logo Melhores Destinos

Sargaço em Cancún: como está a situação das algas nas principais regiões da costa mexicana

Camille Panzera
Camille Panzera
01/08/2019 às 5:00

Sargaço em Cancún: como está a situação das algas nas principais regiões da costa mexicana

Nos últimos anos muitas notícias e comentários de viajantes têm surgido a respeito do sargaço em Cancún, preocupando turistas que sonham em conhecer esse destino de águas cristalinas. Estivemos na região em julho e conferimos de perto a situação das algas na costa mexicana. 

isla mujeres cancun

Isla Mujeres

A presença de sargaço (algas) nas praias no Caribe, diferentemente do que muita gente pensa, não é um fato novo e nem reduzido a um único país. Essas colônias de algas são naturais e benéficas ao ecossistema em que estão presentes, servindo de habitat para espécies marinhas e de alimento para aves.

O problema é que nos últimos anos essas algas estão se reproduzindo em demasia, muito além do esperado, provocando danos à corais, fauna e flora por onde passam. As algas são levadas às praias em blocos flutuantes através das correntes marinhas e acabam se decompondo na praia, provocando odor desagradável por causa da liberação de ácido sulfídrico. Além disso, há pessoas que relatam coceiras e dermatites após contato com as algas. 

A causa dessa reprodução excessiva é incerta, mas estudos sobre o assunto sugerem que diferentes fatores podem contribuir para o agravamento da situação, como aumento de sedimentos no mar e o aquecimento da superfície do oceano, que estariam favorecendo a proliferação desenfreada.
 
cancun praia

Em Cancún e cidades costeiras próximas, lugares conhecidos pela beleza inquestionável do mar, a situação é uma grande preocupação, já que o turismo é uma importante fonte da economia local. Tanto os hotéis das cidades afetadas, quanto o governo, têm tomado medidas para melhorar a experiência do turista que visita o local. Limpezas são feitas rotineiramente nas praias, mas muitas vezes, algumas horas depois da limpeza, as praias já ficam cheias de sargaço novamente. Como essas colônias dependem das correntes marinhas e ventos, elas podem afetar mais uma região do que outra. 

A quantidade de sargaço ao longo da orla na Península de Yucatán varia bastante; em alguns trechos há muitas algas, em outros trechos há pouco – e isso pode variar até mesmo dentro de uma cidade. A cada dia a direção das correntes pode mudar e levar as colônias de sargaços para áreas distintas. Ou seja, mesmo que alguém tenha ido há Cancún e tenha tido uma experiência ruim em um determinado ponto da costa, não significa que a condição permanecerá nos dias subsequentes.

algas cancun

Imagem da página Red de Monitoreo del Sargazo Cancun (link no final do post)

Qual a situação do sargaço que encontramos em Cancún em julho de 2019?

Durante nossa viagem à península de Quintana Roo, visitamos Cancún, Tulum, Costa Mujeres, Isla Mujeres e Playa del Carmen. Dos lugares que visitamos, Tulum era o local mais afetado. A cerca de 5km do sítio arqueológico maia de Tulum, a situação estava complicada e não era possível entrar no mar tamanha a quantidade de sargaço. Já em Isla Mujeres a quantidade era mínima e em nada afetava a experiência do visitante. 

Em Cancún a condição variava bastante, de acordo com a localização das praias. Afinal, são mais de 20km de praias apenas na Zona Hoteleira. Nas praias Chac Mool e Tortugas, por exemplo, vi uma quantidade de sargaço muito menor do que na Playa Delfines, onde havia bastante sargaço. 

costa mujeres

Costa Mujeres

Playa del Carmen foi onde notei um esforço maior para manutenção do problema e cuidado com a praia: em boa parte da orla em Playa del Carmen havia um sistema de redes no meio do mar, que impediam o avanço das algas até a areia da praia. Essas redes retêm boa parte das algas e barcos passam no mar coletando as algas. Na areia, era evidente que havia menor quantidade de alga do que em outras partes da costa afetadas pelo sargaço, mas a cor da água não estava cristalina. 

Confira abaixo uma sequência de fotos das praias do Caribe mexicano durante os dias de nossa viagem, em julho de 2019.

Sargaço em Costa Mujeres, Cancún:

Havia um pouco de algas na areia, mas em pequena quantidade.

sargaço cancun

Sargaço em Isla Mujeres, Cancún

Mal se via algas em Isla Mujeres, o mar estava excelente!

Sargaço em Cancún, Km 11 da Zona Hoteleira:

Havia algas nesse trecho, mas não atrapalhava o mergulho do mar.

praia cancun sargaço

Sargaço em Cancún, Km 14 da Zona Hoteleira:

Havia algas no mar e na areia, mas a quantidade não era tão grande. Hóspedes dos hotéis dessa região entravam no mar sem problemas.

algas cancun

Sargaço em Cancún, Playa Delfines:

A água nessa praia pública, onde fica o famoso letreiro de Cancún, não estava em condições muito boas. Pelo que pude perceber, quanto mais ao final da Zona Hoteleira (sentido Riviera Maya), maior a quantidade de algas.

praia cancun algas

Sargaço em Playa del Carmen

Em Playa del Carmen não havia tantas algas na parte mais popular das praias por conta da redes instaladas no meio do mar. Entretanto, a cor da água não estava tão cristalina por conta dos pequenos pedacinhos de algas que passavam por entre as redes. Em alguns trechos a água estava mais clara, em outros mais escura.

playa del carmen algas

Sargaço em Tulum

Foi o ponto da região onde vi a maior quantidade de algas. Em alguns trechos da orla não era possível entrar no mar, tamanha a quantidade de sargaço acumulado. Em outros pontos a quantidade era menor, especialmente após limpeza da areia.

tulum algas

Vale a pena ir para Cancún mesmo com os sargaços?

É claro que a opinião sobre o tema é pessoal. Há pessoas que se incomodam mais com a situação do que outras. Minha opinião é de que continua valendo a pena visitar a cidade e os municípios vizinhos, porque além de ser apenas uma parte do mar que está afetada pelo sargaço, há muito mais na Península de Yucatán do que apenas apenas praias. Costa Mujeres, Isla Mujeres, Cozumel e Holbox, por exemplo, tem ótimas praias e sem sargaço!

Há, ainda, diversas outras opções de entretenimento para além do mar! A região é incrível para quem gosta de história e quer conhecer sítios arqueológicos maias, visitar parques aquáticos com um conceito todo diferente do que há no Brasil, curtir a vida noturna e se refrescar em um cenote, que é uma experiência maravilhosa! 

Acompanhe a situação do sargaço em Cancún em tempo real

Para acompanhar a infestação do sargaço, recomendamos que você confira a página da Rede de Monitoramento do Sargaço em Cancún, que periodicamente publica imagens sobre a situação das algas em Cancún e Riviera Maya. 

Outra dica boa é acompanhar pelo site Webcams de México as câmeras que mostram o mar da região em tempo real.


E você? Esteve em Cancún ou Riviera Maya? O que achou da situação das algas?