Aeroporto de Brasília anuncia ampliação com nova sala de embarque internacional, shopping center e 5 hotéis

Leonardo Cassol 18 · dezembro · 2015

O Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubichek está completando três anos de concessão neste mês. Nesse período, a movimentação de passageiros cresceu 20%, devendo chegar em 2015 a aproximadamente 19,5 milhões de usuários. Isso fez o aeroporto passar do 4º para o 2º lugar nacional em movimentação anual de passageiros, consolidando Brasília como o maior hub doméstico do Brasil.

A Inframerica, concessionária que iniciou a administração do terminal em dezembro de 2012, já investiu R$1,5 bilhão na ampliação e modernização de toda a infraestrutura aeroportuária. O terminal passou de 60 mil m² para 110 mil m², um aumento operacional de 45%. As pistas de pousos e decolagens, taxiways e pátios também foram reformados e juntos somam 300 mil m².

Em meio a comemoração, a Inframerica anunciou novos investimentos de R$ 3,5 bilhões em 6 novos empreendimentos, que denominou como a “primeira cidade aeroportuária da América do Sul”. Conheça todas as novidades anunciadas!

Novos Empreendimentos

A partir de 2016 serão implementados 6 novos empreendimentos localizados no sítio aeroportuário:

1.Ampliação da sala de embarque internacional

A construção da nova sala de embarque internacional terá início em 2016 e previsão de entrega em 2018. O espaço será conectado ao satélite e ampliado em uma área de 9 mil m², aumentando a quantidade de pontes de embarque de 4 para 8. Do total, 1.500 m² serão destinados a serviços e gastronomia. Com as obras, o Aeroporto de Brasília passa a ter capacidade para receber até 1,5 milhão de passageiros internacionais por ano, 130% a mais do que o comportado atualmente.
Ampliacao-Sala-Embarque-Internacional-Aeroporto-Brasilia

2. Shopping Terminal JK

O Terminal JK, como será chamada a nova infraestrutura, será um empreendimento comercial de 303 mil m² que comportará um shopping com 280 lojas, 30 opções de fast food e oito restaurantes de alto padrão, além de um edifício garagem com capacidade para quatro mil vagas de estacionamento, dois hotéis, dois edifícios de escritórios, cinema, academia e áreas destinadas a descanso. O acesso dos passageiros ao Terminal 1, saguão de embarque, se dará por meio do Terminal JK. As obras começam em 2016 e devem ser concluídas até 2018.
Terminal-JK

3. Rede Hoteleira 

O Aeroporto de Brasília conta hoje com um Hotel Base Concept no sítio aeroportuário e já assinou contrato para abertura de cinco novos hotéis padrão 3, 4 e 5 estrelas. As obras da Rede Hoteleira devem começar ano que vem. Serão um Wyndham Grand Collection e um Tryp by Wyndham localizados no Terminal JK, um Ibis e um Ibis Budget e um Hard Rock Hotel, o 1º do Brasil. A expectativa é que ao final das obras em 2018, 1.600 novos quartos de hotéis estejam à disposição dos turistas.
Novos-Hoteis-Aeroporto-Brasilia

4. Empreendimento comercial com escritórios

O Office Park, prédios de escritórios com estacionamentos privativos e rotativos, terá 487 mil m² de área construída sob medida para atender as empresas interessadas.
Office-Park-Aeroporto-Brasilia

5. Centro comercial

O Sun Park City Center será um centro de comércio, serviços e lazer inspirados em grandes empreendimentos como Downtown Disney e Puerto Venecia, na Espanha. Serão 418 mil m² de área construída próxima ao Terminal Aeroportuário. O complexo contará com parque aquático, aquário, kid’s place, cinema, área verde, lago, outlet, arena multiuso, centro de convenções, hospital e universidade.
Sun-Park-Brasilia

6. Complexo para armazenamento de cargas

Para complementar os serviços de cargas disponíveis no Aeroporto de Brasília, a Inframerica vai construir o Storage, ou Self-Storage. Um espaço de 85 mil m² destinado ao armazenamento de cargas com tecnologia para comportar diferentes tipos de mercadorias.
Storage-Aeroporto-Brasilia

Obras

As obras dos empreendimentos começarão em 2016 e a previsão é que sejam entregues em 7 anos. Todo o desenvolvimento do sítio aeroportuário acrescerá 1.323.808 m² de área construída, quase 10 vezes a área do complexo do Estádio Maracanã.

Aeroporto-Brasilia-Novos-Investimentos

Para o presidente da Inframerica, o engenheiro José Luis Menghini, os três anos de concessão superaram as expectativas da concessionária. “Depois da conclusão das obras o Aeroporto de Brasília se tornou modelo de sucesso no país, conquistando posições importantes e sendo reconhecido pelos passageiros como um Terminal moderno e confortável. Esta é a prova de que a concessão de aeroportos no Brasil foi um modelo exitoso. Temos muitas melhorias e novidades para Brasília nos próximos 22 anos de concessão. Em 2016 deveremos ter novos voos para o continente americano e europeu”, disse o presidente.

—————–

E vocês, o que acharam da novidade? Comentem e participem!

Agradecemos a contribuição do leitor Thiago Cavalcante.

Publicado por

Leonardo Cassol

Editor

  • Anayran Pinheiro

    Notícia excelente para o segundo melhor aeroporto do país (o primeiro pra mim é o de Guarulhos, por enquanto)!

    O potencial de voos internacionais devia ter sido começado a ser explorado desde o começo da concessão, eles estão demorando demais com isso.

    E será ótimo ter mais uma variedade de coisas por aqui, vamos ver se esse shopping consegue movimentar um pouco a cidade, ela merece demais.

    • LuizSantos

      Credo, o Aeroporto de Guarulhos é horrível. Perde até para o de Natal. Só ganha em acessibilidade!

      • Orem B. Hartuing

        O novo terminal 3 é bonito e funcional, já os antigos são de dar dó mesmo

    • Beto Karioca

      Guarulhos ??? kkk pessimo pessimo pessimo, sabe de nada inocente kkk

  • luis

    Para mim,O BSB é somente HUB de voos para Nordeste,mas não vejo que há bastante voo para Europa,nem America.

  • Jonathan

    Acho que vou me perder aí dentro. Rsrs.

  • Joseph

    Vai melhorar bastante, pena que parece que a obra vai demorar, né?

  • Valfrido

    Espero q os preços das passagens internacionais fiquem mais barato como já acontece em Guarulhos.

  • Douglas

    melhorou muito, mas por enquanto temos:
    1. banheiros lotados, inclusive o masculino (nunca vi isso em lugar nenhum), se o masculino está lotado, imagina o feminino.
    2. Aquele espaço rídiculo de corredor para acesso aos banheiros, sem necessidade alguma em virtude do amplo espaço que eles tem; e, o pior, juntamente com o item 1:
    3. Internet muito leeeeeeennnnnnnnnnnnntttttttttttttttaaaaaaaaaaaaa !!

    • Se caminhar mais um pouquinho, poderá encontrar outros banheiros, inclusive sem o tal espaço ridículo de corredor. Internet lenta pode ser um problema, mas tem muito aeroporto grande lá fora que só oferece na modalidade paga.

    • Guilherme Rodrigues

      Sem contar o estacionamento ridículo, onde o usuário caminha na chuva, as faixas de pedestres não se encontram e está sempre lotado!

  • Márcio Sampaio

    Estava lendo a notícia com alguns colegas e indagamos: “tem certeza que este projeto não é em Dubai?”… rsrsrs

    Seria fantástico se realmente tudo fosse executado, porém ao verificar a última imagem do projeto prevendo VLT (há anos prometido na cidade…) e um super terminal na ala sul do aeroporto (não marcado, mas visível na imagem), tenho minhas dúvidas.

    • PureWhiteFlour

      Nao, essa coisa horrorosa jamais seria em Dubai. Isso aí é um monte de puxadinhos, típicos do Brasil!

      • Ygor Maia

        Tu acha que em Dubai só por ser um local rico, eles destroem o aeroporto todo pra construir um novo e poder aumentar? Lógico que não, eles ampliam o que já esta construído, igual Brasília está fazer

        • ExMuslim

          Não acho. Tenho certeza absoluta.

  • Carlos

    Acho que exageraram na dose do fumo. Parte do anúncio até faz sentido, mas centro de comércio tipo Downtown Disney com parque aquático, aquário, arena? Mesmo se a economia estivesse bombando, eu teria dúvida da viabilidade (se isto não for parte de marketing). Do jeito que estamos despencando, não faz muito sentido.
    Interessante a informação de novos vôos, mas a Delta não cancelou o seu vôo de BSB? E se olhar a imagem, estão projetando quase cinquenta novas pontes de embarque domésticas também.
    Se fizerem metade do que anunciaram já vai estar de ótimo tamanho.

    • Ygor Maia

      Por causa de pessoas como você que o Brasil não vai pra frente, que não acredita no nosso pais, agora parando de ser arrogante kkk, eu tô achando que o aeroporto de BSB vai ser igual o de PTY no panamá, que terá conexões longas, por isso o shopping e o “downtown Disney”(que aliás mudou de nome, informe-se um pouco mais) para quem fizer essas conexões possa fazer algo e não ficar horas parado esperando no aeroporto

  • Antonio Silva

    A quantidade de fingers impressiona muito !!! Parabéns Brasília e que venha a concessão para Salvador também. Este belíssimo projeto é a prova de que este país ainda tem um fio de esperança…

    • Emerson Barros

      Torcendo por uma super melhora em SSA!!! Esperança!

  • Emerson Barros

    Super contente com essa notícia! Que GIG e GRU sigam o exemplo desse que pra mim é atualmente o melhor do país! Pena que ainda tenho que usar mais o GRU… E que SSA siga essa linha (medinho da linha GIG por aqui!)

  • Petim

    Taxa de embarque nacional R$100,00 logo, logo… Não se enganem… Na Europa já é assim e faz tempo. Cuidado!

    • Petim, a taxa de embarque dos aeroportos concedidos é regulada. Foi um modelo bem diferente do europeu. É praticamente reajuste pela inflação, podendo ser descontado no caso de descumprimento de algum indicador de qualidade.

      • LuizSantos

        Ele deve estar achando que o PT (com todas as suas ladroagens), faz concessão como o PSDB…

      • Orem B. Hartuing

        Por enquanto é assim porque o modelo de reajuste das taxas aeroportuárias foi definido antes da concessão dos aeroportos. Mais dia menos dia, vão rever isso aí, permitindo que os terminais concedidos ajustem as tarifas de acordo com seus interesses (o que nunca beneficia o pobre do consumidor)

      • Petim

        Pois é Leonardo, mas não sei… Eu tenho receio… Nos aeroportos classe 1 a taxa de embarque ficou por muitos anos em R$19,62 claro os aeroportos eram menores tinham menos “luxos” mas sinceramente? Até davam conta do recado com alguma exceções. Modernidade e conforto é ótimo! Mas agora a taxa sobre com mais frequência e já está em R$26,10. Por isso tenho uma certa preocupação.

    • Hugo Leonardo

      Por que? Se vai ter muito mais movimento, as lojas vão pagar aluguel (que vai ser caríssimo), só o hard rock por si só já vai gerar uma receita imensa com visitantes e hóspedes… sinceramente, os caras tem uma grande visão de mercado. Se tudo sair do papel como planejado nesse tempo combinado não tenho dúvidas que será um grande sucesso. Como não tem o dedo do governo no meio, tenho certeza que será!

      • Orem B. Hartuing

        Poderia mudar sua última frase para “como não tem o dedo do governo no meio, tenho certeza que pagaremos uma fortuna pelo mesmo serviço que sempre tivemos”

  • Paulo

    Fiz escala em BSB outro dia e realmente o aeroporto está show de bola!

  • Guilherme

    Galera que esta acostumada a ler a Veja(Copa só em 2038) ou a Globonews (que fala a palavra “crise” a cada 10 palavras) não gosta muito e desconfia quando encara a realidade. Vida que segue. Boa viagem a todos! A todos , não apenas uma pequena parcela da população!

  • Jota Vê

    Que excelente notícia.
    O Aeroporto hoje, apesar de já ser um bom aeroporto, ficará então excelente.
    Atualmente já me perco naquele corredor e portões de embarques, agora entao. rsrs
    Parabéns à concessionária pelo belíssimo empreendimento.

  • jorge moraes

    Só resta saber se a concessionária combinou tudo isso com a crise que assola o país.

    • Antonio Silva

      A crise não vai durar para sempre !!!

    • LuizSantos

      Tá o cara achando que a crise vai durar pra sempre. Foi uma desvalorizada cambial para baratear os investimentos no país e equilibrar a balança comercial. Este ano ela já fecha com superávit de USD15bi. Ano que vem, seguramente será positiva também…

      Em 2017 já começa a recuperação…

      • Guilherme

        Você está sendo irônico, né? Desvalorização cambial para baratear os investimentos e equilibrar a balança comercial? É sério isso?

    • Fernando Viana

      O país já passou por situações piores e sobreviveu, os “haters” colocam essa crise como o fim do mundo e que nunca vai acabar, acorda moço, isso é uma fase, essas obras, inclusive já representam o futuro e não esse presente passageiro que vivemos!

  • Thalitta Sousa

    kid’s place, cinema, área verde, lago, outlet, arena multiuso, centro de convenções, hospital e universidade.

    Minha nossa ,tinha um narguile ae nessa reunião

  • Antonio Silva

    O texto diz que terá e não que já possui !!!

  • Antonio Silva

    Quanta falta de confiança, pelo visto é daqueles que acreditam que obras deste porte não combinam com o Brasil ! Lamentável…

    • Salvatore Carrozzo

      Pois eh, Antônio. Síndrome de vira-latas.

  • Guilherme

    Se fosse obra do governo, seria uma promessa de ampliação de mais 20 pontes de embarque, com inauguração prevista para 2020, ao custo de R$200 milhões.

    Depois de 8 anos, entre paralisações e embargos, seria descoberto um superfaturamento e esquema de enriquecimento ilícito. Seria aberta uma CPI, que terminaria em nada. As obras seriam retomadas com outra licitação e, em 2042, seriam entregues 4 portões de embarque remotos, custando R$970 milhões. Aí, faltariam os ônibus, e começaria outra história…

  • Hugo Leonardo

    É questão de tempo até as pessoas do Sul e Centro-oeste deixarem de usar o sudeste como Hub tanto para o resto do país quanto para o exterior e Brasília é perfeita para isso. O triste é saber que o aeroporto de Goiânia está há uma década sendo construído e prometeram inúmeras vezes sua conclusão, muito triste.

  • Ia comentar no mesmo sentido, Guilherme. Lembro bem dos comentários quando BSB ainda estava no período pré-copa.

  • Wilson Júnior

    Será que esses investimentos reduzirão os ridículos 40 minutos que gasto entre o push back do terminal 2 e a decolagem?

    • Thiago

      Provavelmente sim, pois o novo terminal será longitudinal em relação à pista nova (normalmente utilizada para as decolagens), o que deve reduzir consideravelmente o tempo de taxiamento, além das saídas rápidas que estão no projeto.

  • Bruno Souza

    Ótima notícia! Pra mim só confirma ainda mais que o modelo de gestão privada supera em anos luz toda essa gestão pública burra que ainda temos nos setores de logística do Brasil. Espero que as concessões se ampliem para os outros aeroportos, trens e portos!

  • Orem B. Hartuing

    É assim que funciona sim. A desvalorização, obviamente, não foi realizada com essa intenção, mas é assim que o câmbio se comporta em tempos de crise, tendo a consequência de baratear o país e aumentar sua atratividade ao capital estrangeiro. O desenrolar das crises é o mesmo em qualquer época, em qualquer país, e não existe crise eterna.

  • Orem B. Hartuing

    Pessoalmente, não gosto do aeroporto de Brasília por ser disfuncional e parecer um amontoado de puxadinhos, que não se comunicam arquitetonicamente, e pelo jeito esse novo projeto só vai transformar o conjunto de puxadinhos em conjuntão de puxadões

  • Orem B. Hartuing

    Gastaram milhões na construção das novas alas e não colocaram míseras plaquinhas para orientar os passageiros onde fica a restituição de bagagem. Quem desembarca nas alas novas simplesmente fica perdido, sem saber para onde ir. O desembarque nas alas novas, feito no mesmo ambiente que o embarque de outros vôos, ajuda a confundir, mas é um problema que poderia ser resolvido com a simples colocação de indicações “baggage claim” para os passageiros. Quem chega pela primeira vez ali fica absolutamente perdido.

    • Thiago Santos Araújo

      Exatamente Orem Hartuing. Passei por BSB em Julho deste ano e achei extremamente confuso tbm. Pensei que essa forma de desembarque seria temporária e que as placas indicativas do local para restituição de bagagens ainda estavam sendo implantadas, mas pelo que percebo ainda não resolveram isso.

      • Orem B. Hartuing

        Não resolveram mesmo, Thiago. Desembarquei na ala nova faz cinco dias e nada mudou. Inacreditável que seja tão difícil colocarem meras plaquinhas indicativas ali.

  • Orem B. Hartuing

    Antes da Inframérica, o estacionamento pago era em apenas uma pequena área mais próxima ao terminal, sobrando bastante espaço para estacionar sem precisar pagar nada. Transformaram tudo em estacionamento privado, agora não existe lugar sem custo para parar o carro. Para-se a até 800 metros do terminal ao custo de 10 reais a hora, tendo que tomar chuva por todo o trajeto caso chova. O estacionamento anterior, como se debochasse do cidadão, virou “estacionamento prime”, ao custo de 15 realitos cada hora e tendo como único benefício estar mais perto do desembarque.

  • Orem B. Hartuing

    BSB nunca foi um aeroporto eficiente na restituição de bagagens, mas muito raramente demorava mais do que 30 minutos para aparecer a mala na esteira. De dois anos pra cá, perdi as contas de quantas vezes fiquei 40, 50 minutos esperando minha bagagem.

  • Fabricio

    ÓTIMA notícia mas eu como moro em bsb e viajo muito tenho que observar uma coisa, os banheiros da área externa do aeroporto são horríveis e a chegada para os passageiros se estiver chovendo todo mundo molha, pois o novo acesso e descoberto. Pelo nível do projeto deviam no mínimo pensar nestas 2 coisas.

  • Denis França

    Nossa, legal! Mas poderiam começar fazendo um caminho em linha reta para quem deixa 36 reais por diária de estacionamento e não encontra uma passagem minimamente lógica até o terminal. Cobertura contra chuva, então, nem pensar!

    Dica: no próximo terminal, na região de embarque de um finger que atende aviões para até umas 180 pessoas, como aqui no Brasil, eu sugeriria não colocarem só 30 cadeiras para a espera. Vai entender esse pessoal…

  • Ygor Maia

    Como vocês já publicaram aqui, muitas rotas internacionais de BSB foram canceladas, será que com esse aumento no tamanho do aeroporto, algumas empresas voltem a operar as rotas que foram canceladas?