Como é voar na classe premium da AirAsia, a melhor low cost do mundo

Denis Carvalho 11 · julho · 2014

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

A AirAsia já uma velha conhecida dos leitores do Melhores Destinos, com duas avaliações no site  – aqui e aqui. Eleita várias vezes a melhor companhia de baixo custo do mundo, a empresa com sede na Malásia volta a ser destaque no MD, mas desta vez com uma avaliação da sua executiva, a classe Premium. Acompanhe o relato do nosso leitor Luiz Godinho e conheça o que a companhia oferece na classe superior:

Precisava comprar uma passagem de Kuala Lumpur para a China e fui buscar pela AirAsia, companhia low cost que possui sede na Malásia. Já havia viajado com eles em 2012 e achei uma boa relação custo benefício. 

Avaliacao-air-asia

No momento da compra descobri que eles agora estão operando a chamada classe Premium. Um equivalente a classe executiva em outras cias. Como o meu voo era de aproximadamente 7 horas e o preço era o mesmo da classe econômica de cias “normais”, resolvi testar.

Compra e check-in online

A compra pelo site e tranquila. Esta tarifa da direito a embarcar uma bagagem de até 25kg, além de permitir a reserva de uma refeição e do assento. Compra efetuada de forma rápida e tranquila.

O check in pelo site e extremamente fácil e dispensa comentários.

avaliacao-air-asia02

LCCT

Em uma das minhas passagens pela estação KL Sentral, vi um ônibus executivo com a inscrição “LCCT (AIR ASIA)”. A principio fiquei assustado porque achei que eu tinha comprado uma passagem de outro aeroporto que não o Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur (KLIA), mas depois descobri que LCCT vem de Low Cost Company Terminal, um terminal exclusivo para empresas low cost.

avaliacao-air-asia04

Os caras pegaram uma espécie de galpão próximo ao (gigante) terminal de carga do KLIA, a uns oito quilômetros do terminal principal, e transformaram no LCCT. Um terminal mais simples, sem as mordomias do terminal principal.

avaliacao-air-asia10

 

Por mordomias, leia-se fingers, temperatura controlada, trem direto no terminal, entre outras coisas. Tirando o ar condicionado – quem já visitou a Malásia sabe que não da para viver sem -, que ficou devendo, não senti falta de muita coisa. Diversos aeroportos no Brasil são muito piores que o LCCT. Tem freeshop e lanchonetes e o ônibus da KL Sentral custa 10MYR (R$ 7), e a viagem dura aproximadamente uma hora.

avaliacao-air-asia07

Check-in e imigração

IMG_20140213_171106848O voo era às 19h25, mas por segurança cheguei às 17 horas. Depois de andar um pouco para entender como funcionava o terminal, fui fazer o check. A área do check-in era grande e possuía uma posição exclusiva para os passageiros da classe Premium. Em menos de três minutos estava com a bagagem etiquetada.

A imigração foi rápida. A fila era grande, mas vários agentes davam conta do recado, em menos de dez minutos estava com tudo OK.

Terminal de embarque

Como dito anteriormente, o terminal é como um grande galpão. Os portões são um ao lado do outro e os passageiros vão direto para a aeronave. Quando os voos são em aeronaves maiores, com maior número de passageiros, há alguns portões que possuem uma sala de pré embarque, ou seja, a conferência da documentação é feita e os passageiros aguardam a chamada dos voos nestas salas.

avaliacao-air-asia14

Como o avião que iria fazer a rota era um A330-300, o pré embarque começou às 18 horas. Às 18h40, começou a chamada do voo, começando pelos clientes Premium, os demais em seguida.

avaliacao-air-asia17

A classe Premium

IMG_20140213_185038198_HDRA classe Premium era composta por duas fileiras com seis assentos, 2 x 2 x 2. Os assentos Premium nada mais são que assentos de classe executiva, daqueles que ficam retos, mas com um angulo. No assento havia uma manta enorme e um travesseiro macio, sem as telas de TV, nem mesmo as coletivas.

Fomos recepcionados por uma tripulação muito simpática e com uma garrafa de água mineral. A temperatura na aeronave estava alta – provavelmente, a APU (auxiliary power unit, que mantém os sistemas ligados quando a turbina não esta funcionIMG_20140213_190428228ando) estava desligada, por economia… Para compensar, foi oferecida uma toalhinha gelada antes da decolagem. O push back começou às 19h20, e às 19h35 já estávamos no ar.

Voo

Logo apos a decolagem, começou o serviço de bordo. Recebi uma bandeja com o prato selecionado previamente – lasanha de frango -, uma torta de chocolate e um bolinho de framboesa, um suquinho de laranja e um de maçã, além de uma saladinha, sem molho algum, e outra garrafa de água. De talheres, só tinha garfo e faca, e de plástico, obviamente.

avaliacao-air-asia03

Observei que nos bolsões estava um cartão que anunciava que eles alugavam tablete com opções de filmes, músicas e seriados. Nem cogitei a possibilidade. Transformei meu assento em cama e descansei um pouco.

avaliacao-air-asia01

Um pouco antes da aterrisagem, as comissárias recolheram o travesseiro e as mantas. O pouso no aeroporto de Shanghai – Pudong foi tranquilo, à 0h20.
A imigração foi rápida e tranquila e, ao chegarmos à esteira logo começou a entrega das malas. E o que me deixou mais feliz é que as bagagens da classe Premium, etiquetadas como prioritárias, foram realmente as primeiras a sair.

Conclusão

Pra quem vai fazer um voo mais longo e não se importa de pagar um pouco mais que o valor de uma passagem econômica low cost, vale muito a pena a classe Premium da AirAsia. Eu recomendo.

Agradecemos ao Luiz por este fantástico relato, que certamente será de grande utilidade a todos os leitores que viajarão pela Ásia e poderão optar pela companhia. E você? Já voou com a AirAsia? Deixe sua opinião nos comentários e participe! 

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe