logo Melhores Destinos

Urgente! Avianca Brasil terá que devolver mais 18 aeronaves, colocando operação e venda de ativos em risco!

Leonardo Cassol
Leonardo Cassol
18/04/2019 às 19:27

Urgente! Avianca Brasil terá que devolver mais 18 aeronaves, colocando operação e venda de ativos em risco!

A Avianca Brasil será obrigada a devolver mais 18 aeronaves a partir da próxima segunda-feira (22), de acordo com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). A medida é em cumprimento a decisões judiciais pelo não pagamento das empresas de leasing. Com os 10 aviões que já foram devolvidos nos últimos dias, restarão apenas 7 aeronaves. Isso vai comprometer seriamente a operação da Avianca, levando ao cancelamento de milhares de voos (veja a lista de voos cancelados para os próximos dias).

A Anac determinou que a Avianca Brasil adeque sua malha aérea, seu sistema de venda de passagens e dê ampla divulgação aos voos cancelados. Além de oficiar a empresa, a agência disse que mantém a fiscalização da atuação da empresa diante dos passageiros e segue acompanhando a execução das ações para a manutenção da segurança das operações.

Prejuízo diário

A Avianca Brasil deve precisar de uma nova injeção de capital caso continue operando. O dinheiro dos empréstimos recebidos da GOL e da Latam já está no fim e, a cada dia de operação, o prejuízo aumenta o endividamento. O Estadão apurou a Avianca atualmente consome de R$ 5 milhões a R$ 6 milhões diariamente.

Azul desistiu do negócio

O presidente da Azul, John Rodgerson, afirmou na última sexta-feira que empresa retirou sua proposta de aquisição de ativos da Avianca Brasil e acusou a GOL e a Latam de protecionismo, depois que as duas apresentaram propostas mais agressivas para a aquisição dos ativos da Avianca. Segundo ele, o objetivo é deixar a Azul fora de Congonhas, especialmente da ponte aérea São Paulo – Rio de Janeiro, rota mais rentável do país.

Risco de encerramento das operações

A Avianca Brasil corre o risco de ser obrigada a encerrar suas operações nas próximas semanas. O leilão está previsto para 7 de maio, mas sem a grande maioria dos seus aviões a companhia se viu obrigada a cancelar milhares de voos. Se, por qualquer motivo, e a empresa não conseguir proceder a venda de ativos em conformidade com as propostas negociadas com a GOL e com a Latam, dificilmente a empresa conseguirá novos recursos. Sem dinheiro, a operação, ainda que em pequena escala, ficará inviabilizada.

Se a Avianca Brasil falir ou deixar de operar, seus slots (horários de pousos e decolagens nos aeroportos mais movimentados) deverão ser distribuídos igualmente entre as empresas interessadas, possivelmente Azul, GOL e Latam. Isso pode acontecer mesmo que a empresa não cesse totalmente as operações, mas não consiga manter a regularidade nas rotas, já que perderá quase toda a sua frota. A Anac exige que as empresas mantenham um índice de regularidade de 90% no aeroporto de Congonhas, e de 80% nos aeroportos de Guarulhos e Santos Dumont para conseguir manutenção das permissões de pouso e decolagem.

Tenho viagem marcada com a Avianca Brasil, o que fazer?

Quem tem viagem marcada com a Avianca Brasil corre um risco muito grande de não conseguir voar. Até o momento a empresa está oferecendo reembolso dos bilhetes e, em alguns casos, remarcando as passagens para outros voos. Porém, perdendo mais 18 aviões, é difícil prever se a empresa vai conseguir resolver os problemas, ou se terá recursos para reembolsar todos os passageiros.

Quem tiver compromissos importantes deve pensar imediatamente num plano alternativo. Quanto mais se aproximar a data da viagem, mais caro tende a ficar o custo da passagem aérea.

De acordo com a Anac, em caso de cancelamento ou de alteração do voo por iniciativa da Avianca, o passageiro deve ter os seus direitos respeitados, que estão disponíveis aqui.

Avianca Brasil x Avianca Internacional

É sempre bom lembrar que a Avianca Internacional com sede na Colômbia e no Peru não está em recuperação judicial e tem operações e negócios totalmente desvinculados da empresa brasileira. Se você tem voos com a Avianca Internacional, não tem com o que se preocupar.

Confira o boletim oficial da Anac sobre a devolução das 18 aeronaves aqui.

Veja também: Credores aprovam divisão e venda de ativos da Avianca Brasil em sete lotes – clique aqui