logo Melhores Destinos

Como é voar na classe executiva da TAM para os Estados Unidos

Denis Carvalho
Denis Carvalho
06/11/2012 às 19:38

Como é voar na classe executiva da TAM para os Estados Unidos

A TAM dispensa apresentações e já postamos diversas avaliações da companhia, mas sabemos que muitos leitores têm curiosidade a respeito dos voos na classe executiva da empresa para os Estados Unidos. Nosso leitor Bernardo Cretton Vieira fez essa viagem e preparou um relato especial para o Melhores Destinos. Além de saber como é o tratamento vip oferecido pela companhia, é uma ótima oportunidade para comparar com a classe executiva da American Airlines e com a executiva da própria TAM no Boeing 777, que também já foram avaliadas aqui no MD. Pegue seu cartão de embarque, aconchegue-se na poltrona e acompanhe como é o serviço da TAM no voo do Rio de Janeiro a Nova York em grande estilo:

Neste relato vou contar sobre meus dois voos com a TAM para uma cidade que gosto bastante: Nova York. Depois de ter voado para lá com a Delta Airlines (que acredito ser, juntamente com a United, a melhor companhia americana para se voar para os EUA), quis experimentar, no ano passado, o novo voo direto Rio de Janeiro (GIG) – Nova York (JFK), com a TAM. Na ocasião, viajei de classe Econômica e já pude observar um serviço totalmente diferenciado. Posteriormente, tive a oportunidade de viajar de Executiva, com a mesma companhia, mas dessa vez fazendo uma rota diferente, com conexão em Guarulhos, já que optei, na ida, por um voo diurno. 

Compra

Em ambas situações fiz a compra pelo site da companhia. Na passagem de classe econômica paguei um preço um pouco alto, pois comprei em cima da hora e sem promoções. Na passagem de classe executiva comprei seis meses antes da viagem e consegui uma tarifa promocional, pagando preço de econômica em alta temporada!

Check-in

O check-in no voo de econômica foi tranquilo, dentro do esperado, haja vista que o Terminal 2 (onde fica a TAM) do aeroporto Galeão tende a ser menos movimentado que o 1. O check-in de executiva foi muito tranquilo. Tinha que pegar o voo de ponte aérea GIG-GRU às 6 horas e cheguei às 3 horas no Galeão, onde não havia nenhuma fila sequer. Chegando a Guarulhos, para aguardar o voo GRU-JFK (às 9 horas), o aeroporto já estava bem movimentado, por se tratar de um sábado. Ambos saíram no horário. Na volta, em agosto de 2011, o voo chegou com uma hora de antecedência.

Avião

Nos quatro voos, o equipamento usado foi o A330-200. Cabe ressaltar que o voo de volta (JFK-GIG), em agosto de 2011, foi feito em um A330 super novo, usado para levar a seleção brasileira para a África do Sul, na época da Copa 2010. Recepção exemplar com simpatia dos funcionários. A configuração da aeronave, para a classe econômica é 2-4-2 e, nas filas finais, é 2-3-2. Já na classe Executiva é 2-2-2. Em todos os aviões (não consegui perceber se nos três voos que fiz com o A330 sem a pintura da Copa o avião coincidiu de ser o mesmo) a limpeza e conservação de itens da aeronaves estavam impecáveis.

Foto: divulgação

Com relação ao espaço nas poltronas, na classe econômica não é tão apertado quanto o Boeing. Contudo, por ser um voo longo e a cadeira não reclinar totalmente, a viagem torna-se um pouco desconfortável – o que é amenizado, é claro, pelo sistema de entretenimento individual com diversos filmes, seriados, desenhos, jogos e músicas. Na classe executiva, a cadeira reclina 180°, mas como sou um pouco alto os pés só cabiam totalmente na poltrona caso eu dobrasse as pernas. Eu não consigo dormir durante qualquer voo, mas o conforto acima do normal (para quem nunca tinha voado na executiva) permitiu que eu dormisse por cerca três horas durante os voos na executiva. No tempo restante, preferi ver filmes.

Foto: divulgação

Serviço

Comissárias sempre atenciosas, prestativas e bem ágeis, logicamente, dentro da capacidade e do porte desse tipo de aeronave. Avisos do comandante e idioma dos comissários eram dados preferencialmente em português (até mesmo por conter tripulação 100% brasileira) e posteriormente em inglês e até em espanhol, em alguns casos .

Na econômica, recebemos um kit com fones de ouvido, manteiga de cacau (para os lábios), meias, cobertor (pequeno) e travesseiro (pequeno também). Na executiva, a TAM oferece cobertores e travesseiros grandes e um  kit com escova de dente, creme dental, pente, manteiga de cacau, meia com borracha antiderrapante, barbeador, espuma de barbear, creme pós-barba e fones de ouvido de arco (presos na cabeça). Alguns produtos distribuídos são realmente de boa qualidade e auxiliam a sanar um ou outro desconforto durante o voo.

Refeições

Classe Econômica: antes de levantar voo, os comissários passaram servindo balas e água nos dois voos. Como eram noturnos, foi servido jantar, com as clássicas opções pasta ou carne/frango, além de pão e sobremesa (torta) e bebidas, tais como refrigerantes, água, sucos, cerveja, vinho e whisky (para esses dois últimos, não me recordo das marcas). A todo tempo, durante o voo, passavam oferecendo água. Pouco antes de pousarmos no JFK, serviram o café da manhã, composto de frutas, pão, queijos diversos, frios, manteiga, geleias, suco de laranja e/ou café. Todas as refeições servidas em talheres de plástico (de boa qualidade, duro e rígido) e antecedidas da clássica toalha com água quente para higienizar as mãos (coisa que não vi em nenhuma companhia aérea que voei até hoje).

Classe Executiva: antes de levantar voo, os comissários passaram servindo balas e água nos dois voos. Na ida, como fiz escala em GRU, no voo de ponte aérea, serviram um lanche simples. No voo diurno, de ida (GRU-JFK), foi servido, primeiramente, café da manhã (vide foto do cardápio) bem rico e servido impecavelmente em talheres de metal. Escolhi: batata rostie, filé mignon e aspargos com nozes, acompanhado de salada de folhas com presunto de parma. Por volta das 14 horas (o voo chegaria às 17:45h, horário local em NY), foi servido o almoço, que escolhemos junto com o café da manhã, para deixar os pratos reservados. Foi composto de entrada (salada de folhas com presunto de Parma), sopa com pães, prato principal, queijos e sobremesa, conforme foto do cardápio. No voo de volta (escolhi o voo noturno, direto: JFK-GIG), tivemos a mesma sequência e escolhi o prato de palheta de cordeiro com purê de batata, abobrinhas cozidas e tomate cereja. Destaque para o tamanho dos frascos de azeite, sal e pimenta.

 

Entretenimento

Havia uma vasta variedade de entretenimento: filmes, jogos (com controle com fio), seriados, músicas, musicais, desenhos animados, informativos sobre a companhia, além de revistas de Duty Free, TAM, jornais e palavras cruzadas (estes dois  últimos para a classe Executiva).

Incidentes

Como sou uma pessoa que tem muito medo de voar (faço porque, acima do medo, gosto muito de viajar), a única coisa que nos abalou foi o aviso, no voo de ida, em agosto de 2011, que o comandante deu após 30 minutos de voo, que havia uma tempestade muito forte na região do Caribe e que ele ia fazer um desvio para passarmos a 400 km de distância da mesma, alongando a viagem em 1 hora. Mas graças à competência do comandante não sofremos turbulência e chegamos na hora prevista.

Chegada

Na primeira vez, desembarcamos no JFK, já que foi voo direto e, na segunda vez, desembarcamos em GRU e, posteriormente, no JFK. Correu tudo bem, sem maiores tumultos e imprevistos. Passageiros das classes Executiva e Primeira têm prioridade na entrega de bagagens, o que facilita um pouco quando se deseja ir ao Duty Free ou se adiantar na fila da imigração.

Dicas

Minhas dicas são: se houver uma disponibilidade maior de recursos financeiros e estiver num preço acessível (obviamente dentro do proposto), vale a pena comprar passagens na classe Executiva. Quem tem dificuldade de dormir, algum tipo de desconforto ou medo, acaba se esquecendo de tudo isso, devido à atenção dispensada, conforto, entretenimento e refeições.

Conclusão

Digo que vale a pena voar com a TAM para os EUA (assim como dentro do Brasil). Voaria novamente, com certeza. A mudar, creio que só mesmo o preço, que poderia ser um pouco menor (desde que a qualidade do serviço não caia, obviamente). Quem voa Executiva ou com a TAM, no JFK (não sei como é nos demais aeroportos que a TAM tem voos: Miami e Orlando, tem acesso à sala VIP da Virgin Atlantic. Presentes disponíveis para usuários: caneta, borracha, lápis e bloco de post-it, conforme fotos.

 

 

Agradecemos ao Bernardo por este excelente relato, que certamente será bastante útil aos leitores que desejam voar com a TAM para os Estados Unidos, seja na classe executiva seja na econômica.  E você? Já voou na primeira classe executiva da TAM? Compartilhe sua experiência nos comentários abaixo! Veja mais avaliações de companhias aéreas neste post. Se deseja escrever uma avaliação de uma empresa que ainda não esteja no site, entre em contato pelo e-mail contato@melhoresdestinos.com.br Ficaremos felizes em publicá-la!

 

122 Comentários

  • Guilherme Ortale says:

    Legal o relato, parabéns.

    A comida parecia estar muito boa, hehehe.

    A toalha úmida e quente é servida na Lufthansa também.

  • Sinara says:

    Muito boa esta colaboração.Emfevereiro deste ano viajei de TAM na classe economica de Londres-Guarulhos e confesso que em comparação com outras companhias como Air France/KLM eles perdem em muito pela qualidade.Desde espaço nas poltronas,diversidade nas refeições e opções de entretenimento.A variedade de musicas e filmes é bem menor do que outras companhias.Sds.Sinara

    • Bernardo Cretton says:

      Sinara, obrigado, que bom que gostou! Nunca fui com a TAM pra Europa, mas acredito que usem o mesmo equipamento. Já voei de Air France no B747, muito bom, realmente (também).

  • Diego S. Lima says:

    ah, a primeira claaaaasse….

  • Eli Moreira says:

    Putz, 2-4-2 na econômica de um A330-200 é quase uma sacanagem! A imensa maioria das empresas que operam esta aeronave trabalham com a configuração 2-3-2.

  • Guilherme Maranh&ati says:

    Excelente post Bernardo. Ja fiz esse voo em executivas de diversas companhias e sou obrigado a acrescentar que no geral, voar TAM sempre é, senão a melhor, uma excente escolha ! Vale a pena ressaltar que nas vezes que dei a sorte de pegar vôo capitaneado pelo Comandante Labarba sempre me parece mais pontual e suave !

    • Bernardo Cretton says:

      Obrigado, Guilherme! Fico feliz que tenha gostado! Não cheguei a voar com o Labarba, mas, nas vezes que fui (inclusive nesta) todos foram primorosos!!!

  • Bernardo Cretton says:

    Espero que todos gostem! Obrigado ao MD pela oportunidade!!!

  • Mendonça J&ua says:

    Já voei de executiva entre GRU e LIMA, mas como o avião era o A320, a executiva não valeu tão à pena assim.

  • Luis says:

    Em 2011 fui e voltei de executiva para Paris, e esse ano fui para Orlando tambem de executiva.

    Os 2 com a Tam. Simplesmente fantastico.

  • Kathe brito says:

    Mto legal Os relatos!! Espero conseguir um dia voar de classe executiva!

    As Toalhas quente e umida tem na Avianca!!

  • Ricardo says:

    Esse assento do 330 não é 180 graus, e sim LIE FLAT, vc não fica completamente na horizontal.

  • Paulo says:

    Não estou entendendo, a TAM pagou todo mundo pra falar bem? TAM excelente? Melhor escolha?

    Exemplo ilustrativo do abismo de serviço: a TAM serve balinha na EXECUTIVA antes do jantar, Lufthansa e KLM servem bebidas à vontade na ECONÔMICA. O preço das duas é quase o mesmo nas respectivas classes.

    • Bernardo Cretton says:

      Paulo, quanto a mim, posso garantir que a TAM não pagou! Apenas expressei a satisfação com o serviço prestado e acho que foi de acordo com o preço pago. Já voei internamente de A319 e não gostei muito, mas nada para ter ódio da companhia. O dia em que eu tiver insatisfação com a TAM, vou registrá-la, também. Lufthansa nunca voei, mas a partner da KLM, Air France, usa B747 não muito limpo (pelo menos estava assim quando fui, de econômica).

  • Rodney Soares says:

    Muito bom ler seu relato, Bernardo. Já fiquei com vontade de viajar novamente ao exterior e agora, de Business Class. Aguardamos os próximos!

  • Rodolfo Stocco says:

    Eu voei num A330 para a Argentina, de Economica. Não há o que reclamar não… Muito bom.

  • Ana Carla says:

    Denis e Leo, nos proximos dias vou fazer alguns voos pela Iberia (classe economica e executiva) e pela Egyptair, vcs tem interesse que eu escreva o relato? Se tiverem, me passa o email de voces, por favor!

  • Andre says:

    Isso me faz pensar em fazer um breve relato com o tema: "Como é ter 1,90 e voar na classe econômica!"

  • Bernardo Cretton says:

    Impossível, Andre.

  • Mendonça J&ua says:

    Foi essa a minha impressão também Bernardo.

  • Obrigado Bernardo, ótima avaliação.

  • Vinicius says:

    A330 da Alitalia é 2-4-2 tbm, tão apertado quanto o 777, de configuração 3-4-3

  • Vinicius says:

    Bom relato, ja fiz GIG-MIA com 763 e a volta de A330, é um bom avião, mas nao tava muito novo, achei o serviço da TAM legal, mesmo na economica

  • Paulo says:

    Excelente relato, Bernardo, eu fui duas vezes para os Esatdos Unidos, Miami, e NY, de econômica da American, terrível, mas não tinha outro jeito. Porém, pelo que disse, a executiva da Tam, realmente é espetacular, um dia quem sabe. Parabéns! Tal relato, é muito válido para quem não conhece. abraço

  • Diego says:

    Saudade da Pluna!

  • Diego Jimenez says:

    Entendo que a avaliação de uma companhia aérea vai muito além da comida servida, da toalha úmida, do entretenimento. É necessário sentir-se seguro e aí, naturalmente, o sono vem e se dorme tranquilo. Nem vemos a viagem passar. Entretanto, isso não ocorre com a TAM. Classificada em 60º lugar em segurança, entre as 60 principais companhias do mundo, o foco da empresa deveria ser segurança. Enquanto isso não mudar, continuarei voando com as americanas, que levam isso muito mais a sério.

  • Dênis says:

    Nunca vi operarem A330 na economica com 2-3-2

    Sempre observei 2-4-2 economica, 2-2-2 executiva e na TAM 2-2 na primeira classe.

    Diga-sede passagem que em voos longos é un terror viajar em um dos assentos de 4ocupantes… Ja paguei mais caronpara poder escolher os assentos, geralmente janela onde possua 2poltronas

  • Luiz says:

    Em Abril fui com a família para Orlando e fizemos o voo de volta na Classe Executiva. Realmente é muito boa. No aeroporto de Orlando tivemos acesso à sala da Delta. Show de bola. Tivemos embarque prioritário e todos foram muito atenciosos. Detalhe: "paguei" os voos de ida e volta com pontuação. Ida por 30 mil na classe econômica e volta por 40 mil na executiva. Valeu muito a pena.

    Ah, logo ao entrar na aeronave na classe Executiva, serviram amedoins, castanhas, etc, com espumante. Depois vieram as balas e água. As demais refeições foram como descritas pelo Bernardo.

    • Marcos says:

      Como você conseguiu? Foi pelo site do Smiles, ou pelo call center? Pq sempre que procuro apenas encontro trechos na econômica por 25k pontos. Pensei que era impossível emitir na executiva.

  • Winsley says:

    Mas a Economica no trecho MIA-GRU é horrivel, configuracao 3 4 3 e voce mal tem espaço para colocar 1 braço, imagine 2.

  • ana paula says:

    Viajei para o México pela TAM e em 10 horas de voo eles só serviaram duas refeições, um café da manhã fraquinho e um almoço mixuruca, e como eu não tinha levado um lanchinho, o longo período sem me alimentar me fez ter uma enxaqueca terrível.

