logo Melhores Destinos

Maradona em Buenos Aires: um roteiro por 8 lugares que marcaram a vida do ídolo

Leila Aisen
Leila Aisen
26/02/2021 às 10:30

Maradona em Buenos Aires: um roteiro por 8 lugares que marcaram a vida do ídolo

Diego Armando Maradona, um dos maiores ídolos do futebol argentino e do mundo, será sempre lembrado, e aqui em Buenos Aires é possível visitar vários lugares que marcaram sua história.

Embora os passeios por lugares importantes na vida de Maradona sejam vendidos pelas agências de viagem, eles também podem ser feitos por conta própria, usando transporte público, táxis, Uber ou remises.

Neste post, percorreremos os lugares mais importantes para lembrar o ídolo das multidões.

Roteiro sobre Maradona em Buenos Aires

1. Estádio Argentinos Juniors

Nosso tour começa no bairro La Paternal, onde é possível visitar o campo onde Diego jogou pela primeira vez como profissional, em 1976. No Museu do Clube estão os troféus e reconhecimentos que Maradona conquistou nessa época e hoje. O nome do estádio, claro, passou a ser Diego Armando Maradona!

Endereço: Gavilán 2151

2. Escultura de Maradona em bronze

A poucos metros do estádio está uma escultura em bronze que foi entregue ao bairro em homenagem a Diego Maradona.

Endereço: Álvarez Jonte y Gavilán

3. Casa Museu Diego Maradona

A poucos metros do estádio, fica essa casa onde Diego Armando Maradona e sua família viveram de 1978 a 1980. Os diretores do Argentino Juniors deram esta casa ao craque após sua estreia em 1976. Os móveis, a decoração e os eletrodomésticos representam o estilo de vida que era popular na Argentina naquela época. Entre os objetos há até uma vitrola que Diego ouvia em seu quarto e um piano que ele gostava de tocar. Você pode até ler as escrituras de propriedade. A casa onde Diego nasceu fica na Villa Fiorito, mas infelizmente não pode ser visitada.

Endereço: Lascano 2257

4. Cantinho do Segurola e do Habana

Essa equina porteña ganhou relevância em 7 de outubro de 1995, quando no retorno de Maradona ao Boca Juniors, após 14 anos, enfrentou o Colón de Santa Fé. Maradona teve várias disputas com Hugo Toresani, que jogava na equipe de Santa Fé e acabou sendo expulso. Depois do jogo, Toresani acusou: “Maradona me fez ser expulso e não me importa o que ele disser quando ouvir isso. Quero  estar frente a frente com ele para que repita as coisas que me disse durante o jogo. Eu vou buscá-lo até na casa dele ”.

Diego respondeu: “Eu disse a Toresani no campo que moro na esquina da Segurola e Habana 4310, sétimo andar. Não tenho nenhum problema que ele venha me procurar, porque cansei desses caras. Toresani não existe, vou esperar por ele em Segurola e Habana 4310, sétimo andar, vamos ver se dura trinta segundos”. A frase e a esquina do bairro La Paternal ficaram gravadas para sempre, e hoje os cartazes do cruzamento são um dos altares dedicados ao ídolo.

Endereço: Segurola e Habana

5. Basílica do Santíssimo Sacramento

Nesta Igreja, Maradona casou-se com sua primeira esposa, Claudia Villafañe, em 7 de novembro de 1984. Juntos tiveram duas filhas, Dalma e Giannina. Este é mais um local de peregrinação para muitos dos seguidores do ídolo.

Endereço: San Martín 1035

6. Estádio do Boca Juniors

O clube de seu coração não pode faltar num tour de Maradona por Buenos Aires. Você pode visitar La Bombonera, as arquibancadas, o camarote privado que possuía El 10 e o Museu da Paixão de Boquense. Assistir a uma partida de futebol neste campo mítico é uma experiência única! Mas cuidado: só compre ingressos oficiais para não cair em golpes.

Endereço: Brandsen 805

7. Hotel Boca

Para ter uma experiência completa, é possível hospedar-se no Hotel Boca, que é temático do clube e administrado pela rede Design Suites de Buenos Aires. Embora não seja especificamente de Maradona, a fachada do prédio representa as pernas de um jogador de futebol, e obviamente as cores azul e dourado estão em toda a decoração. As figuras históricas do Boca são retratadas nas portas dos quartos, e o hotel dispõe de bar, restaurante, spa e piscina aquecida.

Endereço: Tacuarí 243

8. Mural “San Diego” em La Boca

Recentemente foi inaugurado um mural gigante do artista Alfredo Segatori, chamado San Diego, do bairro de La Boca. Fica em uma parede da rua Aristóbulo del Valle 50, a pouco mais de um quilômetro do estádio La Bombonera. Segatori também é autor do famoso mural O Retorno de Quinquela, na rua San Antonio, Barracas, que tem 2.000 metros quadrados e foi por muitos anos o maior do mundo.

Endereço: Aristóbulo del Valle 50

Leia também:
O que fazer em Buenos Aires: 43 dicas para a sua viagem!
103 pontos turísticos de Buenos Aires!
Restaurantes em Buenos Aires: 50 lugares comer e beber 
Dicas de compras em Buenos Aires
Dicas de transporte em Buenos Aires
Como ir de Ezeiza a Buenos Aires

25 passeios grátis em Buenos Aires 

 

Gostaria de conhecer os lugares mais importantes da vida de Maradona em Buenos Aires?

Com informações de Mejores Destinos Argentina