Como é voar na US Airways – classe econômica

Denis Carvalho 28 · janeiro · 2014

Há cerca de um ano, a US Airways e a American Airlines surpreenderam o mundo com o anúncio de uma fusão entre as duas para a criação da maior companhia aérea do mundo. Neste início do ano, o processo entrou em fase final, com integração dos códigos de voo e programas de milhas. Ao que tudo indica, muito em breve a US Airways deixará de voar e seus jatos passarão a exibir o logotipo da American Airlines. Enquanto isso não ocorre, vamos registrar nesta semana aqui no Melhores Destinos um pouco da experiência de voar com a companhia, que a maioria dos leitores não terá devido á fusão. Hoje trazemos como é o serviço de São Paulo a Charlotte na classe econômica, avaliada pelo leitor Moacyr Lopes dos Santos. Ainda nesta semana publicaremos um relato da primeira classe da companhia. Não perca!

US-Airways-avaliacao

As passagens

Estávamos planejando uma viagem ao exterior em família e, de comum acordo, escolhemos ir para os Estados Unidos. Porém, uma de minhas filhas queria conhecer Nova Iorque; a outra queira conhecer a Disney. Decidimos conhecer as duas. 

Nosso planejamento consistia em sair do Brasil e ir direto a NY, depois Orlando e finalmente o regresso até o Brasil. Pesquisei várias saídas diferentes (Belo Horizonte, Brasília, São Paulo e Rio). Em todas, a saída por Guarulhos era a mais barata. Pesquisei em várias companhias a compra de multi trechos, sendo os trechos SP-NY, onde ficaríamos três dias, depois NY-Orlando, mais cinco dias, e, finalmente, Orlando-SP.

Consegui o mais barato três meses antes da viagem, justamente o prazo em que o MD recomenda como ser o ideal para adquirir passagens para o exterior. Paguei R$ 12.400,00 por 4 passagens multi trechos na US Airways, classe econômica, parcelados em 6 x. Dois dias após, o valor subiu para R$ 16 mil.

Comprei online no site da companhia. Porém, tive um problema com o pagamento: meu cartão foi recusado. Liguei na operadora e me disseram que havia suspeita de fraude, devido ao valor. Informei que era realmente eu que estava fazendo a operação e liguei na US Airways no 0800 para confirmar a compra. O atendimento via telefone foi rápido e eficaz e forneci meus dados do cartão novamente e a operação foi confirmada. Neste ponto, nota 10 para a companhia. Aproveitei a ligação e já marquei todas as poltronas. Recebi a confirmação e e-tickets três dias depois via e-mail.

Os trechos adquiridos foram:

17/7/2013 – 08:25 Guarulhos – Charlotte – Newark 21:48

20/7/2013 – 17:35 Newark – Charlotte – Orlando 21:37

25/7/2013 – Orlando – Charlotte – Guarulhos 04:30

Todos os voos faziam escala em Charlotte. Para quem mora em Uberaba, Minas Gerais, como eu, que para ir a qualquer lugar tem de fazer conexão, estas paradas não foram problema.

Check-in

O check-in online da US Airways só abre 24 horas antes da viagem. Um dia antes, entrei no site e fiz o check-in de nós quatro sem problemas. Foi rápido e acessível, mesmo para um analfabeto na língua inglesa como eu. Ainda bem que minhas filhas foram como interpretes.

Fomos para São Paulo via Ribeirão Preto (TAM) um dia antes à noite, visto que nosso voo era no outro dia cedo, às 8h25 e, segundo a recomendação, deveríamos comparecer 3 horas antes do embarque. Dormimos no Slaviero dentro do aeroporto de Guarulhos, o que facilitou o nosso deslocamento.

Às 5h10 estávamos no terminal 2 Check-inn D, guichê da US Airways. Já havia fila (cerca de 40 pessoas) e os atendentes já haviam iniciado a operação. Como tinha feito o check-in pela internet, fui diretamente para o guichê de despacho de bagagens e, em 10 minutos (haviam três passageiros na nossa frente) e com novos cartões de embarque impressos pela companhia, já estávamos liberados. Novamente, nota 10 pelo atendimento e rapidez.

O embarque e a aeronave

O embarque começou às 7h45 e, em 20 minutos, todos os passageiros haviam embarcados. Havia cinco comissários a bordo e um deles falava português. Todos os avisos eram em inglês primeiramente e depois em português, o que foi útil. O voo estava praticamente cheio, com raros lugares vazios. Creio em mais de 90% de ocupação. O avião era um Boeing 767-200, prefixo N246AY, na configuração tradicional 2-3-2. Ocupamos as poltronas 26/27 A e B. Depois, ao chegar ao Brasil, fui pesquisar: essa aeronave foi fabricada em 1987. Ou seja, está com 26 anos de uso. Medo!

