Coronavírus e viagens: Devo adiar ou cancelar por conta da epidemia? Veja o que fazer e como!

Leonardo Cassol
Leonardo Cassol
13/05/2020  ·  10:00Publicado 13 · Maio · 2020  ·  10:00Atualizado 14 · Maio · 2020

Coronavírus e viagens: Devo adiar ou cancelar por conta da epidemia? Veja o que fazer e como!

A pandemia do novo coronavírus trouxe imensas dúvidas a quem tem viagens marcadas. Centenas de leitores estão nos perguntando todos os dias “o que fazer com uma viagem planejada para as próximas semana ou nos próximos meses?” Nesse post você confere a nossa orientação sobre viagens em meio à pandemia, além de um passo a passo do que fazer se você precisar mudar de planos, além dos contatos das agências de viagem online, companhias aéreas e programas de fidelidade!

Devo adiar ou cancelar minha viagem por conta do coronavírus?

Viagens em março, abril ou maio –  O mais recomendado a fazer é remarcar ou cancelar a viagem, se possível. Não apenas pela ameaça de contrair e transmitir o vírus, mas também de ter os voos cancelados, encontrar atrações fechadas, ou enfrentar restrições durante a sua jornada. No caso das viagens internacionais, o cuidado deve ser maior ainda. Há dezenas de países fechando suas fronteiras para turistas e companhias aéreas cortando até 100% dos voos nesse período. Claro, a decisão é pessoal e algumas circunstâncias podem nos obrigar a ir de qualquer jeito. Mas, se não precisa viajar e não quer ter dor de cabeça, mude seus planos!

Viagens em junho ou julho – Nossa recomendação é aguardar. Ainda não dá para saber com clareza como vai estar o cenário dessa crise do coronavírus no Brasil e no mundo nesse período. E algumas empresas ainda não liberaram a remarcação ou o cancelamento gratuito nessas datas. Nesse caso, mexer na passagem agora é ter prejuízo. Acompanhar o noticiário e controlar a ansiedade é o melhor a se fazer nesses casos. Vale destacar que as áreas mais afetadas, como o norte da Itália, certamente precisarão de mais tempo para voltar à normalidade. Caso o cenário mude, certamente as empresas aéreas vão flexibilizar suas políticas de remarcação ou cancelamento para esse período.

Viagens a partir de agosto – Quem tem viagem no segundo semestre tem mais chances de encontrar um cenário de normalidade. Claro, nada é garantido, vai depender de como vão evoluir os esforços dos países no combate a essa pandemia. Mas, nesse caso dá pra ser otimista e esperar por um desfecho favorável, acompanhando as notícias. Caso o cenário mude, as empresas aéreas devem flexibilizar suas políticas de remarcação ou cancelamento para esse período.

Como adiar ou cancelar minha passagem aérea ou pacote por conta do coronavírus?

1. Entre em contato com a empresa onde comprou a viagem

Você precisa entrar em contato com quem vendeu a passagem aérea ou o pacote, seja uma agência de sua cidade, agência de viagens online ou direto com a companhia aérea.

2. Tente fazer o cancelamento ou alteração online

Algumas empresas estão oferecendo alteração ou cancelamento pelo site, aplicativo ou mesmo telefone sem precisar de suporte humano. Nossa recomendação é tentar primeiro resolver dessa forma, que é mais rápida.

3. Peça a alteração ou cancelamento via chat ou telefone

Se não conseguir online, o jeito é buscar atendimento pelo chat ou telefone, antes da data da viagem. A questão é que todas as empresas estão com as centrais congestionadas agora, dado o volume enorme e repentino de voos cancelados ou alterados.

4. Se puder, aguarde um pouco

A prioridade está sendo para quem tem viagem nos próximos dias. Se não é o seu caso, espere até a semana que vem, ou umas duas semanas, pois você vai gastar bem menos tempo esperando para ser atendido.

O primeiro passo é entender se a companhia aérea já incluiu o período ou o destino da sua viagem dentro da política de isenção de taxas para alteração ou cancelamento. Você pode conferir isso aqui:

5. Viagens com milhas

Caso sua passagem tenha sido emitida com milhas, você deverá procurar o programa que utilizou para resgatar a passagem. As regras serão similares às definidas pelas companhias aéreas para quem tem uma passagem comprada com dinheiro (cujas regras você encontra nos links acima).

Tenho direito ao reembolso ou a alterar a viagem sem custo (diferença de tarifa)?

Depende. Se sua reserva foi cancelada pela empresa, você tem direito a reaver seu dinheiro ou remarcar a viagem sem custo, na data que desejar. Agora se você quiser cancelar por sua vontade, ou por conta de medidas restritivas adotadas pelos governos, as empresas podem cobrar taxas para devolver o dinheiro, oferecendo o crédito para usar em outras viagens, sem custo, ou a remarcação com o pagamento de eventuais diferenças de tarifas (quando o voo escolhido é mais caro que o anterior, por exemplo). Se esse é o seu caso, o melhor a fazer pode ser esperar a data da viagem se aproximar para alterar o voo, já que até lá a empresa pode ter feito mudanças na reserva, dando ao cliente mais flexibilidade.

Uma mudança importante válida a partir de 19 de março de 2020 é que o prazo para reembolso das passagens aéreas passa a ser de 12 meses, independentemente do voo ter sido ou não cancelado. Isso vai dificultar bastante o recebimento dos valores pagos. A opção de receber crédito para uso em passagens futuras simplifica o processo para quem planeja viajar novamente. Segundo a Anac, essa política não se aplica para arrependimentos de compra feitas pela internet menos de 24 horas após a emissão da passagem, desde que com pelo menos uma semana de antecedência da data da viagem.

Outra novidade é que quem tiver adquirido uma passagem aérea para viajar entre 1° de março de 2020 e 30 de junho de 2020 com a Azul, GOL, Latam, Passaredo ou MAP poderá remarcar a sua viagem nacional ou internacional sem multa, diferença de tarifa ou qualquer outro custo adicional, por uma única vez, respeitada a origem e destino originais e a validade do bilhete (que é de um ano a partir da data da compra). É o que ficou acordado hoje num Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pelas companhias aéreas, representantes do governo e do Ministério Público.

Algumas empresas têm sido mais flexíveis, outras mais duras nas alternativas oferecidas aos clientes prejudicados. Quem não tiver satisfeito com o que foi oferecido pode tentar registrar uma reclamação no portal www.consumidor.gov.br, monitorado pela Anac.

Como saber se meu voo foi cancelado?

Você precisa entrar em contato com a agência onde comprou a passagem, ou diretamente com companhia. No site é possível ver se os voos estão ativos ou se houve alteração. É possível que a companhia aérea aguarde até uma data próxima do voo para cancelar o voo. Portanto, é bom olhar periodicamente.  Além disso, vários países impuseram restrições de viagem aos turistas, com o fechamento de fronteiras. Conforme as medidas restritivas evoluem, as empresas vão se adaptando e adequando a malha aérea.

Quando os voos serão retomados?

Muitas companhias aéreas começaram a replanejar voos nacionais e internacionais a partir de junho. Mas ainda muito aquém do que existia antes da pandemia. A velocidade da retomada vai depender da evolução do número de casos, das medidas restritivas impostas por cada país e do comportamento da demanda por viagens. O mais provável é que os voos retornem gradativamente no segundo semestre, chegando próximo a normalidade em dezembro.

Comprar uma passagem aérea durante a pandemia é seguro?

Depende. Muitas empresas aéreas estão oferecendo flexibilidade para mudança de data, caso os clientes mudem de planos. Entre as companhias aéreas nacionais, a Latam é a mais flexível. Permite alterar uma vez a data da viagem, sem multas e sem diferença tarifária, dentro data de validade do bilhete (12 meses após a compra da passagem). Porém, quem tem um voo na baixa temporada (março a junho e agosto a novembro) só poderá remarcar sem custo para o mesmo período, havendo cobrança de eventuais diferenças de tarifa se o cliente decidir alterar para um voo na alta temporada (dezembro a fevereiro e julho). A GOL e a Azul oferecem condições parecidas, mas limitadas a voos com datas até 30 de setembro e 30 de junho, respectivamente.

Contatos (telefone e e-mail) das companhias aéreas nacionais

Separamos os contatos de atendimento das principais companhias aéreas, programas de fidelidade e agências de viagem online do Brasil. Confira:

Azul: quem tem voo nacional ou internacional com a Azul até 30 de setembro poderá gerar o crédito na conta TudoAzul, sem custo, ou remarcar a viagem. O crédito fica disponível para futuras compras (basta simular uma compra com seu login no site da Azul e o valor vai aparecer).

GOL: o jeito mais prático é cancelar ou remarcar a viagem nacional ou internacional pelo site ou app. Passageiros viajando até 30 de setembro poderão remarcar a viagem sem a cobrança de multa ou diferença tarifária. É possível também cancelar sem custo e receber um crédito no valor pago que poderá ser usado em até 12 meses. Para reembolso, valerá a regra da tarifa.

Latam: quem tem voo nacional ou internacional com a Latam poderá reprogramar uma vez a data e/ou origem e destino sem multa, pagando apenas a diferença tarifária, para voar dentro da validade do bilhete (12 meses após a compra da passagem). As alterações devem ser feitas antes do voo original.

VoePass: a empresa isentou as taxas e multas para a remarcação de voos marcados até 1° de maio. Seguindo as demais companhias nacionais, a empresa cobrará somente a diferença tarifárias entre a passagem original e a nova data. Caso os clientes não desejem realizar a viagem agora, o valor da passagem poderá ficar em crédito na companhia para ser utilizado posteriormente.

Contatos (telefone e-mail) das Agências de Viagem Online

Decolar: Está priorizando o atendimento dos clientes com viagem nos próximos 7 dias. Dobrou as equipes de atendimento para dar conta da demanda. Permite o cancelamento ou alteração online ou pela central (11) 4003-9444, seguindo as regras definidas pelas empresas aéreas.

Expedia: Permite o cancelamento ou alteração online ou pela central 0800-761-0770, seguindo as regras definidas pelas empresas aéreas.

Viajanet: Está priorizando o atendimento dos clientes com viagem nos próximos 7 dias. A empresa recomenda preencher o formulário com os dados solicitando o cancelamento ou alteração das passagens, seguindo as regras definidas pelas empresas aéreas.

Submarino Viagens: Está priorizando o atendimento dos clientes com viagem nos próximos 7 dias. É possível solicitar o cancelamento ou alteração pela central (11) 3003-2989, seguindo as regras definidas pelas empresas aéreas.

MaxMilhas: É possível solicitar o cancelamento ou alteração pela central 4020-2493 ou (31) 4000-1390, seguindo as regras definidas pelas empresas aéreas.

Contatos (telefone) dos programas de fidelidade

Os programas de fidelidade também estão com os atendimentos completamente congestionados. Nesse caso, a recomendação é a mesma. Se não tiver voos nos próximos dias, espere para entrar em contato.

AAdvantage: é possível solicitar o cancelamento ou alteração online, ou pela central 3004-5000, seguindo as regras definidas pela American ou parceira.

Latam Pass: é possível solicitar o cancelamento ou alteração pela central 4002-5700 ou 0300 570 5700, seguindo as regras definidas pela Latam ou parceira.

Livelo: é possível solicitar o cancelamento ou alteração pela central 3004 8858 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800 757 8858 (demais localidades), seguindo as regras definidas pelas empresas aéreas.

Smiles: é possível solicitar o cancelamento ou alteração pelo site, app, chat, pela central 0300 115 7001 ou (11) 3833-1634, seguindo as regras definidas pela GOL ou parceira.

TAP Miles&GO: é possível solicitar o cancelamento ou alteração pela central 0800 025 8638, seguindo as regras definidas pela TAP ou parceira.

TudoAzul: é possível solicitar o cancelamento ou alteração pela central (11) 4003-1141, seguindo as regras definidas pela Azul.

Contatos de companhias aéreas internacionais

A maior parte das companhias aéreas está com os atendimentos completamente congestionados. Nesse caso, a recomendação é a mesma. Se não tiver voos nos próximos dias, espere para entrar em contato.

Aerolineas Argentinas: 0800 761 0254 / 0800 000 5050 / WhatsApp + 54 9 11 4940-4798 /  backoffice.br@aerolineas.com.ar / grupos.br@aerolineas.com.ar

Aeroméxico: 0800 891 7512

Air Canada: 0800 770 9250 (SAC) / (11) 3254-6630

Air China: (11) 3186-8888

Air Europa: 0800 892 3076

Air France: 0800 724 8352 (SAC) / 4003-9955

Alitalia: (11) 3958-7959, (21) 3500-8998 / 0800 942 3223 (SAC)

American Airlines: 3004-5000

Avianca: 0800 891 8668

British Airways: 0800 886 8266 (SAC)0800 761 0885

Cabo Verde Airlines: (85) 3771-4670 / (71) 3512-6595

Copa Airlines: 0800 886 2672 / (11) 4933-2399

Delta Airlines: 0800 761 0035 / (11) 2460-4001

Emirates: (11) 5503-5000 / 0800 770 2130 / vendas.brasil@emirates.com / loja.sao@emirates.com / lojario@emirates.com

Ethiopian Airlines: (11) 4063-5199 / (19) 4560 0377

FlybondiReagendar voos neste site. Pedidos de reembolso pelos e-mails cv19@flybondi.com ou  devoluciones@flybondi.com.

Iberia: 0800 886 82 66 (SAC) / (11) 3956-5999

JetSmart: (11) 3042-1183

KLM: 4003-1888, (11) 3878-8363 / 0800 888 1888

Lufthansa: (11) 3878-8151 ou (21) 3500-1471

Norwegian: (21) 3500-0451

Qatar Airways: (11) 4700-8673

SKY: (21) 3958-8200 (11) 4949-0900

Swiss: (11) 4700-8910 ou 0800 595 0728 (SAC)

TAAG: (21) 2206-3050 e WhatsApp: (21) 99232-2372 / (11) 96377-4892

TAP: 0300 210 6060, 0800 727 23 47 (SAC) ou (11) 2131-1200 ou cancelamento online

Turkish Airlines: (11) 3371-9600

United Airlines: (11) 3145-4200 / 0800 16 2323 / Whatsapp (11) 98801-05875

Ficou com alguma dúvida? Teve algum problema para cancelar sua viagem? Conte nos comentários!

Veja também:

carregando...

- A lista de preços está em constante atualização, porém os preços podem mudar à medida que as passagens/pacotes vão sendo vendidos.

- O Melhores Destinos é um site jornalístico, que apenas divulga as promoções, ele não vende nenhum produto ou serviço. Você deve comprar na empresa de sua preferência, sempre observando as regras de cada passagem, pacote ou serviço.

ícone passagens aéreasPassagens aéreas - X

Voltar voltar
Permanência de a dias
carregando...