logo Melhores Destinos

Emirates terá de pagar mais de R$ 8 milhões para passageiro que ficou sem bagagem

Thayana Alvarenga
Thayana Alvarenga
14/01/2021 às 12:03

Emirates terá de pagar mais de R$ 8 milhões para passageiro que ficou sem bagagem

A justiça nigeriana ordenou que a companhia aérea Emirates pague US$ 1,63 milhão (algo em torno de R$ 8,6 milhões) a um passageiro que teve sua bagagem de mão extraviada durante uma viagem à China em 2007. Nela, continham itens pessoais além de uma grande quantia em dinheiro. Segundo o juiz, o valor é uma indenização pela “dificuldade incalculável” que o viajante sofreu com a privação de uso de seu dinheiro desde o ano em que aconteceu até a data de hoje.

O advogado contou que seu cliente estava na sala de embarque do Aeroporto de Lagos, a maior cidade da Nigéria, e a equipe da Emirates solicitou que ele entregasse a bagagem para mantê-la segura na cabine, mas ele recusou e insistiu em manter consigo mesmo. Novamente insistiram em guardar a bagagem para ele considerando a enorme quantidade de dinheiro nela contida, dizendo que na chegada as duas malas seriam devolvidas.

Após uma discussão prolongada e para não perder o voo, ele cedeu e entregou as malas, que foram etiquetadas com os números EK428682 e EK428683, respectivamente. Foi a última vez que viu as malas e o dinheiro. Na chegada à cidade chinesa de Guangzhou, a companhia aérea não conseguiu encontrar suas quatro bagagens, considerando as despachadas.

Na justiça por mais de 10 anos, finalmente o julgamento teve um desfecho. Segundo o juiz, a companhia aérea falhou em refutar as alegações do passageiro.


E você, viajante… O que faria nesta situação? Já passou por algo parecido em uma viagem? Comente abaixo e participe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *