logo Melhores Destinos

Tarifas de roaming internacional entre Brasil e Chile vão acabar até o ano que vem

Daniel Gadelha
08/02/2022 às 14:19

Tarifas de roaming internacional entre Brasil e Chile vão acabar até o ano que vem

O Acordo de Livre Comércio entre Brasil e Chile, publicado no último dia 27 no DOU, traz uma boa notícia para quem viaja entre eles: os viajantes poderão utilizar o celular no outro país sem nenhuma cobrança adicional, usufruindo do pacote de dados (internet) e minutos contratado no país de origem.

O projeto deveria ter entrado em vigor em 2019, um ano após a assinatura do acordo entre os governos, mas diversos motivos levaram ao seu atraso. Com a publicação do Acordo, a previsão é de que as tarifas de roaming internacional entre os países acabem até 2023.

Roaming internacional entre Brasil e Chile

Para quem não conhece, o roaming internacional é um serviço que permite utilizar o seu celular normalmente em outros países sem a necessidade de comprar outro chip, como se você estivesse no Brasil. Isso é possível graças a parcerias firmadas entre as operadoras. O preço dessa facilidade, no entanto, pode ser bem alto.

A TIM, por exemplo, cobra dos clientes dos planos pré-pago e controle R$ 33 por cada megabyte (1 MB) utilizado fora do Brasil. Ou seja, fazer publicações nas redes sociais ou utilizar apps essenciais como Google Maps e Google Tradutor durante a viagem para esses usuários não é nada barato. Já assistir a um video no Youtube pode sair mais caro do que a passagem aérea!

Ao mesmo tempo, já são oferecidos no mercado pacotes para o uso do celular no exterior por valores mais razoáveis, como é o caso do Claro Passaporte que custa a partir de R$ 9,90 ao mês. No entanto, esses pacotes estão condicionados a contratação de um plano pós-pago.

Quando a medida entrar em vigor, essas cobranças deixarão de existir, o que será uma mão na roda para os viajantes. Por exemplo, os turistas brasileiros que forem para Santiago poderão fazer e receber ligações, enviar mensagens de texto e acessar a internet assim que desembarcarem, utilizando o plano já contratado no Brasil e sem nenhum custo adicional. O mesmo vai valer para os turistas chilenos em viagem ao Brasil.

Operadoras brasileiras são contra

A Conexis, sindicato que representa as principais operadoras de telefonia móvel no Brasil, se manifestou contra o fim da cobrança do roaming internacional com o Chile. O que não é de se estranhar já que a medida irá afetar a receita obtida pelas empresas com o serviço.

A justificativa é de que a mudança pode aumentar o custo dos serviços para todos os clientes, penalizando principalmente os usuários que não viajam ao exterior. Além disso, a entidade alega que a medida pode interferir nos acordos comerciais vigentes entre as operadoras dos dois países.

Roaming internacional grátis já é oferecido em outros países

A novidade que tanto demora para chegar por aqui já é comum em outros países, sendo a União Europeia um exemplo. Desde 2017 as tarifas de roaming internacional dentro dos países membros foram existas, permitindo que os viajantes possam utilizar o celular em qualquer uma das nações sem pagar uma fortuna.


E você, animado com a novidade? Será que o prazo até 2023 será suficiente para implementar a medida? Comente e participe.

Veja também:

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção