logo Melhores Destinos

Contas digitais internacionais valem a pena? Como usá-las para economizar em viagens

Daniel Gadelha
Daniel Gadelha
28/09/2021 às 11:46

Contas digitais internacionais valem a pena? Como usá-las para economizar em viagens

O mercado de bancos digitais no Brasil não para de crescer. Com tantas opções,  as empresas estão sempre buscando oferecer serviços que os diferencie e chame a atenção de seus clientes. Um dos serviços que começou a ser oferecido há pouco tempo por essas instituições é a conta digital internacional que permite que o usuário tenha um saldo em dólar ou euro e economize bastante em viagens ao exterior. Saiba mais sobre esse tipo de conta e se ela é interessante para você.

O que é uma conta digital internacional?

A conta digital internacional é uma modalidade de conta digital em que o cliente mantêm um saldo em moeda estrangeira. Os depósitos ficam alocados no exterior e o usuário consegue abrir a conta sem sair do Brasil. Em alguns casos, a conta pode operar em paralelo com a conta corrente em reais, mas com dados distintos. Enquanto a conta em reais tenha os tradicionais números de agência e conta corrente, a conta internacional terá os códigos IBAN e BIC/SWIFT, comuns em contas estrangeiras.

Quais as vantagens das contas digitais internacionais?

As contas digitais internacionais são bem similares às contas correntes que já conhecemos. É possível enviar e receber transferências de outras contas, além de fazer compras em estabelecimentos físicos e online utilizando um cartão de débito. O cartão também permite realizar saques em moeda local através de caixas eletrônicos conveniados.

A principal vantagem é a possibilidade de enviar dinheiro da conta corrente em reais para a conta internacional em moeda estrangeira de forma fácil, prática e, algumas vezes, instantânea. O mesmo se aplica a transferências da conta em moeda estrangeira para a conta em reais.

A conversão adotada nessa transferência costuma ser bem mais vantajosa que comprar papel moeda nas casas de câmbio ou utilizar um cartão de crédito internacional. Antes de solicitar a transferência você saberá exatamente quanto irá receber na sua conta em moeda estrangeira, além da cobrança do IOF devido.

Fique atento: O imposto cobrado na transferência de valores para contas internacionais digitais é de apenas 1,1%, o mesmo cobrado na compra de moeda em espécie nas corretoras. É bem menor que os 6,38% que incidem nas compras com cartão de crédito no exterior.

A maioria das contas digitais internacionais é em dólar americano, mas alguns bancos oferecem contas baseadas em países que utilizam outras moedas como euro e libra esterlina. Caso você utilize o cartão de débito em uma compra em moeda diferente do seu saldo, a conversão também será automática e as transações estarão disponíveis para consulta através do aplicativo do banco.

Como economizar em viagens usando contas digitais internacionais

Uma das grandes vantagens das contas digitais internacionais é a possibilidade de economizar em viagens ao exterior, conseguindo melhores cotações para moedas estrangeiras e evitando gastos como taxas e IOF adicional pelo uso do cartão de crédito no exterior.

Para usar sua conta digital em viagens, o primeiro passo é escolher a conta que mais se adequa ao seu perfil e solicitar a abertura. Depois de aberta, você já estará apto a enviar remessas de dinheiro da sua conta corrente em real para a sua conta em moeda estrangeira. A cotação utilizada será sempre a do dia e o IOF de 1,1% já será aplicado.

miami compras

Uma dica para não perder dinheiro em possíveis desvalorizações da nossa moeda é não mandar uma grande quantidade de dinheiro de uma só vez.

Por exemplo, se você está planejando uma viagem para daqui a 10 meses e estima levar US$ 3.000, o melhor a fazer é enviar remessas mensais de US$ 300, assim você se beneficia das variações do dólar durante esse tempo e, no final, vai ter enviado o valor total pela cotação média do período.

Cartão de débito – Durante a sua viagem, o cartão de débito da conta será aceito em praticamente todos os lugares e você poderá utilizá-lo sem nenhuma cobrança adicional, diferente do cartão de crédito que cobrará spread/ágio e IOF bem mais altos que os que já foram recolhidos quando você transferiu dinheiro para a sua conta internacional.

Dinheiro em espécie – É importante você ter sempre uma certa quantia em dinheiro durante a viagem. A maioria das contas oferece a opção de saque em caixas eletrônicos, mas incidirão taxas que podem tornar essa operação mais cara.

É preciso comparar se vale a pena comprar moeda estrangeira na casa de câmbio no Brasil ou fazer o saque no exterior, mas é importante levar pelo menos uma quantia em espécie saindo do Brasil para eventuais emergências onde cartão não seja aceito.

Vale lembrar que, caso você precise de mais dinheiro ao longo da viagem, você poderá fazer novas transferências da sua conta em real para a conta em dólar. Na maioria dos casos, a transação não leva mais que algumas horas se feita dentro do horário bancário. Já no retorno ao Brasil, você pode optar por manter o dinheiro na conta em dólar para uma próxima viagem ou transferir de volta para a sua conta em reais. Dependendo do banco, essa operação poderá ser tarifada.

Planejando-se com antecedência e dando atenção as regras e tarifas, é possível economizar bastante em uma viagem ao exterior usando contas digitais internacionais.

Devo abrir uma conta digital internacional?

Depende. Existem algumas situações em que ter um serviço como esse faz muito sentido e pode lhe trazer muitas vantagens, veja se você se encaixa em um desses perfis:

  • Tem o hábito de viajar para o exterior;
  • Gosta de fazer compras em sites estrangeiros como eBay, AliExpress ou Amazon;
  • Precisa enviar dinheiro para parentes que residam em outro país;
  • Recebe pagamentos de origem estrangeira;
  • Mantêm ou deseja manter uma reserva em moeda estrangeira;
  • Faz ou deseja fazer investimentos em moeda estrangeira.

Se você tem o hábito de viajar para o exterior, por exemplo, você poderá economizar muito concentrando os gastos em um cartão de débito de uma conta em moeda estrangeira, se comparado a utilizar o cartão de crédito. Você será beneficiado com uma conversão bem mais atrativa, não ficará vítima do fantasmagórico spread cobrado pelos cartões de crédito e o IOF incidente será quase seis vezes menor. Confira o dólar do cartão de crédito cobrado pelos principais bancos e note a diferença.

Por exemplo: uma compra no valor de US$ 1.000 paga com cartão de crédito internacional incidirá US$ 63,80 de IOF. Realizando a mesma compra com um cartão de débito com saldo em dólar, o valor do imposto será de apenas US$ 11, gerando uma economia de US$ 52,80. Se considerarmos a diferença cambial, a economia é ainda maior.

Quais bancos oferecem conta digital internacional?

Ainda são poucos os bancos que oferecem o serviço no Brasil, com destaque para o BS2C6 Bank e, o mais recente, Nomad. Todos oferecem a possibilidade de abrir a conta diretamente pelo aplicativo de forma rápida e prática. Basta preencher os seus dados e enviar fotos de alguns documentos. Geralmente também é necessário enviar uma selfie segurando o seu documento de identificação. Esse é um dos métodos de segurança que os bancos digitais têm adotado para evitar fraudes e garantir que ninguém mais abra uma conta em seu nome além de você.

Na maioria dos casos, não existe nenhuma cobrança para abertura e manutenção das contas, mas é bom consultar a tabela de tarifas, pois nem todos os serviços oferecidos são gratuitos.

Conheça um pouco mais sobre as contas internacionais dos bancos BS2, C6 Bank e Nomad:

Conta digital internacional BS2

A conta digital internacional do banco BS2 pode ser aberta rapidamente pelo aplicativo da empresa e permite que o cliente tenha um saldo em dólares além do saldo em reais. Basta ter em mãos um documento oficial com foto como Registro Geral (RG) ou a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

contas digitais internacionais

Tarifas conta digital internacional BS2

Não há tarifa de manutenção para manter a conta e a primeira via do cartão de débito internacional é enviada sem nenhum custo. Já para solicitar a segunda via do cartão, haverá a cobrança de US$ 9,90, então cuide bem do seu cartão para não precisar solicitar outro.

As transferências entre sua conta corrente BS2 em real e a conta internacional são grátis, com exceção do IOF, e sem valor mínimo. Também é possível fazer transferências entre contas internacionais BS2 de diferentes titulares sem nenhum custo. Já para enviar ou receber valores de outros bancos internacionais, haverá a cobrança de US$ 12 por transação. Para saques em caixas eletrônicos, a taxa cobrada pelo banco é de US$ 5 por evento, mas podem incidir ainda taxas do terminal utilizado para a operação.

Veja a tabela de tarifas da conta digital internacional BS2 no site (clique aqui).

Câmbio da conta digital internacional BS2

A cotação utilizada pelo banco para transferir saldo em reais para a conta em dólar em 20/9/2021 era de R$ 5,46 enquanto que a cotação no site Click Câmbio era de R$ 5,53. O spread cobrado pelo banco (diferença entre o dólar oficial do Banco Central e o praticado) é de 2%.

Cotação do dólar da BS2 em 20/9/21

Conta digital internacional C6 Bank

O C6 Bank oferece a Conta Global, que é a sua conta digital internacional. A conta oferece saldo em dólares e eu euros. Clientes que já possuam conta no banco podem solicitar a abertura da conta internacional diretamente pelo aplicativo.

Tarifas da conta digital internacional C6 Bank

Para abrir a conta digital internacional do C6 Bank e solicitar o cartão de débito é cobrada uma taxa no valor de US$ 30. A taxa é isenta para clientes do cartão C6 Bank Carbon Mastercard Black ou que tenham pelo menos R$ 20 mil aplicados no CDB do banco.

Não é cobrada taxa de manutenção desde que a conta tenha pelo menos uma movimentação a cada 12 meses. Caso contrário, o valor anual de US$ 10 é cobrado.

A transferência da conta corrente em real para a conta internacional é grátis, incidindo somente o IOF, e deve ser de no mínimo US$ 100 ou € 100. O limite anual para transferências é de US$ 10 mil, mas pode variar de acordo com análise do perfil do usuário pelo banco. O valor cobrado para saques em caixas eletrônicos é de US$ 5 ou € 5, o mesmo valor cobrado pelo BS2, e também podem haver cobranças adicionais feitas pela administradora do terminal de auto-atendimento utilizado.

Veja todas as tarifas da conta digital internacional C6 Bank no site (clique aqui).

Câmbio da conta digital internacional C6 Bank

A cotação do dólar no C6 na mesma data foi de R$ 5,56, mais caro do que o Click Câmbio. O spread cobrado pelo banco também é de 2% mas, para envio de remessas fora do horário comercial, ele dobra para 4%, sendo a única conta internacional com essa distinção.

Cotação do dólar do C6 Bank em 20/9/21 fora do horário comercial

Conta digital internacional Nomad

A Nomad foi lançada recentemente e interessados já podem abrir a conta digital internacional da plataforma. Diferente do BS2 e C6 Bank, a conta Nomad não oferece saldo em reais, somente em dólares. Para abrir a conta é necessário passaporte, RG ou CNH.

Tarifas da conta digital internacional Nomad

Não há cobrança para abertura ou manutenção da conta Nomad. Todos os clientes irão receber um cartão de débito virtual que poderá ser utilizado em compras online ou presenciais através de wallets como Apple Pay e Samsung Pay. Por tempo limitado também é possível solicitar o cartão de débito físico sem nenhum custo. O cartão tem aceitação no Brasil, Estados Unidos e em diversos outros países.

A transferência da conta corrente em real para a conta internacional é grátis, incidindo somente o IOF, e deve ser de no mínimo US$ 100. Os clientes podem fazer saques sem custo em terminais da rede Allpoints e, em outros equipamentos, é possível fazer dois saques por mês sem custo. No entanto, assim como nos demais bancos, poderá haver cobrança feita pelo terminal de auto atendimento.

Câmbio da conta digital internacional Nomad

A Nomad utiliza a cotação oficial do dólar com acréscimo de 2% de spread. A cotação do dólar foi de R$ 5,45, a menor dentre os três.

Cotação do dólar da Nomad em 20/9/21

Ganhe US$ 15 de bônus abrindo uma conta Nomad com o cupom do Melhores Destinos

Oportunidade para abrir uma conta digital americana Nomad e ainda ganhar US$ 15 com o nosso cupom exclusivo! Funciona assim: abra uma conta na Nomad (clique aqui), utilize o cupom de convidado MD15 e faça uma remessa de pelo menos US$ 100 em até 15 dias e ganhe US$ 15 para utilizar como quiser!

A campanha é por tempo limitado então aproveite o quanto antes! Baixe o app no link (clique aqui) e utilize o cupom de convidado MD15.

É seguro manter saldo em contas digitais internacionais?

A maioria das instituições financeiras no Brasil são protegidas pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Essa entidade privada sem fins lucrativos foi criada em 1995 visando garantir a segurança dos valores depositados pela população em instituições financeiras associadas.

Na prática, o FGC funciona como um “seguro”. Caso o banco ou instituição financeira associada passe por dificuldades que impossibilitem o cliente de sacar o capital depositado, a entidade garante o resgate corrigido dos valores em até R$ 250 mil por CPF ou CNPJ, por instituição financeira.

Algumas empresas financeiras mais novas, principalmente fintechs, ainda não possuem associação com o entidade, então é importante consultar a lista das instituições associadas no site (clique aqui) antes de depositar o seu dinheiro. Tanto o C6 Bank como o BS2 são associados ao FGC, o que é um ótimo sinal, já que os clientes podem utilizar as contas das empresas sem medo.

No entanto, a proteção oferecida pelo FGC não abrange valores depositados no exterior, sendo assim, as contas digitais internacionais BS2 e C6 Global não estão cobertas pela entidade. Ambos os bancos abriram filiais nas Ilhas Cayman para oferecer o serviço e seguem a regulamentação estabelecida da CIMA (Autoridade Monetária das Ilhas Cayman).

Para abrir filiais no exterior, os bancos precisaram pedir autorização ao Banco Central do Brasil, a qual foi concedida para ambos. Então mesmo que os valores em moeda estrangeira não estejam protegidos pelo FGC, eles cumprem com as exigências do Bacen.

Já a Nomad tem seus valores alocados nos Estados Unidos e tem seus depósitos de até US$ 250 mil garantidos pelo FDIC (espécie de FGC americano) o que traz mais segurança para quem quer manter altos valores no exterior.

Vale lembrar que todos os valores mantidos em contas digitais devem ser declarados no Imposto de Renda, incluindo saldos em moeda estrangeira. Em caso de dúvidas, consulte um contador ou acesse o site da Receita Federal.


Caso deseje abrir uma conta internacional, analise as opções disponíveis no mercado e escolha a que melhor se adequar ao seu perfil.

Para tornar a concorrência ainda mais acirrada, permanecemos na expectativa do inicio das operações do N26 e do Revolut, bancos digitais que também oferecerão o serviço. Acreditamos que com mais opções no mercado, os usuários só tem a ganhar.

E você, já tem uma conta digital internacional? Eu estou usando a Nomad e estou satisfeito com o serviço.