Uma visita à fábrica da Embraer e a entrega de novas aeronaves para a KLM

Marcel Bruzadin 27 · fevereiro · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Na última semana a Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica) entregou aos executivos da KLM as novas aeronaves E175 e E190, que irão compor a frota da KLM Cityhopper.

Para essa ocasião especial o Melhores Destinos foi convidado, pelo grupo KLM, a visitar a fábrica da Embraer em São José dos Campos, interior de São Paulo, e participar da cerimônia de entrega da aeronave.

Para quem nunca ouviu falar, a Cityhopper é uma subsidiária do grupo KLM que opera ligando 67 destinos na Europa de forma bastante eficiente, especialmente por utilizar aeronaves de médio porte, ideal para conectar aeroportos menores.

Por muitos anos a Cityhopper utilizou aeronaves holandesas Fokker, no entanto, a companhia vem substituindo sua frota para os novíssimos Embraer que possuem um custo de manutenção mais baixo e com sua recente tecnologia chegam a economizar até 22% do combustível, um dos principais custos de operação de uma companhia aérea junto com a manutenção.

Além disso, itens como ruído da aeronave, espaço interno e espaço de bagagens de mão também foram avaliados pela Cityhopper antes de decidirem pela troca de sua frota.

A primeira aeronave solicitada pela companhia holandesa à Embraer foi em 2008, desde então a KLM vem avaliando resultados de performance e a partir de então passou a fazer encomendas de novas unidades à companhia brasileira, somando 49 modelos brasileiros, sendo que os 4 últimos serão entregues até abril.

A Embraer

Como dissemos no início do post, além da cerimônia de entrega das aeronaves- que falaremos mais adiante, tivemos a oportunidade de conhecer um pouco mais da história da empresa brasileira no Centro Histórico Embraer.

Confesso que dá um imenso orgulho ver uma empresa brasileira com tantas conquistas históricas e que há tantos anos vem produzindo/exportando aeronaves de alta tecnologia para as mais variadas companhias aéreas pelo mundo.

Infelizmente, por uma questão de segurança e sigilo de informações da Embraer, na maior parte da visita à fábrica não pudemos tirar fotografias ou fazer qualquer outro registro para poder compartilhar com vocês. No entanto, quem nos acompanha pelo Instagram pôde ver algumas informações e imagens inéditas.

Durante a visitação, passamos pelo processo de montagem (onde as peças são efetivamente “encaixadas”), pintura, checagem e a entrega propriamente dita.

Além disso, é importante citar que a companhia aérea que está fazendo a compra da aeronave possui uma equipe dedicada em conferir todos os procedimentos de checagem junto à Embraer antes de liberá-la. Segundo Gertjan Lichtenveldt, gerente de frota da Cityhopper, a companhia realiza um check-list de itens extremamente rigoroso antes que a aeronave seja entregue, tudo em nome da segurança dos passageiros.

Em dezembro do ano passado também tivemos o prazer de visitar a fábrica da Airbus em Toulouse na França e embora sejam de proporções diferentes, posso dizer que a nossa fábrica da Embraer não deve em absolutamente nada para a fábrica francesa.

Entrega

A cerimônia de entrega de aeronave é bastante interessante, especialmente para os convidados que têm a oportunidade de ficar tão próximos das aeronaves: um parque de diversões para quem gosta de aviação!

Mas é claro que além disso, há uma formalidade por parte da Embraer e dos executivos da KLM, que discursaram, estouraram champagne e brindaram com todos os convidados a entrega das aeronaves.

Após a entrega, as aeronaves passam por uma longa jornada até chegarem a Amsterdam, na Holanda, num procedimento também conhecido como ferry-flight.

A autonomia das aeronaves E175 e E190 são de 4.000 km e 4.500 km, respectivamente. Portanto, até chegar em Amsterdam é preciso realizar reabastecimentos, nesse caso os voos são:

Embraer E175: SJC (São José dos Campos) – REC (Recife) – SID (Ilha do Sal) – FAO (Faro) – AMS (Amsterdam)

Embraer E190: SJC (São José dos Campos) – REC (Recife) – TNF (Tenerife) – AMS (Amsterdam)

Em resumo, a visita à Embraer é uma parada obrigatória pra quem gosta de aviação e quer conhecer um pouco mais sobre a história da empresa. Nesse site é possível agendar a visitação, que tem um custo de R$ 30,00 (somente para maiores de 18 anos).

Você já teve a oportunidade de visitar a Embraer? O que achou? Deixe também seus comentários abaixo.

Deixamos aqui o nosso agradecimento à KLM pelo convite e de participar desse momento tão importante para a companhia aérea.

Autor

Marcel Bruzadin - Marcel