logo Melhores Destinos

Avenida Paulista! O que fazer na principal avenida de São Paulo

Monique Renne
Monique Renne
26/08/2021 às 11:18

Avenida Paulista! O que fazer na principal avenida de São Paulo

A Avenida Paulista é o melhor resumo da cidade de São Paulo. Ela é viva, pulsante e está sempre em transformação. Andar pela Avenida Paulista é uma experiência intensa e rende muitos dias de passeio. Se você está em Sampa e não sabe muito bem o que fazer, certamente a Paulista é o melhor ponto para começar! A Avenida Paulista é o centro financeiro de São Paulo, mas não só isso! Na Paulista (e também nas ruas ao redor), você encontrará uma variedade enorme de museus, espaços culturais, lugares para compras, ótimas pedidas de restaurantes e gente. Muita gente! Não faltará o que fazer na Avenida Paulista durante os seus dias de viagem, seja a negócios ou de férias.

Para te ajudar a explorar a mais agitada avenida de São Paulo, preparamos um post com diversas dicas com o que fazer na Avenida Paulista. Aperte o passo, mas desacelere sempre que possível para um bom café, ou uma média com pão na chapa (para já entrar no clima paulistano). A Paulista é para ser vivida em todos os ritmos e muitas vezes! Quanto mais você puder visitar a Avenida Paulista, melhor! Vamos lá!

Avenida Paulista

Avenida Paulista / Foto: Monique Renne

 

Onde fica a Avenida Paulista?

A Avenida Paulista é o coração pulsante da cidade de São Paulo. Localizada no Bairro Bela Vista, o trecho de 3 km da Avenida Paulista vai da Rua Treze de Maio à Rua da Consolação. A Avenida Paulista é cortada por outras ruas famosas da cidade, como a Bela Cintra, Haddock Lobo, Rua Augusta e Frei Caneca, além de estar pertinho da Avenida Nove de Julho. A Paulista está próxima também a ótimas regiões para quem quer passear na cidade, como o Centro Histórico, Jardins e Liberdade.

Avenida Paulista

Visual do Mirante do SESC / Foto: Monique Renne

O que fazer na Avenida Paulista?

 

1 – Suba ao Mirante do SESC para ver a Avenida Paulista bem do alto

Subir ao Mirante do SESC é uma ótima maneira de se preparar para explorar a Avenida Paulista. Do alto, será possível ter uma noção da grandeza da avenida e de tudo o que te espera por lá! O visual é disputado e em dias de céu limpo e durante o pôr do sol pode até ter fila para acessar o mirante. Ao subir, aproveite para tomar um café, fazer uma boa refeição e até degustar uma taça de vinho diante da paisagem urbana típica de São Paulo. Sente-se nas cadeiras e relaxe diante da vida que corre na Paulista.

O Mirante do SESC São Paulo Avenida Paulista (Avenida Paulista, 119) tem acesso gratuito. O espaço recebe turistas de terça a sábado, das 10h às 21h30; domingos e feriados, das 10h às 18h30. Veja mais no site oficial.

Atenção para horário de funcionamento especial durante a pandemia. Na dúvida, consulte o site oficial do Mirante do SESC.

Avenida Paulista o que fazer

Mirante do SESC / Foto: Monique Renne

2 – Ande pela Avenida Paulista de ponta a ponta

Não há maneira melhor de explorar a Paulista que percorrê-la de ponta a ponta. No caminho, você terá a chance de entrar em diversos museus, centros culturais, cafés, restaurantes, lojas, shoppings e tudo mais que existe por lá. A graça da Avenida Paulistas está exatamente em descobri-la aos poucos e um metro de cada vez. Não pule um centímetro sequer da Paulista e experimente cada cantinho da principal avenida de São Paulo.

Ciclovia São Paulo

Ciclovia da Avenida Paulista / Foto: Monique Renne

3 – Visite todos os museus e espaços culturais 

Além da aptidão para os negócios, a Avenida Paulista também tem como ponto forte a massiva presença de espaços destinados à arte, cultura e museus em São Paulo. E lá acontecem algumas das melhores exposições e espetáculos do país. Um final de semana na Paulista é capaz de suprir sua necessidade cultura por um bom tempo! Invista alguns dias por lá. A boa notícia é que muitos dos espaços destinados à arte e cultura na Avenida Paulista têm acesso gratuito. É um ótimo passeio para quem está sem grana e precisa economizar. Você poderá ficar dias sem gastar um real sequer!

Leia também:

MASP

MASP / Foto: Monique Renne

4 – Vá ao Masp

O Masp, Museu de Arte de São Paulo, está entre as principais atrações da Avenida Paulista e também da cidade de São Paulo. E você poderá investir um dia inteiro por lá! O Masp marca o coração da Avenida Paulista com uma linda fachada e um enorme vão livre projetados pela arquiteta Lina Bo Bardi. O museu oferece um dos mais importantes acervos do país e é capaz de encantar a todos os fãs de obras de arte. Inaugurado em 1968, hoje o Masp conta com mais de 8.000 peças para exposição. Entre as obras do museu, destacam-se nomes como: Cândido Portinari, Di Cavalcanti, Anita Malfatti, Rafael, Botticceli, Delacroix, Renoir, Manet, Monet, Degas, Cèzanne, Picasso, Modigliani, Toulouse-Lautrec, Van Gogh, Matisse e Chagall, entre outros.

O MASP (Av. Paulista, 1578) recebe visitantes de terça a domingo. A entrada é gratuita às terças-feiras, nos outros dias o ingresso tem custo de R$ 45 (inteira) e R$ 22 (meia). Veja mais detalhes no site oficial.

Atenção para horário de funcionamento especial durante a pandemia. Na dúvida, consulte o site oficial do museu.

MASP o que fazer na Avenida Paulista

MASP / Foto: Monique Renne

5 – Confira as exposições e espetáculos do Centro Cultural Fiesp

O Centro Cultural Fiesp oferece aos visitantes uma programação bem variada entre os espaços da galeria de arte, teatro e mezanino. As exposições itinerantes e os espetáculos de teatro, música e dança têm entrada gratuita, assim como os shows que acontecem no mezanino (ótimas pedidas para um café com música no meio de um dia de passeio pela Paulista). Os ingressos são extremamente disputados e devem ser retirados com antecedência na bilheteria. Ao andar pela avenida, fique atento à fachada do edifício, que ganha iluminação especial e projeta diferentes imagens para os pedestres que percorrem a Avenida Paulista. É sempre um espetáculo à parte.

O Centro Cultural Fiesp (Av. Paulista, 1313) tem horário de funcionamento bem variado, de acordo com a atração procurada. Veja aqui a agenda e funcionamento.

Atenção para o horário de funcionamento especial durante a pandemia. Na dúvida, consulte o site oficial.

6 – Encante-se com as exposições e a linda escadaria do Itaú Cultural

O Itaú Cultural apresenta acervo dedicado à história do Brasil e se destaca pelas belíssimas coleções Brasiliana e Numismática, nas quais moedas, documentos, mapas, gravuras, pinturas, manuscritos de literatura e outros objetos de arte contam a história do país de maneira leve e absolutamente interessante. A escadaria interna, cercada por desenhos de plantas e animais que compõem a flora e a fauna brasileira, é um dos mais belos cenários do local. O espaço oferece também salas de teatro, cinema, espetáculos musicais e projetos artísticos. Tudo de graça! Para assistir aos espetáculos, é preciso pegar os ingressos com meia hora de antecedência na bilheteria. Veja a programação no site oficial. 

O Itaú Cultural (Av. Paulista, 149) tem horário de funcionamento bem variado, de acordo com a atração procurada. O horário básico de funcionamento é de terça a sexta, 9h às 20h; sábado, domingo e feriados, das 11h às 20h. Veja aqui a agenda de eventos e funcionamento. Todos os eventos são gratuitos.

Atenção para o horário de funcionamento especial durante a pandemia. Na dúvida, consulte o site oficial.

Itaú Cultural

Itaú Cultural / Foto: Monique Renne

7 – Tome um café com arte na Japan House

A Japan House é um dos mais novos espaços dedicados à arte e cultura na Avenida Paulista. Sempre com exposições voltadas para a cultura nipônica, o espaço tem lindo design, prédio interessante, um ótimo restaurante e um café excepcional (mesmo!). Vá à Japan House sem pressa. Assim você poderá folhear os livros, ver a lojinha e bater um bom papo com os baristas. É passeio para quem curte ritmo lento. As exposições não são grandes, mas o lugar convida a ficar.

A Japan House (Av. Paulista, 52) funciona de terça a sábado, das 10h às 20h; domingo e feriados, das 10h às 18h. Veja aqui a agenda de eventos e funcionamento do restaurante, café e lojas. Todos os eventos são gratuitos.

Atenção para o horário de funcionamento especial durante a pandemia. Na dúvida, consulte o site oficial da Japan House.

Japan House

Japan House / Foto: Monique Renne

8 – Relaxe na Casa das Rosas

A casa construída em 1935, quando a Avenida Paulista ainda era dominada por mansões dos barões do café, é um presente para os olhos cansados das megaconstruções. É quase inacreditável que algo como a Casa das Rosas ainda possa resistir em meio à Paulista. Com jardins recheados de rosas, a casa é um deleite para os visitantes. Quem chega por lá poderá curtir não só o espaço verde e a elegante arquitetura do lugar, mas também uma programação cultural inspiradora, especialmente dedicada à poesia e literatura. Tudo regado a um belo café debaixo da sombra das árvore. Talvez você até esqueça que está no coração de São Paulo. Sente-se em uma das mesas e aproveite a delicadeza dos petiscos e do ambiente. 

A Casa das Rosas (Av. Paulista, 37) funciona de terça a sábado, das 10h às 22h; domingo e feriados, das 10h às 18h. Veja aqui a agenda de eventos e funcionamento do café. Todos os eventos são gratuitos.

Atenção para horário de funcionamento especial durante a pandemia. Na dúvida, consulte o site oficial da Casa das Rosas.

Casa das Rosas Avenida Paulista

Casa das Rosas / Foto: Monique Renne

9 – Aprecie o acervo e a vista do Instituto Moreira Sales – IMS Paulista

O Instituto Moreira Salles – IMS já é bem conhecido entre os moradores de São Paulo, mas o novo espaço na Paulista passou a atrair também muitos turistas. Estrategicamente localizado na ponta da avenida e com um lindo vão livre que permite ver a Paulista do alto, o IMS oferece cultura, mas também um belo cenário para fotos entre os nove andares do prédio. O acervo é dedicado especialmente à fotografia e as exposições itinerantes e permanentes são de emocionar. No espaço, há ainda um cineteatro, uma boa livraria dedicada à arte e um charmoso café que merece uma paradinha.

O Instituto Moreira Salles – IMS Paulista (Av. Paulista, 2424) tem exposições com acesso gratuito. No cinema, os preços variam de acordo com o filme e os ingressos podem ser adquiridos no balcão da Praça IMS (apenas para as sessões do dia), das 12h até o início da última sessão de cinema do dia, ou pelo ingresso.com (vendas semanais: toda quarta-feira, às 18h30, são liberados ingressos para as sessões que acontecem até a quarta-feira seguinte). O espaço funciona de terça a domingo e feriados, das 10h às 20h; quintas, das 10h às 22h. Veja aqui a programação dos IMS Paulista.

Atenção para horário de funcionamento especial durante a pandemia. Na dúvida, consulte o site oficial do IMS Paulista.

IMS Paulista

IMS Paulista / Foto: Monique Renne

10 – Assista a um bom filme e não esqueça a pipoca

O Cine Belas Artes / Petra Belas Artes resiste bravamente ao fim dos cinemas dedicados a filmes alternativos e de arte. Escondido na esquina da Paulista com a Consolação, o Cine Belas Artes é ótima pedida para quem está esperando diminuir o trânsito ou precisa passar algumas horas na Paulista. O espaço existe desde 1956 e recebe os amantes da sétima arte que buscam alta qualidade cinematográfica. A arte está marcada até no nome das seis salas de cinema, batizadas como: Villa-Lobos, Candido Portinari, Oscar Niemeyer, Aleijadinho, Mario de Andrade e Carmen Miranda. Os cinéfilos também vão curtir o espaço do Reserva Cultural, que conta com salas de cinema, café e livraria bem no centro da Paulista.

A seleção de filmes e eventos do Cine Belas Artes (R. da Consolação, 2423) é bem variada, veja aqui a programação. Confira aqui também a programação do Reserva Cultural (Av. Paulista, 900).

Atenção para horário de funcionamento especial durante a pandemia. Na dúvida, consulte o site oficial do Cine Belas Artes.

Cine Belas Artes

Cine Belas Artes / Foto: Monique Renne

11 – Vá ao teatro e a outros espetáculos 

Ao longo da Avenida Paulista e ruas próximas há diversas opções para quem busca cultura em bons teatros e salas de espetáculos. Aproveite a visita à cidade para assistir a uma peça, um show e relaxar a cabeça diante do palco. Muitas das apresentações têm acesso gratuito, o que agrada em cheio aos turistas que buscam uma viagem econômica, mas cheia de boas surpresas. Ótimos pedidas na Paulista podem ser encontradas no Teatro Gazeta, Teatro Eva Herz, Teatro do Sesc São Paulo (gratuito), Auditório do Masp, Teatro Renaissance, Teatro Frei Caneca, Teatro do Centro Cultural Fiesp (gratuito) e o Teatro Procópio Ferreira.

Centro Cultural Fiesp - Teatro Sesi - Avenida Paulista

Centro Cultural Fiesp – Teatro Sesi / Foto: Monique Renne

12 – Passe algumas horas na Livraria Cultura

A Livraria Cultura da Avenida Paulista é uma das poucas remanescentes das mega stores dedicadas à literatura, arte e cultura. Se você é do time que gosta de folhear um bom livro antes de comprar, busca inspiração nas prateleiras ou quer apenas relaxar lendo algumas páginas, a Cultura é o seu lugar. Sente-se nos convidativos puffs e aproveite o visual para o dragão de madeira que decora o lugar. Vale um cafezinho por lá também!

A Livraria Cultura (Av. Paulista, 2073) está localizada dentro do Conjunto Nacional e funciona de segunda a Sábado, das 14h às 20h; domingos e feriados, das 14h às 20h.

Avenida Paulista

Livraria Cultura / Foto: Monique Renne

13 – Use a ciclovia da Avenida Paulista para um passeio de bike ou patinete

Dias de semana costumam ter movimento intenso na Avenida Paulista e o trânsito pode ser dos mais caóticos. Para aproveitar a locomoção de um ponto a outro e ainda curtir o passeio, que tal investir na ciclovia? A Avenida Paulista é conectada e ponta a ponta por uma ótima ciclovia, o que permite você andar de bike ou patinete elétrico (disponíveis para aluguel em estações na avenida), fugir do trânsito e ainda se divertir!

Avenida Paulista

Ciclovia da Avenida Paulista / Foto: Monique Renne

14 – Aproveite a Avenida Paulista fechada aos domingos

A Paulista é uma ótima pedida todos os dias, mas aos domingos ela é ainda mais especial! Com as pistas fechadas para veículos, as ruas largas da Paulista ganham vida e recebem milhares de moradores e turistas que aproveitam o espaço para caminhar; andar de bike, patinete e patins; assistir a apresentações ao ar-livre; fazer compras nos ambulantes e feirinhas; visitar todos os museus e espaços culturais; andar pelo Parque Trianon, que existe desde 1892 e onde há um trecho de Mata Atlântica preservada, e também pelo Parque Mário Covas (aproveite que domingo a segurança é reforçada na área); e até para tomar um bom café da manhã. Aos domingos a Paulista é toda sua! Se você estiver na cidade a trabalho, estique a estada até domingo para ver que a Paulista pode ser bem diferente fora do horário comercial.

Leia também:

Avenida Paulista domingo

Avenida Paulista em dia de domingo / Foto: Monique Renne

15 – Adquira algumas peças inusitadas na Feira de Antiguidades do Masp

Antiquários e lojas de usados concentram bons achados e são deliciosos passeios, especialmente para quem gosta de garimpar e fazer compras exclusivas. E você nem precisará sair da Paulista para adquirir alguns itens “novos”. Basta ir ao Masp! Todo domingo acontece por lá uma deliciosa feira de antiguidades, o torna o domingo na Paulista ainda melhor! Na Feira do Masp é possível encontrar desde joias e roupas a objetos de decoração e móveis. Sem esquecer dos vinis, livros, postais, obras de arte de grandes artistas e tudo mais que possa ser interessante a cada um.

A Feira do Masp tem acesso gratuito e acontece no vão livre do Masp sempre aos domingos, das 9h às 17h.

16 – Curta um happy hour no Mirante 9 de Julho

Escondido dos olhos de quem passa apressado pela Avenida Paulista, o Mirante da 9 de Julho se tornou ponto de encontro de quem procura um lugar descolado para relaxar depois de um dia de trabalho. O Mira, nome do espaço que funciona o local, é um mix de bar, café, restaurante e espaço cultural com vista para o cinza da cidade, mas ainda assim com ambiente e espírito acolhedores. O lugar tem de tudo um pouco e recebe todo tipo de público. Um bom resumo do que é a Paulista. Nem sempre há evento ou movimento no local, mas se for ao Masp e vir um burburinho ao fundo, pode acreditar e ir até lá!

Veja aqui a programação do Mira (Rua Carlos Comenale, s/n, nos fundos do Masp).

17 – Vá a um grande evento na Avenida Paulista

A grandiosidade da Avenida Paulista pode ser vivenciada durante alguns dos megaeventos que acontecem por lá. O maior deles é a Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, evento que leva mais de 4 milhões de pessoas à Avenida Paulista, fazendo da parada a maior do mundo. Outro evento que lota a Paulista é a Corrida de São Silvestre seguida do Réveillon, que também atrai multidões e anima o público com grandes shows e mais de 2 milhões de participantes. Vale dizer que o Pré-Carnaval em São Paulo tem ganhado força entre os foliões de todo o país e costuma levar muita gente animada aos arredores da Paulista, mas na avenida mesmo não costuma ter bloco ou desfile. Assim que a pandemia passar (e vai passar), não deixe de aproveitar um megaevento por lá!

Ano Novo na Paulista

Ano Novo na Avenida Paulista / Foto: José Cordeiro

18 – Entre um passeio e outro, vá às compras na Avenida Paulista

A Avenida Paulista é repleta de lojas e shoppings para quem busca boas oportunidades de compras. Ao longo de toda a avenida há opções, dos mais populares vendedores de rua às mais elegantes lojas de alto padrão. Tudo vai depender do seu gosto e, claro, bolso!

Boas pedidas para quem busca compras são o Shopping Cidade São Paulo, o Shopping Center 3 (Av. Paulista, 2064), o Shopping Pátio Paulista (R. Treze de Maio, 1947) e o charmoso Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073). Os quatro centros comerciais têm tudo em um mesmo lugar.

Vale ainda investir algumas horas (é irresistível) na grande loja da Decathlon (Av. Paulista, 854) e em vários comércios populares de produtos importados, além das ótimas Rua Augusta e Oscar Freire. Há ainda barraquinhas com roupas,  produtos artesanais e a famosa feira de antiguidades do Masp. Veja mais sobre compras em São Paulo.

Leia também:

19 – Tome um café e exerça o people watching

O que não falta na Avenida Paulista são bons cafés com ampla visão para observar as pessoas interessantes que passam todos os dias por lá. Aproveite o tempo entre as atrações para sentar-se e curtir com calma o vai e vem apressado de quem circula pela Paulista. Vale pedir um expresso, uma média e um bom pão na chapa pra acompanhar.

Para e ver o mundo passar é uma das melhores coisas a fazer enquanto estamos turistando por uma cidade. E na Paulista você poderá fazer isso em um café com mirante, como no SESC Paulista; em um sob as árvores, como na Casa das Rosas; em um café com literatura, como no IMS – Paulista; em um café com requinte, como na Japan House; e até em um café clássico mundial, como o bem posicionado Starbucks, de frente para o Masp.

Avenida Paulista café

Café Sabor Mirai, na Japan House / Foto: Monique Renne

20 – Aprecie os grafites que decoram a Avenida Paulista

A arte do grafite faz parte da cidade de São Paulo e na Avenida Paulista os desenhos ganham tamanhos monumentais. Ao percorrer a Paulista, não deixe de observar os belos trabalhos que dão cor às cinzentas fachadas. Os destaques na região são os trabalhos do Kobra, como o grandioso Oscar Niemeyer que ocupa toda a lateral do Edifício Ragi; e também os grafites escondidos no “buraco da Paulista”, o túnel que liga a Avenida Paulista à Avenida Rebouças. Há ainda belos grafites menores em toda a extensão da avenida, assim como em ruas próximas, como a Augusta. Fique atento que nomes famosos podem ter grafites onde menos se espera.

Kobra Avenida Paulista

Oscar Niemeyer pintado pelo artista Kobra

21 – Experimente os restaurantes da Paulista e arredores

Passar o dia caminhando pela Paulista certamente vai te dar muita fome. Aproveite então para caprichar no almoço e escolher algumas delícias típicas (ou nem tanto) paulistanas. Por mais estranho que pareça, grande parte dos restaurantes da Paulista está mesmo é nas ruas próximas. Caminhando pela avenida você verá poucas opções, portanto, fique atento às ruas vizinhas.

No comecinho da Paulista, experimente o Aizomê, restaurante da Japan House e o tradicional bauru do Ponto Chic. Na região mais central da Paulista, vale experimentar o delicioso cardápio do A Baianeira, restaurante do Masp; as comidinhas simples, baratinhas e com linda vista no Mirante do Sesc; o delicioso Ráscal; os quitutes botequeiros do Pirajá; os drinks do cosmopolita Spot; os pratos fartos do italiano Generale; as gordices da Lanchonete da Cidade; o popular Pastel da Maria, sempre uma boa pedida no meio do dia; a boa comida com linda vista do Seen; o oriental estrelado Nakka; os econômicos food trucks do Calçadão Urbanoide; e um pouco mais afastado, a imperdível pizza da Speranza. No final da Paulista, uma boa pedida é o restaurante Sujinho, um dos mais tradicionais da cidade e com uma maravilhosa bisteca, além da Bella Paulista, que atente 24h com um cardápio enorme e é um dos melhores lugares para ir depois da balada.

A lista é extensa, afinal, estamos falando de São Paulo e não falta oferta de bons restaurantes por lá! Vale até você indicar o seu favorito nos comentários!

Restaurantes na Avenida Paulista

Prato do A Baianeira, no MASP / Foto: Monique Renne

22 – Vá um pouquinho além da Paulista

A Avenida Paulista rende alguns dias de passeio, mas vale a pena sair dela e percorrer também alguns arredores interessantes. Se você está seguindo a linha de museus e espaços culturais, vale ir até o Museu do Futebol e ao Centro Cultural São Paulo – CCSP, os dois bem próximos à Paulista. Para quem gosta de passeios exóticos, uma paradinha no Cemitério da Consolação pode ser uma boa (para ver as obras de arte que decoram os túmulos). Já quem quer mesmo um ambiente badalado, repleto de lojas, restaurantes e bares vai gostar de uma passadinha pela região da Oscar Freire. Já os mais festeiros e notívagos certamente irão se sentir em casa na animada Rua Augusta.

Museus na Avenida Paulista

Museu do Futebol / Foto: Monique Renne

Como chegar à Avenida Paulista?

A maneira mais prática de ir até a Avenida Paulista é de metrô. Na avenida há quatro estações que servem a diferentes linhas, o que permite chegar à Paulista saindo de diversos pontos da cidade. Na Avenida Paulista também há farta opção de linha de ônibus, assim como fácil acesso a táxi, Uber e outras modalidades de aplicativos de mobilidade.

  • Estação Brigadeiro – Metrô Linha 2 Verde

Localizada no início da Avenida Paulista, a Brigadeiro está próxima a atrações como Mirante Sesc Paulista, Japan House, Espaço Cultural Itaú, a Casa das Rosas e o Pátio Paulista.

  • Estação Trianon – MASP – Metrô Linha 2 Verde

Localizada no centro da Avenida Paulista, a Estação Trianon – MASP é ideal para todos os visitantes, mas especialmente para quem pretende visitar o MASP, o Centro Cultural Fiesp, o Parque Trianon e o Shopping Cidade de São Paulo.

  • Estação Consolação – Metrô Linha 2 Verde

Localizada do centro para o final da Avenida Paulista, a estação Consolação é uma boa parada para MASP, Rua Augusta, Haddock Lobo, Instituto Moreira Sales da Paulista e a Rua Oscar Freire. Na estação Consolação é possível fazer a interligação com a linha 4 – Amarela.

  • Estação Paulista – Metrô Linha 4 Amarela
Localizada no final da Avenida Paulista, na Rua da Consolação, a estação Paulista é a única que oferece rota alternativa à Linha Verde. A Linha Amarela é ideal para conectar a Avenida Paulista ao Centro Histórico de São Paulo, onde estão a estação Luz e República, e também a região da Faria Lima. Na estação Paulista é possível fazer a interligação com a linha 2 Verde.

A estação Paraíso está bem próxima à Avenida Paulista e pode ser útil para quem está próximo ao Centro Cultural São Paulo. Ela oferece a Linha 2 Verde e a Linha 1 Azul, o que permite conexão com outras regiões da cidade. Veja mais no site oficial do metrô de São Paulo. Veja também nosso post especial sobre como fazer turismo usando o metrô em São Paulo.

Avenida Paulista dicas

Metrô na Avenida Paulista

Como circular pela Avenida Paulista?

Para curtir e conhecer bem a Avenida Paulista, a melhor opção é circular a pé! Esse é um dos melhores lugares de São Paulo para ver a vida passar (às vezes de maneira bem apressada). Aproveite a caminhada para curtir diversas atrações, especialmente as que estão fora do roteiro! Se precisar fazer trechos mais longos e não quiser ir a pé, dê preferencia ao metrô ou ao Uber. Circular de carro na Paulista pode tomar tempo demais e os estacionamentos costumam ser caríssimos! Não vale o prejuízo.

Outra boa pedida, para os mais dispostos e descolados, são as bicicletas e patinetes de aluguel. A boa ciclovia da Paulista é um convite a se aventurar. Você chegará rapidinho ao local desejado e ainda vai se divertir um bocado pelo caminho! Uma boa dica é chegar de metrô pela Estação Consolação e ir embora pela Estação Brigadeiro, ou vice e versa. Assim você caminhará toda a avenida.

Avenida Paulista trânsito

Avenida Paulista / Foto: Monique Renne

Quando ir à Avenida Paulista

A Avenida Paulista é movimentada todos o dia, o dia inteiro! Não importa a hora que você estiver por lá, sempre haverá algo aberto e com gente para você curtir. Alguns dias e horários, no entanto, são mais recomendados para determinadas atividades. Se você pretende explorar os museus e espaços culturais, dê preferência aos dias de semana, quando o movimento é mais tranquilo. Fique atento à agenda de cada estabelecimento para não encontrá-lo fechado. Lembrando que o Masp tem acesso gratuito às terças-feiras!

Aos sábados, aproveite para curtir os bares, cafés e restaurantes com mesas ao ar-livre, ir à Feira de Antiguidades do Masp e assistir a peças e espetáculos nos teatros da avenida.  Aos domingos, o programa é pedalar! A Avenida Paulista permanece fechada para os carros e lota de turistas e moradores que curtem feirinhas e uma boa caminhada ao ar-livre. Agora, se você faz a linha notívago e baladeiro, a madrugada na Paulista sempre reserva boas surpresas! Veja mais sobre quando ir a São Paulo.

Avenida Paulista IMS

Visual do mirante do IMS / Foto: Monique Renne

Hotéis na Avenida Paulista

A Avenida Paulista é repleta de opções de hospedagem! Aliás, ela é um dos melhores pontos de hospedagem na cidade de São Paulo, tanto para quem viaja a negócios quanto para quem viaja a lazer. O preço, no entanto, pode não ser tão amigável, mas sempre é possível encontrar uma boa oferta por lá, especialmente nas ruas próximas! A maior vantagem dos hotéis na Avenida Paulista é a boa localização, perto de grande parte das principais atracões de São Paulo e com fácil acesso ao metrô. E isso já é meio caminho andado para quem pretende se divertir na cidade.

Vale dizer que o preço da hospedagem na Avenida Paulista é quase sempre mais barato nos finais de semana, quando diminui o ritmo das viagens a negócios. Com os hotéis vazios, os valores são bem mais acessíveis.

Avenida Paulista

Avenida Paulista / Foto: Articotropical

Para quem busca hospedagem econômica na Avenida Paulista e arredores, vale conferir os hostels More SP Hostel, Bee W, Sao Paulo Hostel Club, Soul Hostel, Imagina Hostel e o Quintal Hostel.

Se você não abre mão de ficar em hotéis, mas busca preço camarada e boa localização, veja o Ibis Budget São Paulo Paulista, o Ibis São Paulo Paulista, o Intercity São Paulo Paulista, o La Residence Paulista, o Hotel Massis, o Mercure Sao Paulo Alamedas, o Travel Inn Paulista Wall Street, o Mercure São Paulo Paulista, o Mercure SP Grand Plaza Paulista, o Travel Inn Park Avenue Jardins, o Hotel Trianon Paulista, o The Landmark Residence.

Para quem está em busca de mais conforto durante a hospedagem na Avenida Paulista e pode pagar um pouco mais, boas pedidas são o Tivoli Mofarrej São Paulo, Radisson Paulista, o Meliá Paulista, o Royal Jardins Boutique Hotel, o Transamerica Executive Bela Cintra (Paulista), Transamerica Executive Paulista, Estanplaza Paulista, o Transamerica Prime International Plaza (Paulista), o Maksoud Plaza Hotel e o Blue Tree Premium Paulista. Todos ótimas pedidas para curtir tudo o que há pra fazer na Avenida Paulista.

Pôr do sol na Avenida Paulista

Pôr do sol no alto do Mirante do SESC/ Foto: Rodrigo Argenton


E você? Gosta de passear pela Avenida Paulista ou trabalha por lá? Mande pra gente as suas dicas do que fazer na Avenida Paulista! Quanto mais dicas, melhor! E se estiver com tempo sobrando na cidade, veja mais dicas do que fazer de graça em São Paulo e também o nosso exclusivo Guia de São Paulo. E se não der para viajar nos feriados 2021, quem sabe você não aproveita os feriados 2022 para dar uma volta pela Paulista.