    Se for viajar pela economica, vá pela DELTA, tem mais filmes para ver, e refeições mais fartas.

  • Karinne says:

    Gostaria de deixar meu comentário:

    Em agosto/2011 voei Fortaleza-Manaus-Miami-Manaus-Fortaleza pela TAM na classe econômica e a minha experiência foi totalmente diferente.

    De bom eu recebi cobertor e travesseiro pequenos, além do fone de ouvido que recebemos até em vôos externos.

    A comida, foi servida apenas uma refeição (vôo diurno): quinche de queijo (não lembro qual era a outra opção).

    Nada de tvs individuais, tinha uma tela grande no meio e mais telas pequenas como nos vôos domésticos. Mas o pior estar por vir: o fone da minha poltrona não funcionava para que eu pudesse escutar o áudio do filme. Chamei a aeromoça e ela disse que tinham vários que não estavam funcionando, que eu podia procurar um que estivesse nas poltronas vagas.

    Procurei tanto que desisti. Não consegui assistir o filme da ida.

    Para completar fui ao banheiro e o local onde deveria estar a 'torneira' do sabão só tinha um buraco.

    Na volta meu fone estava com mal contato, conseguir assistir o filme pregando com esparadrapo que tinha no meu kit de emergência.

    E mais uma vez não tinha sabão no banheiro.

    Ou seja minha experiência com vôo internacional não chega nem perto do relato do post.

    Espero ter mais sorte da próxima vez.

  • Carmelita says:

    Isto aconteceu comigo em 2011 voando de Tam de Brasilia para Miami/Orlando, eu como boa mineiro achei que poderia ser queijo de Minas quentinho antes do jantar. Só nao mordi esperando alguem fazer isto primeiro. Mas valeu a pena viajar de TAM, o atendimento nota 10

  • Lindalva Fran&ccedil says:

    Bernardo, excelente seu relato, rico em detalhes e despertou em mim um desejo de voar em breve… 🙂 Obrigado

  • Janderson says:

    Salvatore,

    Aconteceu algo parecido comigomtb! Fiz o voo direto FORTALEZA-MIAMI pela Varig ( voo charter) em 1991, e tambem tive o mesmo dilema ao deparar com a tal toalhinha enroladinha… Parecia uma bela tapioquinha… mas nao cheguei a cometer tal gafe de morde-la, mas esta dita cuja nunca me saiu da lembraca! Abracao?

  • Cbessa says:

    Meninos,

    Na duvida sobre os assentos, tem um site com a configuração de todos os assentos das rotas internacionais mais frequentes, é o:
    http://www.seatguru.com/

    abs

  • Almir Jr. says:

    Ana voar Iberia/Econômica, é um filme de terror… Já na Iberia/Executiva é Excelente.

  • M. EDUARDA says:

    AS DUAS ÚLTIMAS IDAS PRÁ ORLANDO COM MINHA IRMÃ E AMIGA FORAM DE TAM. CONSEGUIMOS POR MILHAGENS DE 40000 CADA PERNADA. É TUDO DE ÓTIMO. O RELATO QUE O BERNARDO FEZ FOI SENSACIONAL. SEMPRE DIGO QUE VIAJAR É TAM. NOSSA CIA AÉREA, NOSSA GENTE, NOSSA COMIDA, NOSSO JEITINHO KKK. DE EXECUTIVA ENTÃO …. MELHOR AINDA.

  • Calvin Couto says:

    Fiz um voo nesse ano para o mesmo destino. Na ida o avião estava perfeito, já na volta, as tv`s não funcionavam em várias poltronas, várias pessoas reclamando com as comissárias, enfim nesse sentido foi realmente decepcionante. Sabemos que a TAM anda mal das pernas e que não compra grandes números de aviões a tempos, mas seria um mínimo manter o avião, mesmo que bem usado, em um estado de conforto aos seus passageiros!!!

    • Bernardo Cretton says:

      Calvin, escutei rumores que, assim que o Cumbica preparar a pista para receber o jumbo da Airbus (A380), que a Lufthansa pediu autorização pra Anac pra trazer pra cá, a TAM tem vontade de comprar alguns, aí deve ser uma viagem e tanto.

  • Jorge Picles says:

    Foi em classe economica EXECUTIVA ou classe executiva EXECUTIVA? Pois há essa diferenciação.

  • Ricardo Camara says:

    Na KLM (SP-Amsterdam) também distribuiram a toalha para higienizar as mãos. Na Lufthansa, iagualmente, é praxe! =)

  • RABUGENTO (@RABUGENT says:

    Por isso que minha mulher diz assim depois de voar na executiva: Reboque nunca mais!

  • Ricardo Camara says:

    Parabéns pelo relato Bernardo Cretton. Muito bem redigido. Claro e sucinto!

  • Eli Moreira says:

    Perdoem-me. Fiz confusão com o B767-300, pq foi a aeronave utilizada nos meus últimos voos internacionais, com a AA e a Condor.

    De fato, já voei algumas vezes com a TAP e a configuração era 2-4-2 na econômica.

    Abraços,

    E.

  • Andy says:

    Cara, você tem algum problema pois prefere morrer e ter comida e toalinha quente do que voar em uma companhia segura, pois a tam esta 60º no ranking das companhias mais seguras do mundo com 60 companhias disputando, ou seja ela está em ULTIMO. Obrigado

  • Marisa says:

    Viajei para New York na executiva da TAM e achei a poltrona bem ruim pelo preço que cobram (não reclina totalmente). Este ano fui pra Londres/Roma com a ALITALIA na executiva e garanto que foi excelente. Os serviços das duas não têm comparação, a começar pelo cardápio oferecido e pelas ótimas poltronas que ficam completamente na horizontal. Quanto às toalhinhas úmidas, tem também na TAP classe econômica.

  • Ramon says:

    Estou indo em março alitalia Rio – Roma vôo direto num a330 2-4-2 eu e minha esposa na poltrona de 2, tenho 1,88 começo a ter medo

  • Bernardo Cretton says:

    Carmelita, hhee, muito bom! Só uma observação: a TAM tem voos saindo de BSB para MIA ou MCO? Fez escala em GIG ou em GRU, certo?

  • Bernardo Cretton says:

    Tito, os assentos são marcados previamente (quando a reserva não é derrubada, é claro), aí fica complicado!

  • Bernardo Cretton says:

    Dênis, a First Classe da TAM, pelo menos nesse A330 que fiz é 1-2-1, e não 2-2.

  • Bernardo Cretton says:

    Ana, nunca vi, em voo de 10 horas servirem mais de 2 refeições substanciais. Não sei como é no voo da Emirates Rio-Dubai, de 14h, pois nunca o fiz.

  • Bernardo Cretton says:

    Ana Carla, sem querer desmerecer sua viagem, faço votos para que seja muiiiiiiiiito boa, a Ibéria é o lixo da Europa na econômica.

  • Bernardo Cretton says:

    Valeu, Vinicius.

  • Bernardo Cretton says:

    Paulo, obrigado, fico feliz em incentivar colegas, amantes da aviação e de viagens, a viajaram mais. Infelizmente, a American deixa os piores equipamentos (aviões) para o "povo" aqui da América do Sul. Pra mim, pior que ela só a US Airways.

  • Bernardo Cretton says:

    Diego, nunca voei nela, mas a configuração 2-1 dos jatos era triste pra eu ficar em pé (tenho 1,80m e já peguei um Embraer da Air France, de Paris pra Hannover).

  • Bernardo Cretton says:

    Diego, não sei o que vc considera como segurança. Manutenção programa na aeronave, por exemplo? A TAM, assim como todas as outras mais sérias, possui um centro em São Carlos (SP). Voar com as americanas, opção sua, não concordo muito, já voei Delta 2 vezes e o que vejo é: R$ x mil reais (passagem da Delta) > R$ y mil reais (passagem da TAM). Entretenimento TAM >>>>>>>>> Entretenimento Delta, até porque a Delta tem muitas aeronaves sem a tela individual. Entretenimento pra mim é um fator a ser considerado, haja vista que não tenho nenhuma facilidade pra dormir.

