logo Melhores Destinos

10 vilarejos imperdíveis para a sua próxima viagem a Portugal

Rafael Castilho
22/02/2021 às 10:49

10 vilarejos imperdíveis para a sua próxima viagem a Portugal

Portugal é um dos países mais procurados por turistas brasileiros. Todos os anos o país recebe milhares de visitantes que inundam as famosas regiões de Lisboa, Algarve, Porto, Fátima e Alentejo. Mas Portugal é muito rico em história, atrativos naturais e atrações que se espalham de norte a sul do país. Para sair um pouco do mesmo, separamos 10 vilarejos para você incluir no seu próximo roteiro de viagem lusitano.

Azenhas do Mar

A 200 quilômetros ao sul de Lisboa fica o belo vilarejo costeiro de Azenhas do Mar. Construído sobre paredões de pedra de frente para uma baía no Oceano Atlântico, o local era um dos preferidos para as férias do rei D. Carlos, da sua mulher D. Amélia e da mãe, D. Maria Pia. Azenhas do Mar ganhou este nome devido às azenhas (moinhos de água) que ali estiveram constituídos ao longo da Ribeira do Cameijo.

Azenhas do Mar

Castelo Rodrigo

O vilarejo de Castelo Rodrigo fica pertinho da fronteira da Espanha, a cerca de 250 quilômetros do Porto. O local é histórico e contornado por uma muralha de pedras. Fundado pelos túrdulos 5 séculos antes de Cristo, Castelo Rodrigo foi ocupado pelos romanos e depois pelos mouros. Somente em 1297 o vilarejo, que pertence ao município de Figueira de Castelo Rodrigo, integrou definitivamente o território português. Em 1644, o local presenciou a guerra entre portugueses e espanhóis. Já entre 1801 e 1810 foi palco das invasões francesas.

O  local tem várias atrações turísticas que vão desde a beleza paisagística a valores históricos, arqueológicos e arquitetônicos, desde a diversidade artesanal e gastronômica. Um dos principais atrativos é a Igreja de Nossa Senhora do Rocamador, atual matriz, que foi fundada no séc. XIII para apoio aos peregrinos que seguiam a Santiago de Compostela.

Em 2017 ganhou o prêmio de Aldeia mais Autêntica de Portugal.

Castelo Rodrigo

Dornes

Dornes situa-se numa península rodeada pelo Rio Zêzere e pelo lago de Castelo de Bode. A bela paisagem deste pequeno vilarejo de 600 habitantes, a 160 quilômetros ao norte de Lisboa, chama a atenção.  Foi escolhida a aldeia ribeirinha mais linda do país no concurso das 7 Maravilhas de Portugal.

Dornes foi emancipada em 1513, mas menções ao vilarejo aparecem em documentos religiosos já no início do século XIII.  Do seu patrimônio destacam-se a Igreja de Nossa Senhora do Pranto que, de acordo com a tradição, foi fundada pela rainha Santa Isabel em 1285, e a Torre de Dornes, a misteriosa e primeira torre Pentagonal Templária em Portugal construída pela Ordem dos Templários no início do século XIII. Quando estiver na região aproveite também para conhecer a praia fluvial de Dornes.

Dornes

Fajã dos Cubres

O próximo vilarejo da lista fica nos Açores, na ilha de São Jorge. Resultado das atividades vulcânicas, Fajã dos Cubres é uma área plana a beira mar. Ali no fajã já existiu um pequeno povoado que foi completamente arrasado por um terremoto em 1757. O vilarejo foi reconstruído chegando mesmo a existir uma escola primária, mas que foi fechada devido à falta de alunos. Do seu patrimônio destacam-se as casas tradicionais e a Ermida de Nossa Senhora de Lurdes, datada de 1908, cujas águas do poço são tidas como milagrosas e leva os peregrinos da ilha a lavarem-se nelas.

Fajã dos Cubres

Lindoso

D. Dinis “tão alegre e primoroso o achou, que logo lindoso o chamou”. Asim diz a lenda do Castelo do Lindoso, a 80 quilômetros ao norte de Braga. O local remonta ao reinado de D. Afonso III e foi palco de batalhas sangrentas, que firmaram a independência de Portugal. Hoje em dia, tem no seu interior uma exposição permanente e interativa, que nos faz viajar ao longo dos séculos. Ao lado do castelo fica os impressionantes espigueiros, a maior quantidade da Península Ibérica, sendo o mais antigo do século XVIII.

Lindoso

Monsanto

No centro de Portugal, perto da fronteira da Espanha e a 200 quilômetros de Fátima fica a encantadora e histórica Monsanto. O vilarejo foi conquistado dos mouros por D. Afonso Henriques e doado aos Templários em 1165. A Capela de S. Pedro de Vir-à-Corça ou Ver-a-Corça (séc.XIII) e o Castelo de Monsanto estão entre as principais atrações da região. Em 1938, num concurso promovido pelo Estado Novo, Monsanto conquistou o título de “Aldeia mais Portuguesa de Portugal”.

Monsanto

 

Monsaraz

Na bela região do Alentejo, pertinho da fronteira com a Espanha, fica Monsaraz que atrai muitos turistas o ano todo. A 50 quilômetros de Évora, o vilarejo de 700 habitantes atrai por sua história, ruazinhas e casas brancas todas dentro de uma muralha. Cercado por uma muralha, o pequeno vilarejo tem uma única rua principal, o vilarejo tem entre suas atrações a Igreja Matriz (séc. XVI), o Castelo de Monsaraz, a Casa da Inquisição (umas das únicas no país) e o Pelourinho, além de uma vista lindíssima para o Alentejo e para a Barragem de Alqueva.

Piódão

Conhecida como o presépio da Serra do Açor a cerca de 100 quilômetros de Coimbra, na região central de Portugal, assim é Piódão de apenas 180 habitantes. As pastagens na área montanhosa da serra recheada de nascentes atraíram os pastores lusitanos que ali alimentavam os seus rebanhos. Na época medieval, formou-se um pequeno povoado a que foi dado o nome de Casas Piódam. Já não há vestígios, mas existiu ali um Mosteiro de Cister, que faz o lugar remontar ao séc. XIII. Na paisagem salpicada de casas feitas de xisto se destaca a Igreja Matriz, construída no séc. XVII, com torres cilíndricas toda branquinha com detalhes em azul. Veja nosso post com dicas do que fazer em Piódão, Portugal.

Piódão

Rio de Onor

Um vilarejo com uma parte na Espanha e outra em Portugal. Rio de Onor, em Bragança, é atravessada ao meio pela fronteira internacional entre os dois países e é conhecida por seus habitantes como “povo de acima” e “povo de abaixo”. Da tradição e do convívio entre as duas aldeias, Rio de Onor e Rihonor de Castilla, surgiu um dialeto: o rionorês. O local é bem rural, onde terrenos e moinhos muitas vezes são partilhados entre os locais. Outra das curiosidades de Rio de Onor é o seu regime de governo próprio liderado por dois Mordomos (um espanhol e outro português), designados pelo Conselho, assembleia com representantes de todas as famílias da aldeia. Já “Vara da Justiça” garante o cumprimento das regras locais e aplicam multas, muitas vezes pagas em medidas de vinho ou azeite.

Rio de Onor

Sistelo

Portugal é um país único com paisagens encantadoras, mas nenhuma é igual a Sistelo. Conhecida como “o pequeno Tibete português”, tem nos terraços de plantação uma identidade singular em todo o país. Estes locais foram moldados durante centenas de anos para produção de cereais e para pastar vacas. Além disto conduzem a água por todo o vilarejo de forma eco sustentável para obter proveito e mínimo desperdício. Sistelo fica no norte de Portugal a cerca de 80 quilômetros de Braga. O local foi escolhido uma das maravilhas portuguesas na categoria de aldeia rural.

Sistelo

 

Já conhecia algum desses vilarejos? Qual deles ficou com vontade de conhecer? Conte pra gente nos comentários!

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção