Como é voar com a Alitalia para Israel

Marcel Bruzadin 6 · abril · 2016

O Melhores Destinos já publicou, anteriormente, algumas avaliações de voo com a companhia aérea italiana Alitalia, no entanto, hoje vamos publicar um voo operado na rota São Paulo – Israel, no Oriente Médio. O relato de hoje foi enviado pelo leitor Matheus Barros que viajou até Tel Aviv, com conexão na capital italiana Roma e nos conta em detalhes toda a experiência com a Alitalia, a maior companhia aérea da Itália.

Confira o texto na íntegra e saiba como são os serviços da Alitalia, do check-in até o pouso. Caso já tenha voado também com a companhia, não deixe de compartilhar conosco a sua opinião através dos comentários.

como-e-voar-alitalia-israel

Boa leitura! 

Em janeiro realizei uma viagem de São Paulo a Israel com a companhia aérea italiana Alitalia e confesso que fui bastante surpreendido pelo serviço oferecido. Conto abaixo todos os detalhes de como foi voar com a Alitalia até o Oriente Médio.

Check-in

Chegamos ao Aeroporto Internacional de São Paulo – Guarulhos, com mais ou menos duas horas de antecedência. Como viajamos em grupo, fui orientado a não realizar o check-in online, então despachamos nossa malas e pegamos os cartões de embarque no guichê da própria Alitalia.

como-e-voar-alitalia-israel-01

O check-in do Terminal 3 é excelente e foi super rápido. Despachamos as malas e já recebemos os cartões de embarque até Tel Aviv, nosso destino final. Nosso voo de ida era o AZ 675 até Roma.

Ponto para Alitalia.

Embarque

Foi aí que começamos a ser surpreendidos. Estava imaginando que o voo seria operado num daqueles antigos Boeing 777-200 da companhia e já estava até cabisbaixo. Porém, percebi que esse não era o avião estacionado no finger e sim um Airbus A330. Já fiquei empolgado com a possibilidade de ter um pouco mais de conforto.

como-e-voar-alitalia-israel-02

A sala de embarque do Terminal 3 do GRU Airport conta com wi-fi gratuito e tomadas para carregar equipamentos eletrônicos, o que foi realmente uma mão na roda.

Nosso voo estava programado para decolar às 16:40. Aproximadamente às 15:50 deram início ao embarque. Primeiro as prioridades por lei, depois os passageiros da classe Magnífica da Alitalia e depois os viajantes da classe econômica.

Embarque rápido e dentro dos conformes, porém um pouco tumultuado e mal organizado.

como-e-voar-alitalia-israel-05

Aeronave

Como disse, a aeronave que fez essa rota foi um Airbus A330. Era um avião novo, limpo e agradável. O espaço para as pernas pra mim, era razoável (tenho 1,68m), agora meu pai que tem 1,75m sentiu-se extremamente desconfortável, portanto, imagine as pessoas mais altas. O espaço para as pernas era horroroso. 

como-e-voar-alitalia-israel-11

O voo partiu com vinte minutos de atraso, que foram compensados durante o voo sem maiores problemas.

Serviços

Logo após a decolagem os comissários passaram servindo biscoito salgado e bebidas. Havia água, sucos e refrigerantes. Duas horas depois da decolagem deram início ao serviço de bordo, as opções eram carne ou massa. Optei pela massa e meu pai pela carne.

como-e-voar-alitalia-israel-13

Pessoalmente, achei a massa, que era um ravioli ao sugo, boa para os padrões de um avião. Meu pai disse que a carne estava boa também. Para beber havia sucos, refrigerantes, vinho e água, bebidas padrão da classe econômica das companhias aéreas internacionais.

como-e-voar-alitalia-israel-14

Além da refeição, serviram uma salada e pãozinho como acompanhamento e um doce de banana e chocolate como sobremesa. Os talheres eram de plástico e junto havia um lenço umedecido para limpar as mãos.

Após o jantar, serviram água, chá e café a quem solicitasse. Além de também ter bebidas e snacks na galley no fundo do avião durante todo o voo.

Entretenimento

Este foi, sem dúvida, o ponto forte do voo. No sistema de entretenimento de bordo haviam vários filmes novos, séries e discos. Foi totalmente reformulado e também havia como fazer compras no Duty Free diretamente pelo sistema. Havia também mapa do voo, jogos e uma câmera para ver o avião. Assisti dois filmes e dormi a maior parte do voo.

 

 

O pouso foi tranquilo e a conexão em Roma foi bem rápida. O avião que usamos de Roma a Tel Aviv foi um Airbus  A320 igual os que a TAM utiliza no Brasil.

Chegamos em Tel Aviv no horário previsto, sem maiores problemas.

como-e-voar-alitalia-israel-08

Conclusão

Em geral, a experiência com a Alitalia foi muito boa. Voltaria a viajar com ela com certeza.

Publicado por

Marcel Bruzadin

Marcel

  • Larissa Campos Souza

    Adorei seu relato, Matheus!
    Fiz exatamente o mesmo trajeto ano passado:
    GRU- FCO- TLV e depois ainda com a Alitalia:
    TLV- FCO- ATH – FCO- GRU.

    Na volta, a aeronave estava mais conservada e mais confortável (ou talvez era o cansaço da viagem hahaha)

  • RenatoADM

    Muito bom o relato, pretendo ir para Roma pela Alitalia porém muito na dúvida se vou via GRU ou GIG, me parece que a rota saindo do Rio tem a vantagem de ser um a330 realmente ele é mais confortável em relação ao b777 que sai de São Paulo? E ainda existe aquela caixa que atrapalha as pernas sob os assentos na janela?

  • Rodrigo

    Li sobre suas expectativas ao viajar de B777 e A330 e lembrei que a única vez em que viajei de A330 (TAP) eu não gostei e achei o espaço pior que o do B777 (TAM) e B767 (TAM, LAN), pois não achei só o espaço para as pernas pequeno, mas parecia que a cabine também era menor como um todo.

    • Jonatas Elias

      Mas o A330 é de fato menor que o T7.

  • John Doe

    Ótimo relato. Também queria saber sobre as caixas embaixo dos assentos. E como foi a imigração em Roma, demorou qto tempo?
    Pergunto isso pois tenho uma conexão da Alitalia para Madri de apenas 45 minutos, estou preocupado de não dar tempo.

  • Lucas Senger Jacobus

    Quando fui para a Europa ano passado, ao aproveitar aquela promobug da Alitalia, na ida fui com o 777-200 e na volta com o A330. A diferença realmente impressiona, e o serviço foi bom em ambos os voos.

    • Victor

      Qual o melhor?

      • Lucas Senger Jacobus

        A330 é levemente superior.

  • Sílvio Carneiro

    Pena que pra Teerã seja um 320, mas pelo menos será na executiva, então a minha expectativa depois deste relato é positiva. Vi que pelo menos o serviço de bordo para aquelas bandas parece ser bom para um voo relativamente curto.

  • Uai, mas e o relato entre Roma e Tel Aviv?

  • Márcio

    Fui neste voo AZ0675 GRU-FCO agora em março (09/03/2016).
    O avião era um B777-200. A aeronave em si é um bom aparelho, estável, relativamente silencioso e sem vibrações.
    O ruim são os assentos que a Alitalia utiliza neste avião, com um encosto de cabeça rídículo, que força a cabeça dos passageiros para frente ficando impossível de relaxar e causando dores cervicais e nos ombros no final da viagem, além de terem uma regulagem para cima e para baixo que não fica estabilizada na posição determinada.
    O espaço dos assentos também é muito ruim, tanto em relação ao banco à frente como em largura. Banco excessivamente estreito e no assoalho existe uma caixa metálica em baixo de grande parte dos assentos que rouba espaço para os pés.
    Um absurdo ! Já havia notado esta caixa metálica também no B747-8 da Lufthansa.
    O serviço de bordo no voo de ida foi bom, com boa comida e vinho delicioso. No voo de volta, (24/03/2016) AZ0674 FCO-GRU, o avião era igual e a tripulação diferente, bem mais grosseira e antipática que na ida. A comida também não estava tão boa como na ida.
    Dentro da Itália fiz voos com a Alitalia de Roma para Milão e vice versa num A319 cuja configuração de bancos era muito melhor que esta encontrada no B777-200, com assentos livres daqueles escabrosos encostos de cabeça e com revestimento em couro, além de serem mais confortáveis.

    • Aline Macedo

      Concordo plenamente com você Márcio !!
      Só viajo com a Alitalia novamente se ganhar as passagens !!

    • Emne Cihade

      Concordo plenamente com suas informações ! Meu voo foi 0673 01-03-16 partindo GIG / Roma FCO Alitalia , poltronas estreitas, o encosto de cabeça horrível e tripulação muito grosseira tanto na ida quanto no retorno. Eu não voaria com a Alitalia novamente…

  • Éverton E Adélia Castro

    Muito legal o seu relato. Gostaria de saber sobre a conexão em Roma e o vôo de Roma a Israel.

  • Emne Cihade

    Boa noite, cheguei em Roma dia 02-03 às 07:00 e minha conexão para Milão era às 09:00 e passei um aperto gigante porquê a fila da imigração era gigantesca, nunca passei tanto aperto….Quanto à companhia aérea para mim foi uma experiência muito ruim.
    1º poltronas estreitas e apertadas;
    2º uma companhia que atua Brasil x exterior tem que ter no mínimo o respeito com os passageiros brasileiros de ter um tripulante que seja para falar português, eu consegui me virar com o Italiano que falo mal mal. Mas e se não soubesse falar ?
    3º os avisos da aeronave são todos dados em inglês ou italiano
    4º mala adquirida para a viagem e foi quebrada pela companhia,reclamação registrada no aeroporto de Milão conforme minha obrigação agora aguardo as providências da companhia.
    Serviço de bordo , alimentação e entretenimento foi muito bom.

  • Danielle Gefuni

    Bom dia John,
    Fiz conexão duas vezes no Fiumicino pela Alitalia com o vôo partindo de GRU às 17:20 e chegando em Roma às 07:20 da manhã e vou te dizer: esperei um bom tempo pra poder seguir viagem. Não quero te assustar, mas te aconselharia a estudar bem o aeroporto pra não passar perrengue no dia da viagem. A fila de imigração é bem grande e depois tem o traslado dentro dos terminais do aeroporto (fiz esse traslado uma vez de trem e outra de ônibus). Eu sugeriria uma folga de pelo menos umas 2hr pra fazer conexão neste aeroporto.

  • Claudio Jacques

    Nada como uma empresa lixo como era a Alitalia ser comprada (mesmo que parcialmente) por uma empresa decente, no caso a Etihad. O serviço melhooora…….O mesmo ocorreu com a Iberia depois de ter a British como sócia.

  • Claudio Jacques

    Gostaria de entender porque nada do que comento é postado……

  • Pedro Huback

    Não se engane, essa “executiva” do a320 nada mais é que a econômica com assento do meio bloqueado e serviço de bordo gratuito.