logo Melhores Destinos

Laguna Humantay e Rainbow Mountain: Dicas de passeios alternativos no Peru

Redação
27/06/2019 às 16:14

Laguna Humantay e Rainbow Mountain: Dicas de passeios alternativos no Peru

O Peru vem despontando com um dos países mais visitados da América do Sul. Seu conjunto de paisagens incríveis, preços convidativos e o famoso cartão-postal Machu Picchu atraem cada vez mais turistas. Que tal embarcar em um passeio alternativo e descobrir um lago de águas transparentes na Cordilheira dos Andes, ou ainda uma montanha multicolorida que lembra um arco-íris? Nossas leitoras Vanessa Bittes e Thais Piva embarcaram nessa aventura e contam tudo sobre a Laguna Humantay e a Rainbow Mountain, confira!

Laguna Humantay e Rainbow Mountain: Dicas de passeios alternativos no Peru

Por Vanessa Bittes e Thais Piva

Após não conseguir chegar ao topo da Rainbow Mountain (também conhecida como “Vinicunca, a Montanha de Sete Cores“) por causa dos efeitos da altitude, comecei a pesquisar sobre as diferenças entre o seu caminho e o que leva até a Laguna Humantay com o objetivo de decidir se faria a segunda. Foi então que percebi que não havia muitas explicações sobre o assunto e, por isso, resolvi escrever este texto.

Bom, vou explicar melhor:

Eu e minha amiga Thais fechamos um roteiro totalmente voltado para as belezas naturais do Peru, Bolívia e Chile. Infelizmente, muita coisa ficou de fora porque só tínhamos 20 dias e escolhemos priorizar Machu Picchu, Salar de Uyuni e Deserto de Atacama.

Com isso, reservamos uma semana para o Peru, uma semana para a Bolívia e seis dias para o Chile.

Considerando o dia de chegada e demais trânsitos entre as cidades, foi possível realizar, no Peru, os passeios do Vale Sagrado, Machu Picchu, Rainbow Mountain, Maras e Moray e, no mesmo dia, o que eles chamam de City Tour (inclui Saqsaywaman, Qenqo, Pucapukara e Tambomachay) e, por último, a Laguna Humantay.

Chegamos no dia 04 de novembro. Logo no dia 05, realizamos o passeio do Vale Sagrado parando em Ollantaytambo, pois no dia 06 já iríamos cedo para Machu Picchu. Como escolhemos escalar o Huayna Picchu, pensamos que seria o suficiente para nos aclimatarmos, já que a cidade está “somente” a 2.430 metros de altitude.

Apenas uma observação, eu tive um certo cansaço, mas, parando e descansando, cheguei ao topo do Huayna Picchu com um pouco mais de uma hora. Minha amiga não sentiu os efeitos da altitude.

Rainbow Mountain

Assim, no dia 07, fomos para a tão esperada Rainbow Mountain (pelo menos no meu caso, pois eu já conhecia Machu Picchu).

A viagem até o local é longa, saímos às 4h30 de Cusco, paramos para tomar um café da manhã e, claro, um chá de coca. Chegamos em torno de 10h30 no local onde iniciaríamos a caminhada mais curta, ou seja, com previsão de 1h30 no máximo para se chegar ao topo.

Ao sair do ônibus, eu já senti uma forte tontura, daquelas que parece que vai te derrubar. Afinal, estávamos entre 4.600 e 4.800m de altura. Nesse momento, eu já avisei para a minha amiga que não conseguiria continuar.

Mas respirei fundo e calmamente iniciei a caminhada que leva até os 5.200m finais.

Aqui está então a maior diferença entre os caminhos para se chegar à montanha e ao lago. Na Rainbow, a subida é leve no início. O caminho é quase reto, mas escorregadio porque há trechos de lama, especialmente quando chove.

laguna humantay rainbow mountain passeios peru

Há cavalos ou burrinhos que fazem a maior parte do trecho, caso você prefira contratá-los, no entanto, eles não chegam ao topo. Com certeza, já é de grande ajuda, mas eu preferi tentar. Era a minha primeira experiência em tão grande altitude e, sinceramente, tive muita dó dos animais.

E assim continuamos, eu sofrendo e minha amiga numa boa…

Num certo trecho deixei que ela fosse na frente, pois não sabia se chegaria e segui até onde conseguia ver as diferentes cores, mas não até o topo.

Apesar de mastigar a coca e cheirar algo que o guia me deu para a tontura, fiquei com medo de ir mais longe. Não dava mais que dois passos sem ficar sem ar. A coca ajuda de fato. Mas acredito que naquele ponto, só um milagre mesmo.

Aqui então, passo a expor a impressão da Thais e de outras pessoas de quem ouvi relatos.

Como disse, o caminho tem trechos mais retos, com leve inclinação, algo do tipo 3% na esteira…rsrs. Até que vemos três pequenos segmentos curtos mais inclinados (9% na esteira).

O último, é o mais difícil de todos.

laguna humantay rainbow mountain passeios peru

Eu ultrapassei o primeiro segmento e ali fiquei.

laguna humantay rainbow mountain passeios peru

Como me disse a Thais, no final, todos vão muito devagar, o frio é muito grande, inclusive choveu granizo quando estávamos lá, além de ventar bastante.

rainbow mountain peru

A descida é longa, mas infinitamente mais fácil.

Laguna Humantay

Estrategicamente, a Laguna Humantay ficou para o último dia. Sabíamos que o esforço na Montanha seria grande e então teríamos um descanso entre um e outro.

Da mesma forma, a viagem é longa até o lago. Se não tivessem nos esquecido, teríamos saído um pouco antes da 5h.

Com 40 minutos de atraso, paramos para o café da manhã e o chá de coca e chegamos à base onde iniciamos a trilha em torno de 11h.

Para mim, que sofri muito com a altitude, especialmente com falta de ar e tontura, o primeiro trecho da Humantay foi bem mais fácil. Mas, também, o lago fica um pouco mais abaixo, em torno de 4.600m.

No entanto, a trilha é toda inclinada. É subida do início ao fim, sendo que a inclinação só aumenta.

Eu fui ziguezagueando (anda um trecho em linha reta para a esquerda, sobe um pouco, volta em linha reta pela direita, sobe mais um pouco…), o que ajuda muito, e aluguei o cavalo em um pedaço, pronto, cheguei.

laguna humantay rainbow mountain passeios peru

Falando agora pela Thais, que continuou sem sentir o “soroche”, a trilha é de fato um pouco pior por causa da inclinação.

O esforço acaba sendo maior, exceto em comparação à última subida da Rainbow Mountain.

Por fim, a conclusão é de que a subida da Humantay é um pouco mais difícil que a da Rainbow Mountain.

Lógico que outras pessoas pensarão diferente até mesmo por causa das condições climáticas que enfrentarem.

Na Laguna Humantay, pegamos sol e calor, mas há um grande trecho de pedras. Na Rainbow, é muito frio e há lama escorregadia, mas há longos segmentos em linha reta com leve ou nenhuma inclinação.

Acredito ainda que já estávamos mais cansadas quando fomos à Humantay, pois já tínhamos escalado o Huayna Picchu, a Raimbow, feito o Vale Sagrado, o city tour e Marais e Moray. Todos são em altitude, alguns também com longas subidas.

Mesmo assim, percebemos que a inclinação ou escadarias demandam esforços que na altitude aceleram mais os batimentos cardíacos e exigem a respiração mais profunda… e ali o ar falta, ô se falta….

Informações sobre os passeios

Rainbow Mountain

Horário: 4h30 às 18h30
Preço: 70 soles (incluída a entrada)

Laguna Humantay

Horário: 4h30 às 18h30
Preço: 80 soles (incluída a entrada)


Agradecemos a Vanessa e a Thais pelas dicas! Quer compartilhar sua viagem com a gente? Envie um e-mail para convidado@melhoresdestinos.com.br!

Não perca nenhuma oportunidade!

ícone newsletter E-mail diário com promoções Receba as ofertas mais quentes no seu e-mail
Baixe grátis o nosso app Seja notificado sempre que surgir uma promoção