O que fazer em Bali, na Indonésia: 12 passeios e dicas para a sua viagem

Camille Panzera 2 · dezembro · 2016

Uma entre mais de 17 mil ilhas da Indonésia se destaca aos olhos dos viajantes de todo o mundo: Bali! Não é sem motivo que o lugar encanta a tanta gente… A ilha tem belas paisagens naturais, um povo acolhedor, uma cultura riquíssima e gastronomia variada. É um lugar para relaxar e conhecer sem pressa! E o melhor disso tudo é que embora fique do outro lado do mundo, é um destino econômico e que cabe no bolso. Confira em nosso guia de Bali as informações completas sobre o que fazer, onde ficar em Bali e como chegar!

dicas-bali

Onde: Bali fica na Indonésia e possui um aeroporto internacional de grande porte (Ngurah Rai International Airport – DPS), servido por diversas companhias aéreas. Os voos entre o Brasil e o país levam ao menos 24 horas, mas a ilha e suas belezas fazem a viagem valer a pena. Para quem já está na Ásia o trajeto é bem mais simples e várias companhias low cost viajam ao local.

Visto: Quem viaja para a Indonésia a turismo e fica por até 30 dias não precisa de visto! Até o início de 2016 era preciso pagar uma taxa para entrar no país, mas isso também não é mais necessário para brasileiros. A embaixada informa que o passaporte deve ter validade superior a 6 meses, é necessário apresentar o certificado de vacinação contra febre amarela e passagem de ida e volta.

Dinheiro e Gastos: A moeda de Bali é a rupia indonésia (IDR). A moeda é desvalorizada com relação ao real e muitos zeros estão sempre presentes quando vemos os preços dos serviços na ilha, por isso notas de 50.000 são comuns. Não pense que está rico se tiver 100.000 Rp na carteira… isso significa apenas que você tem em torno de R$25.

Curtir Bali não é caro, pelo contrário, o destino é muito mais barato do que grandes e modernas cidades da Ásia. Você encontra ótimos hotéis pagando em torno de R$200 nas diárias e come em excelentes de qualidade sem desembolsar muito por isso.

Religião: Bali é uma ilha cujos moradores, em grande maioria, acreditam no hindu-balinês. A Indonésia é um país muçulmano, mas Bali é bastante diferente do restante do país. A cultura da ilha é riquíssima, e a religião local tem uma visão bastante diferente da que estamos acostumados e se manifesta de maneiras muito interessantes. Pelas ruas é muito comum ver oferendas aos deuses, pessoas com trajes típicos, cortejos, celebrações de datas religiosas e da morte. Os templos são pontos altos da viagem e muitas vezes estão localizados em locais inesperados.

Entendendo a ilha: Bali é uma ilha com cerca de 5.780 km² e 4,2 milhões de habitantes. Diferente do que muitas pessoas pensam, não é um lugar completamente pacato ou com poucos veículos. Quem viaja ao lugar precisa saber que Bali tem sim suas qualidades (e são várias), mas a ilha pode não ser é tão parada quando se espera.

É um lugar grande, que tem várias cidades e que o trânsito em determinados horários é intenso. Outra coisa a se ter em mente é que nem todas as praias da ilha são tão incríveis assim, o que faz com que algumas pessoas se decepcionem com o destino. A questão é que Bali é muito mais do que um lugar para curtir apenas o mar… e a mistura da cultura da ilha, a crença de seus moradores, os templos e as paisagens naturais que fazem do local tão especial. Se sua ideia é curtir praias paradisíacas, de águas calmas em um lugar com poucos habitantes, a dica é ir passar alguns dias também em Gili Islands, essas ilhas sim são mais tranquilas.

bali-uluwatu

Como expliquei, Bali é grande e tem diferentes cidades. A capital da ilha é Denpasar, mas o movimento dos turistas se concentra principalmente em Kuta, que é bem urbanizado, Seminyak, que tem uma atmosfera mais tranquila e rústica, e Ubud que é o coração da cultura local, um lugar cercado por florestas. Para ir de um local a outro é necessário ter um transporte e como o trânsito nem sempre é leve, muitas pessoas optam por hospedar-se em diferentes regiões ao longo da viagem justamente para economizar tempo no deslocamento e ter a oportunidade de conhecer mais a fundo as cidades em que se hospedam.

Transporte: As principais maneiras de se locomover em Bali são os carros e motocicletas. O trânsito no local é meio caótico, as motos carregam famílias inteiras e transportam objetos tão grandes que a gente se impressiona com as imagens que vê. Uma ótima maneira de se poupar da confusão de dirigir na ilha, que utiliza a mão inglesa, é contratar um guia/motorista particular, que pode passear com você o dia todo e mostrar os principais pontos turísticos. O serviço é muito popular e tem um ótimo custo-benefício, principalmente para quem está em grupo. Leia mais sobre transportes em Bali.

O que ver e fazer em Bali

1  – Uluwatu Temple – uma das principais atrações de Bali, o templo de Uluwatu está localizado em uma extremidade da ilha, na beira de um penhasco. É um lugar místico e lindo para conhecer no fim da tarde, quando o sol se põe. Quem quiser também pode curtir um show de dança balinesa que acontece no local.

2 – Tanah Lot – O templo foi construído em pedras que ficam “no meio do mar”. Quando a maré está baixa é possível ir até o local, mas quando ela está alta o templo fica isolado. O pôr do sol visto daqui é um dos mais lindos da ilha!

3 – Uluwatu Beach – Uma praia linda, muito frequentada por turistas. Ela fica a frente de um enorme paredão de pedras onde estão instalados alguns bares e restaurantes que possuem uma vista sensacional! A praia tem uma espécie de gruta ao chegar no mar, é um lugar diferente e muito bonito.

bali-dicas

4 – Tirta Empul Temple – esse é um templo diferente de Bali, que fica nas proximidades de Ubud. O templo abriga uma fonte d’ água, e “piscinas” em que os moradores locais realizam um ritual de purificação. É um bom passeio para quem quer renovar as energias.

5 – Passear e curtir a noite em Seminyak  – A região é uma espécie de Búzios em Bali. É um lugar com uma atmosfera muito gostosa, vários restaurantes, lojinhas e clubes de praia. Pela noite é bem gostoso caminhar pela região e fazer compras… nossa dica é curtir o fim de tarde em locais como o Ku de Ta ou Potato Head.

6 – Apreciar os terraços de arroz – As plantações de arroz em Bali formam paisagens naturais lindas e utilizam um método de irrigação inventado há séculos. Os terraços de Jatiluwih e principalmente Telalagang são populares entre os turistas.

plantacao-bali

7 – Curtir Ubud – O coração da cultura balinesa fica em Ubud. A cidade tem atrações como o Ubud Palace, a Monkey Forest e o Ubud Market (cheio de produtos para comprar como recordação). Além disso, a cidade tem hotéis com ótima estrutura, bons restaurantes e lindos campos de arroz ao seu redor.

8 – Fazer uma aula de Culinária – Bali é cheio de experiências diferentes e uma delas é oferecer aulas de culinária local. Essa é uma forma prática de conhecer um pouco mais da gastronomia balinesa, participar do preparo da comida e ao fim degustá-la. É uma experiência diferente e que nem todo destino proporciona!

gastronomia-bali-3

9 – Fazer massagem – Tudo bem, pode ser que “fazer massagem” não seja uma “atração” de Bali, mas a verdade é que as massagens e os spas possuem preços tão atrativos que se tornam irresistíveis. Depois de um dia caminhando, nada melhor do que esticar as pernas e relaxar enquanto recebe uma massagem.

10 – Fazer aula de Yoga – Muitos turistas visitam Bali buscando encontrar-se consigo mesmo e as aulas de yoga são atividades populares entre alguns visitantes. Existem escolas especializadas nessa atividade em que você pode fazer aulas avulsas.

11 – Assistir a um show de dança balinesa – A dança balinesa é um programa clássico em Bali e que além do movimento do corpo em si envolve uma história teatral. Existem danças com estilos diferentes e os shows que recomendamos são os que acontecem no Uluwatu Temple (incrível!) ou os do Ubud Palace.

danca-bali

12 – Visitar Gili Islands é uma boa pedida quando numa viagem em Bali, já que a viagem entre os dois destinos dura em torno de 1,5 de barco. As três ilhas, – Gili Meno, Gili Air e Gili Trawangan – são tranquilinhas e nem carros possuem, tudo é feito a pé, bicicleta ou charrete. São lugares ótimos para relaxar na praia, mergulhar e descansar!

Restaurantes em Bali

La Lucciola – O restaurante serve massas e fica na beira da praia. A localização é ótima para um jantar romântico e o custo-benefício é ótimo!

Ku de Ta, Seminyak – Um dos queridinhos dos turistas em Seminyak, o Ku de Ta é um clube de praia e restaurante na beira do mar. É uma boa opção para ir durante a tarde curtir o pôr do sol ou fazer uma refeição ao ar livre.

ku-de-ta-bali

Potato Head, Seminyak – Outro clube de praia muito conhecido em Bali, o Potato Head fica também em Seminyak e é uma alternativa para tomar uma bebida durante a noite, conversar com amigos e curtir a vibe tranquila da ilha.

Single Fin, Uluwatu – Localizado em Uluwatu Beach, o Single Fin tem um visual espetacular para o mar! Excelente pedida para tomar uma bebida gelada curtindo uma bela paisagem!

Gelato Secrets – O calor em Bali é forte, por isso um sorvetinho durante a tarde é sempre uma boa pedida! Ele está em diferentes endereços na ilha!

Mozaic, Ubud – Premiado, o restaurante é uma das boas alternativas para fazer uma refeição mais refinada em Ubud.

Locavore, Ubub – Considerado um dos melhores restaurantes da Ásia, o Locavore tem uma cozinha contemporânea e prioriza o uso de ingredientes indonésios. É um lugar super badalado e tem um espaço pequeno, então é indicado fazer reserva.

KAFE, Ubud – Indicado para quem busca uma alimentação saudável, o KAFE tem vários pratos com frutas, legumes e verduras além de deliciosos sucos e um ambiente aconchegante!

Bridges, Ubud – Com um lindo visual para uma área arborizada de Ubud, o Bridge é indicado para quem quer pratos variados que misturam a cozinha internacional e ingredientes da cozinha regional.

Onde ficar em Bali

Bali tem acomodações para todos os gostos e bolsos. É possível ficar em um local bacana e bem localizado sem precisar pagar muito, mesmo em hotéis que ficam pertinho da praia. Os hotéis são realmente muito baratos e oferecem uma excelente estrutura.

hotel-ubud

Lembre-se que Bali é uma ilha relativamente grande e que existem diversas áreas em que você pode se hospedar. Ficamos alguns dias em Seminyak, no Amadea Hotel, que fica muito bem localizado e permite ir a vários locais caminhando. Já em Ubud sugerimos o Anumana Hotel, que tem uma equipe atenciosa, quartos modernos e fica perto da Forest Monkey.

Clima de Bali

Prepare-se para sentir calor! A ilha é um destino que costuma ser quente o ano inteiro e que tem mais chuvas entre os meses de dezembro e março. A alta temporada ocorre em meses como julho e agosto, quando muitos países do hemisfério norte estão em férias de verão.

Confira abaixo os dados sobre temperatura e chuva mês a mês na ilha indonésia!

clima-bali

Outras dicas de Bali:

– A língua oficial de Bali é a língua indonésia, mas na ilha fala-se também o balinês. Muitas pessoas comunicam-se ainda em inglês e você consegue se virar muito bem se falar a língua.

– Sempre que entrar em um templo, use o sarong, que é um traje típico local. Não utilizá-lo é considerado desrespeitoso e nada pior do que visitar um país sem respeitar suas regras. Alguns templos emprestam o sarong, mas você encontra para comprar bem baratinho.

– Se quiser ter internet durante a viagem você pode comprar um chip de telefone pré-pago para usar em seu telefone. Compramos um em uma loja de conveniência e custou cerca de 60.000 Rp (cerca de R$ 15).

forest-monkey-bali
– Utiliza-se a mão inglesa na Indonésia, se for dirigir redobre o cuidado.

– Tome cuidado com os macacos!!! Em vários pontos turísticos como Monkey Forest e Uluwatu Temple você verá macacos; apesar de parecerem simpáticos e dóceis,  não se esqueça que são animais selvagens! Não leve comida para esses lugares e evite andar perto desses animais com objetos soltos como óculos e bonés. Tenha sempre sua mochila fechada porque os macacos podem furtar seus pertences em busca de comida.

Já esteve em Bali? Deixa para gente a sua avaliação da ilha e conte nos comentários quais são as suas dicas!

Publicado por

Camille Panzera

Camille

  • Pedro

    Como é que um turista, de origem brasileira, que não consome e nunca consumiu entorpecentes, pode viajar para a Indonésia e ter absoluta certeza que não vão colocar alguma coisa em sua mala despachada ?
    Esta alguma coisa pode ser, por exemplo: cocaína.
    Aí, reside todo o problema.
    Em 2015 (ou 2014, não lembro), alguém do setor de despacho de bagagens de GIG, colocou alguns pacotes de cocaína dentro da mala de um brasileiro. Estava combinado com alguém lá no destino.
    Descobriram.
    A sorte do passageiro foi que o vídeo de GIG conseguiu comprovar que a cocaína foi colocada na mala do passageiro e ele era inocente.
    Mas, e se isto acontece com alguém que está indo para a Indonésia, o cara é inocente, mas não tem vídeo para provar ?
    Eu já vi fotos do local. É realmente lindo.
    O povo idem.
    Mas, não dá para arriscar num destino que tem pena de morte para traficantes ou alguém que não é, mas que colocam cocaína na sua mala e o cara não consegue provar sua inocência.
    Se tivesse como ter certeza absoluta que minha mala não seria usada para esta situação, não pensava duas vezes: iria ao destino.
    Mas, com a falta de controle que se tem hoje nos aeroportos, não arrisco.
    A solução é levar apenas uma mala de mão e comprar roupas por lá. De repente é a solução que resta.

    • Alberto Kiess

      Nunca vi isso. Qual o motivo de não ter sido noticiado por toda a mídia? Não existem voos diretos do Brasil, é obrigatória a passagem e a conexão internacional em um dos principais aeroportos da região: BKK, SIN, HKG, SYD. Até onde eu sei, jamais houve o indiciamento e o perdão por tráfico de drogas na Indonésia. O que realmente impressiona é que por mais que seja crime com pena de morte, cocaína é facilmente encontrada em toda a Indonésia.

      • Ernesto Lippmann

        O Braileiro que foi executado era um traficante profissional. Leiam o livro “nnevando em Bail”, que conta um pouco desta parte da história da ilha. É extremanete improvável colocarem drogas na mala de um turista comum por um fator óbvio. Como fazer para resgatar a mala? Tenho certeza de que este medo de que coloquem drogas na sua mala é irrelevante. Se for por isto, voce só pode viajar de carro, pois se pegarem sua bagagem com drogas num voo interno, voce também vai ter um problema bastante sério.

        • Alberto Kiess

          Não entendi sua resposta. Não tenho receio de colocarem drogas nas minhas bagagens despachadas. Já fui para a Indonésia três vezes. Acredito que sua resposta deveria ser encaminhada ao Pedro.

        • Pedro

          Não acho irrelevante um pai de família careta ficar na frente de um pelotão de fuzilamento…Acho que vc não leu o escrito:havia esquema do cara do Brasil com o traficante no destino, a mala ia ser aberta antes do dono pegar e a cocaína retirada, só que isto falhou, aí a mala caiu na malha fina por conta dos cachorros farejarem, e o dono da mala foi preso como traficante. A sorte dele é que a PF do Brasil conseguiu visualizar na gravação um funcionário do setir de malas, acho que da TAM abrindo a mala. A Indonésia tem uma política séria com relação a tráfico de cocaína. O país é soberano na sua política, mas é um destino turístico tão lindo que vale a pena viajar com mala de mão. Esta ninguém pode colocar nada porque vc está sempre com ela. Aí, lá no destino, se necessário, se compra roupas, até mesmo do padrão do local e se mistura a multidão.Quanto a isso acontecer indo para os EUA ou qq lugar, sim, pode ocorrer e seria uma baita dor de cabeça, mas vc teria uma justiça menos radical que a indonesia e na pior das hipóteses não seria fuzilado.

          • Ernesto Lippmann

            Pedro, quem é pego são traficantes, que fazem isto conscientemente, não alguem no qual colocam droga na mala. Isto pode ocorrer, mas é rarissimo, se for assim é melhor não viajar, pois podemos ser assaltados com violência antes ou depois da viagem, o avião pode cair, pode haver um ato terrorista, etc….

          • Pedro

            Ernesto.
            Como eu disse no primeiro texto, eu não deixaria de viajar para a Indonésia por causa do que eu escrevi lá..
            Só que, no caso desse país (e de outros que tenham pena de morte), eu não levaria mala despachada…
            A menos que tenha alguma maneira da mala não ser violada… o que acho meio impossível…
            Já ocorreram aqui no aeroporto do Rio, 3 tentativas de tráfico de entorpecentes… 2 delas foram pegas aqui mesmo, porque a PF já estava investigando..
            Mas, uma delas, o brasileiro inocente foi preso e só se livrou porque DEPOIS a PF enviou para o país de destino, a filmagem e informações sobre a prisão do funcionário do aeroporto daqui que colocou a cocaína na mala do cara.. tinha esquema com pessoas lá no aeroporto de destino..
            Imagina isso lá na Cingapura… não se esqueça que o sistema jurídico deles não é lá grandes coisas…sei que o caso do brasileiro fuzilado foi diferente.. o cara era traficante desde novo e foi ele mesmo que colocou dentro da prancha…e confessou o crime…
            Mas… é mais seguro viajar só com mala de mão…..
            Quanto a avião cair, não cai não….. é o meio de transporte mais seguro.. mais fácil morrer de acidente de trânsito no Brasil..
            Ato terrorista.. mais fácil levar uma bala perdida no Rio de Janeiro…
            Piloto voar com combustível na pinguela é raríssimo…
            Por falar em raríssimo, leia isso que vc escreveu:
            “…Isto pode ocorrer, mas é rarissimo…”
            Assim como o avião da Chape aconteceu do piloto fazer mer**, já tivemos 3 brasileiros com cocaína colocada na mala..
            A sorte é que não foi em voo para a Indonésia…e eles tiveram a oportunidade/sorte de provar que era inocentes

  • Sérgio Santos

    Voltei de la faz um mês, lugar inesquecível e além do mais super barato. Recomendo!