Como é voar com a MAYAir de Cancún a Cozumel no México

Como é voar com a MAYAir de Cancún a Cozumel no México

CUN Cancún
CZM Cozumel
7M 17
Avião Cessna 402C
Classe Econômica
Poltrona
Data 20/02/2018
Partida 16:00
Chegada 16:30
Duração
Por Eduardo Obregon
Leitor do Melhores Destinos
17 · jul · 2018

Fundada em 1994, a MAYAir é uma companhia regional do México com o objetivo de reduzir o tempo de transporte entre os principais destinos turísticos do Caribe mexicano. Desde 2008 é responsável pela ponte aérea entre Cancún e Cozumel. Mesmo com poucas informações sobre a empresa, nosso leitor Eduardo Obregon resolveu encarar a viagem e conta tudo sobre como é voar com a MAYAir, confira!

Meu nome é Eduardo, sou de São José dos Campos e tenho 28 anos. Fiz uma viagem a Cancún, e tive o objetivo de aproveitar as cidades em volta por um melhor custo x benefício possível. Não somente conhecendo os lugares via terrestre, mas também voando, porque não?

Realizando minhas pesquisas, pude ver que há uma opcão de conhecer Cozumel saindo de Cancún com um avião. Isso mesmo, até um tempo atrás isso não era possível.

Para comentar sobre este trecho propriamente dito, vamos explicar mais a geografia do México e um pouco da cia aérea que se chama Mayair que faz essa rota contínua desde 2009.

Abaixo, as principais rotas da cia com centro de conexão em Cancún:

Outro fator importante, é a frota de 8 aeronaves que essa cia possui:

1 x Cessna 206
1 x Cessna 402C
1 x Dornier Do 228-202K
2 x Dornier Do 228-212
3 x Fokker 50-100

A frota não é das melhores, mas pelo trecho que oferecem está razoável.

Quanto aos acidentes com esta empresa, somente ocorreram dois deles:

– 5 de setembro de 2013 – Problema com o Dornier 228-212 que fazia o trecho Cozumel-Villahermosa, houve uma falha nos ailerons traseiros. O mesmo fez um pouso de emergência em Campeche o que resultou em 1 criança de 3 anos ferida.

– 3 de junho de 2017 – Um funcionário do aeroporto de Mérida foi atropelado por um fokker 50 no hangar.

Depois de avaliar os dados da empresa, pude realizar minha compra da passagem aérea.

Compra

Comprar a passagem aérea não é nenhum segredo, basicamente há 2 opções:

– Pelo site oficial, mais caro.
– Pelo site de agências mexicanas, mais barato.

Primeiramente, para comprar nos sites de agências mexicanas, o cartão deve ser internacional. A passagem custou MXN$ 719 somente ida. Convertendo dariam mais ou menos R$160.

Agora uma curiosidade: Considerando outro método de ir de Cancún a Cozumel via ferry. Primeiramente você deveria ir pra Playa del Carmen com um onibus ou coletivo. O custo é mais ou menos 50-100 pesos.

O custo do ferry varia também de 80-200 pesos (São 3 empresas que operam, Ultramar é melhor). Totalizando 130-300 pesos. Ou seja, praticamente a metade do valor de avião, sendo que no ferry é mais demorado, mais cansativo e mais cheio. No meu caso eu fui de avião e voltei de ferry.

Conclusão, viajar com o avião o custo x benefício está razoável.

Check-in

Como nem tudo são flores, a hora do embarque digamos que foi a mais estressante quanto à localização do terminal. Lembre-se, você está no México, não é EUA. Imagine um Brasil com pessoas falando espanhol (cuidado com os taxistas, pelo amor de Deus).

Bom, a princípio quando você comprar a passagem em uma agência online, você irá verificar que o avião que faz esse trecho é um Dornier 228. Porém no meu caso não foi, não há uma organização quanto a isso. Ou seja, normalmente é o avião que está disponível no hangar. Nem preciso dizer quanto ao assento (qualquer um serve).

O grande problema mesmo é o terminal. Na passagem não indica. Se você fizer o trecho de Cozumel para Cancún, ok. Porém de Cancún a Cozumel aí vem a dor de cabeça.

Como todos que visitam Cancún sabem que o transporte é complicado, o mesmo é da cidade ou zona hoteleira ao aeroporto. Há opções com ADO no terminal de bus. Acredito que este seja a melhor opcão. Da Zona Hoteleira ao Terminal ADO você deve pegar o ônibus urbano R1.

Pois bem, o ADO te leva nos 4 terminais do aeroporto. Porém qual é o terminal do Mayair? Foi difícil entender o espanhol do motorista que disse: “Terminal FBO e não vou para lá”.

E agora? Teria que pegar um inter-terminal no terminal 2 para o FBO.
O nome do inter-terminal é o COBUS 2500 (só para informação de todos).

Eis aqui o ponto para seguir ao FBO no terminal 2:

Bem, chegando ao terminal FBO você irá se deparar com pequenas companhias, a primeira delas é a Mayair. É muito engraçado, pois o terminal é tão pequeno… Acredito que seja menor que o aeroporto da minha cidade no interior…

A funcionária da companhia, muito atenciosa, faz seu check-in com o passaporte, parece que você está em uma rodoviária. Ela mesma etiqueta suas malas com papel e canetinha (ISSO MESMO HAHA), e te entrega a passagem que parece um papel de pão.

Bom, check-in feito, agora só esperar a chamada. Que é um grito da funcionária dizendo para ir para fora do terminal pegar o avião. O mais engraçado é que o funcionário do aeroporto leva sua mala junto de você com um carrinho.

E advinhe quem grita para todos irem ao avião? Ela mesma, a funcionária do check-in!

E é ela que te acompanha até a porta do avião, que para minha surpresa não era o Dornier 228 (como dito anteriormente). Era um Cessna 402C, isso mesmo, parecia que eu estava em um voo particular

 

Cabine

Bom, dentro do avião, vamos falar do Cessna que a princípio era para ser um Dornier 228.

Se eu não me engano Cessna foi o avião que caiu em Angra dos Reis no acidente do ministro Teori Zavascki. Prestei atenção se tinha algum político no voo… bom, não tinha, era uma preocupação a menos haha. (Nota do editor: a aeronave do acidente mencionado na verdade era um King Air C 90).

Mas quando entrei, o avião era muito simples: sistema turboélice e não é pressurizado. Faz um barulho danado também. Eu estava na parte direita da asa.

Na minha frente ao lado do piloto estava uma passageira de Cozumel, do meu lado um rapaz gordo que fazia esse trajeto constantemente e atrás uma outra mexicana. E eu com minha cidadania italiana com medo daquele troço (deveria ter ido assistir o filme do Pelé…)

Eu olhando aqueles instrumentos e falei: Nossa, olha um toca-fitas ali!
Que nada, era só o computador de bordo.

Foi muito legal, pois você vê os procedimentos do piloto na sua frente em um aeroporto internacional cheio de jumbos em sua volta.

Para quem tem medo, vendo estes instrumentos velhos, fica com mais medo ainda, mas depois você vai compreendendo e entendendo como funciona uma decolagem (claro com um avião menor). Com um avião desses, da rua aqui de casa já da pra decolar, realmente ele decola muito rápido.

O piloto é muito atencioso, mas no voo ele é muito concentrado no que faz, ele disse que iria balançar bem, pois havia um fluxo de vento cortante entre Cancún e Cozumel. (Acima do mar, que coisa…)

Entretenimento

Bom este avião não tem nada de entretenimento, a não ser a própria vista que você tem da janela. Realmente muito bonita.

Porém poderia ter alguma revista, ou folheto com as principais atrações de Cozumel. A companhia deveria investir mais nas informações de cada cidade e um pouco no marketing. Pois tenho certeza que muitas pessoas aqui não conhecem esse transporte em Cancún. Acaba sendo um voo panorâmico muito interessante!

Serviço de Bordo

Bom nessa parte eles pecaram um pouco, por mais que seja um voo curto de 20 minutos, avião pequeno, não há comissários, eles deveriam pelo menos servir uma aguinha antes de embarcar.

Nota 0, MAYAir. O terminal deveria ser mais equipado para isso.

Comissários e equipe de solo

Bom, não existem comissários, as equipes de solo eram as mesmas que fizeram o check-in.

Eles eram educados, até que organizados, não tinha muito segredo embarcar e desembarcar 4 pessoas. Abaixo está o procedimento de embarque com as equipes de solo fazendo o check-up.

Repare que há aviões enormes em volta e o famoso Cessna esperando nossa entrada. Afinal estamos em um aeroporto internacional indo para outro internacional. Não é incrível?

Programa de Fidelidade

Até onde eu saiba, a empresa não tem um programa de fidelidade, o que é muito triste.

Acho que eles deveriam investir em suas frotas, eles tem tudo para mostrar o Caribe do jeito econômico e diferente. Realmente fiquei decepcionado com relação a isso. Parece que querem permanecer assim sem nenhum programa com os mesmos aviões. Mas acredito que têm potencial.

Conclusão

Incidentes

Bom tudo começou quando estávamos decolando. Ouvimos um barulho atrás do avião. O piloto até se assustou, era um assento que tinha descido o encosto… haha.

Outro incidente que fez parte do nervosismo, foi a turbulência forte no pouso, o piloto fez uma manobra para alinhar com a pista com um grau de inclinação um pouco alto (não faça mais isso haha). Parecia que eu estava em uma montanha russa, porém nos ares. Foi tão engraçado que o gordo do meu lado estava rindo de nervoso.

Abaixo uma foto do piloto e as nuvens a frente (turbulência).

Chegada

Chegamos rapidamente ao aeroporto de Cozumel, um aeroporto internacional, porém pequeno. Acredito que exista somente 1 terminal. Então não houve tantos problemas.

Chegamos após uma turbulência e ouvimos o piloto dizer: Bem-vindos a Cozumel. Porém não tínhamos nenhum informativo da cidade.

O desembarque foi tranquilo, da mesma forma que a mala acompanhou na entrada, elas acompanharam na saída também.

E Cozumel é muito diferente de Cancún, lá as pessoas não ficam pedindo para você comprar isso ou aquilo. É uma cidade para quem quer descansar e mergulhar. Particularmente não sou fã de muita bagunça e de vendedores perguntando muitas coisas. Ou seja, foi uma viagem muito boa.

Dicas e conclusão

Bom, como dito anteriormente, minha dica é somente ao terminal FBO de Cancún, por favor, fiquem espertos, evitem ao máximo usar táxis. Saiam com antecedência do hotel, e coloquem 1h a mais como imprevistos. Chegando tranquilo no terminal, podendo fazer um lanchinho antes (já que a cia não oferece).

Vale a pena voar pela empresa?

Sim, na verdade é um custo maior do que de barco. Mas é uma aventura, muito interessante para quem gosta de voos panorâmicos e ao mesmo tempo de uma viagem.

Qual o ponto forte dela?

Não sei nem se tem! haha. Bom, o ponto forte da empresa é sua praticidade, porém a falta de informação dela no aeroporto e no dia a dia faz com que a empresa não cresça.

O que tem para melhorar?

Com certeza a divulgação, a informação no aeroporto, informação no bilhete, e claro um lanchinho antes de embarcar, ou uma água.

Pensa em usá-la novamente?

Caso for para o México, porque não? Acredito que sim, apesar que sou um pouco medroso com aviação pude aprender bastante coisa na decolagem e durante o voo, foi uma viagem muito rica.


Agradecemos ao Eduardo pelo relato! Quer ver a sua avaliação publicada no Melhores Destinos? Peça as instruções, capriche no texto e nas fotos e mande para a gente: avaliacao@melhoresdestinos.com.br

Nota final

MAYAir

Cancún - Cozumel

Voo 7M 17

6,3
Embarque 7
Assento 5
Entretenimento
Amenidades
Equipe 7
Fidelidade