logo Melhores Destinos

SpaceX: o turismo no espaço está mais próximo? Veja os projetos em desenvolvimento

Rafael Castilho
12/06/2020 às 5:55

SpaceX: o turismo no espaço está mais próximo? Veja os projetos em desenvolvimento

O lançamento da SpaceX no final de maio de Cabo Canaveral, na Flórida, despertou a curiosidade de todos. Pela primeira vez na história uma companhia particular levou astronautas para uma missão no espaço. Quem nunca sonhou em ser astronauta ou simplesmente dar uma voltinha ao redor do globo terrestre. Imagina a maravilha que deve ser avistar lá de cima o planeta Terra e recordar a marcante frase do primeiro homem a viajar para o espaço o russo Yuri Gagarin: A Terra é Azul. Os anos se passaram desde aquele voo do cosmonauta e agora, mais do que nunca, o homem se aproxima de turistar pelo espaço.

A decolagem da SpaceX marcou o primeiro lançamento tripulado nos Estados Unidos desde a aposentadoria dos ônibus espaciais em julho de 2011. O programa foi aposentado devido ao alto custo e também a duas tragédias que mataram 14 astronautas: Challenger, em 1986, e Columbia, que se desintegrou durante reentrada em 2003. A história do programa espacial norte-americano pode ser conhecida no Kennedy Space Center, perto de Orlando.

O lançamento da SpaceX é apenas o início de um projeto que pretende desenvolver o turismo no espaço e também levar o homem à Marte. Além da SpaceX, outras empresas prometem facilitar às viagens espaciais de turistas. Isto não deve demorar, acreditem!

SpaceX

A empresa norte-americana ganhou a mídia nos últimos dias com o lançamento da primeira nave tripulada privada para a Estação Espacial Internacional. Apesar deste reconhecimento internacional ter despertado o interesse somente agora, a SpaceX já desenvolve projetos aeroespaciais desde 2002 quando foi criada pelo milionário Elon Musk.

Em 18 anos de vida, a SpaceX acumula diversos feitos como primeiro empresa privada a lançar, orbitar e recuperar uma nave espacial em 2010; a enviar uma nave espacial para a Estação Espacial Internacional em 2012; o primeiro pouso propulsivo de um foguete orbital em 2015, entre outros. A empresa já realizou mais de 10 missões até a Estação Internacional.

Nestes anos de projetos, a SpaceX juntamente com a Agência Espacial Norte-americana, Nasa, desenvolveu e implementou novas tecnologias às viagens espaciais. A cápsula Crew Dragon, que viajou a 27.000 km/h, é muito moderna e difere das naves anteriores. As telas táteis substituíram botões e joysticks, o interior é predominantemente branco,  tem a iluminação mais sutil dando maior conforto aos astronautas e possui um sistema de escape (LES) que pode ser ativado em caso de falha no foguete e afastaria a cápsula do foguete dando mais segurança aos ocupantes.

Além disto, a empresa pensou no conforto dos astronautas. Robert Behnken e Douglas Hurley usaram um uniforme feito por um estilista e figurinista de Hollywood. Jose Fernandez, que tem em seu currículo o figurino dos filmes “Wolverine”, “Batman vs. Superman” e “Capitão América: Guerra Civil”, aceitou o desafio para fazer algo funcional e bonito. A roupa conta com sistema de comunicação, controles de pressão e temperatura, se conecta ao sistema da nave e as luvas são sensíveis ao toque. Muita tecnologia e conforto.

Para o sucesso total da missão da SpaceX ainda se aguarda o retorno em segurança dos astronautas.

A SpaceX não quer ficar restrita aos voos até a Estação Internacional, a companhia visa o turismo no espaço e até a exploração tripulada inédita de Marte.

Empresas privadas na exploração do espaço

Há alguns anos muitas empresas privadas, principalmente norte-americanas, entraram no jogo da exploração espacial. Com o objetivo de levar pessoas para conhecer o espaço, surgiram os projetos da Virgin Galactic, Boeing, Orbital, Blue Origen, SpaceX, XCOR, entre outras.

turismo espaço

Algumas seguiram o caminho sozinhas e outras tentaram se aliar ao governo norte-americano para viabilizar de forma mais rápida seus projetos. Em 2008, Washington lançou programas para buscar parceiros privados para a realização de voos espaciais. Foram abertas duas licitações: Commercial Crew Development (“desenvolvimento de tripulação comercial”, CCDev na sigla em inglês) para naves tripuladas e o Commercial Resupply Service (“serviço de re-fornecimento comercial”, ou CRS) para o transporte de carga.

Os contratos do CRS foram assinados em 2008 e desde então renderam US$ 1,6 bilhão para a SpaceX e US$ 1,9 bi para a Orbital Sciences, atual Orbital ATK. Já o CCDev, desde 2010, garantiu investimentos do governo norte-americano na Boeing de US$ 4,8 bilhões, a SpaceX US$ 3,14 bi, a Sierra Nevada Corporation US$ 362 mi, a Blue Origin US$ 25,7 mi, a United Launch Alliance US$ 6,7 mi e a Paragon Space Development Corporation US$ 1,4 mi.

Custos da exploração espacial

Um dos grandes objetivos da Nasa ao abrir licitação para o trabalho em conjunto com e presas privadas é o barateamento do programa espacial, além do desenvolvimento de novas tecnologias.

Desde o fim do programa com ônibus espacial, em 2011, a Nasa estava utilizando os foguetes russos para levar carga e tripulantes à Estação Espacial Internacional. Para se ter uma ideia do elevado custo, por cada “passagem” dentro das cápsulas Soyuz os norte-americanos pagavam cerca de US$ 90 milhões. Agora com o SpaceX o custo foi de US$ 55 milhões e objetivo é diminuir ainda mais o custo nos próximos voos, principalmente quando se tornarem mais frequentes.

turismo espaço

Um dos grandes avanços da parceria com as empresas privadas em comparação ao ônibus espacial é o foguete de lançamento. A cápsula Crew Dragon da SpaceX foi lançada acoplada ao Falcon 9, que custa cerca de US$ 90 milhões. Depois de impulsionar a cápsula até o espaço, o foguete é desacoplado e retorna verticalmente, por meio de GPS, para balsas robotizadas no meio do Oceano Atlântico. Assim, o Falcon 9 pode ser reaproveitado. Antigamente os dois foguetes usados no lançamento dos ônibus espaciais eram reutilizáveis. Eles voltavam de paraquedas e eram recuperados. Já o tanque de combustível era descartados. Já no caso da russa Soyuz o foguete é descartado.

Turismo no espaço

Há muito tempos se fala sobre a possibilidade do homem viajar a passeio pelo espaço. Filmes de ficção levam a imaginação para longe e mostram o ser humano habitando cidades futuristas em outras planetas. Apesar da democratização destas ainda viagens estar bem longe, é possível que em alguns anos alguns civis afortunados embarquem para um experiência de turismo espacial.

Para muitos o turismo espacial é um passo inevitável no século XXI, assim como foi o turismo aéreo no século XX. No começo da aviação somente as pessoas com muito dinheiro tinham acesso às viagens em avião. No espaço acontece a mesma coisa, antes somente astronautas e cientistas viajavam para lá. Em 28 de abril de 2001, Dennis Tito pagou US$ 20 milhões para passar cerca de uma semana no espaço. Ele viajou a bordo na nave russa Soyuz. Desde então, outros sete turistas embarcaram nesta viagem. Agora, há uma corrida de várias empresas que buscam baratear o acesso a esta aventura extraterrestre.

Outros projetos aeroespaciais

Boeing

A empresa americana aeronáutica também se juntou à Nasa para desenvolver cápsulas aeroespaciais. Em dezembro do ano passado, foi lançada a CST-100 Starliner, cápsula capaz de transportar até sete pessoas para órbita terrestre. O lançamento da cápsula foi um sucesso, mas devido a um problema ela não conseguiu atingir a órbita necessária para se acoplar à Estação Espacial Internacional. A CST-100 retornou a terra dois dias depois do início da viagem.

A Boeing agendou para agosto um novo voo teste da CST-100, agora a previsão é este voo seja tripulado. Apesar de expectativa que a empresa também entre no mercado de voos de turismo no espaço, por enquanto a Boeing só pretende levar astronautas e carga nas próximas viagens espaciais.

Virgin Galactic

O projeto da Virgin Galactic, empresa do bilionário inglês Richard Branson, para turismo no espaço está bem adiantado. A VSS Unity realiza os últimos testes no estado do Novo México, nos Estados Unidos, base de voos da empresa que se intitula como a primeira linha espacial comercial do mundo. A Virgin Galactic está recebendo reservas para os turistas interessados em voar para o espaço. O preço é bem salgado, US$ 250 mil. Mesmo assim cerca de 8 mil pessoas já se inscreveram.

A VSS Unity foi desenvolvida em 2016 pela empresa e já realizou alguns testes de voo. A aeronave, com capacidade para seis passageiros e dois pilotos, decola presa a VMS Eve, como um planador. Aos 15 mil metros de altitude, a Unity é liberada e seus foguetes a levam perto dos 100 km de altitude, perto da Linha de Kármán – limite entre a atmosfera terrestre e o espaço exterior. O voo será curto, mas os turistas terão um visual privilegiado do globo terrestre, atualmente restrito a astronautas. O retorno é feito como aviões tradicionais, pousando em uma pista.

O inicio dos voos com turistas ainda não têm data para acontecer, mas a Virgin Galactic garante que este dia está próximo.

Blue Origin

Outra empresa de mais um bilionário promete levar ao espaço seis turistas a bordo da cápsula New Shepard. A Blue Origin é de propriedade do magnata dono da Amazon, Jeff Bezos. A empresa já realiza voos com carga para o espaço.

No site da empresa há os detalhes da missão para os interessados no voo espacial. A New Shepard é equipada com janelas grandes, onde os turistas poderão admirar por alguns minutos toda a beleza da terra vista do espaços, além de experimentar a força 3G durante o lançamento e a gravidade zero.

O voo também alcançará a linha de Kármán, aos 100 km de altitude. Depois o retorno da cápsula é feito por meio de paraquedas. Já o foguete que levará a New Shepard funciona igual ao da SpaceX, retornado a terra num pouso vertical para possível reutilização. Os primeiro testes de lançamento foram feitos em 2015.

A Blue Origin não divulgou valores da passagem e quando os voos serão iniciados. Encontre mais detalhes deste voo com turistas ao espaço.

Devido ao alto custo a viagem ao espaço ainda é distante para a maioria das pessoas, mas você teria interesse de viajar? Conte qual o seu grande sonho em ir para o espaço? Deixe seu comentário logo abaixo.

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção