logo Melhores Destinos

GOL vai cancelar voos para Miami e Orlando a partir de fevereiro!

Denis Carvalho
Denis Carvalho
12/11/2015 às 12:40

GOL vai cancelar voos para Miami e Orlando a partir de fevereiro!

A GOL anunciou hoje que deixará de operar voos para Miami e Orlando de forma regular a partir de fevereiro. Segundo a companhia, serão oferecidos apenas voos extras, de forma sazonal. Por outro lado, a companhia planeja voar para novos destinos na América Latina, incluindo Havana, além de mais voos diretos de capitais da região Nordeste para Buenos Aires. A notícia havia sido antecipada aqui no MD em outubro.

“A partir de agora os voos para Miami e Orlando serão operados de forma sazonal. Também estamos fazendo estudos de viabilidade da permanência das operações em Caracas, que neste momento está mantido, porém a frequência foi reduzida a um voo semanal”, disse Kakinoff. 

As mudanças foram anunciadas pelo presidente da GOL, Paulo Kakinoff, em apresentação a investidores e são uma resposta da companhia ao momento de crise econômica vivido pelo país, sobretudo com a desvalorização do real diante do dólar, além do aumento da concorrência no eixo do Brasil aos Estados Unidos.

Voando com jatos médios, Boeing 737-800, sem sistema de entretenimento ou classe executiva, a companhia nunca conseguiu fazer frente à concorrência. Gigantes como American Airlines, Delta e United oferecem tarifas muito baratas em aviões mais confortáveis nas rotas para a Flórida, que ainda contam com TAM, LAN, Avianca e Copa.

O cancelamento dos voos era dado como certo nos bastidores do setor, mas a companhia vinha negando a informação até agora. Vale lembrar que a GOL tem uma forte parceria com a Delta, que é dona de parte das ações da companhia brasileira.

Buenos Aires

A boa notícia do dia é que a companhia pretende lançar novos voos diretos para Buenos Aires a partir de cidades do Nordeste, a exemplo das rotas saindo de Natal e Fortaleza.A GOL  também confirmou seu novo voo a Cuba, previsto para ter início no mês que vem e afirmou que planeja voar para novos destinos na América Latina.

Com relação a voos domésticos, a companhia pretende reduzir a oferta de 5% a 7% suas operações, por meio da readequação da rede com redução de frequências e alteração de destinos. A GOL também anunciou ainda que alterou a previsão do recebimento de novos aviões nos próximos dois anos, de 15 para apenas 4. Por enquanto não haverá demissões, mas os funcionários que se desligarem da companhia não serão repostos como forma de diminuir custos.

 

132 Comentários

  • Edson says:

    Ja vai tarde.

  • German says:

    isso afetou se nós trocados por voos sorri para o próximo ano

  • Henry says:

    Não precisava ser gênio para saber que isso não ia dar certo…
    Os principais motivos do insucesso:
    – obrigação de fazer conexão (principalmente na volta, quando as pessoas estão com malas cheias de compras);
    – a conexão em PUJ (ou São Domingos, anteriormente) acrescia taxas alfandegárias altíssimas;
    – cobrava mais milhas para voar para os EUA que a concorrente/parceira/sócia Delta;
    – os aviões utilizados pela Delta são mais confortáveis que os da Gol, para voos de longa distância..

    • Tarcísio Medeiros says:

      Sim, achei estranho quando simulei hoje a passagem a 30.000 milhas e tinha quase R$ 500 de taxas de embarque, achei que era uma nova enrolação do Smiles pra trocar 6 por meia dúzia nesta promoção, mas depois vi que o vôo era por Punta Cana e portanto não da Delta em si, e quando coloquei da própria Delta caía pra uns R$ 300.

      • Henry says:

        Eu nunca entendi como é que o pessoal que administra a empresa não se tocou que ninguém iria pagar um valor absurdo para fazer conexão… precisa de muita incompetência para não pensar nisso antes…
        Aí, exigindo mais R$ (ou milhas) para a passagem e ainda por cima tendo que fazer conexão, é claro que a rota para eles ficou inviável..

        • Tarcísio Medeiros says:

          Na verdade se há a conexão, eles deveriam aproveitar isso para oferecerem stop over, mas o site não permite. Nem essa vantagem eles conseguiram aproveitar…

          • felipealmeida says:

            Eu tive que me cadastrar nesse negócio de Disqus da vida só pra dar um like nesse comentário ! Porra ! Você passa por PUJ e não permite stop over !!!! Essa era a única forma que eu compraria a passagem, e quase fiz esse ano, se pudesse.

          • Marcela Carolina says:

            Esse ano eu fiz stopover com a gol punta cana-miami. Achei muito bom…fiquei 4 dias em um resort all inclusive depois fiquei 3 em miami…tudo com tarifa promocional.
            Eles chegaram a divulgar no site deles o produto.

        • Wescley Lima says:

          Quem sabe se tivessem investido em uma escala no Panamá e pelo menos um entretenimento em alguns equipamentos que voassem exclusivos para os EUA, tivesse dado um bom resultado.
          Eu creio que novos voos pra Buenos Aires não vai mudar nada em termos de lucro, vai servir apenas pra que os passageiros do Nordeste e também do Norte deixem de fazer conexões em SP, RJ ou alguns aeroportos na Região Sul pra poder voar direto pelos aeros do Nordeste (E consequentemente aviões vazios saindo do Sul e Sudeste).
          Tomara que o preço seja bom, ao contrário de quando fizeram o voo direto saindo aqui de BSB, que tava o dobro do preço do que ir fazendo conexão em outros Estados.

          • Demonthye Oliveira says:

            Os voos que saem direto de Fortaleza são caríssimo. Tão caros que é melhor fazer conexão com a TAM ou a própria GOL em Sp ou Rio

          • Wescley Lima says:

            Esse ano o voo da Gool direto pra Buenos Aires tava os olhos da cara. Tava mais barato ir pra SP ou RJ e voar pela Emirates ou Qatar.

          • Caco Nogueira says:

            nada disso… eu já vi voo saindo daqui de FOR por 900 reais… bem mais barato que indo por GRU, depende do dia que vc pesquisa… e outra coisa, o voo é direto, ou seja, mais caro, menos desgastante!

          • Demonthye Oliveira says:

            Não digo que não tem, mas é raro. Concordo que quando a diferença é pouca vale a comodidade, mas eu mesmo nunca consegui, sepre faço as conexões pois a diferença é grande.

          • Caco Nogueira says:

            tbm fiz conexão e acho até bom, adoro o aeroporto de Guarulhos…

          • Dinei says:

            isso foi acordo comercial com redução do valor do combustivel.

  • Glauco says:

    Avisando também que a American Airlines irá cancelar a rota VCP-MIA em fevereiro.

  • Henry says:

    Mas.. eles ainda podem explorar mais rotas no Caribe…
    Mas.. que também só serão rentáveis se adequarem o preço, sejam em reais ou milhas à realidade da concorrência…
    Até mesmo na América do Sul, existem locais que a Gol poderia experimentar, como Bariloche (fazendo conexão em BA) ou mesmo voo direto, à partir de São Paulo…Punta del Este…Lima…

  • Wilton says:

    A bem pouco tempo vinha oferecendo vantagens para comprar milhas. Quem comprou…
    Perfeita arapuca.

  • Henry says:

    O dólar caro e a perspectiva de mais viagens pelo Brasil e América do Sul é uma opção para a Gool, pois as aeronaves dela tem autonomia para voos diretos…

  • Raoni Fonseca Duarte says:

    Acho que só faltou incluir a AZUL na lista das concorrentes nas rotas Brasil – EUA. De resto, já era esperado.

    A GOL nunca adotou uma estratégia competitiva para as rotas para os EUA e não procurou se equiparar ao que é oferecido pela concorrência para fazer jus ao valor cobrado. Não falo do tamanho do avião em si porque a Copa também utiliza 737, mas principalmente no que tange entretenimento a bordo, comodidades (já que o voo ainda realiza conexão na Rep. Dominicana), opções partindo de outras cidades que não somente São Paulo e preço das passagens.

  • Márcio says:

    Um dos motivos: “A companhia aérea GOL (GOLL4) registrou, no terceiro trimestre, prejuízo de R$ 2,13 bilhões, salto de 770% na comparação com o resultado negativo de R$ 245,1 milhões registrado no mesmo período de 2014. “Fonte Uol economia.

  • Adriano Destorac says:

    E o vôo recife – bue?

  • Henry says:

    Saiu no UOL que a Gool teve um prejuízo de R$ 2,1 bilhões somente no terceiro trimestre de 2015….. O prejuízo da empresa aumentou 770% (é isso mesmo, setecentos e setenta por cento) em um ano…
    Agora, o balanço do Smiles mostra que eles pagaram antecipado à Gool, pela compra de passagens, o valor de mais de R$ 1 bilhão….
    É realmente assustador os números… quem tem milhas no Smiles abra o olho..

  • Gabriela says:

    Bom, os motivos são muitos. Mas para além da óbvia desvalorização do real frente ao dólar temos que os preços na rota estão muito mais competitivos que a Gol, oferecendo voos diretos, em aeronaves mais confortáveis. A Gol investiu 0 nessa rota, oferecendo preços mais altos que as demais companhias com conforto nenhum. Só podia dar no que deu.

  • Márcio says:

    E a tal da Gol Dominicana? Alguém tem notícia ?

  • gilberto says:

    A única coisa de ruim é que não vai mais ter o voo direto para Punta Cana !

  • Diogo says:

    Realmente o trajeto era muito desconfortável e desnecessário parar em San Domingos MAS já aproveitei boas promoções nesse trecho, provavelmente por não dar retorno.
    Uma pena né, pois agora os preços pra Flórida tentem a ficar mais caro, se comparar com os atuais e os praticados em outros estados.

  • Guilherme Brenner says:

    Parabéns governo . Quebrando todas as empresas do brasil
    Mais uma empresa, essa vai acabar a médio ou curto prazo
    Menos possibilidades de voos .
    Nao consigo imaginar como uma empresa tem prejuízo de 2.1 bilhões e ainda funciona.

    • Gabriela says:

      Simples. Prejuízo é diferente de não conseguir honrar com as dívidas. Se você tem receita para amortizar a dívida e manter a operação, dá pra continuar funcionando.

    • Henry says:

      2.1 bilhão só no terceiro trimestre..
      Quanto a funcionar com prejuízo…..ela pega grana no Smiles….simples assim…
      Não sem motivo, quando vamos emitir passagens com milhas no Smiles para voar gool é aquela quantidade enorme… isso acaba fazendo as pessoas desistirem de emitir….e nas parceiras, eles aumentaram para Europa.. não se acha quase nada a Alitália…
      A única parceria boa que funciona é com a Delta…

    • Marcos says:

      Se empresa cresce, a culpa é dela, se decresce, a culpa é do governo. Esse papo furado ainda cola?

      • Guilherme Brenner says:

        Quem quebrou o Brasil?
        Fui eu , tu ou o governo?
        Se a empresa cresce honestamente é com o trabalho dela. Então a culpa é dela em cresce.
        Se ela ganhou dinheiro roubando com os amigos ai quero mais que caia o avião com todos dentro.

      • Evandro Gardenali says:

        Se a demanda cai, o combustível sobe e o dolar explode (as dividas de cias aéreas são em dolar) sim, a culpa é do governo…

        • Marcos says:

          Quem administra é despreparado para não saber ou prever esse tipo de flutuação? Estatísticas, dados, pessoas. Tudo isso eles têm para ajudar no processo. Me poupem crianças!

          • Evandro Gardenali says:

            Cara, você não tem a mínima noção do que está falando… sabe quanto tempo rola pra encomendar e receber um avião ? e pra pagar um avião ? entre encomendar e pagar um avião são décadas… espere todas as cias quebrarem que vão ser todas mal administradas, não o país… Petista detected

          • Marcos says:

            Eu não sei do que to falando, mas parece que você sabe e quer dizer que uma empresa compra um avião, sabendo que vai demorar para pagar, mas não tem nenhum planejamento de como fazer isso e nem em quanto tempo. Sou eu que não entendo de nada ou você que pressupõe que uma empresa como essa não tem capacidade de planejamento? Além disso, se a sua crítica é me chamar de petista, tá perdendo tempo, porque nem de pt eu gosto. Aliás, de partido nenhum.

          • Evandro Gardenali says:

            Ela tem um planejamento, ela cria cenários… convenhamos que é dificil prever 10 anos. Qual é o papel do governo nisso tudo ? manter a economia +/- estável para que os investimentos de longo prazo se realizem da forma correta. não só na aviação como em qualquer área. Não estou defendendo simplesmente a gestão da gol… A honda tem uma fabrica de carros de 1 bilhão que acabou de ficar prontinha e ela não vai abrir… erro total de planejamento também ?

          • Marcos says:

            Novamente, pra ver se fica mais fácil de entender: a minha crítica foi ao fato de jogarem a culpa TODA no governo, quando existem muitos fatores que influenciam nas questões de investimentos e retorno. Sobre a Honda, não conheço o caso, mas não acredito que ela esteja perdendo esse R$ 1 bilhão, provavelmente vai ficar com produção ociosa, mas quebrar? Duvido. Fora o fato de que nenhuma empresa grande vive de balanço mensal, ela vive no médio e no longo prazo. Enfim, parece mais fácil falar mal do governo do que apontar os erros dos próprios adminsitradores, como fez o Henry.

          • Evandro Gardenali says:

            A honda não vai quebrar… mas você pode imaginar que uma fábrica zerinho parada é prejuízo na certa, só ilustrei com outro setor da economia e de uma empresa japonesa para você ter idéia que ha 5 anos atrás não se esperava isso. também sempre achei que essas rotas da gol pros eua eram MUITO furadas, mas cias aéreas compõe o setor da economia mais sensível ao dólar o prejuízo da gol não tem muito a ver com essas rotas para miami (uma parte ínfima). A questão é que todo o cenário do país está contrário a cias aéreas, demanda caindo (por causa da recessão), custo subindo e dólar explodindo. A LATAM começou a ter prejuízo depois de comprarem a TAM (outra mal administrada?), os chilenos devem se arrepender até hoje do negócio… o neelman está apostando na azul, que tem balanço fechado mas dizem dar prejuízo. No cenário atual conseguiram quebrar uma petroleira…

          • Marcos says:

            1) Qual petroleira está quebrada, eu não sei, porque a Petrobrás tá bem até demais para um período como o atual.
            2) Demanda caindo por causa de recessão: Só um exemplo pra você: http://www1.folha.uol.com.br/turismo/2015/08/1671798-aeroportos-brasileiros-tem-recorde-de-passageiros-no-primeiro-semestre.shtml
            3) Como você mesmo disse, a aéreas são mais suscetíveis às variações do dólar, portanto, reitero o argumento de que eles não são burros o suficiente para não lidarem com várias possibilidades no curto e médio prazo.
            No fim, o que estou questionando é, somente, o fato de algumas pessoas apontarem o governo como único culpado pelo prejuízo das empresas aéreas. Enfim.

          • Guilherme Brenner says:

            Tu é algo do governo ou alienado.
            Despreparado é quem, governa essa m….. de brasil….

          • Marcos says:

            Ótimo argumento, vou emoldurar!

          • Osvaldo Silva says:

            Genial a gol
            quando comprou a Varig herdou aviões de fuselagem larga , voaram por pouco tempo com eles e se desfizeram…..
            Enquanto isso a Azul….

          • Caco Nogueira says:

            a Gol segue modelo de outras airlines que se deram muito bem, como a Copa e a Ryanair em padronizar seus modelos de aeronaves… facilita a manutenção, logística, rotas…

          • Adilson Uchoa says:

            Ninguém imaginava que o dolar passaria de 2,85 em fevereiro para o que está hoje.

          • Marcos says:

            Quem lida com o mercado financeiro e, principalmente, quem especula com dólares, sabia que ia ficar perto disso. Além disso, capitalismo é assim. Quem investe assume risco. Além disso, o valor da moeda tem mais a ver com especulação do que com a economia, vide as multas que grandes bancos ganharam recentemente por combinarem para aumentar a desvalorização do real e de outras moedas de países emergentes. Se nós, leigos não sabíamos, o mercado financeiro sabia, e sabe, muito bem.

        • Hermes Hs says:

          Os custos são os mesmos para GOL, TAM, AZUL e AVIANCA. Portanto, a retração econômica é fato, o governo é ruim, COM CERTEZA, as readequações nas cias aéreasestão ocorrendo (EM TODAS) tbm, porém, como a AZUL fechou com lucro (única cia aérea do Brasil com lucro)? Se a culpa fosse do governo, todas estariam operando no prejuízo!

          Sem contar que existe o pagamento de impostos em cima do Lucro, portanto, criar mais despesas do que receita e divulgar prejuízo, é bem mais interessante financeiramente e contabilmente! Mas na minha opinião, a culpa é da gestão de cada empresa, pois, tem outra no mesmo cenário sabendo driblar os problemas!

      • Rodrigo says:

        A empresa abre uma rota onde tem 452 concorrentes que fazem a mesma, com aviões melhores, sem escalas e a preços mais baratos, e a culpa também é do governo? Parem de choradeira…

        • Bruno Bastos says:

          Pelo que a galera fala, o governo é responsável por tudo, inclusive só amanhece pq o governo paga o sol pra passar em cima do Brasil pra crescer a grama que alimenta o gado da Friboi, que segundo eles é do filho de Lula.

  • mariostefa says:

    Sábia decisão. Voo internacional com aviao de ponte aerea num dá né. Demorou..

  • Marcel Monteiro says:

    Eu tenho viagem marcada pela Gol/Delta em abril do ano que vem para Orlando.
    E aí??? Perderei as passagens ou essas já marcadas não serão afetadas? Ou por se tratar de um voo da Delta não tem nada a ver? Fiquei perdido agora! =/

    • Evandro Gardenali says:

      Se seu voo é operado pela Delta nada muda, se for da Gol você provavelmente será relocado pra delta. Ligue pra saber…

    • Victor says:

      A coisa é bem pior do que imagina. Tinha um voo pela gol Orlando – Punta Cana. Não me relocaram em voo nenhum e me deixaram completamente na mão. Já ingressei com a ação na Justiça, pois eles diziam que não exisitia outra cia. fazendo a rota e por isso não teriam como me relocar. Por conta comprei passagens pra mesma rota. Agora estou cobrando tudo da gol. Vai sair mais caro pra eles pela ” malandragem”.

  • Antonio Silva says:

    Qualquer um sabia que isso não daria certo, existe uma concorrência enorme no trecho Brasil – USA operados por ‘grandes’ companhias. Se até mesmo as gigantes cancelaram rotas, imaginem a pobre da Gol !!!

  • Luis says:

    Não vi nenhuma vontagem de voar nela,tudo de ruim em atendimento.Quem gosta de pagar mais e aproveita menos conforto em B737 pra EUA?Somente os passageiros que não precisam pagar.Falando de crise,acho que GOL vai sofrer mais,pq quem vai continuar viajando de avião não vão escolher dela.

  • kleber silva says:

    DIA 20 DE NOVEMBRO TÁ CHEGANDO,(NOVO REGULAMENTO DO SMILES)QUEM TIVER MILHAS CORRA PRA TORRAR PRA NÃO PERDER AINDA MAIS.

  • Fernando-RJ says:

    Apesar de tudo, lamentável, menos opções e mais um sinal da crise. Pela quantidade de promoções para viagens para os EUA, a demanda caiu drasticamente, com isso os piores serviços não suportam a diminuição e entram em colapso.

  • Rodrigo da Silveira says:

    Por um lado é ruim, mas ninguém merece viajar para os EUA nesses 737-800 sem sistema de entretenimento

  • Caio Marques says:

    Niguém merece viajar do Brasil para os EUA num 737-800 padrão GOL (sem entretenimento e sem o mínimo de conforto)… Vale lembrar que a Delta (que é parceira da GOL e dona de uma parte da empresa) irá inagurar, em 20/12/2015, a rota GRU>MCO (Guarulhos>Orlando)

  • Wescley Lima says:

    Demorou até demais pra cancelar essa rotas. Aviões sem entretenimento, taxas exorbitantes devido ao local onde eles fazem a escala, preços muitas vezes mais caros que outras cias que oferecem um serviço melhor e um péssimo atendimento em solo para quem vai para os EUA com a Goooool. (Atendentes nunca sabem te informar nada. Parece até que o voo foi recém inaugurado). Pra ir de 737 é melhor ir pela Copa e a escala no Panamá é bem mais prática. Ah, e as taxas mais baratas.

  • Guilherme S says:

    Acabou a sardinha enlatada? Ah, que pena, ahueuaheue!

  • Luis says:

    Sempre penso numa coisa,a GOL nunca sabe que ha tanta gente detesta dela?Atendimento ruim,os funcionários mal educados e sem treinamento suficiente.No total uma cia péssima!

  • Wescley Lima says:

    A Gool já pode começar voando pra Quito, já que a Tame vai deixar de voar no Brasil em Janeiro de 2016.

  • Marcio says:

    Desculpem-me o pouco conhecimento no assunto, mas, os 737 da Gol voam de GRU até Havana sem escala, ou será o mesmo “suplício” dos atuais voos para os EUA? Pergunto porque aparentemente Havana é muito perto de Miami.

  • Dionísio Alencar says:

    Esse voo FOR-BUE pela gol é piada… uma vez por semana e nunca tem vaga.

  • EH Alcantara says:

    Serviço péssimo + avião sem entretenimento + comida horrível a bordo = já vai tarde! Não fará falta alguma!!!

  • Paulo César says:

    Vergonha !!!!!!!!

  • Dyhalto-BR says:

    Galera reclama mas quando for quebrando de uma a uma ou as passagens ficarem altas como a 15 anos atras onde quase ngm conseguia viajar… vai ser sinistro em 2016/2017.

  • Fabio says:

    Por mim, poderia ser sem entretenimento a bordo (levo um livro), sem comida (levo um lanche), apertado (sou baixinho), desde de que fosse METADE do preço da concorrência!

  • André Felipe says:

    E alguém tem notícias da GOL REPUBLICA DOMINICANA que tanto falavam?

  • João Pedro says:

    Já trocaram um monte. Recebi hoje e-mail de alteração de um voo meu para PUJ em Dezembro (que pra quem vai pros EUA era só uma escala), cancelaram vários voos já. Os voos diretos do Rio pra PUJ-MIA já não estão no sistema inclusive em Dez.

  • Marcio Victor says:

    Pior companhia aérea. Não oferece beneficio algum para clientes e de barato não tem nada nesses voos.

  • Fabricio Reis says:

    A GOL tá reclamando de barriga cheia. Ganha um ótimo valor com o Club Smiles, porque os clientes pagam e nunca conseguem resgatar voos…

  • ChargerBR says:

    Sempre tive a impressão que a Gol é uma empresa que não vai muito longe, vejo no horizonte azul ou avianca brasil crescendo tanto que vão acabar comprando a companhia laranja.

  • Rafael says:

    O cancelamento deve ter ligação forte com o lançamento da rota GRU-MCO da Delta. A operação da Gol pra lá só era viável em um cenário com demanda excepcional e oferta limitada, pois era um produto claramente inferior e não conseguia brigar com preço, pois seria sua única vantagem. Alguém sabe se a Delta cancelou alguma rota sua (tipo GRU-DTW ou GRU-ATL) pra criar essa nova MCO?

  • Rafael says:

    Todas as cias também estão convertendo seus 767 pra 777, aumentando significativamente a oferta. Até a TAM está fazendo isso. A Azu entrou no mercado também. Não tinha como competir.

  • Dirriba says:

    O texto está com uma incorreção sobre os vôos para Flórida faltou a AZUL….

    Agora sobre isto é aquela a empresa não tem aviões e estrutura adequada para o porte internacional. Com isto opera com custos inflacionados e sofre com a concorrência pesada.

    O que falta ainda no país e ninguém se propôs até hoje é uma verdadeira e legitima empresa low cost….os serviços foram simplificados, porém as passagens não chegam aos padrões destas cias…

  • Fábio says:

    Olhando pela ótica da empresa é bom. Elimina-se um voo numa rota extremamente concorrida para uma nova frente onde praticamente terão exclusividade e maior rentabilidade. Pela ótica do consumidor não é ruim também. Voos da gol não conseguem ser mais baratos e nem ter a mesma qualidade que da Tam, American, Azul, e as vezes Copa nessa mesma rota, sem falar que vários desses voos não.são diretos (escala em Santo Domingo). Então troca-se um voo desprezado por uma nova opção numa rota pouco operada

  • Antonio Silva says:

    Estava claro que essa rota não daria certo, várias ‘companhias’ gigantes operam o trecho Brasil – Estados Unidos. Se até mesmo as ‘gigantes’ estão cancelando alguns voos, imagine a Gol !!!

  • Rafael Poggi says:

    já não era sem tempo. Fiz esse voo em fevereiro deste ano (graças a milhas, porque pagando eu não iria!) e digo que foi uma das piores experiências em viagens internacionais que eu tive, não só pelo desconforto, falta de entretenimento e afins, mas pelas baldeações necessárias para se chegar a Orlando.

  • Oi Dirriba, na verdade é apenas uma omissão. A lista é enorme, ainda tem Aeroméxico, Air Canada, Tame…

  • Márcio Sampaio says:

    Xará, o 737-800 até pode voar de GRU p/ MIA direto, mas vazio. Quanto mais peso, menor a autonomia, e os voos que vem dos EUA são abarrotados de carga (leia-se compras, pense no mínimo 2 volumes de 32kg para cada passageiro, fora os que pagam excedente), obrigando a escala/conexão.

    Duvido que para Havana haverá a mesma demanda de carga. Se for o caso, pode rolar escala em Caracas ou Manaus.

  • Ítalo Alencar says:

    MD, só para não passar em branco assim como vocês não deixaram passar o lucro da SMILES. A dívida líquida da Gol chegou a R$ 6,415 bilhões ao final de setembro, um crescimento de 91,3% em relação a setembro de 2014. Quando somado o valor de arrendamento de aeronaves, o valor ajustado da dívida líquida chegou a R$ 12,998 bilhões, crescimento de 41,2% em 12 meses. http://epocanegocios.globo.com/Empresa/noticia/2015/11/prejuizo-da-gol-cresce-770-no-3-trimestre-e-chega-r-2133-bilhoes.html

  • jorge moraes says:

    Demorou pra Gol perceber que voar para os EUA com B737 enquanto as concorrentes voam com A330, B767 e B777. Não dá.

  • Christiano Carvalho says:

    A troca de 10000 pontos no Premmia para 5000 milhas no Smiles acabou também? Só tem a troca de 1000 pontos + R$ 25 para 1000 milhas.

    • Vinícius Paiva says:

      Em tese ainda aparece como possível no site, mas ninguém consegue nem por lá, nem pelo telefone (atendente diz que não consegue completar essa operação)… Entre pagar pro smiles e trocar por 5.000 Tudo Azul eu tô preferindo a segunda opção…

  • Wescley Lima says:

    San Andrés seria um exemplo de rota que a Goool poderia fazer.

  • Wescley Lima says:

    Pelo que andei lendo parece que vão iniciar por Caracas e depois por Manaus. Havana não será direto. Até pq se considerarmos a distância, Havana está a apenas uma hora de voo de Miami. 🙂

  • Caco Nogueira says:

    Pobre?? Eu queria ter 1% da pobreza da Gol…

  • Pedro VG says:

    Já voei para os EUA com a Gol e foi a pior viagem da minha vida, avião comum, sem entretenimento ou conforto.

    Agora, quem está dizendo que está barato viajar pela américa do sul em relação aos EUA, melhor rever seus planos, acabei de visitar Chile, Peru e Colômbia e posso afirmar que o poder de compra do brasileiro está baixíssimo em todos esses países.

  • Patrick Ferreira says:

    pelo jeito vão acabar com varias rotas domesticas, tava olhando no site deles e tem muitas rotas que a partir do dia 10 de janeiro não ta vendendo mais bilhetes, pelo jeito vão acabar com o voo pvh – gru.

  • Rodrigo says:

    Antes de apedrejarem o cara,tentem pensar um pouco e ter um pouco de boa vontade. É óbvio que ele é estrangeiro e usou algum tradutor via internet. Presumo que ele quer saber se isso afeta os voos smiles trocados para o ano que vem. Não sei meu amigo,mas a praxe é que eles façam o estorno dos pontos ou deem a opção de fazer o voo por outra companhia. Melhor entrar em contato com a Smiles,eles possuem atendimento em inglês.

  • Jeff Miller says:

    ha ha (nelson dos desenho dos simpsons dando risada)

  • Jeff Miller says:

    bom, pra quem não teve a chance de pegar voo da gol pra Miami e quer saber como é a experiência…. basta entrar no metrô de São Paulo e conseguir um lugar…vai ser a mesma sensação…igualzim…….apertado, quente, demorado, vai ver um monte de gente estranha fazendo conexão, etc.

  • Patrick Ferreira says:

    Isso e de 2014…

    • Hermes Hs says:

      Vai ver porque balanço é anual e o ano de 2015 ainda não terminou! Podem fazer balanço trimestral, semestral, ou bimestral… mas ver se houve lucro ou prejuízo, somente no balanço anual! Os demais são somente informativos para acionistas. Os impostos sobre lucros para a receita federal, é como para pessoa física, quando tem a declaração de IR anual e o imposto é pago somente 1 vez ao ano!

  • Dealins says:

    Voos da Gol para outros países da América Latina! Gostei! Para os EUA nunca considerei como opção mesmo …cadê os voos para Mendoza, que nunca mais encontrei pelo Smiles? Ushuaia? Sumiram com tudo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *