logo Melhores Destinos

Freebird Club: Conheça o “Airbnb” exclusivo para viajantes com mais de 50 anos

Rafael Castilho
Rafael Castilho
25/03/2021 às 17:11

Freebird Club: Conheça o “Airbnb” exclusivo para viajantes com mais de 50 anos

Já passou dos 50 anos e está buscando novas formas de aproveitar a vida e viajar após a pandemia? Um site irlandês proporciona novas experiências turísticas e sociais para as pessoas nesta faixa etária. O Freebird Club é uma plataforma de aluguel de casas como o Airbnb e o Vrbo, mas com uma grande diferença: apenas maiores de 50 anos podem se inscrever para disponibilizar ou alugar um alojamento.

Além de encontrar hospedagem para suas próximas férias, o Freebird Club oferece outras experiências aos viajantes como a de fazer amigos. Este é um requisito básico e um dos principais objetivos do site. Para diferenciar da experiência encontrada nos outos sites de alojamento, o Freebird tem um requisito para os anfitriões: eles não podem simplesmente entregar as chaves aos hóspedes. Eles precisam estar em casa parte do tempo que seus convidados estão visitando para que possam se misturar e se divertir juntos.

O Freebird Club tem como slogan: “Conectando exploradores seniores e construindo pontes a um mundo amigo do idoso”. Este é um dos grandes objetivos do site: a socialização e a amizade de pessoas da mesma idade com o objetivo de reduzir o isolamento social entre os idosos. É claro que o aluguel do espaço também ajuda no rendimento financeiro da família.

Apenas com associação

Outra diferença entre o Freebird Club é o Airbnb ou Vrbo é que a pessoa tem que se tornar membro efetivo pagando uma taxa para ter acesso às ofertas ou colocar seu alojamento para aluguel. São cobrados 25 euros por inscrição. Segundo o site, a taxa cobre os custos de seleção e aprovação dos novos integrantes. Segundo o site, esse modelo de associação do tipo “pague para associar-se” também serve para garantir que apenas pessoas genuinamente interessadas assinam o Freebird aumentando o senso de confiança, comunidade e segurança.

Depois de aceito no clube, o novo integrante pode procurar alojamentos e até se oferecer para ser anfitrião de outros viajantes. Ao encontrar o local ideal é só ver a disponibilidade e entrar em contato com o anfitrião que deve convidar o viajante a fazer a reserva. Hoje o Freebird está presente em cerca de 70 países, incluindo o Brasil.

Somente maiores de 50 anos podem se inscrever no site, mas é possível viajar com crianças ou cônjuges mais novos. Ao solicitar uma reserva, o viajante deverá  informar que estará acompanhado de pessoas menores de 50 anos. O anfitrião poderá aceitar ou não a solicitação.

Se você ficou interessado é só acessar a página do Freebird Club para obter mais detalhes. Vale destacar que os preços para a locação de imóvel são livres, mas o Freebird cobra taxas semelhantes às do Airbnb: os hóspedes pagam 12% sobre o valor do aluguel e os anfitriões pagam 3%, para cobrir os custos de processamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *