logo Melhores Destinos

Como comprar o iPhone no Brasil mais barato do que nos Estados Unidos?

Daniel Gadelha
22/03/2022 às 14:56

Como comprar o iPhone no Brasil mais barato do que nos Estados Unidos?

Os produtos da Apple, em especial o iPhone, são objetos de desejo de muitos viajantes. E o caminho mais barato para ter um desses aparelhos geralmente era comprar nos Estados Unidos, ou pedir para aquele amigo ou parente que sempre viaja trazer para você. Eu adoro viajar para o exterior e geralmente vou algumas vezes por ano, mas na hora de comprar um iPhone eu compro aqui mesmo e sai mais barato do que na terra do Tio Sam.

Nesse post confira como você também pode comprar um iPhone ou outro produto eletrônico pagando bem menos aproveitando promoções corriqueiras de acúmulo de pontos e milhas.

Quanto custa um iPhone nos Estados Unidos?

Primeiro vamos saber quanto custa o aparelho nos Estados Unidos. Como exemplo, vamos analisar o modelo iPhone 13 com capacidade para 256 GB na cor preta. No site oficial americano da Apple ele custa US$ 989,39 incluindo o “sales tax” de Orlando, na Flórida.

Se você pagar utilizando um cartão de crédito internacional, a conversão será do dólar PTAX mais o ágio/spread cobrado pelo banco emissor do cartão, além do IOF (Imposto sobre Operação Financeira) de 6,38%.

Vamos considerar o dólar PTAX em R$ 5,0997 (cotação de 20/03) e um cartão com ágio/spread de 4% (como os cartões do Banco do Brasil, Nubank, C6 Bank e BRBCard).

Confira os cálculos:

  • Valor do produto: US$ 989,39
  • Cotação com ágio/spread: R$ 5,303 (dólar PTAX mais 4% de ágio/spread)
  • Valor da compra em reais: R$ 5.246,74
  • Valor do IOF: R$ 334,71 (6,38% de R$ 5.246,74)
  • Valor final da compra: R$ 5.581,48.

Veja também quanto o seu cartão de crédito cobra a mais na cotação do dólar.

Quanto custa um iPhone no Brasil?

O mesmo modelo que exemplificamos acima está disponível em diversos magazines online no Brasil. Na Casas Bahia, por exemplo, o valor é de R$ 6.999, ou seja, R$ 1.417,52 mais caro, veja:

Como comprar iPhone no Brasil mais barato do que nos Estados Unidos?

Mas, como pagar menos pelo aparelho no Brasil se o preço aqui é mais caro? Bom, se você ainda não notou, repare que a compra na Casas Bahia irá render 48.993 pontos Esfera. São esses pontos que farão valer a pena comprar o iPhone sem precisar ir para os Estados Unidos, veja o passo a passo:

1. Compre o iPhone em uma oferta bonificada

Constantemente acontecem promoções que oferecem 5, 7, 10 e até 25 pontos por real gasto em grandes magazines, como Casas Bahia, Ponto Frio, Extra, Magalu, dentre outros. Aguarde uma dessas oportunidades para comprar o seu iPhone ou outros produtos. Geralmente elas são mais agressivas em datas como Semana do Consumidor, Black Friday e Cyber Monday.

Neste post estamos usando como exemplo uma oferta da Esfera que oferece 7 pontos por real gasto em compras na Casas Bahia. Mas, poderia ser uma promoção da Livelo, Iupp ou de outros programas de fidelidade.

2. Transfira os pontos para os programas de fidelidade das companhias aéreas com bônus

Depois de acumulados os pontos, espere a hora certa para transferi-los para um programa parceiro, ou seja, durante uma campanha bonificada. Os pontos Esfera podem ser enviados para o Latam Pass, Smiles e TudoAzul. Porém, as campanhas da Esfera com bônus acontecem exclusivamente com a Smiles e TudoAzul. Mas, para a estratégia que apresentamos nesse post, prefira enviar os pontos para a Smiles, pois é mais fácil vendê-los depois por lá.

Retomando ao nosso exemplo, os 48.883 pontos Esfera ganhos podem virar 97.766 milhas Smiles em uma promoção de 100% de bônus, ou seja, o dobro acumulado inicialmente! Uma oferta dessas aconteceu recentemente. Não é algo muito difícil de ocorrer.

3. Venda ou utilize as milhas acumuladas

Agora que você já tem 97.766 milhas, pode se perguntar, o que fazer com elas para reduzir o custo do iPhone que comprei no Brasil? Bom, a primeira opção e a mais vantajosa é você resgatá-las por viagens. As milhas Smiles podem ser trocadas por voos da Gol e de diversas companhias parceiras, como American Airlines, Air France, KLM, Aerolíneas Argentinas, TAP Portugal, dentre outras.

Mas, se você acha que usar pontos e milhas para viajar é complicado (embora eu lhe garanta que é muito mais fácil do que você imagina!), você pode vendê-las em sites especializados, como Maxmilhas ou Hotmilhas.

A cotação para vender 97.000 milhas Smiles na Hotmilhas, por exemplo, varia entre R$ 1.406,50 e R$ 1.959,54 a depender do prazo para pagamento, veja:

Considerando que você faça a venda para receber em 60 dias, você receberá R$ 1.959,54 por 97.000 milhas (R$ 20,20 por cada lote de 1.000 milhas). Abatendo esse “bônus” do custo que você teve para comprar o iPhone, chegamos no seguinte cálculo:

  • Preço do iPhone no Brasil: R$ 6.999
  • Total de milhas acumuladas: 97.766
  • Valor recebido pela venda das milhas: R$ 1.959,54
  • Custo final do iPhone no Brasil: R$ 5.039,46 (R$ 6.999 – R$ 1.959,54)

Ou seja, utilizando essa estratégia você pode comprar no Brasil o mesmo aparelho que compraria nos Estados Unidos pagando R$ 542,02 mais barato e ainda em até 10 vezes sem juros no cartão de crédito, se preferir. Mas se você acha que a diferença de preço ainda é pouca, confira dicas extras que tornam a transação ainda mais atrativa:

Utilize as milhas para viajar

O maior valor que você pode obter das suas milhas é trocando por passagens aéreas. Confira o valor da passagem em reais no site da companhia e a quantidade de milhas exigidas para aquele mesmo voo e faça as contas de quanto você terá de valor por cada lote de 1.000 milhas. Sabendo que na Hotmilhas o melhor valor é de R$ 20,20, se o retorno for maior resgatando por passagens, não deixe de aproveitar!

Venda as milhas para amigos e familiares

Muitas pessoas não sabem acumular e usar milhas e acabam comprando passagens por valores bem altos, ainda mais se for com pouca antecedência para o voo. Se você conhece alguém com esse hábito de viagem, ofereça suas milhas. É bem provável que você consiga vendê-las por um preço mais atrativo do que em sites de venda e que a pessoa consiga viajar pagando menos do que se comprasse a passagem em dinheiro.

4. Bônus: Utilize o seguro “Proteção de Preço” do seu cartão

Muitas pessoas não sabem, mas os cartões de crédito Visa e Mastercard oferecem um seguro chamado Proteção de Preço. Funciona assim: você compra um produto elegível e, caso encontre o mesmo item mais barato em outro estabelecimento (loja ou site) em até 30 dias após a compra, pode abrir um sinistro pelo site, enviar a documentação solicitada e receber a diferença do valor na conta corrente. É super simples e não exige emitir nenhuma apólice antes de realizar a compra.

Mas atenção: não são todos os cartões que oferecem esse benefício, como os cartões de crédito Black. Além disso, existem limites para uso, confira:

Bandeira Limite por evento (sinistro) Limite por ano
Mastercard Gold US$ 100 US$ 200
Visa Gold

R$ 1.320

R$ 1.320

Visa Platinum

R$ 1.650

R$ 6.600

Visa Signature R$ 1.650 R$ 6.600
Visa Infinite

R$ 13.200

R$ 13.200

Ou seja, além da redução de custo que é possível ter acumulando pontos e vendendo ou usufruindo deles, você ainda pode aproveitar uma possível oscilação de preço após a compra e receber a diferença de volta. Eu mesmo já acionei a Proteção de Preço da Visa e posso dizer que funciona de verdade!

Confira o regulamento completo da Proteção de Preço da Visa e da Mastercard.

Dicas finais

  • Acompanhe as melhores ofertas de compras bonificadas no Melhores Cartões através do Instagram (@melhorescartoes) e do Telegram, é grátis!
  • Aproveite também as promoção de transferência com bônus que publicamos aqui no Melhores Destinos. Se ainda não tiver, baixe o aplicativo grátis e não perca nenhuma. Marque a opção de receber promoções de milhas e cartões.
  • Atente-se as regras da promoção para não perder os pontos. Algumas ofertas exigem que a compra seja feita através de um link específico ou que seja incluso um cupom no momento do pagamento. Existem ainda sites que solicitam que seja feito um “aceite” na página de confirmação do pedido para solicitá-los, caso contrário, os pontos não serão creditados. Veja um exemplo:

  • Filme ou faça prints do processo de compra dos produtos pelo link indicado para ter provas caso os pontos não sejam creditados.
  • Dê preferência para promoções bonificadas de programas de bancos (Livelo, Esfera e Iupp) de onde seus pontos podem ser transferidos com bônus para outros parceiros.
  • Se possível, pague à vista. A maioria das lojas oferecem descontos que variam entre 7% e 12% para quem paga em apenas uma parcela no cartão, o que reduz ainda mais o preço final. Afinal, se fosse comprar nos Estados Unidos, o pagamento também seria apenas dessa forma.
  • Se optar por vender as milhas, confira as regras de cada programa para não ficar impedido de realizar resgates posteriormente ou ter sua conta bloqueada. O TudoAzul é o mais restrito de todos, então só o utilize nessa estratégia se sua intenção for a de utilizar os pontos.
  • Pague utilizando um cartão de crédito Visa pois a Proteção de Preço da bandeira é bem superior à da Mastercard. Confira os melhores cartões de crédito sem anuidade. Na lista você encontra até cartões da versão Platinum com cobertura de até R$ 1.650 por evento.

Veja também: Veja qual é a melhor maneira de levar dinheiro nas viagens internacionais em 2022

Essa é a estratégia que utilizo para comprar iPhone e outros eletrônicos mais baratos no Brasil do que nos Estados Unidos sem precisar viajar. E você, tem mais alguma dica? Comente e participe!

Não perca nenhuma oportunidade!
ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
tela do app do melhores destinos
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção