Está no ar o Guia de Washington, DC

Monique Renne 3 · março · 2015

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

Para os que estão de viagem marcada para Washington, ou pretendem ir em breve, o Melhores Destinos preparou o Guia de Washington com muitas dicas! Lá você encontra todas as informações sobre o que fazer em Washingtononde ficarcomo se locomover; os melhores museusmonumentos e memoriais; ótimas opções de compras; vários restaurantes e muito mais!

Estive em Washington pela primeira vez 12 anos atrás. Foi uma passagem relâmpago de apenas algumas horas. Lembro-me do frio congelante na véspera de Natal; o Capitólio emoldurado pelas árvores secas; uma senhora que protestava na Casa Branca; do nome Smithsonian onipresente no National Mall e das imponentes estações de metrô. Nada mais. Convivi durante muito tempo com a sensação de que não tinha conhecido nada.

Anos mais tarde percebi que não estava enganada. Como era possível estar em DC – assim chamada a capital dos EUA pelos moradores locais – e não ter chegado nem perto do Lincoln Memorial? Este não era o único ponto que me intrigava. E diante da oportunidade de visitá-la fui com o objetivo de entender, conhecer e curtir cada pedacinho. Mais tarde percebi que a cidade oferece tanto que é impossível esgotá-la em apenas uma ou duas visitas.


O ponto de partida, assim como o de muitos visitantes, foi o National Mall. Era um belo dia de verão – muito quente, diga-se de passagem – e com céu tão azul que parecia ter recebido uma demão de tinta guache. Um convite a passar horas simplesmente passeando pelos gramados e alamedas da longa esplanada, onde está concentrada a maior parte das atrações. A cidade é acolhedora e extremamente segura, o que tornou irresistível alugar uma bike no sistema compartilhado e pedalar para me ambientar. E como é fácil gostar de Washington!

NIQ_9755

Se for possível resumir o National Mall e arredores, podemos dizer que é um enorme espaço verde cercado de memoriais, prédios públicos e museus. Chato? Nem um pouco! As homenagens aos mais importantes líderes dos EUA extrapolam o comum e tornam-se obras de arte a céu aberto. Os museus guardam acervos incríveis e os prédios públicos, além do valor arquitetônico, são casa de relíquias como o original da Constituição Americana e a Declaração de Direitos. Mas o melhor de tudo é saber que a maior parte das atrações tem entrada gratuita! E as raras exceções, como o Newseum, valem cada dólar investido.

Os museus são realmente o ponto forte da cidade. É possível passar alguns dias apenas no circuito do National Mall. Se incluir as ruas vizinhas serão mais de 20 opções a poucos passos uma da outra. E as atrações não se restringem ao interior dos museus. Passei uma bela tarde de sexta no Sculpture Garden, onde o público fazia piqueniques regados a geladas jarras de sangria em meio às obras de arte de Miró, Alexander Calder e Roy Lichtenstein. Tudo ao som de uma apresentação de jazz ao vivo e com pés descalços no chafariz.

Fiquei por muitas vezes perdida nas salas da National Gallery of Art buscando por Matisse, Monet e Picasso. Não consegui esconder a minha incredulidade durante visita ao National Air and Space Museum, especialmente ao ver o módulo que serviu de base aos astronautas na lua. No Newseum fui arrebatada pela emoção das fotos premiadas pelo Pulitzer, assim como perdi o fôlego no Holocaust Memorial Museum. As visitas seguiram por tantos museus que seria injusto enumerar o melhor. Uma pena que muitos visitantes limitem-se aos elefantes e dinossauros do National Museum of Natural History (um lugar encantador e imperdível, é fato) e deixem de conhecer o National Archives Museum, a Freer Gallery e outros. O tempo é mesmo curto diante de tantas opções.

NIQ_0875

Ultrapassar a fronteira do National Mall não é tarefa fácil. Ele toma muito tempo e a maioria do visitantes chega à cidade para ficar poucos dias. Uma pena. Diante da correria fica difícil curtir uma caminhada por Upper Northwest até o alto da Washington National Catedral; um passeio de barco para ver uma sessão de cinema ao livre no National Harbor; uma voltinha de SUP pelas águas que banham a charmosa Georgetown e até uma pequena viagem para curtir os deliciosos restaurantes de Old Town Alexandria.

Quanto mais tempo ficar, mais você irá gostar de Washington. E isso também inclui as excelentes opções de compras, claro! Estamos falando da capital dos Estados Unidos e ela não iria decepcionar exatamente em um dos quesitos mais importantes da viagem. Outlets, shoppings e as sempre surpreendentes lojinhas dos museus são paradas obrigatórias para quem pretende voltar com a mala um pouquinho mais cheia.

Se não tiver jeito e você realmente só puder ver o básico de Washington, não deixe de comer um autêntico hot dog no Ben’s Chili Bowl; dê um alo para os dinossauros do Museum of Natural History; faça uma selfie com o presidente Lincoln; e feche o dia vendo o pôr do sol nas escadaria do monumento, com o Capitólio ao fundo. Assim como eu, que fiz uma visitinha rápida na primeira vez que estive por lá, certamente você também irá voltar e se apaixonar.

Quer saber mais? Acesse já nosso Guia de Washington e confira todas as dicas e informações que preparamos para você garantir uma viagem inesquecível!

Ah! A mesma senhora que eu vi protestando na Casa Branca 12 anos atrás ainda está lá!

NIQ_1964

Autor

Monique Renne - Editora de Destinos Jornalista e repórter fotográfica viciada em passagens aéreas. Com um mundo inteiro a ser descoberto.