Como é voar na Aeroflot

Denis Carvalho 7 · março · 2012

A companhia estatal russa Aeroflot ocupa papel importante na história da aviação mundial. Fundada em 1923, ela foi a empresa aérea oficial da União Soviética e na década de 1980 chegou a ter mais de 11 mil aviões e helicópteros, já que toda matrícula СССР na União Soviética era de sua propriedade. Com o fim do regime socialista, a companhia foi dividida em mais de 400 empresas e passou por uma imensa reformulação. Hoje, sobraram apenas poucos jatos russos Tupolev, que aos poucos são substituídos por Airbus e Boeings, incluindo a encomenda de modernos A350 e 787 Dreamliner. Nosso leitor Luciano Rego fez um voo de Moscou a São Petersburgo com a companhia e aprovou a nova fase da Aeroflot, com aviões modernos e ótimo serviço de bordo. Acompanhe: 

Reservas e Acompanhamento

A reserva foi feita pelo próprio site da Aeroflot (www.aeroflot.ru). Como não entendo o idioma, troquei para a versão em inglês. Para mim o site foi de fácil manuseio. No ato da escolha da passagem há várias categorias de passagens e o preço aparecia em dólares, e não em rublos, o que ajudou também. Depois de efetuada a compra, eles mandam um e-mail com os dados e códigos do voo. Tudo muito tranquilo.

Check-in
O check-in foi feito no Aeroporto Internacional de Sheremetyevo. É um dos três aeroportos internacionais que têm em Moscou (os outros são Domodedovo e Vnukovo). Não havia ninguém na fila da Aeroflot. Foi muito tranquilo. A atendente pediu os passaportes, etiquetou as malas,
nos deu a passagem e fomos liberados.

Embarque
O embarque inicialmente também foi tranquilo. Passamos pelo controle de segurança. Tivemos que tirar sapatos, cinto e tudo dos bolsos, passar pelo raio X e depois por uma revista manual. Eles são muito preocupados com a segurança, ainda mais depois do atentado ao Aeroporto de Domodedovo. Fui encaminha do a um ônibus (semelhante aos da Infraero) em direção ao avião. Quando todos estavam acomodados o comandante pediu paciência pois o avião estava com algum problema e o técnico estava a caminho. Esperamos uma hora dentro do avião até que decidiram trocar de aeronave. Voltamos ao saguão e aguardamos. No fim, o voo saiu com duas horas de atraso.

Voo
O avião era novíssimo. Bancos em couro. Muito confortável. O espaço entre as poltronas era um pouco maior que o espaço que tem na TAM ou na GOL. Há classe executiva em voos domésticos na Rússia, mas fui de econômica mesmo, já que o voo era de 1h20. O voo foi extremamente calmo, mas as pessoas estavam tensas pela troca anterior de aeronave. O tempo bom na Rússia também ajudou na tranquilidade.

Alimentação
A alimentação na Aeroflot é muito boa. Veio um sanduíche de peito de frango muito bom, bem temperado, acompanhado de suco e coca-cola. Após isso foi oferecido chá e café para todos. Considerando um voo curto, a alimentação foi adequada.

Entretenimento
Não havia. Nem telas individuais, nem telas coletivas ou rádio. Antes do avião decolar tocava uma música ambiente (chegou a tocar Garota de Ipanema, em português. Bateu uma saudade hehe), mas assim que o avião decolou o silêncio se fez na aeronave. Havia uma revista da empresa e um catálogo de vendas de produtos pela Aeroflot.

Curiosidades
Eu voei de Madri para Moscou pela S7 (Siberian Airlines) e digo sem sombra de dúvidas que a Aeroflot é superior, em todos os aspectos. Desde a tripulação, ao tratamento mais atencioso ao passageiro até a alimentação.

Conheci o Aeroporto Internacional de Domodedovo e Sheremetyevo em Moscou. Dão de  mil  a zero em qualquer aeroporto brasileiro. Raramente peguei filas (graças a Deus, porque o russo simplesmente não respeita fila). Os dois aeroportos têm uma estrutura muito boa. Já o Aeroporto
Internacional de Pulkovo, em São Petersburgo, é horrível. Parece uma rodoviária mal cuidada. Para uma cidade do porte de São Petersburgo é absurdo aquilo. Mas parece que estavam reformando lá.

 

Agradecemos Luciano pelo ótimo relato. As fotos que ilustram esta avaliação foram gentilmente cedidas pelo leitor Marcelo Vitorino, que também aprovou os serviços da companhia: “Sempre ouvi muitos questionamentos aos servicos da Aeroflot, especialmente dizendo que os aviões são muito velhos. Entretanto, minha experiência foi o contrário. Tanto no trecho Bruxelas-Moscou quanto Moscou-Tóquio e respectivos voos de regresso, as aeronaves eram novíssimas, especialmente novas mesmos.  O serviço de bordo foi adequado, incluindo a refeição vegetariana que pedi no momento da compra dos bilhetes, ja desconfiado que eu nao fosse gostar do menu russo”, disse.

Quer fazer a avaliação de alguma companhia aérea? Entre em contato pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br!

Autor

Denis Carvalho - Editor chefe
  • duda

    nunca pegou fila em Domodedovo? aquele aeroporto é uma desorganização triste! e os voos sempre ficam mudando de portão, sem contar com atrasos… mas em relação à aeroflot, é bem melhor que a S7, até em questão de atendimento de check-in.

    • Mendonça J&ua

      Troca de portões não é algo distante de nós. Em Brasília, por exemplo, nunca, eu disse NUNCA, embarquei no portão que constava no cartão de embarque. Sempre vem aquela frase feita: "Senhoras e senhores passageiros, devido ao reposicinamento da aeronave no pátio seu embarque, quando autorizado será feito através do portão…"

  • Thiago Oliveira

    Muito obrigado pelo relato!! Se antes tinha dúvida, agora sei qual companhia usar na Rússia!!

  • Mauricio Mariano

    Eu fiz MXP-SVO-MXP pela Aeroflot, achei o pessoal do balcão um pouco desorganizado, mas sem muito stress. O que me doia os olhos era o profundo azul dos bancos da frente.

    Curiosamente quando fui os dois passageiros (russos) do lado batizavam o refrigerante com um pouco de Vodka.

    No momento da refeição o comissario perguntou em russo se os dois russos queriam frango ou peixe. Ele olhou para mim e perguntou em ingles. Eu respondi em russo "frango" e ele perguntou novamente em ingles e eu respondi em russo, "frango", ele olhou para mim e perguntou em Ingles: Você tem certeza que quer "frango"? Eu respondi em russo e ele: Ok, frango então.

    Ou meu Russo era muito ruim ou tinha algo errado com o frango. 🙂

  • Pedro H

    Desde que não seja Tupolev até da para pensar em voar numa cia russa…

  • Daniel

    a aeroflot opera ou ja operou no brasil ?

  • Arilde Junior

    Já operou. Lembro que na minha infância, nos anos 80, havia um vôo saindo aqui de Salvador, o vôo era Salvador-Dacar-Moscou.

  • Danilo Fernando Silv

    Ela operou de Out/1993 a Abr/1999, voando para São Paulo e Salvador. http://www.aviacaobrasil.com.br/wp/empresas_aerea

  • Carlos

    Em Brasília já até consegui embarcar no mesmo portão que constava no check-in, mas em Congonhas, apesar de ter frequentado a ponte por dois anos, NUNCA, JAMAIS, embarquei pelo mesmo portão que constava do cartão de embarque.

    • Thiago Castro

      Não exagera. Pelo menos uma vez em dez dá pra embarcar no portão que consta no cartão!! Rs.. 🙂

  • C.

    Já viajei pela Aeroflot, mas isso foi em 2000 quando ainda faziam São Paulo-Moscou via Túnis. Meu destino final era Túnis, então dava pra fazer Brasil-Tunísia sem escalas… Na verdade achei uma experiência quase que "antropológica", voar naquele Ilyushin-96, antigão, sem os compartimentos de bagagem do meio, o que dava uma impressão de espaço indescritível num wide-body… Além das comissárias ulta mega maquiadas, nada comparado ao padrão brasileiro/europeu/americano de "grooming" de flight crew… E na verdade super mal educados, falavam pouquíssimo inglês… E quanto às poltronas no Il-96, eram tão confortáveis como, por exemplo, um antigo 767 da Varig na mesma época, ou seja, nada de mais, nem de menos… Enfim, foi legal ter voado de Aeroflot saindo de Sampa…

  • Victor

    No ano passado fiz um vôo pela Aeroflot de Moscou a Irkutsk ( +- 5 horas de duração). Não tive nenhum problema durante o embarque, e lembro que eles realmente eram bem rigorosos com a segurança na hora de passar pelos detectores.

    O vôo foi tranquio, só o pouso foi um pouco tenso porque foi um pouso com vento cruzado e o avião teve que "caranguejar" para conseguir pousar.

  • Rodrigoclt

    Luciano, tenho duas perguntas para vc:

    Primeira: Os pilotos da Aeroflot são ruins, pois os da S7 nos 4 voos que fiz eram horrorosos, vc sabia exatamente quando eles ligava e desligava o piloto automático após e antes da decolagem, kkkk!

    Segunda: quanto vc pagou no trecho Moscow-São Petersburgo? Pois peguei uma tarifa muito em conta pela S7 e paguei o equivalente a 55,00 REAIS o trecho com as taxas incluídas.

    Ps.: Quando fiz Moscow-São Petersburgo, o passageiro do outro lado do corredor bebeu uma garrafa inteira de vodka que ele levou. Os caras são muito pinguços, kkkk!

  • titobosco

    Era pra vc dizer: "vrango" com whisky besuntado…

    E ele diria: 2 por favor.

  • Thiago Castro

    hahahaha…e o frango desceu???

  • messias

    você precisava ver como era essa empresa em 1994,eu fui duas vezes para moscou,o avião era um ilyushin 86,velho de meter medo,tinha que fazer uma escala em cabo verde e outra em chipre.a viagem durava quase 20 horas.a maioria dos russos ficavam bêbados,a comida era um tipo de omelete,que ate hoje não sei do que era feita.e a gente sempre descia em sheremetyevo.

  • Jeziel carvalho

    Então deve ter melhorado muito! Nunca voei na companhia russa mas ainda lembro do tempo em que ela tinha o apelido de "Aeroploft",de tanto que caia. Acho que eram os tempos do Tupolev…

  • wagao

    eu viajei em nov do ano passado de Ams-Svo. Comparando com a cia TAM, foi um voo normal. A comida foi muito boa, tinha caviar e salmon. Ja comparando com a S7, com certeza a Aeroflot eh muuuuito superior. Fiz o trecho se St.Peter a DMO em Moscow e foi um lixo. Os acentos quebrados a comida ruim e os banheiros sujos.

    Nem a Aeroflot, nem a S7 e muito menos as os russos falam ingles. Portntanto, meu amigo, se for a Russia ou voar por cia aereas deste país, esteja preparado para quialquer coisa.

    Se quisere realmente economizar, va de S7.

    Se quiser um pouco mais de Higiene e comida boa, mas um preço mais salgado (valor de passagens brasileiras) escolha a Aeroflot.

    • wagao

      ah, sobre os aeroportos russos…

      O russos tentam copiar ao maximos os Norte-Americano.. A diferença eh que eles sao desorganizados, ineficientes e burocraticos.

      Nao tive problemas para embarcar na Aeroflot em AMS mas em SVO e DMO ele mandam tirar os sapatos, depois voce passa por uma fila imensa de imigracao, na qual os atendentes nao sabe nem falar "oi" no idioma ingles.

      Portanto, comparando as cia aereas com os Russos, a aeroflot eh sem duvidas a melhos cia do País.

  • Bruno Holtz

    Na verde o voo era: Moscou-Lanarca(Chipre)-Ilha do Sal-Salvador-Buenos Aires. No inicio, a escala era técnica. Depois, ganharam direito de tráfego. O equipamento: IL-86.

    Sei destes detalhes pois meus pais voaram até Moscou e Londres (neste caso, de IL-62). Foi uma superpromoção na época, coisa na faixa dos U$ 650,00.

    Ele adorou Moscou, e elogiou muito a Aeroflot, confirmando que no caso, os aviões russos eram superiores em conforto que os MD-11 (Vasp e Varig)que voavam à Europa na época.

  • Leonardo BH

    Fiz os trechos Madri – Moscou e Moscou St. Petersburgo pela S7 na promoção do ano passado e valeu muito a pena. Os únicos detalhes foram: atraso de mais de 1 hora pra sair de Madri, quase perdi o voo para St. Pertersburgo. O atendente da S7 chamou um supervisor que falava inglês. Como a causa foi o atraso da própria S7 eles deixaram embarcar (detalhe: atravessei o Domodedovo correndo e puxando a bagagem que seria despachada até o ônibus que leva até a aeronave, ao descer do ônibus eles pegaram a bagagem e jogaram no porão do avião hehe).

    Os voos foram bem tranquilos, somente nos pousos que os pilotos são bem toscos mesmo…

  • Luciano Rego

    Rodrigo, o piloto neste voo que fiz foi muito bom. Também passei apuros nos voos da S7 que fiz Madrid – Moscou – Madrid. Tinha certeza que o avião da S7 iria cair hehehe.

    Quanto ao valor da passagem, se não me engano custou uns 90 dólares. Na época, cerca de 150 reais.

  • Fernando

    Fiz o mesmo trecho do relato pela Transaero. Tanto o serviço quanto a aeronave são parecidos. A diferença é que embarquei em Domodedovo.

  • MARCELO

    Imagina o esfria saco, SAO PAULO – MOSCOU de Tupolev. 15 hs de vôo.. é 50 % de chance de chegar vivo!!

  • MARCELO

    Nem todas comanhias americanas são tão avançadas assim. vou para o USA agora no fim do mês e faço um vôo Nyc – Oklahoma, sabe que avião usam? Douglas!

  • Camilla

    Em jan/2012, viajei de AMS-SVO, e foi uns dos vôos mais ociosos que peguei. Não parecia ser uma turbulência, mas o avião parecia estar ocilando o tempo todo!

    Voei de A321, e achei um pouco apertado, não me sentia confortável nos bancos, e eu tenho apenas 1,60m.Mas esse foi o menor dos meus problemas, não gostei nem um pouco do serviço do comissariado de bordo. Achei a comida, um frango mal cozido, e não recebi o folhetim de imigração das aeromoças no avião, o que me fez sentir constrangida no guichê de imigração.

    Achei o SVO um aeroporto novo, mas pequeno. Na volta, não tive nenhum problema com imigração, a fila era pequena,e os agentes super simpáticos. Só tenho a reclamar da falta de tomadas no terminal (umas 4 ou 5 no total) e falta de opções de alimentação. No terminal, haviam mais opções no Aeroexpress, mas como era de madrugada, não havia nada aberto.

  • Marcos

    Olha… O Mendonça tem razão, eu também NUNCA peguei o vôo no mesmo portão indicado em BSB.

  • livia

    quanto custou a passagem. em reais/voce ja teve um voo pela russian

  • Salvatore Carrozzo

    ??????

  • oremhartuing

    Fiz três viagens de Aeroflot (SVO-OVB KZN-LED LED-SVO). Minhas constatações:
    1) O aeroporto de Sheremetyevo é bem estruturado, pelo menos nos terminais que conheci (D, E e F);
    2) O aeroporto de Sao Petersburgo (Pulkovo) é bonito e funcional, não tem nada de ruim;
    3) Fui bem tratado nos vôos. Num deles, estava morrendo de fome e ao pedir para a comissária mais um sanduíche, ela me deu dois. Comida simples, mas de boa qualidade. Servem suco de tomate em todos os vôos;
    4) A segurança é rigorosa, até para entrar na sala de embarque precisa mostrar o passaporte, mas não precisei tirar os sapatos nenhuma vez;
    5) Voei de Airbus 321 e de Antonov An-148 (85 passageiros), estava muito curioso com o Antonov, mas foi uma viagem bastante tranquila. Como se poderia esperar de um avião menor, é um pouco mais turbulento, mas com mais espaço nas poltrnas do que o Airbus;
    6) Se for viajar no inverno, entre o quanto antes na aeronave porque o espaço para bagagens é logo preenchido com os casacos. Tive que fazer uma viagem de 4 horas com meu casaco no colo porque não consegui guardá-lo;

    7) O aquecimento na cabine tem como padrão uma temperatura mais alta do que estamos habituados no Brasil, eu senti calor;
    8) Todos os comissários falam um bom inglês e apesar de me comunicar em russo, todos se dirigiam a mim num inglês perfeito ao perceber que era estrangeiro;
    9) Todos os vôos saíram e chegaam rigorosamente no horário previsto mesmo com condições adversas como -23 C e uma nevasca em OVB.