logo Melhores Destinos

Como é voar na Etihad Airways

Denis Carvalho
Denis Carvalho
07/01/2014 às 9:39

Como é voar na Etihad Airways

O ano de 2013 marcou a chegada ao Brasil da Etihad Airways, uma das companhias aéreas mais luxuosas do mundo e a melhor colocada no Guia MD de Companhias Aéreas no ano passado. Ela divide com a Emirates o título de companhia de bandeira dos Emirados Árabes Unidos e pertence ao governo daquele país. Criada em 2003, a Etihad teve uma expansão rápida e hoje voa para 96 destinos com frota de 86 aviões. Esse processo de crescimento está apenas no início, já que ela tem pedidos para mais 200 novas aeronaves. Nosso leitor Aureliano Lopes testou os voos da companhia de São Paulo a Abu Dhabi e escreveu esta avaliação excelente para o Melhores Destinos. Acompanhe e veja como é voar com a Etihad! 

Avaliacao-etihad

Há alguns meses descobri aqui no Melhores Destinos a companhia aérea Etihad (que não conhecia) e li informações sobre seus voos partindo de São Paulo-GRU. Procurando passagens para Bangkok no final de outubro, vi que a Etihad era a que oferecia o melhor preço. Comprei a passagem com certa antecedência, no fim de junho, diretamente no site da Etihad, o qual tem uma versão em português e foi bastante simples para esta compra.

Fui na classe econômica, chamada Coral Class, e mesmo nesta no momento da compra podíamos escolher entre várias opções de alimentação de acordo com possíveis restrições alimentares do passageiro. Pouco antes da viagem, fiquei com dúvida se precisava de visto ou não para a Tailândia, mandei mensagem em português pelo site e dias depois recebi uma ligação também em português solucionando minha dúvida

A6-EHK_(7065092051)

Check-in e embarque

No dia do voo, 23/10/2013, cheguei por volta das 14 horas ao aeroporto de Guarulhos e fui informado por um funcionário do próprio aeroporto que a Etihad costumava abrir o guichê lá pelas 15h30. Próximo a este horário, os funcionários começaram a chegar e acredito que o check-in foi aberto às 16h30. Meu voo para Bangkok sairia às 19h20 com conexão em Abu Dhabi, sede da Etihad e hub desta companhia para seus voos na Ásia (não sei se seus outros destinos fora da Ásia também passam por Abu Dhabi).

O check-in foi simples e logo fui para a sala de embarque. Embarcamos em um ônibus para pegar o avião na pista e tudo transcorreu normalmente. O avião era um AIRBUS INDUSTRIE A345 JET com distribuição de poltronas na classe econômica no formato 2-4-2. Passamos pela classe executiva e esta parecia bem confortável e com poltronas distribuídas de forma a garantir um pouco de privacidade a qualquer passageiro (há um vídeo no site da Etihad apresentando as classes).

001_Avi_o 1

Serviço

As comissárias nos receberam de forma muito simpática na entrada da aeronave e, caso necessário, era possível se comunicar com elas em diversas línguas, pois havia uma diversidade de línguas que ao menos uma delas falava (como árabe, português, chinês). Além do inglês, língua que todas dominavam muito bem. O voo estava cheio, mas não lotado. Sentei em uma poltrona na janela ao fundo do avião, deste grupo de apenas duas poltronas, e tive a sorte de não ter ninguém ao meu lado durante o voo de 14 horas até Abu Dhabi.

001_Poltrona voo 1

 

 

 

 

Na poltrona encontramos um cobertor, um bom fone de ouvido (que devolvemos ao final do voo) e uma nécessaire com escova e pasta de dentes, tapa olhos, tapa ouvido e meia.

004_Kit

A poltrona era confortável, com espaço razoável (tenho 1.82 de altura), TV individual com um controle remoto anexado ao braço da poltrona e tomadas embaixo do banco (com opção para diversos tipos de entrada de eletrônicos).

019_Tomadas

Entretenimento

O controle da TV tinha os botões de um lado e do outro era um telefone para comunicação com as comissárias (o que não utilizei e, portanto, não sei realmente como funciona). A tela da TV também era sensível ao toque, caso não quiséssemos usar o controle. Antes da partida ainda recebemos o cardápio, com versão em árabe, português e inglês. 

003_Cardápio

A programação da TV oferecia uma diversidade grande de tipos de filme e nacionalidades (pouquíssimos dublados em português e nenhuma legenda em português), seriados, alguns jogos infantis, notícias, músicas (de diversos países e havia três cds brasileiros – Elis Regina, Gilberto Gil e Tom Zé), mapas e informações do voo e a imagem de duas câmeras externas, uma localizada embaixo e outra na parte posterior da aeronave.

016_Entretenimento

Refeições

O voo saiu na hora programada e logo ofereceram água e uns biscoitinhos salgados. Não demorou muito para iniciarem o serviço de bordo completo, mas antes disso uma comissária passou distribuindo toalhinhas quentes para as mãos.

006_Bolachinhas

Tínhamos duas opções de prato principal: frango, cordeiro ou uma massa vegetariana. Comi o frango à caipira com rúcula sauté e polenta cremosa e estava uma delícia.

008_Jantar voo 1

Era informado no cardápio que toda comida tinha sido preparada de acordo com as leis islâmicas. O jantar podia ser acompanhado por sucos, refrigerantes, água ou bebidas alcoólicas. A comida era muito gostosa e em boa quantidade. Logo após o jantar ofereceram água, café e chá. Tomei uma espécie de chá preto, não sei exatamente.

012_Chá

Um pouco mais à noite ofereceram um sanduíche vegetariano e uma pipoca doce bem gostosa, além de água. Estes itens também ficaram disponíveis durante todo o voo em uma bancada próxima ao banheiro, no fundo da aeronave.

013_Lanche noturno

Todas as janelas da aeronave estavam fechadas e a iluminação era suave no teto e muito bonita, pois ia mudando lentamente de cor ao longo dos minutos. Achei um efeito bastante aconchegante e quase de ninar.

016_Iluminaç_o noturna

Como o voo era longo e noturno, dormi a maior parte da noite, assim como praticamente todos os passageiros. Logo no amanhecer (considerando a duração do voo, não se era dia ou noite do lado de fora) passaram servindo água e um bolinho de chocolate, também bastante gostoso.

014_Lanche manh_

Na sequência, distribuíram novamente as toalhinhas quentes e o café da manhã, que na verdade era algo como um almoço. Confesso ter ficado um pouco perdido com o horário durante o voo, pois mudamos de fuso e com as janelas fechadas não sabia distinguir se era dia ou noite. Novamente a comida era muito saborosa. Comi frango com creme e arroz e havia uma deliciosa salada agridoce como entrada.

018_café da manh_

Conexão

Chegamos no horário previsto ao aeroporto de Abu Dhabi, o qual é bastante bonito e com uma grande área de free shop. Diversas marcas famosas possuem lojas lá, como Armani, Burberry, Rolex, etc.

030_Aeroporto Abu Dhabi

Como não tenho costume de comprar nada destas marcas, não sei se os preços eram realmente bons ou não. Destaco ainda que havia um catálogo de free shop à bordo; você podia escolher algo durante o próprio voo, pagar e retirar o produto ali mesmo.

027_Aeroporto Abu Dhabi

O aeroporto de Abu Dhabi é dominado pela Etihad e fiquei esperando minha conexão para Bangkok por 5 horas. Não vi muitos brasileiros neste voo, pelo que vi a maioria das pessoas que saiu de São Paulo estava indo para o Japão. Havia muitos turistas neste aeroporto.

029_Aeroporto Abu Dhabi

Segundo voo

Embarcamos no horário previsto para Bangkok, porém o voo teve um atraso de pouco mais de uma hora. O voo foi lotado, um Boeing 777-300ER JET com sistema de poltronas na Coral Class de 3-4-3. O embarque começou na hora, mas foi muito longo. Estava um pouco cansado neste voo e acabei dormindo antes mesmo de sair de Abu Dhabi.

024_Aeroporto Abu Dhabi

A poltrona não era tão confortável como a do voo anterior, mas era boa e todas tinham TV individual, agora com o controle remoto situado abaixo do visor e uma tomada universal logo ao lado deste.

031_Poltrona voo 2

Acordei para comer antes da chegada à Bangkok e o serviço foi parecido, com entrada, prato principal e as mesmas opções de bebida. Além de chá e café. O cardápio deste segundo voo era apenas em árabe e inglês e nenhuma comissária falava português.

032_Poltrona voo 2Voltei de Bangkok no dia 10/11/13, em um voo que saia da Tailândia às 2h30 da manhã e chegava em São Paulo às 17h30 do mesmo dia, por conta da mudança contrária do fuso e ficarmos em conexão por apenas duas horas em Abu Dhabi. Não tenho fotos ou registros deste voo, pois estava exausto e não me preocupei com isto, mas o serviço de bordo foi praticamente o mesmo. Vale dizer novamente que as comissárias foram muito simpáticas e atenciosas.

Conclusão

Foi meu primeiro voo longo, o mais longe que tinha ido antes tinha sido o México e não tenho muito parâmetro de comparação para este tipo de voo, mas no geral dou nota 10 para a Etihad. Todo o processo de compra de passagem, embarque e conexão foi muito fácil e muito bem conduzido pelos funcionários. O avião é confortável, oferece uma boa opção de entretenimento e farta e boa comida. Todos os funcionários foram nota 10 e certamente procurarei um voo da Etihad em próximas viagens para a Ásia ou outras localidades.

Agradecemos ao Aureliano pelo excelente relato, que certamente será importante para outros leitores que pretendem voar com Etihad ou tinham curiosidade de saber mais sobre a empresa. E você? Já viajou com companhia? Deixe sua impressão nos comentários abaixo! Se fez ou vai fazer uma viagem com alguma empresa aérea que ainda não foi avaliada aqui no Melhores Destinos ficaremos felizes em publicar sua avaliação: entre em contato com a gente pelo e-maildicas@melhoresdestinos.com.br Você  pode conferir todas as avaliações publicadas neste post e no Guia de Companhias Aéreas.

73 Comentários

  • Helton Pena says:

    Aureliano… muito bom o seu relato. Poderia, por favor, me esclarecer uma questão? Na sua conexão de 5 horas para Tailândia foi necessário solicitar visto para os Emirados Árabes? Valeu. Abraços,

    Helton

    • fred k. chagas says:

      ótima questão. Vamos esperar pela resposta do Aureliano.

      • É necessário sim. Não sei quanto à Etihad, mas a Emirates ajuda neste processo.

        • Helton Pena says:

          Daniel… vc voou para lá? O Ivan Carlo voou, ficou 12 horas em ABu Dhabi e não precisou de visto.

          Abraços,

          Helton

          • Alexandre Miranda says:

            Quando você faz a conecxão mas não sai do aeroporto, não é necessário

          • Antonio Seixas says:

            Pessoal, comprei um voo da Etihad para a Austrália agora em janeiro. Entrei em contato com a companhia e eles me disseram que, se a conexão for de menos de 8 horas e você não quiser sair do aeroporto, o visto não é necessário. Caso contrário, terá de solicitá-lo diretamente com a companhia ou com o hotel que eventualmente vá se hospedar, pois eles serão os "responsáveis" por você nos Emirados… Depois de minha viagem confirmo a informação hahaha.

    • Fiquei mais de 12 horas em Abu Dhabi por conta de um atraso de 10 horas na minha conexão. Não há necessidade de visto. Pelo menos se vc permanecer no aeroporto.

    • André says:

      Como o pessoal explicou. Se não sair do aeroporto, não precisa de visto. O aeroporto de ABu Dhabi é fantastico, tem muitas lojas, salas vips por aluguel para quem está de econômica, a preços bem acessiveis.

      Na área de embarque, tem bancos mais longos que reclinam onde vc pode ficar quase deitado, chuveiros de graça, e uma área paga com camas.

      • Mateus says:

        André, viajarei de Etihad em fevereiro para o Cairo. Terei duas longas conexões (aproximadamente 12 horas) e gostaria de saber qual o melhor terminal para se ficar, o 1 ou 3? E outra coisa, tu lembras se haviam hoteis com preços acessíveis para passar a noite (sem sair da área de conexão)?

        Obrigado!

    • José says:

      É preciso o visto apenas se for sair do aeroporto, que possui um hotel para esperas mais longas. Parece que em esperas maiores de 8 horas eles dão a empresa dá o quarto de graça, mas tem que solicitar ao comprar a passagem. Há também as salas VIP das companhias com comida e banho. Com uma leve insistência no balcão da companhia eles liberam para o período de espera…

    • Tatiane Manoel says:

      Olá Sr. Helton… eu acabei de voltar de uma viagem da China com a Etihada e fiz também a conexão em Abu Dhabi, agora para trânsito de 72 horas sem saída do aeroporto não foi necessário o visto. Espero que tenha ajudado. Obrigada!

    • João says:

      Fiz essa viagem em maio 2013 saindo de SP rumo a Bangkok e não foi necessário visto pois estava em trânsito e meu destino final era Tailândia .Espero que auxilie ,ok ?

    • Aureliano says:

      Não é necessário visto para a conexão. Em cima da hora da minha viagem um amigo me disse que achava que precisava, então corri para o site da Etihad, mandei uma mensagem e no dia seguinte me ligaram no celular para esclarecer que não precisava (atendimento em português mesmo!!!).
      Poucos dias antes da minha volta recebi um email dizendo que poderia ficar até 96 horas em Abu Dhabi sem custo algum na passagem. Neste caso, também teria direito a um visto de 96h e este seria pedido no próprio aeroporto; eles facilitam tudo para os passageiros neste caso, como por exemplo, oferecendo uma série de hospedagens com desconto.

      • egon says:

        olá aureliano, tens certeza que não precisa de visto para quem vai fazer escala, vou em dezembro pra tailandia e estou preocupado já que vou fazer escala em abu dabhi e já reservei hotel. vejo noticias e boatos por ai que precisa fazer antes. o que me diz brother.

      • Ivan Fiuza says:

        Aureliano, vc precisou passar por imigração durante as horas de trânsito em Abu Dhabi? Sua bagagem foi direto pra Bangkok?

  • Danilo Buss says:

    Ahhh! E detalhe para a frase: "Tínhamos duas opções de prato principal: frango, cordeiro ou uma massa vegetariana". Só isso para dar uma corrigida. Valeu!

  • FIlipe says:

    Aureliano, a titulo de curiosidade, qual valor você pagou nas passagens? Tailândia está nos meus planos este ano e toda informação será bem-vinda!

    Abs!

  • Marcia says:

    Parabéns pelo relato, muito bom.

  • Álvaro says:

    Muito bom!

  • FelipeFCL says:

    Show!!! Ano que vem irei para Tailandia.

    OFF: Rio x Buenos Aires por R$712 pela Aerolineas (desembarcando em EZE) para o feriado de 1º de Maio.

  • Fabio says:

    Só o visual do A340 já vale. O avião mais bonito que existe.

    Agora esse chá da marca Dilmah deve dar uma indigestão….

  • Bruno says:

    MUITO BOM!
    Parabéns pelo relato!!!!
    Tenho amigos que já usaram esta empresa e, de fato, todos falam muto bem dos serviços de bordo.

  • André Nagot says:

    Super recomendado! Fiz essa mesma viagem em Novembro São Paulo – Bangkok e a companhia não deixou nada a desejar!

  • Lucas says:

    Que moral. O cara tomou o chá da presidenta! 🙂

  • Silvia says:

    Voei em outubro pela Etihad. Exatamente como descrito até Abu Dhabi.
    O problema é que meu voo seguia até Kuala Lumpur e a companhia aérea parceira é a Virgin, que é bem fraquinha.
    Uma dica para quem tem conexão de mais de 6 horas em Abu Dhabi é pedir um voucher do lounge. É ótimo, com comida e beibida de excelente qualidade e free. Além de um banheiro tipo de hotel, com amenidades, toalhas limpas e limpeza após cada uso.

  • Titobosco says:

    Muito bom! Agora será que num voo tao longo assim nao fica tediosa a viagem nao? Pegou alguma grande turbulência na travessia? Um A340 é de grande porte e segura o tranco nas nuvens.

    • MTorres says:

      Tedioso? Sim! Tem outro jeito de chegar tão longe? Não! Então todo mundo vai feliz! =)

      Sobre turbulências, normalmente tem. O Tamanho do avião ajuda sim, mas nunca anula.

  • André says:

    O vôo entre Abu Dhabi e Tokyo, tem comissárias que falam português. Ajuda muito.

    Com certeza a Ethihad é uma das melhores do mundo.

  • UilhermeG says:

    Vou te dizer que eu não tomaria esse chá que chama Dilmah de jeito nenhum!

  • paulo says:

    veja frase : ¨A poltrona não era tão confortável como a do voo anterior¨ , esse esquema de assentos dos novos 777-300 de 3x4x3 com poltronas com largura de 17 polegadas é o mais desconfortável que exite. o airbus oferece 18 polegadas de largura e os 777 somente 17 parece pouco mas basta voar para perceber a sensação de mais aperto ainda . A airbus está em campanha mundial que não faz poltronas com menos de 18 polegadas de largura . Na hora de escolher o voo vale a pena prestar a atencao neste detalhe .

  • Guilherme says:

    Você disse que não sabia se lá fora era dia ou noite, não quis abrir as janelas ou não te deixaram abrir ?
    Não quis dar nem uma espiada ?

  • Leandro says:

    Senhoras e senhores..
    Postei aqui no fim de 2013 uma breve avaliação sobre a Etihad. Por sinal, o relato do colega Aureliano está de acordo com o que também experimentei. Na ocasião, fui para Nagoia/Japão, com conexão em Abu Dhabi e escala em Pequim. Em Abu Dhabi, a conexão era de 2 horas e mais. Em Pequim, após o desembarque daqueles que ficarão na capital chinesa, um pelotão de limpeza entra na aeronave e dá uma geral em todo o avião. Tudo não passa de 30 a 40 minutos e você não precisa sair do seu assento. Eu saí, claro, pra esticar as pernas e bater papo com as comissárias e demais passageiros, além de bisbilhotar os demais espaços do avião. Tirando o trecho Brasília-São Paulo, que fiz pela TAM, o voo leva 14 horas entre São Paulo-Abu Dhabi, 7 horas entre Abu Dhabi-Pequim, e 2:30h entre Pequim-Nagoia. Fiz essa viagem em julho de 2013 e fiquei 2 semanas no Japão!
    Tanto na ida quanto na volta, uma experiência incrível. O preço total da viagem, comprada com antecedência de 3 meses, foi de R$5.300.
    Em relação ao visto, só precisa se for sair do aeroporto. E a sugestão do lounge é mesmo válida.. tem tudo para entreter o passageiro caso não queira passear e gastar pelo aeroporto, com diversas lojas de todos os estilos.
    Essa Etihad mal chegou e já conquistas vários fãs. Com certeza, sou um deles..

  • Debora Pamplona says:

    Ler esse relato foi como ouvir meus pensamentos! Muito fiel e descreve exatamente o que me chamou a atenção nessa empresa. 10 para a Etihad e 10 para o texto!

  • Tomaz Gomide says:

    Não entendo quando Melhores Destinos classifica as melhores companhias aéreas do mundo. Viajo muito, leio muito sobre viágens e sempre vi a Singapore Airlines como a número 1 nos últimos 10 anos. Moro em Nova York há 40 anos. Seria possível que o Brasil adora uma classificação diferente? Sei que a Emirates está em segundo lugar. Mas não encontrei nemhuma companhia que ultrapassasse a Singapore Airlines. Procure ver na revista Conde Nasté nos últimos anos.

    “By the way” gosto muito de Melhores Destinos. Pena que eu não more no Brasil.

    Felicidades

    Tomaz

  • claudia derviche says:

    Excelente reportagem. Já viajei pela Emirates e adorei. Esta também parece ser maravilhosa!!! Quero experimentar,,,,

  • Eu peguei o primeiro vôo da Etihad no Brasil, com conexão para Beijing.
    Gostei tanto que agora em abril vou, novamente via Etihad, para Mumbai.

  • Wagner Briro says:

    Fiquei intrigado com a questão das janelas. Não era permitido abrir? Ou, por medo de olhar o mar de cima ou outro motivo qualquer, não quis abri-las?

    • Por causa do fuso. Eles criam no avião um ambiente parecido com o horário do do destino usando a iluminação artificial, então se é noite, mesmo com um sol brutal lá fora eles fecham todas janelas e aplicam luzes que lembram ceu azul no teto para lembrar a noite. Isso ajuda muito com o Jetlag. Eu como sinto pouco, com a ajuda deste artifício passo quase ileso.

  • Wagner Brito says:

    Ahhh… Falando em configuração das poltronas nos widebodies A330/A340 e Boeing 777, é sem sombra de dúvida melhor, na minha opinião, se a viagem for em um avião da fabricante francesa, uma vez que, se você estiver sentado na janela e der vontade de ir ao banheiro durante o vôo, você incomodará "apenas" um colega no lugar de dois nos jatos da Boeing.

  • Camilinha says:

    Pessoal do MD, como parece que o Aureliano comentou e sumiu, deixo as seguintes perguntas para quem puder me ajudar:

    – qual a faixa de preço normal da Ethiad nos vôos para a Ásia (sem promoções, com a antecedência sugerida de dois meses, e sem as aloprações da alta estação)?

    – ela tem parceria com empresas nacionais para eu poder sair do Nordeste ou do Sul no mesmo bilhete ou eu vou precisar me virar para chegar em SP?

  • Giovanni says:

    Muito bom o relato. Serviços exatamente iguais ao do meu voo, mas no meu caso, como a maioria dos brasileiros, também estava rumando a Tóquio, HAAHA'. A Etihad é 10, a única coisa que pecam é na pouca quantidade de filmes em português, mas é um fato compreensível tendo em vista o pouco tempo em que operam aqui no Brasil

  • Rejane says:

    Aureliano, vou fazer esse voo para Bangkok também, em maio. O seu voo que atrasou estava previsto para chegar em Bangok às 7h05min? Quanto tempo demora desde o pouso em bangkok até se conseguir pegar as malas? Pergunto porque ia chegar às 7h05mim em Bangok e pegar um voo a Siem Riep às 10h25min, mas não sei se dá tempo caso atrase o voo ou esse processo de passar pelo controle imigratório seja demorado.

  • Rejane says:

    Se alguém mais puder me ajudar com a dúvida acima, eu agradeço.

  • Schnaider says:

    Pergunta qnto ao lounge, minha conexao é de 14hs, solicito o voucher no momento do check-in? Liguei na Etihad agora p perguntar e disseram que como eu sou passageira da economica teria que pagar pelo acesso ao lounge. Quem conseguiu esse acesso voando classe economica? Como foi o procedimento?
    Obrigada!

  • Paulo Bernardes says:

    Etihad DESAPONTANDO. Comprei passagem em Dez/13 na promoção divulgada no MD, para Mumbai viajando agora em Março, via Abu Dhabi.
    Minha conexão seria de 4 horas, porém recebo hoje um email do submarino informando que a Etihad alterou meu vôo e terei de ficar 37 horas em Abu Dhabi, às minhas custas. Já tinha reservado hotel e voo Mumbai- Delhi. Sacanagem…estou decepcionadíssimo, maior dor de cabeça me criaram. Informaram que podem devolver o valor da passagem e estão cobertos pela ANAC e agencia Internacional.
    Fica meu relato sobre a Etihad sem ainda ter voado.

  • Isa says:

    Ótimo relato! já voei 2 vezes com a Emirates para Dubai saindo de SP e agora que vou novamente aos EAU pretendo experimentar o serviço da Etihad. Como a Emirates é excelente estou em dúvida mas o depoimento do Aurélio me encorajou.

  • Suzana Silva says:

    Olá !
    Em agosto vou para o Sri Lanka com a Etihad ! Será minha primeira viagem ao exterior ! meu inglês como da maioria dos brasileiro é muito fraco, bem joelsantanez ! rs
    Mas já me acalmei aqui vendo que tem funcionarios que falam português !
    Gostaria de saber se do momento da minha entrada no aeroporto até chegar no Terminal de conexão , caso eu precise tem funcionarios que falam português lá em dentro do aeroporto tbm ?
    Enfim tenho que me preocupar em ficar perdida lá dentro daquela cidade em forma de aeroporto gente!? rs

  • alice says:

    Olá!
    Gostaria de agradecer pelo texto, estou indo para a Coréia do Sul, agora em novembro e vou pela Etihad, estou louca para conhecer o aeroporto de Abu Dhabi, parece ser muito bonito! Que bom que sua experiência foi boa, espero que minha experiência também seja! Mas gostaria de saber como foi o vôo em si, se teve muita turbulência, pois morro de medo de avião e ainda estarei indo sozinha!
    Muito obrigada pelo texto! 😀

  • Daniele says:

    Escala de 1:30 minutos em Abu Dhabi para India é suficiente?

    • Alexandre Filipe da Silva says:

      Sim, viajei para Hyderabad – India e voltei faz 1 semana e foi mais do que suficiente. Totalmente recomendo a Etihad. Principalmente quando usam os AirBus 2-4-2. Conforto fenomenal.

  • Alexandre Marinesi says:

    Caros, infelizmente a minha viagem pela ETIHAD foi bem diferente e tão complicada que escrevi esse blog para evitar que outros passem pelo que passei:

    https://passagemetihad.wordpress.com/2015/01/30/passagem-etihad-nao-voe-nessa-empresa-aerea-a-nao-ser-que-queira-ser-enganado-e-sofrer-leia/

    Recomendo fortemente a leitura para quem pretende usar a Etihad. Tirem suas conclusões.
    Alexandre M.

  • Dante says:

    Minha Experiência com a Etihad tem sido terrível. Há erros de texto no site me portugues, que diferem das regras do site em ingles. Tomem muito cuidado para não se frustrarem!

  • Junior Castro says:

    Oi estou vou fazer um transito em Abul dhabi gostaria saber se quando você desembarcar você se direciona sozinho ou antes você tem q declarar algo e /ou deve comparecer na policia de imigração para esclarecimentos ou coisas parecidas ..ou simplesmente VC só entra e espera seu próximo vôo. Obrigado

  • Sergio Correa says:

    Gostei do seu relato. Irei proximamente para Bangkok fazendo conexão em Abhu Dabi. Tenho um intervalo de apenas duas horas, na ida, para trocar de avião. Estou preocupado se dará tempo.

    • Rodrigo Azevedo says:

      Eu viajei para o Cairo com conexão em Abu Dhabi. Fica tranquilo que você tem tempo suficiente pra fazer a conexão. É só descer do avião e se dirigir ao seu portão de embarque. Não precisa pegar mala nem passar pela imigração. E claro, nem fazer check in novamente pois você já estará na sala de embarque.

  • Ivan Fiuza says:

    Pessoal, durante as horas de trânsito em Abu Dhabi, é preciso passar por imigração? Normalmente a bagagem vai despachada já pro destino final né isso? To indo pra Ho Chi Minh na sexta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *