logo Melhores Destinos

Angkor Wat no Camboja: guia para visitar o maior templo do mundo

Wendell Oliveira
07/11/2020 às 5:30

Angkor Wat no Camboja: guia para visitar o maior templo do mundo

O Angkor Wat é a principal atração turística do Camboja. O complexo religioso é conhecido por ser o maior templo do mundo e seu desenho está presente até mesmo na bandeira do país. Localizado a poucos quilômetros da cidade de Siem Reap, o templo de arquitetura Khmer data do século XII e é um dos tesouros arqueológicos mais importantes do mundo. O Angkor Wat foi declarado Patrimônio Mundial da Humanidade em 1992 e chegou a ser um dos finalistas do concurso das Novas Sete Maravilhas do Mundo.

Confira todas as informações sobre o Angkor Wat: como chegar, quanto custa o ingresso para o Angkor Wat, quantos dias, como se vestir e mais dicas!

Angkor Wat: o maior templo do mundo

Patrimônio da Unesco, o Angkor Wat não é somente uma das maravilhas da arquitetura mundial, mas também o maior complexo religioso do mundo! Com 400 quilômetros quadrados, o parque arqueológico é herança do Império Khmer, civilização que dominou grande parte do Sudeste Asiático entre os séculos IX e XV d.C e deu origem ao povo cambojano.

Angkor Wat, o maior complexo religioso do mundo

Angkor Wat, o maior complexo religioso do mundo

Quanto custa o ingresso para o Angkor Wat

Quem deseja visitar o Angkor Wat deve decidir primeiro a quantidade de dias disponíveis antes de comprar os ingressos. Isso porque existem ingressos para o Angkor Wat com validade de 1, 3 e até 7 dias para explorar o complexo.

Os preços dos ingressos para o Angkor variam de US$ 37 para a visitação de um dia; US$ 62 para 3 dias e US$ 72 para 7 dias. Até o momento não existe um sistema de vendas online, por isso os ingressos devem ser adquiridos na bilheteria principal, o único ponto de venda oficial.

Vá bem cedo. Se possível, compre o ingresso no dia anterior, para não ter que encarar a fila gigantesca de madrugada antes do nascer do sol, um dos horários de pico.

Caso compre o ingresso a partir das 17h, ele também valerá para o dia seguinte. Pode ser uma boa opção para ver o pôr do sol no dia, e o nascer do sol no outro.

Resumindo:

  • Preço: US$ 37 (1 dia); US$ 62 (3 dias) e US$ 72 (7 dias).
  • Onde comprar ingressos para o Angkor Wat: Compre os ingressos na bilheteria principal, único ponto de venda oficial. Não há vendas pelas internet.
  • Horário de funcionamento: de 4h30 às 17h30 (todos os dias)
  • Localização: a cerca de 7 km do centro de Siem Reap, vá de táxi ou tuk tuk.

Quantos dias ficar em Siem Reap para visitar o Angkor Wat?

Siem Reap é a porta de entrada para o Angkor Wat e provavelmente onde seu voo irá chegar. É nesta cidade que está localizado o complexo de templos do Angkor Wat, dispondo de hotéis, restaurantes e uma boa infraestrutura que serve como base para turistas. Nas redondezas de Siem Reap há algumas poucas atrações, como museus e feiras noturnas. Você pode separar um dia para explorar a cidade ou, caso queira otimizar seu tempo, apenas relaxar e curtir a noite após passar o dia no Angkor, que é de fato a principal atração.

Há ingressos de um, três e sete dias para visitar o Angkor Wat. Na nossa opinião, sete dias é demais, recomendável apenas para os apaixonados por arqueologia. Já três dias é o bastante para explorar o complexo de maneira independente, sem se cansar. Passar apenas um dia no Angkor Wat é pouco, mas se você não dispões de tanto tempo, o ideal é contratar um passeio guiado. Guias que falam vários idiomas (inclusive português!) oferecem seus serviços nas entradas dos principais templos do complexo. Os preços são negociáveis.

Outra opção é explorar o Angkor Wat de bicicleta, uma experiência única. Mas mantenha-se hidratado, pois o calor pode ser muito forte ao longo do dia!

Arquitetura Angkor Wat

Por dentro dos templos do complexo de Angkor Wat

História do Angkor Wat

O naturalista francês Henri Mouhot “descobriu” as ruínas do Angkor Wat em meio à densa floresta cambojana, no ano de 1858. Em seu diário de viagem, as anotações narravam uma construção “mais grandiosa do que qualquer uma deixada pela Grécia ou por Roma“. Ele ainda considerava o Angkor Wat como “rival ao Templo de Salomão e projetado por algum antigo Michelangelo”.

Há mais de 100 templos em todo o complexo, que impressionam pela suntuosidade e grau de conservação. No Angkor Wat, a ambição criativa e a devoção espiritual se misturam. Lá tudo é grandioso, a exemplo de um fosso de 190m de largura que o circunda e das cinco belas torres esculpidas, ainda mais bonitas durante o nascer e o pôr do sol.

Pôr do Sol no Angkor Wat, Camboja

Pôr do Sol no Angkor Wat: absolutamente imperdível

As partes internas chamam a atenção, formadas por uma grande quantidade de quartos, galerias, corredores, pátios e escadarias — além das esculturas de deuses e demônios nas paredes. Estima-se que há pelo menos três mil esculturas do tipo.

Já as árvores do Angkor Wat são um destaque à parte. Algumas têm mais de 500 anos e suas raízes continuam a crescer e se emaranhar em meio às estruturas dos templos locais, roubando a cena. Aliás, você achou a paisagem familiar? Então provavelmente deve ter visto o filme “Tomb Raider”, com a atriz Angelina Jolie no papel de Lara Croft. Algumas cenas foram gravadas no Templo Ta Prohm, que significa “O Templo da Floresta”.

Árvores no Angkor Wat

Templo Ta Prohm, famoso pelas raízes de árvores centenárias que tomaram a paisagem

Transporte no Angkor Wat

O centro de Siem Reap, cidade onde você ficará hospedado para visitar o Angkor Wat, está a cerca de 7 km da entrada do complexo de templos — a distância pode variar de acordo com a localização do seu hotel. Por isso, você precisará organizar o transporte de Siem Reap até o Angkor Wat, bem como a locomoção do lado de dentro.

Suas opções mais convenientes serão táxi ou tuk-tuk. Ambos podem ser alugados por dia, não somente para levar até o complexo, mas para fazer todos os trajetos internos. O tuk-tuk é a opção mais popular, com diárias a partir de US$ 20. Já o táxi pode custar até o dobro do preço, embora tenha a vantagem do ar-condicionado. Peça uma recomendação ao seu hotel para reservar o transporte, ou negocie nas ruas — há vários profissionais anunciando o serviço.

Uma opção mais econômica é ir pedalando até o Angkor Wat. O aluguel de bicicletas em Siem Reap custa a partir de US$ 2, mas o calor forte e a má-qualidade dos veículos podem trazer sérios desconfortos ao longo do dia. Embora o aluguel de motocicletas no Camboja seja comum, turistas não estão autorizados a conduzi-las dentro do Angkor Wat.

Passeio de bicicleta no Angkor Wat

Passear de bicicleta no Angkor Wat é uma opção econômica, mas cansativa!

Melhor horário para visitar o Angkor Wat

O Angkor Wat abre às 4h30 da manhã por um bom motivo: o complexo é palco de um nascer do sol espetacular. Por isso, milhares de turistas chegam bem cedo para garantir os ingressos e conseguir um lugar ao sol. Caso compre o ingresso de apenas um dia, é recomendável madrugar para não perder nenhum detalhe. Lembrando que quem compra o ingresso a partir das 17h tem o direito de ver o pôr do sol no mesmo dia e usar o ticket para ver o nascer do sol no outro.

Mas para quem dispõe de mais tempo e não quer ter tanta correria, chegar a partir das 8h pode ser a melhor opção. A essa hora todos os templos já estão abertos e há menos aglomerações de turistas (que chegaram cedo para ver o nascer do sol, lembra)?

Como se vestir no Angkor Wat

O Angkor Wat é um monumento religioso, por isso, vista-se com discrição para evitar chamar a atenção e desrespeitar a cultura alheia. Roupas que cubram ombros e joelhos são as mais recomendadas.

No entanto, devido ao forte calor, dê preferência às roupas feitas de tecidos leves e respiráveis. Nada de chinelos ou sandálias:

Mapa do Angkor Wat

A maioria dos hotéis em Siem Reap oferecem mapas gratuitos do Angkor Wat. Tenha um em mãos para se situar e ter melhor noção da localização dos principais templos e caminhos a percorrer. Dessa forma, você consegue planejar melhor o seu roteiro, independente de ter ou não a companhia de um guia.

Mapa do Angkor Wat

Mapa do Angkor Wat (Wikipedia)

Roteiro no Angkor Wat

Na hora de montar o seu roteiro pelo Angkor Wat, defina quantos dias você terá disponível para explorar o complexo de templos. Abaixo você confere nossa sugestão de itinerários para um dia ou três dias, imprescindível para quem está por conta própria ou prefere ter controle total do passeio, mesmo com guias.

Itinerário de 1 dia no Angkor Wat

O Angkor Wat é um complexo de 400 km² com mais de 1.000 templos. É impossível ver tudo, por isso será necessário certo planejamento para ver os principais destaques em apenas um dia. Existem dois circuitos (ou loops, “curto” e “longo”) recomendados para serem percorridos pelos turistas, sendo o curto perfeitamente possível de concluir em um dia, em ritmo mais acelerado.

O circuito curto consiste em visitar os templos Angkor Wat, Angkor Thom, Ta Keo, Ta Prohm, Banteay Kdei e Prasat Kravan, enquanto o o circuito longo inclui os templos de Angkor Wat, Angkor Thom, Preah Khan, Neak Pean, Ta Som, East Mebon e Pre Rup. O itinerário abaixo combina o melhor dos dois.

  • 1ª parada:
    Templo Angkor Wat (abre às 5h para o nascer do sol).
  • 2ª parada:
    Templo Ta Prohm, segundo templo mais popular do complexo, com as famosas árvores que foram o cenário do filme Tomb Raider. Abre às 7h30, mas chegue com 10-15 minutos de antecedência para evitar multidões.
  • 3ª parada:
    Templo Banteay Kdei, similar ao Ta Prohm, porém menor e sem tantos visitantes.
  • 4ª parada:
    Templo Pre Rup, um dos templos mais antigos do complexo, datando do ano 961. Possui uma escadaria bem íngreme, mas que vale pela vista lá de cima.
  • 5ª parada:
    Templo East Mebon, com estátuas de elefantes de 2 metros em cada canto.
  • 6ª parada:
    Templo Ta Som, com árvores enraizadas às construções semelhante ao Ta Prohm, mas bem mais vazio.
  • 7ª parada:
    Templo Neak Pean, acessível por uma ponte de madeira de caminhada desgastante. Se tiver pouco tempo, talvez seja melhor pular e ir para o próximo.
  • 8ª parada:
    Templo Preah Khan, um dos maiores de todo o complexo, cercado por florestas e raízes de árvores que formam labirintos.
  • 9ª parada:
    Templo Bayon, fecha às 17h30, por isso certifique-se de separar pelo menos uma hora inteira para explorá-lo. Ao contrário dos outros templos, o Bayon é melhor apreciado de perto, para ver as mais de 200 faces esculpidas nas rochas.
  • 10ª parada (sugestão):
    Ao final do dia você estará exausto, mas se ainda tiver energia, visite o Templo Phnom Bakeng para ver o pôr do sol. A lotação máxima é de 300 pessoas e o recomendável é chegar antes das 16h na fila para conseguir um lugar.

Itinerário de 3 dias no Angkor Wat

Para a maioria dos turistas, três dias é a quantidade ideal de dias para ver o melhor do complexo de templos do Angkor Wat.

  • Dia 1:
    Templo Angkor Wat (nascer do sol)
    Templo Ta Phrom Templo Banteay Kdei
    Templo Banteay Kdei
    Templo Ta Keo
    Templo Phnom Bakeng (pôr do sol)
  • Dia 2:
    Templo Pre Rup (nascer do sol)
    –  Templo East Mebon
    Templo Ta Som
    Templo Neak Pean
    Templo Preah Khan
    Peça a sugestão do seu motorista ou vá descansar mais cedo no hotel
  • Dia 3:
     Templo Bayon (abre às 7h30, sem pôr do sol)
    –  Reveja seus templos preferidos!

Mais dicas do Angkor Wat

– Chegue cedo. Assim você aproveita o nascer do sol, evita filas e o calor do meio-dia. Caso esteja fazendo um passeio guiado, peça ao motorista para seguir o sentido contrário das demais pessoas nos principais circuitos (curto ou longo). Isto é, quando estiver de frente para Angkor Wat, vire à direita. 

– Compras: Embora seja um lugar de importância histórica e espiritual, o Angkor Wat também uma atração turística e, por isso, possui diversas lembrancinhas à venda. Não precisa resistir a tentação ao ver artesanatos e cartões-postais, fique à vontade para comprar. Apenas lembre-se de negociar os preços, para não pagar tão caro (o famoso “preço de turista”).

– Mantenha-se hidratado. Faz sempre calor no Camboja e, durante algumas horas do dia, a visita ao Angkor Wat pode ser bem cansativa. Embora táxis, tuk-tuks e bicicletas acessem o complexo, o interior dos templos só pode ser percorrido a pé. A atividade física é constante.

– Se estiver com sorte, será possível encontrar apresentações culturais, danças típicas e cerimônias religiosas que eventualmente acontecem no território sagrado do Angkor Wat.

Apresentação de danças típicas Khmer

Apresentação de danças típicas Khmer


E você, já foi ou tem vontade de visitar o Angkor Wat? Deixe seu comentário!

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção