logo Melhores Destinos

O que fazer em Florianópolis: 7 dicas imperdíveis para a sua viagem a Santa Catarina

João Goldmeier
João Goldmeier
25/09/2020 às 12:53

O que fazer em Florianópolis: 7 dicas imperdíveis para a sua viagem a Santa Catarina

Florianópolis tem encantos que atraem turistas do mundo inteiro: praias para todos os gostos, culinária variada onde os frutos do mar são o carro chefe e muita história pra ser vista e ouvida. Por serem tantas as atrações, pode pintar a dúvida de quem vem pela primeira vez: o que fazer em Floripa? Como manezinho da ilha, tendo vivido toda minha vida nesta ilha mágica, reuni neste post algumas dicas para ajudar a fazer essa viagem uma experiência incrível! Não deixe de ler mais dicas no nosso Guia de Florianópolis!

1. Quando visitar Floripa?

Se você acha que é no verão, está enganado (ou quase). Os melhores meses para visitar a ilha da magia são março (ainda verão) e abril, quando ainda faz calor, chove pouco e os preços estão mais baixos. Escolher o mês certo pode fazer você economizar inclusive na passagem aérea, geralmente mais cara de dezembro a fevereiro. Leia mais sobre quando ir a Florianópolis.

Floripa no inverno tem este visual

2. Quais as melhores praias de Florianópolis?

Essa é a pergunta de um milhão de dólares e a resposta vai depender de cada pessoa, seus hábitos e gostos. Mas uma visita à Floripa não pode deixar de fora a Praia Mole, Jurerê, Praia Brava e Campeche, que é considerada uma das melhores praias do Brasil. Falando em Campeche tente incluir uma visita à Ilha do Campeche, que fica em frente à praia. É um lugar deslumbrante, com águas clarinhas, trilhas e inscrições rupestres. Leia mais sobre praias de Florianópolis

Praia Mole, conhecida pelas boas ondas

3. O que eu não posso deixar de visitar em Floripa?

Tirando as praias, que sozinhas já dariam uma lista enorme, eu colocaria um passeio pelo centro histórico da cidade, com direito a almoço no vão central do Mercado Público, uma visita às dunas da Joaquina, ver um pôr do sol no calçadão da Beiramar Norte e visitar a recém reaberta Ponte Hercílio Luz, passeio gratuito que oferece uma outra vista da cidade. Leia mais sobre o que fazer em Florianópolis

Mercado Público Municipal de Florianópolis

4. O que comer em Floripa?

Floripa é uma cidade cosmopolita, com muitos migrantes de outros estados e até de outros países. Isso se reflete na culinária, com opções bem diversificadas. Mas não deixe de provar a comida típica do manezinho, como carinhosamente são chamados os que nascem na ilha: peixe frito, pirão, arroz, feijão e salada. Onde você ainda encontra esse PF ilhéu? Na praia do Pântano do Sul. É uma desculpa para você conhecer esse recanto ainda pouco explorado da ilha. Leia mais sobre onde comer em Florianópolis.

Lugares onde o tempo parou em Florianópolis

5. Onde se hospedar em Floripa?

Para fugir do trânsito em Florianópolis só de helicóptero! =) Floripa cresceu e por barreiras naturais não tem como expandir suas vias. Vindo fora da temporada você já sai na frente, mas dica quente mesmo é escolher bem o bairro onde vai se hospedar. Se você quer surfar, melhor ficar perto da Joaquina e Praia Mole (se hospedar na Lagoa da Conceição pode ser uma boa). Se quer festas e badalação, escolha ficar perto de Jurerê. E se a ideia é sombra e água fresca, escolha uma das praias do sul da ilha. Tente fazer tudo perto de onde estiver e depender o mínimo possível do carro. Leia mais sobre onde ficar em Florianópolis.

Praias para todos os gostos em Floripa

6. Alugar carro ou transporte público?

Se olharmos Floripa no mapa veremos que ela não é muito larga (18 km) e bastante comprida (55 km). Essa característica faz com que os deslocamentos dentro da ilha, principalmente os Norte para o Sul (e vice-versa) sejam bem demorados. Infelizmente o transporte público deixa a desejar e mesmo com a chegada do Uber e o aumento da frota de táxis, o aluguel de um carro é recomendado para trajetos mais longos. A dica é planejar bem o roteiro e só alugar nos dias que for conhecer uma outra região da ilha.

Ponte Hercílio Luz, que foi reaberta ao público em 2020

7. Bônus: Lagoinha do Leste, a praia intocada da ilha

A Lagoinha do Leste é uma praia de Florianópolis que permanece completamente preservada. Só é possível chegar à praia por duas trilhas ou de barco (dependendo das condições do mar).

A trilha mais curta começa no Pântano do Sul e leva cerca de uma hora, porém possui uma subida bem íngreme que exige preparo! Já a trilha mais longa e tranquila inicia-se na praia do Matadeiro e leva cerca de 2h30 até o final. Ambas brindam os visitantes com o visual da linda Praia da Lagoinha do Leste:

Praia da Lagoinha do Leste

E você tem outras dicas de Florianópolis? Contribua nos comentários!

* Este post foi publicado inicialmente em fevereiro de 2018 e vem sendo atualizado desde então