logo Melhores Destinos

Portugal reaberto! Oito novas atrações que os turistas brasileiros já podem conhecer

Rafael Castilho
04/09/2021 às 9:19

Portugal reaberto! Oito novas atrações que os turistas brasileiros já podem conhecer

Portugal finalmente abriu as fronteiras aos turistas brasileiros na última quarta-feira, 1 de setembro. E nada melhor que terminar a semana com uma dica de oito novas atrações para os viajantes brasileiros conhecerem em terras lusitanas. São lugares, de norte a sul de Portugal, que abriram as portas durante este período de restrições de viagens. Agora, você já pode embarcar para Portugal com o seu teste negativo e colocar em seu roteiro estas novas incríveis atrações.

1. Golfinhos no Rio Tejo, Lisboa

Que tal avistar golfinhos no Rio Tejo? Agora é possível fazer passeios de barco pelo rio que banha Lisboa e avistar uma infinidade destes mamíferos. Para os especialistas isto só foi possível devido à pandemia. Menos poluição sonora e orgânica, devido à diminuição do tráfego marítimo, fizeram regressar os golfinhos a muitas zonas do mundo e Lisboa é a única capital europeia onde é possível avistá-los.

Golfinhos no Rio Tejo (foto NIT)

Em Lisboa é possível observar principalmente o golfinho roaz, com as suas tonalidades acinzentadas, e mais frequentemente golfinhos comuns, com um corpo esguio preto e branco, bico curto e pontiagudo, que podem medir até dois metros e pesar mais de cem quilos. O passeio, que dura cerca de 3 horas com saídas às 9h30, é resultado de uma parceria entre o Oceanário de Lisboa e a empresa Terra Incógnita.

Local: Terra Incógnita – Doca de Santo Amaro

Ingresso: 60€ (reservas aqui)

2. Centro Interpretativo da História do Bacalhau, Lisboa

Se existe um prato culinário ligado diretamente ao povo português é o feito com bacalhau. Este peixe de águas frias do norte do planeta ganhou o mundo e se tornou patrimônio gastronômico nas mãos dos cozinheiros da terrinha. O Centro Interpretativo da História do Bacalhau é dedicado exclusivamente a esta iguaria mostrando a origem aventureira da pesca portuguesa do bacalhau em águas geladas da Noruega, Islândia e Canadá (antiga Terra Nova) lá no século XV.

De forma bem interativa e didática, o visitante conhece toda a história da pesca do bacalhau, a importância dele na culinária portuguesa e tem a possibilidade de descobrir quem foi Zé do Pipo, Brás e Gomes de Sá, nomes imortalizados em três receitas tradicionais.

Local: Torreão Nascente do Terreiro do Paço – Praça do Comércio

Horário: todos os dias das 10h às 20h

Ingresso: 4€

Centro Interpretativo da História do Bacalhau em Lisboa

3. Berardo Museu Art Deco, Lisboa

Aberto em abril deste ano o Berardo Museu Arte Deco está instalado num casarão histórico no bairro de Alcântara, bem no coração da cidade de Lisboa, O local já serviu de residência de veraneio do Marquês de Abrantes, no início do século XVIII. Agora a frondosa mansão abriga várias obras de arte que ilustram os movimentos Arts and Crafts, Arte Nova e Arte Deco, sobretudo dos anos 1920 e 1930.

No local também foram recriados ambientes de época, dando ao visitante a possibilidade de admirar os estilos num contexto residencial com artefatos criados pelos famosos designers Jacques-Émile Ruhlmann, Alfred Porteneuve, Jean-Michel Frank, René Lalique e Jacques Adenta.

Local: Rua 1º de Maio, 28

Horário: 10h às 19h

Ingresso: entrada gratuita

Museu Art Deco em Lisboa (foto divulgação)

4. Porto 360, Porto

Desde maio deste ano é possível subir no mais novo miradouro do Porto. Do alto da Super Bock Arena, o visitante tem uma vista espetacular 360 graus da cidade do Porto contemplando o belo Rio Douro. São 150 degraus a serem vencidos até chegar ao ponto mais alto sobre o Pavilhão Rosa Mota. O melhor é comprar os ingressos antecipadamente, pois há horário marcado e turmas de no máximo 13 pessoas por visita.

Além da vista proporcionada pelo Porto 360, as visitas percorrem o interior do edifício e são guiadas por conhecedores da história do Palácio de Cristal – desde o edifício original, construído em 1865, a sua substituição pelo Pavilhão dos Desportos em 1952, destacando alguns momentos até a atual Super Bock Arena.

Local: Jardins do Palácio de Cristal, R. de Dom Manuel II

Ingresso: 12,50€ (compras online)

5. WOW, Porto

Portugal é um dos principais destinos de enoturismo do mundo e o Porto está associado diretamente a esta fama. Um dos principais vinhos do país leva o nome da cidade. Nada melhor para marcar este casamento perfeito para os viajantes do que um nova atração de excelência dedicada diretamente ao vinho.

Com 35 mil metros quadrados, o World of Wine (WOW) é uma área enocultural com restaurantes, bares, cafés, lojas, escola de vinho, museus e exposições. O espaço fica em meio as antigas caves na margem sul do Rio Douro, em Vila Nova de Gaia. O projeto foi desenvolvido pelo grupo The Fladgate Partnership, proprietário das marcas Taylor´s, Croft, Fonseca, The Yeatman, entre outros, e recebeu investimento de 105 milhões de euros.

Local: Rua do Choupelo, 39 – Vila Nova de Gaia

Ingresso: entrada gratuito. Custo museus a partir de 28,00€

6. Museu do Holocausto do Porto

Um história para ser sempre lembrada e nunca mais repetida. O Museu do Holocausto do Porto foi aberto neste ano e relembra os tempos de genocídios e atrocidades cometidas pelo regime nazista alemão durante a II Guerra Mundial. Pelos corredores e salas deste Museu é possível encontrar relatos e objetos ligados a esta parte triste da história da humanidade. Também é possível conhecer um pouco sobre as raízes da comunidade judaica na Península Ibérica.

O Museu do Holocausto do Porto foi criado pela Comunidade Judaica do Porto (CIP/CJP) em parceria com a B’nai B’rith International e outros museus do Holocausto que existem pelo mundo, como em Washington, Buenos Aires, Sydney, Curitiba e Montreal.

Local: Rua do Campo Alegre, 790 – Porto

Horário: Segunda a Sexta das 14h30 às 17h30 (fechado aso fins de semana e feriados judaicos)

Ingresso: acesso gratuito

7. Ponte 516 Arouca

A maior passarela do mundo fica em Portugal e foi aberta ao público no início deste ano. A 516 Arouca é inspirada nas pontes incas que atravessavam os vales de montanhas da Cordilheira dos Andes. Foram dois anos de obras ao custo de cerca de dois milhões de euros. As obras foram concluídas em outubro de 2020, mas devido à pandemia a sua abertura aos turistas foi adiada.

A passarela, com 1,20 metro de largura, faz a ligação entre as margens do Rio Paiva que fica lá embaixo a 175 metros. São 516 metros de extensão. Enquanto percorre a ponte, o visitante pode apreciar uma vista deslumbrante da Garganta do Paiva e a Cascata das Aguieiras. Eu estive lá e você pode acompanhar os detalhes no video abaixo.

Local: Arouca – estacionamentos em Areinho (Coordenadas GPS
40°57’10.2″N 8°10’35.1″W) e em Alvarenga (GPS: 40°58’11.1″N 8°09’26.1″W)

Ingresso: 12€ adultos/ 10€ estudantes e idosos (compra online)

8. Passadiços do Pulo do Lobo, Mértola

Se você  busca uma atração completamente nova, os Passadiços do Pulo do Lobo são para você, pois as obras já estão concluídas e o local só deve ser aberto nas próximas semanas. Localizado no Baixo Alentejo, o Parque Natural do Vale do Guadiana, com quase 70 mil hectares de área, é um destino imperdível, destacando-se o Pulo do Lobo com sua bela soberba cascata, a maior do sul de Portugal.

A nova atração permitirá que os visitantes desfrutem e acessem de forma mais rápida e segura a margem esquerda do rio Guadiana, nas imediações da cascata. Para chegar ao rio serão 50 metros de descida numa escada de madeira com 300 degraus, mas não se preocupe pois há ao longo do caminho muitas áreas para descansar e contemplar a vista.

Local: Serpa, Baixo Alentejo

Passadiços do Pulo do Lobo no Baixo Alentejo

 

Está animado para voltar a Portugal? Conte pra gente nos comentários e participe!

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção