logo Melhores Destinos

Vale a pena viajar em premium economy?

João Goldmeier
João Goldmeier
07/04/2021 às 4:29

Vale a pena viajar em premium economy?

De uns tempos para cá temos visto cada vez mais companhias aéreas investindo numa classe de viagem que não existia até alguns anos atrás. Imagine uma cabine mais confortável que a classe econômica e mais acessível que a classe executiva. Estamos falando da premium economy ou econômica premium, como queiram. Você conhece o que ela oferece, seus benefícios e diferenciais? Será que vale a pena pagar a mais por ela?

Breve histórico da premium economy

A classe econômica sofreu diversas alterações ao longo das últimas décadas, quase sempre para pior. Os assentos ficaram menores e mais finos, o espaço pessoal foi diminuindo e cada vez mais serviços que eram inclusos na tarifa, como reserva de assentos ou despacho de bagagem, foram sendo cobrados à parte.

Num movimento contrário, a classe executiva experimentou uma melhora significativa, com assentos que viram cama, com mais privacidade e conforto, ao ponto de tornar a primeira classe um produto em extinção.

A diferença entre o que as duas classes oferecem ficou tão grande (sem falar na diferença de preço) que surgiu uma oportunidade de mercado. Por que não cobrar uma tarifa intermediária, dando aos passageiros um assento mais confortável, com algumas amenidades extras?

Nascia então a premium economy, ideia da companhia aérea taiwanesa Eva Air, que em 1992 lançou a Economy Deluxe Class (hoje renomeada Premium Economy), sendo logo seguida pela britânica Virgin Atlantic com a sua Mid Class.

Primeira premium economy do mundo, da Eva Air, lançada em 1992

Os diferenciais anunciados pela Eva eram monitor de entretenimento individual com 6 canais (bem moderno para a época), descansa pés, telefone via satélite, configuração 2-4-2 (contra 3-4-3 no resto do Boeing 747) e “apenas” 206 passageiros num espaço que caberiam 300 poltronas da econômica convencional (44% mais espaço para os passageiros).

Propaganda da Eva Air de 1992 anunciando sua Economy Deluxe Class

Principais benefícios

Existem muitas diferenças entre o que as companhias oferecem na premium economy pelo mundo. Em geral se pode esperar mais espaço entre as fileiras, assentos com maior reclinação e mais largos em alguns casos. Porém pode ser muito mais que isso!

As melhores companhias do mundo capricham nos extras: a Singapore Airlines, por exemplo, oferece a possibilidade de escolher e reservar a refeição 24h antes do voo (com direito a Champagne para acompanhar). A Cathay Pacific tem drinque de boas vindas e kit de amenidades. A Eva tem fones de ouvido com cancelamento de ruído e a JAL oferece acesso às suas salas VIP.

Usualmente, os principais diferenciais da econômica premium são os seguintes:

  • Maior espaço para as pernas: normalmente 38″ de distância entre fileiras (contra 31-32″ na econômica);
  • Assentos mais largos, com 2-3″ de largura a mais que a econômica – algumas companhias utilizam assentos iguais com mais espaço entre fileiras;
  • Assentos com maior reclinação;
  • Encostos para os pés e cabeça;
  • Tomadas universais e USB individuais;
  • Franquia de bagagem despachada;
  • Check-in preferencial;
  • Pontos ou milhas extras;
  • Menu diferenciado da classe econômica, muitas vezes impresso.

Companhias que voam para o Brasil com classe econômica premium

Hoje em dia são diversas companhias com oferta de premium economy voando para o Brasil, confira todas elas e como é a configuração a bordo:

Companhia Avião Nome Distância Largura Configuração Assento
Aeromexico 787-9 AM Plus 35-36″ 17,2″ 3-3-3 convencional
Air Canada 787-9 Premium Economy 38″ 19″ 2-3-2 poltrona reclinável
Air China 787-9 Premium Economy 36-38″ 19,3″ 2-3-2 e 3-3-3 poltrona reclinável
Air France 777-200ER Premium Economy 38″ 19″ 2-4-2 poltrona reclinável
Alitalia 777-300ER Premium Economy 37-38″ 19″ 2-4-2 poltrona reclinável
American Airlines 787-9 Premium Economy 38″ 19″ 2-3-2 poltrona reclinável
Azul A330-300 Economy Xtra 34″ 18″ 2-4-2 convencional
British Airways 787-8 World Traveller Plus 38″ 18,5″ 2-3-2 poltrona reclinável
Delta A350-900 Delta Premium Select 38″ 18,5″ 2-4-2 convencional
Ibéria A330-300 Premium Economy 37″ 18,1″ 2-3-2 poltrona reclinável
KLM 777-300ER Economy Comfort 34″ 17,5″ 3-4-3 convencional
Latam A350-900 Latam + 35″ 18″ 3-3-3 convencional
Lufthansa 747-8i Premium Economy 38″ 19″ 2-4-2 poltrona reclinável
TAP A330-900neo Econômica Plus 34″ 17,72″ 2-4-2 convencional
United 787-8 Premium Plus 38″ 19″ 2-3-2 poltrona reclinável

 

Pela tabela podemos ver que as ofertas de Aeroméxico, Azul, KLM, Latam e TAP estão mais para um assento conforto do que uma premium economy propriamente dita. São os mesmos assentos estreitos da econômica, apenas com maior espaço entre as fileiras.

Como é a Premium Economy “doméstica” da Latam

No ano passado a Latam lançou sua premium economy para os voos domésticos e dentro da América do Sul. Os principais diferenciais da premium economy da Latam nestes voos são:

  • Check-in, embarque e bagagem preferencial;
  • 1 volume de bagagem despachada;
  • Assento nas três primeiras filas com poltrona do meio bloqueada;
  • Compartimento de bagagem de mão exclusivo;
  • Serviço de bordo diferenciado;
  • Pontos extras no Latam Pass;
  • Trechos em dobro para qualificação ou manutenção de categoria no Latam Pass.

Nosso editor Sandro Kurovski gravou um vídeo contando como foi a experiência dele a bordo da premium economy da Latam, confira:

Como é a Premium Economy da Gol

Em 2016 a Gol lançou sua premium economy nas rotas internacionais, em uma reformulação da então extinta classe comfort. Os principais diferenciais da nova classe de serviço da Gol são os seguintes:

  • Check-in, embarque e bagagem preferencial;
  • Até 2 volumes de bagagem despachada;
  • Acesso às salas VIP da Gol em Guarulhos e Galeão e também de parceiras nos aeroportos de Santiago, Buenos Aires, Assunção, Montevidéu, Santa Cruz de la Sierra e Punta Cana;
  • Compartimento de bagagem de mão exclusivo;
  • Assento com poltrona do meio bloqueada, 50% a mais de reclinação e maior distância entre as fileiras;
  • Em alguns trechos são oferecidos manta, travesseiro e itens de higiene pessoal;
  • Serviço de bordo diferenciado com refeição quente e vinho;
  • Banheiro exclusivo;
  • Pontos extras no Smiles;
  • Antecipação gratuita de voo.

Temos em nosso vasto repertório de avaliações de voos, três avaliações de voos da premium economy da Gol, as duas primeiras realizadas por editores do Melhores Destinos e a última por um leitor:

Saiba como diferenciar as cabines premium economy

Como visto, ainda há muita diparidade entre o que as companhias oferecem nas suas premium economy. Então antes de decidir se vale a pena ou não pagar a diferença, consulte os sites Seat Guru e Expert Flyer, que mostram os mapas de assento e detalhes da cabine como largura do assento e distância entre as fileiras.

No exemplo acima podemos comparar entre o que oferece a Latam no Airbus A350-900 com o que oferece a Lufthansa no Boeing 747-8i. Note que a Latam tem uma cabine enorme, com a mesma configuração da econômica (3-3-3, ou seja 9 assentos por fileira). Já a Lufthansa tem uma cabine bem menor, com menos assentos por fileira (2-4-2).

Depois de descobrir a aeronave que faz a rota, procure alguma avaliação como as que costumeiramente publicamos para ter mais detalhes sobre o assento e também da experiência a bordo.

Como é viajar em premium economy?

Antes de entrar no Melhores Destinos nunca tinha viajado de premium economy. Quando tinha milhas suficientes, preferia pagar a diferença para ir de classe executiva. Se não tinha, ia de econômica mesmo.

premium economy

Premium economy da Air Canada: cabine menor, com menos assentos por fileira

Não vou negar que a questão do espaço pessoal a bordo faz muita diferença para mim: sou alto e é bastante difícil encontrar uma posição minimamente confortável para dormir na classe econômica.

premium economy

Premium economy da Lufthansa, assentos com encosto regulável de cabeça

Ao longo dos anos, pude testar algumas econômicas premium e você pode ler os reviews destas experiências abaixo:

Quanto custa voar em premium economy?

O valor da passagem, de qualquer passagem aliás, vai depender da companhia, destino e data. Mas via de regra é possível afirmar que a passagem em premium economy costuma custar entre 50% e 100% a mais que a passagem em classe econômica.

Em uma rápida pesquisa, sem qualquer validade científica, com o único propósito de dar uma panorama da diferença na prática, encontramos os seguintes preços em novembro de 2021:

Companhia Rota Econômica Premium Economy Diferença Executiva Diferença
American Airlines São Paulo – Miami R$ 3.843 R$ 5.972 55% R$ 9.150 238%
Air Canada São Paulo – Toronto R$ 5.105 R$ 8.282 62% R$ 16.538 324%
Air France São Paulo – Paris R$ 5.234 R$ 10.475 100% R$ 16.411 313%
Lufthansa São Paulo – Frankfurt R$ 4.486 R$ 6.801 51% R$ 12.053 273%

 

É claro que pode ter alguma distorção em razão da atual pandemia, mas nota-se que a premium economy de fato varia entre 51 e 100% a mais que a classe econômica. Como comparativo, a diferença da econômica para a executiva apresentou preços entre duas e três vezes mais caros.

Mas afinal, vale a pena viajar em premium economy?

Não existe resposta certa para esta pergunta, tudo depende do seu momento de vida, da diferença do preço da classe econômica para a premium economy e também dos benefícios extras ofertados e como você avalia o valor de cada um.

Com as cabines econômicas ficando cada vez mais apertadas, é inegável o avanço da premium economy, que está atraindo cada vez mais passageiros. É uma tendência que a cada dia ganha novas opções – a Emirates anunciou no ano passado que também irá ter em seus aviões a classe premium economy.

premium economy

Nova premium economy da Emirates

O certo é avaliar caso a caso, pesquisar se é uma boa premium economy ou não, se os benefícios justificam a diferença de preço e examinar as suas necessidades naquele voo.

Se vai voltar com muitas bagagens, por exemplo, e o bilhete na econômica não inclui franquia de bagagem despachada, vale comparar o valor do bilhete na econômica com o adicional das malas, com o valor da premium economy.

Atente também sempre que encontrar uma diferença menor que 50% no valor das passagens, o que demonstra que o preço da econômica premium está “barato”.

Relendo os relatos dos voos que fiz na premium economy, percebo que em nenhum deles consegui dormir (foram três voos noturnos e um diurno). No geral foram boas experiências, com destaque para o voo da Lufthansa, mas nenhuma delas me convenceu de que vale a pena pagar a diferença. Então, sem fugir da pergunta, respondo que não pagaria o preço normal da premium economy, apenas se a diferença fosse pequena ou necessitasse de algum dos serviços adicionais.

Mas como dito acima, não existe uma única resposta. Cada passageiro tem que avaliar a sua realidade para determinar se compensa ou não.

E se a sua pergunta for se vale a pena viajar em classe executiva, este outro post pode te ajudar a responder!


E aí, caro leitor? Já viajou em premium economy? Em qual companhia? Como foi a experiência, valeu a pena? Comente!