Dicas para não pagar anuidade de cartão de crédito

Leonardo Marques
26/05/2014  ·  9:32Publicado 26 · Maio · 2014  ·  9:32Atualizado 27 · mar · 2020

Dicas para não pagar anuidade de cartão de crédito

Você paga anuidade de cartão de crédito? Pagava! Você aprenderá como muitas pessoas fazem para ter os melhores cartões de crédito e não pagar anuidade.

Nos últimos anos os cartões de crédito se tornaram um dos principais meios de pagamento para os brasileiros. Além da praticidade, ele é uma excelente forma de acumular milhas e pontos para trocar por passagens aéreas e viajar de graça! A maioria dos cartões, contudo, cobra uma tarifa de anuidade que pode custar ente R$ 150 para os cartões mais básicos até R$1.500 para os cartões mais sofisticados. O que muitas pessoas não sabem é que na grande maioria dos casos é possível conseguir a isenção dessa cobrança ou pelo menos conquistar um grande desconto.

Se você está lendo esse post, provavelmente concentra suas compras no cartão de crédito para acumular milhas e pontos e esse volume de compras é o seu principal argumento para conseguir um desconto ou a isenção na anuidade.

Não pense que essa negociação é algo excepcional: isso não é uma novidade e as administradoras cartões já têm até um setor apenas para isso! Você vai gastar poucos minutos e vai economizar uns bons reais para gastar na sua próxima viagem.

Dicas para conseguir a isenção da anuidade do cartão de crédito

  1.  Ligue na central de atendimento do seu cartão e peça para falar com o setor responsável por negociar anuidade. Alguns bancos disponibilizam no atendimento eletrônico uma opção só para falar sobre anuidade;
  2. Fique calmo, use um argumento de cada vez e espere que o atendente faça uma proposta para cada argumento seu;
  3. O atendente sempre mencionará os benefícios do cartão. Deixe ele ler esse texto, afinal ele é obrigado a fazer isso. Em seguida diga que você pouco usufrui desses benefícios, mencione eventuais vantagens do cartão que tenham sido descontinuadas recentemente ou que tentou utilizar algum serviço do cartão e que não funcionou como o anunciado.
  4. Deixe claro que o mais importante para você naquele momento é ter a isenção da anuidade.

Quais argumentos utilizar?

Argumento 1: Você tem um volume considerável de gastos mensais e concentra seus gastos nesse cartão, por isso gostaria se solicitar a isenção da anuidade. Não menospreze o seu volume financeiro mensal – é uma das suas principais armas!

Argumento 2: Foram ofertados a você cartões similares sem cobrança de anuidade. Diga que você deseja permanecer com o cartão atual porque gosta do banco e do atendimento, mas não faz sentido continuar pagando anuidade se há cartões sem essa cobrança. Não precisa dar exemplos, mas vários emissores oferecem cartões sem anuidade;

 Argumento 3: Um amigo seu tem um volume de gastos menor no cartão e conseguiu a isenção da anuidade. Converse com seus amigos, certamente vários deles não pagam essa taxa;

– Argumento 4: Você tem um bom tempo de relacionamento com o banco e paga sempre sua fatura em dia. Se tiver outros produtos do banco como conta corrente, poupança ou investimentos, fale isso também para o atendente ou ligue para o seu gerente que a isenção poderá ser mais fácil. Mesmo que não tenha um único real investido, você pode conseguir a isenção, esse é apenas uma outra alternativa.

Como negociar a anuidade do seu cartão de crédito

Como dissemos, o segredo é manter a calma. Apresente um argumento de cada vez e procure ser sempre simpático e respeitoso, mas demonstrando convicção de que você merece a isenção da cobrança.

Durante a conversa ele irá te oferecer descontos que geralmente começam em 25%, mas não aceite, e continue insistindo: se for para pagar anuidade você prefere cancelar o cartão.

Saiba que se alguma parcela da unidade já foi cobrada ela pode ser estornada. Insista pelo estorno.

Durante a negociação, alguns atendentes podem oferecer a opção de isentar a anuidade em trocar dos pontos do programa de fidelidade do cartão. Recuse, isso não costuma ser um bom negócio!

Caso o atendente não conceda a isenção e esteja irredutível, peça para falar com o supervisor e volte aos argumentos iniciais.

Ao final da negociação, é difícil que não tenha conseguido a isenção, mas caso a resposta seja negativa e você tem três opções:

1. Dizer que vai pesar e tentar no dia seguinte, muito provavelmente com outro atendente. Às vezes é uma boa opção.

2. Caso goste do cartão e não queira cancelá-lo, quando o atendente questionar se deseja mesmo cancelar seu cartão, você responde, “Tudo bem, vou aceitar com esse desconto de apenas 75%”. No mês seguinte, ligue novamente e tente isentar os 25% restantes!

3. Cancelar o cartão. Tome essa decisão se já tem outra opção isenta de anuidade ou não faz tanta questão desse cartão. Uma dica importante: essa deve ser uma decisão racional. Eventuais pontos que você tenha no programa daquele cartão podem ser perdidos, então solicite primeiro a transferência deles.

Cartões de crédito sem anuidade ou meta de gastos

Visando atrair clientes mais sensíveis a cobrança da anuidade, muitos bancos começaram a oferecer cartões de crédito isentos da taxa como Nubank, Banco Inter e Digio. No entanto, geralmente esses cartões não possuem programas de fidelidade ou oferecem mediante pagamento. O Nubank Mastercard, por exemplo, cobra uma mensalidade para que o cliente acumule pontos no seu programa, o Nubank Rewards.

Outros cartões possuem políticas transparentes para conquistar a isenção ou desconto na anuidade. O Credicard Mastercard Black, por exemplo, isenta a cobrança da tarifa desde que o cliente mantenha uma média de gastos de R$6 mil. Essa estratégia estimula que os usuários concentrem suas compras nos cartões para ficarem livres da cobrança sem a necessidade de ligar na central de atendimento para negocia-la.

Conclusão

Não se apegue ao seu cartão de crédito, ao contrário do que o marketing quer atribuir, não o veja como uma fonte de status ou diferenciação, é apenas uma forma de pagamento e uma ferramenta para acumular milhas!

Eu utilizo essa estratégia desde 2007 e sempre funcionou. Nunca precisei cancelar um cartão e desde então nunca mais paguei anuidade. Depois que você conseguir a primeira isenção, nos anos seguintes você tem mais um argumento, fale que no ano passado eles deram isenção e que nesse ano você gastou mais. Como viu, é mais simples e fácil do que parece! Boa sorte!

Você já negociou a anuidade do seu cartão de crédito? Usou algum argumento que não citamos? Compartilhe sua estratégia pessoal!  Se você ainda não negociou, faça isso e deixe um comentário contando a sua experiência.

Veja também: