logo Melhores Destinos

Nunca leve isso na bagagem de mão! Quais os itens proibidos mais apreendidos no raio-x dos aeroportos

Sandro Kurovski
27/03/2022 às 6:00

Nunca leve isso na bagagem de mão! Quais os itens proibidos mais apreendidos no raio-x dos aeroportos

Se você nunca teve algum item da sua bagagem de mão retido (e descartado) na inspeção de segurança do aeroporto, certamente conhece alguém que já passou por esse drama. São tantas regras e restrições que fica difícil não se confundir de vez em quando e acabar incluindo algo proibido na mala. Seja por distração ou falta de familiaridade, nem mesmo viajantes experientes estão imunes a essa falha… Eu mesmo já perdi algumas garrafas de água lacradas, desodorante spray (novinho!) e dei meia volta para despachar dois potes de doce de leite que iriam para o lixo.

Para evitar que você perca algo importante em sua próxima viagem de avião conversamos com a Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC e com a administração de três dos aeroportos mais importantes do Brasil – Brasília (BSB), Guarulhos (GRU) e Galeão (GIG) e Porto Alegre (POA) para saber quais são os itens proibidos encontrados com maior frequência na bagagem de mão dos passageiros. Fique atento e tome cuidado para não levar nenhuma dessas coisas cabine!

itens apreendidos no Aeroporto do Galeão no rio de Janeiro

Itens apreendidos em um dia normal no Aeroporto Salgado Filho em Porto Alegre (POA)

1 – Ferramentas e utensílios

As ferramentas são as campeãs de descarte e representam mais de um terço do total de objetos retidos nos aeroportos brasileiros. Cerca de 30% dos itens apreendidos no embarque doméstico e 35% no embarque internacional são algum tipo de ferramenta. Isso acontece porque nem sempre a restrição é óbvia para os passageiros. Afinal de contas são apenas ferramentas inofensivas de trabalho, certo? Errado! Chave de fenda, martelo, alicate, chave inglesa ou até mesmo brocas de furadeira podem ser usadas como armas e, por isso, não podem ser transportados na cabine do avião por questão de segurança.

Ferramentas confiscadas raio-x aeroporto

Nessa categoria também se enquadram objetos como: agulhas de crochê ou tricô com pontas afiadas e feitas em material resistente, e até mesmo brocas usadas por manicures.

Vale lembrar que todos esses itens acima podem ser levados na bagagem despachada de acordo com a política de cada companhia, mas nunca na cabine.

2 – Líquidos e spray

Em segundo lugar, pouco atrás das ferramentas, estão os líquidos e sprays. No embarque doméstico eles representam 23% do total de apreensões e 28% no internacional. O limite para transporte de líquidos em voos nacionais e para o exterior é diferente, o que confunde muita gente. Além do spray, cremes, pastas e géis também entram no limite para líquidos.

Nos voos nacionais é permitido levar até dois litros de líquidos na bagagem de mão, mas cada embalagem deve ter no máximo 500 ml. Já nos voos internacionais o limite total é de um litro e as embalagens não podem ultrapassar 100 ml.

produtos inflamáveis confiscados raio-x aeroporto

Aerossóis e sprays de higiene pessoal, como desodorante, espuma de barbear e protetor solar, também podem ser levados na bagagem de mão. Em voos nacionais o limite é de quatro frascos de até 300 ml e nos internacionais de até 100 ml. Foi assim que perdi um desodorante cheinho de 150 ml que deixava na mochila em viagens pelo Brasil, até que um belo dia fui embarcar em voo internacional e esqueci completamente que ele estava lá. Essas mesmas regras se aplicam para o álcool em gel ou em líquido para higienização, que podem ser levados na bagagem respeitando esses limites.

Cremes, gel e pasta de dente também geram muita dúvida, por não serem exatamente líquidos. Foi esse o caso de quando tentei embarcar para Portugal com dois potes de 500 gramas de doce de leite. O volume máximo por embalagem nesse caso é de 100 gramas, seguindo a regra de líquidos para voos internacionais. Como minha tarifa incluía duas bagagens despachadas e eu só havia usado uma, retornei ao balcão da companhia e despachei a mala de mão com o doce de leite dentro, levando apenas uma mochila pequena comigo na cabine.

Também é bem comum a apreensão de líquidos perigosos e que não são permitidos no avião, como alvejante e água oxigenada. Produtos de limpeza com cloro ou soda cáustica também são proibidos.

Bebidas alcoólicas

Garrafas de vinho, cerveja, destilados e outras bebidas alcoólicas podem ser transportadas na cabine do avião respeitando o limite de 5 litros por passageiro em voos domésticos. Elas devem ter estar lacradas pelo fabricante e ter até 70% de graduação alcoólica. Lembrando que a bagagem de mão deve respeitar o peso máximo de 10 kg.

Nos voos internacionais, a restrição é a mesma dos líquidos, até 100 ml por frasco. A exceção é para bebidas compradas no duty free, após as verificações de segurança. Ou seja: deixe para fazer suas compras no último aeroporto na volta para o Brasil, mantenha as sacolas lacradas e guarde as notas fiscais.

Já na bagagem despachada é possível transportar mais, desde que estejam devidamente acomodadas e respeitem os limites estabelecidos pelas companhias aéreas (lembre-se que as companhias aéreas não são conhecidas por serem cuidadosas no transporte das bagagens de porão).

3 – Jogos de facas e talheres

O descarte de facas, canivetes, punhais, facas de caça ou táticas, tesouras, estiletes, bisturi e outros itens cortantes ou perfurantes também é corriqueira nos aeroportos. Eles representam 22% dos itens apreendidos no embarque doméstico e 17% no internacional.

objetos descartados raio-x aeroporto

Esse tipo de objeto até pode ser transportado na bagagem de mão, desde que a lâmina tenha no máximo 6 cm de comprimento. Do contrário, devem ser sempre despachados. Lâminas de barbear do tipo gilete, apesar de estarem dentro dessa medida, não são permitidas.

Barbeador elétrico e aparelho de barbear descartável (com ou sem refil) podem ser levados na bagagem de mão.

4 – Alguns artigos de esporte e lazer

A lista aqui é bem variada e inclui desde armas de paintball e airsoft, até halteres e anilhas de musculação. Os artigos de esporte e lazer barrados somam 11% dos descartes no embarque domésticos e 9% no internacional.

Além dos itens já mencionados, entre os mais comuns estão: bastão de caminhada, tacos de beisebol, pólo, golfe, hockey, sinuca e bilhar; remos, armas de brinquedo ou réplicas, equipamentos de artes marciais pontiagudos ou cortantes, combustível para acampamento e até carvão para narguilé.

5 – Produtos inflamáveis

Os artigos inflamáveis também representam uma parcela relevante dos itens confiscados: 10% no embarque doméstico e 9% no internacional. Isso inclui combustível ou refil para isqueiro, fogos de artifício (mesmo os “inofensivos” estalinhos), maçarico culinário ou isqueiro do tipo maçarico, líquidos ou gases, tintas ou solventes inflamáveis.

Porém existem algumas excessões: fósforos de segurança pequenos podem ser levados na bagagem de mão (até 40 palitos) desde que não sejam do tipo “strike anywhere” que acende facilmente em contato com qualquer superfície áspera. Isqueiro comum com gás ou fluido também é permitido, mas apenas um por pessoa, com no máximo 8 cm, e ele deve ser transportado junto ao corpo (no bolso). Esses itens não podem ser sequer despachados.

6 – Objetos inusitados

Aqui entram os itens menos comuns, mas que também costumam dar as caras no controle de segurança dos aeroportos de tempos em tempos e representam 4% dos descartes no embarque doméstico e 2% no internacional. Entre eles estão pedras, estilingues, guarda-chuvas com ponta, sprays de defesa pessoal e outras coisas bizarras que não se enquadram nas categorias anteriores.

pedras apreendidas no aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro

Pedras de aquário apreendidas no Aeroporto de Porto Alegre (POA)

Dicas para não perder nada no controle de segurança dos aeroportos

Claro que os fiscais do aeroporto não são infalíveis e alguma coisa sempre pode passar despercebida. Não vou citar nomes, mas conheço uma pessoa distraída que embarcou recentemente levando um jogo de facas (bem grandes aliás) na mala de mão 😅. O fiscal acabou se distraindo na hora e simplesmente não viu. Ainda bem que ela era uma idosa fofa que não pretendia sequestrar o avião, mas se fosse pega não adiantava chorar, ia para casa sem as facas. Claro que não dá para contar com esse tipo de falha, então confira as dicas a seguir para você não perder nada importante na sua próxima viagem:

Veja se o item é permitido: na hora de fazer a mala você pode consultar se um item é permitido ou não na bagagem de mão através da página o que posso transportar, no site da ANAC. Basta digitar o nome do objeto no campo de “busca” ou conferir as listas completas selecionando as abas por categoria. É muito útil!

Volte para despachar: Ninguém é obrigado a descartar nada ao passar pela segurança, você sempre pode retornar e despachar aqueles itens que não são permitidos na bagagem de mão, como fiz com o doce de leite.

A dificuldade aqui é que se sua passagem não inclui bagagem despachada ou você já usou a franquia ao fazer o check-in, haverá custo extra. Adquirir bagagem despachada no aeroporto custa bem mais do que comprar antecipadamente. Veja quanto custa despachar bagagem em voos nacionais da Azul, Gol e Latam. Também não é possível despachar itens de forma avulsa, eles precisam estar embalados de maneira adequada. Dependendo do caso, então, vai compensar mais descartar mesmo aquele item e comprar um novo destino.

Além disso, esteja seguro de que terá tempo o suficiente para retornar ao balcão e seguir para o portão de embarque ou pode correr o risco de perder o seu voo (e ter um prejuízo bem maior para remarcar a passagem do que se tivesse apenas descartado o objeto).

Converse com os fiscais: com tantas restrições até mesmo os agentes da segurança se confundem em alguns casos, por isso é importante conhecer bem as regras para poder questionar e argumentar quando necessário. Pior do que perder alguma coisa no raio-x é perder injustamente. Um bom exemplo disso é a alicate de cutícula, que é permitido segundo a ANAC, mas muitas vezes acaba indevidamente descartado nos aeroportos.

Alguns itens realmente geram muitas dúvidas, e tem coisas que as pessoas deixam de levar porque acham que não pode. No vídeo a seguir eu falo mais sobre isso e dou alguns exemplo:

Veja também: Como trazer garrafas de bebidas alcoólicas em voos internacionais e nacionais

E você, já perdeu alguma dessas coisas ao passar pela segurança no aeroporto? Confesse aí nos comentários.

Não perca nenhuma oportunidade!
ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
tela do app do melhores destinos
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção