logo Melhores Destinos

Cidade do México: 28 dicas do que fazer na sua primeira viagem!

Monique Renne
Monique Renne
01/06/2021 às 4:06

Cidade do México: 28 dicas do que fazer na sua primeira viagem!

A Cidade do México é um destino surpreendente e apaixonante. Impossível resistir à intensidade e energia que circula pela capital mexicana. Com mais de 9 milhões de habitantes e status de uma das maiores metrópoles do mundo, a Cidade do México atrai visitantes com um turismo diversificado, barato e sempre animado, capaz de encantar tanto os que buscam roteiros históricos quanto os que preferem destinos ligados à arte, entretenimento, gastronomia e compras. Entre as cores e sabores locais, você viverá uma experiência digna de séculos de história, regada a muita diversão, claro!

Ao embarcar rumo à Cidade do México, prepare-se para roteiros cheios de atividades. A Cidade do México é capaz de manter um turistas ocupado por um mês, sem repetir uma atração sequer. Em meio a museus incríveis, artistas renomados (como não se apaixonar por Frida Kahlo e Diego Rivera), ruínas históricas, lindos parques e mercados irresistíveis, será fácil deixar aflorar o passional lado mexicano e também se apaixonar. E como são muitos os pontos turísticos e atrações para visitar na Cidade do México, é bom se organizar. Para te ajudar na tarefa, preparamos um post especial com 28 dicas do que fazer na sua primeira viagem à Cidade do México. E vamos avisar desde já… É bem capaz de você voltar!

Cidade do México

Zócalo

O que fazer na Cidade do México

É verdade que a Cidade do México é um tanto caótica, complexa, conturbada e engarrafada, mas basta uma marguerita para você já se sentir em casa em meio àquele caos sensacional. Entre as cores e sabores locais, você viverá na Cidade do México uma experiência digna de séculos de história. Uma experiência única e surpreendente. E como não falta o que fazer na Cidade do México, é bom já começar! Vamos lá!

1- Comece pelo Zócalo

O Zócalo é o ponto de partida, e principal ponto turístico da Cidade do México, para qualquer visitante. Localizado na Plaza de la Constitución, o Zócalo marca o lugar mais importante da Cidade do México e o local onde funcionava o centro político, cultural e religioso da antiga cidade de Tenochtitlan, a maior da civilização mexica (ou asteca) das américas. E nada é mais simbólico do que isso em toda a Cidade do México.

Cidade do México o que fazer

Palácio Nacional

O Zócalo, como é popularmente conhecido entre os moradores, é uma grande praça onde estão localizados dois dos principais edifícios da cidade, o Palácio Nacional (onde estão alguns dos principais murais de Diego Rivera) e a Catedral Metropolitana de La Asunción de María (principal catedral do país). A praça por si só já chama a atenção por ser o principal ponto de protestos da cidade, mas ela fica completa com a grande quantidade de pontos turísticos nos arredores. Você poderá passar algumas horas percorrendo o Zócalo e interior de seus belos edifícios.

Cidade do México população

Zócalo

2- Conheça mais sobre a história de Tenochtitlan no Museu del Templo Mayor

A poucos passos do Zócalo, é possível visitar o Museo del Templo Mayor, onde estão expostas ruínas dos templos e palácios astecas da antiga capital Tenotchitlan, além de um pequeno museu que ajuda muito a entender a cidade. As ruínas, em meio às construções no Centro Histórico da Cidade do México, parecem cenário de filme. Só mesmo ao vivo para entender que tudo aquilo fez parte do centro mais importante da antiga civilização mexica (como os mexicanos se referem aos astecas).

Zócalo

Museu del Templo Mayor

O Museu del Templo Mayor foi criado para preservar o sítio arqueológico e as mais de 14 mil relíquias encontradas durante as escavações realizadas entre os anos de 1978 e 1982. É um deleite para os amantes de história, especialmente a pré-colombiana, ou seja, antes da chegada dos europeus na América. 

Outros museus na região do Zócalo também valem a visita, entre eles o Antiguo Colegio de San Ildefonso, o Museu da Cidade do México, o Museu Nacional das Culturas e o Museu Mexicano do Design – MUMEDI.

Cidade do México pontos turísticos

Museu del Templo Mayor

3- Visite o Museo Nacional de Antropologia, um dos melhores museus do mundo

Maior estrela da Cidade do México, o Museu Nacional de Antropologia tem um acervo realmente espetacular e único. Visitar o Museu Nacional de Antropologia é como se teletransportar para o tempo em que as civilizações pré-hispânicas dominavam o continente americano. Tudo aquilo que estudamos no colégio sobre povos astecas e maias começará a fazer muito mais sentido depois de um dia no museu.

Os maiores destaques do Museu Nacional de Antropologia estão na sala dos povos mexicas (como os mexicanos se referem aos astecas). É nesta grande ala da exposição que se encontra a Pedra do Sol, mais popularmente conhecida como Calendário Asteca. Outro ponto de destaque são as grandiosas esculturas que representam os deuses de Teotihuacán. Para quem pretende visitar as Pirâmides de Teotihuacán, ir ao Museu Nacional de Antropologia ajuda muito a entender o que representa a zona arqueológica. O museu exige um dia inteiro para ser visitado com calma. Por isso, vá com tempo disponível.

Museu de Antropologia atração

Museu de Antropologia

4- Não perca o Museu Frida Kahlo

O Museu Frida Kahlo é emocionante, intenso e repleto de obras de arte. Uma viagem pela vida da maior artista mexicana, o museu funciona na famosa Casa Azul, onde morava a família de Frida e onde ela passou os últimos anos de vida. Durante a visita, será possível visitar os cômodos, ver o ateliê onde a artista pintava, o quarto e a cama onde desenvolveu grande parte de seu acervo, os jardins por onde ela caminhava, a cozinha onde preparava refeições e recebia os amigos, além da urna onde estão suas cinzas. É como entrar na vida da artista de maneira tão intensa quanto eram as temáticas de seus quadros.

Frida Kahlo

Museu Frida Kahlo

Ao longo do percurso pela casa, estão dispostas diversas obras de arte de Frida Kahlo, além de trabalhos de seu marido Diego Rivera e de outros artistas contemporâneos ao casal. Destaque também para a exposição de roupas usadas por Frida e aos coletes que a ajudavam a andar e sentir menos dor. O percurso do museu pode ser acompanhado por vídeo guia, cuja tela interativa conta detalhes das obras de arte e da vida de Frida Kahlo e Diego Rivera. O espaço não é muito grande, mas com a riqueza de informações ele se torna um dos mais importantes e imperdíveis de todo o México.

As filas para o Museu Frida Kahlo costumam ser bem grandes. Evite finais de semana e feriados para não esperar muito tempo ou compre o ingresso para o Museo Frida Kahlo antecipadamente pela internet.

5- Aproveite todas as atrações do Bosque Chapultepec

A relação entre parque e museu do Bosque de Chapultepec lembra muito o Parque do Ibirapuera, em São Paulo. A ampla área verde, no coração da Cidade do México, oferece vários espaços destinados à arte e à história. É possível passar um final de semana inteiro visitando atrações sem sair de dentro do bosque, incluindo o maravilhoso Castillo de Chapultepec, que tem visual incrível para a Cidade do México.

Pontos turísticos da Cidade do México

Bosque Chapultepec

Museu Nacional de Antropologia é a grande atração do bosque e um dos pontos turísticos mais visitados da Cidade do México. Além dele, vale percorrer ainda: o Museu Nacional de História, uma das mais encantadoras atrações da cidade e localizado no alto do bosque, dentro do Castillo de Chapultepec; o Museu de Arte Moderna, com lindas obras de Frida Kahlo; e o Museu Tamayo, dedicado à exposição de artistas contemporâneos internacionais.

Museus na Cidade do México

Museu de Arte Moderna

6- Suba as pirâmides de Teotihuacán

As atrações da Cidade do México já seriam suficientes para ocupar muitos dias de viagem. Mas nos arredores também há passeios imperdíveis. E o mais espetacular de todos eles é a visita às Pirâmides de Teotihuacán. As incríveis Pirâmides de Teotihuacán — A Cidade dos Deuses — tornam a região uma das mais interessantes atrações de todo o México. Há muito mistério a respeito da civilização que vivia no local onde hoje estão relíquias arqueológicas de valor inestimável.

pirâmides de Teotihuacán

Pirâmides de Teotihuacán

Em Teotihuacán você terá a oportunidade de conhecer a história de uma das civilizações que viveu no México há mais de 2.000 anos. Na zona arqueológica, onde viviam mais de 100 mil pessoas, há construções monumentais, como a Pirâmide do Sol e a Pirâmide da Lua e você poderá subir em várias delas. Além do passeio a pé pelas pirâmides, ainda será possível conhecê-las em passeio de balão ou mesmo em tour noturno. É um lugar imperdível!

Para visitar Teotihuacán, o ideal é ir por conta própria e ter tempo para subir as pirâmides e visitar todo o sítio arqueológico. Os passeios oferecidos na Cidade do México para Teotihuacán costumam ser muito corridos. Se possível, vá por conta própria. Assim você terá tempo para subir as pirâmides e conhecer todo o sítio arqueológico. Veja todos os detalhes sobre como visitar as Pirâmides de Teotihuacán.

7- Aprecie o grande painel de Diego Rivera no Palácio Nacional

Muito além de apenas um palácio de governo, o Palácio Nacional é o mais importante edifício do país e recheado de obras de arte e artigos museológicos. O palácio é aberto à visitação pública e o auge do tour são os maravilhosos painéis do artista mexicano Diego Rivera, pintados entre 1929 e 1951. Verdadeiros tesouros em forma de arte, os painéis contam detalhes da história do México e emocionam os visitantes.

Cidade do México quando ir

Painel de Diego Rivera no Palácio Nacional

8- Tome um café na Casa de los Azulejos

Depois de percorrer as principais atrações do Zócalo, não deixe de tomar um bom café na Casa de los Azulejos. No local funciona o popular Sanborns, presente em toda a Cidade do México, mas que ganha tom refinado e histórico na filial que funciona na Casa de los Azulejos. Também conhecido como Palácio de los Condes de Orizaba, o edifício encanta pela fachada revestida em charmosos azulejos e pelo magnífico interior construído com um misto de arquitetura colonial e barroca, dois clássicos mexicanos.

Casa de los Azulejos

Casa de los Azulejos

9- Encante-se com a arquitetura do Palácio de Bellas Artes

O Palácio de Bellas Artes está entre os mais exuberantes edifícios da Cidade do México. E o lugar é para ser admirado tanto por fora – pela lindíssima fachada e jardins – quanto por dentro, onde escadarias emolduram os painéis que decoram os corredores, com trabalhos originais de Diego Rivera, José Clemente Orozco, Rufino Tamayo e outros. O Palácio de Bellas Artes conta com variada agenda de espetáculos e exposições, com excelentes apresentações de orquestras, teatro, dança e outros. Para um evento tradicional, procure a apresentação do Balle Folklórico de México. Se quiser garantir uma linda foto do edifício, suba ao café na cobertura do prédio da loja Sears, do outro lado da rua, de onde se tem visual maravilhoso.

Palácio de Bellas Artes

Palácio de Bellas Artes

10- Passeie sem pressa pela Alameda Central

Um dos mais antigos parques da América Latina, inaugurado em 1592, a Alameda Central está localizada à beira do Centro Histórico e é cercada por belos museus e atrações turísticas, como o Palácio de Bellas Artes, o Museo Memória e Tolerância, a Torre Latinoamericana, a Casa de Azulejos, o Palácio Postal e o Museu Franz Mayer. O parque é repleto de esculturas, fontes, belos jardins e muitos banquinhos para relaxar e ver a vida passar. É uma região para ser explorada em vários dias diferentes, sempre com a bela paisagem da Alameda Central.

Alameda Central

Alameda Central

11- Visite os museus nos arredores da Alameda Central

Ao percorrer a Alameda Central e os arredores do Palácio de Bellas Artes, não deixe de conhecer os museus da região. Em curtas caminhadas, você terá acesso a vários espaços dedicados à arte, história e cultura. O principal prédio da região é o Palácio de Bellas Artes mas vale também visitar: o Museu Nacional de Arte – MUNAL, que oferece amplo acervo, principalmente de artistas mexicanos; o Museu de Arte Popular, que foge um pouco à arte tradicional e encanta com as cores e formas inusitadas dos trabalhos populares; o Museu Franz Mayer e o Palácio Postal, boa pedidas para quem gosta de arquitetura, design e mobiliários históricos; e o Museu Memória e Tolerância, especialmente dedicado a homenagear os povos que sofreram com históricos de genocídio.

Museu Memória e Tolerância

12- Suba ao mirante da Torre Latinoamericana

Do alto do mirante da Torre Latinoamericana você poderá observar a imensidão da Cidade do México. O prédio já foi considerado um dos mais altos do mundo, mas hoje perdeu posições até mesmo dentro do México. Ainda assim, o local reserva um belo passeio em meio ao Centro Histórico. A sala de observação fica no 44° andar, tem janelas que completam 360° e a visita pode ser feita tanto durante o dia quanto ao anoitecer. O pôr do sol é particularmente belo. Além do mirante, um pequeno museu conta a história do prédio e da arquitetura da cidade. O ingresso permite subir várias vezes no mesmo dia. Há ainda um restaurante no piso 41 com bela vista para a cidade. Aproveite para tomar um drink!

13- Percorra o Museu Soumaya e aproveite a voltinha pelo Polanco, o bairro mais chique da Cidade do México

Um passeio pelo Polanco vale para ver gente bonita, experimentar bons restaurantes e até investir alguns pesos mexicanos em algumas comprinhas. Mas a principal atração do bairro é o Museu Soumaya, com uma das maiores coleções de Rodin do mundo, dezenas de peças de Dalí e várias obras de grandes nomes como Monet, Camille Pissarro, Van Gogh, Edgar Degas, Miró e muito mais. É um dos melhores museus de arte da Cidade do México e imperdível não só pelo acervo, mas também pela magnífica arquitetura. Ao lado do Soumaya, dedicado a exposições temporárias, o Museu Jumex faz uma boa dobradinha para uma tarde de passeio.

Museu Soumaya

Museu Soumaya

14- Caminhe pela Avenida Paseo de la Reforma e feche o dia na Zona Rosa

Percorrer toda a Avenida Paseo de la Reforma, do Bosque Chapultepec até o Centro Histórico, está entre os mais agradáveis passeios de toda a Cidade do México. A avenida é larga, arborizada, repleta de belos edifícios modernos (como a Torre Mayor, considerado o maior edifício do país) e tem ótima área para circulação de pedestres e bikes. Enquanto passeia pela avenida, você poderá visitar o Monumento El Angél de la Independencia, um dos mais emblemáticos da CDMX. O grande anjo dourado marca o centro de um importante cruzamento e oferece uma bela vista aérea.

Bem próximo à avenida, está localizado o também imponente Monumento a la Revolución Mexicana. De quebra, você estará ao lado da animada Zona Rosa, repleta de restaurantes, lojinhas descoladas e baladas interessantes. Boa pedida para fechar a noite na Cidade do México!

Avenida Paseo de la Reforma

Avenida Paseo de la Reforma

15- Aproveite as regiões de Coyoacán e San Angel

Coyoacán e San Angel estão mais afastadas do centro da Cidade do México (ao sul) e exigem maior organização para serem visitas. Os principais pontos turísticos não estão tão próximos e os deslocamentos não serão possíveis a pé. Um dia não será suficiente para visitar tudo, por isso, separe ao menos dois dias de viagem para as duas regiões. Vale a pena!

Coyoacán é um charmoso bairro residencial marcado especialmente pela história de Frida Kahlo e Diego Rivera. As casas são lindas e o passeio pela região é delicioso. O grande destaque da área é o Museu Frida Kahlo, um dos mais procurados pelos visitantes e um dos mais emocionantes de toda a cidade. Bem pertinho dali, é possível visitar também um dos mais disputados mercados de artesanatos, o Mercado de Coyoacán e o Museu casa de León Trotsky. A área oferece ainda o Museu Anahuacalli Diego Rivera (com tíquete vendido em parceria com o Museu Frida Kahlo), onde estão expostas as peças da coleção particular de Diego Rivera e também alguns de seus painéis.

Museu Anahuacalli Diego Rivera

Museu Casa Estúdios

San Angel é um dos mais tradicionais e elegantes bairros da Cidade do México, onde grandes casarões coloniais de antigas fazendas deram lugar a bons restaurantes e espaços destinados à cultura. A região é especialmente interessante aos sábados, quando as ruas são tomadas por mercados de artesanatos e feiras de arte, sendo um dos mais famosos o espaço Bazaar Sábado. Quem quiser se aprofundar na história de Diego Rivera e Frida Kahlo poderá visitar o Museu Casa Estúdios, onde os dois moraram e realizaram vários trabalhos. Vale aproveitar o dia na região para almoçar em um dos deliciosos restaurantes locais.

16- Vá fundo nas tradições mexicanas

O México é um país que vive intensamente e com muita paixão suas tradições. Não há por que fugir delas. Sendo assim, experimente algumas das mais típicas enquanto estiver na cidade. Que tal começar pela música? Nada mais mexicano do que um bom e animado mariachi. E você poderá curtir vários, dezenas deles, na Praça Garibaldi. Lá é lugar para ouvir, dançar a se divertir ao som das músicas típicas mexicanas. Entregue-se ao momento e pague por uma música. Elas custam pouco perto do tamanho da diversão! 

Na mesma região, aproveite para se jogar em algumas doses no Museu da Tequila e Mezcal – MUTEM. Apesar do acervo limitado, o espaço vale pela diversão. Para um pouco da dança e música típica mexicana, outro excelente passeio é ir à apresentação do Balé Folclórico do México, especialmente quando a apresentação acontece no Palácio de Bellas Artes.

17- Assista a uma noite de luta livre mexicana

Outro lugar que garante a diversão na Cidade do México são as arenas de luta livre mexicana. As lutas são todas armadas, mas é impossível não se envolver e dar alguns gritos junto com a torcida em polvorosa. Custa baratinho e as gargalhadas são garantidas! Acredite, a plateia tem até apostas, mesmo sabendo que é tudo combinado.

18- Divirta-se com os barcos coloridos de Xochimilco

As traineiras coloridas de Xochimilco, consideras pela UNESCO Patrimônio Cultural da Humanidade, podem ser comparadas às gôndolas de Veneza. Pense nos barquinhos italianos e depois adicione um pouco (ou muita) cor, música ao vivo com mariachis, alguns petiscos apimentados, uma boa e gelada michelada e muita gente animada. Pronto! Você terá nas mãos um dos mais divertidos e tradicionais passeios a serem realizados na Cidade do México.

Xochimilco

Xochimilco

A imensa mancha colorida toma conta dos canais da região de Xochimilco logo cedo pela manhã. Quem chega a Xochimilco poderá escolher entre vários portos para começar o tour, porém o mais famoso e popular é o Embarcadero Nuevo Nativitas. Ao chegar à região, peça para ir direto pra lá! As traineiras têm grandes mesas e o público costuma realmente fazer uma festa. Mariachis estão em barcos ao longo de todo o canal e é possível contratar ali mesmo um grupo para tocar especialmente para você! Bebidas e comidas também são vendidas em barcos ao longo do trajeto. Impossível não sair de lá feliz!

19- Faça umas comprinhas nos mercados de artesanato

Os mercados de artesanato da Cidade do México são irresistíveis e vale conhecer cada um deles! Espalhados por toda a cidade, você certamente irá se deparar com boas pedidas durante a viagem e boa notícia é que não faltam produtos lindos e baratos para comprar. Se quiser ir direto aos mais famosos, vale conferir o Mercado de Artesanías de Coyoacán, pertinho do Museu Frida Kahlo, e o Mercado de La Ciudadela, próximo ao Centro Histórico. Já o Bazaar Sábado se destaca pela qualidade das peças, das lojas ao redor e também pela linda vizinhança. É imperdível! Vale a visita para comprar ou só para passear e aproveitar os bons restaurantes do bairro.

mercados de artesanato Cidade do México

Bazaar Sábado

20- Faça compras fora dos mercados

Nem só de mercados de artesanatos é feira a Cidade do México. Na verdade, a cidade oferece excelentes opções de compras para quem deseja mesmo voltar com bagagem cheia. Os valores são similares aos dos EUA e você poderá até visitar um Premium Outlet por lá. Boas opções de grandes shoppings são o Antara Fashion Hall e o Centro Santa Fé. Quem também agrada muito é o Palácio de Hiero. A mega loja (que mais parece um shopping) é um paraíso para qualquer consumista de plantão. Nos mesmos moldes da Macy’s, essa loja é capaz de falir o viajante mais mão-fechada.

Compras na Cidade do México

Quem prefere unir passeios a compras poderá investir ainda em grandes avenidas a céu aberto. Com lojas mais populares e localizada no Centro Histórico, o Corredor Peatonal Madero (Av. Francisco I. Madero) e arredores oferecem bons preços. Já os que buscam compras de luxo encontrarão como melhor aliada a Avenida Presidente Masaryk, no elegante bairro de Polanco, onde lojas de alto luxo tomam conta das calçadas. Veja mais opções de onde gastar alguns pesos mexicanos nas compras na Cidade do México. 

21- Experimente ao máximo a culinária da Cidade do México

Impossível pesar em uma viagem ao México sem incluir no roteiros paradas estratégicas para comer. E comer muito! A culinária mexicana por si só já vale o investimento, mas na Cidade do México ela atinge patamares incríveis. E você poderá optar por experimentar tanto os mais tradicionais sabores quanto as combinações modernas de temperos.

Bairros como Polanco, Centro Histórico e San Angel oferecem fartas opções de bons restaurantes; Zona Rosa, Condesa e Roma têm preços populares aliados a ambientes descolados; enquanto os mercados e feiras são o local certo para investir em experiências exóticas.

Restaurantes na Cidade do México

San Angel Inn

Se estiver perdido e não souber por onde começar, experimente lugares como o Café de Tacuba e ou El Cardenal (com várias filiais pela cidade). Se deseja um belo ambiente, não deixe de ir ao maravilhoso Azul Histórico, ao Puntarena (com incrível jardim vertical) ou ao San Angel Inn, onde boa comida e tradição se aliam em torno de um lindo cenário de fazenda que nos remete ao passado. Se a busca é por restaurantes renomados, experimente o Pujol (eleito um dos 50 melhores restaurantes do mundo em 2015), Astrid & Gastón (eleito um dos 50 melhores restaurantes do mundo em 2013) e o Hacienda de Los Morales, em um dos mais belos cenários da Cidade do México. Mas se você quer uma imersão no lado mais festivo da cultura mexicana, corra para o Tenampa.

Azul Histórico

22- Curta com calma o Mercado Roma

A Cidade do México é repleta de mercados tradicionais. No entanto, um mercado modernoso tem atraído muita gente por lá. O Mercado Roma é uma espécie de galpão onde vários estabelecimentos funcionam em balcões abertos e oferecem os mais variados tipos de refeição. Muito popular entre os jovens descolados, o Mercado Roma é lugar para badalar e, claro, experimentar algumas iguarias. É ótimo para quem não tem coragem de encarar as comidas de rua, mas ainda assim deseja experimentar os pratos. Com um certo requinte, gente bonita, comida saborosa, bom preço e ainda algumas bancas para compras de produtos variados, o Mercado Roma é parada obrigatória para os amantes da boa mesa e de uma balada diurna na Cidade do México.

Mercado Roma

Mercado Roma

23- Conheça a noite da Cidade do México

Como toda grande metrópole, a Cidade do México não decepciona e oferece farta agenda cultural, grandes espetáculos teatrais, shows de bandas internacionais, muitos bares e baladas. Se sobrar energia depois de um dia de passeio, não deixe de conferir a agenda da cidade e aproveite para conhecer a noite de bairros como Condesa, Roma, Zona Rosa e Polanco. Cada um agrada a um estilo diferente. O importante é saber que a Cidade do México tem espaço para todos. Aproveite cada minuto da viagem e veja mais sobre a noite da Cidade do México.

Zona Rosa

Zona Rosa

24- Se tiver pouco tempo na Cidade do México, pegue o hop-on hop-off

Eles são práticos, eficientes e ótima opção para quem tem pouco tempo na Cidade do México, mas quer ver um pouquinho de tudo. Os ônibus panorâmicos fazem rotas que passam pelos principais pontos turísticos da cidade e têm preço bem acessível. São especialmente interessantes para quem deseja ter uma ideia geral, mas não quer ter trabalho montando roteiros. O único trabalho no passeio será decidir em quais paradas descer e quais roteiros fazer por dia (são três ou quatro rotas diferentes, a depender da empresa).

Vale o passeio? Claro! Mas será corrido? Muito! O ideal, para poder descer em alguns pontos de interesse, é fazer o passeio vários dias. Vale também percorrer a rota completa para só então decidir o que vale a pena visitar. Depois basta ir por conta própria. É muito fácil se locomover na Cidade do México e visitar pontos turísticos de maneira independente não será um problema. Há ainda oferta de tours especiais, como: rota dos museus, tour noturno e tour gastronômico. Duas empresas realizam o passeio em ônibus panorâmico na Cidade do México: Capital Bus e Turibus.

hop-on hop-off Cidade do Mexico

Hop-on hop-off

25- Visite as cidades de Puebla e Cholula

As cidades de Puebla e Cholula estão entre os mais populares passeios pelos arredores da Cidade do México e ambas merecem a visita. Com ares interioranos e tomada por tradições católicas, Cholula é especialmente interessante pela igreja Santa Maria de Tonantzintla. Construída no maravilhoso estilo barroco popular mexicano, essa igreja é de deixar qualquer turista boquiaberto. Outro ponto fundamental da visita é a zona arqueológica de Cholula, onde está a pirâmide que é considerada uma das mais largas do mundo. Coberta por vegetação e com uma igreja no topo, é bem difícil reconhecer a pirâmide. Entretanto, basta uma visita ao sítio arqueológico para identificá-la.

Puebla

Puebla

Com título de uma das mais antigas cidades do México e Patrimônio Cultural protegido pela UNESCO, a Heróica Puebla de Zaragoza surpreende não só pelo pomposo nome, mas também pelas belas atrações que oferece aos visitantes. Cercada por vulcões, repleta de prédios históricos e origem da tradicional culinária poblana, Puebla é visita imperdível para quem gosta de cidades autênticas, tradicionais e repletas de vida. Fundada em 1531 pelos espanhóis, Puebla pode ser percorrida em um dia de passeio, mas se você quiser realmente vivenciar a região, recomendamos ao menos um pernoite por lá. Entre as principais atrações de Puebla estão o centro histórico; a Catedral de Puebla, construída entre os séculos XVI e XVII; Callejon de los Sapos, uma via de comércio repleta de artesanatos e casinhas coloridas; além de museus e centros culturais.

Passeios na Cidade do México

Puebla

26- Faça um tour dentro da Cidade do México

Há turistas que adoram percorrer as cidades pelas quais estão viajando acompanhados de guias locais. Na Cidade do México, um “especialista” pode fazer toda a diferença. A história que envolve a região é repleta de detalhes que tornam a visita ainda mais especial e ouvir sobre os povos mexicas (ou astecas), a Revolução Mexicana ou a história dos artistas locais (como o amor de Frida Kahlo e Diego Rivera) fará toda a diferença na hora de compreender a Cidade do México. Para isso, vale investir em tours guiados com as mais diferentes temáticas.

Você poderá escolher entre tours históricos, tours gastronômicos, passeios especializados em arte urbana, uma noite de luta livre mexicana, tours por mercados, roteiros noturnos e, para fechar, vale experimentar um tour de bares. Muitos dos passeios podem ser feitos gratuitamente, pagando apenas a gorjeta, outros têm valores fixos. Os preços variam de acordo com o destino, tempo de duração e número de turistas no tour.

Tour Cidade do México

Zócalo 

Veja abaixo algumas empresas que realizam passeios pela Cidade do México. 

27- Veja de perto a fé que move os mexicanos na Basílica de Santa María de Guadalupe

Considerado um dos maiores santuários católicos do mundo, a Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe recebe mais de 20 milhões de visitantes todos os anos. Localizado 9 km ao norte do Zócalo, o santuário é formado por várias igrejas, capelas e jardins, sendo principais as duas basílicas, uma do século XVI e outra inaugurada em 1974. A antiga foi substituída ao descobrirem que o piso estava afundando. As atividades principais são realizadas na nova basílica, enquanto a antiga passa por processo de restauração.

Basílica de Santa María de Guadalupe

Basílica de Santa María de Guadalupe

O passeio pelo Santuário de Guadalupe pode levar algumas horas, já que são muitas edificações a serem visitadas. O passeio começa no nível da rua e passa por jardins e esculturas até o topo do Monte Tepeyak, onde está a Capela do Cerrito. O local oferece uma vista maravilhosa para todo o santuário. Prepare o fôlego e não deixe de ir até o topo!

A Basílica de Nossa Senhora de Guadalupe é parte constante dos passeios que levam às Pirâmides de Teotihuacán, mas pode ser tranquilamente visitada por conta própria. A estação de metrô mais próxima (a poucos metros do local) é a La Villa – Basílica, Linha 6 vermelha. A partir dela será necessário caminhar apenas cinco minutos até a entrada do santuário.

28- Tome sempre uma marguerita

Nada mais significativo para comemorar a sua viagem pela surpreendente Cidade do México que uma boa e clássica marguerita. O drink pode ser degustado em diversos pontos da cidade, mas um bom lugar para brindar e ainda apreciar a paisagem é o Zócalo. Nos arredores da Plaza de la Constitución há diversos prédios com bares e restaurantes que funcionam nos terraços, de onde se tem visão privilegiada para o lugar que é ponto de partida de qualquer turista na Cidade do México. Vale começar e terminar a viagem com uma boa marguerita. Na verdade, vale sempre uma marguerita!

Cidade do Mexico

Quando ir à Cidade do México

A Cidade do México é boa opção de destino para todo o ano. A cidade não apresenta temperaturas extremas e é sempre convidativa a uma visita. O clima na região é marcado especialmente pelas estações seca e chuvosa, o que pode influenciar principalmente a qualidade do ar. E este é o maior problema relacionado ao clima enfrentado pelos turistas que vão à Cidade do México.

Tanto a primavera no hemisfério norte (principalmente os meses de abril e maio) quanto o outono (especialmente entre setembro e outubro) são períodos extremamente agradáveis para visitar a Cidade do México. As chuvas acontecem com menor frequência, a qualidade do ar costuma ser um pouco melhor e as temperaturas são bastante amenas. Já o verão, entre junho e setembro, é marcado por temperaturas mais altas e maior incidência de chuva. O frio é mais sentido no inverno, entre os meses de novembro e fevereiro, período que também é o mais seco. Tal fenômeno diminui ainda mais a qualidade do ar na Cidade do México e pode provocar efeitos desagradáveis nos turistas, como: ardência nos olhos, garganta fechada, tosse e irritações na pele. Antes de visitar a Cidade do México, verifique como está a qualidade do ar.

Zócalo

Zócalo

Seja qual for a data escolhida para ir à Cidade do México, não deixe de consultar a agenda cultural e de eventos locais. Você poderá estar por lá na mesma data em que a sua banda favorita ou durante uma exposição imperdível, já que se trata de uma grande cidade. 

Meses Temperatura mínima Temperatura máxima Chuvas
Janeiro 7.3°C 20.4°C 26 mm
Fevereiro 8.5°C 22.6°C 23 mm
Março 9.7°C 24.3°C 32 mm
Abril 11.5°C 25.7°C 53 mm
Maio 12.4°C 25.3°C 83 mm
Junho 13°C 23.1°C 159 mm
Julho 12.3°C 21.5°C 171 mm
Agosto 12.6°C 21.6°C 166 mm
Setembro 12.4°C 20.8°C 183 mm
Outubro 10.9°C 20.5°C 108 mm
Novembro 8.9°C 20.3°C 37 mm
Dezembro 7.8°C 20.5°C 17 mm

*Com dados do Climate-data

Onde ficar na Cidade do México

Apesar de ser considerada uma das maiores cidades do mundo, a Cidade do México tem uma zona turística bem delimitada, o que facilita na hora de definir as melhores opções de hospedagem. As atrações estão localizadas principalmente no corredor do Paseo de La Reforma, entre as áreas do Centro Histórico (Zócalo), Zona Rosa, Condesa, Chapultepec e Polanco. E esses bairros são também as melhores opções para hospedagem na Cidade do México.

Outros bairros, apesar de terem boas atrações, ficam distantes e dificultam o dia a dia do turista. É o caso de Coyocán – onde está o Museu Frida Kahlo e uma elegante zona residencial – e San Angel, um dos bairros mais chiques da cidade, com bons mercados e restaurantes. Ou de Santa Fé, uma região muito moderna e grande polo financeiro e de negócios. Todos são ótimos para visitar, mas não necessariamente para hospedagem.

Onde ficar

Zócalo

Antes de escolher onde se hospedar, é preciso levar em consideração um ponto essencial: o meio de transporte. O trânsito na Cidade do México tem uma péssima fama e locomover-se na cidade é realmente um problema (veja mais sobre os transportes na Cidade do México). Caso não queira ficar horas parado em engarrafamentos, leve em consideração a importância de se hospedar próximo a uma estação do metrô. Ela será fundamental durante os dias de viagem. Vale também escolher um hotel que esteja na linha do metrobus.

Outro fator importante a ser avaliado é o preço da diária. A Cidade do México tem valores muito amigáveis para hospedagem. É possível conseguir um bom quarto, em excelente localização, por USD 30. Por USD 50 a USD 80, você poderá até escolher entre os hotéis mais elegantes. Os preços são muito bons e isso não será um peso no orçamento. Se estiver com um dinheirinho sobrando, compensa até investir em um quarto mais luxuoso. Mas caso precise economizar, você conseguirá tranquilamente hospedagens por menos de USD 30. 

Hotéis Cidade do México

Avenida Paseo de La Reforma

Veja mais detalhes sobre onde ficar na Cidade do México.

Internet e chip de celular na Cidade do México

Em toda a Cidade do México, é possível adquirir facilmente chip de celular. Eles estão à venda em várias lojas no aeroporto, em pequenos mercados, lojas de conveniência e lojas de celular. Os preços são muito baixos se comparados ao Brasil. Vale até comprar mais de um, a depender da promoção, ao invés de recarregar.

Sinal de Wi-Fi está disponível gratuitamente em vários pontos públicos da cidade, mas funciona muito mal. Caso dependa de internet, compre um chip local. Hotéis e restaurantes costumam oferecer Wi-Fi gratuitamente.

Últimas dicas da Cidade do México

  • População: 8.8 milhões de habitantes
  • Fuso horário: GMT -5;
  • Língua: espanhol;
  • Moeda: Peso Mexicano – MXN;
  • Padrão de voltagem: 127 V;
  • Tomada: dois pinos chatos paralelos com um pino extra redondo;
  • Gorjeta: 10% (considerado baixo) e 15% (considerado ok);
  • Documentação necessária: para permanecer no México pelo período de até seis meses não é necessário visto, apenas um passaporte com validade final até o retorno da viagem.
Cidade do México melhor época

Zócalo

Está com viagem marcada para a capital mexicana? Confira mais dicas no nosso Guia da Cidade do México. Lá você poderá conferir um ótimo roteiro, dicas sobre o que fazer na Cidade do México, os melhores pontos turísticos, os museus mais importantes, os passeios imperdíveis, restaurantes deliciosos, as regiões mais indicadas para hospedagem e opções de compras. Não deixe de visitar a Cidade do México, um dos destinos mais intensos do mundo!