logo Melhores Destinos

Virgin Galactic quer iniciar viagens de turismo no espaço no ano que vem!

Rafael Castilho
05/08/2020 às 15:46

Virgin Galactic quer iniciar viagens de turismo no espaço no ano que vem!

As viagens supersônicas e espaciais com passageiros estão mais perto do que se imagina. A Virgin Galactic, empresa do bilionário inglês Richard Branson, pretende colocar no espaço os primeiros passageiros no início do ano que vem, incluindo ele mesmo! E não é só isso: a empresa está trabalhando em um novo avião supersônico, capaz de atingir 3.700 km/h.

Virgin Galactic no espaço

Há tempos a Virgin Galactic trabalha para levar turistas ao espaço, mas nessa semana o bilionário Richard Branson surpreendeu o mundo ao anunciar que a companhia pretende iniciar o serviço no ano que vem. As primeiras viagens devem acontecer no começo do ano que vem e o próprio Branson deverá ser um dos passageiros a bordo do primeiro voo.

Em junho, a VSS Unity realizou com sucesso mais voos de teste. Outros mais estão programados para o final do ano.

 

A VSS Unity foi desenvolvida em 2016 pela empresa. A aeronave, com capacidade para seis passageiros e dois pilotos, decola presa a VMS Eve, como um planador. Aos 15 mil metros de altitude, a Unity é liberada e seus foguetes a levam perto dos 100 km de altitude, limite entre a atmosfera terrestre e o espaço exterior. O voo será curto, mas os turistas terão um visual privilegiado do globo terrestre, atualmente restrito a astronautas. O retorno é feito como aviões tradicionais, pousando em uma pista.

Os bilhetes para as primeiras viagens já estão sendo reservados. O preço é para poucos e bem salgado: US$ 250 mil. E acredite, 600 pessoas já fizeram reservas. Teria coragem ou bolso?

Avião supersônico da Virgin Galactic

A Virgin Galactic também apresentou os primeiros desenhos do projeto de um novo avião supersônico e anunciou uma parceria com a Rolls Royce no desenvolvimento da aeronave. “Temos o prazer de colaborar com a equipe da Rolls-Royce enquanto nos esforçamos para desenvolver sistemas de propulsão sustentáveis e de ponta para a aeronave e temos o prazer de trabalhar com a FAA para garantir que nossos projetos possam causar um impacto prático,” destacou George Whitesides, diretor da Virgin Galactic.

O projeto ainda está em fase inicial e não tem data para ficar pronto. A ideia é que o novo avião comercial supersônico seja capaz de superar em três vezes a velocidade do som. A aeronave atingirá a impressionante velocidade de 3.700 km/h, cerca de quatro vezes média da atual velocidade dos aviões comerciais.

Que tal ir de São Paulo a Miami em menos de 2 horas? Nada mal! Este seria o tempo do voo desta rota bastante utilizada pelos brasileiros que hoje completam o trajeto em cerca de 7 horas. Menos de duas horas também seria o tempo do voo entre Nova York e Londres, rota operada antigamente pelo avião comercial supersônico mais famoso da história, o Concorde.

O Concorde parou de operar em 2003 após 27 anos de viagens. As suas frotas mais famosas eram Paris-Nova York e Londres-Nova York. Chegou a viajar algumas vezes para o Brasil. A União Soviética também produziu a aeronave supersônica Tupolev TU-144 que era mais rápida que o Concorde, mas operou por apenas seis meses.

Entretanto, as duas aeronaves comerciais supersônicas tinham os mesmos problemas: alto consumo de combustível, custo alto de operação e baixa capacidade de transporte de passageiros. A Virgin Galactic junto com a Rolls Royce tentará minimizar os custos, mas o projeto inicial mostra que o novo avião será super exclusivo e para poucos afortunados. A capacidade será de 9 a 19 passageiros. Apenas estas pessoas terão oportunidade de viajar na super velocidade a uma altitude de 60.000 pés.

Leia também:

O turismo no espaço está mais próximo? Conheço os projetos em desenvolvimento por diversas empresas.

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção