logo Melhores Destinos

Viagem à Itália: dicas essenciais para saber antes de embarcar!

Camille Panzera
Camille Panzera
30/03/2020 às 9:00

Viagem à Itália: dicas essenciais para saber antes de embarcar!

A Itália é um país incrível, sem dúvidas, e planejar sua viagem é essencial para aproveitar tudo que o lugar tem a oferecer. O país da bota abriga dezenas de destinos incríveis, uma cidadezinha mais graciosa que a outra e tem muito o que ser visto e conhecido. Abaixo você pode conferir algumas dicas para aproveitar ao máximo a sua viagem e entender as dicas essenciais para botar em prática antes de fazer sua viagem à Itália!

É ainda o país que mais tem patrimônios da UNESCO, então, é natural que quem escolha a Itália como destino de férias, resolva visitar várias cidades em uma mesma viagem. E é por isso que o planejamento antes de viajar é tão importante.

dicas essenciais italia

1 – Analise a melhor época para fazer uma viagem à Itália

As estações na Itália são bem definidas: no inverno faz bastante frio (no norte da Itália neva) e no verão faz muito calor. O verão, especialmente os meses de julho e agosto, são períodos de altíssima temporada, preços mais altos e que as cidades ficam cheias, principalmente cidades litorâneas. Além desse período ser de calor excessivo, as atrações ficam lotadas. Em agosto ainda acontece o “ferragosto”, período de feriado, em que estabelecimentos de cidades pequenas ficam fechadas para férias.

Para viajar em uma média temporada, sem muito frio ou muito calor e sem cidades tão abarrotadas, considere viajar na primavera ou no outono. Meses como maio e setembro, por exemplo, são uma ótima pedida!

2 – Crie um roteiro em sua viagem à Itália!

Pode parecer uma dica óbvia, mas ela é fundamental. É importante “estudar” um pouco o país, entender quais são os destinos que atinam seu interesse e então decidir o que você tem mais vontade de fazer por lá. Quais são seus maiores interesses pessoais? Visitar museus ? Ir a sítios arqueológicos romanos? Desvendar os canais de Veneza? Curtir paisagens naturais? Admirar lagos incríveis? Esquiar? Ir à praia? Fazer passeios por vinícolas?

Por mais que a gente queira conhecer tudo que a Itália oferece, nem sempre é possível, então a sugestão principal é criar um roteiro que englobe seus principais interesses. Essa dica também é importante porque, às vezes, na sede de conhecer muitas cidades diferentes, a viagem pode acabar ficando muito corrida, com muitos deslocamentos, muitas trocas de hotéis e por fim, cansativa.

3 – Viaje de trem pela Itália!

O sistema de trens na Itália funciona muito bem e essa é uma excelente forma de viajar dentro do país. Os trens costumam ter bons preços, especialmente se as passagens forem compradas com antecedência, quando é possível encontrar promoções. Tão logo você tenha definido seu roteiro no país, comece a olhar as passagens de trem.

Outra boa vantagem de viajar de trem é não ter a fiscalização chata do limite de bagagem e nem a necessidade de chegar muito tempo antes do embarque, como ocorre nos voos. Geralmente as estações de trem ficam em áreas centrais de cada cidade, ao contrário dos aeroportos, que ficam mais afastados dos centros. Saiba mais sobre viagens de trem na Europa.

4 – Valide seus bilhetes de trem!

Ainda sobre os trens, é importante saber que ANTES de embarcar no veículo você deve validar o seu bilhete. Geralmente, diante das plataformas de trem há uma pequena máquina em que se insere o bilhete de papel, que deve ser marcado para garantir que o bilhete foi utilizado. Essa dica é especialmente necessária em trajetos que sempre têm o mesmo valor, já que dentro dos vagões costuma ter um funcionário da empresa de trens averiguando se o ticket condiz com o trajeto que se está realizando. Caso esteja com seu ticket apenas no telefone, esse procedimento de validação não será necessário.

5 – Reserve os hotéis antecipadamente!

A Itália recebe turistas o ano inteiro e tem hotéis incríveis, então não deixe para escolher seu hotel em cima da hora. Cada cidade tem suas peculiaridades, seus bairros melhores/piores para se hospedar, então não marque bobeira e tente reservar seus hotéis com semanas ou até meses de antecedência para encontrar mais disponibilidade e variedade de acomodações. Essa dica é importante, principalmente se você viaja no verão, quando os preços ficam mais altos.

Em algumas cidades italianas é possível encontrar acomodações por um preço razoável, mas há lugares, como Capri ou a Costa Amalfitana em que os hotéis são realmente caros. E se você deixar para escolher o hotel em cima da hora, provavelmente as melhores opções já terão se esgotado. Previna-se, reserve seu hotel com antecedência e garanta um lugar bacana para se hospedar por um preço razoável.

Veja aqui onde Onde Ficar em Roma.

6 – Compre ingressos com antecedência

Quando disse que planejamento era fundamental para aproveitar uma viagem à Itália, não era exagero. O país tem atrações muito famosas e turistas o ano todo, por isso é natural que os principais pontos turísticos de cada cidade fiquem cheios (ou lotados de tanta gente). Acontece que, em muitos desses pontos turísticos, há um número de visitantes limitado dentro do local, até para garantir a segurança e êxito na experiência. Em várias atrações, como a Santa Ceia ou Galleria Borghese, apenas quem adquire os ingressos com antecedência poderá ter acesso.

Outro motivo para comprar seus ingressos com antecedência são as filas que se formam diante das atrações turísticas e que podem ser enormes dependendo do ponto turístico, do dia ou horário. A boa notícia é que a maior parte das grandes atrações turísticas italianas vendem seus ingressos online, muitas vezes cobrando um pequeno valor pela reserva através da internet. Garantindo o ingresso antecipadamente, do conforto do seu lar, você pode “furar essa fila” para comprar o ingresso, garante que visitará a atração e não precisa ficar horas em pé, esperando para ter acesso ao lugar. Com certeza vale a pena comprar o ingresso online!

Por último, mas não menos importante, mais um motivo para você reservar seu ingresso online ANTES de viajar é que diversas atrações possuem ingressos gratuitos, com custo apenas da reserva online. Esse tipo de ingresso às vezes têm algumas regrinhas e cada atração oferece o ingresso gratuito em um determinado dia ou horário do mês. Para conseguir o ingresso gratuito, confira as informações em cada um dos sites de ingressos. Nada mal, né?

Pois bem… que ingressos devo comprar antes de viajar para a Itália?
Abaixo você encontra uma lista das atrações com ingressos concorridos e seus sites oficiais.

Milão – ingressos para comprar antes de viajar:

  • Santa Ceia – Esse é o mais difícil dos ingressos. Vale comprar com 3 meses de antecedência. Caso não haja data para o período que você estará na cidade, tente ligar no local – dessa forma nós conseguimos
  • Duomo de Milão: Os ingressos contemplam diferentes atrações, sendo as principais delas a catedral e o telhado (rooftop), que pode ser acessado por elevador ou pelas escadas. Fique de olho nos ingressos para comprar a opção que você prefere!

Roma – Ingressos importantes para comprar antes de viajar:

  • Coliseu: O ingresso inclui a visita ao Coliseu, Palatino e Fórum Romano. É o ingresso “clássico” de quem visita o Coliseu em Roma.
  • Coliseu à noite – Menos popular do que o ingresso “clássico”, a visita noturna é uma ótima opção para quem prefere encontrar a atração mais vazia. O passeio é feito com guia e inclui visitação a áreas que nem todo mundo tem acesso dentro do Coliseu na visita regular.
  • Galleria Borghese – O ingresso DEVE ser comprado com antecedência porque apenas 360 pessoas podem visitar a galeria por vez. Cada visita tem 2h de duração.
  • Museus do Vaticano – Atração sempre muito cheia, comprar o ingresso com antecedência evita uma fila do lado de fora do local. Se possível escolha visitar o lugar durante a tarde porque costuma ser mais vazio (ou menos lotado). Veja aqui nossas dicas sobre os Museus do Vaticano.
  • Udienza Papale – O acesso à Audiência Papal é gratuita e acontece às quartas-feiras a partir das 9h da manhã, mas se você quiser sentar próximo ao Papa, vale fazer uma reserva também. A reserva é feita por carta ou fax.

Veneza – ingressos para comprar antes de viajar:

  • Basílica de San Marco – o ingresso é gratuito, apenas o agendamento para furar a fila externa é que se paga. O ingresso à Basílica sem fila pode ser adquirido para ser acessado entre 1 de abril a 1 de novembro.
  • Campanile de San Marco: O ingresso sem fila está disponível por 7 meses por ano, entre 1 de abril e 1 de Novembro.
  • Palazzo Ducale – A compra do ingresso online também permite furar a fila. Para fazer o tour “Itinerari Secreti”, que visita áreas internas da atração e de acesso mais restrito, o ingresso reservado antecipadamente, comprado com horário marcado é essencial.

dicas veneza

Florença – ingressos importantes para comprar antes de viajar:

  • Galleria Degli Uffizi – Principal museu de Florença, seu ingresso pode ser adquirido previamente, com horário agendado para a entrada, evitando a fila do ingresso e para entrar na atração. Nesse mesmo site pode ser comprado um ingresso combinado com o Palazzo Pitti e Giardino di Boboli.
  • Galleria dell’Academia – Segundo museu mais importante de Florença, a obra mais conhecida do local é Davi de Michelangelo.
  • O Duomo de Florença tem entrada gratuita e não é possível fazer reservas para visitá-lo, então sempre há uma fila na porta. Entretanto, o “complexo” de atrações ao redor do Duomo é pago e feito na forma de um ingresso combinado, que inclui atrações como o Museu de Santa Maria del Fiore, Campanile de Giotto, o Batistério de San Giovanni, a Cripta de Santa Reparata e a Cúpula da Catedral, que vale muito a visita por ter sido uma obra de grande inovação na época de sua construção. Mesmo que você adquira o ingresso combinado de todas essas atrações do Duomo, é necessário reservar dia e hora para subir a Cúpula da Catedral. Faça sua reserva com alguns dias de antecedência, principalmente se viaja entre maio e setembro.

Pisa 

  • Torre de Pisa – Caso queira subir a torre inclinada, o ideal é que você faça sua reserva antes. Nos arredores da torre também estão atrações como a Catedral de Pisa (gratuita), batistério, Camposanto e Museu, que são pagos mas não necessitam serem comprados com antecedência.

7 – Andiamo, ragazzi!

Andar é a melhor forma de explorar as cidades italianas, então leve calçados confortáveis na sua mala. Dê preferência aos calçados que você já utiliza e que sabe que não machucam seus pés. Viagens em que se anda muito não são um bom momento para estrear calçados que você não tem certeza se são macios para caminhar.

8 – Malas!

Se você pretende viajar bastante de trem e visitará várias cidades ao longo da sua viagem pela Itália, evite carregar malas grandes e muito pesadas. Com uma mala pequena você consegue se locomover com mais facilidade no transporte público ou subir e descer escadas onde não há elevador. Essa dica é importante principalmente para quem viaja a Veneza, que tem muitas pontes com escadas e acessibilidade ruim.

Geralmente as grandes estações de trem possuem armários pagos para deixar as malas. Essa pode ser uma boa estratégia quando você pretende programar um bate-volta para alguma cidade e não tem um lugar para deixar sua mala.

Leia também: Dicas para escolher a mala ideal para a sua viagem de avião

9 – Use aplicativos a seu favor!

Se tem algo que facilita MUITO a vida durante uma viagem, é usar aplicativos no smartphone. Geralmente a opção mais barata para ter internet no exterior é comprar um chip pré-pago do país que se visita, mas vale também consultar os planos de roaming internacional da sua operadora brasileira. Um aplicativo essencial para usar durante a viagem é o Google Maps, que permite saber quão distante está uma atração turística, como se chega a um determinado local andando ou com o metrô, por exemplo.

Além do Google Maps, que é útil em qualquer cidade do mundo que você for visitar, cada país tem seus aplicativos mais utilizados e que podem ser essenciais para facilitar a dinâmica viagem. Na Itália, por exemplo, a Uber não é uma empresa tão forte e muitas vezes tem tarifas mais caras que os táxis – para utilizar os táxis baixe aplicativos como o We Taxi e Free Now (antigo My Taxi).

Em um lugar com tantas atrações históricas, a presença de um guia ou tour guiado costuma ser essencial para entender o contexto e curiosidades sobre o local visitado, por isso várias atrações italianas oferecem aplicativos próprios para que os visitantes façam o seu tour guiado sozinho, acompanhado pelo aplicativo as informações sobre a atração.

Em Roma, por exemplo, há aplicativos para visitar o Castelo de Sant’Angelo,  e o Fórum Romano.

Para os deslocamentos em trem, vale utilizar os aplicativos da Trenitalia e da Trenord.

9 – Arrisque a falar italiano!

Aprender algumas palavras do idioma local é sempre uma boa ideia quando viajamos. Cumprimentar alguém com buongiorno (bom dia) ou um grazie (obrigado(a)) após ser atendido faz toda a diferença! Prego também é uma palavra importante, já que serve para um monte de coisas, como “de nada”.

10 – Tenha paciência!

Há muitos turistas na Itália, é fato. Há cidades, datas específicas, rotas de trem ou ônibus, atrações turísticas ou aquela gelateria incrível que às vezes estão cheias de gente, formando fila na porta. Em um país com tantas atrações incríveis, é natural que muitas pessoas tenham a mesma ideia e visitem os mesmos lugares. Então, releve e tenha paciência… alguns lugares requerem mesmo uma espera. O importante é que a viagem esteja divertida e proporcione novas experiências!

11 – Desfrute da gastronomia italiana!

Não é difícil comer bem na Itália, mas dicas são sempre bem-vindas para acertar na escolha. Antes de ir para a cidade que está planejando, pesquise quais são os bons restaurantes da cidade, tratorias, as gelaterias imperdíveis, padarias, bares, pizzarias, pegue dicas com os amigos daquele lugar inesquecível que eles gostaram… e, se o local for famoso, procure fazer reserva e garantir sua vaguinha!


E você, tem mais alguma dica para planejar uma viagem à Itália? Conte para nós!