Como é voar com a KLM do Brasil para Europa na classe econômica

Leonardo Cassol 22 · março · 2016

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

O Melhores Destinos é o site brasileiro com mais avaliações de companhias aéreas. Com a ajuda de nossos leitores responsáveis por 99% dos reviews publicados, postamos centenas de avaliações desde as maiores companhias do planeta a pequenas empresas low cost pelo mundo a fora. 

A partir de hoje, porém, iniciamos uma nova fase nessa área tão popular do site. Publicaremos avaliações das principais companhias aéreas que operam voos para o Brasil, feitas por nossa equipe especializada. Serão relatos completos, com notas para cada critério avaliado e muitas fotos. O objetivo é que nossos leitores saibam o que esperar de cada companhia aérea e de suas aeronaves, desde o check-in, passando pela configuração e conforto da cabine, serviço de bordo, até o desembarque.

Continuaremos publicando avaliações dos leitores, mas agora com foco em empresas e voos que não operam no Brasil. Esperamos, dessa forma, melhorar a qualidade das avaliações, manter um único padrão editorial, além de assegurar a isenção dos relatos.

Para começar, fomos a Amsterdã para avaliar como é voar com a KLM do Brasil para a Europa em classe econômica e na nova World Business Class. O relato da cabine econômica você confere agora e na sexta-feira a da nova classe executiva.

Nos últimos anos, a KLM vem investindo pesado na modernização de sua frota, trazendo para o Brasil aviões Boeing 777 com o interior completamente renovado, além de seu novo Boeing 787 Dreamliner, incluindo novos assentos na classe econômica e na classe executiva e um moderno sistema de entretenimento. Essas novidades já estão presentes nos voos que partem diariamente do Rio de Janeiro, sendo que o Dreamliner opera em datas intercaladas com o Boeing 777 reformado. O Melhores Destinos foi até Amsterdã conferir o resultado, que você acompanha nessa avaliação exclusiva!

Sobre a KLM

A Royal Dutch Airlines – KLM – é uma empresa de origem holandesa, fundada em 1919. Ela faz parte do grupo Air France–KLM e é membro da aliança global Skyteam. Seu principal centro de operações é no eficiente aeroporto de Schiphol, em Amsterdam. A KLM possui mais de 200 aeronaves, voando para quase 100 destinos no mundo. No Brasil, atualmente, possui voos diários ligando São Paulo e o Rio de Janeiro à Europa, bem como um acordo comercial com a GOL, que conecta os principais aeroportos brasileiros com os voos da KLM.

Em 2014 a KLM virou notícia no Brasil devido a um bug no sistema de emissão passagens, que permitiu a emissão de milhares de bilhetes do Brasil para a Europa por apenas R$ 332 ida e volta. Naquele momento não se sabia se era uma superpromoção relacionada à Cyber Monday ou um bug. Após alguns dias, a empresa decidiu honrar os bilhetes que foram emitidos durante a falha de sistema, para a alegria de milhares de viajantes.

Resumo da avaliação

  • Voo: KL 706    Trecho: Rio de Janeiro (GIG) x Amsterdam (AMS)   Data: 04/12/15
  • Duração da viagem: 11h30m   Aeronave: Boeing 777-200ER PH-BQG (Galápagos Islands)
  • Capacidade: 318 passageiros (34 Executiva; 40 Economy Confort e 242 Econômica)

Avaliação geral: Nota 8,8!*

*média ponderada dos sete critérios avaliados, com peso maior (2,5) para os itens “Configuração da cabine e assentos” e “Serviço de bordo”.

Destaques positivos

  • Refeições
  • Comissários
  • Sistema de entretenimento

O que pode melhorar

  • Ausência de Wi-fi
  • Pouca reclinação da poltrona
  • Poucos banheiros na classe econômica

Check-in e embarque: Nota 9!

Informações sobre o voo

A KLM oferece praticamente todos os serviços pré-embarque pelo seu site e pelo aplicativo para celular. É possível reservar assentos, fazer o check-in, solicitar atendimento ou refeições especiais, comprar franquia adicional de bagagens e muito mais, tudo pelo site, também disponível em português.

Um diferencial positivo da empresa é a riqueza das informações oferecidas antes do voo. É possível visualizar detalhes sobre a aeronave que efetuará o voo, a equipe de comissários, a franquia de bagagens, a temperatura no local de destino e muito mais. Na KLM, a viagem começa antes do check-in!

Check-in

O check-in pode ser feito 30 horas antes do voo pelo site, aplicativo ou totens do aeroporto. Optei por fazê-lo pelo site e imprimi o cartão de embarque em casa. O site é fácil de usar e intuitivo. Confirmei o assento 19 A (janela) que eu havia escolhido no momento da reserva.

checkin-klm-galeao

No aeroporto do Galeão, o despacho de bagagem é feito em operação conjunta com a Air France no Terminal 1, com quem a KLM divide os balcões de check-in. Mesmo com o cartão de embarque em mãos e sem bagagem para despachar, me dirigi ao check-in para avaliar o tempo de atendimento. Cerca de 2 horas antes do horário de partida do voo, a fila estava bem pequena. Precisei de 8 minutos para ser atendido. Na fila Sky Priority, dedicada a passageiros em classe executiva, SkyTeam Elite e Elite Plus e cartões Flying Blue Platinum, Gold, Silver e Petroleum, o atendimento era imediato.

Antes de despachar a bagagem é necessário realizar o autoatendimento nos totens do aeroporto. No totem é possível modificar o assento, inserir dados do programa de fidelidade, digitalizar o passaporte ou digitar as informações regulatórias requeridas. É fácil e prático, pois agiliza muito a fila para despachar as bagagens.

Sala VIP

A KLM utiliza a sala VIP da Air France no Terminal 1 do Aeroporto do Galeão. Podem acessar o lounge passageiros em primeira classe, classe executiva, ou com status Flying Blue Platinum ou Gold e SkyTeam Elite Plus. Utilizei a sala usando o cartão Milemiglia Alata Plus (SkyTeam Elite Plus), que foi obtido através da promoção de status match da Alitalia.

A sala oferece Wi-Fi, banheiro com chuveiro e toalha de banho, jornais e revistas. Para comer, opções quentes e frias, como pão de queijo, massa com molho, quiche, caldo verde, saladas, sanduíches, brigadeiro e bolo. Para beber, vinho, espumante, whisky 12 anos, licor, refrigerantes, tônica e sucos, café expresso, entre outras opções.

O lounge é funcional, mas tem um espaço limitado e já demonstra sinais do longo tempo de uso. Apresenta uma decoração antiga, com alguns estofados desgastados e cheiro de cigarro em um dos ambientes (mesmo não sendo permitido fumar dentro da sala). Logo que cheguei, a sala estava lotada, desarrumada e suja em algumas partes. Ainda assim, encontrei uma cadeira para sentar e uma tomada livre para carregar o celular.

A experiência na sala VIP ficou um pouco abaixo do padrão, considerando os lounges operados pelo grupo em São Paulo, Paris e Amsterdã, por exemplo. Mas isso é totalmente compreensível. Afinal, muito em breve as operações internacionais vão sofrer mudanças no Galeão, com a inauguração do novo Píer Sul. Serão 26 novas pontes de embarque e 6 mil m2 dedicados a novas salas VIP, onde o grupo Air France-KLM vai poder oferecer um novo longe para os passageiros que partem do Rio de Janeiro.

Embarque

O embarque iniciou e finalizou no horário previsto, começando pelas prioridades estabelecidas pela legislação brasileira. Em seguida, embarcaram tranquilamente as prioridades comerciais e os demais passageiros, conforme os assentos marcados. Os funcionários que realizaram o embarque foram eficientes e corteses. Apesar da limitada estrutura do Terminal 1 do Galeão, a aeronave ficou pronta para decolar antes do horário previsto.

Decolagem

Como uma das pistas do aeroporto do Galeão estava interditada para obras (que no momento da publicação desse artigo finalmente foram concluídas), aguardamos cerca de 40 minutos após o término do embarque para conseguir decolar. Porém, com o novo sistema de entretenimento e com a permissão de utilizar celulares e tablets em modo avião durante todas as fases de voo, não deu nem pra sentir o tempo passar!

Configuração da cabine e assentos: Nota 8!

Nova configuração:

A rota Rio de Janeiro x Amsterdã é operada por uma das 15 aeronaves Boeing 777-200ER da KLM. Os aviões foram reformados recentemente e teve todos os assentos substituídos. Em algumas datas está em operação também o novo Boeing 787 Dreamliner!

As novas poltronas são ultrafinas, mais leves e modernas. Possuem apoio para a cabeça retrátil, com acabamento em couro. Muito útil na hora de dormir! O espaço médio entre as poltronas se manteve em 79 cm (31”), mas alguns ajustes, como a compactação e o reposicionamento da mesa de refeições e da IFE box (caixa do sistema de entretenimento), a sensação de espaço e conforto aumentou. A decoração dos assentos ficou mais sóbria e elegante, com acabamento em tecido com diferentes tons de azul.

klm-boeing-777-cabine-geral

No novo layout, a classe econômica do Boeing 772-000ER passou a ter 240 assentos, em fileiras 3 x 4 x 3 (mesmo padrão da TAM e da maior parte das companhias que operam esse equipamento). As novas poltronas permitiram a KLM adicionar um assento por fileira, já que antes da reforma o layout era 3 x 3 x 3. Isso a princípio pode parecer um grande problema, mas como as fotos mostram, a cabine não é  desconfortável. Afinal, a sensação de bem estar se dá fundamentalmente pela distância entre as poltronas.

A nova poltrona está aprovada, com uma ressalva: a reclinação. A KLM seguiu a tendência das companhias aéreas norte-americanas e adotou uma reclinação mínima nos assentos da classe econômica. É bem pouco e faz falta. O segredo é aproveitar o novo encosto para cabeça e se apoiar para os lados na hora de dormir, o que funcionou bem no meu caso, que estava sentado na janela.

Economy Confort

Quem desejar ainda mais conforto, pode comprar ou pagar uma taxa adicional para voar na classe Economy Confort, com 40 assentos que oferecem até 10 cm adicionais de espaço entre as poltronas e o dobro de reclinação. Os assentos da Economy Confort ficam na parte dianteira da aeronave, mas não possuem uma separação física dos demais, nem refeição diferenciada.

Limpeza e organização

A aeronave estava primorosamente limpa e arrumada para o embarque. A conservação dos assentos também estava impecável. Os banheiros foram higienizados várias vezes durante o voo e os comissários se esforçaram para manter a cabine limpa e arrumada após o serviço de bordo. Mesmo sem a iluminação especial do Sky Interior, presente nas aeronaves mais novas da Boeing, a elegância da cabine com todas as novidades é nítida.

Uma questão que chamou a atenção foi a quantidade de banheiros. Apenas 4 para classe econômica, o que dá 60,5 passageiros por banheiro. Já voei em outros 777-200 e lembro de pelo menos 5 banheiros.

Entretenimento e Amenidades: Nota 8,5!

As aeronaves reformadas agora oferecem um sistema de entretenimento totalmente novo, com uma tela maior de 9 polegadas e qualidade HD, sensível ao toque. A navegação está disponível em 12 idiomas, incluindo o português. Este sistema apresenta uma quantidade bem grande de conteúdo, com cerca de 150 filmes e 200 programas de TV, além de músicas, jogos, um mapa interativo 3D, um aplicativo de chat que permite a conversar com outros passageiros e até aulas de inglês, holandês e outros idiomas.

Os filmes estão organizados nas seguintes seções: lançamentos, filmes recentes, coleções, família, filmes europeus e filmes holandeses. As séries seguem outra lógica: esporte, comédia, drama, estilo de vida, pessoas e o planeta, e destinos. As músicas são classificadas por estilo e lançamentos. O mapa interativo é um show a parte, permitindo mudar o ângulo de visão, o zoom e o sistema métrico.

Nem todo o conteúdo de filmes e programas oferecido têm áudio ou legendas em português. Mas com tanto conteúdo disponível, certamente não vão faltar opções de entretenimento durante a viagem!

O sistema tem porta USB e também é compatível com fones de ouvidos comuns. Na divisão entre as poltronas, na parte inferior dos assentos, é possível encontrar também tomadas com energia. Os fones de ouvidos são dados como cortesia e distribuídos pelos comissários logo após a decolagem.

Cada passageiro, ao embarcar, encontra na poltrona um travesseio e um cobertor higienizados, de boa qualidade. O bolsão dos assentos traz duas revistas e o folheto de segurança. Não há nécessaire.

Infelizmente os Boeing 777-200 da KLM ainda não dispõem de internet Wi-Fi. Mas isso é por pouco tempo, já que a empresa começou recentemente a implantação desse serviço em sua frota de voos intercontinentais. Eu particularmente sou um grande entusiasta do uso da internet durante o voo e acredito que será cada vez mais comum o serviço de Wi-Fi a bordo.

Serviço de bordo: Nota 9!

Ao voar entre Brasil e Europa com a KLM, pode ter certeza que você não vai sentir fome em momento algum. São 3 refeições durante o voo. Em função do horário de decolagem, nosso voo contou com jantar, lanche noturno e café da manha.

Jantar

O jantar da classe econômica começou cerca de 40 minutos após a decolagem. A tripulação começou servindo das fileiras dos fundos para as da parte da frente da aeronave. O serviço inicia com um aperitivo (uma porção de castanha) e bebida. Há muitas opções, com diferentes tipos de vinhos, refrigerantes e sucos, além de tônica, cerveja e chá. Optei por vinho tinto, um rótulo sul africano, numa mistura de Carbenet Sauvignon e Shiraz. Foi acompanhado de água. Muito bom!

Alguns minutos depois, os comissários anunciaram no sistema de som do avião as duas opções de prato principal disponíveis e distribuíram toalhas quentes para a assepsia das mãos. Em seguida, trouxeram a bandeja com o jantar e ofereceram novamente bebidas. A bandeja do jantar vem com uma garrafa de água, salada, uma caixa contendo biscoito de sal, queijo cremoso e manteiga, o prato principal e uma sobremesa.

Em nosso voo, foi servida salada de alface e macarrão parafuso, com ervilhas e presunto. Para o prato principal, as opções eram carne com farofa de cuscuz ou frango com macarrão ao molho branco. Quando chegou a minha vez, a comissária falou: “tenho certeza que o senhor vai aceitar essa deliciosa carne!” Eu sorri e perguntei se só tinha sobrado essa opção. A comissária respondeu que sim, pediu desculpas, e perguntou se eu ficaria bem.

O prato da carne era realmente minha primeira opção, então isso não incomodou nem um pouco. Mas achei interessante a forma como a comissária acordou um problema comum a todas as companhias aéreas: quem é servido por último geralmente não consegue escolher a refeição. A dica para quem tem restrições alimentares ou é mais seletivo no cardápio é pedir uma refeição especial com antecedência, sem custo, ou evitar assentos nas extremidades do avião, diminuindo assim a chance de ser servido no final.

O que importa mesmo é que comida estava excelente! Bem acima da média, quando comparada com a maioria das classes econômicas do mercado. Chegou quente, bem apresentada (dentro das limitações) e em quantidade generosa, já que o recipiente do prato principal é fundo. A farofa de cuscuz tinha alguns grãos de feijão verde, alho poro e pimenta biquinho. A carne era cozida, com cenoura e cebola de acompanhamento. Tudo muito saboroso. Ficaram sobrando apenas os farelos do pão na bandeja!

Engraçado que ainda tem gente que diz que é impossível comer bem num avião, dada as restrições de espaço nas aeronaves e pelo fato da comida precisar ser cozida, depois resfriada para finalmente ser aquecida a bordo, o que impacta no sabor e na condição dos alimentos. Isso não é verdade! A KLM está aí para provar isso!

Após recolher as bandejas, os comissários passam novamente oferecendo bebidas, incluindo, além das opções mencionadas, café, chá ou licor.

Lanche

Durante a madrugada ficam disponíveis nos galleys sanduíches, castanhas e chocolate, juntamente com bebidas variadas. Ao longo do voo os comissários também passam com esses itens numa bandeja, oferecendo para quem estiver acordado. Nos voos diurnos, geralmente é servido pizza, sanduíche e doces.

Café da manhã

Mesmo após o jantar bem servido e com o lanche da madrugada, foi servido um café da manhã caprichado. Cerca de 2 horas antes de pousar, são trazidas novamente toalhas quentes para as mãos. Em seguida, foi servido omelete com tomates e molho de tomate, acompanhado de pão francês com manteiga e geleia, bolo de coco, salada de frutas e uma garrafa de água. Novamente, a refeição chegou quente e estava saborosa. Para beber, opções como café, leite, iogurte, sucos e refrigerantes. Muita fartura a bordo da KLM!

Comissários e funcionários: Nota 10!

Um dos ativos mais valiosos de uma companhia aérea são os profissionais que lidam com o público. Nesse aspecto a KLM pode se orgulhar de ter funcionários incríveis! A equipe alia o bom humor holandês, com competência, seriedade e muito profissionalismo.

A equipe de comissários do nosso voo era bem sênior. Além dos pilotos, era composta por 10 profissionais, sendo 1 comissário chefe, 1 comissário líder, 3 assistentes de classe executiva e 5 de classe econômica. Pelo menos uma comissária falava português e estava disponível para ajudar os passageiros, caso necessário.

Os comissários foram gentis, educados e se mostraram disponíveis e prestativos em todos os momentos! A forma como a experiente comissária enfrentou a falta de opção na hora do jantar demonstra bem o perfil dos funcionários da KLM! É bom demais voar com profissionais que gostam do que fazem e que vão muito além da indiferença ou até da rispidez que se tornou o padrão em algumas companhias aéreas.

Além disso, as equipes de solo no Brasil e na Holanda se mostraram eficientes e receptivas.

Desembarque e entrega de bagagens: Nota 9,5!

A aeronave pousou em Amsterdam um pouco antes do previsto. O desembarque iniciou rapidamente, após a aeronave pousar e encostar no terminal. Esse voo chega em um horário ótimo no aeroporto de Schiphol, pois quase não havia fila na imigração.

aeroporto-amsterdam

A imigração em Amsterdam foi prática e gentil com os passageiros. No meu caso, não perguntam absolutamente nada. Apenas carimbaram o passaporte e pronto.

As bagagens começaram e ser entregues com rapidez, mesmo com a rápida passagem pela imigração. Apesar das obras de ampliação e modernização de Schiphol, o aeroporto holandês oferece um padrão de serviço muito bom!

Programa de fidelidade: Nota 8,5!

A KLM, juntamente com a Air France utilizam o Flying Blue como programa de fidelidade. O voo entre o Rio de Janeiro e Amsterdam permite acumular 5.940 milhas por trecho ou 11.880 ida e volta. A partir de 5 mil milhas já é possível resgatar trechos em períodos promocionais, para voar dentro da Europa.

A empresa faz parte da aliança global Skyteam, onde oferece benefícios e parcerias em conjunto com empresas como Air France, Aerolineas Argentinas, Aeromexico, Air Europa, Alitalia, Delta, Korean, entre outras. Quem tiver status Elite ou Elite Plus em alguma das empresas da Skyteam, pode desfrutar de vários serviços adicionais ao voar KLM, como check-in e embarque prioritários, franquia adicional de bagagem, assentos preferenciais e acesso às salas VIP (apenas Elite Plus).

No Brasil, a KLM mantém acordo de compartilhamento de voos com a GOL e parceria para o acúmulo e resgate de milhas com o Smiles. É possível resgatar passagens do Brasil para Europa para voar com a KLM a partir de 50 mil milhas Smiles ou a partir de 20 mil para voos dentro da Europa. No entanto, quem desejar acumular milhas de voos KLM no Smiles deve ficar atendo as regras do bilhete comprado, já que pode não ser vantajoso. Isso ocorre em função da maior parte das tarifas em classe econômica pontuarem apenas 25% ou 50% das milhas voadas, dado o acordo estabelecido entre os programas. Confira em detalhes as tarifas e o percentual de acúmulo de voos de parceiros no Smiles em nosso guia exclusivo.

Comentários finais:

Avaliação geral: Nota 8,8!*

*média ponderada dos sete critérios avaliados, com peso maior (2,5) para os itens “Configuração da cabine e assentos” e “Serviço de bordo”.

Voar com a KLM foi uma experiência muito agradável! A empresa tem uma cultura única e consegue cativar seus passageiros com pontualidade, aviões bem equipados, refeições fartas e deliciosas, além de comissários atenciosos e bem humorados. Amsterdã é uma cidade incrível e uma excelente porta de entrada para a Europa, com conexões rápidas e eficientes para as principais cidades do velho continente.

Não é a toa que a KLM acumula nota 8.7 no ranking de companhias aéreas do Melhores Destinos, sendo a primeira companhia aérea europeia mais bem avaliada pelos nossos leitores.

Nota: os funcionários da KLM não tiveram conhecimento sobre o review ou sobre a presença de nossa equipe a bordo. Não houve tratamento diferenciado em nenhum momento. O anonimato nos permite retratar a experiência real que um passageiro terá ao voar com a companhia aérea. Além disso, os comentários retratam não apenas como eu fui tratado, mas como os funcionários trataram os demais passageiros.

E você, o que achou? Já voou ou vai voar com a KLM? Ficou com alguma dúvida? Teve uma experiência semelhante ou diferente da minha? Comente e participe!

Autor

Leonardo Cassol - Editor Editor e especialista em programas de fidelização do Melhores Destinos.