ser um pouco cansativo para quem não é fã. 

10 – Ir ao Rockefeller Center – O centro empresarial reúne lojas, restaurantes, edifícios e áreas de lazer. É nele que fica o Top of the Rock, observatório com uma vista espetacular de Manhattan, e onde, há uma pista de patinação muito movimentada durante o inverno. É um bom lugar para passear, fazer algumas compras e tirar fotos! No empreendimento você também encontrará uma loja da Nintendo e da Lego, que divertem os turistas.

11 – Visitar o Ground Zero – Ground Zero foi o nome que recebeu a área onde ficavam as antigas torres gêmeas atingidas pelo ataque de 11 de Setembro 2001. Hoje em dia um novo World Trade Center foi construído no local, além de um memorial em homenagem às vítimas. Em 2014 também foi inaugurado o 9/11 Memorial Museum, um museu que retrata detalhes do ataque aos edifícios – logo abaixo você pode ler mais sobre o museu. 

o que fazer em Nova York

Memorial 9/11, em homenagem às vítimas dos ataques de 11 de setembro

12 – Conhecer o The Vessel  – Nova York tem um novo empreedimento imobiliário chamado Hudson Yards, um dos mais caros da história do país. E nesse local fica o The Vessel, uma obra-monumento com 154 escadas interconectadas que formam uma imagem que lembra uma colmeia. De quebra, o lugar ainda oferece uma linda vista!

13 – Passear pelo Brooklyn – O Brooklyn é um dos “distritos” de Nova York. Hoje a região é muito valorizada, está cada vez mais em ascensão e tem excelente opções de passeios. Estando na região você pode passear por Dumbo, conhecer o Brooklyn Bridge Park, que tem um bela vista da cidade, conhecer o Jardim Botânico do Brooklyn e ir ao Smorgasburg, uma feira de comidas onde você encontra de tudo um pouco, uma delícia!

14  – Descansar nos parques da cidade – Nova York tem dezenas de parques incríveis e passeando pela cidade você acabará topando por algum deles. Sentar-se em um parque para descansar das caminhadas, é uma boa dica, principalmente quando o tempo está agradável. O Bryant Park e o Madison Square Park são duas boas opções para recuperar o fôlego e o High Line, na região de Chelsea, é imperdível! Esse parque suspenso foi construído onde antigamente ficava uma linha de trem, é lindo! Outra dica excelente é o Brooklyn Bridge Park, que tem uma vista maravilhosa de Manhattan.

15  – Acompanhar o calendário de eventos durante sua estadia – NY é a casa de diversos eventos, shows musicais, jogos, feiras… por isso, antes de viajar, acompanhe quais serão os eventos que acontecerão enquanto você estiver por lá, de forma que você consiga se programar e comprar ingressos com antecedência. Você pode ir a um jogo de hockey ou a um show daquele artista que ainda não teve oportunidade de assistir ao vivo. Veja aqui o calendário de eventos da cidade

16  – Ir a um Rooftop – Já ouviu falar dos rooftops? A moda ainda não pegou tanto no Brasil, mas em algumas cidades ir ao terraço em cima de um edifício é um ótimo programa, principalmente para aproveitar a noite. A Big Apple tem rooftops com vistas sensacionais e eles ficam fervendo de gente, principalmente no verão. Nossas sugestões de roofttop são o rooftop do MET, o 230 Fifth e o Le Bain, que tem um fim de tarde lindíssimo! 

17 – Fazer um brunch aos domingos – Brunch é a mistura de breakfast (café da manhã) com lunch (almoço) e é um programa muito tradicional em NY, principalmente aos domingos. Aproveite o fim de semana para fazer um brunch em um restaurante, vários deles têm um cardápio especial nesse período. Boas ideias para o brunch são os restaurantes Balthazar e Sarabeth’s.

o que fazer em nova york

Arranha-céus em Nova York e o Empire State Building ao centro

18 – Passar um dia de sol em Coney Island – Coney Island é um programa para um dia todo, ideal para fugir um pouco dos programas mais badalados. O local fica no Brooklyn, a cerca de 1 hora de Manhattan, e é onde fica o Luna Park, um parque antigo que tem brinquedos clássicos e outros radicais. Coney Island tem uma praia e um píer bem agradáveis para um passeio e é onde acontece a grande competição do Nathans’s, de quem come mais cachorros quentes – um competidor já chegou a comer 69 cachorros quentes, acredite se quiser. 

19 – Ver o pôr do sol do Brooklyn Bridge Park ou Hudson Park – Esses parques nem são daqueles pontos que todo mundo visita quando vai à Nova York, mas são passeio tão gostosos e geralmente tranquilos comparado a outros, que vale uma visita para quem quer relaxar. Aliás, Nova York é uma cidade onde você sempre encontrará muita gente, muita fila, então locais assim são bacanas para descansar mesmo. Ambos oferecem uma bela vista para o pôr do sol – o Brooklyn Bridge Park fica no East River e tem uma vista linda de Manhattan, e o Hudson River Park, fica no Hudson River, virado para Jersey City. Não tão sossegado, mas igualmente bonito é o High Line, um parque suspenso construído em uma antiga linha de trem. 

o que fazer em nova york

A ilha de Manhattan vista do Brooklyn

20 – Assistir a um show de jazz ou blues – Duas alternativas para curtir a noite ao som de uma boa música são o B.B King Blues Club e o Blue Note. As casas costumam ter shows com música ao vivo e o B.B King tem duas salas com shows diariamente! 

21 – Curtir a vida noturna no Meatpacking District – A área do Meatpacking é ideal para curtir a noite. Aqui estão vários restaurantes bacanas, além do Biergarten, um bar alemão indicado para os amantes de cerveja; o Le Bain, que mistura rooftop e boate e a boate Catch. Pertinho dali também fica o Spotted Pig, um bar com uma decoração bem diferente e que tem comidas ótimas. 

22 – Visitar a Roosevelt Island – A ilha Roosevelt é ligada a Manhattan através do metrô e de um bondinho, que já serviu de cenário para o filme do Homem-Aranha. O lugar é bem agradável para caminhadas, tem as ruínas de um antigo hospital e um monumento em homenagem a Franklin Roosevelt.

dicas de nova york

Roosevelt Island, a ilha que você pode conhecer através de um bondinho

Museus em Nova York

Confira quais são os principais Museus de Nova York e inclua em sua programação os que mais despertam seu interesse.

23  – MET ou Metropolitan Museum of Art – Ele é um dos principais pontos turísticos de NY e um dos mais importantes museus do mundo. Mais conhecido como MET, ele é um museu enorme e tem coleções com abordagens variadas, como a área dedicada às obras europeias, cultura egípcia, arte asiática, arte medieval etc. São tantos temas diferentes que ao menos um deles deve interessá-lo; e se você não for fã de museus, a visita ao MET vale a pena mesmo assim porque ele também oferece uma ótima vista de seu rooftop.

Antigamente, era possível fazer apenas uma doação e entrar no MET pagando o valor que desejasse, mas essa política mudou e hoje o local cobra $25 pela entrada. 

24  – American Museum of Natural History – Mais um dos museus incríveis da cidade, o Museu de História Natural é o tão famoso onde foram gravadas cenas do filme Uma Noite no Museu. É nele que você encontrará esqueletos de dinossauros gigantes e uma coleção de pedras preciosas. Anexo ao museu fica o Rose Center for Earth and Space, que tem exposições relacionadas à Terra e ao espaço, como o planetário Hayden. Esse museu também tem apenas um valor sugerido para a entrada, mas algumas áreas são restritas para quem compra as exibições (uma ou mais delas). 

museus em nova york

Museu de História Natural de Nova York

25 – Visitar o museu Solomon Guggenheim – Interessante não apenas pelo seu conteúdo como também pela arquitetura, o Guggenheim é um museu em que grande parte de seu conteúdo é de exposições temporárias (então vale ficar de olho na exposição em cartaz durante sua viagem) e que também tem uma coleção permanente pequena e super valiosa. Na sala de obras permanentes você encontrará obras de Cézanne, Gauguin, Van Gogh, Picasso e Monet. A entrada custa $22 e aos sábados entre 17h45 e 19h45 paga-se o quanto quiser pela visita.

26 – MoMa– o Museu de Arte Moderna de Nova York é mais um dos programas culturais que tem grande apelo turístico. Aqui você encontrará exibições temporárias e permanentes e obras de artistas mundialmente conhecidos como Picasso, Monet, Frida Kahlo, Dalí e Andy Warhol. A obra mais procurada no lugar e que está sempre cercada por visitantes é “A Noite Estrelada”, de Van Gogh. Se o tempo permitir, visite o jardim de esculturas, na área aberta do museu. A entrada custa $25, porém, às sextas-feiras, entre 16h e 20h, a entrada é gratuita.

27 – 9/11 Memorial Museum – Inaugurado em 2014, o 9/11 Memorial Museum é um museu dedicado exclusivamente ao atentado às torres gêmeas do World Trade Center. Um pouco polêmico e muito triste, o museu homenageia as vítimas do atentado. Ele tem um acervo realmente incrível e uma quantidade de objetos a respeito das vítimas e dos edifícios que impressiona, mas é uma visita impactante e que deixa muita gente emocionada. A entrada custa $24.

28 –  New York Public Library – A biblioteca pública de Nova York não é exatamente um museu, mas é um lugar cheio de história, com uma arquitetura e decoração internas muito bonitas e que também rende um belo passeio cultural. Ela é uma das maiores bibliotecas do mundo, tem entrada é gratuita e inclusive são oferecidas visitas guiadas ao local.

29 – Intrepid Museum – O Intrepid Museum é um museu militar e que fica no Rio Hudson. Ele tem exposições voltadas para o mar, ar e espaço e está instalado dentro de um porta-aviões que foi utilizado na Segunda Guerra, o que já o torna muito interessante. O museu é interativo e educativo, desperta o interesse de para pessoas de todas as idades, permite ver de pertinho um concorde e entrar em um submarino!

Compras em Nova York

Tudo bem que o dólar não está lá essas coisas para fazer compras, mas quem resiste a umas comprinhas? A oferta e quantidade de lojas com produtos de qualidade por baixos preços é tão grande que a gente acaba comprando mais do que realmente precisa. Além das já citadas Times Square e Fifth Avenue, confira abaixo algumas boas opções de compras na cidade

compras em nova york

Compras em Nova York – Century 21

30 – Herald Square – A Herald Square é uma praça localizada entre a 34th St e 35th St e a Avenue of the Americas. O que chama atenção no local é a quantidade de ótimas lojas. Nos arredores da Herald Square e Penn Station estão lojas como a H&M, GAP, Uniqlo, Aeropostale, Zara, Sephora, Forever 21, Duane Reade etc, além da Macy’s, que é gigante!

31  – Macy’s – Ela é a loja de departamento mais famosa dos Estados Unidos e na 34th St fica a maior loja da Macy’s, que também é considerada a maior loja do mundo! A loja possui 11 andares e cada um tem um foco distinto; tem um andar com cosméticos, um andar com acessórios, roupas femininas, roupas masculinas, calçados, malas e assim vai. É um lugar enorme e em que você encontra de tudo um pouco. Estrangeiros que apresentam o documento de identificação expedido fora dos EUA ganham 10% de desconto. 

32 – Century 21 – Uma outra loja de departamento, mas que diferente das outras é especializada em vender produtos com desconto. Nela você encontra produtos de ótimas marcas, mas com preços muito melhores do que os das lojas convencionais. É o lugar ideal para começar a fazer suas compras… você passeia pela Century 21, vê o que ela pode oferecer, se gostar de algo leva pra casa e se não gostar pode explorar os outlets que ficam mais distantes da área central de NY. 

33 – Jersey Gardens – A cerca de 27km de Manhattan, o Jersey Gardens é uma das melhores opções para quem está em Nova York, quer fazer compras e economizar. O centro comercial se parece com os shoppings brasileiros, com o diferencial de que muitas de suas lojas são de outlets, aquelas lojas que vendem produtos por preços mais em conta do que o valor regular. É possível chegar ao Jersey Gardens com ônibus e apresentando um documento brasileiro você ainda ganha um livrinho de descontos para utilizar em algumas lojas. Outra vantagem é que por ficar em New Jersey, produtos como calçados estão isentas de imposto, que em NY são de 8,875%.

34 – Woodbury Common Premium Outlets – Outra grande opção de outlet para quem pretende economizar, o Woodbury é um outlet a céu aberto e com lojas mais chiques, por assim dizer. É aqui que você vai encontrar lojas de grife como Balenciaga, Burberry, Chloé, Prada etc. Também é possível chegar ao Woodbury de ônibus, mas ele está a cerca de 75km de NY, portanto a viagem é um pouco mais longa. Reserve um dia todo para ir ao Woodbury e se for de ônibus, apresente sua passagem no centro de informações que o livrinho de descontos sai de graça. 

35 – Visitar as incríveis farmácias de NYWalgreens, CVS Pharmacy e Duane Reade – Quem não está acostumado até acha um pouco estranho fazer compras em farmácia, acontece que as farmácias dos Estados Unidos são muito mais do que lugares para comprar apenas medicamentos. Elas são uma mistura de farmácia com mercado e tem uma variedade enorme de maquiagens, cosméticos, produtos para bem-estar, revistas, lembranças e até comida. Nem é preciso se esforçar para encontrá-las porque estão por todo lugar. 

36 – SoHo – Para quem procura lojas populares ou de designers renomados, o SoHo é uma área ótima para compras e ainda tem a vantagem de ser um local cheio de charme e com ótimos restaurantes. É um ótimo lugar para almoçar e depois fazer umas comprinhas. 

compras em nova york

SoHo e suas lojas

37 – B&H Photo Video – Um paraíso para quem precisa comprar eletrônicos, a B&H é uma das melhores lojas desse segmento no país. Por lá você encontrará uma enorme variedade de produtos e geralmente vendedores atenciosos, que muitas vezes falam português. A loja tem um sistema de transporte de mercadoria interessante; quando estiver por lá, olhe para o teto e você irá entender. 😉

38 – Uniqlo – Vai para os Estados Unidos e não sabe como vai se virar com o frio? A primeira coisa a saber é que você deve se vestir por camadas – mais camadas de roupa quando estiver ao ar livre e quando estiver em um local aquecido você tira as camadas para ficar mais confortável. Além dos outlets acima citados, que são ótimos para encontrar roupas de frio por um preço camarada, nossa sugestão é visitar a Uniqlo, uma empresa japonesa que tem várias lojas nos States. O custo-benefício dos produtos da Uniqlo é muito bom e aqui você pode encontrar segunda pele térmica e casacos da linha Ultra Light Down que são leves e eficientes contra o frio.

39 – Apple – Em Nova York, mais precisamente na Quinta Avenida, fica uma das lojas mais conhecidas da Apple. Quando algum novo produto é lançado pela marca, as pessoas começam a fazer fila do lado de fora da loja vários dias antes! Vale passar na frente parar tirar uma foto ou visitá-la, mas provavelmente você encontrará menos gente na loja de Chelsea, que é mais tranquila.

40 – Mais lojas em Nova York: Marshalls, Burlington, Bloomingdale’s, Saks Fifth Avenue, Bed Bath & Beyond, Best Buy são algumas das grandes redes de lojas em que você encontrará em Nova York. Essas lojas são enormes e dentro de sua proposta vendem uma grande variedade de produtos. 

Leia também: Dicas para escolher a mala ideal para a sua viagem de avião

Onde Comer em Nova York

41 – Eataly – O mercado italiano presente em algumas cidades do mundo está também na selva de pedra. Esse é um lugar indicado para qualquer hora do dia! Aqui você pode comprar algumas frutas, almoçar uma pizza, curtir uma cerveja no rooftop ou tomar um vinho acompanhado de frios durante a noite. O sorvete é excelente e uma ótima ideia para os dias quentes e o Nutella Bar tem todos os seus produtos feito com o creme de avelã; o aroma é irresistível! Vá e se encante! 

42 – Chelsea Market – Ocupando um quarteirão inteiro de Chelsea, esse mercado é ótimo para quem quer encontrar várias opções de comida no mesmo lugar. O mercado tem vários estabelecimentos e ótimos restaurantes, como o Giovani Ranna, de massas, e o Lobster Place, onde as lagostas e sashimis são super frescos! Indo ao Chelsea Market inclua também no roteiro um passeio pelo High Line, um parque suspenso que fica em uma antiga linha de trem. 

43 –  Time Out Market New York – Inaugurado em 2019, em Dumbo – Brooklyn é um empreendimento presente também em outros países mundo afora. O local reúne vários restaurante e coisas deliciosas para comer, em um espaço comunitário e super bacana para experimentar um pouquinho de tudo no mesmo lugar. As opções são diversas e o espaço ainda tem uma área ao ar livre com vista da cidade e do East River.

44 – Carnegie Deli  – O sanduíche de pastrami é uma iguaria que se você não conhece, devia conhecer… e Nova York é o lugar certo para degustar um deles. Entre as opções mais famosas da cidade estão o Carnegie’s e o Katz’s; ambos com sanduíches maravilhosos, muito bem recheados e enormes!

onde comer em nova york

Katz’s e seu sanduíche de pastrami

45 – Carmine’s – Lembrado pelos seguidores do nosso Instagram como um local imperdível para comer em Nova York, o Carmine’s é um restaurante de comida italiana com pratos muito, muito bem servidos. Ele é ideal para quem está em grupo, porque o custo-final da refeição é excelente. 

46 – Shake Shack – Se assim como nós do MD, você adora um hambúrguer saboroso, aceite nossa sugestão e vá ao Shake Shack. A rede começou no Madison Square Park e hoje já tem lojas em outros países. A fila nunca é pequena, mas a espera vale a pena! Pode agradecer a gente depois! 😉
Outras opções de hambúrguer são o Burger Joint, Five Guys e Johnny Rockets

onde comer em nova york

Shake Shack – famoso por seu hambúrguer

47 – Cachorro quente em Nova York – Uma das “comidas” tradicionais de Nova York são seus cachorros-quentes, que são bem diferentes do que conhecemos no Brasil. Geralmemte os hot dogs nos Estados Unidos levam apenas pão, salsicha e algum molho e podem ser experimentados em diversas barraquinhas pela cidade. Além disso, um lugar tradicional para prová-los é o Gray’s Papaya, um lugar simples, mas clássico, que vende milhares de hot dogs todos os dias.

48 – Café Habana – O Café Habana é um restaurante cubano em Nova York, localizado no SoHo. O local tem uma área de restaurante convencional, para se sentar, e outra com o take out, com comida para viagem. Recomendo por lá conhecer o milho verde grelhado, que é delicioso!

49  – Whole Foods Market  – Quem disse que só se come besteiras nos Estados Unidos? Essa ideia de que os americanos comem mal já não é bem verdade e prova disso é o êxito do Whole Food Markets, um mercado de produtos orgânicos que tem algumas lojas em Nova York. O lugar tem muitos pratos para viagem e você pode fazer seu almoço no melhor estilo novaiorquino: comprar a comida, sentar em um parque e desfrutá-la!

50  – Halal Guys – Simples, gostoso e barato – essa é a política do Halal Guys, um carrinho de comida de rua que conquistou Nova York. Vários carrinhos tentam imitá-los, mas o Halal é sempre aquele onde a fila para conseguir a refeição é grande. O prato não tem o menor glamour, é composto de carne, salada e arroz; servido em uma marmita, que as pessoas comem em talheres de plástico. Se quiser comer barato e lembrar um pouco a comida brasileira, vale a visita. 

onde comer em nova york

Halal Guys – comida de rua super famosa

51  – Red Lobster, Bubba Gump Shrimp, Olive Garden – Essas redes de restaurantes são conhecidas não apenas em Nova York como também em outros países. São lugares que costumam agradar muitos aos turistas porque oferecem um bom custo-benefício e é uma escolha “segura”,  que não dá para errar. O Red Lobster é ótimo para comer lagostas, o Bubba Gump para comer camarões e o Olive Garden para comida italiana. 

Muitos hotéis em Nova York não oferecem café da manhã, então veja aqui onde tomar Café da Manhã em Nova York!

52 – Onde comer doces em Nova York!

Como uma grande cidade que é, Nova York tem as mais variadas opções quando o assunto são os doces! A Magnolia Bakery, famosa pelos cupcakes, ganhou notoriedade com o seriado Sex and the City e algumas pessoas garantem que ela tem os melhores cupcakes da cidade. Se são os melhores eu não sei, mas para quem gosta de doces, vale a pena fazer uma visita!

Outras opções para quem quer comer um bom doce são a Cake Boss Cafe (do Buddy Valastro, aquele chef que tem um programa de tv e que faz bolos monumentais), a Dominique Ansel Bakery (que tem tantas coisas gostosas que não dá nem para dizer o que é melhor) e a Levain Bakery, imperdível para quem gosta de cookies, mas que hoje em dia tem uma boa fila na porta, então é preciso um pouco de paciência.

Para os amantes de chocolate, a dica é ir ao Max Brenner, com chocolates de todos os tipos e de boa qualidade!

53  – Onde ficar em Nova York!

Manhattan é “o lugar” para se hospedar se você quer estar perto de tudo e fazer muita coisa caminhando. O problema é que hospedagem em Manhattan é cara, então não espere pagar pouco para ficar em um hotel decente e bem localizado. Se quiser ficar em Manhattan e bem no centrinho de tudo, dê preferência aos hotéis próximos da Times Square ou Empire State, por exemplo.

Já nos hospedamos em diferentes hotéis na cidade e dois hotéis que oferecem um bom custo-benefício são o POD 39 e o ROW NYC at Times Square.
Aqui você confere uma matéria sobre Hotéis baratos em Nova York, onde encontrará mais detalhes sobre hospedagem econômica na cidade.

Outra dica para quem quer economizar e não se importa em ficar mais distante do burburinho, é ficar fora da ilha, em locais como o Brooklyn, Queens ou Jersey City, onde as acomodações são mais baratas. Caso essa seja sua escolha, prefira ficar próximo a uma estação de metrô, para poder ir para outras regiões da cidade com facilidade. 

Aqui você pode ler mais a respeito de onde ficar e hotéis em Nova York e conferir inclusive os melhores bairros para hospedagem, já que Manhattan não é uma ilha pequena e tem hotéis em diversas regiões. No Queens, já nos hospedamos no Boro Hotel, que é bem moderninho. 

Outras dicas de Nova York


54 – Entendendo a ilha de Manhattan!
Para ajudar no deslocamento pela cidade, vale entender como a cidade funciona, mais precisamente a ilha de Manhattan, que é onde estão a maior parte dos pontos turísticos. Boa parte da ilha foi planejada, de maneira que as ruas e avenidas receberam números como nomes.

Manhattan está dividida em ruas e avenidas. As ruas cortam Manhattan horizontalmente e “crescem” do sul para o norte da cidade, enquanto as avenidas cortam Manhattan verticalmente e crescem de leste para oeste. Tudo aquilo que fica entre a Quinta Avenida e o East River, é considerado o east side de Manhattan, e o que fica entre a Quinta Avenida e o Hudson River, é considerado o west side. Uptown é a área acima da 59th St, Midtown a área entre a 14th St e 59th St; Downtown a área abaixo da 14th St.

mapa nova york

Mapa do metrô em Nova York

 

55 – Transporte público em Nova York!

Use o transporte público em Nova York, não é necessário alugar carro! O metrô da cidade não é o mais bonito do mundo, mas é eficiente! Com ele você pode ir para diversos lugares por um bom custo. No início pode ser um pouquinho difícil pegar o jeito da coisa, mas depois fica bem simples — o mais importante é saber que no sentido Uptown os trens vão para a parte norte e para “cima” da ilha de Manhattan, enquanto no sentido Downtown vão para o sul e para a parte de baixo da ilha. As estações de metrô geralmente têm o nome da rua em que estão próximas e isso ajuda a se localizar.

Para facilitar sua primeira viagem à cidade, temos uma matéria para entender em detalhe Como usar o metrô em Nova York, com todas as dicas que você precisa para usar o transporte na cidade.

Aqui você confere outras dicas do transporte em Nova York e aqui pode ver outros mapas do metrô em Nova York.

56 – Facilite sua vida usando seu smartphone!
O smartphone faz parte da vida do viajante e facilita muito na hora de explorar uma cidade completamente nova. Para ajudar a se locomover por Nova York, saber que linha de metrô ou de ônibus pegar, você pode comprar um chip de celular pré-pago e utilizar em seu telefone desbloqueado. Uma opção mais econômica para ter acesso à internet é fazer uma parada nas cafeterias Starbucks, que sempre têm wi-fi livre. O celular com acesso à internet ajuda muito, pois com ele você pode utilizar apps como o Google Maps e iTrans NYC. Outra dica é salvar o Google Maps offiline em seu celular para ajudar a conhecer a cidade com mais facilidade.

Leia aqui sobre o Google Maps – 10 dicas incríveis para aproveitar a ferramenta em viagens.

57 –  Passes de ingressos em Nova York! Vale a pena?
O NY City Pass ou o NY Pass são passes que dão direito a entrar em alguns pontos turísticos da cidade e provocam uma certa economia por isso. O NY City Pass permite conhecer 6 pontos turísticos da cidade em uma semana, já o NY Pass permite conhecer mais de 80 atrações e pode ser utilizado em períodos de um dia a uma semana (cada um com um preço).

Em nossa opinião são tipos de ingressos que têm certa utilidade, principalmente para não ter que pegar fila na hora de comprar cada ingresso, mas, via de regra, eles são mais vantajosos financeiramente para quem fica pouco tempo em Nova York.

dicas de nova york

Lower Manhattan – o sul da ilha de Manhattan

58 – Como chegar e sair dos Aeroportos de Nova York
Nova York está próxima de três aeroportos e são eles os principais pontos e chegada à cidade. O JFK Airport, fica no Queens, o La Guardia, também no Queens, e o Newark Liberty, em New Jersey. O aeroporto com localização mais próxima da Times Square, é o de La Guardia, porém, ele é mais utilizado para voos domésticos; ou seja, para quem já está no país. A melhor maneira de sair do aeroporto varia muito, pois depende do aeroporto em que você chega e para qual local da cidade irá se deslocar. Os aeroportos estão ligados às áreas mais movimentadas da cidade através do transporte de ônibus, táxis, bons para quem está em grupo e shuttles, que são uma boa opção para quem está sozinho ou em duas pessoas. Veja aqui mais informações sobre como sair dos aeroportos que servem a cidade de Nova York.

59 – Gorjeta em Nova York
Dar gorjeta pelos serviços prestados é uma prática natural nos Estados Unidos. Ela é dada tanto para o garçom que serve sua mesa quanto para o taxista ou funcionário do hotel que ajudou com as malas. Geralmente paga-se entre 15 a 20% do valor do total do serviço, mas em alguns restaurantes a sugestão de gorjeta chega aos 25%. Geralmente a conta do restaurante já vem indicando, em dólares, quanto você pode deixar de gorjeta. 

60 – Quando ir a Nova York
Cada estação do ano oferece uma experiência diferente na cidade, por isso Nova York pode ser visitada o ano inteiro. O verão (junho, julho, agosto) é o período de alta temporada e tem temperaturas quentes, enquanto o inverno (dezembro, janeiro, fevereiro), tem temperatura mais baixas e muitas vezes neva. Na primavera a cidade fica bem florida e com temperaturas amenas, assim como no outono, mas com a diferença de estar com suas árvores em tons de vermelho, laranja e amarelo. Durante todo o ano a cidade tem eventos e festividades. Escolha quando puder ir que a experiência será incrível!

Veja aqui mais dicas de Quando ir a Nova York.

dicas de nova york

Vista de Nova York

62 – Como levar dinheiro para os Estados Unidos?
Há diferentes formas de levar dinheiro para o exterior e uma boa dica é diversificar, para não se prender a apenas um método.

A maneira mais econômica de levar dinheiro para os Estados Unidos é comprar dólar americano ainda no Brasil, nos bancos e casas de câmbio em nosso país. Na compra de dinheiro em espécie, você paga 1,1% de IOF. Vale lembrar, no entanto, que você pode sair do Brasil sem declarar à Receita Federal o valor equivalente a 10 mil reais.

Você pode também levar seu cartão de crédito internacional e utilizá-lo em suas compras normalmente, mas é importante saber que com ele a cobrança de IOF é de 6,38% e que as mudanças no câmbio nem sempre são boas para os clientes.

Uma maneira cada vez mais popular é fazer uma conta digital internacional, que pode valer muito a pena para viajantes. Veja mais em nossa matéris sobre Contas digitais internacionais.

dicas de nova york

Manhattan vista a partir do Brooklyn

63 – Visto para os Estados Unidos
O visto americano é essencial para brasileiros que viajam aos Estados Unidos. Ele é necessário tanto para quem viaja a passeio para o país como para quem está apenas fazendo conexão. Leia aqui Como Tirar o Visto Americano Passo a Passo.

 

Dica final, mas não menos importante: Aproveite muito, muito a cidade. Caminhe sem medo de se perder, porque é nesses momentos que você pode acabar conhecendo uma coisa muito legal e se surpreender. Ande sempre com a câmera fotográfica para registrar os melhores momentos de sua viagem e marque o MD no Instagram com #melhoresdestinos!

Gostou das nossas dicas de Nova York? Então confira o nosso Guia de Nova York! Veja também nosso post especial com dicas do que fazer de graça em Nova York, com 25 atrações e passeios para curtir a cidade sem gastar nada!

Se tiver mais sugestões de passeios para fazer em Nova York, deixe um comentário! 🙂

86 Comentários

  • Daniel Henriques says:

    Que maneiro! O post veio super a calhar para mim. Vou em novembro pela primeira vez. Valeu, Melhores Destinos!

  • Marcio K. says:

    Não deixem de ir no Max Brenner, comer doce, salgados, qualquer coisa!

  • Mariane Ortiz says:

    Perfeito Camille!

  • Lorena says:

    Muito bom! Estou indo em agosto novamente o/.
    Vocês recomendam fazer o passeio de um dia a Washington?

    • Liana Gonçalves says:

      Oi Lorena!!!
      Eu fui a primeira vez em março do ano passado. E agora ano que vem estou querendo ir em agosto. O que vc achou? É tao quente assim? Li que os americanos estão de ferias em agosto ainda e que por isso não era um mês tããão bom para ir pra lá.

  • Monique Galvão says:

    Sempre vou a NY
    Fico em Mineola.
    Há muitos lugares para se visitar lá.
    Como por ex. O Jardim, que já foi cenário de filmes e seriados, composto de um casarão e uma história fascinante OLD WESTBURY GARDENS.
    Vale muito a pena conhecer.
    Aqui vai o endereço eletrônico: https://www.oldwestburygardens.org/

  • Natalia Vieira says:

    Não deixe de atravessar a ponte de Brooklyn e visitar a cervejaria Brooklyn Brewery, isso claro se tiver tempo de sobra porque é um passeio diferente e vale a pena, fora que o centrinho de lá é uma graça e super descolado com ótimos restaurantes.

  • Tito Bosco says:

    Show de bola este post! Parabéns. Renovou o ânimo de fazer minha primeira aos EUA que antes estava barrada a odisseia que é tirar um visto, ainda mais que aqui em Salvador, temos que deslocar até o Recife para entrevista e etc… E ainda correr o risco de nao ser aprovado. 🙁

  • Carol Palonbino says:

    Eu ainda incluiria uma visita à Smorgasburg Market no Brooklyn aos sábados a partir das 11:00h da manhã. Tem mais de 100 opções de comidas pra todos os gostos: de vegana à churrasco de costela. E tem um bar a céu aberto para maiores de 21 anos. É super legal. E fica bem perto da Blooklyn Brewery, pra quem gosta de cerveja um prato cheio!!

  • Camille Panzera says:

    Oi, Lorena! Eu não fiz, mas acho que vale a pena sim! Temos um guia sobre Washington, dá uma olhada! http://guia.melhoresdestinos.com.br/washington-159-c.html

  • E quando eu ia perder um tempinho fazendo o roteiro do que fazer e onde ir, vem o blog que eu amo e faz tudo isso pra mim da melhor forma possível.

    Alguém me acompanha? Estarei na cidade de 02 a 05/06.

  • Vlade says:

    No final de outubro passarei uma semana por lá e este guia está perfeito, minha preocupação continua sendo achar um hotel com boa relação custo/espaço/localização em Manhattan. Pretendo passar um dia em Washington pra dar um abraço pra visitar os museus federais e dar um abraço num Obama de “cera”. Ia pra Orlando mas como encontrei um preço atrativo comprei logo 4 (eu, esposa, filha 12 e garoto 7) pra NYC. Desculpe-me os adeptos da Flórida, turismo de play ground nosso Brasil até compete, o Nordeste dos EUA que é bem diferente, culto e cosmopolita.

    • Rodrigo Camargo says:

      Caro Vlade, estive em NYC em fevereiro de 2014, e fiquei hospedado no NYMA (The New York Manhattan Hotel), com bom custo benefício e excelente localização (esquina de 32nd St com 5th Av), uma quadra do metrô, duas quadras do Madison Square Garden e no mesmo quarteirão do Empire State. Sem luxo mas bem confortável. Achei uma promoção de hospedagem pelo booking.com. Se interessar, faça uma consulta. Excelente para quem quer ver a cidade a pé ou metrô. Abraço e boa viagem.

    • Karina says:

      Olá Vlade, vou para NY no final de outubro também e já reservamos hotel em Manhattan. Foi indicação, mas pelo que já pude perceber é uma excelente opção.Veja no booking.com sobre o Nyma – The New York Manhattan Hotel. Quem nos indicou não quer saber de outro hotel em NY: café da manhã incluso na tarifa (o que é difícil encontrar na cidade), custo-benefício excelente (principalmente quando você divide a estadia com alguém que ficará hospedado com você, sai ainda mais barato do que já é), localização extremamente elogiada (atrás do Empire State, entre a 5ª Av. e a Broadway), entre outras recomendações… . Espero ter ajudado. Boa viagem!

      • Vlade says:

        Karina, já ouvi tb outros falarem bem deste hotel, vou colocar ele tb na minha lista de atenção. Creio que encontraremos um bom tempo por lá em outubro! Abraco

    • Eduardo Duarte says:

      Fique em Long Island que é pertinho de Manhattan. Fui uma vez depois de uma dica no yahoorespostas e gostei muito. O táxi de lá pro aeroporto é tabelado. Fiquei no Best Western Plaza que fica pertinho da estação do Metrô. Os hotéis em Long Island tem café da manhã e internet grátis. 15 minutos e estávamos na Times Square.

      • Vlade says:

        E. Duarte, vou analisar também está sua sugestão de Long Island. No início de novembro ocorrerá a disputada Maratona de New York e parece que já há muitos corredores disputando vagas nos hotéis da região. Abs

    • Lorena says:

      Ana passado fui em agosto e fiquei hospedada no Radisson Martinique que tem uma localização excelente. Tem a maior Macy’s ao lado, H&M, Forever 21, Victoria Secrets, Urban Outifitters e uma CVS logo ao lado. Gostei muito. Esse ano ficarei no Pod 39.

  • Mônica says:

    Valeu pelas dicas MD! Passei a semana pesquisando e to indo pra lá pela primeira vez amanhã….essas dicas vieram em boa hora!

  • André says:

    Ótimas dicas e roteiros, MELHORES DESTINOS. Estive em New York em 2014, mas fiquei apenas 5 dias, ou seja, conheci pouca coisa e alguns pontos turísticos famosos. Pretendo voltar lá em 2016, para ficar uns 12 dias. Só não gosto do voo, pois balança horrores. Na minha ida, ano passado, o avião (fui pela AA de GRU direto para o JFK) balançou bastante, ainda em espaço aéreo brasileiro, mas pegamos turbulências mais forte já nos Estados Unidos. Enfim… este ano, irei à Johannesburg e Cape Town. Façam uma matéria com dicas sobre a África do Sul!

  • Adriano says:

    Oi Daniel, estou querendo ir em Noembro tambem, mas as tarifas de hoteis estão muito slagadas nessa epoca do ano, voce conseui algo com com custo beneficio?
    Abraço!

  • Bruno Mannato Angius says:

    Já fiz o passeio de um dia em Washington. Vale muito à pena. Tudo o que tem pra conhecer é pertinho. Duas dicas: alugue uma bicicleta e se prepare pro calorão de agosto!

  • Mikael Kenan says:

    Fui pra NY pela primeira vez em julho do ano passado e pretendo voltar la em Dezembro pra passar o natal e vou seguir essas dicas pra aproveitar melhor essa cidade maravilhosa.

  • Mikael Kenan says:

    Fiz o passeio de um dia em Washignton agr se você não quiser morrer andando alugue um carro ou uma bicicleta, mas vale super a pena fazer esse passeio.

  • José marcos says:

    Sempre interessante estes posts…boas ideias sem perder tempo!!

  • Rinaldo Rossi says:

    Olás!!! Vocês tem dicas específicas para o Natal? Devo ficar de 18 à 28/12… Obrigado!

    • Marcio K. says:

      A cidade fica muito bonita no natal, se prepare para as filas, mas é o sonho de muita gente conhecer a arvore de natal do filme “esqueceram de mim”. Se for patinar no gelo, vá ao central park é mais vazio. Acho que não pega neve lá, pois é mais para janeiro, mas a esperança é sempre a ultima que morre. Ultima dica, coloque roupas pesadas e poucas, em todos lugares vc terá que tirar o casaco, então é melhor 1 pesado do que usar várias blusas, mas compre por lá mesmo, no natal tem excelentes preços.

      • Rinaldo Rossi says:

        Oi, Camille. Eu quis dizer Natal em Nova York, rs…. Desculpe, não me expressei bem! Abraços!

        • Camille Panzera says:

          HAHAHAHAH, vacilo meu também.
          Não temos dicas específicas para o Natal, mas como é uma época muito fria, eu daria prioridade aos pontos turísticos mais importantes e a locais fechados, como museus, restaurantes, espetáculos, etc. Iria ao Top of the Rock e não ao Empire State, por exemplo. E não deixa de conferir a pista de patinação do Rockefeller Center! Se não tiver roupa de frio, a dica da Uniqlo é muito válida!
          Abs! 😉

  • Celso W. says:

    Incluiria Williamsburg no Brooklyn, Jackson Heights no Queens, Flushing Meadows no Queens tb e uma voltinha em Chinatown.

  • sigma7777777 says:

    Quero conhecer a loja da Apple, embora já tenha conhecido a de Paris e que acho que é bem superior por estar inserida no Museu do Louvre e ter aquela inusitada e bela pirâmide.

  • Marcio K. says:

    Um dica importantíssima: USEM TENIS CONFORTAVEIS! Quando fui, levei apenas um “all star”, e em NY andamos muuuuito, então recomendo tenis/bota com amortecedor.
    Outra dica: comprem qualquer coisa na loja da American Eagle na times que sua foto aparece no telão! É o melhor cartão postal que trouxe de lá, minha foto num telão enorme, no meio da times square!

  • Marcio K. says:

    Cara, NY tem uma das hospedagens mais caras do planeta. Procure por casas/aptos de alugueis pesquise no airbnb que é bem confiável, mas com certeza não é barato também.

  • Camille Panzera says:

    Valeu, José Marcos.

  • Rodrigo says:

    Adorei as dicas. Só achei a Estátua da Liberdade muito sem graça. Serve bem para as fotos mas nosso Cristo Redentor dá de 10 a 0 nela.

  • Thiago Castro says:

    Ficar fora de Manhattan é só pra quem já foi. Se é sua primeira vez, ignore esse tipo de sugestão e procure algo em Manhattan mesmo. Ainda que o custo/benefício não seja bom, vale a pena ficar na ilha e bem localizado (ou seja, nada de Chinatown, Harlem, Jersey, Long Island, etc).

    • Vlade says:

      Valeu, Thiago! Já conheço Manhattan e tenho preferência pelo centro. Mas talvez devido a alguns eventos no período – sei que isto é redundante pois o que mais tem lá são eventos – o custo em Manhattan me convida a analisar as “proximidades”. Abs

  • Thiago Castro says:

    Foi azar. Já voei várias vezes pra lá e nunca peguei turbulência assim.

  • Thiago Castro says:

    As dicas estão ótimas mesmo. Parabéns.

    Na minha opinião, existem duas economias burras que as pessoas pensam em fazer quando viajam a NY. A primeira é achar a hospedagem o olho da cara (e é mesmo) e querer ficar fora de Manhattan. Furada!!! Ainda mais se for a primeira viagem do cidadão. Não tem nada melhor do que poder voltar andando para o hotel depois do show da Broadway. Ficar preocupado com ônibus e metrô? Não faz sentido.

    A segunda é achar caro comprar chip pré-pago (simcard). Na boa, com 30 dólares vc compra um completão (menos ligação pro Brasil) e passa a ter acesso ao Google, Google Maps, apps, Face, e-mail, Skype, etc. Não tem nada melhor do que estar na rua e poder acessar alguma informação importante no celular. Ter que ficar procurando Starbucks pela rua? Fala sério! Até dá, mas, sinceramente, precisa??? A primeira coisa que eu faço quando chego em outro país (e principalmente nos EUA) é comprar o chip.

  • Caroline says:

    Indo pra NY semana que vem pela primeira vez! Valeu pelas dicas MD, visito vocês diariamente!

  • Bárbara Adele de Moraes says:

    Valeu MD!!! Estou indo pra NY agora em maio e estas dicas super me ajudaram no roteiro!!!

  • Rinaldo Rossi says:

    Obrigado!!! Abração!!!

  • Rinaldo Rossi says:

    Obrigado, Marcio!

  • Layla Mendes says:

    Adorei. Acabei de comprar passagem para ir de 31/08 a 11/9 por 1938 COM taxas. Achei o preço maravilhoso, tendo em vista as últimas promoções que pesquisei.
    Obrigada MD.

  • Guilherme Gasparini says:

    Melhor forma de comprar tickets da broadway com desconto é pelo aplicativo Today Tix. Ele dá todo o desconto da TKS com a comodidade do celular e entrega na porta do Teatro. Usando o código OVZNP ele da USD$20,00 de desconto na compra de ingressos.
    Muito bom.

  • Thiago Castro says:

    Lorena, não sei se no Walmart vende (acho que sim) mas eu comprei em uma loja da T-Mobile. Tem várias em Manhattan. É só olhar previamente a que fica mais próxima ao seu hotel. Eu nem considero não comprar um chip quando vou pra lá.

    • Jose Carlos Rodrigues de Lima says:

      Thiago. Esses chips pré-pagos da T-Mobile funcionam com nossos celulares (Android 3G Quatro Bandas) ou tem algum tipo específico e compatível que eu precise usar? Já comprei na Flórida um Trac Phone pré-pago e colocava crédito mas usava apenas para falar mesmo.

      • Thiago Castro says:

        José, eles funcionam sim. Alguns celulares precisam de um desbloqueio prévio mas nunca tive problema nenhum (já usei no Galaxy S2 e S5). Vc compra e na própria loja configuram seu celular rapidinho.