Aeronave N246AY - voo da ida em Guarulhos
Aeronave N246AY – voo da ida em Guarulhos

A Viagem de ida

Estava indo tudo muito bem para ser verdade. O voo atrasou sua saída. Uma passageira sentiu-se mal e vomitou na poltrona em que estava (fileira  22). O pessoal de terra veio limpar e interditaram a fileira, deslocando os passageiros para outras poltronas. Com isso, decolamos às 09h16, 51 minutos após o horário previsto. Até ai, tudo era justificável.

Nas poltronas, um cobertor mais fino que um lenço de papel e um travesseiro para todos. Perdi o travesseiro durante o voo de tão bom que ele era. E podiam ser levados como lembrança.

Cobertor e travesseiro disponíveis
Cobertor e travesseiro disponíveis

O entretenimento é o padrão do Boeing 767-200: telas coletivas, com headphones distribuídos gratuitamente e filmes já batidos. Um deles, “Eu, Robô”, com Will Smith. Para aliviar, bastava acessar o canal 8 que o áudio era em português. Nota 5 para este item.

A TV vista da minha poltrona
A TV vista da minha poltrona

A aeronave estava muito limpa e, considerando a idade, as poltronas de couro ainda estavam com bom acabamento. Não parecia ter tanto tempo de uso. O espaço das poltronas na classe econômica é bem tranquilo, melhor que o padrão da GOL e TAM e semelhante ao da Azul. Não consegui medir. Mas tenho 120 kg e 1,71 m de altura e fiquei bem confortável, melhor que no Airbus A-320 que nos levaram de Ribeirão a São Paulo. Nota 6 pelas acomodações.

Como disse, as comunicações eram primeiramente sempre em língua inglesa. Mas havia um comissário que, na sequência, fazia os comunicados em português. Também foi ponto positivo a cordialidade dos comissários (3 mulheres e 2 homens). Sempre li, aqui mesmo no MD, que os comissários americanos eram pouco cordiais com os brasileiros. Mas pude observar que eles atenderam a todos com extrema generosidade.

Serviço de bordo

Este é o ponto fraco da US Airways. No voo de ida, tivemos duas refeições: um café da manhã, servido uma hora após a decolagem, constituído por um sanduíche de presunto e queijo, gelado e com o pão esfarinhando, um queijo petit suisse (danoninho) e uma salada de frutas. Para acompanhar, café, chá, leite e sucos.

Café da manhã voo de ida
Café da manhã voo de ida

O almoço começou a ser servido às 15 horas, 5 horas após o café da manhã, e havia duas opções de pratos. Até chegarem à minha poltrona, já era 15h54. Na minha opinião, poderia ser mais cedo. Pedi a opção 1: um frango com molho e arroz, acompanhado por salada e um pão francês. Como sobremesa, um pedaço de bolo de chocolate. Estava bom. Porém, minha esposa pediu a outra opção, macarrão à bolonhesa, que estava meio cru e sem sal, também acompanhado por salada e um pão francês e o bolo na sobremesa.

Refeição do voo de ida - opção 1
Refeição do voo de ida – opção 1

Para acompanhar, vinho tinto e branco secos, refrigerantes e sucos. Entre o café da manhã e o almoço, foi servido por duas vezes sucos e mini pretzels. Haviam bebidas à parte: cervejas ($ 7,00 a lata) e bebidas destiladas.

Lanche entre as refeições
Lanche entre as refeições

A chegada e a imigração

Resolvi falar deste item, pois havia lido em alguns sites que, na imigração em Charlotte, havia uma brasileira para auxiliar. Realmente, ela estava lá. Conferia o formulário de cada passageiro ou família e corrigia se fosse necessário. Na entrevista, nenhuma pergunta. Somente “Welcome”. O aeroporto de Charlotte é um caso à parte, com seus cinco terminais de embarque, todos interligados por esteiras, e quatro pistas de pouso / decolagem. Cronometrei e ocorre um pouso a cada dois minutos, 90% deles da US Airways, visto que lá é HUB da empresa. E está sendo ampliado, com a construção de um novo terminal e um ramal de trens.

