logo Melhores Destinos

Comidas típicas da Argentina, Chile e outros países da América do Sul: um guia de sabores pelo continente

Thayana Alvarenga
Thayana Alvarenga
31/05/2020 às 5:58

Comidas típicas da Argentina, Chile e outros países da América do Sul: um guia de sabores pelo continente

Comidas típicas são algo bastante interessante de se conhecer durante uma viagem, já que diz muito sobre a cultura do país em questão. É uma maneira até de sentir parte dos costumes, crenças e hábitos adotados pelos nativos. Pensando nisso preparamos este guia especial com algumas sugestões de pratos para você provar em suas viagens pela América do Sul. Confira!

Comidas típicas da Argentina

  • Alfajor

O alfajor é um doce composto de duas ou três camadas de massa com recheio de doce de leite coberto com chocolate ou polvilhado com açúcar de confeiteiro e mel. Contudo, com o passar dos anos a receita tradicional foi ganhando novas versões, até mesmo com recheios diferenciados.

O doce é muito popular na Argentina e é considerado um ícone da cultura do país. Por lá são consumidos seis milhões de alfajores todos os dias de centenas de marcas. A mais famosa delas é a Havanna, que nasceu em 1948 e possui quase 200 lojas no país. Além dela, outras marcas bastante procuradas são a Cachafaz, Capitan del Espacio, Jorgito, Entre Dos, Cafe Martinez…

  • Choripán

O choripán é um tradicional sanduíche argentino também típico do Uruguai que é consumido como uma refeição rápida. Consiste em duas fatias de pão, entre as quais é colocada uma linguiça (chorizo criollo, uma linguiça maior e mais condimentada), além de ser temperado com chimichurri e salsa criolla.

A linguiça utilizada é bastante típica da área rio-platense e seu diferencial é que não é defumada ou seca, usada no lanche praticamente fresca. O choripán é muito consumido nos estádios em jogos de futebol, além de ser facilmente encontrado em restaurantes e bares, embora o consumo popular seja nos carrinhos de lanche que ficam nas ruas.

  • Empanada

Empanadas e América do Sul são palavras que caminham juntas na gastronomia. Originalmente na história, a receita cruzou o Atlântico com os colonizadores espanhóis, porém foram alguns países sul-americanos que se apropriaram do preparo, entre eles Argentina, Bolívia, Chile e Venezuela.

Ainda assim, é na Argentina que o produto é a especialidade, podendo ser encontrado em diversos tipos e recheios, além de ter outros nomes de acordo com a região do país em que você estiver. Seu modo de preparo inclui uma massa de farinha recheada e assada no forno, resultando em uma massa crocante e com recheios suculentos – entre eles de carne ou queijo e cebola. Há algumas variações nos ingredientes, geralmente com muito tempero e um leve picante.

  • Parrillada 

Impossível falar em comidas típicas na Argentina sem falar de carne. A parrillada é muito popular tanto na Argentina como no Uruguai. Trata-se de uma seleção de diversos tipos de carne assada na grelha, levando um pouco de tudo. Em ambos os países o seu preparo é muito semelhante, exceto por um fator: no Uruguai é bastante comum preparar na lenha, enquanto na Argentina é mais comum o carvão. Isso acaba diferenciando bastante o sabor das carnes assadas.

A parrillada costuma ter cortes de carne (asado, vacío e chorizo), frango, porco,  morcilla (linguiça com sangue, como nosso chouriço), chinculín (intestino) e riñón (rins). Vale consultar com o garçom no ato do pedido quais são as carnes que fazem parte do pedido e solicitar alguma mudança, caso ache necessário. O prato geralmente vem num fogareiro de quatro pés com fogo por baixo mantendo tudo quente, sendo colocado no centro da mesa.

  • Bife ancho e chorizo

Ainda falando das carnes, os bifes ancho e chorizo são clássicos das churrascarias argentinas. A palavra ancho em espanhol quer dizer “largo”. O significado já indica a maneira correta de apreciar a carne, com bifes de 4 cm de altura. É uma verdadeira tradição das parrillas argentinas, mas se você estiver sozinho pode ser uma ótima opção, já que a parrilla serve mais pessoas.

O corte é um pedaço retirado da parte dianteira do contra-filé e é muito confundido com o chorizo. A diferença é que este último é um corte da região traseira do boi, além de possuir somente uma capa de gordura externa. No caso do ancho, ele tem uma pequena faixa de gordura interna que dá um sabor diferenciado e característico do nobre tipo de corte.

  • Facturas

As facturas  são uma variedade de massas doces de padaria que chegaram à Argentina com a imigração europeia e se tornaram muito típicas por lá. As mais comuns são as medialunas, que são semelhantes a um croissant, mas mais doces e macios. Mas também existem canudinhos (cañoncitos) recheados com doce de leite, tortinhas cobertas de chocolate, doces com geleia e bolas de fraile (precidas com nossos sonhos), entre muitos outros.

Uma curiosidade das facturas são seus nomes. No final do século XIX, padeiros anarquistas e comunistas tiravam sarro de diferentes instituições, como a polícia, o exército e a Igreja Católica, chamando as facturas de vigilantes, canhões, bombas, suspiros de freiras, sacramentos, bolas de frades. etc. As facturas são comprados à dúzia em qualquer padaria e são ideais para o café da manhã ou lanche, acompanhados por um mate, café ou chá!

Comidas típicas da Bolívia

  • Majao

Este autêntico prato boliviano consiste em carne seca ou em alguns casos frango desfiado que é cozida com arroz, mandioca, legumes, cebola e tomate. O prato geralmente é aromatizado com pimenta vermelha ou amarela, e costuma ser servido com um ovo frito por cima e acompanhado banana frita em fatias.

O nome do prato “majao” significa “mistura”, referindo-se à combinação de carne e arroz. É muita saboroso e sua aparência remete a um risoto ou paella.

  • Masaco

O masaco é muito fácil de ser encontrado, por exemplo, em Santa Cruz de la Sierra. É um bolinho criado por nativos, feito à base de banana e carne seca. É muito importante que ele seja preparado na banha de porco para seguir a tradição. No lugar da banana tem gente que prefere usar mandioca.

  • Pique Macho

Macho não tem nada a ver com gênero: neste caso é tamanho! Isso significa que o prato realmente é grande! O pique macho é uma comida que você realmente precisa estar bastante disposto para comer. Leva uma mistura de ingredientes pesados: carne de vaca, ovos cozidos, ketchup, maionese, cebola e locoto (rocoto), que é uma pimenta típica dos Andes.

  • Saice Tarijeño

O saice tarijeño é outro prato típico boliviano e sua preparação é feita à base de um suculento ensopado de carne e legumes, acompanhado de arroz, chuño (batata desidratada) e uma salada para dar o toque final. Os ingredientes podem variar, dependendo do gosto do restaurante. Segundo referências históricas, este prato teve origem em 1930 e foi preparado para pessoas que passavam na direção da Guerra do Chaco (conflito armado entre a Bolívia e o Paraguai). No caso, seriam carboidratos que fornecem energia para quem ia ao campo de batalha.

  • Silpancho

Silpancho é um prato típico da culinária da Bolívia, mais precisamente do departamento de Cochabamba. É composto por arroz, batatas, uma fatia circular de carne de vaca picada com pão e frita, que cobre a maior parte do prato, e um ou dois ovos. Tem ainda como acompanhamentos salada de beterraba e cenoura, batatas fritas e, para concluir, uma salada de cebola e tomate. Sua aparência lembra a de um filé empanado à milanesa.

Comidas típicas do Chile

  • Cazuela

A cazuela é um tipo de cozido ou ensopado e pode ser feito com carne ou frango e com uma grande variedade de hortaliças. O prato vai ganhando forma com batata, arroz e algum tipo de farinha, geralmente de milho.

  • Charquicán

O charquicán é um guisado feito com uma mistura de batata com carne picada e muitas verduras, tudo cozidos em uma panela. As verduras principais que não podem faltar são o feijão verde, milho, pimentão, cebola, abóbora e a cenoura. Antigamente preparado com carne de lhama, a versão chilena moderna de charquicán é também coberta com um ovo frito.

  • Empanadas

As empanadas também são comidas típicas muito tradicionais no Chile e podem ser encontradas facilmente, feitas no forno ou fritas. Os sabores disponíveis geralmente são jamon y queso (presunto e queijo), napolitana (queijo e tomate) e pino, que talvez seja a mais tradicional, recheada com carne, ovo e azeitona.

  • Mote con huesillo

Mote con huesillo é uma bebida não-alcoólica feita com grãos de trigo e pêssegos, muitas vezes vendida em carrinhos de rua perto de comércios. A bebida consiste em um suco de pêssegos (huesillo) com açúcar e canela, e então uma vez resfriado misturado com os grãos de trigo (mote). O néctar doce e claro é geralmente feito com açúcar, mas também pode ser substituído pelo mel.

  • Pastel de choclo

O pastel de choclo não tem nada a ver com um pastel. É que na verdade pastel em espanhol significa bolo/torta, e choclo quer dizer milho. Então digamos que é um tipo de torta salgada de milho com recheio que pode ser carne ou frango, dependendo do gosto da pessoa.

Comidas típicas da Colômbia

  • Ajiaco

O ajiaco é uma sopa de batata e galinha, muito típica na capital Bogotá. Sua composição conta com diferentes variedades de batata, peito de frango em grandes cortes e milho, muito comum em pratos colombianos. O ajiaco pode ser provado com arroz cozido, acompanhado de uma fatia de abacate.

  • Bandeja Paisa

A bandeja paisa é um dos pratos tradicionais de quem mora em Antioquia, o departamento (tipo um estado) onde fica especialmente a cidade de Medellin. Os paisas são como são chamadas as pessoas que são desta região, por isso o prato típico tem este nome.

É muito importante que você encare o desafio de experimentar a bandeja paisa quando realmente estiver com fome. Vamos lá: imagine um prato com arroz, carne moída, chorizo (linguiça), chicharrón (torresmo), abacate, ovo frito, arepa e plátano (banana da terra). Numa cumbuquinha ao lado vem servido o famoso fríjoles, uma espécie de feijão vermelho com caldo. Uma bandeja paisa legítima!

  • Sancocho

O sancocho é um prato que consiste em grandes pedaços de frango, costela bovina, pernil suíno, batata, mandioca, milho e legumes, tudo misturado servido em forma de caldo. Enfrentar um sancocho também requer um certo preparo pois acredite: você pode até suar diante de sua temperatura e a mistura dos itens. Tirar uma siesta (cochilo, como diz em espanhol) é algo bem comum após o seu consumo, pois o sono é tiro e queda!

  • Tamales

O tamal é um prato tradicional da culinária da América do Sul, sendo muito popular principalmente na Colômbia. Por lá existem diversas variedades que mudam de acordo com a região. Por exemplo, em Cauca existem os tamales hallaca, que levam carne de tartaruga. Na costa caribenha é possível encontrar hallacas com pasteis de arroz principalmente no natal – sendo que em Barranquilla há o ano inteiro.

Os tamales colombianos mais famosos são no entanto os de Tolima, feitos de farinha de milho, arroz e ervilhas, acompanhados de ovo cozido, cenoura, toucinho e carne de porco e galinha, temperado com sal e pimenta, e que é cozido envolto de uma folha de bananeira. Geralmente se serve acompanhado de arepa e pão e chocolate.

  • “Fritos”

As coxinhas, bolinhos de queijo, kibes, e outros destes semelhantes, são informalmente conhecidos pelos brasileiros como “salgados”. Na Colômbia, essa categoria de alimentos é chamada de “fritos”. Entre eles, há diversas opções interessantes para o viajante provar na viagem, como empanada, pastel de pollo, papa rellena, patacones e buÑuelos.

Diferente das demais empanadas da América do Sul, a empanada colombiana é feita de massa de milho e é sempre frita. Outro frito são os patacones, pedaços de banana da terra feitos para petiscar. As papas rellenas, como o próprio nome já diz, são batatas recheadas, aí você pode escolher geralmente entre carne ou frango. Depois é empanado e frito. Os buÑuelos são uma espécie de pão de queijo, por lá preparado com o chamado “queso costeño”.

Comidas típicas do Equador

  • Caldo de galinha crioula

O caldo de galinha crioula, também conhecido como “aguado de gallina o pollo”, é feito com frango, arroz, batatas, cebolas, pimentões, além de vegetais e temperos. O nome “aguado” na verdade é uma ironia quanto ao seu tipo, pois embora tenha o aspecto de canja, ainda assim é considerado um caldo.

  • Cuy Asado

É o famoso porquinho da índia assado. Pois é, o que aqui no Brasil é um bichinho de estimação, lá no Equador é alimento. A comida típica pode ser encontrada em barracas de rua e é vendida como um churrasco no espeto. O grande ponto é que ele é servido no palito inteiro, ou seja, exatamente no formato do roedor, com patinhas, orelhinhas e tudo mais. Você teria coragem de provar?

  • Encebollado de pescado

O encebollado de pescado é um ensopado à base de peixe engrossado na mandioca e misturado com muitos temperos. Ele é mais encontrado principalmente nas áreas costeiras, onde estão as praias do Equador.

  • Fritada de chancho

A fritada de chancho (carne de porco) é um prato popular no Equador que é servido aos finais de semana. Em seu preparo, a carne é cozida em água e suco de laranja até que a água evapore e a carne doure em sua própria gordura. Esse tipo de prato pode ser encontrado também em barracas de comida de rua.

  • Locro de papas

O locro equatoriano é uma ensopado feito com batatas e queijo, sendo muito consumido na região da Cordilheira dos Andes, desde a Argentina até o sul da Colômbia, passando pelo Peru e Bolívia, cada qual com seu preparo específico. No Equador o locro faz lembrar um escondidinho um pouco mais mole. É uma ótima pedida para dias mais frios.

Comidas típicas do Paraguai

  • Sopa paraguaia

A sopa paraguaia é na verdade um bolo de milho salgado. É feito com ingredientes como farinha de milho, leite, óleo, muuuuito queijo e cebola, assado em forno comum ou de barro. Há quem goste de colocar tomate seco e orégano.

  • Chipa

A chipa é uma receita que lembra bastante o sabor de um pão de queijo, porém em formato de ferradura. Sua textura é um pouco diferente, sendo mais sequinha por fora e úmida por dentro, parecendo mais um biscoito. O preparo conta com muuuito queijo.

  • Vori vori

O vori vori é uma espécie de sopa com bolinhas de farinha de milho, além de carne ou frango com ossos (puchero). É um prato nutritivo altamente calórico e que é consumido principalmente no inverno.

  • Payaguá Mascada

O payaguá mascada, também conhecido como lampreado, é um bolinho frito com alto valor nutricional. Existem diversas variedades, porém os ingredientes mais tradicionais são mandioca, carne cozida e moída, alho, cebola, sal, óleo e farinha de rosca.

  • Pira Caldo

O pira caldo é uma sopa de peixe bastante famosa na cozinha tradicional do Paraguai. Pira significa peixe em guarani. Além do peixe, outros itens são acrescentados no preparo como cebola, tomate, pimentão verde ou vermelho, salsa, pimenta, temperos e sal.

Comidas típicas do Peru

  • Ceviche

O ceviche é quase considerado o prato nacional do Peru. Ele é baseado em peixe cru marinado em suco de limão – mas peixe branco, já que é necessário ter muita gordura e de carne firme. Também podem ser servido com camarão, lagosta ou polvo para complementar o prato.

  • Olluquito con charqui

O olluquito con charqui é um prato típico da região serrana do Peru e é preparado com dois itens exclusivamente peruanos: o olluco, uma batata dos Andres, e o charque, que é uma carne seca de lhama. Este prato popular é encontrado facilmente nos buffets e representa bem a gastronomia peruana.

  • Pollo a la brasa

O pollo a la brasa nada mais é do que o frango assado peruano. Ele é um prato tão importante na história do Peru que até foi condecorado pelo Instituto Peruano de Cultura como Patrimônio Cultural. A comida pode ser encontrada em qualquer ponto e lugar do Peru e consiste em um prato de frango assado acompanhado de batatas fritas com uma salada.

  • Picante de Cuy

Olha ele ai de novo! Um dos pratos típicos que ainda é consumido em muitas cidades peruanas é o Picante de Cuy, preparado desde o período pré-inca com a carne do porquinho da índia. No Equador ele é consumido em espeto como se fosse um churrasco. No Peru, o roedor é servido com um molho picante por cima.

  • Rocoto Relleno

Os rocotos rellenos nada mais são do que um pimentão picante, que pode ser o verde, amarelo ou vermelho, recheado com carne, amendoim, ovo cozido e vários condimentos. Ele é assado no forno.

Comidas típicas do Uruguai

  • Chivito

O famoso chivito uruguaio é um sanduíche que combina carne, queijo, presunto, bacon, ovo, alface, tomate e maionese dentro de um pão. É quase um símbolo da gastronomia uruguaia e pode ser encontrado em restaurantes ou até mesmo em barracas de rua.

  • Pancho

O pancho nada mais é do que o cachorro quente dos uruguaios. O lanche leva pão, salsicha e condimentos, porém há algumas diferenças dos sanduíches encontrados no Brasil. A salsicha deles por exemplo é especial, defumada e feita de pura carne, dando um sabor original. Pode ser servido também com muito queijo muçarela derretido, chimichurri, e molhos como maionese, mostarda e ketchup. Há quem coloque bacon ou troque a salsicha por linguiça calabresa.

  • Parrilla

A carne do Uruguai é muito saborosa e sua qualidade é reconhecida em todo o mundo. Ao visitar o país, não deixe de experimentar as carnes feitas na parrilla. São servidos diversos cortes de carne, frango, linguiça e miúdos. Porém fique atento: geralmente vem quantidade para duas a três pessoas.

  • Mate

A grande maioria dos cidadãos uruguaios, assim como os argentinos, tem em comum o hábito de tomar mate. É normal ver as pessoas andando em locais públicos com uma garrafa térmica e uma cuia nas mãos. O uruguaio monta o seu mate em qualquer lugar, colocando água quente e erva mate moída, esta que tem gosto amargo.

  • Chajá

O chajá é uma sobremesa típica uruguaia que é sempre a sensação dos buffets. O doce é composto pelo bizcochuelo (o bolo em si), com merengue, o creme chajá que é tipo o chantily e pêssegos. Há quem faça a receita com morango e quem coloque também doce de leite.

Comidas típicas da Venezuela

  • Arepa

A arepa é como se fosse o pão dos venezuelanos, já que eles comem nos cafés da manhã com manteiga e outros recheios. Sua massa é feita de milho moído ou com farinha de milho pré-cozido. O produto também é muito consumido na Colômbia, com variações no preparo.

  • Cachapa

A cachapa é um prato tradicional venezuelano feito com farinha de milho. “Irmã” da arepa, ela também pode ser encontrada nas barracas de rua e podem ser preparadas como panquecas. Em alguns casos o turista encontra o produto embrulhado em folhas secas de milho.

  • Pabellón Criollo

O pabellón criollo é um dos pratos mais representativos da culinária venezuelana. Com muitas cores e sabores variados, carrega um aroma único. O prato é composto por arroz branco, carne desfiada, feijão preto e na grande maioria dos casos fatias de banana frita.

  • Hallaca

A hallaca consiste basicamente em um guisado em massa que vem empacotado em folhas de bananeira. A comida é tipicamente servida na ceia natalina, quando são criadas diversas variações do prato. Seus três componentes principais são a folha de bananeira, o guisado e a massa. O guisado é feito com carnes de boi, porco e frango e temperos naturais, além de vinho, açúcar mascavo e farinha de milho, podendo conter sal e pimenta.

  • Quesillo venezolano

O quesillo venezolano um irmão do nosso pudim de leite, também conhecido como flan, porém na versão dos vizinhos da Venezuela. Apesar das semelhanças há diferenças no preparo, por exemplo, o flan usa somente a gema, enquanto o quesillo usa o ovo inteiro. Quem gosta bastante deste tipo de sobremesa precisa experimentar para dizer se aprova.


E você, caro viajante… tem mais alguma sugestão de comidas típicas da América do Sul para complementar a nossa lista? Comente abaixo e participe!

Veja também: Comida Tailandesa: 15 Pratos típicos e onde comê-los em Bangkok e Restaurantes em Buenos Aires: onde comer e beber na capital argentina