Como é voar na Qsuite, a super classe executiva da Qatar Airways!

Como é voar na Qsuite, a super classe executiva da Qatar Airways!

GRU São Paulo
DOH Doha
QR 774
Avião Boeing 777-200
Classe Executiva
Poltrona 3E
Data 24/01/2019
Partida 04:00
Chegada 23:39
Duração 14:39
Por Leonardo Cassol
26/03/2019 às 1:15

A Qatar Airways foi eleita a melhor companhia aérea do mundo quatro vezes, a última em 2017. Figura sempre entre as melhores empresas globais nos principais rankings especializados. Possui sede em Doha e voa para mais de 150 destinos. Opera diariamente voos ligando São Paulo a Doha, e de lá conexões para outros destinos. Também voa de São Paulo para Buenos Aires, na continuação do voo que vem do Qatar.

Desde dezembro de 2018, todos os voos da Qatar Airways para o Brasil passaram a ser operados com a luxuosa Qsuite, uma classe executiva com padrão de primeira classe, eleita a melhor executiva do mundo pela imprensa especializada. Voamos na Qsuite de São Paulo para Doha e contamos para você em detalhes como foi a nossa experiência.

Check-in

Compra da passagem

Emiti a passagem com milhas do programa Smiles. Comprei dois bilhetes de São Paulo para as Ilhas Maldivas, com conexão no Qatar, por 150.000 milhas cada, ou 300.000 milhas, mais R$ 299,52 de taxas de embarque, no total. Todos os trechos em classe executiva.

Quando eu decidi fazer essa viagem, ainda não tinha as milhas suficientes para resgatar todos os voos. Então, utilizei a opção de pagamento fiado (Viaje Fácil) da Smiles para garantir minha reserva, quitando o saldo pendente 60 dias antes do voo. Funcionou super bem, pois pude aproveitar duas promoções que divulgamos aqui no Melhores Destinos, com 100% de bônus nas transferências de pontos de cartão de crédito para a Smiles, e assim completar o saldo necessário. Para usar o Viaje Fácil tive que pagar uma taxa não reembolsável de R$ 120 (cobrada por localizador, então paguei R$ 120 apenas). Porém, ganhei 4.000 milhas ao quitar a viagem (2.000 milhas para quem não for do Clube Smiles ou Smiles Diamante), o que compensou o valor da taxa. Vale lembrar que é possível manter até 2 reservas com até 9 passageiros em cada por conta Smiles. Isso ajuda muito, pois quando tem uma promoção, ou você encontra a passagem que você quer, pode reservar e ganhar tempo para conseguir as milhas necessárias.

Consegui fazer a reserva de assentos direto pelo site da Qatar, mesmo com passagens emitidas com milhas (vale também para classe econômica). Assim que quitei a viagem, garanti as poltronas que se transformam numa cama de casal, nos assentos 3E e 3F. Geralmente esses assentos ficam disponíveis apenas algumas semanas antes do voo.

Check-in

Não consegui fazer o check-in online. Surgia uma mensagem de erro no site e no aplicativo. No dia da viagem eu estava em Brasília, fora de casa, para uma reunião do Melhores Destinos. Acabei pegando o último voo da GOL para Guarulhos, que chegou em São Paulo por volta das 22:40. O tempo não estava nada bom. O avião ficou sobrevoando a cidade por mais de 40 minutos além do horário previsto, por conta do tráfego aéreo e das condições meteorológicas. Antes de pousar, cheguei a acreditar que o avião fosse alternar para outro aeroporto, colocando em risco todo o meu plano de viagem… Felizmente, foi só um GRANDE susto. Ainda tive que mofar por quase duas horas até poder fazer o check-in…

O check-in da Qatar Airways fica no Terminal 3 de Guarulhos e abre cerca de 3 horas e 20 minutos antes do voo. Fui um dos primeiros passageiros atendidos na fila especial para clientes da classe executiva. O check-in da econômica também estava bem tranquilo. Como os assentos estavam reservados, a atendente apenas confirmou os dados, pediu para olhar a passagem de retorno para o Brasil (tenha sempre em mãos) e, em seguida, despachou as bagagens. Foi bem rápido. A franquia do bilhete Smiles era de dois volumes por passageiro, mas usamos somente um volume cada.

Sala Vip

A Qatar utiliza a sala VIP Executive Lounge, também parceira da American Express e do Priority Pass.

A vantagem do horário desse voo da Qatar é que a sala estava bem vazia.

O espaço é amplo e conta com uma boa variedade de comidas, lanches, doces e bebidas. Tem também espaço para tomar banho.

Eu comi um pouco de arroz com carne seca e batata palha, além de salada de frutas. Mas as opções eram bem variadas, inclusive as bebidas alcoólicas.

Aproveitei para tomar um banho e enfrentar as 15 horas de voo renovado. Eles deram tolha, xampu, condicionador e sabonete líquido. O ponto ruim é que precisei aguardar cerca de uma hora até liberarem uma das duchas. Aparentemente, das 6 disponíveis, só 2 funcionavam. Mas, pelo menos nesse dia, tempo não era um problema…

Embarque

Faltando pouco mais de uma hora para a decolagem, nos dirigimos até o portão de embarque. A tripulação da Qatar Airways aguardava nas mesinhas de um dos restaurantes do Terminal 3.

O embarque começou um pouco atrasado, cerca de 30 minutos antes do horário de partida. Após as prioridades legais. chamaram os clientes da classe executiva e com status nos programas de fidelidade parceiros. Felizmente, eu consegui ser um dos primeiros a embarcar, eu pude fazer algumas fotos sem incomodar os demais passageiros. A maior dificuldade foi a cabine, que estava muito escura. Por isso, acabei fazendo algumas fotos durante o voo, com melhor iluminação.

A recepção no avião não poderia ter sido melhor! As simpáticas comissárias ofereceram champanhe (Lallier), uma toalha umedecida quente, e depois entregaram os cardápios – são dois, um para as refeições e outro das bebidas. Explicaram também o funcionamento da suíte, como fechamento e abertura das portas, acionamento da mesa e do sistema de entretenimento e dos compartimentos de bagagem.

Era possível ver um sorriso no rosto de cada passageiro ao ver aquela cabine incrível. No meu também… Tudo indicava que seria um voo inesquecível!

Cabine

A configuração da Qsuite no Boeing 777 da Qatar é 1-2-1, com todas as suítes dando acesso ao corredor. A cabine dessa aeronave foi totalmente reformada para a implantação da Qsuite. Já em todos os Airbus A350-1000 e em alguns A350-900 (os mais novos) da Qatar, a Qsuite já vem na configuração de fábrica. Não há quase nenhuma diferença na parte interna das suítes. Mas a cabine do novo A350-1000 é bem mais espaçosa e moderna, sem compartimentos de bagagem voltados para o lado de dentro do avião, com painéis em LED novos, além de ser bem mais silenciosa que a do Boeing, por ser um projeto mais recente. Em breve você confere os detalhes na avaliação desse voo, entre Singapura e Doha.

Notem na imagem do Seat Guru que algumas poltronas ficam de costas para a cabine. Isso não checa a ser um problema, mas alguns passageiros podem estranhar à primeira vista.

É bom lembrar também o famoso e sensacional bar da Qatar existe apenas no Airbus A380, que não é equipado com Qsuites, cuja avaliação você vai conferir aqui nas próximas semanas (eu também voei nele de Doha para Bangkok)!

Qsuite

A Qsuite representa um enorme avanço em conforto, tecnologia e sofisticação em relação à antiga configuração. Além de mais espaço e privacidade, a cabine oferece um sistema de entretenimento totalmente novo e muito mais moderno. Foi uma grande inovação e investimento da Qatar Airways.

Todos as poltronas são mini suítes privativas. Possuem porta, viram cama e dão acesso ao corredor. Há até uma opção “não perturbe” para você ficar sossegado na suíte, sem ser incomodado. É um projeto genial para uma cabine de classe executiva!

O mais legal é que as suítes são configuráveis. Ou seja, se você viaja sozinho tem seu espaço e privacidade garantidos, mas se viaja acompanhado pode desfrutar de uma cama de casal na classe executiva, com divisórias que podem ser recolhidas, como foi meu caso!

Quem viaja em família pode até aproveitar os painéis ajustáveis e monitores móveis que permitem que colegas, amigos ou famílias que viajam juntos transformem o espaço de quatro poltronas em uma suíte única.

O ponto alto, para mim, é que o espaço dentro da suíte é suficiente para você não se sentir preso dentro de um cubículo. Eu realmente me senti muito bem!

Um ponto importante é a altura das divisórias. Suficiente para garantir um bom nível de privacidade, mas não um isolamento total. Quem passar em pé pelo corredor conseguirá espiar a sua suíte sem muita dificuldade, o que pode desapontar algumas pessoas. Portanto, se em algum momento você imaginou que poderia ficar completamente à vontade dentro da suíte de casal, não é assim, definitivamente!

Assentos

Segundo a empresa, os assentos são revestido em couro italiano, costurado à mão, e acabamento em ouro rosa acetinado. Eu achei tudo muito sóbrio e de bom gosto, sem exageros.

Quem viaja sozinho recomendo optar pelas suítes que ficam nas janelas, nas colunas A, B, K, ou J. Nas colunas A e K os assentos ficam de costas para a cabine, e são mais grudados na janela. Nas colunas B e J os assentos ficam voltados para frente e são levemente distantes da janela. No corredor, os assentos das colunas D e G são voltadas para frente da cabine e ideais para quem está sozinho. Isso não significa que as demais colunas não funcionem bem, já que o avião é todo configurável.

Quem viaja acompanhado deve optar pelos assentos E e F, os únicos que convertem em cama de casal. Eles ficam de costas para a cabine. Eu não notei nenhuma diferença na viagem, exceto no pouso e na decolagem. Zero desconforto. Voaria novamente, sem nenhum problema.

A Qatar oferece o “turn down service“, onde os comissários preparam a cama na hora que você quiser dormir. Isso vai além de reclinar a poltrona. Eles colocam uma espuma adicional no assento, além de preparar o lençol, edredom e travesseiro. No caso da cama de casal, é colocado um conector de espuma para que pareça que os assentos são totalmente unidos. Funciona super bem e é incrível! Só não é perfeito porque nos pés tem divisórias que não são removíveis, o que limita a movimentação lateral.

Notei que os comissários prepararam as camas com extrema boa vontade! E agilidade! No meu caso, eu fui ao banheiro colocar o pijama e, no caminho, a comissária perguntou se podia arrumar minha cama. Eu disse que sim e, quando voltei pra suíte, a cama estava pronta! Não consigo imaginar isso funcionando em algumas companhias aéreas onde o pedido de um simples copo de água é motivo de cara feia. Mas com a Qatar funcionou muito bem. Risco mesmo é a gente acostumar com toda essa mordomia e depois ter que voltar para a realidade de uma classe econômica ou de uma executiva tradicional.

Um ponto que me chamou atenção quando deitei foi que o encosto para a cabeça é bem firme e você consegue sentir sua presença na posição cama. Como o travesseiro é alto, pode ficar um pouco desconfortável. Eu achei uma posição ideal e dormi super bem, por quase 10 horas seguidas! Mas é um ponto que pode incomodar.

As portas das suítes ficaram abertas e travadas durante o pouso e a decolagem. Depois, os comissários liberaram para que a gente decidisse como queria deixar. Quase todos os passageiros mantiveram as portas fechadas ao longo do voo, o que é natural. A porta abre e fecha deslizando, sendo bem fácil de operar. Há uma alavanca de emergência que simplesmente derruba a porta no chão. como ela é muito intuitiva e simples de acionar, dois passageiros se confundiram e derrubaram suas portas no chão. Imagino que isso aconteça sempre, mesmo com a explicação dos comissários… Mas felizmente a tripulação consegue recolocar a porta, depois de uns 10 minutos de trabalho…

As suítes contam com uma mesa de refeição gigante, luzes individuais de leitura com ajuste de foco e de intensidade, e também um compartimento para guardar objetivos pessoais e água que se transforma num complemento do seu próprio assento. Tudo muito bem pensado!

Sobre o ottoman, o assento tem um bom espaço para os pés, apesar de afunilar um pouco. Outra coisa que pode incomodar quem for muito grande é a posição da mesa de refeição. Se você levantar muito suas pernas, quando estiver deitado de lado, por exemplo, certamente vai esbarrar na mesinha. Isso causa uma certa sensação de aperto, mas eu acabei me adaptando rápido ao espaço disponível. Se a mesa ficasse um pouco mais acima seria perfeito…

Apesar as observações, foi a melhor poltrona e cabine de executiva que eu já voei, superando até a do Boeing 777 da Singapore, que era a minha favorita até então (mas a Singapore é difícil de superar no serviço, por melhor que tenha sido a Qatar!).

Entretenimento

Oryx one

O entretenimento da Qsuite é um show à parte. O monitor individual é gigante e tem uma definição tão boa, que impressiona. É o melhor e o maior que eu já vi, sem dúvida! Ele oferece quase 3.000 opções de filmes, séries, documentários, jogos e música. É difícil ficar entediado…

O menu tem opções especiais para crianças, e até o Alcorão, inclusive com indicação da posição de Meca e orientações para que os passageiros muçulmanos possam fazer as suas orações nos horários corretos.

Muitos filmes tem legenda ou áudio em português e em outros idiomas. Mas não são todos! Há uma quantidade bem razoável de filmes recentes e de séries famosas entre o conteúdo disponibilizado. Bem acima da média! No tempo que sobrou de viagem, acabei assistindo ao filme Venom. Só faltou a pipoca…

O controle do sistema de entretenimento da Qsuite é um tablet que permite que você assista a programação nele ou fique, por exemplo, vendo o mapa de voo no tablet e assistindo a um filme no monitor. É excelente e funciona super bem!

Os fones de ouvido possuem cancelamento de ruídos e são de excelente qualidade.

Diferentemente do Airbus A380 ou A350 da Qatar, o Boeing 777 não tem as câmeras externas, que permitem acompanhar todas as etapas de voo. Uma pena!

Internet Wi-fi

A aeronave também possui internet Wi-fi de alta velocidade, que eles chamam de Super Wi-fi. No meu voo entre São Paulo e Doha eles ofereceram 1 hora de cortesia por dispositivo e cobraram 10 dólares pela utilização durante todo o voo.

Eu acabei utilizando o pacote gratuito no celular e, depois, no meu notebook, totalizando 2 horas de internet gratuita. Foi o suficiente, já que eu dormi uma boa parte da viagem. Achei a velocidade boa! Mas há um limite de dados, então, pelo menos com o pacote gratuito, não é uma boa ideia baixar vídeos grandes.

A Qatar também tem uma revista e bordo e outra para apresentar os itens disponíveis no Duty Free.

Serviço de Bordo

A serviço da classe executiva da Qatar tem um diferencial importante: o cliente escolhe quando quer comer e o que quer comer, entre as opções disponíveis, sem precisar seguir horários fixos para as refeições. É o “dine on demand“! Eu nunca tinha experimentado esse tipo de serviço e posso dizer que me agradou bastante. A gente fica com muito mais liberdade para fazer as refeições quando for mais conveniente, ou quando der fome.

Na Qsuite, a comida é servida numa nova porcelana e em novos talheres personalizados. Tudo de muito bom gosto!

Menu

Vejam as principais opções oferecidas nesse voo. Detalhe, o menu estava disponível somente em inglês:

Além dos pratos do menu, a Qatar disponibiliza nos voos da Qsuite snack platters com pequenas porções para comer sozinho ou compartilhar. Nesse voo tinha salmão defumado com cream cheese, enroladinho de cenoura com pepino e aspargos, frango piri piri, camarões empanados, batata falael e torta de limão. O comum é pedir todas juntas, mas acabei optando por pedir apenas duas das opções separadas.

Para beber, além do Champanhe Lallier, tinha alguns vinhos como Château Batailley – Pauillac, Miolo Cuveé Giuseppe Merlot Cabernet Sauvignon, além de uísque Jack Daniel’s, Campari, Bailey, Bacardi, entre outras opções. Um diferencial é uma infinidade de coquetéis que são oferecidos no voo, bem legal!

Jantar

Jantei logo após a decolagem. Estava morto, com muito sono, mas também com fome. E preocupado de conseguir fazer as fotos da maior parte possível dos pratos oferecidos. Pelo horário, não era mais um jantar… Mas, vamos chamar assim!

O serviço começou com mix de castanhas quentes com uma bebida. No meu caso, coca zero (não me julguem, eram 5:40 da manhã e eu ainda não tinha dormido!)

De entrada tivemos camarão e uma sopa de palmito. A sopa estava deliciosa e quentinha. O camarão estava perfeito, com molho bechamel.

Na sequência, pães e o frango piri piri. Detalhe para a decoração da mesa montada pela comissária e para a louça e talheres personalizados. Vem até uma velinha eletrônica numa luminária bem estilosa! Impecável, bem como a apresentação do prato. Estava bem gostoso, apesar do frango servido frio estar um pouco seco. Ficaria perfeito com algum molhinho.

O outro prato que pedimos como entrada foi com pão árabe e pastas de grão de bico, abacate e tomates com mussarela de búfala. Só aqui me dei conta que tínhamos pedido muita comida, pois ainda viria o prato principal… Mas, já que veio, não vamos fazer desfeita, não é? Para acompanhar, acabei bebendo mais uma taça do delicioso Champanhe Lallier.

Como prato principal, pedimos o peixe brasileiro e a polenta. O peixe era badejo com farofa, ervilhas, abobrinha e molho de moqueca. Estava delicioso e chegou bem quente. Não podemos dizer o mesmo da polenta, que veio mal aquecida e sem sal e muito gosto. Veio acompanhada de cogumelos, brócolis e molho vermelho. Apesar do cardápio apresentar o prato como “Garlic parmesan polenta”, não senti nem vestígios do parmesão, nem do alho… A apresentação também ficou devendo!

A boa notícia do serviço da Qatar é que se você não gostar de alguma coisa, pode pedir outro prato. Isso faz muita diferença. Mas eu acabei não pedindo nada. Eu já tinha comido demais e estava há mais de 24 horas sem dormir. Não queria ficar mais empanturrado do que estava. Portanto, nada de novo prato e nada de sobremesa. Ainda assim, eles trazem um chocolate Godiva sem a gente pedir depois de cada serviço, junto com uma toalhinha umedecida, que podemos optar pela quente ou pela fria.

Quase dez horas de sono depois… zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz zzz

Café da manhã

Acordei renovado depois de dormir bastante na maravilhosa poltrona cama da Qsuite. E com fome! Foi só chamar a comissária, pedir os pratos que, 15 minutos depois, começaram a servir.

O primeiro prato foi com queijos e fatias de peito de frango e de carne bovina. Para acompanhar, pães com manteiga, geléia, mel e suco de laranja. Esse prato é servido frio, e estava muito bom! Os pães estavam quentinhos. Teve também café expresso.

Também pedimos a carne seca com purê de abóbora, que vem com uma mini salada. Estava bom. E o fresh finger sandwiches, com mascarpone, biscoitos amanteigados e um bolinho quente. O sanduíche estava apenas ok, meio ressecado, mas deu para comer. Por fim, um waffle com aquela calda de milho, morangos e chantilly, que estava muiiiiiiito bom.

Pratos do voo de volta, entre Doha e Guarulhos

No voo de volta, os pratos estavam excepcionais. Talvez eu tenha acertado mais a mão nos pedidos. Compartilho aqui as imagens. Na ordem, snacks, omelete de café da manhã, filé mignon e peixe.

Veja também a sopa, entrada árabe, camarões e bolo de chocolate de sobremesa, todos no voo de retorno entre Doha e São Paulo.

Amenidades

Já falamos bastante do que a Qatar disponibiza nesse voo, mas dentre as amenidades, cabe destacar que os passageiros recebem dois travesseiros, um maior e mais alto, cuja fronha eles colocam na hora que você vai dormir, e outro mais simples, parecido com aqueles que as companhias aéreas entregam nos voos para a classe econômica. O edredom é bem grande e macio!

Em parceria com a The White Company, a Qatar oferece na Qsuite pijamas exclusivos de algodão, bem confortáveis, e novos kits de amenidades e higiene com produtos Bric’s e Castello Monte Vibiano Vecchio, da Itália.

Notem também o espelho do banheiro, que tem uma iluminação diferenciada.

Foi a primeira vez que eu utilizei pijama num voo. Tudo bem que eu só havia viajado duas outras vezes em companhias aéreas que ofereciam pijamas, mas confesso fico preguiça de ter que ir trocar e depois colocar novamente as roupas, especialmente se o voo não for muito longo. No entanto, 15 horas de voo são mais do que suficientes para dormir, comer, ver um filme e colocar o pijama…

Nécessaire

A nécessaire da Qatar é da indiana Nappa Dori. São dois modelos usados nos voos mais longos. A com detalhes em marrom foi a distribuída no voo entre São Paulo e Doha. Dentro, produtos da Castello Monte Vibiano Vecchio como creme hidratante, mist para hidratação facial e protetor labial, além de protetor para os olhos, ouvidos, meia, pente, escova e pasta de dente.

Eu achei ok, porém um pouco simples se comparado ao conceito da Qsuite e ao que a própria empresa oferecia no passado. Talvez a Qatar tenha pensado que já está dando quase tudo no voo e que não precisava caprichar na nécessaire, mas acaba que é a lembrança que a gente leva do voo. Acho que poderia ser uma bolsa mais bonita, com um acabamento melhor. Mas valeu!

No final, acabamos acumulando várias delas e muitos pijamas, contando os outros voos que fizemos com a Qatar nessa viagem!

Comissários e equipe de solo

As equipes de solo da Qatar em Guarulhos, e no desembarque e na sala VIP em Doha foram muito profissionais e prestativas. As comissárias do voo, em especial, foram super gentis, pacientes e atenciosas. Realmente exemplar!

Fiz outros voos com a Qatar ao longo da viagem, todos bem legais, mas a equipe do primeiro voo de São Paulo para o Qatar se destacou positivamente. Estão de parabéns!

O voo foi bem calmo, com pouca turbulência leve ao longo da viagem, mas nada que assustasse os passageiros. O executiva estava bem cheia, apenas 4 suítes estavam vazias.

Programa de Fidelidade

O programa de fidelidade da Qatar Airways é o Privilege Club. Para nós, brasileiros, a grande vantagem é que a empresa é parceira tanto da Smiles, quanto da Multiplus, com acúmulo de pontos e resgate de passagens (na Multiplus está complicado emitir bilhetes na Qatar, por problemas do novo sistema da Latam). Além disso, é membro da Oneworld, tendo também parceria com os programas da American Airlines, British e Ibéria, entre outros.

Se for pontuar voos da Qatar na Smiles, verifique a tabela de acúmulo. Na Multiplus/Latam Fidelidade há outra tabela de acúmulo.

Sem milhas, provavelmente eu nunca conseguiria voar na Qsuite. Por isso, fiquei bem feliz de conseguir fazer essas viagens!

Conclusão

Pousamos no Qatar bem próximo do horário previsto. Foi um voo tranquilo. E a QSuite e seus mimos ajudaram muito o tempo a passar mais rápido.

Se existe alguma classe executiva melhor do que a QSuite da Qatar, eu desconheço! A suíte, a poltrona, a configuração ajustável, a enorme tela de entretenimento e o serviço de bordo de alto padrão, sob demanda, a qualquer hora, realmente fazem a diferença, surpreendendo mesmo os viajantes mais exigentes. Eu realmente adorei viajar com a Qatar na QSuite e espero poder fazer isso novamente (haja milhas!).

Como estava em conexão e não queria sair do aeroporto, acabei nem passando pela imigração. Mas é bom lembrar que brasileiros não precisam mais de visto para entrar no Qatar. A entrada é gratuita, válida por 30 dias, permitindo múltiplas entradas.

O aeroporto de Doha é muito bom! Definitivamente um dos melhores do mundo. Moderno, bonito e bem confortável. Fica devendo apenas na qualidade da internet gratuita, bastante lenta, quando se consegue conexão. Melhor que ele, só a sala VIP da Qatar, um verdadeiro oásis!

Sala VIP em Doha

Eu aguardei a minha conexão na sala VIP Al Mourjan, uma da quatro que a empresa utiliza em Doha. Tem outra sala para passageiros da Qatar ou com status na aliança Oneworld, uma no desembarque e outra exclusivo para quem voa em primeira classe.

O lounge é sensacional! Enorme mesmo! Possui dois restaurantes, um com garçons, que serve sanduíches e lanches, e outro bufê com refeição quente, como arroz, frango, salmão e alguns pratos árabes e/ou veganos (que fica no segundo andar). Além disso, possui espaço para quem deseja dormir, dezenas de duchas para banho, e muitos espaços para quem quer trabalhar, descansar ou conversar. Sem dúvida, uma das melhores salas VIP do mundo!

Acho que deu para perceber que eu fiquei feliz demais de voar na Qsuite na Qatar! E já estou juntando milhas pensando numa próxima viagem…

Nas próximas semanas teremos a avaliação da executiva do A380 da Qatar, que não tem a Qsuite mas conta com um bar incrível,  do Airbus A320, que mesmo sendo uma aeronave pequena possui poltrona cama e, por fim, da Qsuite no Airbus A350-1000!

Ah, no voo de retorno ainda consegui dar uma espiada  na cabine do Boeing 777 da Qatar, e registrar uma foto, logo ao embarcar em Doha.

E você, já viajou na Qsuite? Como foi sua experiência? Parecida ou diferente da minha? Ficou com alguma dúvida? Comente e participe!

Nota final

Qatar Airways

São Paulo - Doha

Voo QR 774

9,6
Embarque 9,5
Assento 9,5
Entretenimento 10
Amenidades 9,5
Equipe 10
Fidelidade 9,5