Governo dos Estados Unidos quer facilitar entrada de turistas brasileiros

Por
20 · mar · 2019       11:28

O governo dos Estados Unidos quer colocar o Brasil no Global Entry, programa que facilita o acesso de turistas ao país. O projeto permite que os viajantes frequentes de um país previamente cadastrado tenham entrada rápida nos aeroportos americanos. Assim, seria possível fugir da fila do controle imigratório, realizando a checagem de passaporte em quiosques eletrônicos.

Lembrando que o Global Entry não isenta o visto. Para ter acesso ao programa, o viajante deve passar por entrevista e comprovar que não tem antecedentes criminais, entre outros requisitos.

A entrada do Brasil no programa já havia sido anunciada em 2015, durante visita da presidente Dilma Rousseff a Barack Obama, mas não saiu do papel. Apesar da anúncio na época, o projeto não avançou, especialmente devido a restrições por parte da Receita e da Polícia Federal. A resistência se deu pelos gastos com o desenvolvimento de uma plataforma para troca de dados com a Homeland Security, estimados em R$ 500 mil, além do deslocamento de funcionários para implementar a medida que beneficiaria apenas 1,5 mil brasileiros de alta renda – estimativa feita na época, mas não confirmada pelos governos.

Com o novo anúncio por parte dos presidentes dos dois países, é provável que dessa vez o Brasil passe de fato a ingressar o programa Global Entry, que atualmente conta com 11 países: Alemanha, Argentina, Colômbia, Coreia do Sul, Índia, México, Panamá, Reino Unido, Suíça, Singapura e Taiwan. Para usar o serviço, os usuários pagam uma taxa de 100 dólares a cada cinco anos.