  • Thiago Castro says:

    O Shake Shack que fica próximo à Times Square é IMPOSSÍVEL de ir à noite. Passei por lá várias vezes e filas gigantes do lado de fora (fazendo temperatura negativa). Não tem comida boa que me faça passar esse perrengue (e, vamos combinar, estamos falando de hamburger). A que fica perto do Museu de história natural tb estava bem cheia qdo passei.

    Um passeio que achei bem legal foi o High Line Park. Do jeito que ficou no post ele parece que é um lugar tipo ‘se der vc passa’, mas eu iria até aquele canto só pra ir no High Line. E o bacana é que dá pra combiná-lo com o Chelsea Market, com um museu novo que abriu semana passada (e cujo nome me fugiu) e com uma andada despretensiosa pela vizinhança (West Village principalmente).

  • Junior says:

    Só uma lembrancinha pessoal, nunca é demais lembrar, fiquem atentos Nova York é uma cidade segura, mas não é o céu, cuidado nos metrôs e sejam seletivos nos bairros, cidade linda, maravilhosa. No mais boa viagem aos amigos.

  • Silvio Roberto says:

    Ola Monique boa tarde…vc disse que fica hospedada em Mineola…como vc faz pra ir pra ir a nova iorque? vai de onibus? carro?metro?

    Ps: desculpe a falta de acentos, meu teclado esta desconfigurado.

    Obrigado

    • Monique Galvão says:

      Oi Sílvio, Pego o Trem/Metrô e desço direto na PenStation 34th da Times Square, ao lado do Madson Square Garden.
      Demorar de 20 a 30 minutos e custa, ida e volta off pic (fora do horário de Pico), 16,50 doláres 😉

  • TANIA CORREA says:

    PARABÉNS, ÓTIMAS DICAS QUE DO BRASIL PASSO PARA MINHA FILHA QUE ESTÁ EM NOVA YORK

  • Maria Maria says:

    Muito legal essas dicas! Vou em Setembro/2016 e já tomei nota de vários locais. Vocês indicam o Chinatown para quem quer comer comidas típicas mesmo (não essas que nós conhecemos aqui no Brasil) chinesa? Obrigada,

  • francisco xavante says:

    fui duas vezes a NY, e a vontade de voltar ( e ficar) é grande. è um mundo. uma infinidade de coisas a fazer , para todos os bolsos. Só passear no central park de graça e com segurança é fantástico. As ruas ao redor e museus é uma oportunidade.

  • Alice Olivia says:

    Meu sonho é viver lá eternamente!

  • Roberto Dias says:

    Camille existem novidades sobre dicas para NY ? Talvez vá para lá inicio de Novembro. Obrigado!

    • Camille Panzera says:

      Oi, Roberto! Se você nunca esteve em NY, eu penso que as dicas essenciais continuam praticamente as mesmas. Uma atração “nova” é a visita ao One World Observatory, do novo One Trade Center. Sugiro que você dê uma olhada na programação dos museus, porque elas sempre variam bastante e sempre tem uma exibição diferente acontecendo. Abs!

      • Roberto Dias says:

        Então Camille, fui em NY nos anos 90, mais especificamente em 1994 e 1998 e fui com meus pais. Dessa vez farei meus planos. Legal vou analisar as programações dos museus, muito Obrigado!

  • Camille Panzera says:

    Oi, Nora. É loja física também… nesse link que vou deixar você pode pesquisar a loja mais próxima de seu endereço: http://www.homegoods.com/tjx/locator.aspx

  • Priscila Bilhalva says:

    Alguém sabe o endereço dos cinemas que passam Rocky Horror Picture a meia noite?

  • Rebeca Ariza says:

    Que show!!!! Adorei as dicas, com certeza vou utiliza-las pra mim!!! 🙂 Obrigada!!!

  • Arianne Beltrão says:

    Gente ameeeeeiii as dicas… meu sonho é conhecer NY. Fiquei viajando com essas dicas maravilhosas. s2

  • Bel Rodrigues says:

    perfeita explicação
    já dá vontade de arrumar as malas rsrsrs

  • Assis Negociador says:

    Eu e meu irmão já viajamos para muitos lugares, pois temos muito dinheiro.

  • Anna Cesar says:

    Camille, vou à NY por 30 dias em Outubro. Vou fazer um curso de inglês, eu e uma amiga, E como a grana é curta e NY é tudo bem caro, estou cogitando fazer o curso em Jackson Hights. Ainda não sei onde me hospedar, mas com certeza um Airbnb. Indica algum bairro? Uma dúvida que pode inviabilizar minha viagem: entre alimentação, passeios e transporte, 1500 dólares (sem passar fome, mas também sem luxos), dá?

  • Rosely Vilhena says:

    Oiiii adorei as suas dicas, vou em Maio à NY pela 1a. vez.
    Vc poderia me dizer se o Hotel Holiday In Manhattan View é bom e vale a pena se hospedar lá?
    A localização do hotel é boa para ir ao centro de Manhattan?
    Obrigada

  • Daniela Gesing says:

    Que ótimo… vou minha primeira visita em outubro… certo frio na barriga, mas o post ajudou a clarear… principalmente pq não falo inglês… rsrs… se tiver alguém por lá nesse período… rsrs

  • Carlos de Oliveira says:

    Como sempre o Melhores Destinos facilitando nossa vida.. Parabéns pelo excelente trabalho.

  • Daniel Smiderli says:

    Caramba, melhor post que vi na minha vida. Fantástico. Parabéns. Vou em Ny em maio. E já mudei minha hospedagem para brooklyn. Obrigado.

  • Leitores Do Rizzini says:

    Nossa! Adorei as dicas. Vou em maio, estou super anciões. Minha preocupação maior acredito que será a língua. É possível encontrar atendentes que falam português, como no hotel, garçons, e no aeroporto?

  • Fabio Carvalho says:

    Sensacional esse post! Parabéns…. vou partir esse mês para NY!!! Forte abraço

  • Roberto Sousa says:

    Muito boas dicas, Camille. Parabéns pela iniciativa. ?

  • Vinicius Drummond says:

    O Empire State aparece no “filme de Hong Kong”? Não seria filme do KING Kong??

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *