Como é voar na Venezolana

Marcel Bruzadin 27 · outubro · 2015

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Hoje o Melhores Destinos publica a primeira avaliação da companhia aérea Venezolana, enviada pelo leitor Genário Peixoto que voou no trecho entre Porlamar e Maracaibo. Fundada em 2001, a companhia aérea só começou a operar em 2007 e hoje atua em 5 destinos venezoelanos e 4 internacionais, ente Aruba, Panamá, República Dominicana e Trinidad e Tobago.

Confira o relato completo de voo do nosso leitor e veja como é voar com a Venezolana. Caso você também já tenha voado com a companhia, deixe seus comentários e impressões nos comentários no final desse post.

como-e-voar-venezoelana-report

Boa leitura!

Tive a oportunidade de voar com a companhia aérea Venezolana partindo de Porlamar, capital do Estado Nova Esparta a Isla Margarita na Venezuela. Comprei o bilhete diretamente no aeroporto de Puerto Ordaz, em uma agência de viagens e sem maiores dificuldades. O voo AW 332, operado pela companhia, tem uma estimativa de 45 minutos de duração.

Compra

É preciso atentar que na Venezuela o câmbio negro é bastante forte e todos os dias muda a relação entre Dólar e Bolívares Fuertes, por isso é preciso comprar os bilhetes sempre com muita antecedência. No meu caso, comprei com apenas cinco dias de antecedência e o bilhete entre Porlamar a Maracaibo me custou VR 1.476,00, cerca R$ 41,00 com todas a taxas inclusas. A própria agência emitiu o bilhete eletrônico, portanto, não precisei me preocupar com isso.

Check-in

O  voo estava programado para decolar 8:30 e me preocupei bastante com o horário de apresentação no aeroporto. Na ilha, independentemente do local que você esteja hospedado, saia para o aeroporto com, no mínimo, uma hora de antecedência do check-in devido ao trânsito intenso na Venezuela.

A Venezuela tem um dos índices mais altos do mundo na relação consumo combustível por habitante. Para se ter uma ideia, uma garrafa de água mineral de 500 ml custava VR 35,00. Esse valor corresponde simplesmente a 350 litros de gasolina. Usei muitos táxis e sempre perguntava aos motoristas o valor para encher o tanque. Na média VR 3,00, o que equivale a uma moeda de R$ 0,10.

Chegamos ao aeroporto na hora marcada e logo me chamou a atenção a pouca luz no terminal. Escuro, tanto fora como dentro, inclusive no pátio de aeronaves. Vale lembrar que este aeroporto, Santiago Marino, é internacional.

como-e-voar-venezoelana-aeroporto2

Vou direto ao guichê da empresa e sem maiores problemas faço check-in e despacho das malas com franquia de 25kg de bagagens despachada e 8kg para a mala de mão. Para agilizar o processo, realizei o check-in online através do site da empresa com 24 horas de antecedência e sem nenhum problema.

como-e-voar-venezoelana-checkin2

Embarque

Logo na entrada do aeroporto a bagagem de mão passa por raio-x, antes do check-in. Como a ilha é porto-livre, existem limites de compras por parte dos turistas nacionais ou internacionais. Após o pré-embarque, a sala de espera me pareceu bastante razoável, no entanto, ainda me causava estranheza a pouca luz do ambiente. Vale ressaltar que o serviços de chamadas era bastante eficiente e claro.

Para o embarque não há pontes ou ônibus até a aeronave. Foi nessa caminhada até ao avião que constatei a escuridão do patio. A chamada para o embarque foi feita na hora marcada e fomos todos em direção a aeronave, um Boeing 727-200.

como-e-voar-venezoelana-desembarque

Aeronave

Embarque realizado, comissários simpáticos e atenciosos, ajudando todos os passageiros em suas acomodações. A decolagem ocorreu com um atraso de 10 minutos, toleráveis e rumo ao oeste, até a cidade de Maracaibo. Logo após a decolagem é servido um “sonho”, aqueles de padaria mesmo, e bebidas padrão, como: água, refrigerante e sucos.

como-e-voar-venezoelana-padaria

O toilet confesso que nem cheguei a conferir, sempre tento evitar os banheiros nas aeronaves, afinal, é um passageiro a menos circulando na aeronave, menos riscos de acidentes durante voo com turbulências. O que mais chamou atenção foi a “francesinha” caminhado na fuselagem do avião, na minha janela 16A. Sim, uma daquelas baratinhas das cozinhas de qualquer apartamento no mundo.

como-e-voar-venezoelana-barata

Desembarque

Desembarque em Maracaibo, no Aeroporto Internacional La Chinita, também sem ponte para desembarque e a velha caminhada até o saguão do aeroporto. O pior de tudo ainda estava reservado no recebimento das bagagens. Apenas duas esteiras e uma delas resolveu quebrar naquela hora em que aguardávamos o embarque. Ficamos mais de uma hora esperando pelas mochilas. O curioso foi encontrar até fardos de bebidas na esteira. Diante de todos os problemas relatados, o tempo para a espera das bagagens foi o mesmo tempo de voo, pouco mais de 45 minutos totais.

como-e-voar-venezoelana-esteira

Muito obrigado ao Genário Peixoto que nos enviou a sua avaliação de voo, certamente ela será útil para muitos outros leitores e viajantes. 

Autor

Marcel Bruzadin - Marcel