TudoAzul vai mudar regra de acúmulo de pontos em voos e limitar resgates a 20 beneficiários por ano!

Leonardo Cassol 12 · outubro · 2018

Não perca mais nenhuma promoção!

Promoções no e-mail

Faça como 1 milhão de brasileiros. Cadastre seu email e receba as melhores promoções de passagens!

Promoções no Whatsapp

Agora você pode receber promoções direto no Zap! Escolha se quer receber todas ou só as melhores!

O TudoAzul anunciou que vai implementar mudanças no regulamento do programa, incluindo nova regra para o acúmulo de pontos em voos, pontuação mínima para upgrade ou manutenção de categoria e um limite anual de beneficiários de resgates de passagens com pontos. Confira as principais mudanças, que entrarão em vigor a partir de 15 de dezembro de 2018.

Acúmulo de pontos em voos da Azul

A partir de 15 de dezembro os clientes, em geral, vão acumular menos pontos no programa ao voar com a Azul. Clientes sem status são os que mais vão perder, acumulando 50% a menos nas tarifas de classe econômica e 66% a menos nas tarifas de classe executiva. Quem for da categoria Topázio vai deixar de acumular 2,5 pontos para acumular 1 ponto na tarifa imperdível ou 1,5 ponto na tarifa Azul Economy ou Business. Na tarifa +Azul o acúmulo será de 3 pontos. Confira como é o acúmulo hoje e como fica após a mudança para cada categoria:

Mudança ou manutenção de categoria

A Azul vai aumentar a pontuação necessária para receber o upgrade ou manter as categorias Topázio ou Safira, que sobem de, respectivamente, 4.000 e 8.000 pontos qualificáveis para 5.000 e 10.000.

Só não ficou claro se essa mudança entra em vigor apenas para qualificação de status para 2020, já que o ano está quase acabando e seria complicado mudar as regras de qualificação para 2019 tão em cima.

Limitação de beneficiários da emissão de passagens com pontos

A partir de 15 de dezembro haverá um limite de 20 CPFs por ano de beneficiários de passagens aéreas resgatadas com pontos do programa. Ou seja, você poderá emitir passagens para, no máximo, 20 pessoas diferentes entre janeiro e dezembro de cada ano.

A medida segue a linha adotada pela Multiplus e visa combater o comércio de milhas. Não deve afetar a grande maioria dos clientes.

——

Ao menos avisaram com alguma antecedência! Já é o segundo programa a alterar as regras com impactos negativos para os clientes, já que a Latam saiu na frente com alterações bem ruins na qualificação de categoria do seu programa para 2019.

Vamos torcer para a Smiles e o Amigo não entrarem nessa onda, né? E vocês, o que acharam da mudança?

Agradecemos a contribuição do leitor Helinton Silva.

Autor

Leonardo Cassol - Editor Economista, apaixonado por viagens, aviação e milhas! Especialista em programas de fidelidade do Melhores Destinos