Como é voar na companhia low-cost francesa HOP

Marcel Bruzadin 11 · junho · 2015

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

O Melhores Destinos publica hoje uma das mais interessantes avaliações de companhias aéreas da Europa a HOP, isso principalmente por se tratar de uma companhia low-cost, concorrente das tão conhecidas Ryan Air e EasyJet. A HOP foi fundada em março de 2013, através da fusão de três companhias aéreas regionais da França (Airlinair, Brit Air e Regional, todas pertencentes ao grupo AirFrance) e surgiu justamente com o objetivo de atuar em trechos curtos e oferecendo um serviço básico por um preço justo e razoável. Hoje a companhia possui uma frota de 101 aeronaves, entre modelos Embraer, Bombardier e ATR, que voam entre 69 destinos na Europa.

como-e-voar-hop

Mas será que vale a pena voar com a HOP? Quais as vantagens e benefícios que a companhia oferece aos usuários? Vale a pena pegar um trecho com a HOP ao invés das tradicionais companhias low-cost europeias? É isso que vamos detalhar nos próximos parágrafos através do relato completo do nosso leitor Eliziel Ferreira.

Confira a avaliação de voo na íntegra e boa leitura. 

Introdução

Confesso que não era minha intenção viajar pela HOP ao escolher o trecho de retorno ao Brasil em minha viagem à Europa. Contudo, a oportunidade em conhecer o serviço de uma nova companhia me deixou curioso e animado, por isso acabei decidindo experimentar o voo e posso descrever a experiência de ter voado com a HOP como uma surpresa agradável. Na ocasião fiz o voo de Zagreb, capital da Croácia, a Paris.

Compra

A compra da passagem foi realizada diretamente no site da Air France como parte do trecho entre Zagreb e São Paulo, com conexão em Paris. Na verdade, soube momentos antes da compra que voaria pela companhia ao verificar os horários de voos disponíveis oferecidos pela Air France, fator que me deixou curioso para obter informações sobre a HOP, que até então eu não conhecia. Mais curioso ainda é que no site da HOP (www.hop.com), atualmente, não são vendidos bilhetes para o trecho que eu voei.

Check-in e embarque

Cheguei duas horas antes do voo ao aeroporto de Zagreb, o que permitiria certo conforto para despachar a mala e comer alguma coisa com tranquilidade. Fui ao totem para realização do check-in e um funcionário do próprio aeroporto se aproximou para oferecer ajuda, achei isso bem peculiar, pois geralmente são os empregados das companhias que fazem esse trabalho.

como-e-voar-hop-checkin

Após o check-in, o funcionário do aeroporto mostrou o local para despacho das bagagens da Air France/ KLM e informou que o local abriria em 20 minutos.

Depois de ter dado uma volta no aeroporto, que não é muito grande, fui até o local para despachar a bagagem. Não havia filas, a funcionária que me atendeu foi gentil e passou as informações necessárias da minha viagem.

O embarque iniciou com uns 10 minutos de atraso do horário inicial previsto. Entramos no ônibus e ficamos cerca de 10 minutos aguardando, o que de certa forma causou certo desconforto. Essa foi a única parte ruim da viagem. Não nos foi dada nenhuma informação durante a espera dentro do ônibus. Em seguida, foi liberado o acesso à aeronave e decolamos com uns 20 a 25 minutos de atraso.

como-e-voar-hop-embarque-aeronave

Avião e serviço

O avião utilizado no trecho foi um Embraer E-190, que me surpreendeu por ser bastante novo e bem conservado, configurado com 2 poltronas em cada lado. As poltronas eram forradas em couro e como disse, todas bem conservadas, eram confortáveis e o espaçamento era razoável, nada muito surpreendente.

como-e-voar-hop-espaco-poltronas

A tripulação foi simpática e receptiva durante todo o voo e todos os avisos foram dados em francês e inglês.

Refeições

Foi oferecido um brownie com nozes e banana e para beber: água, coca-cola, sucos de laranja, maçã e tomate no serviço de bordo (o lanche estava delicioso por sinal). Apesar de ser uma low-cost, o serviço não foi cobrado, nem havia um encarte nos bolsões das poltronas com os itens disponíveis para venda a bordo.

como-e-voar-hop-lanche

Entretenimento

Como entretenimento, havia apenas uma revista, a mesma que é distribuída nos voos da Air France.

como-e-voar-hop-revista

Chegada

O voo chegou ao Aeroporto Charles de Gaulle/Roissy com 10 minutos de atraso. Foi um voo muito tranquilo e confortável. Ao pousar, o avião seguiu para um local mais afastado do aeroporto, onde havia várias aeronaves da HOP estacionadas. O local que descemos, provavelmente, era um “puxadinho” como o existente em Guarulhos. Ao desembarcar, pegamos um ônibus e seguimos para o terminal 2F do aeroporto. O trajeto que o ônibus fez foi bastante longo, só comprovou que o Aeroporto Charles de Gaulle é realmente enorme!

como-e-voar-hop-patio

Conclusão

Achei a experiência de voar pela HOP muito válida, gostei muito! Achei a aeronave ainda mais conservada que os aviões da própria Air France. Não tenho dúvidas que voltaria a voar pela HOP em outra oportunidade.

Autor

Marcel Bruzadin - Marcel