  • Bernardo Cretton says:

    Luiz, vc deu muiiiiiiiita sorte e, pelo relatado, só poder ter achado pelo Smiles mesmo, porque, pelo site da Delta uma vez, tive que gastar a bagatela de 125.000 milhas (quando ela não tinha convênio com o Smiles) pra fazer o voo: GIG-ATL-MCO-ATL-GIG.

  • Bernardo Cretton says:

    Marcos, dá pra emitir pra todas as classes.

  • Bernardo Cretton says:

    Karinne, a TAM disponibiliza as melhores aeronaves nas rotas do Rio ou São Paulo, os A330. Recomendo na próxima vez vir pro Rio ou Sampa.

  • Bernardo Cretton says:

    Lindalva, obrigado! Faço votos que seja muito em breve!

  • Bernardo Cretton says:

    Maria Eduarda, é verdade, por isso valorizo muito. Nada contra as americanas, pois gosto muito da Delta, que já experimentei 2 vezes e tenho vontade de conhecer a United/Continental.

  • Bernardo Cretton says:

    uahhuahuahuahuahua

  • Bernardo Cretton says:

    Jorge, a TAM não tem econômica plus (=econômica executiva), a minha foi na executiva mesmo.

  • Luna says:

    Ao menos em vôos para a Europa, os da TAM (em classe executiva) geralmente tinham diferença de quase 2 mil reais em relação aos da Lufthansa e ela era ainda maior quando falamos em KLM/Airfrance, ao menos até agosto deste ano.

    Os da TAM somente eram "pau a pau" com os da British… Mas desde setembro, não vejo passagens por menos de R$ 7900 (i/v). Considerando que o serviço caiu muito de dois anos pra cá (incluindo a qualidade da comida e a necessaire, que era de "veludo" verde ou vermelho, vc escolhia), não entendo esse aumento drástico no valor das passagens… Bom, na verdade, entendo, mas deixa pra lá… Com certeza, sendo o mesmo preço, vale mais a pena voar com outra cia…

  • Bernardo Cretton says:

    Leandro, a Copa está de parabéns, crescendo vertiginosamente. É claro que a pessoa tem que saber que vai receber um serviço compatível com o que pagou, mas, se a TAM não melhorar os aviões como nos relatos de alguns colegas, abaixo, ela que se cuide com os preços da Copa.

  • Luna says:

    Desde 2010, só viajo em classe executiva e, com a TAM, fiz 4 viagens (ou seja, 8 trechos) GRU-CDG. Não me senti insegura em momento algum e dormi muito bem… Só acho que o serviço da TAM caiu muito de 2 anos pra cá, enquanto os preços subiram…

  • Luna says:

    Eu sempre repito isso: depois que se voa pela primeira vez na executiva (em vôos de longa duração), você se pergunta como conseguiu viajar tanto tempo na classe enlatada, ops, econômica…

  • Salvatore Carrozzo says:

    ararararra…serio…foi tanto mico (acho que tinha uns 10 anos) que lembro da sensacao da agua quente na minha boca ate hoje! serissimo.

  • Vitor J. Nunes says:

    Delta prevê aumentar em 30%oferta no país.

    A Delta Air Lines planeja aumentar em 30% a oferta de assentos no Brasil no ano que vem. Para alcançar esse objetivo, a sócia

    minoritária da Gol Linhas Aéreas deverá adotar uma estratégia em curso entre companhias aéreas estrangeiras que voam por aqui, como United Continental e Lufthansa. Elas pretendem usar aviões com maior capacidade do que os que estão em operação. Com 35 voos por semana entre o Brasil e os Estados Unidos, a ideia da Delta é trocar a aeronave Boeing 767 pela 747-400, com 30% a mais de assentos. A American Airlines, por sua vez, tem uma estratégia baseada no aumento de oferta comnovos voos. Até o fimdeste ano, a companhia pretende elevar em 30% a quantidade de frequências

    semanais no país, de 85 para 111.

    Em 06.11.12 (Valor Econômico)

  • Vinicius says:

    Ja voei varias vezes de TAM e acho que nunca morri.

  • AMADEU J.S TAVARES says:

    Realmente só falta a TAM melhorar o preço das passagens, ruim mesmo é a TAP-Portugal, onde os comissários são mal educados, tivemos um péssimo tratamento em um voo Bsb-Lisboa, alem de ter chegado atrasado, perdemos conexão para Roma…

  • Thiago says:

    Bernado,

    O voo Brasília – Miami é direto pela TAM, sem escalas ou conexões.

  • Thiago says:

    Andy,

    Esse ranking não procede, foi feito por um site de aviação americano sensacionalista.

  • Salvatore Carrozzo says:

    Ramos, voei em abril rio-roma pela alitalia, no airbus..fui justamente na fileira de duas poltronas, no corredor…é meio tenso mesmo…evite o fundo!!! a fuselaem vai apertando e as cadeiras ficam mais espremidas

  • Bernardo Cretton says:

    Obrigado, não sabia.

  • Bernardo Cretton says:

    Andy, qual companhia vc recomendaria pra vc esse voo, amigo? US Airways caindo aos pedaços? American Airlines em concordata e com aviões velhos? Delta Airlines que presta um bom serviço, mas cobra preço de serviço excelente. Aí pra mim não dá…

  • Bernardo Cretton says:

    É verdade, Amadeu, se isso acontecesse, seria o melhor dos mundos.

  • Bernardo Cretton says:

    Luna, não existe regra pra definir relação custo/benefício, isso tem que vir de cada um. Meu caso: prefiro ter o máximo de conforto no voo, pois não consigo dormir, então, quanto mais coisas pra me distrair, melhor…

  • Bernardo Cretton says:

    uhauhahuahuahua

  • Bernardo Cretton says:

    Boa, Vitor, mas duvido que a AA tenha $$ pra oferecer melhor serviço, a porcaria de sempre vai continuar, quanto à Delta, tudo bem, começa a ficar interessante de novo, tendo em vista que a US é um lixo e a United, depois que comprou a Continental, está cara demais!

  • Voei de SP para Paris de Tam, e mesmo na econômica, nós recebemos uma necessaire bem simpática, com meias, creme dental, escova, tampões de ouvido, traveseiro e cobertor. Achei show a comida e o tratamento de todos.

  • Daniel Bazetto says:

    Show de bola, eu só voei de econômica até hj 🙁

  • Carlos Augusto Morai says:

    Já voei várias vezes pelas falecidas VASP e VARIG E TRANSBRASIL, depois disso pela TAM e tb TAP e tb nunca morri

  • Carlos Augusto Morai says:

    Querido amadeu, fiz vários voos pela TAP e fui muitissimo bem tratado na ida e na volta. O avião tocou ao solo e parecia uma pluma caindo. Recomendo a TAP com toda certeza

  • Bernardo Cretton says:

    Obrigado, Daniel!

  • Rodney Soares says:

    Bernardo e Karinne. A partir desse mês, a TAM substituirá os Boeings 767-300 por Airbus A330, nos vôos de Manaus para Miami e retorno, ou seja, fará um upgrade no equipamento da rota. Para os que moram no Norte/Nordeste, o vôo via Manaus reduz em muito a viagem. Vale a pena. Abraços

  • Cadu Ribeiro Tito says:

    Marisa, quando você viajou de Alitalia para Londres (via Roma), você partiu de SP ou do RJ? Minha dúvida é; os vôos de SP (Boeing 777-200) já possuem a nova classe executiva (como a da foto do link) ?http://www.flightglobal.com/blogs/runway-girl/Alitalia%20A330-200%20Magnifica7.JPG

    ou da antiga configuração (como a foto desse link http://thepointsguy.com/wp-content/uploads/2011/1… )?

    Muito obrigado!

  • Rafael Pimenta says:

    A tap se nao me engano ganhou o premio de uma das companhias aereas mais seguras do mundo. só teve um acidente grave em sua historia e ja tem tempo. isso sem falar que os pilotos portugueses estao muito bem posicionados no ranking de melhores do mundo. ja viajei de tap e pra mim foi muito bom

  • Rafael Pimenta says:

    eu fui muito bem tratado na tap. a unica coisa q tenho q reclamar é que os A330 sao muito desconfortaveis

  • Bom gostei muito dos serviços da Cathay Pacific Airways, para mim, impecável!!

  • Alvaro says:

    Me parece que existe um equivoco aí, onde diz que o banco reclina 180º mas as fotos mostram que não, é isso mesmo ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *