logo Melhores Destinos

Aeroporto de Brasília vai ganhar shopping, parques temáticos, hotel e centro de convenções

Leonardo Cassol
07/02/2022 às 20:06

Aeroporto de Brasília vai ganhar shopping, parques temáticos, hotel e centro de convenções

A Inframerica, concessionária que administra o Aeroporto de Brasília, anunciou hoje o lançamento três empreendimentos de grande porte na zona aeroportuária da cidade, em conjunto com outros parceiros privados. Nos próximos dois anos, serão construídos um shopping center, um centro de logística e um complexo de entretenimento com três parques temáticos, com investimentos que somam R$ 700 milhões.

O projeto de expansão também prevê a implantação de um hotel quatro estrelas, um centro de convenções com capacidade para 7 mil pessoas e um centro cultural dentro do complexo aeroportuário.

De acordo com a concessionária, as obras do shopping começam até junho, com conclusão até o fim de 2023. O centro de entretenimento e o de convenções devem ter as obras iniciadas no segundo semestre de 2022, com previsão de conclusão até o início de 2024. Os demais empreendimentos ainda aguardam a definição de parceiros e/ou investidores.

Divulgação: Infraamerica

Shopping do Aeroporto de Brasília

O novo shopping será construído onde hoje funciona o estacionamento, ao lado do hotel já existente, na via de acesso ao terminal. Vai ficar a uma distância de 5 minutos a pé do terminal de passageiros.

Será um empreendimento mais voltado para o lazer e o entretenimento do que os shoppings tradicionais, visando atrair não apenas os frequentadores do aeroporto, mas principalmente os moradores de Brasília e dos arredores, principal público-alvo do projeto.

O projeto contempla áreas abertas e fechadas, varandas sombreadas e vista para a natureza original preservada no local, incluindo um grande parque com 12 mil m². A área total construída será de mais de 60 mil m², com 130 lojas, 11 restaurantes, 11 redes de fast food, 7 salas de cinema.

Além de um relevante centro de compras, o local contará com parques, áreas de entretenimento, shows, arvorismo, uma sala de cinema a céu aberto e uma academia integrada ao parque nativo existente.

O Grupo Partage, que possui outros 12 shoppings espalhados pelo país, será o responsável por implantar, comercializar e administrar o negócio. O projeto é assinado pelo renomado escritório Cité e Sá & Almeida.

Complexo de entretenimento do Aeroporto de Brasília

Será erguido um complexo de entretenimento inédito para a capital federal, bem ao lado do shopping. Serão construídos três parques temáticos “indoors” em uma área de aproximadamente 30 mil m². Cada parque ficará num pavimento e terá foco numa faixa etária específica.

De acordo com a Inframerica, o contrato com os investidores já está assinado e os projetos em andamento. No entanto, o nome do parceiro ainda não foi revelado.

Centro de Logística do Aeroporto de Brasília

O Aeroporto de Brasília vai receber um novo Centro de Logística com foco no transporte de cargas. A Log CP será responsável por construir, administrar e alugar os espaços do novo empreendimento, aproveitando o grande crescimento do comércio eletrônico desde o início da pandemia. O espaço terá 120 mil m² de terreno e 66 mil m² de área locável, sendo um dos maiores do Distrito Federal.

Centro cultural do Aeroporto de Brasília

A Inframerica fez parceria com o Instituto de Pesquisa e Promoção a Arte e Cultura do Distrito Federal (IPAC-DF) para disponibilizar no Centro Cultural cerca de 12 mil obras de arte de coleções privadas, de mais de 600 artistas diferentes.

Por fim, aproveitando a vegetação nativa do local, será aberto ao público um novo parque urbanizado, logo atrás do futuro shopping center. Com isso, os visitantes vão ganhar mais uma opção de lazer.

Estudos começaram em 2017

De acordo com a Inframerica, os estudos dos novos empreendimentos imobiliários tiveram início em 2017, muito antes da pandemia de covid-19. A Praça Pick Up, por exemplo, foi aberta ao público em setembro de 2020 e todo o espaço já está vendido. Bares, cafés e lanchonetes tradicionais de Brasília estão operando no local.

O projeto prevê que as novidades imobiliárias se conectem com os empreendimentos por meio de estruturas amplas e confortáveis para os usuários, mesclando árvores nativas do cerrado com ambientes de entretenimento e atrações culturais.

O vice-presidente da Inframérica, Juan Horacio Djedjeian, destacou que as intervenções já têm licença ambiental, aval para uso e ocupação do solo, bem como concordância do Ministério da Infraestrutura e da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o que vai viabilizar o início mais rápido das obras.

“O apoio dado pelo Ministério de Infraestrutura, pela Anac e pelo Governo do Distrito Federal, assim como pelos nossos parceiros comerciais, foram fundamentais para o êxito do projeto”, ressaltou Jorge Arruda, presidente da Inframerica.

Prazo de concessão será ampliado

Uma novidade é que esses empreendimentos poderão contar com um prazo de concessão mínimo de 45 anos, superior ao prazo da concessão do Aeroporto de Brasília, cujo contrato vence em 2037. “Esses parceiros poderão operar seus empreendimentos até 2067”, ressaltou o vice-presidente da Inframerica. Ou seja, serão automaticamente herdados pelo titular da próxima concessão.

O poder público vai ganhar de duas formas. Primeiro, porque todas as edificações e benfeitorias são considerados bens reversíveis – isto é, voltam ou são incorporados ao patrimônio da União ao fim da concessão do aeroporto.
Segundo, porque o governo tem direito a receber 2% da receita bruta da concessionária todos os anos, que deverá crescer com os novos empreendimentos.

aeroporto de brasilia

Retorno dos passageiros

Atualmente, a movimentação de passageiros no Aeroporto de Brasília ainda está 20% inferior ao nível pré-pandemia, mas em franca recuperação.

O terminal terminou 2021 como o segundo maior do país, atrás apenas do Aeroporto de Guarulhos. Também é o único aeroporto do Brasil com voos diretos para todas as capitais brasileiras.

“Com todas essas novidades, o Aeroporto de Brasília será muito mais do que um local de passagem, de chegadas e partidas. Será um centro de convivência para passageiros, turistas e a população do Distrito Federal. Estamos em busca de investidores para estes novos empreendimentos, como o hotel e o centro de convenções,  que terão sinergia total com toda a área planejada”, destacou Ian Joels, Diretor Comercial da Inframerica.

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção