logo Melhores Destinos

Vale do Rio das Antas: roteiro pelo interior de Bento Gonçalves

Bruna Scirea
Bruna Scirea
25/10/2018 às 9:01

Vale do Rio das Antas: roteiro pelo interior de Bento Gonçalves

A Rota do Vale do Rio das Antas é um dos roteiros turísticos de Bento Gonçalves, a capital nacional do vinho e uma das cidades mais visitadas da Serra Gaúcha. Um passeio por essa região é sinônimo de uma boa combinação de vinícolas, gastronomia e visual exuberante.

O ponto mais visitado e conhecido de toda a rota é certamente a Vinícola Salton, uma das maiores do Brasil, mas há muito mais para se fazer na região. Um dia no Vale do Rio das Antas pode ser preenchido com atividades ao ar livre, passeios de tuk-tuk em meio aos vinhedos, piqueniques sob as parreiras e vistas incríveis no fim de tarde em vinícolas – ou mesmo em uma cachaçaria.

mapa roteiro vale do rio das antas bento goncalves serra gaucha

Mapa do Vale do Rio das Antas

Como chegar ao Vale do Rio das Antas

Para chegar à Rota do Rio das Antas, é preciso seguir pela BR-470 desde Bento Gonçalves em direção a Veranópolis – com pouco mais de 10 km de estrada, já começam a surgir as primeiras atrações. Um dia pela região é o suficiente para visitar vinícolas, ter experiências bem próximos aos vinhedos e fazer degustações ao ar livre, apreciando a vista do Rio das Antas.

vale do rio das antas

Vista da Vinícola Cristofoli, no Vale do Rio das Antas. Foto: Jeferson Soldi/Divulgação

Vamos aos nossos destaques!

Visita à Vinícola Salton, uma das gigantes

Com mais de 100 anos de história, a Salton é um das mais antigas vinícolas do Brasil, além de ser uma das maiores produtoras de vinhos e espumantes. Toda a estrutura do complexo Salton, no Vale do Rio das Antas, foi idealizado para encantar os seus visitantes. Já dá para perder alguns bons minutos somente contemplando a arquitetura do prédio, mas ainda tem todas as imponentes áreas internas e os vastos jardins nas redondezas.

Assim, embora um passeio pela Salton seja um pouco mais impessoal do que nas demais vinícolas na região – onde você provavelmente conversará com a própria família produtora -, é bacana conhecê-la para entender como funciona o processo de produção das grandes vinícolas. Conta a favor o fato de haver passeios guiados a todo momento (grupos de mais de 10 pessoas devem agendar previamente), que incluem visita às instalações, degustação de alguns produtos e compras na loja.

Além do tour tradicional, a vinícola oferece programações especiais, em que visitantes podem conhecer todos os processos da produção do vinho, com degustações especiais, degustações itinerantes e até apresentação musical. Para mais informações, acesse o site da Vinícola Salton.

Passeio de tuk-tuk na Vinícola Cainelli

Agora, se você quiser ter uma experiência mais próxima aos vinhedos e, principalmente, compreender os processos da fabricação dos vinhos e espumantes a partir dos relatos de quem produz, a nossa sugestão é visitar a Vinícola Cainelli.

vale do rio das antas

Passeio de tuk-tuk no vinhedo é uma das experiências oferecidas aos visitantes na vinícola Cainelli

A antiga casa dos Cainelli, do início do século passado, virou um museu onde é possível conhecer como era a rotina dos imigrantes italianos (a visita guiada custa R$ 5). Além do museu, a vinícola oferece diversos passeios junto aos vinhedos. Na época da colheita da uva, em janeiro e fevereiro, o mais procurado deles é o “Vindima na Cainelli”, passeio que inclui a entrada ao museu, passeio de tuk-tuk até as videiras, colheita dos frutos, lanche e a pisa das uvas (o passeio dura duas horas e meia e custa R$ 130 pessoa).

Quando estivemos na vinícola, fizemos o passeio “Passeio Terroir” (WineTuk), com duração de uma hora e meia. Ao longo da manhã, visitamos o museu guiados pela Bete Cainelli. Após, subimos no tuk-tuk e fomos para os vinhedos, onde o seu Roberto Cainelli nos mostrou como é produzida a uva (método de plantio, cuidados, etapas da planta etc). Após, voltamos para um deck da vinícola, super agradável, onde fizemos degustação dos produtos locais, acompanhados de uma tábua de frios e frutos secos. O passeio custa R$ 50 por pessoa e é recomendadíssimo! Confira todos os passeios oferecidos pela família Cainelli.

Fim de tarde na Vinícola Cristofoli

Um dos lugares mais encantadores para apreciar a bela vista do vale enquanto se prova vinhos produzidos ali mesmo é a Vinícola Cristofoli. Além de visita guiada e degustação dos rótulos da casa, a empresa familiar também oferece experiências diferentes para os seus visitantes, como o piquenique no edredom, que ocorre sob o verde do vinhedo, o Tour e Paisagem e o Entardecer de Vindima. Todas os passeios podem ser consultado no site da vinícola.

vale do rio das antas

Fim de tarde na Vinícola Cristofoli

Passamos somente meio dia no Vale do Rio das Antas e, infelizmente, não tivemos tempo suficiente para visitar a Cristofoli. No entanto, conhecemos a Bruna Cristofoli, de uma das duas famílias sócias da vinícola. Elas nos explicou como funcionam os passeios e a proposta do enoturismo na propriedade. Então resolvemos deixar a sugestão aqui, principalmente pelo fato de vários moradores da região nos terem recomendado a visita à vinícola, sobretudo os passeios que ocorrem ao ar livre. Fica a dica! Nós, com certeza, voltaremos até a Cristofoli quando formos novamente para a região (o que esperamos que ocorra em breve, claro.. hehe!).

Para almoçar no Vale do Rio das Antas

Nossa sugestão para ter um almoço típico da região, em ambiente bastante familiar e com comida farta e saborosíssima é o restaurante Addolorata. Quem está à frente é o Seu Nei, uma figura bastante peculiar e comunicativa, que não mede esforços para agradar seus visitantes – seja pela simpatia ou pela excelente comida preparada pela família. Veja as fotos e tire suas próprias conclusões:

O Addolorata costuma abrir somente nos sábados e domingos – em dia de semana, somente com agendamento para grupos. No entanto, em alguns fins de semana, o espaço pode estar fechado para a realização de eventos, como festas de casamento. Assim, é melhor ligar antes da data prevista para saber do funcionamento. Além desta opção, várias vinícolas, como a Cainelli e a Casa Postal servem refeições mediante reserva.

Roteiro de um dia no Vale do Rio das Antas

Se a sua ideia for tirar um dia inteiro para percorrer a região, você pode fazer diferentes passeios em pelos menos duas vinícolas, considerando o que você pretende: conhecer uma superprodução como a da Salton, estar próximo ao pequeno produtor, como no caso da Cainelli, entendendo como é o processo de fabricação dos vinhos em pequena escala ou conhecer uma empresa familiar, como a Cristofoli, localizada em um ponto estratégico do vale, com vistas espetaculares. E, claro, além destas, há outras vinícolas e atrações (veja abaixo) que podem ser inseridas no roteiro.

Na nossa opinião, um dia perfeito pela região talvez se aproxime disso: visita à Cainelli pela manhã, almoço no Addolorata, pausa para digestão conhecendo os belvederes para tirar belas fotos do Rio das Antas, mais alguma vinícola ou cachaçaria pela tarde e, no fim da tarde, curtir o visual na Vinícola Cristofoli, com jantar ou não, conforme a sua fome a essa altura do dia. Certamente seria um dia bastante intenso, mas também muito proveitoso!

O que mais fazer na região?

Cachaçaria Casa Bucco: famosa pelas boas cachaças e pelas caipirinhas orgânicas – principalmente a de banana, nada clichê e um dos carros chefes da casa. A cachaçaria tem vista para a bela Ponte do Rio das Antas e oferece aos visitantes passeios ao alambique e varejo.

Casa Postal Vinícola e Bistrô: a vinícola oferece visita guiada e degustação, além de almoços em um ambiente bastante aconchegante. Grupos de mais de 10 pessoas devem fazer agendamento prévio.

Sucos Menoncin: produção familiar de suco de uva orgânico. Visitação somente com agendamento prévio.


Já esteve na região? Fez algum roteiro parecido ou completamente diferente dos que sugerimos? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *