logo Melhores Destinos

O que fazer em Santiago – dicas para sua primeira viagem à capital do Chile

Camille Panzera
Camille Panzera
23/09/2020 às 11:25

O que fazer em Santiago – dicas para sua primeira viagem à capital do Chile

Santiago do Chile é uma cidade cheia de atrações! Moderna e charmosa, a cidade impressiona seus visitantes antes mesmo da aeronave pousar em terra firme. Da janelinha do avião, o espetáculo da Cordilheira dos Andes e sua imensidão de picos desperta olhares atentos e suspiros. Para facilitar sua próxima viagem, confira o nosso “o que fazer em Santiago” com todas as dicas para aproveitar sua viagem!

A capital chilena é um dos destinos mais desenvolvidos da América do Sul e já é tema de um dos nossos Guias de Destinos, que aborda assuntos como a melhor época para viajar e os principais pontos turísticos de Santiago.

Nesse post trazemos um compilado de dicas e sugestões de locais para conhecer em uma visita à cidade, ideal para quem tem pouco tempo para pesquisar sobre a viagem e quer aproveitar uma promoção de última hora. Trouxemos também a participação especial de Yenifer Contreras, editora do Mejores Destinos Chile e que vive no país.

Clique aqui e vá direto para o assunto que mais te interessa:
O que fazer em Santiago   |   Passeios em Santiago  |   Hotéis em Santiago
Restaurantes em Santiago   |   Quando ir a Santiago   |   Dicas de Santiago

O que fazer em Santiago

Tudo que você precisa saber para planejar a sua viagem!

 

Santiago, ou Santiago de Chile, tem mais de 6,5 milhões de habitantes em sua região metropolitana. A cidade é grande, limpa, arborizada, tem um sistema de metrô eficiente e pontos turísticos variados, que cada vez atraem mais brasileiros.

Apesar de ser uma cidade de grande porte e ser cheia de movimento em algumas áreas, Santiago ainda reserva em alguns de seus bairros a boemia e tranquilidade de outros tempos. Uma viagem à cidade é interessante para conhecer edifícios históricos, visitar museus e parques com uma bela visão panorâmica, passear por vinícolas, experimentar vinhos, desfrutar de boas refeições e esquiar. E, é claro, ver a neve de perto pela primeira vez, para quem vai no inverno!

Pontos Turísticos em Santiago (Chile)

Pontos turísticos de Santiago

Construções históricas, museus e parques ao ar livre

Plaza de Armas e Catedral Metropolitana – Centro de Santiago

Para começar um circuito histórico pela capital chilena, vá em primeiro lugar à Plaza de Armas, o coração da cidade. Ao redor da praça ficam alguns dos principais edifícios históricos da cidade, como o edifício dos Correios e a belíssima Catedral Metropolitana (não tenha dúvidas, vale a pena entrar na Catedral!). Também vale a pena conhecer as ruas da região, caminhar pelo Paseo Ahumada e observar os “cafés com pernas”, cafeterias com atendentes de saias incrivelmente curtas.

Palácio de La Moneda

O palácio onde fica a sede presidência chilena é um dos pontos turísticos mais famosos do país. Inclua no roteiro uma parada no edifício, com direito a registro fotográfico da fachada do Palácio de La Moneda, marco do golpe de Estado de 1973 que deixou Pinochet à frente do governo do país, e presenciar a cerimônia da troca de guarda, que ocorre em dias alternados, sempre às 10 horas.

Mercado Central

Peixes, frutos do mar, legumes, frutas, verduras, artesanato e restaurantes – o Mercado Central de Santiago tem tudo isso! O local é muito visitado pelos turistas, principalmente porque comer a centolla, o famoso caranguejo gigante, é um programa bastante tradicional nesse lugar. O preço nos restaurantes não é dos melhores e o ambiente não agrada a todos, mas esse é um ponto turístico clássico de Santiago, principalmente se a ideia é comer peixes e frutos do mar.

Museu de Arte Pré-Colombiana

Esse museu é para quem gosta de conhecer o legado de antigas civilizações e um pouco da cultura de povos pré-colombianos. O local tem muitas peças esculpidas em madeira e pedra, objetos de uso diário de antigas civilizações, utensílios utilizados em cerimônias, etc. É considerado um dos melhores do país!

Cerro San Cristóbal e Parque Metropolitano

Para apreciar Santiago do alto, o Cerro San Cristóbal é um passeio imperdível pois é um dos pontos mais altos da cidade. De cima do local – se a poluição permitir – é possível admirar os edifícios, a geografia de Santiago e os Andes.
No parque onde está o cerro San Cristóbal, onde funcionam piscinas públicas e um zoológico e área arborizada que oferecem uma linda vista. A subida até o alto do monte pode ser feita no funicular ou por teleférico, deixando o passeio ainda mais legal. Lá no alto há ainda uma capela e a imagem da Imaculada Conceição, padroeira da cidade e do Papa São João Paulo II, que visitou o lugar em sua passagem por Santiago – há até uma plaquinha indicando o carro que o transportou no funicular.

santiago parque metropolitano

Cerro San Cristóbal

Teleférico Cerro San Cristóbal

Localizado no coração do Parque Metropolitano, o teleférico sobe ao topo do Cerro San Cristóbal e é ideal para um passeio no meio da tarde. Atualmente estão disponíveis 47 cabines com capacidade para 6 pessoas cada, além de módulos adaptados para carrinhos de bebê, bicicletas e cadeiras de roda. É um belo percurso morro acima de 4 quilômetros, com duração de cerca de 15 minutos ida e volta.

Oasis, Tupahue e Cumbres são as três estações disponíveis, que permitem percorrer o monte de maneira cômoda, apreciando os bosques e, se o clima permite, desfrutar de espetaculares vistas da cidade. Se vai de metrô, siga pela Linha 1 até as estações Baquedano ou Pedro de Valdivia. Também está disponível pelo ônibus de turismo da Turistik.

Sky Costanera

Instalado um dos maiores edifícios da América Latina, o Sky Costanera é um ponto de observação panorâmica de Santiago, localizado no mesmo edifício onde está o shopping Costanera Mall, um dos melhores centros comerciais da cidade. O observatório oferece uma vista de 360º da capital chilena e é simplesmente espetacular, principalmente nos dias de céu aberto e paisagem limpa, quando a visibilidade fica melhor. Lá de cima é possível observar toda a cidade, seus parques, edifícios e, claro, admirar a Cordilheira dos Andes!

Uma dica importante é realmente visitar a atração em um dia de céu aberto, para garantir que terá boa visibilidade. O observatório conta com dois andares, um fechado e outro parcialmente aberto. Recomendamos muito a visita.

Cerro Santa Lucía

Perto do trânsito intenso e do movimento de pessoas nas ruas, está o Cerro Santa Lucía, um verdadeiro refúgio verde de paz e tranquilidade no meio de Santiago. O parque, que tem monumentos e jardins, é ideal para caminhar e subir até o topo, aproveitando a fantástica vista da Cordilheira nos dias limpos. A subida, se feita rapidamente, pode ser cansativa; mas a parte superior do local é muito bonita, agradável para sentar e descansar, e interessante porque oferece uma vista panorâmica da capital.

Museu Nacional de Belas Artes

para os amantes das artes, conhecer esse museu é uma excelente opção. Ele tem mais de 5 mil peças em sua exposição permanente, que contam a história da arte chilena e estrangeira em períodos diferentes. Ele fica no centro do Parque Florestal, ótimo para caminhadas. Ali pertinho, não perca os sorvetes do Empório La Rosa, maravilhoso mesmo no inverno!

santiago museu

Museu Nacional de Belas Artes

La Chascona, casa de Pablo Neruda

A famosa casa de Pablo Neruda fica próxima ao Cerro San Cristóbal e passa desapercebida aos olhos de muitos turistas, mas se você se interessa por poesias, artes, ou mesmo arquitetura, a visita é aconselhada. A casa do ícone chileno transmite um pouco da essência de seu morador, ela é cheia de objetos usados pelo artista e tem uma decoração e arquitetura únicas. Faça reserva!

Providência, Las Condes e Bellavista

Além do centro, esses três bairros são locais interessantes para se conhecer em Santiago. Providência se destaca pelo comércio, presença de bons restaurantes e bares, enquanto Las Condes é caracterizado pela tranquilidade e pelo ambiente mais refinado de um bairro nobre. Bellavista, área boêmia, é ótima para curtir um barzinho, jantar em um ambiente charmoso e curtir a atmosfera alegre.

santiago bairro providencia

Providencia

Barrio París e Londres

Em plena Alameda, bem em frente à estação de metrô Universidad de Chile, se encontra  Barrio Paris y Londres. Como seu nome diz, estas ruas, procuradas por nostálgicos e amantes da arquitectura, evocam os mais belos passeios europeus. Construido a partir de 1925, e com o convento e a Igreja de São Francisco como porta de entrada, este setor é ideal para dar um passeio à tarde e conseguir boas fotos. Como informação adicional, te contamos que por décadas esta é a locação preferida para a gravação de filmes e comerciais de grandes marcas chilenas. ¡Sin duda un imperdible!

Barrio Lastarria

Se está procurando uma referência da boemia santiaguina, que mescla teatro, pintura, moda e boa comida, esta é a área indicada! Localizado atrás do Centro Gabriela Mistral, na estação de metrô Universidad Católica,  Lastarria abrange um amplo espaço, do Cerro Santa Lucía até as proximidades de Bellas Artes. Em suas ruas se encontram restaurantes da moda, lojas de estilistas locais, teatros, museus, livrarias e galerias de arte. às quintas, sextas e sábados funciona uma feira de antiguidades que vale a pena visitar no calçadão do bairro, entre as ruas Rosal e Merced.

Para quem tem mais tempo em Santiago:

Algumas sugestões de atrações em Santiago que fogem do roteiro tradicional, mas são muito interessantes. Boa opção para quem está indo pela segunda vez à cidade ou prefere conhecer lugares menos explorados

Parque Forestal

Localizado  no centro de Santiago, este parque de 3 quilômetros nos encanta e o recomendamos aos visitantes porque é ideal para caminhar, se perdendo na riqueza cultural e social da cidade. Rodeado de árvores e jardins, o Forestal é o coração verde que acompanha áreas turísticas como Lastarria, Bellas Artes e o Centro Histórico. O parque vai desde a ponte Pio Nono, ao leste, até a Estação Mapocho, no oeste da cidade, sempre acompanhado pelo rio Mapocho. Nós chilenos amamos caminhar por essa área e depois desfrutar de algum dos restaurantes próximos –  há uma ampla oferta entre o parque as ruas que conectam com a Alameda. Se tiver sorte, poderá encontrar ainda algum espetáculo artístico e cultural!

santiago chile parque florestal

Museo de la Memoria y Los Derechos Humanos

Se quiser fazer um roteiro pela história do Chile, este é o lugar indicado. Em seus três pisos, você encontrará emocionantes relatos com fotografias, arquivos de imprensa, documentos do governo, cartas e imagens que homenageiam as vítimas de violações dos direitos humanos ocorridas em nosso país entre 1973 e 1990, período da ditadura de Augusto Pinochet. O museu, que comove durante todo o percurso, foi inaugurado em 2010 pela ex-presidente Michelle Bachelet durante seu primeiro mandato, e está localizado na Avenida Matucana 501, no metrô Quinta Normal.

Parque Bicentenario

Uma das maiores atrações da comuna de Vitacura, a área cordillerana de Santiago – bairro nobre a mais de mil metros do nível do mar, aos pés da Cordilheira dos Andes. É um dos nossos parques favoritos! Oferece um percurso focado na natureza – das 4 mil árvores que possui, 1.300 são espécies nativas – em um esforço para manter o equilíbrio do meio ambiente. Além disso, é possível fotografar inúmeras aves pelo parque, como garças, carquejas (que por aqui chamamos taguas), sargentos (triles) e cismes de pescoço preto, que adotaram a Laguna Norte como espaço para viver. É o lugar favorito da comunidade para atividades esportivas, culturais e sociais.

Centro Cultural Gabriela Mistral

Também conhecido como GAM, este espaço de arte e cultura conta com 10 salas de exposição que têm sempre uma agenda cheia de atrações. É um lugar imperdível em nossa rota porque tem um centro de artes cênicas de 22 mil metros quadrados, considerado o mais moderno do Chile. Em seu calendário você poderá encontrar obras de arte, teatro, dança, música e exposições. Nós sempre adicionamos ao passeio uma visita à biblioteca, salas de estudo, café, enoteca, livraria e loja de antiguidades. A maneira mais fácil de chegar é pela linha 1 do metrô, descendo na estação Universidad Católica.

Parque Quinta Normal

Está localizado no famoso bairro Yungay de Santiago, onde se encontra uma variada oferta de atividades culturais. Tem 40 hectares e foi declarado “Santuario da Natureza” em 1976. Um programa que nós chilenos desfrutamos muito é alugar um pedalinho e passear pela lagoa. Te recomendamos também fazer uma bela e relaxante caminhada pelo parque. Além disso, você poderá visitar a rede de museus que há no interior: Museo Ferroviario, Museo de Historia Natural e o Museo de Ciencia y Tecnología. Para completar o passeio, você encontrará nos arredores o Museo de la Memoria y los Derechos Humanos, a Biblioteca de Santiago, o Museo Artequin e o Centro Cultural Matucana 100.

Parque Araucano

Este parque está localizado no centro do bairro de Las Condes, ao lado do shopping Parque Arauco. E nós o recomendamos porque é um lugar ideal para descansar das compras e do barulho da cidade grande. Não há dúvida de que este pulmão verde de 30 hectares te oferecerá tranquilidade. Os chilenos o visitam para praticar esportes, fazer uma pausa e desfrutar de um delicioso almoço ou um jantar romântico. Tem um espaço para entretenimento no centro, que conta com restaurantes, academias de ginástica e brinquedos para crianças – há até um setor de toldos de palha para uma refeição tranquila. Faça como os chilenos e almoce ali com um delicioso piquenique! ¡La raja!

Mapa de Santiago

Abaixo você confere um mapa de Santiago, com as principais atrações da cidade, restaurantes e passeios


Passeios em Santiago

Confira abaixo os principais passeios para fazer em Santiago. Diversas agências na cidade oferecem as atividades, mas algumas delas você pode fazer por conta própria, principalmente se tiver um carro alugado.

Passeios em Santiago

Explorando os arredores de Santiago

Valparaíso

A cidade portuária de Valparaíso é uma das maiores cidades do Chile e atualmente sedia o poder legislativo do país. A cidade tem um relevo acidentado e muitos morros, por isso muitas casas coloridas ficam em áreas inclinadas e oferecem uma bela vista para o mar – esse é o caso de uma casa de Pablo Neruda. Valparaíso se destaca pela história e pelo seu porto, e a vizinha Viña del Mar chama a atenção pela modernidade.

Viña del Mar

“Viña”, como as pessoas costumam falar, é a cidade de veraneio para onde correm muitos chilenos, e principalmente santiaguinos, quando as temperaturas estão quentes. Banhada pelo Oceano Pacífico, a cidade tem praias (infelizmente de águas geladas), bons restaurantes, bares e cassinos. Para quem fica vários dias em Santiago, pode valer a pena passar uma noite na cidade e curtir o clima alegre da orla. Há sempre algum brasileiro fazendo a típica foto de “coloquei o pé no Pacífico”. Não deixe de ver também o moai na entrada do museu Fonck, um dos poucos originais fora da Ilha de Páscoa.

Veja como funciona o tour a Valparaíso e Viña del Mar.

Passeios para as vinícolas

Que o Chile é um grande produtor de vinho, você já deve saber, né? E como o país tem essa qualidade de produzir a bebida, um dos passeios que não costuma faltar no roteiro dos brasileiros é para as vinícolas próximas de Santiago.

A Concha y Toro é famosíssima entre os turistas e oferece uma visita guiada que mostra as etapas de produção do vinho, além de degustação de vinhos ao final do passeio. A Undurraga oferece o mesmo tipo de passeio, mas é menos conhecida do que a Concha y Toro e pode ser uma boa opção para quem prefere conhecer uma vinícola de menor porte e, talvez, fazer um passeio mais íntimo. A dica que deixamos para quem pretende conhecer vinícolas é fazer a reserva com alguns dias de antecedência. Para quem quer beber, pode ser indicado fazer o passeio com uma agência!

santiago vinicolas

Já fizemos o passeio para a vinícolas Casas del Bosque, que foi muito interessante e ofereceu um excelente almoço. Outras opções próximas da cidade e que são menos conhecidas são as vinícolas Cousiño Macul e Haras de Pirque.

Conhecer a Cordilheira dos Andes

A Cordilheira dos Andes é uma das formações geográficas mais belas da América do Sul e uma visita ao Chile é perfeita para conhecer melhor essa região. Quando o tempo está limpo, é possível observar a cordilheira de vários pontos da cidade, como uma surpreendente e belíssima moldura! Quem deseja ver de perto os Andes pode fazer um passeio saindo de Santiago. É preciso levar em consideração que durante o inverno os Andes ficam com neve e, consequentemente, atraem mais os turistas. No verão, no entanto, você acabará encontrando basicamente morros com terra e sua vegetação característica.

Cajón del Maipo

Seguindo a rota do Rio Maipo, com direção sudeste saindo pela comuna de La Florida, a 60 quilômetros de Santiago, se encontra San José de Maipo, a capital da comuna instalada en un cânion dos Andes. Neste lugar rodeado de montanhas nevadas, o visitante encontra restaurantes, cabanas para hospedagem, spa, camping e lugares para se fazer esportes de aventura como trekking, tios para fazer esportes de aventura como trekking, alpinismo e pesca esportiva. Não perca o rafting pelo rio Maipo e suas belas paisagens.

Se dispõe de tempo, a 50 quilômetros de San José, entrando pela Cordilheira dos Andes, poderá chegar ao Embalse El Yeso e ao Glaciar San Francisco. Além de atividades esportivas, poderá desfrutar da culinária local. A rota, que pode ser realizada em um dia ou com pernoite, convida a fazer paradas pelo caminho, por isso se recomenda alugar um veículo. Veja mais dicas sobre o Cajon del Maipo ou informações sobre o passeio.

passeio santiago cajon maipo

Passeios para quem tem mais tempo em Santiago:

Pomaire

Este pequeno e encantador povoado de artesãos fica na comuna de Melipilla, a 50 km de Santiago. Aqui você encontrará uma enorme variedade de produtos chilenos feitos à mão com base na greda. um tipo de argila. A rua Roberto Bravo é o lugar onde os oleiros (alfareros) locais se instalam com seus produtos. Vasilhas, acessórios, enfeites e artigos decorativos são o presente perfeito para lembrança da viagem. E se você quiser desfrutar de um delicioso almoço típico chileno, você vai encontrar a famosa empanada de medio kilo, que nós apreciamos com o assado de carne e prietas – espécie de chouriço -, entre outros pratos deliciosos e econômicos. A abundância é característica das refeições em Pomaire!

Parque Yerba Loca

O nome chama a atenção de quem passa na estrada para Farellones e estações de esqui. Se você quer viver a aventura das colinas dos Andes cercadas de neve, mas muito perto de Santiago, esta é uma ótima opção! Nós recomendamos este santuário para os amantes da natureza que aqui encontrarão passeios a cavalo, observação de aves, escalada, mountain bike e trekking. Há ainda visitas guiadas ao glaciar La Paloma localizado a 18 km do parque. Quer viver a experiência única de passar a noite e apreciar as estrelas? Então é aconselhável reservar um espaço no camping.passeios em santiago

Termas El Plomo

Em qualquer viagem a Santiago, sempre recomendamos um passeio pelas termas naturais próximas. Essas águas mornas são emanadas pelos cordões vulcânicos dos Andes. Eles são ricos em minerais e conhecidos por seus efeitos terapêuticos. As águas termais El Plomo são piscinas naturais provenientes do vulcão San José. Estão em um lugar paradisíaco, cercado pelas montanhas nevadas dos Andes. Você pode acessar a partir de San José de Maipo e vale a pena alugar um carro para fazer a rota.

Termas de Jahuel

A inigualável experiência de renovar energias! Trata-se de um complexo termal que em suas piscinas possui águas compostas por PH levemente alcalino que aliviam o estresse, problemas circulatórios, digestivos, reumáticos e até funciona como um limpador de toxinas. Nós nos sentimos de maravilla imersos nessas águas quentes! Quanto prazer para o corpo e a mente! O hotel dispõe de diferentes programas e tarifas, conta também com serviço de spa, área de massagens e toda a água consumida no interior é de origem termal.

Isla Negra

Se você ama poesia e paisagens românticas, este é o seu lugar. Isla Negra é a terra de Pablo Neruda. Aqui ele levantou o lugar que daria inspiração para uma grande parte de suas obras. É um balneário distante a uma hora e meia de Santiago e que guarda os maiores segredos do poeta. Hoje, aquela que foi sua casa foi convertida em um museu, aberto ao público todo o ano entre as 10h e as 18h. Além disso, a cidade tem uma feira de artesanato e belas paisagens costeiras para desfrutar.

Veja aqui outras dicas para seu roteiro em Santiago e sobre a noite em Santiago.


Onde comer em Santiago

Onde Comer em Santiago

Frutos do mar, peixes, frutas vinhos – dicas gastronômicas de Santiago

Peixes (salmão, principalmente), frutos do mar, a centolla (caranguejo gigante), o pastel de choclo, carnes e as empanadas são algumas das gostosuras a apreciar em uma viagem a Santiago. O Chile é um país muito fértil, por isso viajar ao país é uma oportunidade  para conhecer novas frutas, verduras e legumes. Aproveite a viagem para experimentar sucos de frutas não tão comuns no Brasil, como o delicioso suco framboesa, ou conheça versões diferentes do cachorro quente, por exemplo, que Chile acompanha abacate (palta), uma fruta que, aliás, está em diversos pratos.

O pisco sour e os vinhos são bons acompanhamentos para as refeições se você toma bebidas alcoólicas. No verão, não deixe de provar o mote con huesillos, tradicional bebida doce sem álcool com pêssegos e grãos de trigo.

Como dissemos acima, o Mercado Central, apesar dos preços salgados, é um bom lugar para comer peixes e frutos do mar em Santiago; o restaurante Donde Augusto, é um dos mais procurados no local. Quer fugir do roteiro turistão? Há bons restaurantes na região de Providência e opções mais simples e baratas nos entornos da Praça Central. Se quiser fazer compras e combinar o passeio com uma boa refeição, o shopping Parque Arauco é aconselhado, pois possui uma praça de alimentação ao ar livre que é cheia de bons restaurantes.

Mestizo – Se conta com um orçamento mais alto para uma refeição especial, recomendamos investir em um jantar no Mestizo. Localizado entre Las Condes e Vitacura, este restaurante oferece um menu de custo médio-alto que vale a pena. Com ambiente refinado, incluindo um terraço com vista para uma lagoa, o lugar oferece uma grande variedade de peixes e frutos do mar, que incluem machas, reineta, polvo, variedade de ceviches, e até a centolla trazida da Patagonia. Também há opções de carne e massas. Se planeja uma refeição especial em sua viagem, esse é o lugar!

restaurantes em santiago

Peluquería Francesa. Boulevard Lavaud – Antiguidades e o melhor da cozinha chilena são misturados neste lugar, que às vezes nos faz sentir como no interior de um museu. Uma bicicleta pendurada no teto, cortinas de palco teatral, quadros, móveis antigos e cartazes publicitários vintage fazem parte da decoração que você pode desfrutar enquanto come um delicioso prato de peixe, frutos do mar, carnes, aves ou sopas. A oferta é ampla, com opções para todos os bolsos. Aqui, você deve apenas se sentar e deleitar seus sentidos!

restaurante santiago

Liguria Lastarria – Há quatro restaurantes Liguria em Santiago, mas este é o mais novo de todos, foi inaugurado em janeiro de 2018. Tem um cardápio variado de comida chilena, que nasce do mais profundo das nossas tradições. Desde a cazuela de carne, passando por pastel chilote, ossobuco à cerveja, lentilhas cozidas e congrio dourado a la plancha. Os preços são moderados e o lugar é um luxo aos nossos olhos; trata-se do edifício neo-barroco de Lastarria, que antigamente abrigava o Instituto de Cultura Chileno-Francês. Foi restaurado e hoje possui diferentes ambientes que caracterizam a cultura local.

Fuente Alemana – Se você está no centro de Santiago e quer comida abundante e econômica, este é o seu lugar! Sanduíches de carne de boi, porco ou frango, cru e tártaro são parte do cardápio desta sanduicheria que faz sucesso entre os chilenos pelo atendimento rápido e seus enormes pratos. Você pode adicionar palta (abacate), tomate, chucrute, pepinos e diferentes tipos de molhos à sua refeição.

Chipe Libre. República Independiente del Pisco – Pisco em todas as suas formas e pratos abundantes são a marca registrada de Chipe Libre. Ele está localizado no bairro Lastarria e tornou-se uma parada obrigatória para os visitantes de Santiago. Espaçoso, com bom atendimento, disponível para almoço e jantar. Os chilenos consideram o local ideal para compartilhar com a família ou amigos. O menu tem peixe, mariscos e carnes. Mistura sabores agridoces. Recomendamos o pulpo a la grilla con pincante de papas. A oferta de bebidas preparadas com pisco é uma das mais amplas que se pode encontrar.

restaurante santiago

Palacio del Vino – Nós nos sentimos como os convidados em um jantar no início do século XX. O Palacio del Vino transporta seus visitantes, e isso acontece! É um casarão antigo no Barrio Brasil. Sua imponente escadaria lhe dá as boas-vindas e você se sentirá parte de outra época. Embora o cardápio inclua carnes e massas, a especialidade é o peixe. Eles também oferecem degustações de vinhos, jantares com harmonização, almoços e sanduíches.

Restaurante Giratório – O nome já diz bastante sobre o lugar e quem quer fazer uma boa refeição acompanhada de uma vista panorâmica de Santiago, esse é “o lugar”.  O Restaurante Giratório funciona para almoço e jantar e até que tem preços aceitáveis, principalmente no menu do almoço.

Como Água para Chocolate – O restaurante é bem turístico e conhecido pelos brasileiros, charmoso, tem pratos saborosos, um cardápio variado e conta com música ao vivo, que deixa o jantar mais interessante ainda. É um lugar meio apertado, é verdade, mas o local vale pelo pela atmosfera animada, em que as pessoas acompanham as músicas cantando enquanto fazem suas refeições.

restaurante santiago como agua para chocolate

Tiramisú – Essa é uma dica para quem gosta de pizzas! A pizzaria Tiramisú é fica em Las Condes e faz sucesso devido ao custo-benefício que oferece. As pizzas são consideradas individuais, mas para quem não tem um apetite tão grande servem duas pessoas e, olha, são realmente saborosas!

Patio Bellavista – Para quem tem dúvidas de onde comer, vá ao Pátio Bellavista. O local concentra diversos estabelecimentos comerciais e é uma excelente opção para encontrar bares e restaurantes próximos uns aos outros. Em uma mesma viagem, é comum ir a esse lugar várias vezes. O Patio tem algumas lojinhas e pode render algumas compras de artesanato ou vestuário.

Schopdog – Quer tomar um bom chopp ao estilo dos locais? Procure uma das lanchonetes da rede Schopdog! Com ambientes muito bacanas, sempre com uma decoração vintage, você pode experimentar a famosa chourrillana e uma boa cerveja chilena ou mesmo um suco de framboesa caprichado, sempre com ótimos preços!

Leia mais dicas de onde comer em Santiago.


Compras em Santiago

Compras em Santiago

Dos enormes shoppings aos outlets e lojas de rua

Compras em Santiago podem ser muito bem definidas com três palavras: Falabella, Ripley e Paris. As três megaredes de lojas de departamentos dominam shoppings e ruas principais, com lojas imensas onde se encontra de tudo: de roupas de grife a verdadeiras pechinchas! O sucesso das marcas é tanto que elas têm se espalhado para outros países latinos com rapidez.

Santiago oferece muitas opções: shoppings enormes, lojas a céu aberto, feiras, outlets, mercados de artesanato. São vários os locais na cidade para fazer compras e alguns desses locais já foram mencionados em outras partes desse mesmo post pois funcionam também para outros fins. O Patio Bellavista, por exemplo, além de restaurantes tem lojinhas onde pode-se comprar artesanato, lembranças de viagem ou acessórios. No Mercado Central, que tem restaurantes e vende-se peixes e verduras, há alguns quiosques com artesanato.

Vale lembrar que um “souvenir” muito comum para comprar no Chile são os vinhos; e para isso os supermercados são imbatíveis. Nos supermercados você encontra vinhos e outros comes e bebes que podem ser interessantes adquirir pelos preços atrativos ou por simplesmente não serem encontrados com facilidade no Brasil. Cuide para não trazer produtos de origem vegetal ou animal, que são proibidos e podem ser confiscados pela vigilância sanitária brasileira.

Parque Arauco

O Parque Arauco é um dos shoppings mais legais de Santiago. O lugar tem muitas lojas e é excelente para fazer compras, principalmente em épocas de promoção, como os meses de troca de coleção (janeiro e agosto.) No shopping você encontra uma área externa com bons restaurantes e as queridas lojas de departamento chilenas Falabella, Paris e Ripley, além de Adidas, Topshop, Nikon, Desigual, Diesel, Forever 21, Freddo, Guess, Havana etc.

compras santiago parque arauco

Parque Arauco

Costanera Mall

É fácil identificar o Shopping mais moderno de Santiago no horizonte da cidade: é o edifício mais alto da América Latina! O Costanera Mall oferece seis pavimentos de shopping e em cada um deles há lojas destinadas a um determinado público – no segundo andar o foco são lojas destinadas ao público feminino  no terceiro andar há lojas para homens e crianças. As três grandes redes se destacam no local: as lojas da Falabella, Ripley e Paris estão em todos os andares, acompanhando o tipo de produto. Há inclusive elevadores e escadas rolantes próprias em cada uma! Não deixe de subir ao Sky Costanera, mirante a 300 metros de altura com vista de 30 graus da cidade!

compras santiago costanera mall

Costanera Mall

Outlets em Santiago (Chile)

Sim, Santiago tem sua área de outlets e quem quer economizar pode encontrá-los na Ruta 5 Norte, todos próximos. Assim como em outros locais onde há outlets, é preciso fazer uma garimpada para encontrar peças cujo preço realmente sejam vantajosos. Não deixe de fazer a simulação de pesos por reais para assegurar-se de que a compra vale a pena.

Pueblito Los Dominicos

Para comprar artesanato, cerâmica, peças antigas, artigos em madeira ou produtos típicos do Chile, Pueblito Los Dominicos é uma ótima opção. O local tem lojinhas de artesãos e vende desde artigos de couro à joias. Próximo do local há também uma feira de frutas e verduras ótima para comprar produtos de origem vegetal e experimentar coisas que não vemos normalmente no Brasil.

Drugstore Providencia

Se procura roupas e artigos alternativos, ou mesmo um presente inovador, a Drugstore é o lugar indicado. Se trata de uma galeria com mais de 80 lojas boutique, onde, em muitas delas, encontrará elementos desenhados ou produzidos pelos próprios donos. Existe desde os anos 80, mas foi a há menos de cinco anos que ganhou fama, convidando jovens empreendedores a fazer parte deste grande espaço e se convertendo em um lugar repleto de ideias originais. Está localizado na Avenida Providencia, 2124, próximo ao metrô Los Leones.

Paseo Ahumada

Não são apenas os shoppings que têm lojas boas para compras, as ruas de Santiago são ótimas para fazer encontrar artigos por bons preços. No Paseo Ahumada, uma das principais vias de comércio na área central de Santiago, é que encontra-se as principais lojas de departamento do Chile, grandes lojas de eletrônicos, lojas de esportes e outros.

Mall Sport

Se é fã de esportes e compras, este shopping é o caminho certo para você. Aqui há lojas de grandes marcas esportivas como Nike, North Face, Reebok, Columbia, Merrel, Patagonia, entre muitas outras. É ideal para ir com crianças porque tem atividades de inverno e verão que convidam não só a comprar, mas a viver experiências esportivas. Simulador de ondas, parede de escalada, patinação no gelo e pista de corrida de carros são parte do que você pode desfrutar em família neste centro comercial de Las Condes.

San Diego

Este bairro se caracteriza como um lugar onde você pode encontrar roupas, itens tecnológicos, discos, chapéus, antiguidades e o que possa imaginar. Caminhe ao longo da rua do mesmo nome, desde a Alameda até a Avenida Matta, chegando à Plaza Carlos Pezoa Véliz. Ao longo do caminho, encontrará edifícios históricos, como a Universidade do Chile e a Igreja dos Sacramentos. Os chilenos conhecem o bairro por causa da grande variedade de livros, novos e usados. Tem pequenos armazéns, bem como instalações na rua, aproveite o passeio!

Subcentro Las Condes

Uma das estações de metrô mais utilizadas para quem viaja por Santiago é a Escuela Militar. Se você tiver que mudar a linha do metrô ou se estiver hospedado nas proximidades, este espaço comercial é ideal para compras de última hora ou procurar as lembrancinhas que ficaram pendentes. Tem uma série de pequenas lojas que oferecem roupas, tecnologia, jóias e acessórios. Há também cafés e restaurantes para o caso de você precisar fazer uma pausa, se conectar à internet ou almoçar.

Centro Artesanal Santa Lucía

Todos os souvenirs relacionados ao Chile estão aqui. É um espaço que a Prefeitura de Santiago entregou a um grupo de artesãos, em frente ao morro Santa Lucía, e nos arredores da estação de metrô de mesmo nome. Aqui encontramos todos os tipos de memórias feitas de madeira, cobre, prata e lápis-lazúli (a pedra azul usada em objetos de jóias de culturas pré-colombianas). Também é possível obter presentes de viagem como camisetas, imãs, bonés, itens de malha em lã e tear. Um imperdível na nossa lista!


Onde Ficar / Hotéis em Santiago (Chile)

Hotéis em Santiago

O que você precisa saber para escolher uma boa hospedagem

Santiago tem acomodações para todos os bolsos e oferece, inclusive, hotéis por bons preços quando comparamos as diárias na cidade às diárias em capitais brasileiras. Grandes redes hoteleiras estão presentes em Santiago, mas os apartamentos de temporada são cada vez mais populares. Se a ideia é passar um bom tempo esquiando, então considere hospedar-se na estação de esqui e assim evitar a subida/descida aos Andes todos os dias.

Quem procura acomodações mais econômicas deve começar procurando um lugar para se hospedar no Centro. A região tem um bom comércio, é servida por ônibus e metrô, está próxima de pontos turísticos históricos e museus; mas para quem quer um local sossegado, não é um lugar tão indicado porque há um fluxo muito grande de pessoas. No Centro de Santiago já nos hospedamos no Hotel Sommelier Express, que tem um bom custo-benefício.

Próximo ao Centro, mas mais charme, está a região de Lastarria, que também tem vários restaurantes legais. Nessa área já ficamos no no elegante Hotel Cumbres Lastarria e também no Luciano K, que mistura uma atmosfera retrô e aconchegante. Ambos são ótimas opções de hospedagem!

Providência é outro excelente bairro para ficar hospedado, que alia boa oferta de comércio e restaurantes, além do metrô próximo. No bairro, uma opção com boa localização e custo-benefício é o Ibis Providencia, da rede Ibis, já famosa entre os brasileiros e presente em diversos países. Outra opção mais refinada é o Hotel Solace, que fica em uma rua tranquila, e também o NH Collection Plaza, praticamente na frente do Costanera Mall, centro comercial ótimo para compras.

Se a ideia é estar em um local sossegado e você não tem um orçamento apertado, Las Condes e o charme de suas ruas arborizadas é uma boa opção. Trata-se de um bairro nobre, com bons hotéis e restaurantes. Nessa região fica o famoso W Santiago, elegante e luxuoso. O Plaza El Bosque Nueva Las Condes, próximo ao shopping Parque Arauco, tem uma boa área de lazer, com piscina coberta e uma linda vista!

Leia mais detalhes de onde ficar em Santiago.


Estações de Esqui em Santiago (Chile)

esqui em santiago

Estação de esqui, diversão e esporte no alto da Cordilheira dos Andes

Viajando entre o final junho/início de julho e o final de setembro/início de outubro, é possível curtir as estações de esqui próximas de Santiago. O período em que as pistas das estações estão propícias para esporte de neve são variáveis e a cada ano a temporada se inicia e termina em um dia diferente. A quantidade de neve nas pistas dependente do tempo, que é um fator extremamente mutável.

As estações de Esqui mais próximas de Santiago são o Valle Nevado, frequentada por muitos brasileiros, Farrellones e El Colorado e La Parva. O Valle é indicado para quem deseja realmente se aventurar nos esportes de neve, como o esqui e snowboard, já Farrellones e El Colorado são indicadas para iniciar nos esportes, ter contato com a neve e fazer brincadeiras. Confira mais detalhes do tour a Farrellones e Valle Nevado.

As estações mencionadas acima podem ser conhecidas em um passeio de um dia – subindo os Andes no início da manhã, retornando no fim da tarde. Empresas de turismo e transfer fazem o transporte entre Santiago e as estações de esqui, mas se você deseja fazer seu próprio horário, pode valer a pena alugar um carro. Embora alugar um carro seja indicado para quem viaja em grupo, saiba que a direção em estradas com neve exige um cuidado especial, que inclui correntes nas rodas, e que caminho até as estações é bastante sinuoso.

Um pouco mais distante de Santiago, mais precisamente a 164km de distância, está Portillo, uma estação de esqui com boa estrutura e um visual estonteante. Por ficar um pouco longe da capital um bate-volta ao local não é indicado; a estação vale a pena ao menos para pernoitar e para quem realmente quer praticar esportes de neve pois a maior parte das pistas é para esportistas de nível intermediário e avançado. O hotel de Portillo é ótimo, tem funcionários atenciosos e bons restaurantes.

Veja aqui as nossas dicas sobre o Valle Nevado.


Dicas de Santiago (Chile)

Dicas de Santiago

Documentos para entrar em Santiago (Chile)

Brasileiros que viajam a turismo podem permanecer por até 90 dias em território chileno sem necessidade de visto. Apenas o RG em bom estado de conservação é suficiente para entrar no país, portanto o passaporte não é obrigatório. Outros documentos de identificação não são aceitos para fins de imigração, embora seja necessário levar sua CNH caso queira alugar um veículo.

Alfândega em Santiago (Chile)

Lembre-se de que os controles alfandegários no Chile são bastante rigorosos. Todos os passageiros devem entrar passando suas malas pelo scanner que verifica a bagagem e controla a entrada de produtos vegetais (incluindo madeira de todos os tipos) e animais. Em sua viagem ao Chile lembre-se de evitar entrar com esse tipo de produto. Se fizer isso, informe-os no documento que será entregue a você no voo. Além disso, você só pode entrar no país com eles se estiverem selados a vácuo e etiquetados.

Quando ir a Santiago (Chile)

Santiago tem estações bem definidas — no verão faz calor, no inverno faz frio. É um destino que você pode conhecer o ano inteiro e que a cada viagem proporciona uma experiência diferente. O verão tem dias longos, com muitas horas de sol; já o inverno, de dias mais curtos, é indicado para curtir a neve dos Andes e passar o dia em uma estação de esqui.

A temperatura média anual da cidade é de 14ºC e as chuvas ocorrem com mais frequência entre maio e setembro. Como o clima é predominantemente seco, não se esqueça de utilizar hidratantes para evitar o ressecamento da pele e dos lábios. Independente da época escolhida para viajar, é aconselhável levar um casaco de frio, pois a temperatura pode cair bastante pela noite.

Transportes em Santiago (Chile)

Santiago tem um moderno sistema de metrô e a combinação de metrô + caminhada é o que recomendamos para se locomover pela capital chilena. Tem 6 linhas que se conectam com quase toda a cidade. Uma passagem custa em média 4 reais. Para embarcar é necessário comprar o cartão “BIP” nas caixas localizadas nas estações. O metrô é limpo, tem diversas estações e atende muito bem aos turistas. Hospedar-se próximo a uma estação é uma ótima ideia para evitar longas caminhadas.

Se você pretende ir a um local onde o metrô não alcança, considere utilizar o metrô + táxis. O serviço de Uber funciona muito bem em toda a cidade e costuma ser mais barato que os táxis. Para fazer passeios pela redondezas da cidade e locais mais afastado das estações de metrô, pode valer a pena alugar um carro.

Segurança em Santiago (Chile) 

Santiago é uma cidade muito mais segura do que as capitais brasileiras, porém, furtos são recorrentes em áreas de apelo turístico e movimento intenso de pessoas, como a Plaza de Armas ou o Mercado Central. Esteja sempre atento aos seus pertences, mantenha bolsas próximas ao corpo, evite andar com objetos de valor nos bolsos ou parecer perdido. É importante ter atenção a possíveis golpes nas ruas ou em táxis e ficar atento à situações que lhe pareçam fora do convencional, que também podem ser golpes.

Em caso de qualquer inconveniente relacionado à segurança, você pode ligar para o número de emergência da polícia chilena discando # 133. Além disso, cada região possui Guardas de Segurança Cidadã para os quais você pode recorrer. Em Las Condes o número é # 1402, para Providencia você pode digitar # 1414, enquanto em Ñuñoa o contato é através de # 1445 e no Centro você pode chamar # 1406.


Já esteve em Santiago? Diga pra gente o que teria no seu o que fazer em Santiago, quais são os seus passeios favoritos e divida com outros leitores suas experiências na capital chilena!

Veja também nossos posts sobre o que fazer em Buenos Aires e o que fazer em Cancún.

Com colaboração da editora Yenifer Contreras.

254 Comentários

  • Dênis Colli says:

    Camille, Parabéns pelo excelente post!!!
    Excelente a divisão do post! Ficou claro e objetivo os principais tópicos durante a viagem!

    • Camille Panzera says:

      Oi, Dênis, muito obrigada! Se tiver mais dicas, não deixe de enriquecer o post. 😉

      • Dênis Colli says:

        Pois é eu fiz o trivial em Santiago… Fiquei apenas 3dias quando teve aquela oferta relampago da TAM ano passado…
        Mercado Central, Cerro San Cristobal, Bares de Jazz, Museo de Belas Artes….
        Sem contar nos vinhos Chilenos que dispensam apresentações… O preço também, excelente, diante da qualidade de safra!
        Divirta-se no Ushuaia – acompanhando no Instagram do MD

  • Tb. gostei mto do post – super claro, didático e bem escrito. Parabéns. O único a lamentar é que por alguma razão misteriosa nunca surjam promoções para rio/santiago

  • Leandro Godinho says:

    Três experiências:
    1) Museo de la Memoria y los Derechos Humanos. Fica no Centro (tem metrô próximo), é grátis e é muito, muito bom mesmo. O tema são os tempos de ditadura no Chile (General Augusto Pinochet). O acervo é grande, muito organizado e há muita interatividade. Mas prepare-se pois é um soco no estômago: lá a ditadura foi pior do que aqui.
    2) Sobre o Como Água Para Chocolate. É um restaurante legal, animado, a comida até que foi boa (nada excelente), mas… Bem, quando viajo para fora do Brasil, gosto de sentir que estou fora do Brasil. E esse restaurante é lotado de brasileiros! Os garçons já chegaram tentando falar português e até o cara da música cantou Roberto Carlos e Djavan com sotaque estranho e letra inventada. Sinceramente, qual é a graça disso?
    3) La Chascona: é pertíssimo do Patio Bellavista (foi legal assistir a um jogo do futebol chileno no pub irlandês: faça amizade e escolha um time!) e do Como Água Para Chocolate. É uma das casa do Neruda e virou um museu, modesto mas bem legal. Vale muito uma visita para conhecer mais da vida dele e da própria casa.

    • Juliana says:

      Eu me pergunto como nunca citam o Museu da Memória e do Direitos Humanos como atração de Santiago… Simplesmente uma das melhores coisas que vi na cidade! Ótimo museu de história contemporânea!

      • Mario Gonçalves says:

        Impressionante o Museu da Memória e dos Direitos Humanos. As imagens do bombardeio ao Palácio de La Moneda e a fala serena do presidente Allende com ruído de bombas ao fundo são marcantes.Fui no verão para Santiago e agora quero voltar no inverno. Vale muito a pena!

  • Eduardo says:

    Lan e Tam estão com preços interessantes para o fim do ano para Santiago…. é possível achar diversas datas por pouco mais de R$ 900,00 ida e volta, saindo de SP, bem na época entre natal e ano novo.. evidentemente que é possível encontrar preços mais baixos para esse destino em outras épocas do ano, mas considerando que o valor das passagens para a época de final de ano costumam ser bem mais alto, acho que o preço é bom….

    • Leandro Godinho says:

      Passei o Réveillon no Chile ano passado e consegui uns preços próximos a esse (saindo do Rio, com a LAN). Estava uns R$ 900 GIG-SCL-GIG, mas paguei pouco mais de R$ 1000 pq voltei por Mendoza e Buenos Aires (fiz Santiago – Mendoza de ônibus, cruzando os Andes, é bem legal).

  • Caio Bordi says:

    Parabéns pelo Post. Passei minha Lua de Mel em Santiago. Recomendo a todos. Todos os passeios citados neste post foram feitos por mim e acredito que resume uma bela visita a Santiago. Algumas pequenas considerações: não visite o restaurante giratório. É bonita a vista mas o preço do jantar e a qualidade da comida não são compatíveis. Opte por realmente ir ao Como Agua para Chocolate. Restaurante apertado, mas com clima magnífica e comida compatível com o preço. Use e abuse das lojas de departamento. Realmente vale a pena. Hospedagem eu indico o Ibis Providência, que fica na avenida Providência. Você tem acesso a tudo a pé ou de metro a partir deste hotel. E, para terminar, não ache que vai gastar a vontade. Santiago é uma cidade relativamente mais cara se comparado a outros paises latino americanos. Mas vale cada centavo. Povo educado, cidade segura, limpa e linda! Assim que eu puder, retorno nem que seja para passar o fds. Aproveitem as promoções de pontos e utilizem a empresa LAN. Você pode encontrar passagem ida e volta por 26 mil km LAN – ida e volta ( equivalente a 15/17 mil pontos Santander). Fica a dica.

  • Caio Bordi says:

    Parabéns pelo Post. Passei minha Lua de Mel em Santiago. Recomendo a todos. Todos os passeios citados neste post foram feitos por mim e acredito que resume uma bela visita a Santiago. Algumas pequenas considerações: não visite o restaurante giratório. É bonita a vista mas o preço do jantar e a qualidade da comida não são compatíveis. Opte por realmente ir ao Como Agua para Chocolate. Restaurante apertado, mas com clima magnífica e comida compatível com o preço. Use e abuse das lojas de departamento. Realmente vale a pena. Hospedagem eu indico o Ibis Providência, que fica na avenida Providência. Você tem acesso a tudo a pé ou de metro a partir deste hotel. E, para terminar, não ache que vai gastar a vontade. Santiago é uma cidade relativamente mais cara se comparado a outros paises latino americanos. Mas vale cada centavo. Povo educado, cidade segura, limpa e linda! Assim que eu puder, retorno nem que seja para passar o fds. Aproveitem as promoções de pontos e utilizem a empresa LAN. Você pode encontrar passagem ida e volta por 26 mil km LAN – ida e volta ( equivalente a 15/17 mil pontos Santander). Fica a dica.

  • Paulo says:

    Incluo nas recomendações subir o Vale do Rio Maipo (ou Cajon del Maipo) de carro até, pelo menos, San José del Maipo, e se a neve permitir, até as termas andinas, especialmente Baños Colina. A paisagem é fantástica e, de brinde, você ainda pode tomar um banho nas águas de 40 C com temperaturas próximas a zero do lado de fora.

    • Renata says:

      Paulo, concordo a regiao do Maipo é muito legal. Conheci o parque nacional el Morado (pre cordilheira) e foi magico. Mas fui de excurssão. Vc foi tranquilo de carro? Pois a estrada por la fica bem batida..

    • Amanda says:

      Paullo, tudo bem?
      Em qual época foi para Cajon del Maipo?
      Tenho curiosidade em conhecer, mas tenho receio pela época que vou, Setembro.
      Obrigada desde já.

  • tania says:

    Realmente é uma cidade que te surpreende. Quero voltar para conhecer o Sul do Chile…

  • Carlos Eduardo says:

    Olá! Eu gostaria de sugerir mais uma atração nesse excelente post!
    Se trata do "Museu da Memória e dos Direitos Humanos", que está pertíssimo da estação Quinta Normal.
    Eu adorei esse museu. É incrível como a Comissão da Verdade chilena funcionou. Para mim é o símbolo de um povo sério, nacionalista como eu gostaria que todos nós brasileiros fossemos. Vale a pena! É gratis e tem visitas guiadas em espanhol e inglês.

  • Milene says:

    Oi pessoal do melhores destinos e leitores:
    Estou indo quinta que vem para Santiago pela primeira vez. .. chegarei na cidade a 1h da manhã, e minha dúvida é: Onde devo trocar U$ pelos pesos chilenos? No aeroporto? Na cidade? Ficarei em providência. .. algum lugar de câmbio para indicar? ?obrigada!!!

    • Cintia Silva says:

      Olá… Não se preocupe, há muitas casas de câmbio em Santiago, principalmente no Centro. Aconselho vc a trocar só o que precisar no aeroporto, e deixar para cotar depois em outros lugares e ver a diferença. Geralmente alguns lugares pagam melhor que outros. Eu levei travel chqeues (em dólar, que tinha de outra viagem) e foi a melhor coisa que fiz. As casas de câmbio pagaram bem e cobravam uma comissão de 1%, se não me engano. Super vantajoso.
      Boa sorte, e boa viagem.

    • Frederico says:

      No centro tem uma rua chamada AGUSTINA que tem umas 10 casas de cambio no espaço de 2 quarteirões. Vale a pena pegar um Starbucks e sair pra fazer a cotação entre as casas. Não troque REAL X DOLAR X PESOS.

      Troque o real direto por pesos. A cotação é boa… Vale a pena pesquisar…

  • Paulo Almeida says:

    Mais um dos incontáveis ótimos posts. Tenho alguns amigos que acharam o Chile chato. Vou ter que ir lá pra tirar minha dúvida…rrsrsr

    • Leandro Godinho says:

      Fui a três lugares completamente distintos um do outro. Não achei nenhum chato, não mesmo. Minhas impressões:
      1) Santiago = cidade gigante. Tem seus atrativos, mas não espere grandes surpresas. BOM.
      2) Deserto do Atacama = quero-morrer-de-tão-maneiro-que-é-esse-lugar! Cada passeio te surpreende com alguma coisa. O Salar de Tara é algo indescritível… EXCELENTE.
      3) Puerto Varas = cidade charmosa, faz frio até no verão, boa pra casal, pra descansar, pra ralar em passeios legais, pra olhar e depois subir o vulcão Osorno. MUITO BOM.

      • Leo says:

        Tb não achei nada demais em Santiago, não voltaria… Adorei Puerto Varas! Viña del Mar achamos horrível!! As vinícolas valem a pena, inclusive dormimos numa delas (Casa Marin): inesquecível! Isla Negra é emocionante. Sentimos tremores de terra em Santiago e Viña: sensação nada agradável!!…

      • Dani proença says:

        Leandro, fiquei interessada nos passeios que vc mencionou…. como vc fez o passeio até o Atacama e os demais? Quero fazer uma viagem a Santiago com meu marido nesse ano, mas não sei como planejar, o que visitar , onde hospedar, etc…. Vc poderia me dar umas dicas, por favor?

      • Eline says:

        Concordo absolutamente com você, Leandro.
        Santiago é uma cidade super acolhedora e agradável de se passear, mas nao oferece graaandes atrações turisticas ( aproveito para citar o museu de historia natural, na quinta normal, pra mim, um dos melhores passeios em Santiago). Agora, vc quer ter experiencias diferentes e se sentir realmente explorando o país, fuja dos passeios tradicionais a Valparaíso e vina del mar e conheça o sul do Chile (Pucón, Puerto Varas, Frutillar….ou estique a viagem até os glaciares-nao cheguei a conhecer) e, principalmente, conheça o norte do Chile. A região de Atacama é incrível e vc precisa reservar vários dias pra conseguir fazer os principais passeios, cada um traz uma paisagem e experiencia totalmente diferentes. Fiquei tres dias e saí de lá, ainda que com o corpo sentindo os efeitos da aridez e altitude, com a sensação de que devia ter ficado mais uns três pra fazer todos os passeios q descobrimos por lá. Fui sem nenhuma boa expectativa, mas digo que o Atacama me surpreendeu!!!

  • Sensação constante de "quero voltar", Santiago é 10! Para práticas de esportes na neve recomendo a organização de Valle Nevado. Minha experiência lá… http://voualifora.blogspot.com.br/2013/06/valle-n

  • Rodrigo says:

    Olha, na boa, chato é o Brasil, repleto de pessoas sem educação, violência e demais espertos de plantão. Vou ao Chile em agosto, e só ouço coisas boas sobre lá. Também fui para a Argentina e para o Uruguai, ambos bem melhores que São Paulo, com certeza. Buenos Aires, mesmo com todos os problemas na economia, e infinitamente mais civilizada que qualquer cidade brasileira. Vá e me diga se estou errado. Abraço.

  • Uma opção excelente para comer em um restaurante com ambientação teatral, é o La Jardin. Fica em Providência. Ambiente muito interessante, comida ótima e atendimento nota 10. http://lajardinrestaurant.wix.com/lajardin

  • Marcia says:

    Guia excelente, com relato muito fiel de Santiago.
    Estive lá em 2009 e me encantei bastante!
    Vale a pena conhecer 🙂

  • Eduardo says:

    Para quem vai com os filhos (principalmente adolescentes e pré-adolescentes que gostam de ciências) recomendo fortemente o MIM (Museu interativo Mirador). Fica longe do centro, mas dá pra ir de metrô. Passsei uma tarde muito divertida com minha família.

  • Jacqueline says:

    Fui a Santiago de ônibus. Doze dias de viagem. Para a primeira parada em hotel foram 24 horas. Uma tarde e noite em Córdoba e na manhã seguinte bem cedo, na estrada de novo até à noite a chegada em Mendonza. Aí foram quatro dias indo e vindo à cordilheira porque não dava passagem. A fila de caminhões era enorme, mas os ônibus tinham prioridade. Infelizmente na volta, a cordilheira só foi fechada depois de passarmos em meio a uma tempestade de neve. Caso não tivéssemos conseguido passar, seria mais um fim de semana em Santiago, do qual vi pouco demais apesar de ter ido (como sempre acontece em excursões) a todos esses pontos turísticos citados. Faltou o show de dança lindíssimo a que assisti. Não está nessa lista. Pena que esqueci o nome do lugar e perdi as fotos.
    Na próxima quero ir de avião para ver a cordilheira de cima. Mas, realmente, por terra, a partir de Mendonza, a beleza é imensa, sufocante.

    • Claudia says:

      Oi Jacqueline, em que mês você fez a viagem? Estou com viagem marcada para setembro. Será que acontecem nevascas na estrada Mendoza – Santiago neste periodo?

  • gisele says:

    Ola! Nao tenho o q acrescentar, o post ficou otimo, muito bem feitinho! Eu adorei Santiago, vou voltar em breve pq a sensacao é de q faltou muito a ver… Adorei tb os chilenos, povo educado e simpatico sem forçar, sabe, parece q é deles mesmo! Lendo o post so me deu mais saudade e vontade de voltar, agora na Primavera, pq o inverno é muito punk e o hostel q fiquei nao tinha aquecimento… Nesse ponto eu penei… Mas td é lindo, amei!

  • Duarte says:

    Fui em 2011 e fiz praticamente o que está no post. Eu só complementaria que o mercado central é um teste de nervos, os milhões de garçons tentando te pescar são um inferno. Portilho fiz em um bate volta tranquilo, estrada ótima, vale a pena. Valparaiso achei feio demais, nem desci do carro. Sugiro um restaurante muito interessante, chama—se boulevard lavaud — peluqueria francesa.

  • Diego says:

    Eu sou chileno morando em brasil faz um ano, e estou vindo que o post tem MUITOS problemas… vou numerar:

    1.SHOP DOG é horrivel!!!, eu ia quando era estudante para tomar cerveja barata e comer frituras…

    2. Giratorio NÃO, nos anos 80tenta ou 90venta era legal mais agora não, por favor gente….

    3.COMO AGUA PARA CHOCOLATE: eu acho que o dono é brasileiro porque ninguém em Chile conhece o restaurant… só turistas brasileiros, não é legal gente….não vão!!!

    4. TEM que ir pro Restaurantes como MESTIZO, ou restaurantes de comida peruana como 'La Mar' (do chef Gaston Acurio) ou 'Esquina de los dioses'…

    5. Parque forestal, Parque bicentenario, BARRIO LAS TARRIAS, centro cultural GAM….

    6. o pessoal que fala que não gosto de Valparaiso pode ser que seja cego, Valparaiso é patrimonio cultural da humanidade…

    isso!

    boa sorte!

    • Leonardo says:

      Fui ao Mestizo, realmente excelente em tudo, decoração, atendimento e principalmente a comida. O Lá Mar é do chef Gaston, neão tem o que comentar! Os preços são acima da média, mas são excelentes! Quem tem uma disponibilidade financeira, recomendo.

    • “SHOP DOG é horrivel!!!, eu ia quando era estudante para tomar cerveja barata e comer frituras…”, mas muitos leitores do MD têm justamente este perfil: jovens estudantes e mochileiros! Eu estive nessa lanchonete e achei muito bacana, especialmente os preços! =)

      • nathalia says:

        então digam: é um restaurante barato para tomar chopp e comer frituras! hahaha
        conheci muitos brasileiros que chegam lá achando que estas são as melhores dicas de santiago e se decepcionam (como algumas pessoas que comentaram este post dizendo que não tem nada pra fazer em santiago…)

        • Uai, não foi isso que dissemos? “você pode experimentar a famosa chourrillana e uma boa cerveja chilena ou mesmo um suco de framboesa caprichado, sempre com ótimos preços!” Os brasileiros que se decepcionam com Santiago são outros: os que não pesquisam e compram um pacote por uma agência de viagens qualquer, pagam caríssimo por algum tour corrido que só para em locais para enganar turistas. Mas isso não vale só para Santiago! =)

          • Graci Küch says:

            Falou e disse, Denis.
            Estou indo pra lá em maio /14 e pesquisando tudo e mais um pouco sobre o destino.
            E, pra variar, o MD dá show em montar um post objetivo e com opções para todos os gostos.
            Parabéns, mais uma vez.

    • Karla Grilo says:

      Muito obrigada Diego, sou Santista de ferias em Santiago e buscava um restaurante peruano, valeu a dica

  • Filipe says:

    Uma dica interessante é que tanto no Costanera Center, quanto no Parque Arauco, há desconto em diversas lojas para turistas, que chegam até a ultrapassar 30% do valor original
    No Costanera Center há um quiosque no segundo andar, que basta levar documento de identidade ou passaporte, e você ganha uma pulseira, conseguindo desconto inclusive em lojas de marca. http://www.costaneracenter.cl/Mall/ontour/Portugu
    Já no parque Arauco, vá no guichê de informações, que eles, ao apresentar a identidade ou passaporte, vão lhe dar um livro com vários cupons descartáveis!

  • nathalia says:

    Morei em Santiago por quase 1 ano e fiquei muito triste em ver esta postagem, pois acho que várias destas dicas são as piores coisas para se fazer por lá!

    Os restaurantes citados não tem nada demais e praticamente só são frequentados por turistas brasileiros. Agua para chocolate, o giratorio e o shopdog… não são legais! O pátio bella vista é interessante, mas só tem brasileiro!!!
    Santiago tem vários outros de restaurantes maravilhosos como o mestizo, o esquina de los dioses, olan, bar the clinic, ciudadano, la jardin, bocanariz, …

    Compras em outlets? não faz o menor sentido alguém perder um dia de viagem para ir a um outlet longe comprar coisas em ponta de estoque que nem são tão baratas assim. o paseo ahumada tb não tem nada demais. Apenas comercio popular de centro da cidade.

    outros lugares que valem a pena: barrio lastarias, barrio italia, parque bicentenario, museo da memoria e dos direitos humanos, centro cultural gabriela mistral, lojas de rua de providencia, o mall drugstore, …

    enfim… acho que vocês do blog poderiam pesquisar um pouco mais para sugerir roteiros de viagem que fujam um pouco do óbvio e façam com que os turistas conheçam um pouco mais da cultura e da gastronomia dos lugares que vocês estão sugerindo.

  • Billy Bueno says:

    Conheci o Chile em 2012 e gostei muito, por isso resolvemos que passaremos o ano novo lá (final de 2014), acreditem, os hotéis e apartamentos já estão quase todos cheios e as passagens esgostadas, por isso quem quiser ver os fogos em Valparaíso deve correr. Excelente post. Parabéns.

  • Frederico says:

    Vale alugar um apart no centro. É bem barato e tem alguns supermercados. Procure os aparts que ficam no centro, RUA HUERFANOS, tem 4 torres com vários apar-hoteis distribuídos nelas. Tem um WALMART do lado do hotel e tem TUDO E BARATO!

    Taxis é interessante também PEDIR TAXIMETRO OU COMBINAR PREÇO ANTES. E NUNCA PEGUE UM TAXI NA PORTA DE UM RESTAURANTE.
    ANDE UM QUARTEIRÃO E PEGUE OUTRO, PQ NA PORTA ELES METEM A MÃO…

    O METRÔ É OTIMO! E A TROCA DE GUARDA TAMBÉM!

  • Juliana Oliveira says:

    Adorei o post! Estou indo em abril e o post resumiu muito bem tudo o que já pesquisei!

  • Muito bom Santiago. Queria ir lá de novo esse ano, mas não teve nenhuma promoção…

    Ou teve?

  • Matheus Fernandes says:

    Uma dica boa é fazer um tour guiado. Tem uma equipe de tours chamada "Free tour" (ouvi dizer que têm até na Europa), que fazem tour 'de graça'. Eles não cobram nada, mas no final do tour perguntam se alguém pode contribuir, e paga apenas quem quer.
    O tour é muito bom. Os horários dos tours ocorrem todos os dias, um começa às 10h e outro às 15h. Eles fornecem um mapa, e te guiam 4 horas por diversos pontos turísticos. Aí é só anotar os lugares mais legais pra voltar depois. Vale muito a pena!

  • Matheus says:

    Esqueci de deixar o link pro site da "free tour" pra mais informações: http://freetoursantiago.cl/portada.html

  • Fernando says:

    Conheci lá o restaurante "Astrid y Gastón" de comida peruana e achei fantástico. Em Buenos Aires também tem.

  • Bárbara says:

    O Free Tour é excelente mesmo, recomendo que se faça no primeiro dia em Santiago para poder pegar dicas, conhecer pessoas e inclusive saber o que é bom ou não. A contextualização histórica que o guia deu me fez ficar encantada pela cidade, além de ele ter recomendado vários museus excelentes que ficam abertos domingo e são de graça.
    As vinícolas você por ir por conta própria e sai bem mais barato do que ir por empresas de turismo, com essa diferença de preço é possível comprar 2 ou até 3 garrafas de vinhos nessas vinícolas. Eu fui na Undurraga de onibus de linha, a cada 5 minutos havia onibus para ir e voltar, sendo que o onibus para na frente da vinicola.
    VALPARAISO é uma visita decepcionante, jamais recomendaria a alguém ir para esta região passar um dia sequer, o lugar é feio e sem nenhum atrativo para turistas comuns. Historicamente tem sua importância para o Chile somente, por isso é tão enfatizada pelas empresas turisticas.

  • vphilot says:

    É gente, adoro o site mas o guia ficou bem "basicão" mesmo. Faltou muito o Museo de la Memoria y los Derechos Humanos, coisa linda. Chorei lá dentro, foi uma experiência única tanto do conjunto arquitetônico que é LINDO quando da exposição em si. É indispensável fazer alguma amizade local nos bares ou albergues (os chilenos são uns fofos) e misturar as dicas deles com o Tripadvisor (achei a maioria dos lugares legais lá).
    Não achei nada que valesse muito a pena em termos de compras (esqueçam os shoppings, são caríssimos), mas consegui coisa muito boa nos arredores da estação Patronato da linha amarela do metrô (foi dica de uma chilena). Bem mercadão de rua mesmo, mas coisas com preços ótimos e de muita qualidade.

  • Camila says:

    Alguma notícia de promoção de passagem pra Santiago em junho/julho/agosto???
    Pode ser com milhas!!

  • cristina says:

    Olá! Para as crianças, a capital chilena oferece muita diversão. Os playgrounds dos parques e praças são limpos, arborizados, com brinquedos novos e muito bem cuidados. Ainda, tem a Kidzania, no Parque Arauco, que é um parque infantil de profissões e não tem nada similar no Brasil (parece que vai abrir uma no Shopping Eldorado) , e o MIM, no metrô Mirador, que é um parque de ciências, interativo, estilo Catavento, com o diferencial do simulador de terremotos.

  • mariostefa says:

    Estive lá em Abril/2013. Minha unica reclamação é quanto a quantidade de cachorros soltos pelas ruas. No mais, recomendo.,

  • Eduardo says:

    Realmente faltou o Museu dos Direitos Humanos. Local quase nunca citado como dica, mas que é uma experiência incrível para se visitar. Fica ao lado do metrô e de quebra na frente tem um parque com outro museu (de história Chilena, se não me engano)! http://www.museodelamemoria.cl/

    • Na verdade fica em frente ao parque Quinta Normal, com o Museu de História Natural, Museu de Ciência e Tecnologia e Museu Ferroviário. A Camille não teve oportunidade de visitar essa parte de Santiago, mas eu já estive lá e vou incluir no guia. Dá para passar um dia ótimo por essa região! 🙂

  • Elizabeth says:

    Já estive em Santiago várias vezes, a cidade é bonitinha, organizada, limpa, um povo muito educado e hospitaleiro, mas não acho que tem muuuita coisa interessantes para ver, 2 dias está mais que bom.
    Ficar no centro em aparts é mais barato, mas ficar nos bairros da Providencia e Las Condes é muito mais legal. Para comer os melhores restaurantes são os peruanos, La Mar e Astrid&Gaston (caro) são bons e bem conhecidos.
    Pontos negativos: a poluição as vezes é tanta que incomoda, a pele resseca e não dá para ver nada de cima dos "cerros", leve muito hidratante, comer no Mercado Central é uma roubada, garçons em cima de você tentando empurrar o prato mais caro, a "centolla", comida horrível, cara e clima decadente, comer em restaurantes com muito brasileiros, como o Como Agua para chocolate, nunca é interessante, senão ficávamos no Brasil.
    Pontos positivos: para mim o Chile é maravilhoso, assim a melhor parte é sair logo de Santiago, são tantas as excelentes opções que acho que é por isso que vale a pena ir a Santiago.
    Valparaíso, adorei conhecer a casa de Pablo Neruda, Viña del Mar, bonitinha, vale dos vinhos, Casablanca, ótimos restaurantes dentro dos vinhedos, Vale do Colchagua, dormir no Hotel Santa Cruz e conhecer várias vinícolas, Mendoza (adoro!), pertinho de avião e de ônibus é uma viagem linda pela cordilheira (7 horas), mas cuidado que a estrada fecha quando neva, Deserto do Atacama, maravilhoso, Patagônia chilena, Torres del Paine, deslumbrante, Lagos Andinos, Puerto Varas, Puerto Mont, vulcão Osorno, viagem linda e romântica, pode cruzar pelos lagos até Bariloche e voltar por Buenos Aires, geleira San Rapahel com passeio de barco Skorpios, lindo, estações de esqui, Portillo, Valle Nevado, Termas de Chillan, etc. E o melhor, pode-se ir qualquer época do ano, dependendo de seus interesses.
    O Chile definitivamente é um país a ser explorado, ir para ficar somente em Santiago, a meu ver, é um desperdício, estamos perdendo a melhor parte.

  • Paulo Cairrão says:

    Fuja da Concha Y Toro…parece uma " Disney " do vinho…só que vc é o Goofy. Vá a Santa Rita, passe um manhã agradavel entre a visita e o museu andino (gratis), gaste um pouco mais e almoce no restaurante lá mesmo. Nem perca tempo $$$ com as outras vinhas comerciais.
    Mais uma dica muito importante – Voce pode trazer até 4 garafas de vinho na bagagem de mão ! Sim, ponha em uma sacola e aproveito pois é o único pais que permite isso! Lógico, não se empolge muito porque a nossa PF adora vinho caro!!

  • William Vallim says:

    Olá Camille Panzera. Vou para Santiago entre os dias 12 e 19 de maio. Estou indo sozinho. Você recomenda algum hostel?

  • Leandro Neves says:

    Lamentavelmente ir à Santiago novamente só me deixaria feliz se por acaso a GOL retornasse com seus voos, 7456 (Rio de Janeiro x Santiago), e o 7457 (Santiago x Rio de Janeiro), extintos desde 02 de outubro de 2012…

    Tive a honra de estar a bordo desse último voo GOL, procedente de Santiago… Divido com vocês abaixo, o link desses últimos momentos, tristes, que vão ficar na saudade…
    https://www.youtube.com/watch?v=0bPt31pCmT4 (PARTE I)
    https://www.youtube.com/watch?v=P4gGrZxw23I (PARTE II)

    Esperamos sinceramente, que a Presidência da GOL Linhas Aéreas, reveja essa medida adotada, pois, por mais que saibamos que a concorrência com a LAN e a TAM é grande, como passageiro mais que frequente, via claramente que os voos sempre iam cheios…

    Abraços!

    Leandro Neves.
    leandroneves@folha.com.br

  • Thaís says:

    Estou indo de 12/06 a 18/06, consegui uma promoção de milhas 20 mil ida e volta saindo de salvador!
    Estou torcendo para pelo menos conseguir ver a neve, mesmo que não há neve suficiente para prática dos esportes, já me contento só de pisar!
    Quem conhece melhor Sabtiago, acha que isso é possível nessa época?

  • Graziela says:

    SUGIRO FAZER UM PASSEIO ATÉ POMAIRE E À CASA DE PABLO NERUDA, MARAVILHOSO!

  • danielle proença says:

    Estou pensando em ir para Santiago com meu marido no fim de junho e início de julho (uns 10 dias). Será nossa primeira viagem para fora do Brasil e não sei onde encontrar hospedagem. A matéria sugeriu alugar apto em Província. Alguém tem alguma dica para me dar? site….sei lá…. aceito sugestões se estiverem dispostos a ajudar!…obrigada pessoal

  • Vilma says:

    Muito boa as dicas aqui, tenho mta vontade de conhecer Santiago. Vou me programar para setembro, quero mto esquiar. hahahaha

  • silvano says:

    Pessoal estarei em Santiago de 21/05/14 a 26/05/2014, teremos neve?
    Silvano

  • Kenedy Pires says:

    Maravilhado aqui em saber que tem tudo isso pra onde eu quero ir. Ahh, mas ainda vou lá, com certeza. Chile, me aguarde!

  • silvano says:

    Srs.

    Qual bairro de Santiago seria recomendado para me hospedar com minha família:

    Providencia?

    Bella Vista ou

    Lastarria.

    Grato

    Silvano

  • Marcio Maciel says:

    A respeito das visitas nas vinicolas recomendo a Undurraga pois alem de ter um tempo maior do que a concha y toro, o guia da Undurraga (Sr.Hermano) é um espetaculo a parte.

  • Priscila says:

    Boa noite, vou para Santiago com o meu namorado no final de Junho. Ficaremos 5 dias e 4 noites. Alguém tem ideia ou sabe de sites e blogs que falam sobre preços? Não temos noção alguma de quanto dinheiro levar. Ficaremos num apart hotel então pelo menos o café da manhã vamos economizar. Alguém poderia me dizer quanto mais ou menos se gasta por dia para almoçar e jantar fora em 2 pessoas? E aceito novas dicas de passeios e lugares para visitar =) Obrigada.

  • Tatyana says:

    Amei as dicas! Vou para o Chile com meu marido em setembro e com certeza vamos fazer esse roteiro!! Obrigada!

  • Camilla Castro says:

    Boa noite, estou indo para Santiago em dezembro e como irei passar mais de 5 dias gostaria da opção de alugar um apartamento, alguma indicação de site confiável?

  • Cristina Lima says:

    Olá, estamos pensando em ir de 4 a 11 de outubro, alguem poderia nos ajudar com dicas?cristina.cezarelima@uol.com.br

  • Dislene says:

    Adorei o post! Parabéns!

  • jean says:

    ola, eu e minha namorada estamos planejando ir para la em setembro porem nao falamos espanhol. eles entendem bem nossa lingua? da pra ir por conta ou eh melhor uma agencis de turismo? obrigado.

    • Felipe Bruni says:

      Oi Jean! Fechei um pacote com a CVC aqui em Curitiba do dia 15 a 19 de setembro!
      Também fiquei preocupado com essa questão da língua, mas pelo que andei lendo pelo menos nos hotéis existem funcionários que falam portugues e em último caso o portunhol da conta do recado. Eu ainda consigo recorrer ao inglês no caso de uma emergencia, espero.
      Se a sua data coincidir entra em contato comigo! Quem sabe não fazemos alguns passeios juntos, já que estou indo sozinho!

      Abraço

      bruni (arroba) outlook.com

  • Elis Lopes says:

    Muito bom o posto e todas as outras dicas de quem já foi para lá. Minha dúvida é quanto se gasta por dia. Quanto levar para uma viagem de 6 dias … viagem tipo econômica…. 🙂
    obrigada

  • Juliana says:

    Parabéns pelo post! Vou apenas acrescentar alguns detalhes… Concordo com o pessoal que é do Chile ou já morou lá:
    Não vale a pena perder tempo comendo no mercado central. Vá para conhecê-lo, mas não para comer. Caro e extremamente turístico. Não tem nada demais. A tal "centolla" uma decepção!! Cara e sem graça!
    Sierro Sán Cristóbal – não vá com muita expectativa. O lugar oferece uma boa vista, mas o melhor é o passeio de funicular (só por ser algo diferente).
    Os restaurantes para brasileiros, aqui mencionados, deixam a desejar, ou pelo preço, ou pq é algo totalmente estranho ao costume chileno.
    Bom, fica a dica! Tem muita gente aí que postou outros lugares para conhecer! Confiram aí!
    P.S.: Ver a cordilheira de cima é algo realmente expetacular!! Preparem as câmeras!

  • Fabricio says:

    Ola pessoal.mto legal as dicas…vou conhecer o chile de 06/10 a 13/10/14.quem puder me enviar mais dicas baratas e legais pode enviar para meu e-mail. Vou sozinho e tb sera minha primeira viagem internacional…abraco a todos.
    Ftaucita@yahoo.com.br

  • Sandra Chacon says:

    Adorei as dicas positivas e as negativas temos que pensar….Santiago parece mesmo ser bem atraente pra brasileiros, Quero conhecer!!!

  • Douglas says:

    Gostei muito do post

  • Tânia M. Granzotto says:

    Parabéns pelo blog! Eu e meu marido vamos a Santiago no final de outubro por uma semana e gostaria de saber quanto levar em dinheiro e se é melhor trocar em casa de câmbio do Brasil antes de viajar. Tbém gostaria de dicas de roupa e calçado p/ essa época. Vamos ficar no Ibis Providência e pretendemos conhecer a cidade de metrô e a pe´. Obrigada
    Tânia – e-mail: tmgranzotto@hotmail.com

    • Karen says:

      Olá Tânia, acabei de chegar de lá e foi tudo ótimo, muito lindo , pegamos a temporada de neve e deu pra esquiar, em outubro não sei como está o clima, mas pra ter uma idéias, fiquei uma semana e só pegamos 2 dias de frio mesmo tipo 6º em Santiago…..os demais dias, estava parecido com São Paulo no inverno, em relação ao câmbio….me arrependi de trocar no Brasil, a cotação deles é melhor…..leve em real e troque lá veja a cotação no site cambiosantiago.cl, em ultimo caso, se for correntista do itaú, vale a pena fazer saques diretamente no caixa eletrônico de lá….a cotação do banco inda é melhor do que de casas de cambio daqui, tbm ficamos na providência e fizemos a maioria dos passeios de metrô e taxi (cuidado, tivemos uma experiência ruim com taxista que cobrou bandeira dupla) os únicos passeios que fehcamos transfer foi para o vale nevado e vina del mar e valparaiso super recomendo o guia Humberto, super solicito e o melhor preço que encontramos, segue email dele humberto.salvo@live.cl pode falar que foi indicação da Karen e Marcelo ele vai lembrar…..do mais aproveite, Santiago é lindo, super tranquilo, ficamos com gostinho de quero mais 🙂

      • Natália says:

        Karen, adorei as suas dicas!
        Estou indo na semana que vem….
        gostaria de saber mais sobre eses passeios fechados com o tal humberto.
        É van ou taxi? como funciona? qto custa? ele fala em português?
        por favor se puder me enviar maiores informações por email namellone@hotmail.com
        muito obrigada

  • suellen says:

    Boa noite, muito boa as dicas, estou indo pra lá em outubro, gostaria de saber como é o clima lá nesta época e se puder me enviar o e-mail com as dicas…. suellensai@hotmail.com.

    obrigada

  • Alex says:

    Oi, gostei do site. Quero ir em Setembro. Queria uma dica de roupas (especialmente calçados masculino e feminino para usar no parque nevado). Como vou ficar 4 noites, queria dicas de passeio e quanto em média levar de dinheiro…

    Abraços

  • Maycon says:

    Olá pessoal… Adorei as dicas e estou fazendo um roteiro de viagem para aproveitar o máximo de Santiago sem muitos custos. Ficarei na cidade entre os dias 03/09 a 08/09/14 no BMB Suites Apart Hotel (Huerfanos 1400, Centro) que foi uma indicação de um amigo por ter um bom custo-benefício e uma ótima localização. Se alguém estiver por lá nesse período a gente se encontra… Meu email é mporteno@hotmail.com e o facebook é Maycon Oliveira González. Abraço a todos e valeu pelas dicas!!

  • DEISE ALICE says:

    Ola! Gostei das dicas vou anotar tudo obrigada,

  • Juliana C Novaes says:

    Oi Maycon, também estou indo com uma turma para Santiago no periodo de 06/09 a 14/09, com certeza podemos trocar as dicas e roteiros, vamos montar um roteiro no Sabado e eu troco contigo!!! Se vocês tiverem algo, por favor, nos passe. Ainda não fechamos o hotel, por exemplo… Aceitamos indicações! Abs. Juliana

  • fabricio albertin says:

    Olá pessoal. Estamos querendo trocar o Brasil pelo chile entre os dias 21/12 a 29/12. Estaremos em 6 pessoas mais 1 criança de 3 anos. O que recomendam?podemos alugar um carro e sair de Santiago?

  • Vou dia 26/08 (agosto) e volto dia 03/09 … vou ficar no AMISTAR (centro) se alguem quiser combinar de irmos juntos subir nas estações de ski é so da um toque ( fica mais barato indo de galera ) …

  • Izabela says:

    Irei em setembro, gostaria de saber se vale a pens ir a Isla Negra, na casa de Pablo Neruda. É só o que tem lá, nao? E não é perto. Obrigada.

    • Rodrigo says:

      Isla negra é uma praia que fica no litoral da V Región, Ao meu entender a casa de Isla Negra é a melhor e mais bonita de Paulo Neruda (olhe que eu conheço as outras duas de Valparaíso y Santiago – a vista dos morros da casa de Valparaíso é invejável) porém acho a casa de Isla Negra mais atrativa que as outras. Estando em isla Negra vale a pena esticar a viagem até Algarrobo, balneário mais "chique" e muito badalado, em setembro por conta das festas nacionais (celebrado o 18/09) deve estar lotado de santiaguinos.

  • Yuri M says:

    Adorei Santiago, me baseei principalmente nesse guia, e foi ótimo. Fiz quase tudo por contra própria, evitando sempre agências de turismo que cobram caríssimo e tiram nossa liberdade de escolher quanto tempo ficar em cada local. Destaque para o Free Tour (http://freetoursantiago.cl/), um passeio a pé pelo centro de Santiago, explicando a história dos locais e monumentos. No final você dá uma gorjeta ao guia, se quiser, mas eu fiz questão, porque foi muito bom. Quase não tem brasileiros, a galera que faz o passeio é mais alternativa, em geral europeus ou americanos, talvez porque as explicações são em inglês.
    A decepção foi o Restaurante Giratório, muito caro (bem acima de outros até melhores), mobília velha, e comida normal (boa, mas nada demais).

  • Yuri M. says:

    Alguns restaurantes que visitei e adorei: Pizza Tiramissu (ambiente romantico, bom custo benefício), Mestizo (excelente para frutos do mar, bela vista para o parque), Como Agua para Chocolate (turistão, mas comida e ambiente ótimos), Churrascaria Santabraza (carne de qualidade), Paila Blanca (no Mercado Central, local mais simples, mas comida de muita qualidade, frequentado apenas por chilenos).

  • ronaldo faria says:

    ola pessoal!!estou indo com minha esposa em 06/10/2014 e retorno dia 16/10,caso alguém queira comunicar para dividir despesas em passeios,estamos as ordens! ronaldogfaria@hotmail.com

  • isabel says:

    Oi, vou ao Chile (Santiago) com meu pai e sua companheira. Estou indo pela primeira vez, iremos em meados de setembro. Gostaria de dicas sobre restaurantes que tenham pratos vegetarianos (sou vegetariana e as vezes é bem difícil achar bons pratos vegetarianos em restaurantes). E tenho uma dúvida, meados de setembro, geralmente neva? Gostaria de programar no roteiro uns 2 dias de estação de esqui … a possibilidade maior é de que tenha neve ou que as estações já estejam fechadas??
    Agradeco se puderem me ajudar.
    Isabel

    • Rodrigo says:

      Em setembro não neva mais, muito raro, porém as estações de esqui mais altas na cordilheira podem estar abertas, só como turismo, já que a neve está mais branda pela chegada da primavera.
      Restaurantes vegetarianos tem nos principais Malls (shopping) como o Parque Arauco e Alto Las Condes, porém tem uma dica muito boa na Galeria España (fica no centro na esquinas das ruas Huérfanos y Estado).
      Boa Viagem

    • willian lima says:

      Olá Isabel, nesse site você encontra diversos lugares vegetarianos/vegan no chile. http://www.happycow.net/south_america/chile/santi
      Sou vegan, também estou procurando lugares para poder comer, irei do dia 07/10 à 27/10.

  • Cesar Barroso says:

    Ninguém falou da experiência para crianças de 4 a 10 anos: o KIDZANIA em parque Arauco. Procure saber. Passamos o dia todo lá . Minha filha ficou totalmente feliz com a experiência de brincar de trabalhar nesta cidadezinha onde as maiores empresas do Chile montaram minicompanhias. Detalhe: o local é fechado e climatizado- ficamos livres do dia chuvoso e gelado daquele domingo 24 de agosto- Somando com o Museu interativo foram dois dias que valeram toda a viagem ( para quem tem filhos pequenos)! Vou voltar ao Chile daqui a dois anos para ver o MIM e o KIDZANIA novamente.

  • Nilda says:

    Me gustaría conocer wallmart acerca del Hotel Imperio suites,muchas gracias.

  • Jéssica says:

    Olá,
    primeiramente parabéns pelo post. Ficou excelente. Eu e meus amigos estamos organizando uma viagem para o Chile e montamos nosso roteiro através das dicas que você deu.
    Tenho apenas uma dúvida. Existe alguma vacina obrigatória que devemos tomar antes da viagem? Agradeço desde já pela resposta.

  • Amanda says:

    Olá pessoal…
    Adorei as dicas, parabéns pelo post!!!
    Estou fazendo um roteiro para aproveitar bem a viagem e ficarei na cidade entre os dias 21/09 e 27/09/14. Se alguém estiver por lá nesse período, podemos combinar de dividir passeios e táxis para sair mais barato, hehe!
    Meu e-mail é amanda.vieira@santal.com.br

    Abraço!

  • Fábio Farias says:

    Passagens compradas há meses e só soube ontem (02/09) sobre os feriados dos dias 18 e 19. Há o que se fazer por lá nesses dias, além das fondas, já que soube que tudo fecha? algum roteiro alternativo?

  • Pedruga says:

    Olá pessoal!
    Vou para o Chile e pretendo ficar 7 dias em Santiago com minha família ( esposa, filha de 6 anos e meus pais de 75 anos, mas bem ativos). Tenho algumas duvidas, tipo: Ficar baseado em Santiago e fazer os passeios para Valparaíso e Viña ou ficar hospedado em Valparaíso/Viña durante uns 3 dias e passar os 4 dias restantes em Santiago?
    Preciso conciliar programas de criança e adultos… Se alguém puder fornecer alguma dica , agradeço!
    Ahh em meados de outubro, como estará a temperatura? costuma fazer quantos graus?

  • Danielle says:

    Também vou nessa época, pretendo no dia 18/09 ir no fantasilândia (parque de diversões bem comentado) que já sei que estará aberto, o que sei também é que o MIM estará aberto em horário especial no dia 19/09, fora isso tem os parques públicos, Cerro San Cristobal aberto com exceção do seu zoológico, Cerro Santa Lúcia aberto, Parque bicentenário de la infância aberto (só não sei se o restaurante Mestizo, que fica dento do parque, é aberto), pelo que andei lendo não vale a pena subir os andes ou ir a Valparaíso/Vinã, pois muita gente vai para lá no feriado, então não compensa tanto pelo trânsito quanto pelo fato de ser feriado em todo o Chile e muitas coisas estarem fechadas, porém as estações de esqui estarão abertas, talvez Farellones esteja fechada, pois é a primeira que fecha por falta de neve!! Que eu saiba todos os shoppings estarão fechados, se alguém souber mais de alguma informação do que estará aberto ou fechado durante o feriado das fiestas patrias (12 e 19/09), porfavor comente aqui! Obrigada!

  • ayda gomes says:

    Gostaria de dicas sobre a moeda, qual a melhor opção de moeda? dolar? Real? Como funciona isto lá em Santiago?

    • Ayda, você pode levar reais e trocar lá. Recomendo as casas de câmbio da rua Augustinas, pois são muitas e todas mostram o valor do real em letreiros, basta escolher a com melhor cotação. Outra opção é fazer saque da sua conta corrente no caixa eletrônico lá, incide o valor de 6% de IOF e pode ter taxa do seu banco, mas a cotação costuma ser boa.

  • nadja says:

    Estou pensando em ir pro Chile no começo de janeiro. Essa época faz muito calor ?? Consigo então fazer qualquer passeio através desse tal Humberto ? Gostaria de ficar num apart hotel em Santiago, alguma dica pra janeiro ?/

  • Filipe Pinho says:

    Pessoal,

    Irei ao Chile em Novembro e gostaria de ajuda para saber qual região de vinhos conhecer no país? Conchagua, Maipo ou Casablanca? Alguma dica de vinicula para hospedagem? Aguardo Sugestões… Abraços

  • Talita says:

    Ola…vamos p la em dezembro, fiz uma reserva de um apart que nao tem ar, sera q fiz besteira? rs outra coisa, vi na net que la tem um zoologico, alguem ja foi? pq ninguem fala dele?

  • Sergio Noronha says:

    Excelente divulgação, fiquei satisfeito com as informações e pretendo colocar em prática o programa de viagem ainda este mês. Obrigado!

  • Felipe Rezende says:

    Tenho pretensão de ir a santiago em março de 2015, nunca viajei para fora do Brasil, e gostaria de saber como funciona, se é muito caro as comidas por la, etc. Tenho preferencia em ficar em santiago e conhecer o máximo que a cidade pode oferecer, gostaria de saber quais os bairros melhores para se hospedar, mas sem gastar muito. Tenho duvidas e se alguém puder me ajudar nesta jornada hehe

  • Luciana says:

    Um dos posts mais completos e fáceis sobre o roteiro no Chile 😉 Obrigada!!

  • André Moreira says:

    Então não é preciso de passaporte para viajar para o Chile? Viajarei em janeiro próximo e já estava me programando para retirar meu passaporte.

    ps: gostei muito desse post; bastante esclarecedor.

  • AlineR says:

    Entre muitas coisas que amo nesse país, as cerejas são as melhores, ninguém falou delas mas acho realmente incrível o sabor delas in natura, não essa coisa plástica que temos aqui e ao marrasquino.. Quem for a alguma feira compre, sempre comprei baratinho no verão. Compro sacolas ^^

  • Hosannah Tolomei Jr says:

    Parabéns pelo post! Muito útil e esclarecedor. Estou planejando ir a Santiago no início de fevereiro e gostaria de saber se vale a pena ir no verão pra o Chile.

  • Ana Paula says:

    Olá, gostaria de saber como funcionam as excursões para o deserto do Atacama.. Teria como vc me ajudar? Qual a faixa de preço, por onde devo olhar, reservar, quantos dias, como funciona e etc. Desde ja agradeco

  • Keila says:

    Excelente post.!!! Realmente claro e objetivo. Esclareceu todas as minhas dúvidas1

  • Engelis says:

    Denis, estou super grato pelas recomendações. Grande abraço!!!

  • Katia says:

    Parabéns pelo blog. Gostaria de comentar que é necessário prestar atenção nos taxistas, pois eles tem um modo de alterar o taxímetro e com isso, paguei 3 vezes mais pela corrida. Na segunda tentativa de fraude, chamamos a atenção do motorista e ele parou o carro nos mandou descer. Sorte que estávamos próximo ao metro.
    Os chilenos também não são nada simpáticos e parecem querer tirar vantagem do turista todo tempo; e estão ocorrendo muitos furtos.
    Não voltaria a Santiago. Não vale a pena.

  • Magnum says:

    Pretendo ir com minha mãe em agosto. teria problemas em adentrar nas vinícolas?! ou não valeria a pena nesse período? Os lagos famosos estariam congelados? :/ ansioso por esta viagem. obrigado desde já!

  • Magnum says:

    Sobre o aluguel dos apartamentos… pretendo ficar 16 dias pelo Chile para ver as coisas com calma, compensa alugar um apartamento ou um hotel? alguma dica de onde conseguir apartamento? abraços!

  • Ana says:

    Adorei o post! Estou em Santiago agora e realmente suas indicações foram muito boas. Recomendo também para quem quer conhecer e aprender um pouco mais da língua e tem tempo, fazer aulas na escola Bella Vista, que tem excelentes professores e muitos estrangeiros. Estou encantada com a cidade e está sendo uma experiência muito boa.

  • Vanessa Huback says:

    Gostaria de deixar aqui meu relato sobre Cajón del Maipo, uma região belíssima nos arredores de Santiago, e ainda pouco visitada pelos brasileiros.

    O lugar mais bonito que eu fui nos arredores de Santiago. De carro deve ser aproximadamente 1h a 1:30h até a cidade de San José del Maipo.

    Da cidade pega-se uma estrada em direção ao vulcão de San José del Maipo para chegar até Embalse el Yeso, que é uma represa que abastece Santiago e que tem um lago lindo.

    Na outra direção tem uma estrada para Baños Colinas e Baños Morales. Eu optei ir a baños colinas que é muito mais bonito, apesar de bem mais longe. Os baños colinas são piscinas naturais abastecidas com água que sai a 60º Celsius. Essa água é quente por passar pelo vulcão da cidade. é um local muito bonito.

    Porém tanto para Embalse El Yeso como para Baños Colinas a estrada é de terra depois que passa do centro de San José del Maipo. Cada uma das estradas tem aproximadamente 33 km de terra e portanto eu não aconselho a irem por conta própria, já que não tem ônibus que deixe perto e carro alugado só se for bem alto, pois senão é muito arriscado.

    Aconselho a ir por uma agência. Em geral as agências não realizam os dois passeios no mesmo dia, mas eu dei a sorte de conhecer o Maurício Tapia Navarrete, que é quem agencia a entrada a baños colinas (valor da entrada: 8 mil pesos chilenos).

    O Maurício fez um preço camarada e buscou a mim e a minha família numa Caravan ( carro alto e extremamente confortável, no qual cabem umas 9 pessoas). Saímos as 6: 45 h da manhã do hotel, fomos direto para o Embalse El Yeso, paramos para fotos. Depois fomos para baños colinas, entramos na água e depois almoçamos numa pensão lá perto. Comida deliciosa, apesar do local ser bem simples. Pagamos 4500 pesos por uma refeição completa, que incluía caldo de frango de entrada e de prato principal frago cozido no vapor ( pechuga de pollo ao jugo) acompanhado de arroz e salada. Para quem não quisesse almoçar, eles vendiam empanadas gigantes assadas no forno a lenha e muito gostosas de pino (carne) e queijo na faixa de 1500 pesos.

    Super recomendo esse passeio. No local é bem frio, então recomendo levarem casaco, pois está abaixo da cordilheira dos Andes.

    Uma outra curiosidade é que Baños colinas faz fronteira com Mendoza, na Argentina. São aproximadamente 7 km apenas de cavalo entre as duas.

    Então a minha dica é: vão com o Maurício que é supergentil, e no dia nos buscou e nos deixou no hotel por volta das 17 h .No dia o motorista foi o Alejandro, supersimpático também. O Maurício adora o Brasil e os brasileiros.

    Contatos do Maurício Tapia Navarrete :

    whatsapp: + 56 9 862 45 155

    email: cajon.maipo.chile@gmail.com

    facebook: https://www.facebook.com/mauriciot1 ou Termales Turismo Intereses Especiales

  • Rodolfo says:

    Camille, estou indo a Santiago com minha esposa e filhos (14 e 11 anos) para passar 9 dias (13 a 22 de junho). Estou em dúvida se alugo um carro ou utilizo o metrô e táxi. Pretendo visitar uma estação de esqui (iniciantes), ir às vinícolas e, talvez, dar um passeio (bate e volta) à Viña del Mar/Valparaíso. Ficarei hospedado em Providencia. Você acha que valeria à pena alugar um carro:

  • Joaquim Sanguedo says:

    Parabéns pelo post, ajuda bastante a escolher lugares para visitar e não perder tempo. Vou no início de agosto com minha esposa e como gosto de futebol, gostaria de visitar algum estádio. Teria alguma dica? Ficarei em um apartamento perto do metrô Bellas Artes. Obg.

  • Mamute da Oficina de Inverno says:

    Camille, que post maravilhoso! Caprichou, as dicas são ótimas e a seleção de fotos ficou perfeita. A culinária parece ser excelente e fica melhor ao lado de um bom vinho. Gostei muito do Blog, parabéns! =)

  • Karina says:

    Olá, gostaria de saber sobre locação de motorhome, ou campervan para viagens no Chile, tem algum site com essas dicas?? Obrigada

  • Maiara says:

    Boa tarde!

    Estou cheia de dúvidas. È a minha primeira viagem para o exterior, e quero ir para o Chile em agosto desse ano. Quero muito conhecer o país e esquiar. Pretendo ficar 1 semana, é o suficiente, para conhecer os lugares mais conhecido e esquiar? Qual o valor que eu posso levar para a viagem, fazendo tudo da forma econômica? Onde ficar, o que fazer. Vale a pena ficar no centro de Santiago e fazer passeios para outras cidades? Alugar carro por uns 3 dias é válido?
    Pode me passar dicas de hotéis, agência de viagem, entre outras.
    Aguardo!

  • Andreia Madeira says:

    Adorei o MD, estou indo pro Chile agora em abril, Nathalia ´poderia me enviar o seu material com dicas!!! Obrigada!!! aierdna2010@live.com

  • Bárbara Cantoni says:

    olá, estou planejando ir para o chile em outubro/15 para passar 1 semana (primeira viagem internacional e sozinha 😛 )
    Gostaria de saber se há caixas do banco do brasil por Santiago? estou com receio de levar uma grande quantia em espécie para todos os dias (justamente pelos fatores acima citados)

    • Claudio de Souza says:

      Barbara tive 1 semana em Santiago e não vi agencia do banco do brasil em santiago. Vi varias agencias do banco itau. Tenho conta no itau e consegui realizar saque em santiago. Aconselho a vc a levar dolares e cartão de credito internacional, para uma possivel eventualidade.

  • Carla Camila says:

    Muito legal o post Camille! Uma dica legal para quem tiver mais tempo é incluir uma visita à Mendoza/Argentina a partir de Santiago, por estrada. Só a viagem já vale à pena porque você atravessa a Cordilheira dos Andes (dá para imaginar as paisagens surreais?rss).

    Quem tiver interesse sobre esse e outros passeios em Santiago, passa lá no meu blog que tem muita informação e dicas legais sobre meu roteiro em Santiago http://www.ilovetrip.com.br.

  • Cintia Souza says:

    Tenho um filho de 3 anos e tenho vontade de levá-lo a santiago do chile para conhecer a neve, quem foi, recomenda? Pensei em ficar 7 dias lá.

  • Angela Campos says:

    Muito bom seu post! Objetivo e bem orientador! Vou utilizá-lo já na próxima semana! Obrigada!

  • Carmem says:

    Apartamentos alugados, não se trata de hotel, localizados na Huerfanos, 1400, intitulados como BMS Suites ou Agustina Suites ou NB Rent Home, com ótima infraestrutura e localização, a umas 4 quadras do Palacio de La Moneda, próximo a padaria, supermercados e restaurantes e de estação de metrô. Por se tratar de um apart, com 4 torres de cerca de 27 andares, conta apenas com uma recepção, câmeras de segurança escassas, apenas no hall social, não tem controle de moradores e hóspedes. Foi uma estadia de 5 dias, mas no penúltimo dia, tivemos o inconveniente de ter o apartamento (1517B) arrombado e todas as malas rasgadas e reviradas, a proprietária foi super prestativa e ofereceu toda ajuda, inclusive chamando a polícia para registrar a ocorrência, mas infelizmente nada diminuiu nossa angústia em chegar no apartamento e encontrar tudo revirado. Fiz a reserva pelo booking.com, fiz o comentário e este foi excluído, pois o atendente disse que para evitar demandas jurídicas não podem colocar problemas de furto no site, então, estou aqui para oferecer minha experiência, para que outras famílias não passem por este momento desagradável.

  • Antonio Sergio says:

    Poderiam me informar a possibilidade de haver neve, ou um resquicio em outubro ?

    • Claudio de Souza says:

      Antonio acabei de chegar de Santiago e o frio esse ano não foi muito rigoroso. Saí de lá no dia 29 de Agosto de 2015 com uma temperatura de 24 Graus. Fui a 2 estações de sky e na primeira quase não tinha mais neve, dessa forma acredito que em Outubro não deve ter mais neve.

  • Camille Panzera says:

    Oi, Antonio! Em alguns anos, a temporada de esqui vai até a primeira semana de outubro ou fim de setembro. Então, em outubro, acredito que se você subir ao Andes, verá neve; porém, não dá para precisar se será suficiente para esquiar. Abs!

  • Claudio de Souza says:

    Muito bom o post e acabei de chegar de uma viagem a Santiago de 7 dias. Conheci alguns lugares relacionados nos topicos acima e posso contribuir com os futuros viajantes. Se alguem desejar alguma informação ou dica fique a vontade para perguntar, estou pronto para ajudar.

  • Luiz says:

    Estou indo a Santiago agora em setembro/2015 e gostaria de ter uma ideia de custo de refeição e transporte na capital, comparando coma nossa atualmente aqui no Brasil. Agradeço de antemão.

  • Tatiana De Paula Rosa says:

    Você teria alguma dica sobre a noite em Santiago? Bares, Casas noturnas? Estou pensando em ir em Março, seria uma boa época? obrigada

  • Amarilio Alencar says:

    Santiago é muito bonita, porém é muito cara a alimentação e ingressos para atrações. A única coisa mais barata que no Brasil é o vinho. Para se ter uma idéia de como as coisas são caras, um Kilo de filet de salmão resfriado que compro no Pão de Açúcar por R$ 48,00 em Santiago custa o equivalente a R$ 72,00. Uma calça levis que compro no SAMS por R$ 129,00 na Ripley do Costanera Center R$ 259,00. A cidade é muito diferente das cidades brasileiras e vale a pena ser conhecida, mas leve muito dinheiro!

  • Laíse Santos says:

    Excelente Post!!! Estive em Santiago em Fevereiro de 2015, fiquei 10 dias!!!! Me hospedei no bairro Providencia, super recomendo… Para quem vai para lá, recomendo visitar vinã del mar e Valparaiso, tbm vale a pena ir nas outlets para quem gosta de comprinhas!!! Os vinhos são muito baratos, mas não comprem nas vinícolas pq são mais caros que os supermercados. A alimentação em Santiago é bem cara!!! Se alguém quiser mais alguma dica, estou a disposição!!! Tenho o contato de um taxista hiper gente boa de lá, você consegue conversar com ele pelo Whats o que facilita a vida 😉 !!!!!!!!!

  • Eddie Viana says:

    Gente, vocês irão rir de mim se eu disse que um dos lugares que mais quero conhecer em Santiago é o parque de diversões “Fantasilândia”? haha
    Na minha cidade não tem um parque desse nível então saber que em Santiago tem me deixa ainda mais ansioso.
    Sem contar também no Starbucks – é, minha cidade também não tem Starbucks – que quero conhecer demais.
    Vou viajar em julho, então vou ver também pela primeira vez ao vivo neve!
    Só Deus sabe a ansiedade que estou sentindo kkkkkk

  • Dayana says:

    Nossa, muito obrigada pelas dicas! Vou Para o Chile ano que vem e já estou pesquisando a respeito.
    Acham que o táxi do aeroporto pro centro fica muito caro? Seria melhor pegar o pacote da agência que estou comprando me cobraram 421 por pessoa pra esse serviço. Não acho que valha a pena.
    Porque o táxi não cobra por pessoa e ainda tem opção de ônibus não é isso ?

  • Cícero says:

    Camille, sobre o tópico “Andes”, o termo devido ao tema deveria ser “formações geológicas”, afinal a esta situação geografia não é o termo correto. Ademais, adorei o roteiro, vou te-lo como inspiração.

  • Osani says:

    Oi boa Noite, adorei o post, mas senti falta da questão econômica, tipo qto levar, qto gastar por dia ou noite. Irei de 06 a 12/02 e não faço ideia de qto devo levar. Alguém pode me ajudar????

  • Thaís Araújo says:

    ótimo post, estava completamente perdida no planejamento da minha viagem, e agora estou bem mais orientada!

  • Michel Santos says:

    ola camille não sei se ainda olha esse post, mas parabéns acredito que ira me ajudar na minha viagem. Só não gostei que pelo que li acho que final de agosto não é bom para neve kkk.

  • Renata Miranda E Silva says:

    Oi Camille, quanto ao dinheiro, o que você recomenda para quem vai passar só cinco dias no Chile, visitando Santiago, Vinã Del Mar e a Cordilheira. Leva dóllares, pesos ? Renata

  • Geni Albuquerque says:

    Boa noite Camille,
    Estarei a caminho de Santiago em novembro.
    Chego em um horário complicado (1:30), o que você recomenda, metrô ou táxi?
    Obrigada!

    • Olá Geni, tudo bem?
      Não há metrô partindo do aeroporto, suas opções seriam táxi ou van, caso ainda esteja disponível nesse horário. Se for sozinha, a van compensa, para mais de uma pessoa é bom comprar com o valor do táxi

  • Almir Siqueira says:

    Camille! Muito bom o post! Fazem 3 anos, irei em agosto deste ano. Alguma alterção no roteiro? Tu indicaria mais alguma coisa?? Obg

  • Regina Santi says:

    Olá,.Acabamos de chegar do Chile e infelizmente não temos apenas boas estórias para contar. É necessário alertar os brasileiros que há MUITOS, mas MUITO FURTOS no Chile. Minha bolsa foi levada de DENTRO de um Starbucks na porta do Costanera Center a menos de 50 metros de uma base da polícia, que não dá a mínima para o turista. Gostaria de alertar pois descobrimos muitos relatos de furtos dentro de cafés e restaurantes. Nesta segunda-feira haviam vários brasileiros no Consulado tentando emitir documentos para sair do País e pelo que pudemos apurar na semana anterior o movimento também foi bem grande.

  • glauco says:

    Bom dia, moro em santiago e tenho empresa de turismo e transporte, com guias e motoristas brasileiros, fazemos todos os passeios e temos as melhores tarifas, nosso whatsap e +56963063953.

  • Márcio Fernando Xavier says:

    Ótimas dicas, Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *