O que fazer em Florianópolis: 7 dicas imperdíveis para a sua viagem a Santa Catarina

João Goldmeier 2 · fevereiro · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Florianópolis tem encantos que atraem o Brasil e o mundo: praias para todos os gostos, culinária variada onde os frutos do mar são o carro chefe e muita história pra ser vista e ouvida. Por serem tantas as atrações, pode pintar a dúvida de quem vem pela primeira vez: o que fazer em Floripa? Como manezinho da ilha, tendo vivido toda minha vida nesta ilha mágica, reuni neste post algumas dicas para ajudar a fazer essa viagem uma experiência incrível! Não deixe de ler mais dicas no nosso Guia de Florianópolis!

1. Quando visitar Floripa?

Se você acha que é no verão, está enganado (ou quase). Os melhores meses são março (ainda verão) e abril, quando ainda faz calor, chove pouco e os preços estão mais baixos. Escolher o mês certo pode fazer você economizar inclusive na passagem aérea, geralmente mais cara de dezembro a fevereiro. Leia mais sobre quando ir a Florianópolis.

Floripa no inverno tem este visual

2. Quais as melhores praias de Florianópolis?

Essa é a pergunta de um milhão de dólares e a resposta vai depender de cada pessoa, seus hábitos e gostos. Mas uma visita à Floripa não pode deixar de fora a Praia Mole, Jurerê, Praia Brava e Campeche. Falando em Campeche tente incluir uma visita à Ilha que também leva este nome, é um lugar deslumbrante, com águas clarinhas e inscrições rupestres. Leia mais sobre praias de Florianópolis

Praia Mole

3. O que eu não posso deixar de visitar em Floripa?

Tirando as praias, que sozinhas já dariam uma lista enorme, eu colocaria um passeio pelo centro histórico da cidade, com direito a almoço no vão central do Mercado Público, uma visita às dunas da Joaquina e ver um por-do-sol no calçadão da Beiramar Norte. Leia mais sobre o que fazer em Florianópolis

Mercado Público Municipal

4. O que comer em Floripa?

Floripa é uma cidade cosmopolita, com muitos migrantes de outros estados e até de outros países. Isso se reflete na culinária, com opções bem diversificadas. Mas não deixe de provar a comida típica do manezinho, como carinhosamente são chamados os que nascem na ilha: peixe frito, pirão, arroz, feijão e salada. Onde você ainda encontra esse PF ilhéu? Na praia do Pântano do Sul. É uma desculpa para você conhecer esse recanto ainda pouco explorado da ilha. Leia mais sobre onde comer em Florianópolis.

5. Onde se hospedar em Floripa?

Para fugir do trânsito em Florianópolis só de helicóptero =) Floripa cresceu e por barreiras naturais não tem como expandir suas vias. Vindo fora da temporada você já sai na frente, mas dica quente mesmo é escolher bem o bairro onde vai se hospedar. Se você quer surfar, muito melhor ficar perto da Joaquina e Praia Mole (se hospedar na Lagoa da Conceição é uma boa opção), já se quer festas e badalação, escolha ficar perto de Jurerê e se quer sombra e água fresca escolha uma das praias do sul da ilha. Tente fazer tudo perto de onde estiver e depender o mínimo possível do carro. Leia mais sobre onde ficar em Florianópolis.

6. Alugar carro ou transporte público?

Se olharmos Floripa no mapa veremos que ela não é muito larga (18km) e bastante comprida (55 km). Essa característica faz com que os deslocamentos dentro da ilha, principalmente os Norte para o Sul (e vice-versa) sejam bem demorados. Infelizmente o transporte público deixa a desejar e mesmo com a chegada do Uber e o aumento da frota de táxis, o aluguel de um carro é recomendado para trajetos mais longos. A dica é planejar bem o roteiro e só alugar nos dias que for conhecer uma outra região da ilha.

7. Volta de avião? Pergunte se não tem jogo do Avaí!

Conheço um bocado de gente que não se atenta a esse detalhe peculiar da ilha e acaba perdendo o voo: isso porque é feito um esquema especial de trânsito nos dias de jogos do Avaí, com liberações de pista no sentido do Estádio Aderbal Ramos da Silva antes do jogo e no sentido contrário após o jogo. Se o seu voo coincidir,  saia mais cedo.

E você que já visitou Floripa, tem alguma dica? Contribua nos comentários!

Autor

João Goldmeier - Editor
  • Marcelo Malheiros

    Perfeito!!!! Sou carioca e moro em Floripa. Melhor resumo é impossível.

  • Tem as praias que ficam ao sul de Florianópolis em municípios vizinhos na parte do continente que valem a visita: Guarda do Embaú (+-53KM), Garopaba (+-92KM) e Praia do Rosa (+-85KM).

    • João

      Oi Jorge, de fato o litoral de Santa Catarina tem muitas praias lindas, não só ao Sul mas também ao Norte de Floripa. Abraço!

  • Augusto

    O estádio Adolpho Konder foi demolido há mais de 30 anos, hehe. Sobre o respectivo terreno hoje existe o Beiramar Shopping. Vocês se referem ao estádio da Ressacada.

    • João

      Tem toda razão Augusto! Troquei a Ressacada pelo “Pasto do Bode”. Abraço!

  • Tiburcino

    Quem vai à Floripa, não pode deixar de conhecer, Ribeirão da Ilha, Sambaqui e Santo Antônio de Lisboa, e, a Praia do Forte. Lugares onde existem belos e ótimos restaurantes, com vista de tirar o fôlego.

    • João

      Verdade Tiburcino, assino embaixo!

    • Kaires Roberto

      O por do sol da beira-mar é show, mas o de Santo Antônio de Lisboa tem uma energia incrível…

  • Felipe Senna

    Você também é daqui, João?
    Falar que sou de Floripa, sempre fui, e não conheço muitos lugares ahahah…

    • João

      Oi Felipe, sou sim! Acho que essa é a realidade pra todo mundo que mora aqui, tem muito lugar que eu também não conheço =)

  • Carolina

    Meu querido amigo, esquecesse do clássico passeio/almoço em Santo Antônio de Lisboa! Reúne cultura ilhoa, casario antigo e boa comida!
    Adicionaria a opção de ficar na região do centro e se locomover de amarelinho. Dei essa dica pra uma amiga no ano passado e ela adorou, ficou no Porto da Ilha e em menos de 5 min estava tanto nos pontos dos amarelinhos das praias do norte (na Gama Deça) quanto nos das praias do Sul (Tenente Silveira)! Bjo!

    • João

      Verdade Carol, muito difícil resumir as dicas num post =) A sua dica do amarelinho também é boa. Obrigado!

  • Gustavo

    Florianópolis é uma cidade cara (mais pela exploração do que pelo requinte), violenta (furtos, roubos e homicídios, sendo os últimos ligados mais ao tráfico), sem mobilidade urbana, suja (sem saneamento o esgoto contaminou quase todas as praias) e que não gosta dos turistas (exceto q.