 

O voo de volta

Sem muitas diferenças, foi no mesmo tipo de avião, este prefixo N245AY, também com 26 anos de uso. Check-in online feito, em cinco minutos liberado após o despacho de malas.

avaliacao-us-airways

Diferenças: um comissário brasileiro, o avião saiu com 54 minutos de atraso devido ao tráfego aéreo. Atrás de nossa aeronave, haviam 15 outras em fila aguardando a decolagem. Pude contar, pois eles estavam na pista paralela à de decolagem.

Nunca vi isto em nenhum aeroporto. A comida continuou ruim, com um arroz com tiras de frango que estavam meio cruas e um ensopado de legumes misturados a isto. Muitos passageiros não comeram. E foi servida às 20 horas, uma hora após a decolagem.

Jantar da volta
Jantar da volta

 

Às 3 da manhã, foi servido um café da manhã, no mesmo padrão do voo da ida. Apesar do atraso, o voo chegou no horário, explicado pelo fato de, na ida, ele ter voado a 34.000 pés e, na volta, a 39.000 pés e velocidades próximas a 1000 km/h (dados do FlightAware).

Café da manhã da volta
Café da manhã da volta

Conclusão

Apesar dos problemas com a comida e de ser uma aeronave com 26 anos de uso, voltaria a voar com a US Airways em uma promoção, pois fomos bem e rapidamente atendidos pelos funcionários da empresa. Só levaria um misto-quente na mala para uma emergência. No geral, nota 7 para o voo.

Agradecemos ao Moacyr pelo seu ótimo relato sobre a US Airways. E você? Já voou com a companhia? Deixe sua opinião nos comentários! Como dissemos, ainda nesta semana vamos publicar a segunda avaliação da US, dessa vez na primeira classe. Você pode ver todas as avaliações publicadas pelo MD até hoje neste post e no Guia de Companhias Aéreas

Publicado por

Denis Carvalho

Editor chefe

  • Jé Silva

    Excelente relato! Concordo com vc… já voei algumas vezes com a US e voltaria a voar com certeza!!!

    • tao

      nunca mais voarei nessa companhia. ë a pior do mundo.

  • Victor

    Esses aviões da US são tão velhos que deveriam ser proibidos de voar.

    • Pedro Mello

      pq?
      cumprem com todas as nornas de segurança com folga!
      nivel emissões e ruidos estão também aprovados…
      não vejo razão para proibir de voar

      • tao

        A US não tem aeromoças, mas só aerovelhas. Todas mal educadas. Os aviões são os piores, devem ter sido comprados no ferro-velho. Quando tem TV a bordo é só em inglês, dificilmente em português Algumas, quando tem sào no teto do avião e se o passageiro da frente for alto não se vê nada. .Os brasileiros são tratados por maxicans. Eles não sabem distinguir espanhol de português. Se a tua comida esta estragada eles não trocam. Fica passando fome. Lembrando que eles cobram por bagagem, no caso de voo interno, mesmo com destino interrnacional.

    • Muitos desses foram adaptados e ainda voam como cargueiros. O maior determinante da vida de um avião não é o tempo em que ele foi fabricado mas sim as horas que ele já voou. A FAA é bastante rígida quanto a isso e, se essa aeronave pode voar nos EUA, está dentro das horas de voo que ela pode ter.

      Mas concordo que, competitivamente, isso denigre a companhia pois em várias opções de voos para os EUA você voa com aeronaves mais novas. Fui do RJ a NY pela TAM ano passado em um A330 de 2001, mas hoje essa rota é operada pelo 767 de 2012. Mesmo que a TAM esteja abandonando o Rio de Janeiro, até ela tem aviões novos.

      Avião velho não é sinônimo de insegurança, se ele foi bem cuidado, está tranquilo. Ruim será o entretenimento a bordo. E vale lembrar que para padrões africanos ou dos confins da Ásia, esses aviões são novos em folha.

      • re178

        A American parece que já retirou todos os 767-200 fabricados entre 1985 e 1988 e substitiu por novíssimos Airbus A319 e A321, todos com Sharklets (winglets).

        • tao

          Não retirou. Ao voar pela US eu recomento levar uma bíblia, comida para não passar fome e revistas e travesseiro. Vc sai de la querendo massagem.

    • Dionisio

      Prefiro voar num avião mais antigo, com um bom espaço entre as poltronas, que voar num "novinho" apertado igual uma lata de sardinha (como costuma ser os internacionais da TAM). Ah, e as exigências de manutenção da FAA fazem com que esses "antigos"sejam ate melhores que muitos novos daqui. Avião não é igual carro. São construídos pra voar por mais de 40 anos. Não adianta querer comparar um B767 com teu 1.0 "de papelão", feito pra jogar no lixo apos 3 anos de uso…

  • jlf

    US Arways não. O certo é Us Airways.

    • Guilherme

      Não o certo é U.S Airways, e não Us Airways e muito menos US Arways

  • Pedro Mello

    um avião com 26 anos de uso não significa ser inseguro!

    Prefiro voar em um 767 da US com 26 anos de uso do que num 777 da TAAG com 2 anos de uso, ou mesmo em um A320 da TAM com 5 de uso!

    pode ter certeza que a manutenção desse avião é muito melhor que qualquer um da TAM!

    O chato de um avião assim é entretenimento barulho pressurização….

    Quanto a imigração em CLT foi o lugar mais tranquilo que eu já fiz!

    nunca tive problemas, mas por vezes eles são mais arrogantes do que deveriam em outros lugares…

    ja passei em DFW, MIA, IAD, EWR, Montreal e na ponte de Niagara. e tambem em termos de agilidade CLT é bem melhor!

  • Bruno

    Parabéns pelo reato!
    E realmente, a única coisa que tenho a reclamar da Us Airways é o serviço de bordo.
    Certa vez voei com eles para San Francisco e foi servido uma carne cozida com arroz e salada.
    Mas o arroz estava tão duro e a carne meio passada demais.
    Mas tirando isso, o vôo foi muito bom.

    Obrigado pelo relato.

    Para quem não sabe, a Us Airways agora é do mesmo grupo da American Airlines.
    Será que melhora ou piora?

  • ANDRE

    Com 03 meses de antecedência, acho que pagou muito caro pela passagem. via central poderia tentar fazer um stop em NY e destino final Orlando.

    • Ana Cristina

      Também achei ruim, 3100 reais por cabeça e com esse serviço de bordo/entretenimento, mas não sabemos as circunstâncias, como época do ano e preços das outras companhias pro mesmo trecho. Pelo que ele disse, foi o melhor que ele encontrou.

    • tb achei muito caro! mesmo com stopovers….c

    • Moacyr Lopes

      Eu também achei caro. O problema é que comecei a pesquisar a compra em novembro de 2012. Pesquisei todas as companhias (Copa, Avianca, Delta, AA, United) sempre em multitrechos.

      A passagem em si saiu por R$ 2.800,00 + R$ 300,00 de taxas e, neste período todo, foi o mais barato que achei. E usei vários buscadores (Skyscanner, Matrix).

      E, realmente, este ano está mais barato, pois pesquisei o mesmo trecho só para comparar.

      Infelizmente, ficou caro pois minhas datas eram restritas.

      Um abraço.

      Moacyr

  • Joana

    Também já voei pela US e fui temente devido aos comentários que havia lido antes. Como estava preparada para o pior, achei tudo tranquilo, e, sinceramente, achei as comissárias bem pacientes com os brasileiros com malas de mão super lotadas e o tempo inteiro criando problemas diversos. Senti muita vergonha, mas enfim…preço…
    A conexão super tranquila, tem atendentes brasileiros que te auxiliam lá em CLT.
    Tive um problema com a mala que não chegou, pois o tempo de conexão em CLT foi muito corrido. Mas tudo resolvido. Entregaram a mala no hotel em perfeito estado e no horário combinado.
    Também gostei da forma como o atendente em Orlando manuseou as malas no check in de retorno, percebi que era algo meio rodoviária e o alertei que se houvesse algum problema eu iria acionar a justiça. Acho que ele estava em um dia ruim e depois passou a manusear de forma mais segura. Só isso.
    Claro que voaria novamente com a US! Os horários são excelentes e os preços também.

  • Joana

    Só retificando: linha 8 – "não gostei da forma…"

  • evanir

    Em Outubro/2013 fiz um voo de Rio Janeiro à Orlando , com conexão em Charlote, com os mesmo atrasos na Ida, porem na volta o atraso foi de mais de 1 hora pra decolar de Charlote a São Paulo, e enfim quando cheguei a Guarulhos fui retirar minhas malas, mais uma supresa desagradável. Uma das malas estava toda rasgada, rasgada mesmo, na lateral e em cima. Quanta decepção pois ninguem veio me explicar o acontecido, procurei o escritório da empresa para reclamar, e depois do atendimento(maior pouco caso) me enviaram via email um formulario todo em Inglês de 3 paginas, para que relatasse os produtos roubados.Não gostei desse atendimento, pois uma das perguntas do formulario: qual o horario do roubo? como vou saber se a mala em questão estava no compartimento de malas despachadas.Não sei se voaria novamente por essa empresa Us Airways.

    • Rodrigo Resende

      Ajuize uma reclamação para eles recomporem seus prejuízos, tanto da mala quanto dos itens roubados. Pode ser no Juizado Especial e sem advogados. Vale a pena!

      • Pedro

        Fui sem advogado e acabei tendo de pagar ao invés de receber. A partir dessa experiência cheguei a conclusão que é sim indispensável o acompanhamento de um advogado nesses procedimentos.

  • Maria Lucia

    Vou viajar para Las Vegas no carnaval por essa empresa aérea e realmente estava com dúvidas de como é o seu serviço.

    Agradeço ao depoimento do leitor amigo e ao MD pelas informações e excelente trabalho.

    Um abraço

    Maria Lucia

    • Moacyr Lopes

      Prezada Maria Lucia,

      Faça o check-in on-line, abre 24 horas antes do voo. Você só despacha as bagagens e troca os bilhetes muito rápido.

      Um abraço.

  • Maria Lucia

    Espero não passar por isso, Alessandra.

  • Rodrigo Resende

    Pessoal, tem que ajuizar ações para cobrar destas empresas os prejuízos. Não dá para apenas reclamar, achar ruim e não cobrar efetivamente para haver recomposição material e moral.

  • Fernando

    Relato muito bom e parecido com a experiência que tive ao voar com a US Airways. A falta de entretenimento a bordo é superada pelo excelente espaço e conforto das antigas poltronas. Já essas aeronaves novas são muito bonitas e com ótimo sistema de entretenimento, mas bem desconfortáveis. KLM, Singapore, Turkish, são exemplos de excelentes e novas aeronaves mas com espaço muito reduzido entre as poltronas.

  • Danielsson

    Estou querendo fazer justamente esse multi-trecho que o leitor avaliou e acho que ele pagou caro. 3,1k por pessoa. Tenho acompanhado todo dia e, mesmo com o dolar muito alto atual, vejo por menos de 2,8k. E ainda quero pagar mais barato que isso pois em outras épocas que pesquisei estavam bem mais barato. Pra facilitar um pouco eu ainda troquei o trecho de volta MCO pra MIA e ainda assim não precisava ir por Newark que fica em New Jersey. O ideal é ir pra NYC via EWR ou JFK mesmo.

    • Moacyr Lopes

      Eu também achei caro. O problema é que comecei a pesquisar a compra em novembro de 2012. Pesquisei todas as companhias (Copa, Avianca, Delta, AA, United) sempre em multitrechos.

      A passagem em si saiu por R$ 2.800,00 + R$ 300,00 de taxas e, neste período todo, foi o mais barato que achei. E usei vários buscadores (Skyscanner, Matrix).

      E, realmente, este ano está mais barato, pois pesquisei o mesmo trecho só para comparar.

      Infelizmente, ficou caro pois minhas datas eram restritas.

      Um abraço.

      Moacyr

    • Moacyr Lopes

      Infelizmente, em julho é mais caro e minhas datas eram muito restritas. Meu sonho é poder viajar em agosto ou setembro, com um preço bem menor. Ainda chego lá.

      • Danielsson

        Julho é mais complicado mesmo pq é a mais alta temporada pra ir pra Florida né. Pra NYC o que bomba é o fim de dezembro tb. Eu to restrito a agosto apenas. Mas fica um pouco melhor. Só que essa época ta complicado de sair promoção.

  • Danilo

    Obrigado pelo relato Moacyr!
    Nunca fiz viagem internacional, mas sempre leio os relatos no MD e fico me imaginando ali rsrs

    • Moacyr Lopes

      Precisando de ajuda, é só chamar.

      Um abraço.

  • Rafael

    EWR é Newark. Não seria LGA no lugar de EWR?

    • Newark também serve a Nova York

      • Danielsson

        Isso, Rafael. Me confundi. Eu sei que serve a NY mas é mais longe ne? Acho que vale mais a pena chegar por La Guardia ou JFK pelo que eu ouvi falar. E o preço não muda por causa disso. Os mais baratos que eu tenho visto são justamente por esses 2 aeroportos.

        • o problema é que US AIRWAYS não voa para o JFK ou La Guardia…

          • Danielsson

            Podia pegar outra companhia melhor que eles e até mais barata.

          • Rafael

            Pois é. Delta por exemplo voa de MCO para LGA e JFK sem escalas.

        • Moacyr Lopes

          A Us chega em EWR e LGA. Porém, o horário da conexão para LGA não coincidia.

          Mas aos brasileiros que vão a NY, EWR é uma ótima opção: você pega o trem no aeroporto (U$ 2,50) e desce direto na esquina da 32 com a 6a avenida, a uma quadra do Empire State. É o meio mais barato e rápido de chegar a Manhatan. LGA e JFK também tem acesso por trem, mas tem algumas trocas de linhas que podem causar confusão. De EWR é direto "sem escalas".

          • Danielsson

            Blz Moacyr. Obrigado pelas dicas. Qto tempo de EWR pro centro de Manhattan nesse trem?
            Abs

          • Moacyr Lopes

            30 minutos.

          • Moacyr Lopes

            Compre um mapa do metrô. A princípio, parece confuso, mas é bem rápido e prático. Um táxi não sai por menos de $ 40,00. De metrô vai-se a qualquer lugar por $ 2,50.

          • Danielsson

            Eu sou meio pão duro e evito ficar pegando taxi. Só no aeroporto do Rio que não tem jeito pq esse lixo não tem estações de trem e metrô. Parada barata assim e sendo rápido vale muito a pena. Eu achei que o La Guardia era o mais rápido e o JFK fosse um pouco mais demorado mas o EWR fosse bem longe. Assim é tranquilo. Acho que nesse caso o que vai influenciar mais a minha escolha é se precisará fazer conexões dentro dos EUA pra esses trechos domésticos, tipo NYC-MCO ou MIA ou vice-versa.

          • Verdade! Mas fazer isso na volta com umas cinco malas é difícil…

          • Almir Filho

            Apenas para complementar a informação, quando descer no aeroporto de Newark (EWR) vá até a Newark Liberty Internacional Train Station. Pegue o trem da NJ Transit para a NY Penn Station (cuidado para não descer na NJ Penn Station). Salte na Penn Station de NY, que fica atrás/embaixo do Madison Square Garden, exatamente entre as ruas 31th e 33th, saindo na 7th Avenue – que também se chama Fashion Avenue (a saída da NJ Transit na Penn Station fica na esquina da 7th Avenue com a W 31th Street). Depois o meio de transporte a ser adotado vai depender do local que se pretende ir (táxi, metrô etc), mas o metrô sempre é mais vantajoso. Espero ter contribuído. Abraços.

  • marcel

    Onde voces pesquisam o prefixo da aeronave?

    • Basta olhar do lado de fora do avião =)

      • marcel

        não, eu quero saber como se acha o ano de fabricação da aeronave, tempo de serviço, etc…

        • re178

          http://www.planespotters.net – digita no canto de cima do lado direito o prefixo e irá aparecer o atual ou antigos donos da aeronave, data do primeiro voo (e não ano de fabricação, já que ouvi falar que alguns modelos levam até 1 ano para ser totalmente fabricado), etc.

    • Moacyr Lopes

      No site Flightaware.com. Você coloca o prefixo da aeronave e sabe toda a procedência, inclusive, todos os voos feitos por ela. Se você quiser pesquisar sobre um voo, clique na data do mesmo (lado direito). Depois, na tela em que abrir, clique em registro de vôo e gráfico. Você verá que a rampa de decolagem é bem mais inclinada que a rampa de aterrisagem, por exemplo.

      Para o avião do voo de ida, o link é este:
      http://pt.flightaware.com/live/flight_event_histo

      Um abraço.

  • Ianize

    Acabei de voar na semana passada (dia 17/01 – GIG-CLT) com a US. Diferentemente do voo relatado, o avião em que voei tinha entretenimento individual – porém nada disponível em português, e era muito bem conservado. Ñ havia comissários que falasem português, não houve nenhuma "tradução" das informações dadas na aeronave. A comida foi razoável e na parte posterior havia disponível água, suco e um biscoitinho tipo pretzel ao longo da viagem. A imigração foi bastante lenta, porém simpática, mesmo com pessoas que não falavam português e pude observar ao longo da fila e realmente havia a atendente brasileira que dava um auxílio às pessoas. Enfim, diante da minha experiência eu voaria novamente sim, pena que a AA comprou e possivelmente o padrão irá mudar….

  • Cristiane

    Pessoalmente, achei o avião horrível e acho que as pessoas não deveriam aceitar voar em um avião velho, com poltronas duras, sem telas individuais.A comida ruim até dá para aguentar, mas o resto não!
    Há 3 anos voei em um avião assim, da Luftthansa (supostamente uma das companhias mais modernas do mundo) e fiquei chocada com a falta de conforto e "velhice" do avião (mas pelo menos a comida era boa). Resultado, nunca mais voei por essa empresa, prefiro pagar um pouco a mais e ter conforto.

  • Ivan

    Não sei se tive sorte mas nos meus vôos a comida estava muito boa (filé mignon na ida e volta) e até vinho (gratuito) na volta, não tive nenhum problema e não tenho do que reclamar.

    Brasileiro é um dos piores tipos de cliente que existe, exigem muito pagando barato e muitas vezes reclamam sem compreender as regras do que contrataram.

    • barato?!?!

      • Ivan

        Sim, barato. A maioria que está comentando aqui comprou passagens em promoção e só sabem reclamar, a maioria não entende que as regras da ANAC não se aplicam nos EUA. Sobre comida sempre será uma incógnita e a mesma está sujeita ao gosto de cada um e entretenimento não é obrigatório, na US conseguia enxergar perfeitamente a tela a minha frente.
        Já voei com a Qatar Airways algumas vezes e a diferença é grande mas a US é como qualquer outra low cost.

  • Nossa! eu pensei que já tivesse tido um relato desses no MD! Se soubesse que não tinha, teria enviado o meu!

    Tive a "oportunidade" de voar com a US AIRways em outubro de 2011, quando fui para Philadelphia e NY (via Charlote, claro) e só tive péssimas impressões. Como consegui o vôo com milhas via TAM (na época 40.000 ida e volta), aceitei a precariedade do serviço de boa. O check in tive que fazer no dia apenas, mas cheguei com bastante antecedência ao Galeão, Rio, e não tinha fila. MAAAAAAAAS ele vieram com ahistória de que não tinham lugares lado a lado para mim e minha esposa e nos arrancaram US$ 80 (40 por pessoa) para marcarmos o que eles chamavam de "choice sit", ou seja, "lugares escolhidos". Foda é que, já a bordo, vimos que não seria necessário, já que o avião não estava lotado e poderiamos ter sentado lado-a-lado sem dificuldades…

    O avião era esse mesmo, antigo, e sem qualquer conforto. Sim, era horrível. O espaço entre as poltronas era ridículo, quase um 737-800 da Gol. O entretenimento era uma TV enorme lá na frente (com mais duas pequenininhas) passando X-MEN FIRST CLASS – e os fones eram COBRADOS!!! Dispensei… preferi tentar dormir, o que era muito difícil com aquela luz da TV (fiquei com pena de quem estava na primeira fileira).

    A comida foi péssima (um macarrão unidos-venceremos e brownie seco de sobremesa). Os atendentes nada cordiais, mas também não eram lá mal educados; só carrancudos.

    O bom foi que o vôo foi o primeiro a chegar na manhã em Charlotte e fomos os primeiros a serem atendidos pela imigração.

    Em Charlote, perdemos o vôo de conexão para a Philadelphia (demos mole), mas a equipe de solo foi bem solícita e nos colocou no próximo vôo, sem cobrar nada por isso.

    Só voltaria a voar por essa empresa de graça.

    Aqui eu fiz um post sobre essa viagem: http://inusa2011.blogspot.com.br/2012/02/agurias-… Tem o vídeo mostrando o avião por dentro… (quem quiser ver só o vídeo, ele está aqui: https://vimeo.com/32425025)

  • William

    Voei com a US no ano passado e achei uma empresa mediana, com aviões relativamente velhos mas pela idade são conservados. Só tive um problema na volta quando uma porta do maleiro simplesmente caiu e fez um grande barulho, mas sem mais sustos chegamos ao Brasil. O ponto positivo é o aeroporto de Charlotte que é show!!!

  • Dênis Colli

    concordo com o post. os aviões são velhos, a tripulação geralmente não é muito amigável… gastar 12k para voar com ela, infelizmente eu não topava… dependendo da época se consegue em excelente cia pelo mesmo preço.. claro que isto depende de certo planejamento.

  • Ricardo

    Voltei da minha lua de mel pela US, emiti por milhas TAM, 20.000 por pax (versus 70.000 voando TAM). É bem isso, em promoção dá pra encarar, mas achei nota 4 no fim das contas. Eu tenho 1,86 e 114kg, vim esmagado na janela e a comida era horrível, atendimento muito bom, no entanto.

    Bom mesmo foi o trecho da ida, First Class AA do 777, 62.500 pontos por pax versus 60.000 de econômica na mesma data (tarifas promocional e cheia respectivamente)

  • Carla

    Voei dia 6 de janeiro para orlando (com conexão em charlotte) e voaria de novo. Comprei as minhas passagens em fevereiro (quase um ano antes) e paguei R$ 5700 pra dois adultos e uma criança. As tvs eram individuais, mas não tinha áudio nem legenda em português. A comida não era boa, mas tb não era nada intragável! As aeromoças eram mais velhas mesmo e nada simpáticas! Faziam cara feia e respondiam de forma ríspida. No meu caso houve ainda uma confusão! Lá em charlotte, percebemos que não tínhamos o bilhete charlotte-orlando! Só estávamos c o trecho rio-charlotte! Como o tempo de conexão era curto e perdemos muito tempo c a imigração, tivemos que correr pra não perdermos o voo. Esse é o terceiro ano seguido q vou pra orlando; já fui com a tam e a copa e não vi muita diferença entre as cias, não! Iria com qquer uma novamente!

  • Luiz Ferreira

    Já voei em 2 oportunidades (2012 e 2013) e não achei pior do que alguns outros voos que fiz, inclusive de Tam e American (GIG x Mia). Mas em 2013 tive problemas.

    Viajei sozinho com minha filha (então com 8 meses) e, apesar de haver solicitado tanto por telefone quanto no check-in, não disponibilizaram o bercinho para colocar minha filha, sendo que os agentes de check-in garantiram que haveria o berço. Resultado: 8+ horas de vôo com a minha pequena no colo, já que na primeira fileira, os braços da poltrona não levantam. Ao menos o espaço para as pernas era bom.

    Outro problema foi que, em ambos os voos, não havia trocador em nenhum dos banheiros. Por sorte, minha filha se comportou direitinho e não precisei usar trocador.

    Por outro lado, gosto muito do aeroporto de CLT. Funcional, com várias opções de comida, uma área para relaxamento com cadeiras de balanço (minha filha adorou) e wi-fi grátis.

  • Karina

    Adoro ler as experiencias das pessoas com as companhias aereas, me divirto com alguns comentarios, muito engraçados! Nao me levem a mal, nao estou rindo da desgraça alheia, estou rindo da forma como descrevem a desgraça! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Pelo menos vcs tem historias pra contar, eu até agora nao voei pro exterior, nao tenho nenhuma….

  • Ricardo

    PIOR CIA AÉREA QUE JÁ VOEI NA VIDA!!!! NÃO SEI SE É A PIOR DO MUNDO, MAS COM CERTEZA A PIOR DOS EUA !!!!!!!!!!
    NA IDA O VOO ATRASOU DE SP A CHARLOTTE, DEPOIS EM CHARLOTTE EMBARCAMOS NO VOO PARA WASHINGTON DC, E QUANDO ESTAVA TUDO PRONTO PRA DECOLAR, MANDARAM TODOS DESCEREM DO AVIAO, POIS O MESMO ESTAVA COM PROBLEMAS….. ATRASOU MAIS DE UMA HORA…. SUBIMOS NOVAMENTE NO AVIAO E TUDO PARECIA NORMAL. QUANDO O AVIAO ESTAVA PRONTO PARA DECOLAR, PAROU NA PISTA E TODOS DESCERAM NOVAMENTE… MAIS PROBLEMAS NO AVIAO… ATRASOU MAIS DE UMA HORA NOVAMENTE….. DEPOIS DE TUDO RESOLVIDO, NOS LIBERARAM E O AVIAO DECOLOU.. OK
    NA VOLTA DE WASHINGTON A SAO PAULO, MAIS PROBLEMAS…. PRA RESUMIR 99% DO RELATO, NOS TERIAMOS QUE VOAR DE DCA (WASHINGTON DC) PARA CHARLOTTE E DEPOIS PARA SAO PAULO.
    ELES CANCELARAM O VOO E SO FIQUEI SABENDO POR TER IDO ATRAS DE INFORMACOES… COM ISSO NOS COLOCARAM NUM VOO SAINDO DE IAD (WASHINGTON DULLES) PARA SAO PAULO EM VOO DIRETO. AO MENOS PAGARAM O TAXI POIS É MUITO LONGE UM AEROPORTO DO OUTRO…. POREM AS BAGAGENS FORAM EXTRAVIADAS. CHEGUEI EM SP ONTEM DIA 10/05 E MINHAS BAGAGENS SUMIRAM… JA ACIONEI O SEGURO E JÁ ABRI CHAMADO NA CIA AÉREA E AGORA ESTOU AGUARDANDO LOCALIZAREM. NUNCA MAIS IREI VOAR COM A US AIRWAYS OU INDICAR A OUTRAS PESSOAS. PÉSSIMA CIA AÉREA !!!! PÉSSIMA!!!!!

  • Debora Brandao

    Alguem sabe dizer se o avião 801 RJ/Charlotte ainda é velho?

  • Vanessa

    Galera reclamando geral mas a US tem os melhores preços. Quer voar bem? Primeira classe das árabes. Não pode pagar? O importante é viajar!!!