Vale a pena viajar em classe executiva?

João Goldmeier
16/05/2020  ·  5:57Publicado 16 · Maio · 2020  ·  5:57Atualizado 18 · Maio · 2020

Vale a pena viajar em classe executiva?

Viajar em classe executiva é o sonho de muita gente e desperta a curiosidade de todo passageiro. Quem nunca deu uma espiadinha para ver como é a cabine da executiva antes de ir para seu assento na econômica? Neste post especial contamos tudo sobre a classe executiva: como surgiu, quais são seus benefícios, como é a experiência a bordo, como pagar menos e muito mais! No final, você decide se a experiência vale a pena ou não.

Breve histórico da Classe Executiva

Embora a primeira classe exista desde os primórdios da era do jato, a classe executiva só surgiu no final dos anos 70, como uma forma de diferenciar o serviço prestado aos passageiros da classe econômica pagando tarifa cheia (geralmente viajando a negócios).

Existe uma controvérsia sobre qual foi a primeira companhia aérea a oferecer a classe executiva. A British Airways introduziu sua classe executiva em outubro de 1978, porém a separação física entre as classes ocorreu apenas em 1981. Por essa razão a Qantas argumenta que foi a primeira a introduzir a classe executiva propriamente dita, em 1979.

Os primórdios da Classe Executiva da Qantas

Seja como for, a British evoluiu seu produto ao longo dos anos e foi sem discussão alguma a primeira a introduzir assentos que viram cama na classe executiva, em 1995. Hoje eles se tornaram o padrão para quase todas as empresas do mundo.

viajar em classe executiva

Primeiro assento cama na classe executiva da British Airways

Principais benefícios de voar em classe executiva

De no início era só um assento mais largo e uma distância maior da poltrona da frente. Atualmente, a classe executiva oferece uma série de benefícios aos seus passageiros. Vamos aos principais?

Check-in, embarque e desembarque prioritários

Ao chegar no aeroporto você já percebe as primeiras diferenças. Além de filas preferenciais para fazer o check-in, você estará entre os primeiros a embarcar e desembarcar do avião. Desembarcar antes pode garantir um lugar mais à frente na fila na imigração, no caso dos voos internacionais.

Embarque prioritário

Bagagem extra e prioritária

Como regra geral os passageiros em classe executiva têm direito a uma franquia maior de bagagem despachada, sendo usual o limite de duas malas de até 32 kg. Em tempos de passagens da econômica sendo vendidas sem bagagem despachada isso pode fazer toda diferença dependendo do objetivo da viagem. Além disso a bagagem é etiquetada como prioritária, para ser entregue antes das demais na esteira do aeroporto de destino.

Imigração e inspeção de bagagem prioritárias

Muitas companhias oferecem aos seus passageiros, canais de imigração e inspeção de bagagem próprios, com menos filas e muito mais rápidos. Este benefício está disponível em muitos aeroportos do mundo. Porém no Brasil essa distinção não é permitida por lei.

Espera em sala VIP

O passageiro em executiva pode esperar o horário do embarque em salas VIP, onde há diversos tipos de comida e bebida (inclusive alcoólica) sem custo adicional. Algumas salas contam com chuveiros, espaço kids, salas de reunião e amenidades como massagens, áreas destinadas a cochilos, dentre outros.

A espera do voo é na sala VIP

Assentos mais confortáveis

O grande diferencial da classe executiva é o espaço que o passageiro tem pra si. Seja para trabalhar ou mesmo para descansar durante o voo em assentos que viram cama. Alguns assentos têm até portas para maior privacidade, como é o caso da Delta e da Qatar (em alguns aviões).

As telas de entretenimento individual são maiores que as da econômica e costumam permitir os comandos através de toque. Fones de ouvido anti-ruídos completam o pacote. Já a programação é a mesma para todo avião.

viajar em classe executiva

Assento que vira cama com bastante espaço individual

No assento o passageiro vai encontrar diversos porta-objetos, tomadas universais e USB. Na hora de dormir travesseiros e mantas completam a experiência. Algumas companhias, como a Emirates, oferecem até o serviço de arrumação de cama!

viajar em classe executiva

Assento-cama na classe executiva da Emirates

Serviço de bordo

Outro diferencial que pode ser bastante interessante dependendo da companhia escolhida são as refeições a bordo. Menus impressos, quase sempre assinados por chefs premiados, carta de vinhos com boas opções, além de outras bebidas alcoólicas. Em alguns casos até menu de chás e cafés e alguns aviões possuem máquina de café expresso!

viajar em classe executiva

Serviço de bordo diferenciado na classe executiva da Qatar

Como dito acima, a experiência a bordo varia bastante. Na Austrian e na Turkish, há um chef a bordo que pode personalizar as refeições. Na Qatar você pode escolher o momento do voo que você quer fazer sua refeição. E na Singapore Airlines além de escolher quando comer, você pode reservar antes do voo o prato que vai ser servido (incluindo lagosta!). Algumas das melhores refeições que fiz na vida, foram a bordo de aviões.

Além da comida, as cartas de vinho costumam trazer rótulos de vinhos premiados. Em geral é oferecida uma opção de espumante (normalmente Champagne), duas opções de vinho tinto, duas de vinho branco, além de um vinho de sobremesa.

Normalmente nos voos de longa duração do Brasil para os Estados Unidos ou Europa são servidas duas refeições principais (almoço ou jantar e café da manhã), além de opções para beliscar na hora se bater a fome entre as refeições. Nos voos mais longos, como os para o Oriente Médio, chegam a ser servidas três refeições principais.

Mais milhas pelo voo

As passagens em classe executiva geram mais milhas que as da econômica. O quanto a mais vai variar de acordo com a companhia, classe tarifária e outros fatores, podendo chegar a 400% milhas/pontos a mais que a distância voada.

Mais amenidades

Ao chegar ao seu assento os passageiros recebem kits de amenidades com produtos como pasta e escova de dentes, tapa-olhos, plugues de ouvido, cremes para hidratar as mãos e rosto e protetor labial. É bem comum que os kits sejam produzidos por marcas famosas como Salvatore Ferragamo, Hermès ou Bvlgari. No final do voo você pode levar o kit pra casa (alguns dão ótimas capas da iPad e kindle).  Também é comum a oferta de jornais e revistas variadas.

viajar em classe executiva

O kit de amenidades da classe executiva da Emirates é super completo

Itens menos comuns, mas que existem em algumas das melhores classes executivas são a internet wi-fi cortesia durante o voo (oferecida pela Qatar Airways e Emirates), pijamas (que você também pode levar consigo), bares a bordo (nos A380 da Emirates, Etihad, Korean e Qatar) e até salas VIP na chegada, para aqueles que precisam tomar um banho e seguir para compromissos (como a Etihad em Abu Dhabi e a British Airways em Heathrow).

viajar em classe executiva

Bar a bordo dos A380 da Emirates

Saiba como diferenciar as classes executivas

Se há uma máxima que se aplica às executivas é que nem todas são criadas por igual. Embora o padrão do mercado tenha estabelecido poltronas que reclinam 180 graus, existem diversos fabricantes diferentes de assentos e de configuração dentro do avião.

O serviço a bordo e os toques especiais também podem transformar completamente a experiência a bordo. E ainda existem companhias com executivas mais simples, com assentos tipo poltrona e um serviço menos sofisticado.

A Copa Airlines é uma dessas empresas com a executiva mais simples. A bordo de seus Boeing 737 oferece poltronas largas com reclinação limitada, um serviço de bordo modesto (em alguns casos até demais) além de um kit de amenidades bem básico. Vale a menção de que a cia panamenha já anunciou uma nova classe executiva mais moderna para breve.

viajar em classe executiva

Classe executiva da Copa Airlines

Note a diferença para alguns dos melhores produtos oferecidos no mercado:

Swiss Airlines

Para saber qual é a configuração de um determinado voo, uma dica é consultar os sites Seat Guru e Expert Flyer, que mostram os mapas de assento e detalhes da cabine como largura do assento e distância entre as fileiras.

Depois de descobrir a aeronave que faz a rota, procure alguma avaliação como as que costumeiramente publicamos para ter mais detalhes sobre o assento e também toda a experiência a bordo.

Conheça também quais foram as cinco melhores classes executivas de 2019.

Como é viajar em classe executiva?

Seja a trabalho, viajando pelo Melhores Destinos, seja a lazer, aproveitando as promoções de passagens pagas ou ainda os pontos e milhas, pude viajar em classe executiva um bocado de vezes.

A questão do espaço pra mim faz toda a diferença, pois tenho 1,91 m. Mas não vou negar que adoro o serviço de bordo e a programação de entretenimento com filmes que acabaram de sair dos cinemas.

viajar em classe executiva

Classe Executiva da Alitalia

Eu sofro de um paradoxo engraçado: embora seja verdade que os passageiros chegam mais descansados quando voam de executiva, comigo ocorre o contrário. Eu chego bem cansado na maioria dos voos. Quero aproveitar tudo! E quando a trabalho não posso simplesmente deitar e dormir, pois é necessário fotografar todos os momentos do voo para fazer o relato.

Mas melhor que eu descrever genericamente como é voar em executiva, é ler alguma das avaliações já publicadas:

Quanto custa voar em classe executiva?

O valor da passagem, de qualquer passagem aliás, vai depender da companhia, destino e data. Em geral a passagem em classe executiva costuma custar 3 vezes o valor da classe econômica. Promoções, apesar de raras, existem e o Melhores Destinos já divulgou voos em classe executiva para Lisboa, Barcelona, Madri ou Milão por apenas R$ 2.832 ou ainda passagens para Miami em classe executiva por R$ 2.177.

Uma dica pra não perder essa e outras promoções é baixar o aplicativo para celulares do Melhores Destinos e ativar as notificações. É possível selecionar para só receber ofertas de classe executiva, se assim desejar.

Como viajar em classe executiva pagando menos?

Além de promoções que você recebe através do aplicativo do Melhores Destinos, é possível aproveitar promoções de passagens compradas com milhas. Embora o cenário para emissão de passagens na classe executiva com milhas tenha piorado  muito, ainda existem algumas oportunidades que valem muito a pena.

Por exemplo é possível emitir passagens para voar de São Paulo para Buenos Aires com a Qatar Airways, uma das melhores executivas do mundo, por 29.100 milhas Smiles + taxas (valor por trecho). Já fiz esse voo e garanto que dá pra ter uma ideia muito boa de como é a experiência completa.

viajar em classe executiva

QSuites – a premiada executiva da Qatar AirwaysEsse trecho, aliás, costuma ter promoções de passagem com alguma regularidade, com valores até abaixo de 2 mil reais. Outro trecho que merece atenção é Rio para Santiago ou Buenos Aires com a Emirates.

Outra forma de voar na executiva pagando menos é participando de leilões de upgrade de cabine. Algumas companhias oferecem essa opção para os passageiros da econômica alguns dias antes do voo. Antes de dar um lance, confira como está a ocupação do voo através do Expert Flyer. Se estiver vazio, arrisque o menor valor. Se estiver cheio, melhor subir um pouco a oferta. Se o lance for aceito, você receberá uma mensagem com a confirmação. Essa opção costuma custar menos que o valor da passagem paga.

Por fim algumas companhias oferecem a possibilidade de upgrade através de cupons. Uma delas é a Latam, que oferece cupons para clientes que atingem determinadas categorias de status no Latam Pass ou ainda para quem adquire o cartão de crédito co-branded. O número de cupons necessários varia de acordo com a rota e quanto mais cedo for a sua oferta, melhor, pois a ordem da oferta é fator de desempate. Contudo, o primeiro critério é o status do passageiro no programa.

Mas afinal, vale a pena viajar em classe executiva?

Tudo depende do seu momento de vida e da disponibilidade de passagens com um bom custo benefício. Há 10 anos, a minha resposta seria outra, mas depois de voar nas melhores companhias aéreas do mundo e viver experiências incríveis, acho que pode ser uma experiência única na vida.

Quem nunca sonhou em voar com todo conforto da executiva na lua de mel? Ou para comemorar um aniversário de casamento significativo ou uma promoção merecida no trabalho?

Há pessoas que vão optar por voar em econômica e gastar a diferença em um hotel mais bacana e tudo bem. Cada um tem o seu juízo de valor e faz as escolhas que julgar melhores para si.

Mas eu não vou ficar em cima do muro não: na minha opinião vale a pena viajar em classe executiva! Mas não de qualquer executiva, muito menos a qualquer preço. O custo benefício tem que fazer sentido. Se não fizer, vou de econômica sem problemas, afinal o importante é viajar.

E pra você, caro leitor? Vale a pena viajar em classe executiva? Conte pra gente as suas experiências voando em alto estilo!